Lógica de programação      Prof: Leandro Maranim Dei Santi         Prof: Eduardo Rossit Paiossin
Conteúdo da aulaMatrizConceitoDeclarando matrizesInserindo valores na matrizMontando a matrizCriando novos tipos de variáv...
Matriz (Conceito)   Assemelha-se muito a um vetor.   Um vetor é uma matriz unidimensional.   Assemelha-se a um engradado d...
Declarando uma matriz   Sintaxe da matriz:   <nome      da    matriz>:[<numero      inicial   de   linhas>..<numero final ...
Inserindo valores na matriz   Para inserir valores em uma matriz devemos   informar a posição exata na matriz onde a const...
Montando a matriz   Abram o livro na página 226.   Façam o teste de mesa desse algorítmo.
Exercício1) Fazer um pseudocódigo para popular uma matriz   3X2 onde na primeira linha teremos os nomes dos   alunos, na s...
Criando novos tipos de variáveis e       acessando arquivos – (registro)Podemos criar em nosso algoritmo variáveisheterogê...
Criando novos tipos de variáveis e       acessando arquivos – (registro)Podemos criar vetores e/ou matrizes que armazenamr...
Bibliografia Para a preparação da aula foi utilizado o livro do curso                entregue pelo SENAC
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Aula09

571 views
469 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
571
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
70
Actions
Shares
0
Downloads
12
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula09

  1. 1. Lógica de programação Prof: Leandro Maranim Dei Santi Prof: Eduardo Rossit Paiossin
  2. 2. Conteúdo da aulaMatrizConceitoDeclarando matrizesInserindo valores na matrizMontando a matrizCriando novos tipos de variáveis e acessandoarquivosEstruturando algoritmos Pag 223
  3. 3. Matriz (Conceito) Assemelha-se muito a um vetor. Um vetor é uma matriz unidimensional. Assemelha-se a um engradado de garrafas. Um matriz possui 2 ou mais dimensões. Vamos pensar em uma com duas dimensões (Linha X Coluna) Pag 223
  4. 4. Declarando uma matriz Sintaxe da matriz: <nome da matriz>:[<numero inicial de linhas>..<numero final de linhas>], [<numero inicial de colunas>..<numero final de colunas>] <tipo de constantes que a matriz poderá conter> Exemplo: NOTAS_DE_ALUNOS: matriz[1..4][1..30] numérico
  5. 5. Inserindo valores na matriz Para inserir valores em uma matriz devemos informar a posição exata na matriz onde a constante vai ficar. Ex: MATRIZ_DE_PESSOAS[1,4] <- „João‟
  6. 6. Montando a matriz Abram o livro na página 226. Façam o teste de mesa desse algorítmo.
  7. 7. Exercício1) Fazer um pseudocódigo para popular uma matriz 3X2 onde na primeira linha teremos os nomes dos alunos, na segunda linha teremos a Nota 1 do aluno e na linha 3 teremos a nota 2 dos 2 alunos2) Fazer o exercício 1 da página 237
  8. 8. Criando novos tipos de variáveis e acessando arquivos – (registro)Podemos criar em nosso algoritmo variáveisheterogêneas. Isso nos permite armazenar vários tiposdiferentes de constantes e a essa variável damos onome de registro.Ao contrário de vetores ou matrizes esse recurso podeConter variáveis simples e compostas. As variáveis dosregistros são chamadas de campos. Pag. 244
  9. 9. Criando novos tipos de variáveis e acessando arquivos – (registro)Podemos criar vetores e/ou matrizes que armazenamregistros. Isso facilita muito o uso das informaçõesporque cada registro fica em uma determinada posição.Muito utilizado para exibir dados em relatórios devido asua estrutura ficar muito próxima ou as vezes igual aoque temos que “imprimir”.Exemplo Página 262Vamos fazer um exercício?
  10. 10. Bibliografia Para a preparação da aula foi utilizado o livro do curso entregue pelo SENAC

×