Aula01

695 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
695
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
138
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Aula01

  1. 1. Lógica de programação Prof: Eduardo Rossit Paiossin Prof: Leandro Maranim Dei Santi
  2. 2. Conteúdo da aula  Conceito de lógica de programação  Definição de algoritmo  Exemplos
  3. 3. Conteúdo da aula  Conceito de lógica de programação I. O que é II. A lógica no dia a dia III. Para que serve  Definição de algoritmo I. O que é II. Para que serve III. Exemplo de algoritmo
  4. 4. O que é lógica de programação?Lógica é uma ciência ligada a Matemática e aFilosofia que trata do pensar corretamente,partindo do princípio de estabelecer regras(passos) a fim de se chegar a um objetivo.Lógica de programação proporciona técnicas quepossibilitam obter o resultado desejado de umproblema através de uma seqüência lógica.É também uma forma de se escrever um programade computador com uma linguagem de fácilentendimento para nós seres humanos.A lógica de programação é necessária para todasas pessoas que desejam trabalhar comdesenvolvimento de sistemas e programas poispermite definir uma seqüência lógica para odesenvolvimento.
  5. 5. A lógica no dia a dia Cotidianamente nos deparamos com situações e pensamentos lógicos Ex: Quando chove, eu não preciso regar as plantas do jardim. Hoje choveu. Logo, hoje eu não preciso regar as plantas do jardim
  6. 6. Para que serve? O uso da lógica é primordial na solução de problemas sejam eles simples ou complexos. Com ela é possível alcançar objetivos com eficiência e eficácia, em especial ao se utilizar recursos computacionais.
  7. 7. O que é um algoritmo? Um algoritmo é uma seqüência lógica finita de passos que levam a execução/solução de uma tarefa. Um exemplo funcional de algoritmo é uma receita de bolo onde você segue passo a passo os procedimentos da receita até o bolo ficar pronto. Um bom algoritmo deve ser conciso, lógico e sem ambigüidades. Um algoritmo corretamente executado não irá resolver um problema se estiver implementado incorretamente ou se não for apropriado ao problema.
  8. 8. Um algoritmo não representa, necessariamente,um programa de computador, e sim os passosnecessários para realizar uma tarefa.Pode ser implementado por um computador oumesmo por um ser humano.Diferentes algoritmos podem realizar a mesmatarefa usando um conjunto diferenciado deinstruções em mais ou menos tempo, espaço ouesforço do que outros.
  9. 9. Por exemplo, um algoritmo para se vestir podeespecificar que você vista primeiro as meias e ossapatos antes de vestir a calça enquanto outroalgoritmo especifica que você deve primeiro vestira calça e depois as meias e os sapatos. Fica claroque o primeiro algoritmo é mais difícil de executarque o segundo apesar de ambos levarem aomesmo resultado.Se você quer aprender a desenvolver sistemasvocê deve ser capaz de elaborar bons algoritmos(lógicos, concisos, coesos, objetivos).
  10. 10. Para que serve um algoritmo? Um programa de computador é um algoritmo que diz ao computador os passos específicos e em que ordem eles devem ser executados. Um programa de computador é essencialmente um ou vários algoritmos escritos em uma linguagem de computador seja ela qual for (Java, PHP, VB .NET etc.. ) que dizem ao computador os passos específicos a serem executados. Um algoritmo bem feito é a base de um sistema bem feito.
  11. 11. ExemplosAté mesmo as coisas mais simples podem serdescritas por seqüências lógicas.EX: Chupar um bala 1. Pegar a bala 2. Retirar o papel 3. Chupar a bala 4. Jogar o papel no lixo
  12. 12. ExemplosMeu primeiro algoritmoEX: Chupar um bala Inicio Pegar a bala Retirar o papel Chupar a bala Jogar o papel no lixo Fim
  13. 13. Exercício 1) Crie uma seqüência lógica para tomar banho. 2) Descreva com detalhes a seqüência lógica para trocar o pneu do carro. 3) Fazer o exercício 1 da página 35
  14. 14. Refinando o Algoritmo Ação Primitiva: É uma ação que não pode mais ser refinada. Ação não Primitiva: É uma ação que pode ser refinada ainda mais. Ela deve ser refinada até virar uma ação primitiva. EX: Ref. Ação entrar no carro Abrir a porta Sentar no banco Fechar a porta fim-ref.
  15. 15. Exercício 4) Faça a refinação do exercício 1 na forma de algoritmo indicando as refinações que você encontrou. 5) Reescreva na forma de algoritmo o exercício 1
  16. 16. Bibliografia Introdução a Lógica de Programação. LOGICA DE PROGRAMAÇÃO Disponível em: < http://pt.wikibooks.org/wiki/ > Acesso em: 11 ABRIL. 2011, 21:00:00.

×