• Like

Comunicação Digital e Comportamento Político

  • 7,601 views
Uploaded on

Módulo 01 do Curso "Marketing Digital e Novas Mídias na Política e Campanhas Eleitorais".

Módulo 01 do Curso "Marketing Digital e Novas Mídias na Política e Campanhas Eleitorais".

More in: Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
No Downloads

Views

Total Views
7,601
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6

Actions

Shares
Downloads
675
Comments
2
Likes
27

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Comunicação Digital eComportamento Político
  • 2. >> Marcel Ayres  Jornalista (Faculdade de Comunicação da UFBA);  Pesquisador Grupo de Pesquisa em Interações, Tecnologias Digitais e Sociedade (Gits – UFBA);  Organizador Ebooks “Mídias Sociais: Perspectivas, Tendências e Reflexões” e “Mídias Sociais e Eleições 2010” Twitter: @MarcelAyres
  • 3. 2 Ensino e Treinamento1 3 Planejamento Monitoramento e Gestão e Pesquisa Estratégica Comunicação e Estratégia Digital
  • 4. 20112010 http://papercliq.bookess.com/
  • 5. www.facebook.com/papercliq + Conteúdo: www.papercliq.com.brwww.twitter.com/papercliq www.papercliq.com.br/blogwww.slideshare.net/papercliq
  • 6. >> Antes de tudo... sobre o que vamos falar?
  • 7. >> Sumário Mídias Sociais: Comportamento Serviços em Cenário da Web Dados e do Cidadão Comunicação no Brasil Características Online Digital
  • 8. >> Cenário web no Brasil
  • 9. >> Cenário da Web no Brasil “The Internet? Bah” (1995)
  • 10. >> Cenário da Web no Brasil
  • 11. >> Cenário da Web no Brasil
  • 12. >> Cenário da Web no BrasilFonte | Marcelo Negrini
  • 13. >> Cenário da Web no Brasil Não podemos ser centrados no dispositivo... temos que nos centrar no usuário. — Bill Gates, conferência MIX068
  • 14. >> Cenário da Web no Brasil Personalidades do ano na revista Time 2006 e 2010 Imagem: revista Time / Divulgação
  • 15. >> Cenário da Web no Brasil Menor concentração de poder no processo de comunicação
  • 16. >> Cenário da Web no Brasil Produtores Consumidores
  • 17. >> Cenário da Web no Brasil
  • 18. >> Cenário da Web no Brasil Novas formas de construção de sentido
  • 19. >> Cenário da Web no Brasil Economia da Produção de Massa
  • 20. >> Cenário da Web no BrasilEconomia da Customização em Massa(Cultura Remix)
  • 21. >> Cenário da Web no Brasil CGU – Conteúdo Gerado pelo Usuário Produção de Massa
  • 22. >> Cenário da Web no Brasil Hit Efeito Cauda Longa NichoFonte: “A Cauda Longa” / Chris Anderson
  • 23. >> Cenário da Web no Brasil Conversação - Web como um espaço para o relacionamento e de conversação; - Potencialização do Boca-a-Boca.
  • 24. >> Cenário da Web no Brasil Maior circulação de informações:- Grande alcance / conexões;- Informações circulando publicamente e em grande escala;- Diversidade de conteúdos compartilhados pelos usuários.
  • 25. >> Cenário da Web no Brasil Surgimento dos Early Adopters Joe M. Bohlen, George M. Beal and Everett M. Rogers
  • 26. >> Cenário da Web no Brasil Maior capacidade de mobilização
  • 27. >> Cenário da Web no Brasil + Acessos + Tempo 77,8 milhões de usuários a partir de 16 anos. 3º no mundo em nº de internautas. 46,3 milhões ativos em casa ou no trabalho em setembro de 2011. Crescimento de 20% em relação a 2009. Média de 69 horas por mês conectados. Imagem: http://3.bp.blogspot.com/- nZG1BlbQ_C0/TbK6xNqr DnI/AAAAAAAAFVY/_p-Fonte | IBOPE Nielsen Online 2011 0CrTG8VI/s1600/brasil_in ternet.jpg
  • 28. >> Cenário da Web no Brasil + Mobilidade 227 milhões de celulares em Set. de 2011 18 milhões acessam a web pelo celular (3G) 80% pré-pago (há crescimento dos serviços pós-pagos) Aumento exponencial no consumo de dados e acesso à web (foco nas mídias sociais).
