• Like
4º Domingo da Quaresma
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

4º Domingo da Quaresma

  • 1,183 views
Published

 

Published in Spiritual
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,183
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
10
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. 9 anos de Fé!
    Comunidade Santa Terezinha
  • 2. 4º Domingo
    da Quaresma
  • 3. A Reconciliação
  • 4. A Liturgia é um convite a RECONCILIAÇÃO.
    Deus deseja a salvação de todos os seus filhos,
    mesmo quando, se afastam dele...
    As leituras falam da RECONCILIAÇÃO proposta por Deus,
    como abandono de um passado de escravidão e morte
    e como início de um futuro de vida nova.
  • 5. Canção da Chegada
    Estamos aqui, Senhor,viemos de todo lugar.Trazemos um pouco do que somos,pra nossa fé partilhar.
    Trazendo o nosso louvor,um canto de alegria;trazendo a nossa vontadede ver raiar um novo dia.
  • 6. Estamos aqui, Senhor,cercando esta mesa comum.Trazendo ideias diferentes,mas em Cristo somos um.
    E quando sairmos daqui,nós vamos para voltar.Na força da esperançae na coragem de lutar.
  • 7. Ato Penitencial
    Senhor, piedade (bis)
    Cristo, Cristo Piedade
    Senhor tem piedade.
    Preciso voltar ao primeiro amor,
    Voltar a intimidade contigo Senhor
    Senhor piedade, piedade.
  • 8. Primeira leitura (Josué 5,9a.10-12)
  • 9. Livro de Josué:
    Naqueles dias, 9ao Senhor disse a Josué: “Hoje tirei de cima de vós o opróbrio do Egito”.
    10Os israelitas ficaram acampados em Guilgal e celebraram a Páscoa no dia catorze do mês, à tarde, na planície de Jericó.
  • 10. 11No dia seguinte à Páscoa, comeram dos produtos da terra, pães sem fermento e grãos tostados nesse mesmo dia. 12O maná cessou de cair no dia seguinte, quando comeram dos produtos da terra.
  • 11. Os israelitas não mais tiveram o maná. Naquele ano comeram dos frutos da terra de Canaã.
    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.
  • 12. Salmo 33
    Provai e vede quão suave é o Senhor!
  • 13. Segunda leitura (2º Coríntios 5,17-21)
  • 14. Segunda Carta de São Paulo apóstolo aos Coríntios:
    Irmãos: 17Se alguém está em Cristo, é uma criatura nova. O mundo velho desapareceu. Tudo agora é novo. 18E tudo vem de Deus, que, por Cristo, nos reconciliou consigo e nos confiou o ministério da reconciliação.
  • 15. 19Com efeito, em Cristo, Deus reconciliou o mundo consigo, não imputando aos homens as suas faltas e colocando em nós a palavra da reconciliação.
    20Somos, pois, embaixadores de Cristo, e é Deus mesmo que exorta através de nós. Em nome de Cristo, nós vos suplicamos: deixai-vos reconciliar com Deus.
  • 16. 21Aquele que não cometeu nenhum pecado, Deus o fez pecado por nós, para que nele nós nos tornemos justiça de Deus.
    - Palavra do Senhor.
    - Graças a Deus.
  • 17. Anúncio da Palavra
    Fala, Senhor! Fala, Senhor!Palavra de fraternidade!Fala, Senhor! Fala, Senhor!És luz da humanidade!
  • 18. A tua PalavraQue a terra alcançaÉ luz, esperançaQue faz caminhar.
    Fala, Senhor! Fala, Senhor!Palavra de fraternidade!Fala, Senhor! Fala, Senhor!És luz da humanidade!
  • 19. Evangelho (Lucas 15,1-3.11-32)
  • 20. Naquele tempo, 1os publicanos e pecadores aproximavam-se de Jesus para o escutar. 2Os fariseus, porém, e os mestres da Lei criticavam Jesus: “Este homem acolhe os pecadores e faz refeição com eles”.
    3Então Jesus contou-lhes esta parábola:11“Um homem tinha dois filhos. 12O filho mais novo disse ao pai: ‘Pai, dá-me a parte da herança que me cabe’. E o pai dividiu os bens entre eles.
