Your SlideShare is downloading. ×
Conteúdos do 1 ao 5 ano
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Conteúdos do 1 ao 5 ano

11,218
views

Published on


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
11,218
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
34
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. edson.tavares@hotmail.com.brentido global do texto; utilização do sistema depontuação e de acentuação.VISÃO GERAL4. ENSINO RELIGIOSO"Houve tempo em que os descrentes, sem amor aDeus e sem religião, eram raros. Tão raros queeles mesmos se espantavam com sua descrençae a escondiam, como se ela fosse uma peste e oera. Tanto assim que não foram poucos os queacabaram queimados na fogueira".(Alves, 1999).A religião é uma ação fundamental para o ser humano, ela age no mais profundo doser. O homem sempre teve necessidade de adorar um ser Maior.A partir desse período a religião passou a ser parte integrante da vida de umcidadão. Ela entrou no âmbito familiar e percorreu toda a sociedade, nuncadeixandode fora a educação. É na da escola que entra a nossa visão educacional.Como vemos, no Brasil, a educação tem vivido uma acentuada crise, advinda dasquestões que inquietam o cotidiano do brasileiro. As desigualdades sociais têmcausado grandes mudanças na sociedade. As crises sociais abatem as aspiraçõesdo ser humano e cada vez mais surge perguntas e questionamentos. Nessapremissa entra a busca por respostas que venham nortear e manter o equilíbriopsíquico e religioso.Sendo o ensino religioso uma parte integrante da formação básica, respeito mútuona diversidade cultural religiosa do país deve, pois, constar na propostapedagógicaàs observações das normas da SED/MS.O conteúdo propõe atender no mínimo os temas tais como: História da Religião,
  • 2. Filosofia, Ética, Cidadania e a Transversalidade como: Saúde, Sexualidade e MeioAmbiente, como propõe os Parâmetros Curriculares Nacionais. A construçãohistórica do processo educacional escolar tem ao longo do tempo de sua trajetóriapossibilitado o conhecimento produzido pela humanidade e esse conhecimentopermeia os valores e atitudes dos cidadãos. Desse contexto observa-se, então, queo Ensino Religioso contribui de maneira coletiva na busca do Transcendente semproselitismo, respeitando a pluralidade e diversidade cultural religiosa do Brasil.O conhecimento religioso assim como as demais disciplinas estuda as explicaçõesda existência humana explicitadas pelas tradições religiosas que as transmite demaneira sistemática.Portanto, é um instrumento que ajuda a encontrar nas contradições de respostas,algo que venha contribuir para o crescimento intelectual social-emocional docidadão.Partindo desse pressuposto, a educação religiosa estabelece um vínculo com oPCNER, cujos objetivos são: valorizar o pluralismo e a diversidade cultural noBrasil,possibilitar as várias formas de compreender o Transcendente pelo ser humanoqueé finito através do processo histórico da humanidade, onde o educando venhaentender os elementos básicos do fenômeno religioso, analisar o papel dasCulturase Tradições Religiosas, a complexidade da Teologia e seus efeitos sobre a verdadeda fé, a relação fé e Divindade, vida além-morte. O poder das Escrituras Sagradas esuas revelações pelo contexto cultural, a descrição dos Ritos, suas manifestaçõespor meio das celebrações, cultos, missas, orações, festas etc. E por fim, a supremaimportância da questão Ethos que trabalha a alteridade dos valores e limites doindivíduo.Nos dias atuais segundo o artigo 33, da Lei 9475/75, e na Lei 9394/96, vemtrabalhando e exigindo profissionais que atuem com competência através de umconteúdo que proporcione uma visão do processo do fenômeno religioso queinforme, integre e seja totalmente reflexivo, exigindo desses conteúdosdirecionamento e especificidades e sua avaliação seja processual proporcionandoao educando a aquisição de conceitos necessários para a sua formação intelectual,emocional e religiosa.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASALVES. Rubem._____________.
  • 3. ANTONIAZZI, Alberto.Paulinas, 1980.BÍBLIA. Vida Nova. São Paulo.BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto.NacionaisMEC/SEF, 1987.______. Ministério da Educação.O que é religião, ed. Mundo Cristão, p. 9. 1999.O que é religião? 3ª edição. SãoPaulo, Loyola, 2001.A Palavra de Deus na vida do povo. São Paulo. Ed.SociedadeBíblica do Brasil. 1995.Parâmetros Curriculares: Meio Ambiente/Saúde. Secretariade Educação Fundamental. Brasília:Parâmetros Curriculares Nacionais:apresentação dos temas transversais: ética/ MEC. Secretaria da EducaçãoFundamental. 3ª edição. Brasília, 2001.______. Ministério da Educação. Lei 9394/96, de 20 de dezembro de 1996.Diretrizes e Bases Educação NacionalCARVALHO, Antonio Vieira de.2006.CLARET, Martin.Lei de. Brasília, DF: Senado, 1996.Teologia da Educação Cristã. São Paulo,Hagnos,A essência das religiões. São Paulo, Ed. Martin Claret. 2001.CONSTITUIÇÃO DA REPUBLICA FEDEREATIVA DO BRASIL: Promulgada em 5de outubro de 1988.DAY, Jackson.Velho Testamento Narrativas Bíblicas. 1ª Edição. Santa Bárbarad’Oeste. SOCEP. 2000.FILORANO, GiovanniFREIRE, Paulo.1979.KÖNING, Waldenfels.CRABTREE, Asa Routh.Janeiro, JUERP, 1977.PEDO, Albina., As Ciências das Religiões. São Paulo, Paulus, 1999.Educação e Mudança. 21ªedição, Rio de Janeiro, Paz e Terra,Léxico das Religiões. Rio de Janeiro, Vozes,1998.Teologia do Velho Testamento. 2ª Edição. Rio deTrajetória de uma luta em prolda educação com amor pela paz.1ª edição. Cuiabá, 2002.VÁRIOS AUTORES.
