8a SéRie   SeparaçãO De Misturas
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

8a SéRie SeparaçãO De Misturas

on

  • 14,732 views

 

Statistics

Views

Total Views
14,732
Views on SlideShare
14,662
Embed Views
70

Actions

Likes
1
Downloads
233
Comments
1

4 Embeds 70

http://www.slideshare.net 43
http://espacocienciavirtual.blogspot.com 21
http://espacocienciavirtual.blogspot.com.br 5
http://www.espacocienciavirtual.blogspot.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    8a SéRie   SeparaçãO De Misturas 8a SéRie SeparaçãO De Misturas Presentation Transcript

    • Heterogêneas e Homogêneas
    • Separação Magnética (Misturas Heterogêneas) Trata-se de um método de separação específico das misturas com um componente ferromagnético como o cobalto, o níquel e, principalmente, o ferro. Estes materiais são extraídos pelos ímanes, fenómeno que se pode aplicar para reter as suas partículas ou para desviar a sua queda.
    • Separação por Sublimação (Misturas Heterogêneas) A sublimação é a passagem direta de sólido a gás que sofrem algumas substâncias como o iodo, em determinadas condições de pressão e temperatura. A sublimação pode-se aplicar às soluções sólidas e às misturas, sempre que uma das substâncias possa sofrer este fenômeno. Basta aquecer a mistura ou solução à temperatura adequada e recolher os vapores que, quando arrefecem, se vêem submetidos a uma sublimação regressiva, ou seja, passam diretamente de gás a sólido.
    • Separação por Solução (Misturas Heterogêneas) Para separar uma mistura sólida, pode recorrer-se a um solvente selectivo e, portanto, à separação por solução. Às vezes é possível encontrar um bom solvente para um dos componentes da mistura que, no entanto, não dissolve o outro ou os outros componentes, obtendo-se uma suspensão.
    • Separação por Filtragem (Misturas Heterogêneas) Quando uma suspensão passa através de um papel de filtro, as suas partículas ficam retidas se o diâmetro da malha que forma o papel for suficientemente pequeno. No caso das partículas sólidas serem muito pequenas pode recorrer-se a um filtro de porcelana porosa. O mais corrente é o filtro de papel, que se dobra em quatro partes, formando-se um cone que se adapta à forma do funil. Existem também filtro de areia, argila e carvão.
    • Decantação (Misturas Heterogêneas) Trata-se da separação de dois líquidos ou de um líquido e de um sólido, aproveitando a sua diferença de densidade. Para separar um líquido de um sólido de maior densidade deixa-se repousar durante certo tempo, para que o sólido se deposite no fundo do recipiente. A partir do momento em que se depositou totalmente, inclina-se o recipiente com cuidado até se verter o líquido sem que o sólido seja arrastado. Para a obtenção de melhores resultados pode também ser utilizada uma vareta de vidro como material auxiliar.
    • Decantação por funil (Misturas Heterogêneas) A decantação é muito utilizada para separar líquidos imiscíveis, ou seja, líquidos que não se misturam. Para isso, coloca-se a mistura a ser separada num funil de separação (ou funil de decantação ou funil de bromo). Quando a superfície de separação das camadas líquidas estiver bem nítida, abre-se a torneira e deixa-se escoar o líquido da camada inferior.
    • Centrifugação (Misturas Heterogêneas) Quando numa mistura de sólidos e líquidos, os sólidos possuem uma dimensão muito pequena, não são úteis nem a filtragem nem a decantação. Neste caso, introduz-se a mistura em tubos de ensaio que, colocados numa centrifugadora, giram em posição quase horizontal a grande velocidade, aumentando assim a rapidez com que se deposita o sólido compactado no fundo do tubo. Verte-se o líquido que sobrenada e fica completa a separação.
    • Centrifugação manual (Misturas Heterogêneas) Existem centrifugadoras industriais de grande valia e eficácia que giram a mais de 20.000 rotações por minuto. Mas, nos laboratórios continuam a utilizar-se pequenas centrifugadoras que, pelo seu baixo preço e fácil manejo, servem para trabalhos simples que não necessitam de altas velocidades nem de muitos minutos de centrifugação.
    • Dessecação (Misturas Heterogêneas) Produz-se aquecendo a amostra diretamente à chama, com um aquecedor eléctrico ou numa estufa adequada, com o fim de evaporar o líquido volátil que empapa ou dissolve o sólido. Este permanece no recipiente. A dessecação termina quando se pesa o recipiente com pequenos intervalos de tempo e o seu peso não se altera.