  • 29. >> Cenário da Web no Brasil 1980 HOJE “A Economia da Atenção” Thomas Davenport e John Beck
  • 30. >> Cenário da Web no BrasilBig Data x Inteligência Digital"Every two days now we create asmuch information as we did from thedawn of civilization up until 2003." - EricSchmidt, former CEO of Google• 30 bilhões de pedaços de conteúdocompartilhados no Facebook por mês.• 35 – Número de horas de vídeoenviados ao YouTube a cada minuto.• 5 bilhões – Fotos hospedados no Flickr(setembro 2010).
  • 31. >> Cenário da Web no Brasil“Eu acho que elevai curtir...” #NOT
  • 32. >> Cenário da Web no Brasil Chris Hughes “Você pode ter a melhor tecnologia do mundo, mas se as pessoas não a usam, ela não terá sentido”.
  • 33. >> Cenário da Web no BrasilQuais são as vantagens deste cenário paraa política e a democracia? De um Modelo Massivo e Intrusivo...
  • 34. >> Cenário da Web no BrasilQuais são as vantagens deste cenário paraa política e a democracia?Modelo de AbordagemSegmentada ePersonalizada com ocidadão/eleitor
  • 35. >> Cenário da Web no BrasilQuais são as vantagens deste cenário paraa política e a democracia? Identificar necessidades/desejos do eleitorado
  • 36. >> Cenário da Web no BrasilQuais são as vantagens deste cenário paraa política e a democracia? Diálogo Aberto e Construção de Conhecimento
  • 37. >> Cenário da Web no BrasilQuais são as vantagens deste cenário paraa política e a democracia? Engajamento/ Participação nos processos políticos
  • 38. >> Cenário da Web no BrasilQuais são as vantagens deste cenário paraa política e a democracia?Transparência ePrestação deContas com aPopulação
  • 39. >> Mídias Sociais e Web 2.0
  • 40. >> Cenário >> Mídias Sociais e a Cultura da Colaboração
  • 41. >> Mídias Sociais e Web 2.0 › Redes Sociais (Social Network) Rede social é gente, é interação, é troca social. É um grupo de pessoas, compreendido através de uma metáfora de estrutura, a estrutura de rede. Os nós da rede representam cada indivíduo e suas conexões, os laços sociais que compõem os grupos. Esses laços são ampliados, complexificados e modificados a cada nova pessoa que conhecemos e interagimos.“ (Raquel Recuero – Redes Sociais na Internet) Fonte: Raquel Recuero
  • 42. >> Mídias Sociais e Web 2.0
  • 43. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Laços: a) Social ou relacionais b) Associativos a) Fortes b) Fracos
  • 44. >> Mídias Sociais e Web 2.0
  • 45. >> Mídias Sociais e Web 2.0
  • 46. >> Mídias Sociais e Web 2.0 › Sites de Redes Sociais (Social Network Sites) "Serviços de web que permitem aos usuários (1) construir um perfil público ou semipúblico dentro de um sistema conectado, (2) articular uma lista de outros usuários com os quais eles compartilham uma conexão e (3) ver e se mover pela sua lista de conexões e pela dos outros usuários“ (Danah Boyd e Nicole Ellison).