  • 4. VISÃO DE ÁREA9. MATEMÁTICA9.1. 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL9.1.1 1º TRIMESTRENúmeros e Operações„Ïunidades (até 10).Leitura, escrita, comparação, ordenação, seriação e seqüência numérica das„ÏNoção de dezena.„ÏCálculo mental envolvendo situações do cotidiano com registro.„Ïpessoais.Situações-problema envolvendo as idéias da adição por meio de estratégias„ÏSubtração: noção de retirar.Espaço e forma„ÏObjetos que rolam e que não rolam (Poliedros e Corpos Redondos).„ÏReconhecimento de formas: quadrado, triângulo, círculo.Grandezas e medidas„ÏIdentificação e utilização das unidades de medidas de tempo: dia, semana, mês.„Ï
  • 5. Confecção e leitura de calendário.Tratamento da informação„Ï9.1.2 2º TRIMESTREElaboração de listas de coleção de objetos de diferentes formas.Números e Operações„ÏLeitura, escrita, comparação, ordenação e seqüência numérica (até 30).„ÏRepresentação da numeração com diferentes representações de quantidade.„ÏComposição e decomposição de números.„ÏCálculo mental envolvendo situações do cotidiano com registro.„ÏSituações-problema envolvendo as idéias da adição.„ÏSubtração: noção de retirar, sobrar, restar e ficar.„ÏCálculo mental envolvendo situações do cotidiano com registro.Espaço e forma„Ïquadrado).Classificação de figuras segundo o critério (triângulo, retângulo, círculo eGrandezas e medidas„Ïano e utilização de calendário, a partir de fatos reais do cotidiano.Identificação e utilização das unidades de medidas de tempo: dia, semana, mês,Tratamento da informação„Ï
  • 6. 9.1.3 3º TRIMESTREElaboração de listas de dados coletados ou fornecidos.Números e Operações„ÏRepresentar e identificar sucessor e antecessor de um número.„ÏLeitura e escrita dos números (até 50).„ÏContagem com formação de grupos de 10.„ÏValor posicional dos algarismos(unidades e dezenas).„ÏTroca de unidades por dezenas„ÏSituações-problema envolvendo as idéias da adição e subtração.„ÏNoção de multiplicação (combinatória e soma de parcelas iguais).„ÏNoção de divisão como repartição em partes iguais.Espaço e forma„ÏReconhecimento e relação das formas com objetos do meio físico.„ÏLocalização espacial: espaço corporal.Grandezas e medidas„ÏMedidas não convencionais; palmo, dedo, pé, passo.„ÏObjetos como instrumentos de medidas: barbante, palito...„ÏComparação de tamanhos, formas, espessuras.
  • 7. Tratamento da informação„Ïfornecidos.Elaboração e interpretação de listas e tabelas a partir de dados coletados ou„Ï9.1.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 1º ANO DO ENSINOFUNDAMENTALConstrução de listas e tabelas simples.Números e operações„Ïbrincadeiras) representada simbolicamente.Realizar diferentes tipos de contagem nos variados contextos (jogos, cantigas,„ÏRepresentar quantidades numericamente.„ÏRelacionar quantidade ao numeral.„ÏSeqüenciar numericamente.„Ïocupada pelos algarismos.Formular hipóteses sobre a escrita numérica, pela identificação da posição„Ïnúmeros.Identificar regularidades na seqüência numérica, para ler, comparar e escrever„ÏResolver problemas por meio de estratégias não-convencionais e convencionais.„ÏCompor e decompor números.„ÏUtilizar o cálculo mental na resolução de problema.„ÏSocializar sua estratégia de resolução, valorizando à dos outros.Espaço e forma
  • 8. „ÏDistinguir objetos que rolam dos que não rolam.„Ïapresenta.Manusear objetos do cotidiano estabelecendo relações com a forma que„Ïe figuras.Reconhecer diferentes tipos de formas geométricas representadas pelos objetosGrandezas e medidas„ÏObservar no calendário (dia da semana, mês).„ÏUtilizar em situações concretas medidas não-padronizadas e padronizadas.Tratamento da informação„Ïdúvida, ouvindo e respeitando a vez do colega.Demonstrar interesse pelas atividades propostas socializando quando tiver„ÏElaborar listas e tabelas a partir de dados coletados ou fornecidos.„ÏParticipar das atividades propostas coletiva ou individualmente.„ÏLocalizar informação em tabelas simples.9.2. 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL9.2.1 1º TRIMESTRENúmeros e operações„ÏSeqüência numérica.„ÏDiferentes representações de quantidade.„Ï
  • 9. Comparação e ordenação de números naturais.„ÏLeitura e escrita de números (até 60).„ÏSucessor e antecessor de números naturais.„ÏSituações-problema envolvendo as idéias da adição e da subtração.„ÏSituações-problema envolvendo o sistema monetário brasileiro (sem algoritmo).„ÏCálculo mental envolvendo situações do cotidiano.„ÏDobro e metade.Espaço e forma„Ïpróprio corpo ou objetos da sala de aula (lateralidade).Localização de pessoas ou objetos no espaço, usando como referência seuGrandezas e medidas„Ïano.Identificação e utilização da unidade de medida de tempo: dia, semana, mês e„ÏConfecção e leitura de calendário.Tratamento da informação„ÏElaboração de listas a partir de dados coletados ou fornecidos.9.2.2 2º TRIMESTRENúmeros e operações„ÏLeitura, escrita e representação dos números (até 80).„Ï
  • 10. Seqüência numérica.„Ï(unidades/dezenas).Composição e decomposição de um número a partir de suas diversas ordens„ÏRepresentação e identificação de sucessor e antecessor de um número.„ÏPar e ímpar.„ÏPrincípio do valor posicional do algarismo nos números.„ÏSituações-problema envolvendo as idéias da adição, subtração e multiplicação.„ÏNoção de multiplicação como adição de parcelas iguais.Espaço e forma„ÏSemelhanças e diferenças entre objetos do espaço de convivência.„ÏSólidos geométricos.Grandezas e medidas„ÏMedidas não convencionais de comprimento: mão, dedo, pé e passos.„ÏObjetos como instrumento de medida (barbante, palito...).Tratamento da informação„Ï9.2.3 3º TRIMESTREElaboração e interpretação de listas e tabelas simples.Números e operações„ÏSeqüência numérica (até 100).
