• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Riscos biologicos agentes_biologicos_2013
 

Riscos biologicos agentes_biologicos_2013

on

  • 21,968 views

 

Statistics

Views

Total Views
21,968
Views on SlideShare
21,968
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
258
Comments
2

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

12 of 2 previous next

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • Muito bom.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • ótima apresentação.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Riscos biologicos agentes_biologicos_2013 Riscos biologicos agentes_biologicos_2013 Presentation Transcript

    • RISCOS BIOLÓGICOS• Do relacionamento da espécie humana x outra população da biosfera terrestre• 1.Equilíbrio( grau de adaptação) = microbiota humana normal• 2.Desiquilíbrio = doenças transmissíveis ou infecciosas
    • RISCOS BIOLÓGICOS• RISCO BIOLÓGICO OCUPACIONAL = deriva do contato dos trabalhadores com vegetais, animais e seus produtos ou excreções durante a atividade laboral, podendo evoluir para processos infecciosos, tóxicos ou alérgicos, neoplasias, doenças auto - imunes e malformações.
    • RISCOS BIOLÓGICOS: classificação CLASSIFICAÇÃO DOS AGENTES BIOLÓGICOS:• GRUPO 1 = baixo risco individual e para a coletividade. Ex: Lactobacillus sp.• GRUPO 2 – moderado risco individual e limitado risco para a coletividade; agentes biológicos que podem causar doenças no ser humano e em animais cujo potencial de propagação na coletividade e no meio ambiente é limitado e para o qual existem, em regra, meios eficazes de profilaxia ou de tratamento. Ex.: Shistosoma mansoni
    • RISCOS BIOLÓGICOS: classificação• GRUPO 3 – alto risco individual e moderado risco para a coletividade: inclui os agentes biológicos que se transmitem por via respiratória e que causam doenças no homem e em animais, potencialmente letais, para as quais existem medidas profiláticas e terapêuticas. Ex. Bacillus anthracis• GRUPO 4 – alto risco individual e para a comunidade; agentes biológicos com grande poder de transmissibilidade por via respiratória ou de meio de transmissão desconhecido para o qual não existem, em regra, meios eficazes de profilaxia ou de tratamento. Causam doenças de alta gravidade. Ex. vírus Ebola.• CLASSE de RISCO ESPECIAL = alto risco de causar doença animal grave e de disseminação no meio ambiente. Ex: agente da vaca louca.
    • FONTES DE INFECÇÃO• Animais• Água• Ar condicionado• Homem• Plantas• Indústria• Laboratórios• Solo• Resíduos sólidos• Animais peçonhentos
    • ATIVIDADES de maior exposição a AGENTES BIOLÓGICOS• 1.SERVIÇOS DE SAÚDE: Laboratórios de pesquisas Serviços Hospitalares Laboratórios Clínicos Laboratórios de Diagnóstico e de pesquisa Unidades , ambulatórios de saúde, clínicas etc.• 2.Frigoríficos e locais de abate : tuberculose, brucelose , leptospirose etc.• 3.Coleta, transporte e tratamento de lixo : febre tifóide, peste bubônica, tuberculose, material perfuro-cortante• 4.Indústria: alimentícia, farmacêutica• 5.Exumação de corpos, funerárias, coveiros, salas de necrópsias  bacteriologia forense, material perfuro-cortante 6.Trabalho de campo - controle de vetores( vigilância epidemiológica) e vigilânciasanitária
    • NR 32 - Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde - Riscos BiológicosFINALIDADE estabelecer as diretrizes básicaspara a implementação de medidas de proteçãoà segurança e à saúde dos trabalhadores dosserviços de saúde, bem como daqueles queexercem atividades de promoção e assistênciaà saúde em geral.
    • NR 32 - Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde - Riscos Biológicos• Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde• Serviços de saúde = qualquer edificação destinada à prestação de assistência à saúde da população, e todas as ações de promoção, recuperação, assistência, pesquisa e ensino em saúde em qualquer nível de complexidade.• Todos os trabalhadores que exerçam atividades nessas edificações, relacionadas ou não com a promoção e assistência à saúde, são abrangidos pela norma. Por exemplo, atividade de limpeza, lavanderia, reforma e manutenção
    • NR 32• PCMSO – Reconhecimento e avaliação dos riscos biológicos – Localização das áreas de risco segundo os parâmetros do PPRA – Relação com identificação nominal dos trabalhadores, sua função, local em que desempenham suas atividades e o risco a que estão expostos