  • 47. >> Mídias Sociais e Web 2.0 › Mídias Sociais (Social Media) "As Mídias Sociais fazem parte de um grupo de aplicações para Internet construídas com base nos fundamentos ideológicos e tecnológicos da Web 2.0, e que permitem a criação e troca de Conteúdo Gerado pelo Usuário (CGU)“ (Andreas Kaplan e Michael Haenlein).
  • 48. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Mídias Tradicionais Mídias Sociais Controle da Informação pela marca Audiência também controla a informação Comunicação Unidirecional Bidirecional / Conversa/ Diálogo Repete muitas vezes uma única As mensagens são adaptadas: é mensagem possível testar diferentes versões Foco na Marca Foco na audiência: visa agregar valor para essa audiência Busca “Educar” o consumidor Busca influenciar e envolver o consumidor A empresa cria os conteúdos Usuários criam os conteúdos iniciais: o resultado é a co-criação de conteúdos pelos usuários e empresas.
  • 49. >> Mídias Sociais e Web 2.0- Cerca de 60% dos internautas no Brasil usamsites de redes sociais há três anos ou mais;- 1/3 fica conectado pelo menos 1h por dia;- Classes AB e C acessam mídias sociais na 45% 45% 10%mesma proporção – 45%Fonte: Many to Many/Ibope - 2010
  • 50. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Por que acessar os sites de redes sociais? - Trocar mensagens com amigos (73%); - Divertir-se (51%); - Informar-se (37%); - Ver fotos e textos dos amigos (34%); - Jogar (22%); - Atuar profissionalmente (16%).
  • 51. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Fonte: Deloite 2010
  • 52. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Fonte: Deloite 2010
  • 53. >> Mídias Sociais e Web 2.0 › Cada Mídia Social possui suas especificidades técnicas e socioculturais. É preciso analisar e compreender quais são os limites e possibilidades de cada uma dessas mídias antes de atuar. Prisma da Conversação (Brian Solis)
  • 54. >> Mídias Sociais e Web 2.0 › Tipos de Mídias Sociais Social Network Social Sharing Bookmarks Local-Based Sites Sites Sites Relacionamento Compartilhamento Leitura Localização Social Reviews Blogs Microblogs Social News Sites Sites Conteúdo Conversação Informação Recomendação
  • 55. >> Mídias Sociais e Web 2.0  Arquitetura da Informação  Tipos de Conteúdo Aspectos Técnicos  Ferramentas  Regras de Uso Categoria da Mídia  Público (Idade, Gênero, Nacionalidade etc.) Aspectos  Apropriações Socioculturais  Comportamentos (hábitos, termos etc.)
  • 56. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Aspectos Técnicos› Exemplo: Twitter
  • 57. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Aspectos Técnicos› Exemplo: Facebook
  • 58. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Aspectos Socioculturais › Exemplo - Twitter Fonte: Twitter Search
  • 59. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Características - Mídias Consolidadas na web; Em - Grande base de usuários; - Crescimento contínuo; Destaque - Diferentes usos (Relacionamento, Informação, Business, Compartilhamento de Conteúdo etc.); - Público diversificado (gênero, idade e classe econômica);
  • 60. >> Mídias Sociais e Web 2.0
  • 61. >> Mídias Sociais e Web 2.0
  • 62. >> Mídias Sociais e Web 2.0Orkut no Brasil: Ibope - 91% dos usuários brasileiros de Mídias Sociais utilizam o Orkut;Aproximadamente – 30,2 milhões de usuários
  • 63. >> Mídias Sociais e Web 2.0Volume de BuscasNo BrasilVisitantes ÚnicosNo Brasil
  • 64. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Maior compartilhador de vídeo do mundo e 2º em buscas: 4º Site mais acessado no Brasil (na frente do Orkut). 31,7 milhões de acessos (Nielsen Online) › cerca de 175 milhões de contas registradas; › 200 milhões de Tweets por dia; (Janeiro 2011 – dados divulgados pelo próprio Twitter).