  • 11. „ÏNoção de centena.„ÏDiferentes representações de quantidade (agrupamento em outras bases).„ÏAmpliação de seqüência numérica.„ÏDobro e metade.„ÏResolução de situações-problema envolvendo adição, subtração, multiplicação.„ÏNoção de divisão como repartição em partes iguais.„ÏComparação, ordenação.„ÏNoções de dúzia e meia-dúzia.„ÏNoção de ordem e classes.„Ïmultiplicação como adição de parcelas iguais.Situações-problema envolvendo as idéias de adição, subtração, divisão eEspaço e forma„ÏFiguras planas e não planas.„ÏLinhas abertas e fechadas.„ÏFiguras geométricas em obras de arte.Grandezas e medidas„Ïcopo, colher, etc.).Identificação e utilização de medidas não convencionais de capacidade ( xícara,„Ïmês e ano.
  • 12. Identificação e utilização de unidades de medidas de tempo – calendário, horas,„ÏInstrumento de medida de tempo – ampulheta, relógio digital, relógio de ponteiro.„ÏA importância das medidas não convencionais.Tratamento da informação„ÏTabelas simples e listas.„Ï9.2.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 2º ANO DO ENSINOFUNDAMENTALTabelas e gráficos de barras.Números e operações„Ïcom diferentes contagens.Vivenciar contagens, composições, agrupamentos, ordenação e seqüenciação„ÏExpressar quantidade por meio da oralidade e da escrita numérica.„ÏIdentificar e representar o sucessor e o antecessor de um número natural.„ÏRealizar agrupamentos e troca de 10 em 10.„ÏCompor e decompor um número natural.„Ïposicional.Ler e escrever números utilizando conhecimentos em relação à escrita„Ïpor meio de estratégias pessoais ou convencionais.Formar hipótese sobre as várias possibilidades de resolução de situaçõesproblema„ÏUtilizar o cálculo mental na resolução de problemas.„ÏResolver situações-problema envolvendo as idéias da adição e subtração.
  • 13. Espaço e forma„Ïsituar, posicionar e deslocar-se estabelecendo relações de posiçãoentre objetos.Localizar pessoas e objetos no espaço com uso de pontos de referência para„ÏManipular sólidos geométricos: poliedros e corpos redondos.„ÏComparar os sólidos, identificando-os pelas semelhanças e diferenças.„ÏReconhecer e relacionar a forma geométrica como atributo dos objetos.„Ïespaço.Representar no plano, as formas dos objetos observados em um determinado„ÏComparar tamanho, forma e espessura dos objetos em diferentes situações.Grandezas e medidas„ÏParticipar de brincadeiras ou situações, manuseando cédulas e moedas.„ÏObservar no calendário ( dia da semana, mês).„ÏUtilizar noções e relações entre as unidades de tempo.„ÏComparar grandezas, utilizando medidas não-convencionais e convencionais.Tratamento da Informação„ÏConfeccionar listas e tabelas a partir de dados coletados.„ÏLocalizar informação em tabelas simples.9.3. 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL9.3.1 1º TRIMESTRE
  • 14. Números e Operações„ÏSistema de Numeração Decimal: números de0 a 999.„ÏLeitura, escrita, comparação e ordenação de números naturais.„Ïe da subtração.Interpretação e resolução de situações-problema envolvendo as idéias da adição„Ïoperatória convencional (adição e subtração).Realização de algoritmos por meio de estratégias pessoais e do uso da técnica„ÏIdentificação e representação do antecessor e sucessor de um número natural.Espaço e forma„Ïde vistas: lateral, frontal e superior.Localização de pessoas ou objetos no espaço com o uso de pontos de referências„ÏFormas planas e não-planas.Grandezas e medidas„Ïbimestre, semestre, ano e utilização de calendário.Identificação e utilização de unidades de medidas de tempo: dia, semana, mês,„ÏRelação entre as unidades de medida de tempo indicadas acima.Tratamento da informação„Ï9.3.2 2º TRIMESTREInterpretação e elaboração de listas e tabelas simples.Números e Operações
  • 15. „Ïdezena e centena).Composição e decomposição de números a partir de suas ordens( unidade,„ÏEscrita aditiva e escrita multiplicativa.„ÏFatos fundamentais da multiplicação até 90.„Ïcorrespondentes.Relação das idéias de dobro, triplo e quádruplo com as multiplicações„ÏUtilização das regras do Sistema de Numeração Decimal para números naturais.„ÏMultiplicação por 10 e 100.„Ïmultiplicação.Interpretação e resolução de situações-problema envolvendo as idéias da„ÏUtilização do Sistema Monetário Brasileiro em situações-problema.„ÏTabuada – conceito.Espaço e forma„ÏClassificação das figuras não-planas em poliedros e corpos redondos.„ÏClassificação dos poliedros em pirâmides, prismas, paralelepípedos entre outros.Grandezas e medidas„Ïinstrumentos adequados como a régua e a fita métrica.Comparação de comprimentos com o uso de estratégias pessoais e de„ÏEstabelecimento de relações entre essas unidades de medidas de comprimento.Tratamento da informação
  • 16. „Ï9.3.3 3º TRIMESTRELevantamento de dados e sua organização em listas, tabelas e/ou gráficos.Números e Operações„ÏLeitura, escrita, noção de ordem e classes de números naturais.„Ïabsoluto e relativo.Identificação na série numérica para nomear, ler e escrever números de valor„ÏMultiplicação e divisão de números naturais.„ÏRepartição em partes e medição (quantos grupos).„ÏRealização de divisões com divisor menor que 10.„ÏInterpretação e resolução de situações-problema envolvendo as idéias da divisão;„ÏRelação entre divisão exata e multiplicação.„ÏRelação entre divisão e multiplicação.„Ïpartir de situações-problema.Utilização dos fatos fundamentais da adição, subtração, multiplicação e divisão aEspaço e forma„ÏMontagem de sólidos geométricos a partir de seus moldes.„Ïvice-versa.Identificação das planificações com os sólidos geométricos correspondentes e„ÏObservação de formas geométricas que tenham simetria
  • 17. Grandezas e medidas„Ïcomo metro, centímetro e quilômetro.Reconhecimento e utilização de unidades usuais de medidas de comprimento„Ïobjeto a ser medido.Comparação e seleção de unidades de medida de comprimento adequadas aoTratamento da informação„Ï9.3.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 3º ANO DO ENSINOFUNDAMENTALColeta de dados e organização desses em tabelas e/ou gráficos de barras.Números e operações„Ïcotidiano.Ampliar os significados do conceito de número natural a partir de situações do„ÏResolver situações-problema compreendendo idéias de adição e subtração.„Ïconvencionais.Realizar adição e subtração com uso de estratégias pessoais e técnicas„ÏIdentificar e representar o sucessor e o antecessor de um número natural.„ÏRepresentar o sucessor e o antecessor de um número natural.„Ïregularidades.Compor e decompor números de três dígitos pelo reconhecimento de relações e„Ïregularidades.Decompor números de três dígitos pelo reconhecimento de relações e„Ïe pela linguagem matemática.
