• Save
MAABE
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

MAABE

on

  • 1,352 views

PPT de apoio à apresentação do MAABE.

PPT de apoio à apresentação do MAABE.

Statistics

Views

Total Views
1,352
Views on SlideShare
1,348
Embed Views
4

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 4

http://paulamorgadoavadrea2.blogspot.com 3
http://newsroom.tactstaff.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    MAABE MAABE Presentation Transcript

    • A Biblioteca Escolar
      Conceito central:“A biblioteca escolar constitui um contributo essencial para o sucesso educativo, sendo um recurso fundamental para o ensino e para a aprendizagem. (…) é importante que cada escola conheça o impacto que as actividades realizadas pela e com a biblioteca escolar vão tendo no processo de ensino e na aprendizagem (…)”
    • O sentido da auto-avaliação
      “If we always see as we've always seen,
      We'll always be as we've always been,
      We’ll always do as we've always done,
      We’ll always have what we’ve always had
      And we’ll always get what we’ve always got”
      (Author unknown)
      A auto-avaliação em contexto educativo consiste num processo de auto-responsabilização por parte do Órgão de Gestão da Escola, Professores e Equipa da BE;
      Permite estabelecer uma aliança entre a prática e a análise reflexiva, resultando num aferir de impactos, pontos fortes e pontos fracos;
      Enquanto instrumento de regulação, a auto-avaliação conduz àmudança e melhoria contínua.
    • O Modelo de Auto-Avaliação
      • Resultou de uma análise efectuada sobre outros modelos já existentes e sobre a realidade da escola portuguesa;
      • A abordagem é essencialmente qualitativa;
      • Avalia a qualidade e eficácia da BE, não o desempenho individual do seu coordenador ou restantes membros da equipa;
      • Orientado para a análise dos processos e resultados, numa perspectiva formativa, permite promover a melhoria, desenvolver a qualidade e concretizar a missão da BE (produzir resultados que contribuam para os objectivos da escola).
    • A estrutura do Modelo
      • Consiste em quatro domínios (e respectivos subdomínios) que representam as áreas essenciais para que a BE cumpra eficazmente a sua missão:
      A – Apoio ao Desenvolvimento Curricular
      A.1. Articulação curricular da BE com as estruturas pedagógicas e os docentes
      A.2. Desenvolvimento da literacia da informação
      B – Leitura e Literacias
      C – Projectos, Parcerias e Actividades Livres e de Abertura à Comunidade
      C.1. Apoio a actividades livres, extra-curriculares e de enriquecimento curricular
      C.2. Projectos e parcerias
      D – Gestão da Biblioteca Escolar
      D.1. Articulação da BE com a Escola / Agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE
      D.2. Condições humanas e materiais para a prestação dos serviços
      D.3. Gestão da colecção
    • A estrutura do Modelo (cont.)
      Cada domínio inclui:
      ►Indicadores –apontam as zonas nucleares de intervenção em cada domínio; permitem a aplicação de elementos de medição.
      ► Factores críticos de sucesso – exemplos de situações, ocorrências, acções que operacionalizam o indicador; guia orientador para a recolha de evidências.
      ► Recolha de evidências – exemplos de elementos, fontes e instrumentos de recolha de dados.
      ► Acções de melhoria – sugestões de acções com vista à melhoria.
    • Etapas do processo de avaliação
      • Preenchimento do documento referente ao perfil da BE;
      • Selecção do domínio para a realização da auto-avaliação;
      • Definição de instrumentos a operacionalizar durante a recolha de evidências;
      • Definição da amostra (20% do total de professores e 10% do nº de alunos em cada ano de escolaridade);
      • Calendarização do processo;
      • Recolha de evidências;
      • Análise e interpretação das evidências recolhidas;
      • Identificação do nível de desempenho da BE;
      • Registo dos resultados no quadro-síntese referente ao domínio seleccionado;
      • Apresentação à comunidade escolar dos resultados obtidos;
      • Elaboração de um plano de melhoria.
    • Nível de desempenho da BE
    • Instrumentos de recolha de evidências
      ►Registos de observação;►Questionários aos professores, alunos e encarregados de educação;►Checklists;►Registos estatísticos;►Informação contida em documentação que rege e estrutura a vida da ►escola e da BE;►Planificações;►Análise de trabalhos dos alunos;►Registo de reuniões/contactos;►Materiais de apoio produzidos e editados;
    • Envolvimento da comunidade escolar no processo
      • A reflexão orientada para a mudança, base de trabalho do modelo de auto-avaliação, implica o envolvimento colectivo:
      Coordenadora da BE – deve auto-responsabilizar-se pelo desenvolvimento do processo, divulgando-o junto da equipa da BE e dos órgãos de gestão/decisão pedagógica e conduzindo-o até ao momento da sua conclusão;
      Órgãos de gestão e de decisão pedagógica – devem auto-responsabilizar-se pelo desenvolvimento do processo, colaborando na divulgação dos objectivos da auto-avaliação da BE;
      Professores - devem auto-responsabilizar-se pelo desenvolvimento do processo, colaborando na planificação/dinamização de actividades conjuntas com a BE e preenchendo nos prazos previstos os documentos de recolha de evidências previamente definidos;
      Alunos e Encarregados de Educação - devem auto-responsabilizar-se pelo desenvolvimento do processo, participando nas actividades com/da BE e preenchendo nos prazos previstos os documentos de recolha de evidências previamente definidos.
    • Impacto esperado na BE
      • Aferição dos pontos fortes e áreas de melhoria;
      • Adequação da acção da BE aos interesses e necessidades da comunidade escolar;
      • Promoção/reconhecimento do valor da BE;
      • Efectiva integração da BE na Escola (trabalho colaborativo, articulação curricular);
      • Início de boas práticas de construção/implementação colectiva de projectos de mudança.
    • Impacto esperado no trabalho dos professores
      • Efectiva utilização dos recursos/fontes de informação da BE (nos seus variados suportes) para apoio ao currículo;
      • Motivação para o trabalho colaborativo com a BE (em contexto de sala de aula ou na biblioteca);
      • Articulação entre departamentos;
      • Diversificação de estratégias e metodologias de ensino;
    • Impacto esperado na aprendizagem dos alunos
      • Reconhecimento da BE enquanto parceiro e recurso na sua aprendizagem;
      • Aquisição de competências ao nível da literacia da informação (saber pesquisar, seleccionar, avaliar e trabalhar a informação nos seus mais variados suportes para produzir conhecimento);
      • Desenvolvimento da criatividade, responsabilidade, autonomia e sentido crítico;
      • Aumento dos níveis de leitura e compreensão leitora;
      Resultado final:Sucesso educativo. Aprendizagem ao longo da vida. Cidadãos conscientes e interventivos.
    • Divulgação dos resultados da auto-avaliação da BE
      • Elaboração de um relatório final que integre:
      - Pontos fortes da BE
      - Áreas de melhoria
      - Nível de desempenho alcançado
      - Estratégias para eliminar os pontos fracos
      • Apresentação do relatório em Conselho Pedagógico;
      • Os coordenadores de departamento divulgarão os resultados junto dos restantes professores;
      • Integração do relatório no documento de auto-avaliação da Escola, a ter em consideração para a avaliação da IGE.
    • “Success is remaining open to continuing feedback and adjusting the program accordingly. Evaluation gives you this continuing feedback.”
      (Basic Guide to Program Evaluation)
      PAULA MORGADO
      Professora Bibliotecária
      EBI C/JI Dr. Manuel Magro Machado
      13 de Novembro de 2009