• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content

Loading…

Flash Player 9 (or above) is needed to view presentations.
We have detected that you do not have it on your computer. To install it, go here.

Like this presentation? Why not share!

5a série a importância da água potável

on

  • 4,329 views

 

Statistics

Views

Total Views
4,329
Views on SlideShare
4,293
Embed Views
36

Actions

Likes
0
Downloads
65
Comments
0

4 Embeds 36

http://www.slideshare.net 23
http://espacocienciavirtual.blogspot.com 10
http://espacocienciavirtual.blogspot.com.br 2
http://www.espacocienciavirtual.blogspot.com.br 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    5a série   a importância da água potável 5a série a importância da água potável Presentation Transcript

    • Doenças relacionadas com a água Segundo a Organização Mundial de Saúde, cerca de 80% de todas as As doenças mais comuns, de doenças que se alastram nos países transmissão Hídrica, são as em desenvolvimento são seguintes: provenientes da água de má qualidade.
    • Microorganismos que podem contaminar a água Protozoário: Protozoário: Protozoário: Vírus: Vírus: Ameba Giardia lamblia Criptosporídio Norwalk Rotavírus Bactéria: Bactéria: Bactéria: Protozoário: Escherichia coli Salmonella typhi Vibrio cholerae Ciliado peduncular
    • Amebíase Transmissão: Eliminados com as fezes pelas pessoas doentes, os cistos contaminam a água dos rios e, levados por esta ou pela poeira e Amebíase é uma doença pelas moscas, baratas e outros endêmica em grande parte do animais, também contaminam território brasileiro e frutos, verduras e diversos amplamente disseminada por alimentos, permitindo o todo o mundo. alastramento dessa protozoose. Agente causador: é o protozoário Entamoeba Ciclo: As amebas se desenvolvem histolytica, um típico exemplo ou proliferam notadamente no de protozoário rizópoda, isto intestino grosso, embora possam é, protozoa destituído de ser encontradas também no flagelos ou cílios. intestino delgado.
    • Amebíase Quadro clínico: diarréia. Profilaxia: Há medicação específica para essa doença. Mas a profilaxia depende também de: Saneamento básico nas Cuidados pessoais de Limpeza das mãos e dos regiões onde a pobreza e higiene alimentos a promiscuidade facilitam a dispersão da endemia.
    • Ancilostomose ou amarelão Transmissão: pela penetração de larvas dos vermes pela pele ou ingestão de ovos do parasita através de água e alimentos contaminados. Agente causador: Ancylostoma duodenale e Necator americanus. Ciclo: no intestino, a fêmea adulta põe ovos que são eliminados pelas fezes. No solo formam-se larvas que podem atravessar a pele humana. As larvas caem na circulação, chegam ao coração, pulmões, atravessam a parede dos alvéolos, sobem à árvore respiratória, chegam à faringe e são deglutidas chegando ao intestino e formam vermes adultos.
    • Amarelão Quadro clínico: O verme se alimenta de sangue, há anemia, fraqueza, emagrecimento, desânimo, pele cor amarelada (amarelão). Pode surgir pervesão do apetite como hábito de comer terra, dores abdominais, vômito, diarréia e às vezes desinteria. Profilaxia Instalações Higiene Uso de Saneamento Educação Tratamento sanitárias alimentar calçado básico sanitária dos doentes. adequadas
    • L
    • Ascaridíase ou Lombriga Transmissão: pela ingestão de água e alimentos contaminados com ovos da Agente causador: lombriga. Ascaris lumbricoides, conhecido como lombriga. Ciclo: os ovos são ingeridos, chegam ao intestino do hospedeiro onde se abrem e liberam larvas que atravessam a parede intestinal, caem na circulação, passam para o fígado e pulmões. Nos pulmões atravessam os alvéolos, sobem pela árvore respiratória até chegar à faringe e são deglutidas. No intestino delgado transformam-se em vermes adultos.
    • Ascaridíase Quadro clinico: quase não há problemas. Quando o número de vermes é grande, pode haver perigo de obstrução intestinal. Profilaxia Instalações Tratamento Higiene Educação sanitárias dos alimentar sanitária adequadas doentes