  • 18. Relacionar operações de adição e multiplicação por meio da linguagem informal„ÏResolver situações-problema a partir dos significados da multiplicação.„Ïcorrespondentes.Relacionar as idéias de dobro, triplo e quádruplo com as multiplicações„ÏLer, escrevendo, ordenando e comparando as classes de números naturais.„Ïrelativo.Ler, escrevendo e identificando na série numérica números de valor absoluto e„ÏRealizar multiplicação e divisão com números naturais.„Ïnaturais.Resolver problemas, consolidando alguns significados da divisão de números„ÏAmpliar os procedimentos de cálculo exato e mental de divisões.„ÏUtilizar as regras do SND para números naturais.„Ïsubtração, multiplicação e divisão.Resolver situações-problema, utilizando os fatos fundamentais da adição,„ÏRelacionar divisão e multiplicação.„Ïseus valores.Estabelecer relações de equivalência entre cédulas e moedas, em função dos„ÏEstabelecer relações de equivalência entre valores de cédulas emsituaçõesproblema.Espaço e forma„ÏLocalizar pessoas ou objetos no espaço, a partir de um referencial estabelecido.„ÏDiferenciar figuras planas e não-planas em uma coleção de figuras.
  • 19. „Ïparalelogramo, a esfera, o cone e o cilindro.Identificar figuras não-planas e reconhecer particularmente o cubo, o„ÏMontar sólidos geométricos a partir de seus moldes.„ÏIdentificar as planificações com os sólidos geométricos correspondentes.„ÏObservar as formas geométricas não simétricas.Grandezas e medidas„ÏIdentificar as medidas de tempo em situações do cotidiano.„ÏUsar o calendário para orientar-se no tempo.„ÏReconhecer a importância de organização do dia(rotina).„Ïmedidas.Comparar grandezas mensuráveis e discutir sobre situações que envolvam„ÏIdentificar unidades de medida de comprimento.„ÏReconhecer unidades de medidas de comprimento (cm,m,km).„ÏUtilizar unidades de medidas de comprimento (cm,m,km).„Ïo objeto a ser medido.Comparar e selecionando unidades de medida de comprimento compatível com„ÏCalcular o perímetro das figuras planas.Tratamento da Informação„ÏInterpretar dados por meio de listas e tabelas simples.„Ï
  • 20. Elaborar listas e tabelas simples a partir de dados coletados ou fornecidos.„ÏOrganizar e levantar dados em listas, tabelas e/ou gráficos.„ÏColetar dados em tabelas simples e gráficos de barras.„ÏOrganizar dados em tabelas simples e gráficos de barras.9.4. 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL9.4.1 1º TRIMESTRENúmeros e Operações„Ïmaiores que 1000.Sistema de Numeração Decimal e representação da escrita dos números naturais„ÏHistória dos números.„ÏLeitura e escrita dos números naturais.„ÏComparação, seqüenciação e ordenação de números.„Ïcentenas.Valor posicional de um número natural nas ordens: unidades, dezenas e„Ïpessoais e do uso da técnica operatória convencional.Utilização dos fatos fundamentais da adição e subtração por meio de estratégias„ÏRepresentação e identificação de sucessor e antecessor de números naturais.„ÏQuadro valor-lugar com as ordens: unidade, dezena, centena e milhar.„Ïpartir de situações-problema.Utilização dos fatos fundamentais da adição, subtração, multiplicação e divisão a„Ï
  • 21. Resolução de situações-problema envolvendo as idéias da divisão.Espaço e forma„Ïarestas e vértices.Sólidos geométricos: corpos redondos; poliedros ( prismas e pirâmides); faces,„ÏMontagem de sólidos geométricos a partir de seus moldes.Grandezas e medidas„Ïbimestre, trimestre e semestre.Medidas de tempo: calendário, relógio, dia, semana, mês, ano, horas, minutos,Tratamento da informação„ÏIdentificação e elaboração de listas e tabelas simples.9.4.2 2º TRIMESTRENúmeros e Operações„ÏMultiplicação de números naturais.„Ïoperatória convencional.Realização de multiplicação por meio de estratégias pessoais e do uso da técnica„ÏIdentificação e utilização de regularidades nas multiplicações por 10, 100 e 1000.„ÏUtilização dos fatos fundamentais da divisão em situações-problema.„ÏResolução de situações-problema que envolva dúzia, meia dúzia, cento e outras.„ÏRelação das idéias de dobro e triplo com as multiplicações correspondentes.Espaço e forma
  • 22. „ÏLinhas curvas (abertas, fechadas, simples e não-simples).„ÏReta e segmento de reta.„ÏRetas concorrentes e paralelas.„ÏIdentificação de polígonos em uma coleção de figuras planas.„ÏClassificação de polígonos (triângulos, quadriláteros, pentágonos e hexágonos).Grandezas e medidas„ÏIdentificação e utilização de unidades de medidas de tempo, horas inteiras.„ÏInstrumento de medida de tempo: ampulheta, relógio analógico e relógio digital.„Ïo tempo.Conhecimento e leitura das horas do dia – compreensão da importância de medir„ÏCalendário – confecção e leitura de calendário.Tratamento da informaçãoLeitura e interpretação de dados apresentados por meio de listas, tabelas,diagramas e gráficos.9.4.3 3º TRIMESTRENúmeros e Operações„Ïunidade de milhar.Decomposição e composição das diversas ordens: unidades, dezenas, centenas,„ÏOperação com números naturais.„ÏUtilização dos fatos fundamentais da adição e da subtração a partir desituaçõesproblema.
