Livro dos Espiritos questao 216 Evangelho Cap 16 item 2
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Livro dos Espiritos questao 216 Evangelho Cap 16 item 2

on

  • 824 views

reencarnacao, parecenca fisica e moral

reencarnacao, parecenca fisica e moral

Statistics

Views

Total Views
824
Views on SlideShare
798
Embed Views
26

Actions

Likes
0
Downloads
9
Comments
0

6 Embeds 26

http://espacodespertar.blogspot.com.br 12
http://www.espacodespertar.blogspot.ae 8
http://espacodespertar.blogspot.ae 3
http://espacodespertar.blogspot.com 1
http://www.espacodespertar.blogspot.com.br 1
http://espacodespertar.blogspot.fr 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Livro dos Espiritos questao 216 Evangelho Cap 16 item 2 Presentation Transcript

  • 1. Estudo de O Livro dos Espíritos e do Evangelho Segundo o Espiritismo L.E. – Questão 216 Evangelho Cap. XVI – item 03 Dubai, 08/12/2013
  • 2. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais 216. Em suas novas existências conservará o Espírito traços do caráter moral de suas existências anteriores? “Isso pode dar-se. Mas, melhorando-se, ele muda. Pode também acontecer que sua posição social venha a ser outra. Se de senhor passa a escravo, inteiramente diversos serão os seus gostos e dificilmente o reconheceríeis. Sendo o Espírito sempre o mesmo nas diversas encarnações, podem existir certas analogias entre as suas manifestações, se bem que modificadas pelos hábitos da posição que ocupe, até que um aperfeiçoamento notável lhe haja mudado completamente o caráter, porquanto, de orgulhoso e mau, pode tornar-se humilde e bondoso, se se arrependeu.” GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 2
  • 3. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais "Algum dia, se Deus nos permitir, falar-vos-ei do orgulhoso patrício Públio Lentulus, a fim de algo aprenderdes nas dolorosas experiências de uma alma indiferente e ingrata. Esperemos o tempo e a permissão de Jesus.“ Set/1938 24/10, recebia o médium Xavier a primeira página deste livro e, no dia seguinte, Emmanuel voltava a dizer: - "Iniciamos, com o amparo de Jesus, mais um despretensioso trabalho. Permita Deus que possamos levá-lo a bom termo”. "Agora verificareis a extensão de minhas fraquezas no passado, sentindome, porém, confortado em aparecer com toda a sinceridade do meu coração, ante o plenário de vossas consciências. Orai comigo, pedindo a Jesus para que eu possa completar esse esforço, de modo que o plenário se dilate, além do vosso meio, a fim de que a minha confissão seja um roteiro para todos." GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 3
  • 4. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais “A humildade do Espírito Emmanuel nos proporciona esta narrativa de sua existência carnal, quando foi o orgulhoso senador romano Públiu Lentulus e obteve designação para alto cargo na Palestina, na época em que Jesus transmitia a humanidade seus ensinamentos imortais. “É a história do Cristianismo no século I, do cotidiano das arrogante e preconceituosas famílias, em contraponto com a simplicidade fraterna dos primeiros seguidores de Jesus e do encontro entre o Cristo de Deus e o altivo representante de Cesar. Temos ai a história do Senador Públuiu Lentulus, de sua filha e de sua esposa Lívia, convertida aos sublimes ensinamentos do Mestre Jesus. Os depoimentos de Emmanuel testemunha a necessidade, também no plano invisível, de esforço, paciência, fé raciocinada para lutar, resgatando nossas faltas passadas a caminho da redenção GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 4
  • 5. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais “Para mim essas recordações têm sido muito suaves, mas também muito amargas. Suaves pela rememoração das lembranças amigas, mas profundamente dolorosas, considerando o meu coração empedernido, que não soube aproveitar o minuto radioso que soara no relógio da minha vida de Espírito, há dois mil anos..” GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 5
  • 6. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais “Cinqüenta anos depois das ruínas fumegantes de Pompéia, nas quais o impiedoso senador Públio Lêntulus se desprendia novamente do mundo, para aferir o valor de suas dolorosas experiências terrestres, vamos encontrá-lo, nestas páginas, sob a veste humilde dos escravos, que o seu orgulhoso coração havia espezinhado outrora. Á misericórdia do Senhor permitia-lhe reparar, na personalidade de Nestório, os desmandos e arbitrariedades cometidos no pretérito, quando, como homem público, supunha guardar nas mãos vaidosas, por injustificável direito divino, todos os poderes. Públio Lêntulus se movimenta num acervo de farraparias morais e deslumbramentos transitórios; aqui, entretanto, como o escravo Nestório, observa ele uma alma. Refiro-me a Célia, figura central das páginas desta história, cujo coração, amoroso e sábio, entendeu e aplicou todas as lições do Divino Mestre, no transcurso doloroso de sua vida. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 6
