Vocimo.redes.sociais.corporativas.v01

1,448 views

Published on

Papos na Rede com @ricardoprochnow

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,448
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
166
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Vocimo.redes.sociais.corporativas.v01

  1. 1. O ecossistema de plataformas deREDES SOCIAIS de internet
  2. 2. O ecossistema de plataformas deREDES SOCIAIS de internet The Conversation Prism v3.0 - Brian Solis and JESS3 partnered to launch The Conversation Prism, a graphic which maps out the social media landscape. As social media continues to grow and evolve, platforms appear, disappear
  3. 3. Facebook | THE CONNECTOR “Conectar e compartilhar o que quiser com quem é importante em sua vida” Filme “The Social Network” Person of the Year da TIME Jantar com Obama, Jobs, Ellison e Schmidt
  4. 4. Facebook | Alguns NÚMEROS Aportes totalizam US$ 2,34 bilhões (até 03/2011) Quase 700M de usuários ativos, 50% faz login diário Em média, usuário tem 130 amigos, é fã de 80 páginas e cria 90 itens de conteúdo/mês São gastos 700B de minutos/mês no Facebook +1B de objetos (páginas, grupos, eventos, etc.) 35B de itens de conteúdo(links, notícias, fotos, etc.) 70% dos usuários não são dos EUA 70 idiomas disponíveis; 300K usuários auxiliaram 20M de aplicativos instalados/dia 300M de interações/mês em web sites externos
  5. 5. Coca-Cola | +29 milhões de fãs
  6. 6. Disney | +24,8 milhões de fãs
  7. 7. Starbucks | +22,6 milhões de fãs
  8. 8. TOP Marcas no Facebook Brasil (socialbakers)
  9. 9. O Cenário das PlataformasCorporativas de Software Social
  10. 10. Software Social, os 6 Cegos e o Elefante História presente em diversas culturas Percepção própria de como seria o elefante Todos tem "certeza" da sua verdade
  11. 11. Software Social, os 6 Cegos e o Elefante Realidade é muito mais complexa do que a nossa capacidade de investigá-la Não existe uma verdade absoluta apesar de todos os estudos, teorias e pesquisas Diversas condições do mundo real e problemas concretos nos quais podemos aplicar as plataformas de software social
  12. 12. Software Social, os 6 Cegos e o Elefante Plataformas de redes sociais  Não só no Marketing, Publicidade, Comunicação Plataformas de colaboração e redes sociais corporativas  Enterprise 2.0, Inovação aberta, CRM 2.0, Gestão do Conhecimento, Plataformas de colaboração, Intranet 2.0, Wiki, Etc. Tendências que devem estar no radar das Empresas 2.0  Artigo: parte I e II
  13. 13. Commodities Funcionais das Redessociais corporativas
  14. 14. Gartner - Trends in Social Software andExternally Facing Social Software Redes abertas X Corporativas
  15. 15. Commodities Funcionais das Redes sociaiscorporativas Autenticação de Usuários | Identidade digital/Social Sign-In (SSI) Compartilhamento em Outras Redes Perfil do Usuário | Profile Perfil do Usuário | Dashboard Social Templates de Projetos e documentos Feed de Atividades | Activity Streams Algoritmo de Recomendações de conteúdo/usuários Atualização de Status| Micro-blogging Grupos de Contatos Really Simple Syndication RSS 2.0
  16. 16. Commodities Funcionais das Redes sociaiscorporativas Operações FOLLOW / Relacionamentos Central de Mensagens Monitoramento Básico das Mídias Sociais abertas Pesquisa de Opinião | Enquetes Funcionalidade Blog (Usuários e Projetos) Funcionalidade Wiki Unidade Organizacional | Diretórios Disponibilizar um Servidor de Chat
  17. 17. O Cenário das PlataformasCorporativas de Software Social
  18. 18. Muitos Produtos; Muitos Produtos Diferentes Ecossistema de Plataformas Corporativas de Software Social e Colaboração
  19. 19. As diversidade de Perspectivas doSoftware “Social”
  20. 20. 3 Segmentos de Mercado do Software “Social”
  21. 21. Atividades Comuns: Internas e Externas
  22. 22. Gartner Inc. Technology Research Hype Cycle:Evolução de Tecnologias Emergentes
  23. 23. Gartner Inc. Technology ResearchHype Cycle for Social Software (08/2010)
  24. 24. O Cenário das Soluções Corporativasde Software Social
  25. 25. Magic Quadrant for Social Software in theWorkplace (10/2010)  Open Text  Microsoft  Atlassian  Jive  IBM  Saba  Telligent  Ektron  Socialtext  Novell  SucessFactors  Igloo  Drupal  Liferay  NewsGator  Traction  Huddle  Xwiki  bluekiwi  Twiki  Realcom US  EPiServer