  • 23. „Ïadição, subtração, multiplicação e da divisão, envolvendo duas oumais operações.Análise, interpretação e resolução de situações-problema envolvendo as idéias da„ÏNoção de fração: (parte-todo, quociente, razão).„ÏNumerador e denominador.„Ïtécnica operatória convencional.Elaboração de situações-problema envolvendo os fatos fundamentais com uso da„ÏRelação entre divisão exata e multiplicação.Espaço e forma„ÏEixo de simetria: observação de formas geométricas.„ÏÂngulos (reto obtuso e agudo).Grandezas e medidas„ÏMedidas de massa e capacidade (litro, mililitro).„ÏSituações-problema que envolva essas medidas.„ÏMedidas de massa: quilograma, grama, tonelada.Tratamento da informaçãoElaboração de tabelas e gráficos de barra.9.4.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTALNúmeros e operações„ÏLer números naturais.„Ï
  • 24. Escrever números naturais.„ÏUtilizar os fatos fundamentais das quatro operações, em situações-problema.„ÏInterpretar o valor posicional de cada uma das ordens e através de quadro valor.„ÏRepresentar o sucessor e o antecessor de um número natural.„ÏIdentificar o sucessor e o antecessor de um número natural.„ÏRealizar multiplicação de números naturais usando técnicas pessoais.„ÏIdentificação e multiplicação por 10,100 e 1000.„Ïmenor que 10.Realizar divisões por meio de técnicas convencionais sendo o divisor um número„ÏResolver problemas envolvendo dúzia, meia dúzia e cento.„ÏRelacionar as idéias de dobro, triplo com a multiplicação correspondente.„Ïsituações-problema.Calcular resultados das quatro operações com números decimais na resolução de„ÏRelacionar a divisão exata com a multiplicação.„ÏUtilizar as quatro operações na resolução de situações-problema.„ÏCompor e decompor as diversas ordens.„ÏDecompor as diversas ordens.„ÏElaborar situações-problema envolvendo técnicas operatórias convencionais.„ÏReconhecer frações equivalentes a uma fração dada.„Ï
  • 25. Escrever frações equivalentes a uma fração dada.„ÏDiferenciar parte de um todo, numerador, denominador, fração própria e imprópria.„ÏIdentificar parte de um todo, numerador, denominador, fração própria e imprópria.Espaço e forma„ÏRelacionar um sólido geométrico à planificação de sua superfície e vice-versa.„Ïvice-versa.Identificação das planificações com os sólidos geométricos correspondentes e„ÏMontar sólidos geométricos a partir de planificações.„ÏReconhecer linhas curvas(fechadas, abertas, simples e não-simples).„ÏIdentificar reta e segmento de reta.„ÏDiferenciar reta de segmento de reta.„ÏIdentificar retas concorrentes e paralelas.„ÏIdentificar o eixo de simetria nas formas geométricas.„ÏIdentificar os tipos de ângulos (reto, obtuso, agudo).„ÏClassificar os polígonos(triângulos, quadriláteros, pentágonos e hexágonos).„ÏReconhecer figuras planas e não planas.„ÏConstruir estratégias para o cálculo do perímetro das figuras planas.Grandezas e medidas
  • 26. „Ïmês, ano).Utilizar diferentes unidades de medida de tempo (horas, minutos, segundos, dia,„Ïdia, mês, ano).Comparar diferentes unidades de medida de tempo (horas, minutos, segundos,„ÏReconhecer as relações entre horas, minutos e segundos.„ÏIdentificar diferentes unidades de medida de tempo.„ÏUtilizar diferentes unidades de medida de tempo.„Ïrelógio digital.Utilizar instrumentos de medida de tempo como: ampulhetas, relógio analógico e„ÏConfeccionar leitura de calendário.„ÏFazer leitura de calendário.„ÏRelacionar diferentes unidades de medidas de massa e capacidade.„ÏIdentificar e resolver situações-problema envolvendo medidas.„ÏResolver situações-problema envolvendo medidas de comprimento(cm, m, km).„ÏUtilizar régua adequadamente.Tratamento da Informação„ÏLer, identificando e elaborando listas e tabelas simples.„Ïgráficos.Ler, interpretando dados apresentados por meio de listas, tabelas, diagramas e„ÏOrganizar dados apresentados por meio de listas, tabelas, diagramas e gráficos.
  • 27. „ÏElaborar tabelas e gráficos de barras através de dados coletados.„ÏElaborar tabelas e gráficos através de situações-problema.9.5. 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL9.5.1 1º TRIMESTRENúmeros e Operações„ÏOperações com números naturais (adição, subtração, multiplicação e divisão).„ÏNúmeros racionais.„ÏExploração do conceito de fração no todo contínuo e discreto.„ÏLeitura de uma fração, fração própria e imprópria.„ÏRepresentação gráfica de uma fração.„ÏLeitura e escrita de fração.„ÏResolução de situações-problema do cotidiano envolvendo a idéia de fração.„ÏIdentificação e obtenção de frações equivalentes e simplificação.„ÏRelação entre a fração decimal e o número decimal.„ÏIdentificação de décimos, centésimos e milésimos.„ÏExploração dos diferentes significados das frações em situações-problema.Espaço e forma„ÏPerímetro de figuras planas.
  • 28. „ÏObservação de objetos do cotidiano.„ÏSólidos geométricos: classificação em poliedros e corpos redondos.„ÏAltura, largura e comprimento.„ÏVisão oblíqua e vertical.Grandezas e medidas„ÏSistema Monetário Brasileiro.„ÏResolução de situações-problema envolvendo o Sistema Monetário.„ÏEstabelecimento de relações de equivalência entre valores de cédulas e moedas.Tratamento da informação„ÏOrganização de dados apresentados por meio de listas, tabelas,diagramas egráficos.9.5.2 2º TRIMESTRERaciocínio combinatório.Números e Operações„Ïe decomposição, fatoração, MMC e MDC.Múltiplos e divisores: critérios e regras, números primos e compostos, composição„Ïdivisão).Situações-problema com os números naturais (adição, subtração, multiplicação e„Ïmeio de estratégias pessoais e pelo uso de técnicas convencionais.Realização de adição e subtração de números racionais na forma decimal, por„Ï
  • 29. racional.Relação entre a representação fracionária e decimal de um mesmo número„Ïracionais.Identificação na reta numérica para nomear, ler e escrever números naturais e„ÏConstrução dos fatos fundamentais da multiplicação a partir de situaçõesproblema.„ÏInterpretação e resolução de situações-problema envolvendo as idéias da divisão.„ÏRelação entre divisão e multiplicação.„ÏRealização de divisores por meio de estratégias pessoais.Espaço e forma„ÏObservação de objetos do cotidiano: figuras planas (polígonos), uso do tangram –quadrado, paralelogramo, retângulo, triângulo e círculo.„ÏClassificação quanto ao número de lados dos polígonos.„ÏObservação de formas geométricas que tenham simetria.„ÏClassificação dos polígonos ( triângulos e quadriláteros).„ÏCírculo e circunferência.Grandezas e medidas„ÏSistemas de medidas de capacidade.„ÏMúltiplos e submúltiplos.„ÏTransformação de unidades.„ÏSituações-problema que envolva essas medidas.