  • 21. 13Poucos dias depois, o filho mais novo juntou o que era seu e partiu para um lugar distante. E ali esbanjou tudo numa vida desenfreada. 14Quando tinha gasto tudo o que possuía, houve uma grande fome naquela região, e ele começou a passar necessidade. 15Então foi pedir trabalho a um homem do lugar, que o mandou para seu campo cuidar dos porcos. 16O rapaz queria matar a fome com a comida que os porcos comiam, mas nem isto lhe davam.
  • 22. 17Então caiu em si e disse: ‘Quantos empregados do meu pai têm pão com fartura, e eu aqui, morrendo de fome. 18Vou-me embora, vou voltar para meu pai e dizer-lhe: Pai, pequei contra Deus e contra ti; 19já não mereço ser chamado teu filho. Trata-me como a um dos teus empregados’. 20Então ele partiu e voltou para seu pai. Quando ainda estava longe, seu pai o avistou e sentiu compaixão. Correu-lhe ao encontro, abraçou-o e cobriu-o de beijos.
  • 23. 21O filho, então, lhe disse: ‘Pai, pequei contra Deus e contra ti. Já não mereço ser chamado teu filho’.
    22Mas o pai disse aos empregados: ‘Trazei depressa a melhor túnica para vestir meu filho. E colocai um anel no seu dedo e sandálias nos pés. 23Trazei um novilho gordo e matai-o. Vamos fazer um banquete. 24Porque este meu filho estava morto e tornou a viver; estava perdido e foi encontrado’. E começaram a festa.
  • 24. 25O filho mais velho estava no campo. Ao voltar, já perto de casa, ouviu música e barulho de dança. 26Então chamou um dos criados e perguntou o que estava acontecendo.
    27O criado respondeu: ‘É teu irmão que voltou. Teu pai matou o novilho gordo, porque o recuperou com saúde’.
    28Mas ele ficou com raiva e não queria entrar. O pai, saindo, insistia com ele.
  • 25. 29Ele, porém, respondeu ao pai: ‘Eu trabalho para ti há tantos anos, jamais desobedeci a qualquer ordem tua. E tu nunca me deste um cabrito para eu festejar com meus amigos. 30Quando chegou esse teu filho, que esbanjou teus bens com prostitutas, matas para ele o novilho cevado’.
    31Então o pai lhe disse: ‘Filho, tu estás sempre comigo, e tudo o que é meu é teu.
  • 26. 32Mas era preciso festejar e alegrar-nos, porque este teu irmão estava morto e tornou a viver; estava perdido, e foi encontrado’.
    - Palavra da Salvação.
    - Glória a vós, Senhor.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33. Profissão de fé
    Creio em Deus Pai Todo Poderoso criador do céu e da terra/e em Jesus Cristo seu único filho nosso Senhor/que foi concebido pelo poder do Espírito Santo/nasceu da Virgem Maria/padeceu sobre Poncio Pilatos/foi crucificado morto e sepultado/desceu a mansão dos mortos/ressuscitou ao terceiro dia/
  • 34. subiu aos céus/e está sentado a direita de Deus Pai Todo poderoso donde há de vir a julgar os vivos e os mortos/Creio no Espírito santo/na Santa Igreja Católica/na comunhão dos Santos/na remissão dos pecados/na ressurreição da carne/na vida eterna.
    Amém!!!
  • 35. Ofertório
    É prova de amor junto a mesa partilhar.
    É sinal de humildade nossos dons apresentar.
  • 36. Acolhei as oferendas deste vinho e deste pão, e o nosso coração também!
    Senhor, que vos doastes totalmente por amor, fazei de nós o que convém!
  • 37. Quem vive para si, empobrece o seu viver; quem doar a própria vida, vida nova há de colher.
  • 38. Acolhei as oferendas deste vinho e deste pão, e o nosso coração também!
    Senhor, que vos doastes totalmente por amor, fazei de nós o que convém!
  • 39. Oferta é bem servir, por amor ao nosso irmão.
    É reunir-se nesta mesa, celebrar a redenção.
  • 40. Acolhei as oferendas deste vinho e deste pão, e o nosso coração também!
    Senhor, que vos doastes totalmente por amor, fazei de nós o que convém!
  • 41. Ofertório
    Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício para a glória do seu nome para o nosso bem e de toda a Santa Igreja.
