O movimento O  Pacto pela Restauração da Mata Atlântica  é um movimento aberto a todas as instituições dispostas a reunir ...
O objetivo O objetivo do  PACTO  é articular organizações públicas, privadas, não-governamentais, instituições de pesquisa...
O objetivo Geração de trabalho e renda Pagamento por serviços ambientais Adequação legal das propriedades rurais Conservaç...
A meta A meta do  PACTO  é viabilizar a restauração de 15 milhões de hectares no bioma  Mata Atlântica até 2050.
Benefícios <ul><li>Mobilizar US$ 77 bilhões nas próximas 4 décadas </li></ul><ul><li>Gerar 3 milhões de postos de trabalho...
Por que a Mata Atlântica? <ul><li>É uma das florestas mais ricas e mais ameaçadas  </li></ul><ul><li>3.222 municípios </li...
Como surgiu o movimento? O lançamento público do  Pacto pela Restauração da Mata Atlântica  aconteceu em  7 de abril de 20...
Membros atuais <ul><ul><li>ONGs e colegiados:  108 </li></ul></ul><ul><ul><li>Instituições governamentais:  44 </li></ul><...
Quem somos <ul><ul><li>Movimento coletivo, autônomo, democrático, fo rmado por representantes de  governos, empresas, ONGs...
Quem somos <ul><ul><li>Organizações que compõem o Conselho e os GTs do Pacto: </li></ul></ul><ul><li>Associação Mico Leão ...
Formas de participação <ul><li>Categorias:  </li></ul><ul><li>Executor de Projetos de Restauração </li></ul><ul><li>Centro...
Cadastramento de Iniciativas de Restauração na Mata Atlântica Cadastro online
Cadastro online Mais de 40 mil hectares em processo de restauração cadastrados, que serão monitorados ao longo dos anos pe...
Referencial dos Conceitos e Ações de  Restauração Florestal Universidade de São Paulo (USP) Escola Superior de Agricultura...
Mapa de Áreas Potenciais para Restauração Florestal Coordenação do GT Informação e Monitoramento Produtos Versão digital d...
Mapa de Áreas Potenciais para Restauração Florestal – Edição atualizada: Janeiro/ 2011 Versão digital disponível para down...
Produtos Protocolo de Monitoramento de Programas e Projetos de Restauração Florestal  O Protocolo de Monitoramento de Proj...
Produtos Áreas elegíveis para projetos de carbono  - Critérios de seleção: Protocolo de Kyoto e VCS - 333 Imagens Landsat ...
www.pactomataatlantica.org.br <ul><li>Notícias do movimento e sobre restauração </li></ul><ul><li>Versões em Português e I...
Site oficial <ul><ul><li>Função do site e banco de dados:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Produzir informações sobre os esforç...
Comunicação COMPACTO - Boletim Informativo Bimestral Traz notícias sobre o movimento e dá visibilidade aos projetos de res...
Comunicação <ul><ul><li>Pacto nas Mídias Sociais:  </li></ul></ul>www.facebook.com/homepactomatlantica @pactomatlantica
Eventos <ul><ul><li>Participação em congressos, encontros e  seminários nacionais e internacionais </li></ul></ul><ul><ul>...
Parceiros A multinacional francesa é patrocinadora do “Pacto pela Restauração pela Mata Atlântica” desde o início, mas o m...
Um Pacto para transformar a Mata Atlântica! Secretaria Executiva do PACTO Rua do Horto, 931 -Jd. Tremembé - São Paulo, SP ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Apresentação Pacto - Comunicação 2011

449 views

Published on

Apresentação do "Pacto pela Restauração da Mata Atlântica", elaborado pela Assessoria de Comunicação, em outubro de 2011.

