22 06-2014

  • 95 views
Uploaded on

 

More in: Spiritual
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
95
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
5

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. ou A V I S O S DESTAQUE DIA DA COMUNIDADE Tema:Reconciliação com a Natureza Objetivo:Que as pessoas reconheçam a Natureza como dom de Deus que somos chamados a proteger e a cuidar numa relação respeitosa e amiga. Slogan: “A Natureza é bela, o que tens feito por ela?” Às quartas-feiras, pelas 20h, na Capela de S. Silvestre, Hora de Oração p/ Vocações Religiosas. Às 5ª feiras, pelas 17h30, na Igreja de S. Mateus, Recitação do Terço. Todos estão convidados à oração. No 1º Domingo de cada mês, haverá um momento de oração, às 15h, promovido pela Irmandade. Domingo, 22 de Junho Não haverá eucaristia às 9h30 em São Mateus. Domingo, 22 de Junho O Cortejo das flores sairá às 15h de S. Silvestre e às 15h15 de S. Gonçalo, parando no Porto Pequeno para Bênção dos Campos seguindo depois para a igreja onde será celebrada a eucaristia. Após eucaristia, sairá a Procissão do Senhor. Toda a comunidade está convidada a participar. 4ª Feira, 2 de Julho AÇÃO REFLORESTAR O ESPAÇO – pelas 18h30, em Vessadas, vamos cuidar do espaço da Comunidade, dando-lhe outra vida, plantando árvores, colocando proteções. Toda a comunidade está convidada a participar. Traz a tua pá ou enxada, e contribui para melhorar e dar vida a este espaço da Comunidade. Domingo, 6 de Julho Às 11h00 – Acolhimento; 11h30 – Eucaristia; Às 12h30 – Almoço e às 15h00 – Tarde Recreativa Por motivo de obras de remodelação e ampliação do Centro Social e Paroquial do Bunheiro, durante este período de obras o cartório será no salão de S. Silvestre às 3ªs e 5ªs feiras às 18h30. A planta da obra encontra-se na Igreja de S.Mateus. Semana de 22 a 28 de Junho Folha Semanal nº 26/ 2014 Domingo XII do Tempo Comum “Deu-te o alimento, que nem tu nem os teus pais tinham conhecido” Numa época de grande prosperidade económica, em que o povo de Israel corria o risco de se esquecer de Deus e de se fechar no seu egoísmo, o autor sagrado lembra-lhe a experiência do deserto. Durante essa longa caminhada, em que sentiu ao vivo a sua fraqueza, os bens necessários à vida (a alimento, a água, a libertação da escravidão, a protecção no meio dos perigos) não foram dádivas do amor de Deus? Esquecer agora, na abundância, esse amor paternal de Deus, seria uma ingratidão. Mas seria também uma loucura. O homem, com efeito, não pode viver só de pão. Satisfeitatoda afome que sente (fome de justiça, de liberdade, de paz) ele pode sentir-se ainda infeliz. O alimento espiritual, «a palavra, que sai da boca de Deus» (Mt. 4, 4), é-lhe indispensável para viver sobre a terra. Pão vivo descido do Céu, verdadeiro maná, na caminhada da vida, a Eucaristia realiza a nossa incorporação em Cristo morto e ressuscitado e, por Ele, na Igreja, que é também Corpo de Cristo. O Pão Eucarístico é assim não apenas sinal, mas alimento de unidade entre os cristãos e destes com Deus. A Eucaristia é tão desconcertante para os homens do nosso tempo, como os sinais realizados por Jesus o foram para os seus contemporâneos. Contudo, aqueles que foram testemunhas da Ressurreição, como João, e aqueles que, hoje, têm fé em Jesus, sabem muito bem que o Filho de Deus feito Homem, vindo para trazer a vida ao mundo, não Se limitou a dar-nos as Suas palavras ou o Seu exemplo. Deu-nos também, na Eucaristia, a Sua Carne e o Seu Sangue, isto é, a Sua Pessoa. Aqueles que, na pobreza da fé, souberem acolher a Cristo, sob o sinal sacramental, unir-se-ão à Sua Morte e Ressurreição, entrarão no Seu mistério, receberão a Vida. LEITURA I – I Deut 8, 2-3 LEITURA II – 1 Cor 10, 16-17 SALMO:147 Refrão: Jerusalém, louva o teu Senhor. Aclamação ao Evangelho - Jo 6, 51 ALELUIA. Eu sou o pão vivo descido do Céu, diz o Senhor.Quem comer deste pão viverá eternamente. EVANGELHO–Jo 6, 51-58