Your SlideShare is downloading. ×
paretoIT.estagios
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

paretoIT.estagios

159
views

Published on

Integração de Estagiários em Empresas.

Integração de Estagiários em Empresas.

Published in: Technology, Business

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
159
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Integração de Estagiários em Empresas © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 1
  • 2. Tópicos da Apresentação A Necessidade Os Modelos de Integração A Implementação As Vantagens © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 2
  • 3. A Necessidade © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 3
  • 4. Cenário: o antes... Engº Informático (c/ formação multidisciplinar) Recém-Licenciado Empresa (pré-Bolonha) Necessidades generalistas, definem formação generalista! © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 4
  • 5. Cenário: o agora... Recém-Licenciado (Bolonha) Empresa Especializada Recém-Mestre (Bolonha) Necessidades específicas, definem formação especializada! © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 5
  • 6. Impulsionadores da Mudança linguagens de Ruby globalização programação Scala Java ERP necessidades BI CRM OutSystems Kanban ferramentas metodologias & frameworks & técnicas JSF XP Scrum XAMP Integração de Estagiários em Empresas 6 © 2009 paretoIT
  • 7. Desafio: Especialização de base Recém-Formado (c/ formação base) Recém-Formado Empresa (Bolonha) Especializada Recém-Formado (c/ formação base especializada) Recém-Formado Empresa (Bolonha) Especializada © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 7
  • 8. A Especialização bolsa de profissionais Recém-Formado (c/ formação base especializada, integrado em projecto) Formando Empresa (Bolonha) Especializada © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 8
  • 9. Os Modelos de Integração © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 9
  • 10. Modelos de Integração vs Objectivos • Fomentar Aprendizagem; simples • Criar Profissionais. • Fomentar Aprendizagem; integrado • Integrar Profissionais. • Fomentar Aprendizagem; misto • Seleccionar Profissionais. © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 10
  • 11. Modelo simples Características: • (sub)projecto de pequena dimensão; • a realizar a tempo parcial ou a tempo inteiro; Destinatários: • Estudantes de qualquer ano escolar de um curso de informática (de uma Universidade ou de um Politécnico). © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 11
  • 12. Modelo integrado Características: • (sub)projecto de pequena/média dimensão; • a realizar a tempo inteiro; Destinatários: • Estudantes finalistas de um curso de informática (de uma Universidade ou de um Politécnico). © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 12
  • 13. Modelo misto Características & Destinatários: Estágio Estágio simples integrado Neste modelo, é feita uma selecção; ie: um estagiário só tem acesso ao estágio integrado caso tenha realizado um ou mais estágios simples, com sucesso, e se verifique que as suas características estão de acordo com as características da empresa visada. © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 13
  • 14. A Implementação © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 14
  • 15. Fase 1: Manifestação de Interesse Especificações: Projecto(s) + Metodologia(s) + Empresa Modelo(s) de Estágio(s) Especializada Nos casos em que se aplique, a empresa deve indicar o número de estagiários. © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 15
  • 16. Fase 2: Planeamento & Organização (a) selecciona profissionais. (b) define subprojectos e metas; cria especificações. (c) Ajusta metodologias e ferramentas de trabalho. (d) selecciona estagiários. © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 16
  • 17. Fase 3: Implementação de Projectos Entregas parcelares Pedidos de ajustes Empresa Especializada No caso do modelo misto, a empresa tem também papel activo na avaliação dos resultados do estágio simples que dá acesso ao estágio integrado. © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 17
  • 18. Fase 4: Integração Efectiva Enquadramento do(s) ex- estagiário(s); passando agora a ser responsabilidade da empresa. Empresa Especializada © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 18
  • 19. As Vantagens © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 19
  • 20. Conjunto de Vantagens Desenvolvimento de projectos da empresa Formação visada contextualizada Selecção de recursos Transferência de humanos com provas know-how regular e dadas simplificada Remuneração no caso de sucesso Redução de custos (apenas) Redução de riscos © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 20
  • 21. Obrigado! www.paretoIT.com © 2009 paretoIT Integração de Estagiários em Empresas 21