    • NR 9 – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais - PPRARiscos ambientais os agentes físicos, químicos ebiológicos existentes nos ambientes detrabalho que, em função de sua natureza,concentração ou intensidade e tempo deexposição, são capazes de causar danos àsaúde do trabalhador.
    • NR 9• Programa de Prevenção de Riscos Ambientais ( PPRA) – Preservação da saúde, integridade dos trabalhadores – Etapas • Antecipação • Reconhecimento dos Riscos : fontes de exposição e reservatórios vias de transmissão e entrada transmissibilidade, patogenicidade e virulência • Estabelecimento prioridades e metas de avaliação e controle • Avaliação dos riscos e da exposição dos trabalhadores • Implantação de medidas de Controle e Avaliação de sua eficácia • Monitoramento da exposição aos riscos • Registro e divulgação dos dadosDeve conter:• Identificação dos riscos biológicos mais prováveis em função de sua localização geográfica e da característica do serviço de saúde e de seus setores
    • RISCOS BIOLÓGICOS• Onde pode ocorrer a exposição a agentes biológicos ?• Trabalhadores em contato com• ■ materiais naturais ou orgânicos, tais como terra, argila, materiais• de origem vegetal (feno, palha, algodão, etc.)• ■ substâncias de origem animal (lã, pêlo, etc.)• ■ alimentos• ■ poeiras orgânicas (por ex. farinha, partículas de descamação e• poeiras de papel)• ■ resíduos, águas residuais• ■ sangue e outros fluidos corporais
    • RISCOS BIOLÓGICOS• RISCO BIOLÓGICO OCUPACIONAL = deriva do contato dos trabalhadores com vegetais, animais e seus produtos ou excreções durante a atividade laboral, podendo evoluir para processos infecciosos, tóxicos ou alérgicos, neoplasias, doenças auto - imunes e malformações.
    • RISCO BIOLÓGICO: tipos de exposição• Exposição ao risco biológico pode ser:• 1. Exposição com intenção deliberada  exposição derivada da atividade laboral que implique a utilização ou manipulação do agente biológico, que constitui o objeto principal do trabalho ( atividades de pesquisa, de diagnóstico laboratorial, biotecnologia etc.)• 2.Exposição não liberada  decorre da atividade laboral sem que essa implique na manipulação direta deliberada do agente biológico como objeto principal do trabalho( consultórios médicos e de dentistas , lavanderia e limpeza de serviços de saúde).
    • 1.AGENTES BIOLÓGICOS relacionados doenças ocupacionais• 1. Microrganismos : vírus , bactérias, fungos.• 2.Microrganismos geneticamente modificados• 3. Culturas de células de organismos multicelulares• 4. Parasitas: protozoários, helmintos e artrópodes (piolhos, carrapatos, pulgas).• 5. Toxinas( produtos )• 6. Príons = estruturas proteicas modificadas
    • AGENTES BIOLÓGICOS relacionados doenças ocupacionaisOs agentes biológicos podem causar três tiposde doenças:• ■ infecções causadas por parasitas, vírus ou bactérias etc.• ■ alergias causadas pela exposição a poeiras orgânicas provenientes do bolor ou do pó de farinha e partículas de descamação, enzimas e ácaros,• ■ envenenamento ou efeitos tóxicos
    • MEIOS DE TRANSMISSÃO• TRANSMISSÃO DIRETA IMEDIATA pessoa a pessoa• TRANSMISSÃO DIRETA MEDIATA via respiratória( nariz, boca)• TRANSMISSÃO INDIRETA :alimentos, água , solo, vetores, material biológico.
    • RISCOS BIOLÓGICOS• Material biológico – sangue, fluidos orgânicos potencialmente infectantes (sêmen, secreção vaginal, liquor, líquido sinovial, líquido pleural, peritoneal, pericárdico e amniótico), fluidos orgânicos potencialmente não-infectantes (suor, lágrima, fezes, urina e saliva),exceto se contaminado com sangue
    • RISCOS BIOLÓGICOS
    • Principais agentes biológicos : meio de transmissão.• 1. Agentes transmitidos por via sanguínea• - hepatite B• - hepatite C• - HIV
    • Principais agentes biológicos: meio de transmissão• 2. Agentes transmitidas por vias aéreas:• - tuberculose• - doença meningocócica• - conjuntivite• - citomegalovírus• - difteria
    • Principais agentes biológicos: meio de transmissão• 3. Agentes transmitidos por via oral/fecal:• - Salmonela sp.• - Shiguella sp.• - Campylobacter sp.• - Vírus da hepatite A• 4. Infestação( externamente): pediculose e escabiose
