Fundamentos Da Educação Filosofia

21,959 views
21,135 views

Published on

Fundamentos da Educação - Curso de Complementação de Pedagogia

Published in: Travel, Technology
4 Comments
13 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
21,959
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
210
Actions
Shares
0
Downloads
903
Comments
4
Likes
13
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fundamentos Da Educação Filosofia

  1. 1. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO Curso de Complementação Disciplina: Fundamentos Filosóficos da Educação Os novos Pensadores Elaborado por Patrícia Cássia Duarte Eco - Pedagoga /Ano 2007
  2. 2. ATUALIDADE <ul><li>Morin </li></ul><ul><li>&quot;É preciso substituir um pensamento que isola e separa por um pensamento que distingue e une.&quot; </li></ul>
  3. 3. Edgar Morin Nascido em 8 de julho de 1921, graduou-se em Economia Política, História, Geografia e Direito. Publicou, em 1977, o primeiro livro da série O Método, no qual inicia sua explanação sobre a Teoria da Complexidade. Em 1999, lançou A Cabeça Bem-Feita e Os Sete Saberes Necessários à Educação do Futuro, além de outros três títulos sobre educação O que ele diz Defende a incorporação dos problemas cotidianos ao currículo e a interligação dos saberes. Critica o ensino fragmentado Um alerta Sem uma reforma do pensamento, é impossível aplicar suas idéias. O ser humano é reducionista por natureza e, por isso, é preciso esforçar-se para compreender a complexidade e combater a simplificação
  4. 4. QUER SABER MAIS: <ul><li>A Cabeça Bem-Feita, Edgar Morin, 128 págs., Ed. Bertrand Brasil </li></ul><ul><li>Edgar Morin, Izabel Cristina Petraglia, 120 págs., Ed. Vozes </li></ul><ul><li>Edgar Morin: Ética, Cultura e Educação, Alfredo Pena-Veja, Cleide Rita S. de Almeida e Izabel Cristina Petraglia (orgs.), 175 págs., Ed. Cortez </li></ul><ul><li>Os Sete Saberes Necessários à Educação do Futuro, Edgar Morin, 118 págs., Ed. Cortez </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Perrenoud </li></ul><ul><li>&quot;Competência em educação é mobilizar um conjunto de saberes para solucionar com eficácia uma série de situações.” </li></ul>
  6. 6. Philippe Perrenoud <ul><li>Doutor em sociologia e antropologia, tem 58 anos e dá aulas nas Faculdades de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Genebra, nas áreas de currículo, práticas pedagógicas e instituições de formação </li></ul><ul><li>O que ele diz </li></ul><ul><li>Relaciona num de seus livros as dez novas competências para ensinar. Também fala sobre avaliação, pedagogia diferenciada e formação </li></ul><ul><li>Um alerta </li></ul><ul><li>As dez competências não contemplam todas as relações que se estabelecem em sala de aula. Por isso, nunca deixe de lado sua sensibilidade e afetividade </li></ul>
  7. 7. QUER SABER MAIS <ul><li>10 Novas Competências para Ensinar , Philippe Perrenoud, 192 págs. Ed. Artmed, tel. 0800 703-3444 </li></ul><ul><li>A Prática Reflexiva no Ofício de Professor: Profissionalização e Razão Pedagógica, Philippe Perrenoud, 232 págs., Ed. Artmed </li></ul><ul><li>As Competências para Ensinar no Século XXI, Philippe Perrenoud e Monica Gather Thurler, 176 págs., Ed. Artmed </li></ul><ul><li>Ensinar: Agir na Urgência, Decidir na Incerteza, Philippe Perrenoud, 208 págs., Ed. Artmed </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Nóvoa </li></ul><ul><li>&quot;Só o profissional pode ser responsável por sua formação&quot; </li></ul>
  9. 9. António Nóvoa <ul><li>Doutor em Educação e catedrático da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa </li></ul><ul><li>O que ele diz </li></ul><ul><li>O desafio dos profissionais da área escolar é manter-se atualizado sobre as novas metodologias de ensino e desenvolver práticas pedagógicas eficientes </li></ul><ul><li>Um alerta </li></ul><ul><li>A busca isolada pela atualização é difícil e, por isso, é aconselhável um vínculo com uma instituição. Mas o mais importante é entender que o local de trabalho é o espaço ideal para a formação continuada </li></ul>