  • 7. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais “Se queremos herdar bons precedentes de nós mesmos em outras existências, procuremos nos transformar moralmente hoje, agora. Mudemos de vida. Observemos os grandes homens da história, que são exemplos de vida reta, sem nos esquecermos do maior de todos eles: Jesus Cristo, padrão moral por excelência. Sendo Ele o Caminho, deveremos segui-lo para encontrar a paz de consciência, aprendendo com Ele como viver e entender e, por Seu intermédio, conhecer a Verdade.” “Toda modificação moral com Jesus requer sofrimento, sacrifícios, problemas inúmeros e dores incontáveis. Toda subida exige esforço. As mudanças que ocorrem com os Espíritos não são somente interiores, as reencarnações levarnos-ão a posições diferentes, para que aprendamos com elas a humildade, o amor e o direito de cada criatura onde ela se encontra”. (Miramez, Filosofia Espírita). GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 7
  • 8. O Evangelho Segundo o Espiritismo Cap. XVI – NÃO SE PODE SERVIR A DEUS E A MAMON Item 3 – Preservar-se da avareza. Dubai, 05/02/2013
  • 9. Cap. XVI – Não se pode servir a Deus e a Mamon Item 8 – Preservar-se da Avareza. 3. Então, no meia do turba, um homem lhe disse: Mestre, dize a meu irmão que divida comigo a herança que nos tocou. - Jesus lhe disse: Ó homem! quem me designou para vos julgar, ou para fazer as vossas partilhas? - E acrescentou: Tende o cuidado de preservar-vos de toda a avareza, seja qual for a abundância em que o homem se encontre, sua vida não depende dos bens que ele possua. Disse-lhes a seguir esta parábola: Havia um rico homem cujas terras tinham produzido extraordinariamente - e que se entretinha a pensar consigo mesmo, assim: Que hei de fazer, pois já não tenho lugar onde possa encerrar tudo o que vou colher? Aqui está, disse, o que farei: Demolirei os meus celeiros e construirei outros maiores, onde porei toda a minha colheita e todos os meus bens. - E direi a minha alma: Minha alma, tens de reserva muitos bens para longos anos; repousa, come, bebe, goza. Mas, Deus, ao mesmo tempo, disse ao homem: Que insensato és! Esta noite mesmo tomarte-ão a alma; para que servirá o que acumulaste? É o que acontece àquele que acumula tesouros para si próprio e que não é rico diante de Deus. (S. LUCAS, cap. XII, vv. 13 a 21.) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 9
  • 10. Cap. XVI – Não se pode servir a Deus e a Mamon Item 8 – Preservar-se da Avareza. Qual o significado da palavra Mamon? É um termo, derivado da Bíblia, usado para descrever riqueza material ou cobiça, na maioria das vezes, mas nem sempre, personificado como uma divindade. A própria palavra é uma transliteração da palavra hebraica "Mamom" ( ), que significa "dinheiro". Significado de Avareza s.f. Apego excessivo às riquezas. Mesquinhez, sovinice. Jesus se refere a tudo que nos prende a matéria e nos impede o avanço espiritual GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 10
  • 11. Cap. XVI – Não se pode servir a Deus e a Mamon Item 8 – Preservar-se da Avareza. “O amor aos bens terrenos constitui um dos mais fortes óbices ao vosso adiantamento moral e espiritual. Pelo apego à posse de tais bens, destruís as vossas faculdades de amar, com as aplicardes todas às coisas materiais”. Sabei contentar-vos com pouco. Se sois pobres, não invejeis os ricos, porquanto a riqueza não é necessária à felicidade. Se sois ricos, não esqueçais que os bens de que dispondes apenas vos estão confiados e que tendes de justificar o emprego que lhes derdes, como se prestásseis contas de uma tutela. Não sejais depositário infiel, utilizando-os unicamente em satisfação do vosso orgulho e da vossa sensualidade. Não vos julgueis com o direito de dispor em vosso exclusivo proveito daquilo que recebestes, não por doação, mas simplesmente como empréstimo. Se não sabeis restituir, não tendes o direito de pedir, e lembrai-vos de que aquele que dá aos pobres, salda a dívida que contraiu com Deus. Lacordaire. (Constantina, 1863.) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 11