  • 30. Tratamento da informaçãoLeitura e interpretação de diferentes tipos de gráficos9.5.3 3º TRIMESTRENúmeros e Operações„Ïracionais.Utilização das regras do Sistema de Numeração Decimal para números naturais e„Ïe decimais.Leitura, escrita, comparação, ordenação e decomposição de números fracionários„ÏRelação entre números racionais na forma fracionária, decimal e percentual.„ÏUtilização do Sistema Monetário Brasileiro em situações-problema.„Ïdecimal e percentual.Resolução de situações-problema envolvendo númerosnas formas fracionária,Espaço e forma„Ïde vistas: lateral, frontal e superior (altura, largura e comprimento).Localização de pessoas ou objetos no espaço com o uso de pontos de referênciasGrandezas e medidas„Ïcomo metro, centímetro e quilômetro.Reconhecimento e utilização de unidades usuais de medidas de comprimento„Ïobjeto a ser medido.Comparação e seleção de unidades de medidas de comprimentos adequadas ao
  • 31. „Ïquadriculadas.Cálculo de perímetro e área de figuras planas desenhadas em malhasTratamento da informaçãoColeta e organização de dados em tabelas e/ou gráficos.Produção de textos escritos a partir da interpretação de tabelas e gráficos.9.5.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTALNúmeros e operações„ÏIdentificar regularidade presentes nas operações com números naturais.„ÏUtilizar os diferentes significados das frações em situações-problema.„Ïfracionaria.Ler, escrevendo, comparando e ordenando números racionais na forma„Ïrepresentações gráficas.Efetuar adição e subtração de números racionais na forma fracionária por meio de„Ïfração.Reconhecer, em situações-problema, frações equivalentes em relação a outra„ÏEscrever, em situações-problema, frações equivalentes em relação a outra fração.„ÏExplorar os diferentes significados das frações em situações-problema.„ÏEstabelecer relações entre números naturais: múltiplos e divisores.„ÏUtilizar critérios de divisibilidade para auxiliar a decomposição de números.„Ï
  • 32. Resolver situações-problema envolvendo fatoração e números primos.„ÏDeterminar MMC e MDC entre dois ou mais números.„ÏRelacionar a representação fracionária com a decimal.„Ïmultiplicação e divisão.Identificar e resolver situações-problema envolvendo a adição, subtração,„ÏIdentificar números naturais racionais na reta numérica.„ÏLocalizar números naturais racionais na reta numérica.„ÏConstruir os fatos fundamentais da multiplicação.„ÏUtilizar as regras do SND para números naturais e racionais.„ÏUtilizar o Sistema Monetário Brasileiro em situações-problema.„Ïdecimal e percentual.Resolver situações-problema envolvendo números nas formas fracionárias,Espaço e forma„ÏObservar objetos sob vários pontos de vistas.„ÏReconhecer semelhanças e diferenças entre poliedros e corpos redondos.„ÏClassificar sólidos geométricos: poliedros e corpos redondos.„ÏIdentificar polígonos.„ÏClassificar polígonos de acordo com números de lados.„Ïespaço com uso de pontos de referência de vistas: lateral, frontal esuperior.Identificar, descrevendo e representando a localização de pessoas e objetos no
  • 33. „ÏObservar simetria em formas geométricas.„ÏClassificar polígonos em triângulos e quadriláteros.„ÏDiferenciar círculo e circunferência.Grandezas e medidas„ÏResolver situações-problema, envolvendo o SMB(Sistema Monetário Brasileiro).„ÏEstabelecer relações de equivalência entre valores de cédulas e moedas.„ÏReconhecer unidades de medida de massa, capacidade e comprimento.„ÏUtilizar e relacionar unidades de medida de massa, capacidade e comprimento.„Ïcomprimento padronizados.Estabelecer relação entre unidades de medida de capacidade, de massa e„Ïmedido.Comparar unidades de medida de comprimento adequadas ao objeto a ser„Ïquadriculadas.Calcular perímetro e área de figuras planas desenhadas em malhasTratamento da Informação„ÏDesenvolver o raciocínio combinatório.„ÏResolver situações-problema em listas, tabelas, diagramas e gráficos.„ÏLer diferentes tipos de gráficos.„ÏInterpretar diferentes tipos de gráficos.
  • 34. „ÏColetar e organizar dados em tabelas e gráficos.„ÏProduzir textos escritos a partir da interpretação de tabelas e gráficos.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASBITTAR, Marilena.iniciais do ensino fundamental.BRASIL, Ministério da Educação.Educação Infantil.MEC/SEF. 2001._______ Ministério da Educação.Fundamentos e metodologia de matemática para os ciclos2ª edição. CampoGrande, MS: UFMS, 2005.Referencial Curricular Nacional para aSecretaria deEducação Fundamental – volume 3 – Brasília:Parâmetros Curriculares Nacionais:matemática. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1997.______. Ministério da Educação.para inclusão da criança de seis anos de idade. Secretaria de Educação Básica.2006.______. Ministério da Educação. Secretaria de educação Fundamental.curricular nacional para a educação infantil.CAMPO GRANDE.Municipal de Educação. 1ª a 8ª sériesMATO GROSSO DO SUL.FundamentalEscola Guaicuru - vivendo uma nova lição).PARRA, Cecília.Juan Acunã Llorens. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.Ensino Fundamental de nove anos: orientaçõesReferencialBrasília: MEC/SEF,2001.Diretrizes Curriculares do Ensino Fundamental. Secretaria– 1ª edição. CampoGrande – MS, 2003.Proposta Político - Pedagógica para o Ensino. Secretaria deEstado do Mato Grosso do Sul, 1999. (Cadernos daDidática da Matemática:reflexões psicopedagógicas. [et al]; trad.