  • 65. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Características - Mídias em rápido crescimento na Web. - Diferentes usos, com destaque para mídias de Ascensão geolocalização como o Foursquare e o Google Plus ( que teve uma rápida adoção entre os usuários);
  • 66. >> Mídias Sociais e Web 2.0
  • 67. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Características - Mídias com tema e público bem específico; Nicho - Em geral, não possuem uma grande base de usuários; - Fontes qualificadas para pesquisa de comportamento;
  • 68. >> E aí?
  • 69. >> Mídias Sociais e Web 2.0O que os políticos precisamfazer nesse cenário?
  • 70. >> Mídias Sociais e Web 2.0 Devem fazer parte das conversas!
  • 71. >> Mídias Sociais e Web 2.0Ok... ?mas como vamosentrar na conversa?
  • 72. >> PLANEJAMENTO: POR QUE FAZER?1º Ouça o que eles querem...
  • 73. >> Mídias Sociais e Web 2.0 2º E faça um... Planejamento Estratégico A B
  • 74. >> PLANEJAMENTO: POR QUE FAZER?
  • 75. >> Mídias Sociais e Web 2.0 "Se eu perguntasse para os meus clientes o que eles desejavam, eles diriam: um cavalo mais veloz". - Henry Ford 3º ... e pense no que eles precisam!
  • 76. >> Mídias Sociais e Web 2.0 4º Quando entrar em uma conversa, evite...
  • 77. >> Mídias Sociais e Web 2.0 5º Pense em como os ambientes digitais irão ajudar no seu objetivo e no diálogo com o seu público de interesse!
  • 78. >> Comportamento do Cidadão Online Mídias Sociais: Código de Conduta – Projeto da província de Victoria na Austrália
  • 79. >> Comportamento do Cidadão Online Mais tempo AtençãoMaior acesso conectado disputada Mais Céticoà Informações Recomenda, compartilha e crítica Mais exigente + Preocupado com o meio ambiente Não aceita imposições Desejam personalização Nova geração de eleitores e exclusividade
  • 80. >> Comportamento do Cidadão Online We are the Future – Nós somos o FuturoFonte | Agência de Publicidade PHD Worldwide
  • 81. >> Comportamento do Cidadão Online Edita/ Modera/ Influencia Características do Publica/ Mantêm/ Cria cidadão/eleitor na web Avalia/ Comenta/ Participa Compartilha Assiste/Lê/OuveFonte | Adaptado da pesquisa da Forrester Research - Social TechnoGraphics
  • 82. >> Comportamento do Cidadão Online Ben Self “Descubra a paixão das pessoas. É a chave para engajá-las em uma causa”
  • 83. >> Serviços de Comunicação Digital
  • 84. >> Serviços de Comunicação Digital A escolha de um mix de serviços de Comunicação Digital para o setor público ou para uma Campanha Eleitoral está intimamente ligada a fatores como: - Objetivos de comunicação do Político/Candidato/Partido; - Público de Interesse; - Formato do conteúdo; - Dinâmica/Função de cada Mídia; - Equipe e Estrutura.
  • 85. >> Planejamento Digital O Planejamento Digital é o serviço pelo qual agências e consultores planejam cuidadosamente como o político deverá entrar ativamente nas mídias digitais.
  • 86. >> Planejamento Digital Objetivos Estratégias Táticas Implantação/ Acompanhamento Mensuração dos Resultados
  • 87. >> Planejamento Digital a) Ponto de Partida e) Recursos (Tempo, Dinheiro, b) Ponto de Chegada Acesso etc.) c) Caminhos Possíveis f) Riscos Previsíveis e Imprevisíveis d) Meios (suposição).