    • VIAS de PENETRAÇÃO no hospedeiro Ingestão : via oral Inalação: via respiratória Via cutânea: - penetração através de mucosas - penetração através de solução de continuidade - deposição sobre a pele Introdução por objetos e instrumentos perfuro- cortantes Introdução por picada de insetos ou mordedura de animais( sangue e tecido muscular)
    • MEDIDAS de CONTROLE e PREVENÇÃO• 1. MEDIDAS de CONTROLE relativas ao AMBIENTE• 1.1.Na fonte  evitar a presença de microrganismos ou que passem apara o meio ambiente . São:• - seleção de equipamentos• -substituição de microrganismos• -modificação do processo• -encerramento do processo.
    • MEDIDAS de CONTROLE e PREVENÇÃO• 1.2. No percurso evitar a proliferação de contaminantes no ambiente .• São medidas de:• -limpeza e desinfecção• -controle de vetores• -sinalização
    • MEDIDAS de CONTROLE e PREVENÇÃO• 2. MEDIDAS DE CONTROLE relativas ao TRABALHADOR• - informação sobre os riscos• -capacitação quanto as normas e procedimentos padronizados• -diminuição do número de trabalhadores expostos• - uso de equipamentos de proteção adequados para cada tipo de exposição• -higienização de vestimentas na própria instituição• - acompanhamento médico do trabalhador• - programa de imunização• -protocolos de atendimento pós-exposição a material orgânico
    • MEDIDAS de PREVENÇÃOO empregador deve vetar:• - ato de fumar• - uso de adornos• -uso de calçados abertos• - os trabalhadores não devem deixar o local de trabalho com equipamentos de proteção individual e vestimentas utilizadas em suas atividades laborais.
    • MEDIDAS de PREVENÇÃO• Higienização de vestimentas utilizadas em centros cirúrgicos e obstétricos, unidades de terapia intensiva, unidades de pacientes com doenças infecciosas e quando houver contado direto com material orgânico, deve ser de responsabilidade do empregador• EPIs  deverão estar a disposição, em número suficiente nos postos de trabalho, de forma que seja garantido o imediato fornecimento ou reposição.
    • PROGRAMA de CONTROLE MÉDICO de SAÚDE OCUPACIONAL = P.C.M.S.ODeve contemplar:• 1. identificação e avaliação dos riscos biológicos• 2. localização das áreas de riscos• 3.relação, contendo a identificação nominal dos trabalhadores, sua função, local em que desempenham suas atividades e o risco a que estão expostos.• 4. vigilância médica dos trabalhadores potencialmente expostos• 5. programa de vacinação
    • AVALIAÇÃO dos RISCOS BIOLÓGICOS• I. Identificação dos riscos biológicos em função da localização geográfica e da característica do serviço de saúde e seus setores, considerando:• a) fontes de exposição e reservatórios • Ex. máscara de proteção para doentes portadores de tuberculose pulmonar .
    • AVALIAÇÃO dos RISCOS BIOLÓGICOS• b) vias de transmissão e de entradautilização de barreiras ou obstáculos entre afonte de exposição e o trabalhador (exemplos:adoção de sistema de ar com pressão negativa,isolamento do paciente e uso de máscaras
    • AVALIAÇÃO dos RISCOS BIOLÓGICOS• c) transmissibilidade, patogenicidade e virulência do agente determina, além de quais medidas de proteção serão adotadas, a prioridade das mesmas.• Exposição ao meningococo  medidas de proteção devem ser adotadas de forma emergencial devido à alta transmissibilidade, alta patogenicidade e alta virulência desse agente.• Exposição ao vírus da influenza  medidas de proteção são menos emergenciais devido à baixa virulência do agente.• d)persistência do agente biológico no ambiente.
    • AVALIAÇÃO dos RISCOS BIOLÓGICOS• II. Avaliação do local de trabalho e do trabalhador, considerando:• 1. aspectos físicos e de organização do local de trabalho• 2. aspectos psicológicos e sociais do grupo de trabalho, isto é, do conjunto de pessoas de diferentes níveis hierárquicos.
    • AVALIAÇÃO dos RISCOS BIOLÓGICOS1. Aspectos físicos do local de trabalho• 1.1. finalidade e descrição do local de trabalho• - altura do piso ao teto, o tipo de paredes e do piso (laváveis ou não),• - tipos e os sistemas de ventilação,• - existência de janelas (com ou sem tela de proteção),• - tipo de iluminação,• - mobiliário existente (possibilidade de descontaminação),• - presença de pia para higienização das mãos.
    • AVALIAÇÃO dos RISCOS BIOLÓGICOSRESOLUÇÃO da ANVISA nº 104/2002 definição de áreas críticas:1. área crítica2. área semicrítica3. área não crítica