  • 35. VISÃO DE ÁREA5. GEOGRAFIA5.1. 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL5.1.1 1º TRIMESTREA Criança e as Noções de Tempo e o Meio„ÏAntigo/novo.„ÏManhã/tarde/noite.„ÏDuração da noite/dia.„ÏOntem/hoje/amanhã.„ÏSemana/mês/ano.„ÏOrigem geográfica das famílias.„ÏOrganização do grupo familiar.„Ï5.1.2 2º TRIMESTREProfissõesA Criança e o Ambiente Próximo„ÏDiferentes tipos de moradias.„ÏOs materiais e a construção de moradias.„Ï
  • 36. 5.1.3 3º TRIMESTREAs moradias no passado e na atualidade.A Criança e as Noções de Lateralidade„ÏConhecer as partes do corpo, identificando-as em si próprio e no outro.„ÏDemonstrar hábitos de higiene corporal.„ÏReconhecer seu próprio corpo em relação ao meio ambiente.„ÏDesenvolver diferentes formas de movimentos corporais.„ÏConhecer movimentos rítmicos.„ÏDemonstrar interesse pela atividade física por meio do esporte.„ÏConhecer jogos e brincadeiras populares.„Ïbrincadeiras.Desenvolver a capacidade expressiva corporal por intermédio de jogos e„ÏConhecer cantigas de roda, vivenciando-as no cotidiano.„ÏExpressar idéias e opiniões frente às atividades desenvolvidas.„Ïconflitos.Demonstrar atitudes solidárias em relação às regras e resolução de„ÏEm cima/em baixo.„ÏDireita/esquerda.„ÏPerto/longe.
  • 37. „ÏEm cima/em baixo„ÏAo lado de, entre, ao redor de.„ÏSuperior/inferior.„ÏCentro/extremidade.„Ï5.1.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 1º ANO DO ENSINOFUNDAMENTALDentro/fora e limite.„ÏConhecer as partes do corpo, identificando-as em si próprio e no outro.„ÏDemonstrar hábitos de higiene corporal.„ÏReconhecer seu próprio corpo em relação ao meio ambiente.„ÏDesenvolver diferentes formas de movimentos corporais.„ÏConhecer movimentos rítmicos.„ÏDemonstrar interesse pela atividade física por meio do esporte.„ÏConhecer jogos e brincadeiras populares.„Ïbrincadeiras.Desenvolver a capacidade expressiva corporal por intermédio de jogos e„ÏConhecer cantigas de roda, vivenciando-as no cotidiano.„ÏExpressar idéias e opiniões frente às atividades desenvolvidas.„ÏDemonstrar atitudes solidárias em relação às regras e resolução de conflitos.
  • 38. 5.2. 2º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL5.2.1 1º TRIMESTREO Espaço da Criança„ÏObservação e registro da paisagem local (vegetação, relevo, rios e construção).„ÏOrganização do bairro ou local de vivência.„ÏComponentes da paisagem.„ÏFatos geográficos relacionados ao meio em que vivem.„Ïtempo.Transformações da paisagem ocorrida pela ação do ser humano ao longo do„Ïtrabalho5.2.2 2º TRIMESTRETransformação da paisagem natural em paisagem humanizada através doNoções de Localização e Representação„ÏA escola como lugar de estudar„ÏLocalização da escola.„ÏOs profissionais da escola.„Ï5.2.3 3º TRIMESTREA escola como parte da sociedade.
  • 39. Espaços Próximos da Criança„ÏRua: espaço de circulação, de trabalho e lazer.„ÏSinalização das ruas.„Ï5.2.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 2º ANO DO ENSINOFUNDAMENTALSinais de trânsito.„ÏReconhecer que a rua é um espaço de circulação, trabalho e lazer.„ÏCompreender a importância dos sinais de trânsito na organização espacial.„ÏObservar a paisagem local.„ÏEntender o que é paisagem.„ÏRelatar acontecimentos na paisagem local.„ÏDiferenciar os componentes da paisagem local.„ÏCompreender que a escola faz parte da sociedade.„ÏValorizar os profissionais da escola.„ÏLocalizar a escola no espaço local.„ÏPerceber as transformações da paisagem local.„ÏReconhecer que o trabalho do homem transforma a paisagem.„ÏRegistrar fatos geográficos relacionados ao meio em que vivem.5.3. 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL
  • 40. 5.3.1 1º TRIMESTRERelações Sócio-espaciais„ÏO aluno e sua turma na Escola.„ÏObservação e descrição da paisagem do quarteirão da Escola.„ÏFazendo representações de diversos espaços.„ÏRepresentando a sala de aula em planta.„ÏObservando lugares de diferentes posições.„ÏMapeando o caminho da Escola para casa.„ÏDo desenho ao croqui.„ÏA foto, o croqui e a planta.„Ï5.3.2 2º TRIMESTREAs relações da sociedade com a natureza na organização do espaço.Conhecendo o Lugar de Vivência„ÏModo de viver e trabalho.„ÏInstrumentos de trabalho.„ÏTrabalho e salário.„ÏLugar de pertinência.„ÏRelação homem/natureza na organização do espaço.
  • 41. „ÏOs lugares e os serviços: transporte e comunicação.„ÏAs mudanças ocorridas no espaço local.„Ï5.3.3 3º TRIMESTREOrganização dos lugares.Paisagem„ÏA paisagem e seu significado.„ÏElementos da paisagem.„ÏEspaço rural e urbano.„ÏPaisagem natural e geográfica5.3.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL„ÏDemonstrar atitude de cordialidade em sala de aula e na escola.„ÏDescrever a paisagem em seu entorno.„Ïsociedade com a natureza.Reconhecer que a organização do espaço se dá através das relações da„ÏIdentificar o modo e os instrumentos de trabalho.„ÏReconhecer a importância do trabalho e suas relações sociais.„ÏEstabelecer relações entre trabalho e salário.„Ï
  • 42. progresso local.Reconhecer a importância dos meios de transporte e de comunicação para o„ÏDemonstrar interesse na organização dos lugares e dos espaços locais.„ÏRepresentar diversos espaços, através de desenho, planta e croqui.„ÏObservar lugares de posições diferentes.„ÏMapear o caminho da escola para casa e vice-versa.„ÏIdentificar os elementos da paisagem.„ÏReconhecer semelhanças e diferenças entre área rural e urbana.„ÏDiferenciar paisagem natural e geográfica.5.4. 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL5.4.1 1º TRIMESTREIniciação à Cartografia„ÏMapas e plantas.„ÏElementos de um mapa.„ÏLegenda.„ÏEspaços regionais.5.4.2 2º TRIMESTREEspaço do Município e Quadro Natural do Município„ÏLocalização.