  • 88. >> Planejamento Digital Estrutura do Planejamento Briefing Táticas Fluxograma Cenário Estratégia Cronograma Análise Objetivos e SWOT Ambiental Metas Mensuração
  • 89. >> Website/hotsite/Blog - Presença Básica na Web – atua como centralizador das principais Informações sobre o político/candidato. - Posicionamento em mecanismos de busca. - Alto grau de customização (com base nas necessidades da campanha). - Geração de conteúdo multimídia. - Integração com outras mídias e/ou plataformas online.
  • 90. >> Otimização para Buscas SEO – Search Engine Optmization / Otimização para Buscas - Página mais visitada no Mundo: Google.com - Página mais visitada no Brasil: Google.com - Segunda Página mais visitada no EUA: Google.com - Página mais visitada na Argentina: Google.com.ar
  • 91. >> Otimização para Buscas SEO – Search Engine Optmization / Otimização para Buscas
  • 92. >> Otimização para Buscas SEO – Search Engine Optmization / Otimização para Buscas
  • 93. >> Otimização para Buscas SEO – Search Engine Optmization/ Otimização para Buscas - Otimização dos Códigos da Página; - Planejamento de Conteúdo; - Redação, Edição e Re-Edição de Conteúdo; - Adição de Tags e Metatags; - Link-Building.
  • 94. >> Serviços de E-mail E-mail - Ferramenta mais básica para a comunicação na Internet. - Ainda é padrão para troca de informações (principalmente privadas) na web. - Possibilidades de atuação através de E-mail Marketing e Newsletters. - Importante lembrar: evitar práticas de SPAM (proibido). Criar base de dados respeitando o Opt-in e Opt-out.
  • 95. >> Serviços de E-mail Associações de comunicação definiram os mecanismos de opt-in e opt-out a fim de evitar práticas de SPAM. • Opt-In: e-mails devem ser enviados apenas para os contatos que o solicitaram / permitiram • Opt-Out: todo e-mail enviado deve possuir um mecanismo fácil de descadastramento
  • 96. >> Serviços de E-mail E-mail Marketing - Envio de mensagens para eleitores, parceiros e demais públicos de interesse. - Formatos variados, podendo explorar textos, vídeos, fotos e integrações com outros canais de comunicação. - Personalização e adequação do conteúdo.
  • 97. >> Serviços de E-mail E-mail Marketing Segundo dados da pesquisa “Novas métricas do E-mail Marketing”, com o baixo índice de cliques em mensagens, uma boa solução é segmentar ao máximo o conteúdo e o público de interesse. Observação: evitar utilizar o e-mail marketing para “panfletagem” virtual. Agregue valor ao material com informação, serviço e/ou entretenimento.
  • 98. >> Serviços de E-mail E-mail - Newsletter - Principal objetivo: servir como um informativo periódico. - Boa estratégia para a fidelização do público através do conteúdo gerado, além da criação de uma base de dados para a campanha.
  • 99. >> Web Analytics Medição, Coleta e Relatórios de informações sobre dados de navegação e interação na internet, com objetivos de entender e otimizar a utilização e produção de sites e ações de comunicação.
  • 100. >> Web Analytics Ferramentas de Web Analytics
  • 101. >> Web Analytics Google Analytics - Ferramenta de Análise de Web gratuita hospedada nos servidores do Google. - Agora já está oferecendo uma versão Premium capaz de capturar dados do visitante em ‘tempo real’. - Monitora Eventos e Visualizações de Páginas. - Monitora informação sobre o usuário, como sistema operacional, localização geográfica, resolução de tela etc.
  • 102. >> Web Analytics
  • 103. >> Comunicação em Mídias SociaisA Comunicação em Mídias Sociais traz diversas oportunidades para políticos eeleitores. Mídias Sociais são sites que permitem que as pessoas criem seuspróprios perfis, conectem-se de forma pública a outros perfis (como fãs eamigos) e publiquem seu próprio conteúdo.