  26. 26. Jive - Social Business Software that drivesbreakthroughs in revenue, cost, and innovation Jive: Solução “Social” corporativa peso-pesado e de “amplo espectro” funcional
  27. 27. IBM Social Software for Business - LotusConnections Lotus: Blogs, Communities, Social Everywhere, Files, Social, Profiles, Wikis, Social Analytics, Activities, Bookmarks, Forums
  28. 28. SharePoint – Plataforma de ColaboraçãoCorporativa “Compartilhar informações e gerenciar documentos que ajudam na tomada de melhores decisões”
  29. 29. Telligent - Social Software | CommunitySoftware for the Enterprise “Adding business value by increasing efficiency and driving revenue through collaboration”
  30. 30. Socialtext - Business Collaboration withEnterprise Social Networking Socialtext “Activity Streams Drive Enterprise 2.0 Discovery and Productivity”
  31. 31. Socialtext - Business Collaboration withEnterprise Social Networking Socialtext: Gratuito para 50 funcionários
  32. 32. SuccessFactors - Business Execution Software “Inciting your business to get the right work done at the right time”
  33. 33. Drupal - Open Source CMS Drupal: Gerenciamento de Comunidades de colaboração com funcionalidades sociais
  34. 34. NewsGator - SharePoint 2010 Enterprise SocialComputing NewsGator: Utiliza o SharePoint como plataforma para sua solução corporativa de Software Social
  35. 35. Huddle - Project management software,collaboration software & file storage Huddle: Posicionam-se como alternativa mais fácil e barata para o SharePoint da Microsoft
  36. 36. blueKiwi - Software + Social Business = Success “Build Your Communities and Turn Conversations Into Business Actions”
  37. 37. OpenText - Enterprise Content Management “OpenText offers a comprehensive portfolio of enterprise content management (ECM)”
  38. 38. Confluence - Enterprise Collaboration and Wiki Confluence: Conceito de Intranet Social. Gerenciamento de projetos é atendido com o módulo JIRA
  39. 39. Saba - Live Enterprise Business Networking “Unified platform for powering real-time collaboration across the enterprise”
  40. 40. Traction Software - Social Software MeetsProject Management “Bringing the resources a company has to help people make the best decisions and improving the quality of their collective work”
  41. 41. Liferay - Enterprise open source portal andcollaboration software - Social Office “Liferay Social Office can revolutionize the way your team works without forcing you to change”
  42. 42. IGLOO - Social Software for Business “Take back control. The power to change the way you work”
  43. 43. Outros fornecedores significativos dePlataformas Sociais Corporativas
  44. 44. Outros fornecedores significativos dePlataformas Sociais Corporativas Chatter - Salesforce.com Integration Mindtouch - Social Documentation PBWorks - Agency Collaboration Qontext - Contextual Integration SAP StreamWork - Decision Making Socialcast - Embeddable Microblogging tibbr - Universal Inbox Yakabod - Secure Sharing Yammer - Freemium Social Alfresco - Open Source Enterprise Content Management System Box.net - Online file sharing, content management, collaboration Cornerstone OnDemand - Learning & Performance Management Moxie Software - Enterprise Social Software Platform
  45. 45. Chatter da Salesforce | Rede Social Corporativa Chatter da Salesforce é uma Rede Social Corporativa  Gratuita, basta um e-mail corporativo
  46. 46. MindTouch - Open Source EnterpriseDocumentation Platform MindTouch: Plataforma corporativa de Documentação e Colaboração
  47. 47. Pbworks - Online Collaboration Pbworks: plataforma de colaboração com gerenciamento simplificado de tarefas
  48. 48. Qontext - a Social Collaboration Platform Qontext: plataforma social de colaboração corporativa
  49. 49. SAP® StreamWork – People and Information inCollaborative Decision-Making StreamWork: Plataforma social com ênfase ao processo colaborativo de tomada de decisão SAP® StreamWork
  50. 50. SocialCast - Enterprise Social NetworkingSoftware, Enterprise Microblogging SocialCast: plano básico é gratuito e permite criação de grupos, importação de atividades de outras plataformas
  51. 51. Tibbr da Tibco - Social Collaboration Platform Tibbr: plataforma de colaboração corporativa. Não oferece plano gratuito.
