O Corpo do Conhecimento da Análise de Negócios Segundo o BABOK 2.0

703 views

Published on

Palestra realizada em 13/09/2012 no IX Seminário de Gerenciamento de Projetos do PMI-RS (Porto Alegre, RS) como introdução para o painel "PMBOK, BABOK e CBOK: o que é e o que não é".

Published in: Business
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
703
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
27
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

O Corpo do Conhecimento da Análise de Negócios Segundo o BABOK 2.0

  1. 1. O CORPO DO CONHECIMENTO DA ANÁLISE DE NEGÓCIOS SEGUNDO O BABOK 2.0 por Luiz Cláudio Parzianello Presidente do IIBA Porto Alegre Chapter www.IIBAPOA.org
  2. 2. Sobre o Palestrante Luiz Cláudio Parzianello Engenheiro Eletricista pela PUCRS e Mestre em Sistemas Eletrônicos pela USP. Possui mais de 25 anos de experiência em informática e mais 10 em desenvolvimento ágil, atuando no Brasil e no exterior como coach, instrutor e palestrante. É especialista em temas como Análise de Negócios Ágil, Gestão e Melhoria Organizacional, Lean Management, Scrum e Extreme Programming. Consultor de Gestão e Projetos do Grupo RBS. Presidente do IIBA Porto Alegre Chapter e Vice-Coordenador do Grupo de Usuários de Análise de Negócios (GUAN) da SUCESU-RS. É membro da Agile Alliance e do International Institute of Business Analysis (IIBA), sendo um dos autores da Agile Extension do BABOK (Business Analysis Body of Knowledge). www.IIBAPOA.org
  3. 3. O Instituto O IIBA é uma instituição sem fins lucrativos que visa a disseminação de conceitos, princípios e práticas da Análise de Negócios em todo o mundo, bem como o reconhecimento da profissão de Analista de Negócios junto a sociedade. • Iniciado em 2003 e fundado em 2004 (37 membros) em Toronto, Canadá. • Em 2012 supera a marca de 25.000 membros em mais de 30 países. • 108 Capítulos (+ 30 em formação) • +1.700 profissionais certificados CBAP (Certified Business Analysis Professional) • 105 profissionais certificados CCBA (Certification of Competency in Business Analysis) www.IIBAPOA.org
  4. 4. A Produção Intelectual www.IIBAPOA.org
  5. 5. O que é o BABOK? BUSINESS Negócio ANALYSIS Análise BODY Corpo OF Do KNOWLEDGE Conhecimento “Um guia (264pp) que descreve as áreas do conhecimento da Análise de Negócios, suas atividades e técnicas associadas, bem como as habilidades necessárias para ser efetivo em suas execuções.” 2009 www.IIBAPOA.org
  6. 6. O que é Análise de Negócios? “Análise de Negócios é o conjunto de atividades e técnicas que suportam as mudanças de um contexto organizacional, mediante a definição das necessidades e a recomendação de soluções que gerem valor para as partes interessadas.” www.IIBAPOA.org
  7. 7. Áreas do Conhecimento Versão 2.0 www.IIBAPOA.org
  8. 8. Análise Corporativa “O foco é identificar uma necessidade do negócio, problema ou oportunidade, definir a natureza de uma solução que atende a essa necessidade e justificar o investimento necessário para a entrega dessa solução.” www.IIBAPOA.org
  9. 9. Áreas do Conhecimento Versão 2.0 www.IIBAPOA.org
  10. 10. Avaliação e Validação da Solução “O foco é garantir que as soluções encontradas atendam à necessidade do negócio e para facilitar o sucesso em sua implementação. Essas atividades podem ser executadas para avaliar e validar processos de negócio, estruturas organizacionais, acordos de terceirização, aplicações de software e quaisquer outros componentes da solução.” www.IIBAPOA.org
  11. 11. Áreas do Conhecimento Versão 2.0 www.IIBAPOA.org
  12. 12. Análise de Requisitos “O foco é analisar requisitos declarados, no intuito de definir as capacidades requeridas de uma solução potencial para atender às necessidades das partes interessadas. A análise de requisitos pode ser conduzida para desenvolver modelos do estado atual de uma organização.” www.IIBAPOA.org
  13. 13. Áreas do Conhecimento Versão 2.0 www.IIBAPOA.org
  14. 14. Elicitação “O foco é usar técnicas de comunicação para tornar identificar, completar, clarear, corrigir e tornar consistentes os requisitos do negócio, das partes interessadas, da solução e de transição.” www.IIBAPOA.org
  15. 15. Áreas do Conhecimento Versão 2.0 www.IIBAPOA.org
  16. 16. Gerenciamento e Comunicação de Requisitos “O foco é garantir que todas as partes interessadas tenham um entendimento compartilhado da natureza de uma solução e para assegurar que aquelas partes interessadas, com autoridade de aprovação, estejam de acordo quanto aos requisitos que a solução deva atender.” www.IIBAPOA.org
  17. 17. Áreas do Conhecimento Versão 2.0 www.IIBAPOA.org
  18. 18. Planejamento e Monitoramento “O foco é identificar as partes interessadas, seus papéis e responsabilidades, bem como planejar e estimar como as demais áreas do conhecimento serão abordadas no contexto do negócio e escopo do projeto.” www.IIBAPOA.org
  19. 19. Áreas do Conhecimento www.IIBAPOA.org