  • 43. „ÏLimites e fronteiras.„ÏDa planta ao mapa do Município„ÏFunções do espaço urbano do Município.„ÏComparação entre os espaços urbano e rural do Município.„ÏFormação e transformação do relevo.„ÏRelevo e agropecuária.„ÏImportância dos rios.„Ï5.4.3 3º TRIMESTREPaisagens vegetais e suas mudanças.Economia e Trabalho no Município„ÏUrbanização.„ÏO trabalho humano.„ÏAtividades econômicas.„ÏSetores de economia.„Ï5.4.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 4º ANO DO ENSINOFUNDAMENTALAtividades turísticas do Município.„ÏReconhecer a importância dos mapas, plantas e legendas.„Ï
  • 44. Elaborar legendas simples.„ÏIdentificar elementos de um mapa.„ÏRegionalizar espaços.„ÏLocalizar o município no estado, país e continente.„ÏDiferenciar conceitos de fronteiras e limites.„ÏElaborar mapas do município.„ÏIdentificar funções do espaço urbano.„ÏCaracterizar principais aspectos físicos do município.„ÏReconhecer que a atividade da agropecuária transforma o relevo.„ÏReconhecer a importância dos rios.„ÏRelatar as mudanças ocorridas na paisagem do município.„ÏCompreender o processo de urbanização do município.„ÏRelacionar trabalho humano aos setores da economia.„ÏValorizar as atividades turísticas do município.„ÏReconhecer a atividade turística como fonte econômica e lazer.5.5. 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL5.5.1 1º TRIMESTRERepresentação dos Espaços
  • 45. „ÏO espaço terrestre e suas representações.„ÏO planisfério e continentes.„ÏCoordenadas geográficas.„ÏLocalização do Espírito Santo no Brasil e no Planeta Terra.„Ï5.5.2 2º TRIMESTRENoções de fusos horários.Quadro Natural e Atividades Econômicas do Estado do Espírito Santo„ÏRelevo e ocupação humana.„ÏHidrografia e energia.„ÏCondições climáticas e agricultura.„ÏFlora e fauna.„ÏAtividades extrativistas e degradação do solo.„ÏExtrativismo mineral e vegetal.„ÏAgropecuária.„ÏTrabalho e indústria.„ÏComércio, transporte e comunicação.„ÏÊxodo rural e reforma agrária.„Ï
  • 46. Atividade turística.85.5.3 3º TRIMESTREFormação da População do Espírito Santo„ÏPopulação indígena.„ÏOs africanos no Brasil e no Estado.„ÏPovos de línguas e costumes diferentes.„ÏLocalizando os imigrantes no Estado.„Ï5.5.4 COMPETÊNCIAS / HABILIDADES DO 5º ANO DO ENSINOFUNDAMENTALCrescimento demográfico.„ÏRepresentar o espaço terrestre.„ÏIdentificar os continentes.„ÏLocalizar um ponto qualquer da terra através das coordenadas geográficas.„ÏLocalizar o estado do Espírito Santo no Brasil e no Planeta Terra.„ÏAnalisar as mudanças de horários nas diversas partes da Terra.„ÏReconhecer áreas de fácil ocupação humana.„ÏReconhecer os rios como fonte de energia, navegação e lazer.„ÏCompreender que a agricultura depende das condições climáticas.„Ï
  • 47. Reconhecer a relação entre fauna e flora do Espírito Santo.„ÏDiferenciar os tipos de extrativismo.„ÏEstado do Espírito Santo.Caracterizar a indústria, o comércio, o transporte e as comunicações do„ÏValorizar a atividade turística do Estado do Espírito Santo.„ÏReconhecer a atividade turística como fonte econômica.„ÏReconhecer os diversos costumes através da imigração no Estado.„ÏSanto.„Ï Comparar os indicadores sociais e econômicos com os aspectos demográficos.„ÏValorizar o nível tecnológico como forma para o desenvolvimento.„ÏInterpretar as causas que contribuíram para a desintegração do sistema vigente„ÏCompreender que a Ásia foi um continente marcado pela diversidade.„ÏReconhecer as singularidades no que tange aos aspectos físicos da Ásia.„ÏDiferenciar os conflitos éticos, religiosos e culturais.„ÏClassificar economias com tecnologia de ponta, clássica e dependente.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASAZAMBULA, Leonardo Dirceu deatravés da Geografia. Ensinar e Aprender GeografiaPA, R/S. 1998.CALLAI, Helena Copetti.Gaúcho de Geografia. Edição Especial. Nº. 24 (Associação dos GeógrafosBrasileiros). (Seção Porto Alegre) UNIJUI, R/S, 1998.
  • 48. CASTELAR. Sonia Maria Vanzella. (Org.)Educação14DEMO, Pedro.Associados, 1995.___________.___________.KOZEL, Salete. FILIZOLA, Roberto.espaço vividoLACOSTE, Yves.Campinas (S/P), Papirus, 1988.SANTOS, MiltoninformacionalVASCONCELOS, Celso dos S.processo escolar. Educação em Geografia: Aprender a pensar. AGB, (Seção Porto Alegre).O Ensinode Geografia e a Nova Realidade. BoletimAs Transformações no Mundo da:Geografia, ensino e responsabilidade social. Revista Terra Livre, Nº.– Associaçõesdos Geógrafos Brasileiros – AGB. São Paulo, 1995.Cidadania Tutelada e CidadaniaAssistida. São Paulo. AutoresEducação de Qualidade. Campinas. São Paulo.Papirus, 1993.Participação é Conquista. São PAULO. Cortez, 1993.Didática daGeografia: memória da terra: o. FTD. São Paulo, 1996.A Geografia: isso serve antesde tudo para fazer a guerra.. Técnica, espaço e tempo: globalização e meiotécnicocientífico. São Paulo, Hucitec. 1994.Avaliação; concepção dialéticalibertadora do. São Paulo. Libertad, 1995.Reconhecer as causas do crescimento demográfico do Estado do EspíritoEntreAmigos/Religião. 1ª edição. São Paulo, Moderna, 2003.Reescrever, com apoio, opróprio texto, observando: a unidade temática; o