  52. 52. Yakabod – Secure Knowledge Sharing Systems Yakabod: plataforma de colaboração e gerenciamento de conteúdo com recursos básicos de gerenciamento de projetos
  53. 53. Yammer - Private Enterprise Social Network Yammer: plataforma de micro-blogging corporativa. O plano gratuito não permite a nomeação de administradores
  54. 54. Plataformas Sociais no contexto doGerenciamento de Projetos
  55. 55. Magic Quadrant for IT Project and PortfolioManagement (06/2010)  Planisware  Planview  SAP  CA  HP  Compuware  Oracle  Microsoft  EPM Live  Instantis  Augeo  PowerSteering  Automation Centre  Daptiv  Clarizen  AtTask (*)  Cardinis  Innotas  Invision  Serena  One2Team  BMC  Onepoint  Sciforma  Tenrox  Genius  Atlantic  VCSOnline  Project.net (*)  Project Objects
  56. 56. @task - TeamHome and Stream™ Announcing @task Stream, the Worlds First Social Project Management Platform The Social Project Manager
  57. 57. Clarizen – Work Management Software Social Media in Project Management 1, 2, 3, 4 Walk the Walk of Project Collaboration 1, 2
  58. 58. Genius Project Management Software “We’re all going to work more closely with our stakeholders, thanks to social media collaboration”
  59. 59. Daptiv - Project Management Software That IsEssential To Streamline Communication Daptiv Forecasts Top Predictions for PPM in 2011: Social software and enterprise collaboration collide
  60. 60. Project.net - Project Management Softwarewith Built-in Social Media “combines the power of social networking technologies with traditional project management”
  61. 61. SAP PPM: Maximize the Value, Balance, AndStrategic Alignment of Your Portfolio So how does IBM’s SAP Alliance team partner with SAP Community Network in social media?
  62. 62. Microsoft Project | Project Professional 2010 |Project 2010 Server “Social computing is optimizing teams performance adding a dimension of unstructured collaboration”
  63. 63. Plataformas Corporativas deSoftware Social | Made in Brazil
  64. 64. NOUS | Por que Colaboração? Porque COLABORAÇÃO é a principal ferramenta de promoção de aprendizagem nas organizações
  65. 65. NOUS | Proposta Conectar pessoas diretamente aos propósitos da organização num ambiente colaborativo capaz de organizar, integrar e reter seus conhecimentos Apoiar a concepção e o desenvolvimento de idéias e projetos nas fases que antecedem a decisão de fazer Aumentar a produtividade em geral ao aumentar as chances de fazer as coisas certas e fazer certo as coisas – “Havendo olhos suficientes todos os erros são óbvios”
  66. 66. NOUS | Execução Colaborativa
  67. 67. Plataformas Corporativas deSoftware Social | Made in Brazil
  68. 68. Artia | Social network for your projects
  69. 69. Artia | Social network for your projects Gestão de tempo individual Colaboração Gestão de projetos Gestão de processos Planejamento estratégico Planejamento de áreas – produto, TI, RH, etc. Indicadores de negócio e de gestão Planejamento individual de curto, médio e longo prazos Gestão de Metas
  70. 70. Artia | Social network for your projects “O Artia ajuda na definição e execução da sua estratégia, dos seus projetos e na administração do seu tempo. Fácil de usar, não requer treinamento ou projetos de implantação, não exige esforço de administração e pode ser acessado de qualquer lugar em qualquer momento, sem custo inicial”
  71. 71. “Projeto Piloto” de implantação deuma rede social corporativa
  72. 72. 6 Passos | “Projeto Piloto” de implantação deuma rede social corporativa Premissas  Patrocínio executivo para seu projeto piloto  Um bom “sponsor” garante grande parte do sucesso  Seleção dos grupos que irão gerar maior buzz sobre o sucesso do piloto em sua empresa Planejamento  1. Entrevistar usuários-chave das unidades de negócio e de TI  Levantamento de requisitos  Podem não saber “o que querem” da plataforma  Estruturar um questionário com as perguntas  Respostas irão ajudar a direcionar o planejamento, design, lançamento, políticas de uso, etc.