    • Levigação (Misturas Heterogêneas) Levigação é um método de separação de misturas heterogêneas de sólidos. Quando uma mistura se forma por substâncias sólidas de densidades diferentes, pode-se utilizar uma corrente de água para separá-las. É o caso do ouro, que nos garimpos normalmente é encontrado junto a uma porção de terra ou areia.Usa-se uma rampa de madeira ou uma bacia em que se passa uma corrente de água que serve para separar essas substâncias.
    • Catação (Misturas Heterogêneas) A catação é um tipo de separação de misturas do tipo "sólido-sólido". As substâncias são separadas manualmente e pode utilizar uma pinça, colher, ou outro objeto auxiliador para a separação. É utilizada na separação de grãos bons de feijão dos carunchos e pedrinhas. Também é utilizada na separação dos diferentes tipos de materiais que compõem o lixo. Um dos solidos é retirado com pinças ou com as mãos.
    • Fusão Fracionada (Misturas Heterogêneas) Essa técnica de Separação de Misturas consiste nos diferentes pontos de fusão das matérias. Ou seja, a mistura é aquecida até que um de seus componentes passe para o estado Líquido, podendo assim ser separado do resto da mistura. Esse procedimento é repetido várias vezes, até que todas as substâncias da mistura estejam separadas. As ligas metálicas são formadas pela mistura de vários elementos. Como cada elemento tem um ponto de fusão diferente, quando a liga é aquecida cada um irá derreter e se separar em um momento diferente.
    • Solidificação Fracionada (Misturas Heterogêneas) Consiste na separação por aquecimento da mistura até a fusão do componente de menor P.F. (ponto de fusão). A solidificação fracionada pode, por exemplo, ser usada para separar a parafina dos outros resíduos do petróleo. Nesse caso, a mistura é resfriada até o ponto de solidificação da parafina. Assim, endurecida, a parafina é retirada da mistura.
    • Ventilação (Misturas Heterogêneas) Ventilação é um processo de separação de substâncias sólidas heterôgeneas através de vento.O sólido menos denso é separado por uma corrente de ar. Também conhecido como tamisação, este método é também usado na separação de sistemas sólido-sólido, onde um dos dois componentes apresente granulometria que permita que o mesmo fique preso nas malhas de uma peneira.
    • Destilação simples (Misturas Homogêneas) Para separar a mistura de água e sal e recuperar também a água, emprega-se a destilação simples. A mistura é aquecida e a água entra em ebulição, mas o sal não. O vapor de água passa pelo interior de um condensador, que é resfriado por água corrente. Com esse resfriamento, o vapor condensa-se. É um método rápido de destilação, e deve ser usado sempre que possível - é uma técnica rápida, fácil e, se respeitado seus limites, eficaz.
    • Destilação fracionada (Misturas Homogêneas) As misturas homogêneas formadas por dois ou mais líquidos oferecem uma razoável dificuldade para sua separação. A destilação fracionada é um aprimoramento da destilação simples, na qual uma coluna de vidro cheia de obstáculos é colocada entre o condensador e o balão na qual a mistura é aquecida. Os obstáculos permitem que o componente de menor ponto de ebulição chegue mais rapidamente ao condensador e destile primeiro. Assim que ele destilar totalmente, destilará o próximo componente liquido da mistura, que é recolhido em outro frasco. E assim por diante.
    • Liquefação fracionada (Misturas Homogêneas) A Liquefação fracionada é um processo de separação feita para separar gases em uma mistura homogênea. A mistura é resfriada, fazendo com que os gases passem para o estado liquido. Em seguida, a mistura é submetida à um processo de destilação fracionada, no qual as substâncias irão retornar ao estado gasoso de acordo com seus pontos de ebulição, possibilitando assim a separação da mistura. Um exemplo é a separação de uma mistura formada por Nitrogênio e Oxigênio. Essa mistura é resfriada até -200 graus celsius, quando passa para o estado líquido. Depois os gases em estado liquido são separados por destilação fracionada, de acordo com seus pontos de ebulição, o do Nitrogênio é -195ºC e o do Oxigênio é -183ºC.
    • Aquecimento simples (Misturas Homogêneas) Para separação de misturas contendo gás e líquido Por aquecimento abaixo do PE do líquido, o gás dissolvido é expulso. Ex.: água com CO2
    • Atividade  O que os métodos de separação de misturas têm de relação com as propriedades da matéria que nós vimos anteriormente?  Quais equipamentos de laboratório você percebeu que são usados nesses métodos?  Se você tiver que separar água e óleo usaria qual método? E se você tiver que separar dois líquidos que se misturam mas possuem PE diferentes?