  • 104. >> Comunicação em Mídias SociaisA Comunicação em Mídias Sociais éimportante porque as pessoas comacesso passam grande parte de seutempo nestes ambientes.Além disso, os usuários buscaminformações, trocam opiniões, elogiose críticas à políticos, campanhas e/oupartidos. Ter uma presença ativa éfundamental.
  • 105. >> Comunicação em Mídias Sociais Nielsen, 2009
  • 106. >> Comunicação em Mídias SociaisA Comunicação em Mídias Sociais é realizada por setores internos degrandes empresas ou agências especializadas. O trabalho é realizado dia adia, associando o posicionamento pleno à ações táticas. Mídias Relacionamento Produção de Conteúdo Sociais Posicionamento Pleno Ações Táticas manutenção diária e constante dos ações pontuais, especificamente planejadas perfis de mídias sociais. para alcançar determinados objetivos diretos.
  • 107. >> Conteúdo DigitalAlgumas agências e profissionais sãoespecializados em criar conteúdodigital.Na internet, as pessoas buscam porconteúdo informativo ou deentretenimento – ou mesmo ummisto dos dois.Criar esse conteúdo (vídeos, podcasts,fotografias, slides etc.) da melhormaneira para estes ambientes é umdesafio.
  • 108. >> Conteúdo DigitalNa internet, empresas e pessoas podem tercanais de comunicação com tanto ou até maisvisitação do que canais televisivos, jornais ourádios.As possibilidades são múltiplas. É possívelutilizar o Conteúdo Digital como apoio oumesmo centro das estratégias.
  • 109. >> Jogos e AplicativosOs chamados Jogos Sociais ganharamdestaque nos últimos anos porfazerem parte do cotidiano do uso desites de redes sociais como Orkut eFacebook.Os Jogos Sociais fazem parte de umacategoria de softwares produzidosespecificamente para mídias sociais,os Aplicativos Sociais.Além disso, os Advergames permitema criação de jogos ou elementos dejogos para marcas e campanhas.
  • 110. >> Mobile MarketingO termo Mobile Marketing é usado paratratar de ações comerciais decomunicação envolvendo celulares edispositivos móveis.Hoje as possibilidades são múltiplas:  SMS  Bluetooth  Mobile Sites  Aplicativos para Celular  QR Codes
  • 111. Obama SMS• Vanity Short Code: 62262 – OBAMA• Uso das mensagens paraconvocar a participação doseleitores;• Notícias em primeira mão;• Várias chamadas para outrasmídias, como, por exemplo,links para outros sites.
  • 112. Obama Mobile Website• O site Mobile WAP de Obamadurante a campanha foi altametnecustomizado para acesso fácil erápido em diversos aparelhos.• O foco foi em: - Download de conteúdos; - Participação e compartilhamento; - Informação.
  • 113. Obama – aplicativo iPhone• O aplicativo trazia umapraticidade enorme para osusuários de iPhone.• Era possível ligar para amigos efalar sobre as eleições, lerinformações, conferir os próximoseventos, ler e assistir discursos epropostas.
  • 114. Jordi Hereu – SMS grátis• Durante a campanha de 2007 para aprefeitura de Barcelona, o site de JordiHereu trazia, como ferramenta para ovisitante, a possibilidade de envio grátisde SMS.• A ideia era que cada visitante pudessefazer sua parte na campanha, enviandoSMS para conhecidos. Cada mensagemtrazia, ao final, o texto: Jordi Hereu, lalcalde de la gent
  • 115. O primeiro político autilizar QR Codeem seus posters:Herr Heubisch
  • 116. Governo de São Paulo: Mobile Site• o Governo de São Paulo lançou a versãomóvel de seu portal, om.saopaulo.sp.gov.br.•No site é possível encontrar diversasnotícias sobre saúde, segurança, educação,além de informações de todas asSecretarias e órgãos estaduais. O sitetambém oferece uma newsletter, que éenviada toda segunda-feira, com asprincipais notícias.• No final do site há uma lista de perfisvirtuais que o Governo possui: Twitter,Orkut, Facebook, Flickr e Youtube. Os linksdirecionam o usuário para o site móvel decada rede social.