  73. 73. 6 Passos | “Projeto Piloto” de implantação deuma rede social corporativa Perguntas para usuários de negócios  Contribuição geral para a estratégia do negócio da empresa  Quantas pessoas usarão a plataforma?  Onde eles estão localizados fisicamente? Interface que usam?  Qual é a sua percepção e preocupação com uma RSC?  Existem diferenças culturais ou de idioma no grupo?  Peça que o usuário descreva como seu grupo usará a RSC  Como se obtém as informações, hoje, sem a RSC?  O que pretendem fazer na RSC para melhorar o processo?  Indicadores da RSC serão usados para medir sucesso de adoção?  Nomear facilitadores do grupo que irão auxiliar os demais a incorporar o uso da RSC na sua rotina de trabalho
  74. 74. 6 Passos | “Projeto Piloto” de implantação deuma rede social corporativa Perguntas para TI (que precisa avaliar se a solução se encaixa dentro do cenário de tecnologia da empresa)  Quais os objetivos globais para a RSC no quesito tecnologia?  Que outras componentes existentes (intranet, ferramentas de colaboração e/ou gestão de conhecimento a RSC complementa, reduz ou substitui?  Qual a regra para autenticação de usuários internos/parceiros?  Sistemas de negócio com os quais a RSC deve se integrar para validar o sucesso do piloto? São realmente “necessários”?  O piloto RSC estará sujeito a quais processos de governança?  Administração da RSC durante o piloto? Treinamento necessário?
  75. 75. 6 Passos | “Projeto Piloto” de implantação deuma rede social corporativa 2. Priorizar os objetivos e definir o escopo  Após a obtenção dos dados, é hora de priorizar  É este um piloto de tecnologia, ou de usabilidade, utilidade para o nosso negócio?  É mais difícil fazer as duas coisas. E se não é útil para o negócio, não precisamos da prova de tecnologia, right?  Dica: prove que é útil para usuários de negócios antes de mergulhar mais profundamente nas necessidades de tecnologia  Deixe para depois a integração com outros sistemas, etc.