    • AVALIAÇÃO dos RISCOS BIOLÓGICOS• ÁREA CRÍTICA  salas de cirurgia , UTI ,salas de hemodiálise ,bancos de sangue, centrais de esterilização de material, área suja de lavanderias• ÁREA SEMICRÍTICA  enfermarias , consultórios , área limpa de lavanderia hospitalar , áreas administrativas que exerçam atividades nestes setores.• ÁREA NÃO CRÍTICA  escritórios, almoxarifados , corredores, elevadores , salas administrativas
    • AVALIAÇÃO dos RISCOS BIOLÓGICOS• 1.2. organização e procedimentos de trabalho• - turnos, as escalas, as pausas para o descanso e as refeições,• - relacionamento entre os membros da equipe e a chefia,• - distâncias a serem percorridas para a realização dos procedimentos,• - se existem procedimentos escritos e se são adotados para a realização das atividades,
    • AVALIAÇÃO dos RISCOS BIOLÓGICOS• 1.3. a possibilidade de exposição;• 1.4.a descrição das atividades e funções de cada local de trabalho;• 1.5. as medidas preventivas aplicáveis e seu acompanhamento.
    • PROGRAMA de CONTROLE MÉDICO em SAÚDE OCUPACIONAL ( PCMSO)1.Acidentes com material biológico devem serconsiderados EMERGÊNCIAS medidas pertinentesocorrem no menor prazo possível após o acidente.2. NOTIFICAÇÂO Em toda a ocorrência de acidente,envolvendo riscos biológicos, com ou sem afastamento dotrabalhador, deve ser emitida a C.A.T  Comunicação deAcidente de Trabalho. Abertura de CAT • Responsável do setor • SESMT • CIPA
    • PCMSO3.Imunização DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE – Vacinação gratuita • Tétano, Difteria • Hepatite B • Estabelecidas no PCMSO • Recomendação do Ministério da Saúde.• 3.1.Médicos que, em suas preocupações profissionais e éticas,  acompanhamento do estado vacinal dos trabalhadores sob seus cuidados, para a garantia de permanente atualização
    • Imunização DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE• 3.2.EMPRESA• NR 32 fixa claramente a obrigatoriedade de o empregador disponibilizar todas as vacinas registradas no país que possam, segundo critérios de exposição a riscos, estar indicadas para o trabalhador e estabelecidas no Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional• PCMSO:• “ Sempre que houver vacinas eficazes contra os agentes biológicos a que os trabalhadores estão, ou poderão estar, expostos, o empregador deve disponibilizá-las gratuitamente aos trabalhadores não imunizados
    • Imunização DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE• Três formas de vacinar o trabalhador:• • Na própria empresa, contratando-se clínicas de vacinação com licença para a vacinação extramuros (o que permite• economia de tempo e dinheiro com deslocamentos).• •SUS encaminhamento dos trabalhadores para a rede do SUS e/ou para a clínica de vacinação.• •Serviço de Saúde da empresa poderá obter o credenciamento junto à Anvisa, obedecendo as Portarias, como ocorre com as clínicas privadas
    • Imunização DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE• Todos os profissionais de saúde que trabalham em instituições geradoras de saúde• 1. Vacina conta HEPATITE B  doses 0. 1 e 6 meses• 2.Vacina contra tétano e difteria ( dT adulto) uma dose a cada 10 anos, se imunização básica. Esquema básico : 3 doses• 3.Tríplice viral( sarampo, rubéola e caxumba) pelo menos duas doses após 1 ano de idade.• 4.Influenza : dose anual
    • VACINAS para GRUPOS ESPECÍFICOS• 1.Vacina contra HEPATITE A profissionais de unidades de nutrição e unidades pediátricas, ou trabalhadores incluídos em grupo de risco individual.• 2.Vacina contra varicela  todos os profissionais de saúde que prestam assistência a imunodeprimidos.• 3.Vacina contra Pertussis, incluída na tríplice bacteriana  profissionais que prestam assistência em unidades de neonatologia, pediatria e doenças respiratórias crônicas.• 4. Vacina pneumocócica 23 v  todos os profissionais acima de 60 anos de idade ou incluídos no grupo de risco.
    • Imunização DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE• Na definição do programa de vacinação da empresa, levar-se-á em consideração:• • Risco biológico da função• • Riscos individuais (doenças crônicas, idade etc.)• • Riscos do ambiente (situação epidemiológica local)• • Presença de surtos• • Riscos para o paciente (o trabalhador pode ser o veículo de transmissão)• • Vacinas obrigatórias pelo MS (calendários do PNI