  • 117. São Francisco: Concurso de Apps• Iniciativa da comunicaçãoinstitucional do governo para que oscidadãos desenvolvam aplicativos queajudem na melhoria da cidade.• O serviço de reciclagem maispróxima, as áreas mais violentas,informações sobre transportes, tiposde árvores existentes na cidade, essessão alguns dos muitos aplicativosdesenvolvidos através do DataSF.
  • 118. >> GeolocalizaçãoFerramentas e sites baseados emGeolocalização também estão sendoutilizados em estratégias de comunicaçãovoltadas para o setor público e emcampanhas eleitorais.Em geral, são aplicações que fazemmashups com o Google Mapspossibilitando a inserção ou visualização deconteúdos textuais, imagens, vídeos etc.
  • 119. Narrar a jornadaViagem de Obama à Casa BrancaEste mapa do Google Maps narra atrajetória do 44° presidente dos EUA.Desde Honolulu (Havaí), onde nasceu em1961, até o caminho para a Casa Brancanas eleições de 2008.
  • 120. Difundir discursosVídeos e Discursos de ObamaEste mapa permite que você assistavídeos de discursos de BarackObama (via Youtube).Cada discursoé marcado no mapa, no local exatoonde foi gravado. Clicando nosmarcadores, o usuário pode assistiros discursos diretamente do mapa.
  • 121. Ver contribuiçõesO FundRace é um mapa que permite visualizar as contribuições feitas pelos eleitores norteamericanos. Através do sistema de busca, é possível procurar nomes ou endereços paraaveriguar a contribuição do eleitorado. Esta ferramenta auxilia jornalistas e políticos avisualizar de onde o dinheiro está vindo e quem está doando.
  • 122. Compartilhar o resultado das votaçõesPBS e YouTube se uniram para criar estemapa de vídeo de experiências doseleitores na eleição de 2008. Algumasdas melhores gravações foram realizadasa cobertura da PBS eleição.O mapa divide-se os vídeos em uma sériede categorias, "Votação Antecipada’,‘notáveis do eleitor, A votaçãoPerspectivas’, ‘A intimidação do eleitor’,‘Polling Place Problemas e Problemas deregisto.O mapa não só mostra o resultado dosvotos, mas permite que os usuáriosvisualizem os resultados das eleiçõesanteriores nos EUA.
  • 123. Prever os candidatos eleitosA BBC criou um mapa para a eleição deLondres (2010) que permite aos usuáriosprever quem eles acham que vaiganhar. Para isso, o internauta pode definirsua localização no mapa, dizer em quemvão votar e deixar comentários.O marcador para cada usuário é um códigode cores dependendo da sua preferênciapolítica. Por conseguinte, é possível,apenas ao olhar o mapa, ter uma dosdirecionamentos das eleições no país.Este exemplo mostra como a contribuiçãoopinativa dos usuários podem ajudar emprevisões eleitorais,
  • 124. Promover partidoO partido político holandês D66 usou oGoogle Maps para ajudar a promover osseus 13 candidatos nas eleições emZaanstad.O mapa inclui uma série de marcadorescom links para a localização dos candidatosdo partido. Além disso, ele também mostraalguns dos debates durante a campanha einclui vídeos dos candidatos em ação.
  • 125. Exibir a localização dos candidatosCom eleição se aproximando, o jornallocal de Brighton Pavilion decidiu usarum mapa digital para rastrear osmovimentos dos três principaiscandidatos. Os leitores do jornal podemregistrar onde eles viram os candidatoseleitorais e, se fizeram discurso, o queeles disseram.A cor do mapa de marcadores no mapareflete as cores dos três partidospolíticos.