  76. 76. 6 Passos | “Projeto Piloto” de implantação deuma rede social corporativa 3. Definir critérios de sucesso para o piloto  Indicadores obtidos na Etapa 1  Depoimentos de que a comunicação está mais eficaz com menor fluxo de e-mails?  Aumento significativo nas postagens do microblog, número de colaborações na produção de documentos, etc.  Dica: o piloto não é o momento para tentar provar todo o impacto nos negócios da empresa: concentre-se em justificar a utilidade para usuários de negócios em primeiro lugar  Em um piloto de 1-2 meses fica difícil comprovar uma diminuição no ciclo de vendas da sua empresa, mas, pode obter indícios de que as pessoas estão sendo acessadas com maior rapidez, frequência e colaborando de forma mais eficaz  Encoraje o "Feedback” em todos os pontos de contato
  77. 77. 6 Passos | “Projeto Piloto” de implantação deuma rede social corporativa 4. Determinar o cronograma do projeto-piloto  Pré-lançamento e planejamento do desenvolvimento  Não subestime o esforço necessário para entrevistar os participantes, determinar critérios de sucesso, etc.  Ativar o piloto – qual será o tempo de duração? Quanto tempo de uso é necessário para viabilizar a coleta das métricas?  Depende também da cultura e maturidade da empresa, do desempenho dos facilitadores e do gerente da comunidade  Mais planejamento costuma derivar pilotos mais cursos  Análise Pós-piloto  Tempo para coleta e análise dos dados?  Pesquisas junto as usuários finais e usuários chave  Elaboração de relatórios para os patrocinadores executivos
  78. 78. 6 Passos | “Projeto Piloto” de implantação deuma rede social corporativa 5. Definir papéis e responsabilidades  Os dois principais papéis para definir são o gerente de comunidade e o administrador do sistema  As funções adicionais incluem:  Os facilitadores de cada grupo de negócios participante  Responsáveis pelo contato direto com o fornecedor para responder às perguntas da equipe de negócio e técnica  Identificar e delegar poder aos “evangelizadores” do piloto que difundem o uso e aceleram a identificação e o mapeamento de novos casos de negócio para o piloto
  79. 79. 6 Passos | “Projeto Piloto” de implantação deuma rede social corporativa 6. Definir a data da decisão Go/No-Go e próximos passos  Uma vez avaliados os indicadores de sucesso ou fracasso, o que vem a seguir?  Será necessário testar com mais grupos?  O piloto encerrou e o projeto está cancelado? (Espero que não)  Cuidado: um piloto bem sucedido pode perder o “momento” se houver muita demora nesta fase  Use a força do “patrocinador” do projeto  Se o piloto foi bem-sucedido, esteja preparado para expandir
  80. 80. http://facebook.com/vocimo http://twitter.com/vocimo http://vocimo.com
  81. 81. Nurturing curiosity & inspiring the pursuit ofdiscovery
  82. 82. A Vocimo | Fator [VOC]
  83. 83. A Vocimo | Fator [VOC] Voz e o Valor dos C´s  Coletivo Conectado, Clientes, Consumidores, Colaboradores, Comunidades, Contribuintes, Cidadãos, Conteúdo, …) Momento de transformação da comunicação  As regras mudaram: autenticidade é obrigatória  Fator [VOC] tem influência sobre o mercado  Fundamental ouvir, participar, aprender e inovar com as conversações onde elas realmente ocorrem  Reconhecer e delegar poder aos representantes [VOC] que querem ouvir a história da sua Marca direto da fonte e participar da inovação e melhoria dos seus produtos e serviços  Gerar relacionamentos de longo prazo, autênticos e baseados na confiança
  84. 84. A Vocimo | A Equipe  Deise Prochnow (deise@vocimo.com @deisepms)  Administradora com pós-graduação em Marketing pela FGV  Especialização em Gestão pela Fundação Dom Cabral  20 anos de atividade profissional nas áreas de TI, Marketing e Gestão  Gerente de Suporte à Clientes da Datasul (Atual TOTVS)  Integrante do Comitê Executivo e Sócia do Drimio  Salomão Casas Neto (salomao@vocimo.com @scasas)  Administrador com pós-graduação em Marketing pela FGV  Pós graduado em Controladoria e Finanças e MBA em e-Business pelo INPG  15 anos de atividade profissional nas áreas de TI, Marketing, Novos negócios, Inovação, Mobile e Internet  Gerente de Produto e Novos Negócios da Datasul Finanças (Atual TOTVS)  Diretor Executivo e Sócio do Drimio  Ricardo Francisco Prochnow (ricardo@vocimo.com @ricardoprochnow)  Formado em Ciências da Computação pela FURB  Certificações internacionais PMI/PMP e ITIL/EXIN  20 anos de atividades profissionais relacionadas à Tecnologia da Informação e internet  Analista de Produto e Novos Negócios da Datasul Finanças (Atual TOTVS)  Diretor de Produto e Sócio do Drimio
  85. 85. http://facebook.com/vocimo http://twitter.com/vocimo http://vocimo.com

×