  • 42. Oração Eucarística I
  • 43. Santo
  • 44. ABENÇOAI NOSSA OFERENDA, Ó SENHOR!
  • 45. CONSERVAI A VOSSA IGREJA SEMPRE UNIDA.
  • 46. LEMBRAI-VOS, Ó PAI, DE VOSSOS FILHOS!
  • 47. EM COMUNHÃO COM TODA A IGREJA AQUI ESTAMOS!
  • 48. SANTIFICAI NOSSA OFERENDA, Ó SENHOR!
  • 49. TODAS AS VEZES QUE COMEMOS DESTE PÃO E BEBEMOS DESTE CÁLICE, ANUNCIAMOS, SENHOR, A VOSSA MORTE, ENQUANTO ESPERAMOS A VOSSA VINDA!
  • 50. RECEBEI, Ó SENHOR, A NOSSA OFERTA.
  • 51. RECEBEI, Ó SENHOR, A NOSSA OFERTA.
  • 52. Lembrai-vos, ó Pai, dos vossos filhos!
  • 53. Concedei-nos o convívio dos eleitos!
  • 54. Pai-Nosso
  • 55. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!
  • 56. O amor de Cristo nos uniu!
  • 57. Cordeiro de Deus
  • 58. Senhor, eu não sou digno(a) que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo(a)!
  • 59. Adoração
    Pai de amor, aqui estamosCelebrando a unidade.Somos teus filhos amadosnesta mesa da igualdade.Somos uma só família,Somos um só coração.Eis que a graça da partilhaEntre nós faz-se oração!
  • 60. No raiar de um novo tempoVida nova então se faz.A esperança do teu povoÉ justiça, amor e paz!
  • 61. Ó Jesus, Senhor da vidaVem trazer libertação!Desta gente tão sofridaVem mostrar-te Deus-Irmão.Tua cruz é rumo certoJunto a ti vamos seguirPois teu Reino está bem perto:As sementes vão florir!
  • 62. No raiar de um novo tempoVida nova então se faz.A esperança do teu povoÉ justiça, amor e paz!
  • 63. Santo Espírito de AmorFaz em nós tua morada.E na luta contra a dorGuia nossa caminhada!És a fonte da VerdadeVem mostrar a direção:Vida plena, dignidade.Povo livre, mundo irmão!
  • 64. No raiar de um novo tempoVida nova então se faz.A esperança do teu povoÉ justiça, amor e paz!
  • 65. Ação de Graça
  • 66.
    • O Senhor esteja convosco!
    • 67. Ele está no meio de nós!
    • 68. Abençoe vos Deus Todo-poderoso, Pai e filho e Espírito Santo.
    • 69. Amém!
    • 70. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe!
    • 71. Graças a Deus.
  • Hino da Campanha Fraternidade 2010
  • 72. Jesus Cristo
    anunciava por primeiroUm novo Reino de justiça
    e seus valores:Vós não podeis servir
    a Deus e ao dinheiroE muito menos agradar
    a dois senhores.
  • 73. Voz de um profeta
    contra o ídolo e a cobiça:Endireitai hoje
    os caminhos do Senhor!Produzi frutos de partilha
    e de justiça! Chegou o Reino:
    Convertei-vos ao amor!
  • 74. Jesus Cristo
    anunciava por primeiroUm novo Reino de justiça
    e seus valores:Vós não podeis servir
    a Deus e ao dinheiroE muito menos agradar
    a dois senhores.
  • 75. Não é a riqueza
    nem o lucro sem medidaQue geram paz
    e laços de fraternidade; Mas todo o gesto
    de partilha em nossa vidaQue faz a fé se
    transformar em caridade.
  • 76. Jesus Cristo
    anunciava por primeiroUm novo Reino de justiça
    e seus valores:Vós não podeis servir
    a Deus e ao dinheiroE muito menos agradar
    a dois senhores.
  • 77. No evangelho
    encontrareis a luz divina,Não no supérfluo,
    na ganância e na ambição.Ide e vivei a Boa-Nova
    que ilumina E a palavra da
    fraterna comunhão.
  • 78. Jesus Cristo
    anunciava por primeiroUm novo Reino de justiça
    e seus valores:Vós não podeis servir
    a Deus e ao dinheiroE muito menos agradar
    a dois senhores.