  20. 20. Competências Fundamentais Ética Organização Pessoal Resolução de Problemas Pensamento Características Aprendizado Sistêmico Confiabilidade Comportamentais Pensamento Tomada de Analítico e Decisão Resolução de Problemas Pensamento Princípios e Criativo Práticas de Conhecimento Negócios de Mercado Analista de Conhecimento dos Aplicativos Negócios Negócios Especializados Conhecimento Aplicativos de Conhecimento da Software da Solução Organização Aplicativos de Uso Geral Habilidades de Comunicações Habilidades de Comunicação Verbais Interação Trabalho em Equipe Ensino Comunicações Liderança e Facilitação e Escritas Influência Negociação www.IIBAPOA.org
  21. 21. Técnicas de Análise de Negócios www.IIBAPOA.org
  22. 22. http://tinyurl.com/AgileExtensionBABOK www.IIBAPOA.org
  23. 23. DISCOVERY1) Aprenda a Ver ... Veja o todo! “No contexto da agilidade, a análise de negócios enxerga todo o sistema de pessoas, processos e tecnologia para encontrar onde reside o verdadeiro valor e para ajudar a organização a maximizar as chances de entregar uma solução de valor para o cliente.” Algumas técnicas úteis: Business Capability Analysis Personas Value Stream Mapping www.IIBAPOA.org
  24. 24. DISCOVERY2) Aprenda a Pensar ... Pense como cliente! “Análise Ágil presta especial atenção à voz do cliente para entender seus valores e expectativas. Os itens de Backlog representam o trabalho a ser feito e transmitem o pensamento do cliente, podendo ser representados por protótipos, histórias de usuário, épicos, MMF, etc.” Algumas técnicas úteis: User Stories Story Elaboration Story Decomposition Story Mapping Storyboarding www.IIBAPOA.org
  25. 25. DISCOVERY3) Compreenda o valor das coisas ... Analise para determinar o que tem valor! “A abordagem ágil é distinta pois o valor é continuamente avaliado e priorizado para garantir que o trabalho de maior valor seja entregue a qualquer momento, sempre utilizando a perspectiva do cliente final.” Algumas técnicas úteis: Backlog Management Business Value Definition Kano Analysis MoSCoW Priorization Purpose Alignement Model www.IIBAPOA.org
  26. 26. DELIVERY4) Caia na real com exemplos ... Valide seus conceitos com exemplos reais! “Utilize exemplos concretos, tanto na captação quanto na validação das necessidades de produto, para confirmar o que tem valor para o negócio. Modelos podem ser úteis na compreensão do desenvolvimento, mas exemplos são mais concretos para o cliente. Além disso, comprometem o cliente na captação, análise e validação de requisitos.” Algumas técnicas úteis: Behaviour Driven Development Prototyping www.IIBAPOA.org
  27. 27. DELIVERY5) Reconheça o limite das coisas ... Procure entender o que é possível de ser realizado! “A equipe de desenvolvimento deve ser fortalecida com a análise efetiva das reais necessidades de produto e negócio. Com isso, a quantidade de trabalho que pode ser entregue num determinado período pode ser determinada, bem como novas opções e recomendações identificadas”. Algumas técnicas úteis: Estimation Planning Workshop Real Options www.IIBAPOA.org
  28. 28. DELIVERY6) Estimule a melhoria ... Estimule a colaboração e a melhoria contínua! “Técnicas de facilitação contribuem para a geração de um ambiente colaborativo, acelerando a capacidade de definição e entrega da equipe. Procuramos criar ambientes em que todos possam contribuir na geração de valor para o projeto, preferencialmente, em encontros presenciais.” Algumas técnicas úteis: Collaborative games Retrospectives www.IIBAPOA.org
  29. 29. DELIVERY7) Evite o desperdício ... “Procure identificar e eliminar rapidamente qualquer coisa que seja fonte de desperdício. Produtos e atividades que não contribuem diretamente para a entrega de valor percebido pelo cliente devem ser evitadas e eliminadas.” Algumas técnicas úteis: “Garanta que toda a documentação produzida Lightweight Documentation durante as atividades de análise tenha aplicação imediata, gere valor para as partes interessadas e não sobrecarregue o sistema de forma desnecessária.” www.IIBAPOA.org
  30. 30. Mensagens Finais 1) BOKs não são guias de “melhores práticas” … Muito menos metodologias! 2) Analistas de Negócio não devem atuar, nem serem tratados, como “tiradores de pedido”! Um grande desperdício … 3) A Análise de Negócios não é exclusividade de profissionais que exercem o papel de Analistas de Negócio! Análise de Negócios é uma competência acessível para todos … 4) Quando bem realizada, a Análise de Negócios pode se tornar um grande diferencial competitivo, tanto para o indivíduo, quanto para a equipe ou empresa que a estimula … 5) De nada adianta fazer muito bem feito aquilo que, na realidade, não deve ser feito … www.IIBAPOA.org
  31. 31. Obrigado! Luiz Claudio Parzianello Presidente do IIBA Porto Alegre Chapter Luiz.Parzianello@portoalegre.theiiba.org Twitter @lcparzianello www.IIBAPOA.org

×