  • 126. >> Digital SignageDigital Signage é um tipo de mídia queusa telas digitais (LCD, LED, plasmaetc) para exibir publicidadesegmentada, informação eentretenimento. Esse tipo de digitalsignage já é comum em shoppings,aeroportos, rodoviárias, cafés e locaisde grande circulação.
  • 127. >> Digital SignageAssim como mídia exterior em geral, o digital signage serve para gerarconsciência de marcas e produtos. Alguns trazem recursos adicionais, como: • Interação: os transeuntes podem interagir com as peças • Segmentação e atualização: o conteúdo pode ser atualizado por centrais • Convergência com outras Mídias: envio de conteúdo via email ou mídias sociais, para gerar uma experiência mais duradoura
  • 128. >> Digital SignageAplicações de Digital Signage: • Alto Impacto - Enormes telas disponíveis em diferentes locais ao ar livre e que atingem pedestres e pessoas em trânsito; • Ponto de Venda – Monitores instalados em pontos de venda como supermercados, lojas, restaurantes e shopping centers; • Audiência Cativa – Locais específicos, onde o consumidor está em situação de espera, a exemplo de ônibus, trem, táxis, elevadores, cinema, aeroportos etc.
  • 129. >> Digital Signage
  • 130. >> Pesquisa de Marketing Quant e QualiAtravés de meios digitais, é possívelrealizar muitas modalidades depesquisa de marketing quantitativa equalitativa. Algumas delas são: • Surveys (Levantamentos) • Painéis Online • Grupos Focais • Netnografia • Cool Hunting • Monitoramento de Marcas
  • 131. >> Monitoramento de Marcas e ConversaçõesMonitoramento de Marcas eConversações consiste na coleta,armazenamento, classificação,categorização, adição de informaçõese análise de menções online públicasa determinado(s) termo(s)previamente definido(s) e seusemissores.
  • 132. >> Monitoramento de Marcas e ConversaçõesObjetivos:(a) identificar e analisar reações, sentimentos e desejos relativos a produtos, entidades e campanhas;
  • 133. >> Monitoramento de Marcas e ConversaçõesObjetivos:(b) conhecer melhor os públicos pertinentes;
  • 134. >> Monitoramento de Marcas e ConversaçõesÍndices de Valor de Sentimento -1 0 0,5 +1 Marca A: - 0,14 Marca B: 0,10 Resultado Médio Marca C: 0,04
  • 135. >> Monitoramento de Marcas e ConversaçõesMonitoramento de Marcas e Conversações érealizado através de agências que realizam oplanejamento e análise do monitoramento,utilizando um ou mais softwares.De forma simplificada, o processo é o seguinte: • Briefing • Seleção de • Cadastro de Palavras-Chave • Classificação e Categorização • Respostas e Ações • Análise • Produção de Relatórios
  • 136. >> Resumindo Estamos em um cenário de Mudanças Interatividade na Web e no comportamento do usuário Mobilidade Volume de Acesso e Tempo informação
  • 137. >> Resumindo Desse modo os Políticos precisam Inovação estar atentos às mudanças e novidades, a fim de utilizar estrategicamente os canais de comunicação no quais deseja atuar. Transparência Diálogo Prestação de Contas
  • 138. >> Fontes / Referências  Mercado da Comunicação Digital  Serviços de Marketing e Comunicação Digital  Geolocalização Digital no Marketing Político  Dispositivos Móveis no Marketing Político  Comunicação Pública na Era Digital  Marketing Político Digital por @Gabrieleite e usuários  Referências sobre Comunicação e Marketing Político  Grupo – Política e Campanhas Online  Mídias Sociais e Eleições 2010
  • 139. + Conteúdo: www.papercliq.com.brwww.papercliq.com.br/blog Tel.: (71) 3013-1432 Av. Tancredo Neves – Ed. Esplanada Tower, 939 – Sala 403 – Caminho das Árvores | CEP 41.820-021 | Salvador-BA