  10. 10. Quer saber mais: <ul><li>Profissão Professor, António Nóvoa (org.), 192 págs., Ed. Porto </li></ul><ul><li>Vidas de Professores, António Nóvoa (org.), 216 págs., Ed. Porto </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Coll </li></ul><ul><li>&quot;Um plano curricular precisa satisfazer, de forma articulada, todos os níveis de funcionamento de uma escola&quot; </li></ul>
  12. 12. César Coll <ul><li>Professor de Psicologia Evolutiva e da Educação na Faculdade de Psicologia da Universidade de Barcelona. Foi um dos principais coordenadores da reforma educacional espanhola e consultor do MEC na elaboração dos Parâmetros Curriculares Nacionais, aqui no Brasil </li></ul><ul><li>O que ele diz </li></ul><ul><li>A preparação de um currículo precisa satisfazer todos os níveis da escola. O que importa é o que o aluno efetivamente aprende, não o conteúdo transmitido pelo professor </li></ul><ul><li>Um alerta </li></ul><ul><li>O bom funcionamento de um currículo depende não só do professor, mas também dos alunos, pais, funcionários, coordenadores e diretores </li></ul>
  13. 13. QUER SABER MAIS <ul><li>Ensino, Aprendizagem e Discurso em Sala de Aula, César Coll, 222 págs. Ed. Artmed </li></ul><ul><li>Psicologia e Currículo, César Coll, 200 págs., Ed. Ática </li></ul><ul><li>Filmografia </li></ul><ul><li>Nenhum a Menos (Not One Less), China, 1999, 100 min., direção de Zhang Yimou, Columbia Tristar Home Entertainment , </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Hernández </li></ul><ul><li>&quot;O melhor jeito de organizar o currículo escolar é por projetos didáticos“ </li></ul>
  15. 15. Fernando Hernández <ul><li>Doutor em Psicologia e professor de História da Educação Artística e Psicologia da Arte na Universidade de Barcelona. </li></ul><ul><li>Tem 50 anos e há 20 se dedica a lutar pela inserção dos projetos de trabalho na escola </li></ul><ul><li>O que ele diz </li></ul><ul><li>- A organização do currículo deve ser feita por projetos de trabalho, com atuação conjunta de alunos e professores. </li></ul><ul><li>- As diferentes fases e atividades que compõem um projeto ajudam os estudantes a desenvolver a consciência sobre o próprio processo de aprendizagem </li></ul><ul><li>Um alerta </li></ul><ul><li>Todo projeto precisa estar relacionado com os conteúdos, para não perder o foco. Além disso, é fundamental estabelecer limites e metas para a conclusão do trabalho </li></ul>
  16. 16. QUER SABER MAIS <ul><li>Transgressão e Mudança na Educação, Fernando Hernández, 152 págs., Ed. Artmed </li></ul>
  17. 17. Toro &quot;A educação tem de servir a um projeto da sociedade como um todo”
  18. 18. Bernardo Toro <ul><li>Vice-presidente de relações públicas da Fundação Social, entidade civil cuja missão é combater a pobreza na Colômbia. Dirige há oito anos um programa de educação social e preside a Confederação Colombiana de ONGs </li></ul><ul><li>O que ele diz </li></ul><ul><li>Criou os Códigos da Modernidade, que são sete competências mínimas para a participação produtiva e a inserção social do ser humano no século 21. Para desenvolvê-los, o ensino deve ser contextualizado </li></ul><ul><li>Um alerta </li></ul><ul><li>Contextualizar não significa utilizar qualquer tema da atualidade. Canalize suas energias para assuntos que fazem sentido na vida dos alunos </li></ul>
  19. 19. QUER SABER MAIS: <ul><li>Veja os “Códigos da Modernidade” de Bernardo Toro no site do Professor </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Muito Agradecida! </li></ul><ul><li>Patrícia Cássia Duarte </li></ul><ul><li>Contatos: </li></ul><ul><li>: [email_address] </li></ul><ul><li>Celular: 8449-7671 </li></ul>

×