Published in: Design
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
449
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
10
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação Pacto - Comunicação 2011

  1. 2. O movimento O Pacto pela Restauração da Mata Atlântica é um movimento aberto a todas as instituições dispostas a reunir esforços e recursos para restaurar um dos biomas mais importantes do planeta.
  2. 3. O objetivo O objetivo do PACTO é articular organizações públicas, privadas, não-governamentais, instituições de pesquisas, proprietários de terra e sociedade a fim de promover resultados em restauração, em paralelo à conservação da biodiversidade, pagamento por serviços ambientais, adequação legal das atividades agropecuárias, geração de trabalho e renda e desenvolvimento sustentável.
  3. 4. O objetivo Geração de trabalho e renda Pagamento por serviços ambientais Adequação legal das propriedades rurais Conservação da biodiversidade Desenvolvimento sustentável Qualidade de vida
  4. 5. A meta A meta do PACTO é viabilizar a restauração de 15 milhões de hectares no bioma Mata Atlântica até 2050.
  5. 6. Benefícios <ul><li>Mobilizar US$ 77 bilhões nas próximas 4 décadas </li></ul><ul><li>Gerar 3 milhões de postos de trabalho em toda a cadeia produtiva da restauração </li></ul><ul><li>Sequestrar 200 milhões de toneladas de CO2 por ano </li></ul><ul><li>(2 bilhões de toneladas até 2050) </li></ul><ul><li>Contribuir para o cumprimento de compromissos mundiais assumidos pelo Governo Brasileiro para redução das metas de emissões de gases de efeito estufa e desmatamentos. </li></ul><ul><li>Destacar a atuação do País na conservação da biodiversidade e no desenvolvimento sustentável. </li></ul>A meta estabelecida pelo Pacto tem potencial para:
  6. 7. Por que a Mata Atlântica? <ul><li>É uma das florestas mais ricas e mais ameaçadas </li></ul><ul><li>3.222 municípios </li></ul><ul><li>120 milhões de habitantes </li></ul><ul><li>70% do PIB nacional </li></ul><ul><li>abastecimento de água para 60% da população </li></ul><ul><li>recordista em biodiversidade </li></ul><ul><li>um dos 5 hotspots do planeta </li></ul>Atualmente, restam menos de 12% de remanescentes originais acima de 3 hectares. <ul><li>383 dos 633 animais ameaçados de extinção no Brasil </li></ul>Fonte: Ribeiro et al., 2009) <ul><li>17 estados brasileiros </li></ul>
  7. 8. Como surgiu o movimento? O lançamento público do Pacto pela Restauração da Mata Atlântica aconteceu em 7 de abril de 2009 , em São Paulo (SP). Na ocasião, mais de 60 organizações ambientalistas, empresas e órgãos governamentais fizeram sua adesão ao movimento, com compromisso de contribuir, em sinergia com outras organizações, com o trabalho de recuperação da Mata Atlântica. A construção do Pacto durou cerca de três anos. Durante este período, as organizações preocupadas com as condições atuais do bioma, dedicaram esforços para a elaborar as bases, a área e as formas de atuação do movimento.
  8. 9. Membros atuais <ul><ul><li>ONGs e colegiados: 108 </li></ul></ul><ul><ul><li>Instituições governamentais: 44 </li></ul></ul><ul><ul><li>Empresas privadas: 44 </li></ul></ul><ul><ul><li>Centro de pesquisas: 12 </li></ul></ul>Total de 208 membros signatários Membros em outubro de 2011:
  9. 10. Quem somos <ul><ul><li>Movimento coletivo, autônomo, democrático, fo rmado por representantes de governos, empresas, ONGs, instituições científicas, proprietários rurais etc. </li></ul></ul><ul><ul><li>Gerido por um Conselho de Coordenação e representado por uma Coordenação-Geral. </li></ul></ul><ul><ul><li>Secretaria Executiva e Assessoria de Comunicação. </li></ul></ul><ul><ul><li>Grupos de Trabalho Temáticos (GTs): Comunicação e Marketing (1), Técnico-Científico (2), Informação e Monitoramento (3), Políticas Públicas (4) e Captação de Recursos (5). </li></ul></ul>
  10. 11. Quem somos <ul><ul><li>Organizações que compõem o Conselho e os GTs do Pacto: </li></ul></ul><ul><li>Associação Mico Leão Dourado </li></ul><ul><li>Associação para Preservação do Meio Ambiente e da Vida (APREMAVI) </li></ul><ul><li>Associação para a Proteção da Mata Atlântica do Nordeste (AMANE) </li></ul><ul><li>Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) </li></ul><ul><li>Conservação Internacional (CI – Brasil) </li></ul><ul><li>Fundação SOS Mata Atlântica </li></ul><ul><li>Instituto Amigos da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (IA-RBMA) </li></ul><ul><li>Instituto BioAtlântica (IBio) </li></ul><ul><li>Instituto de Estudos Ambientais (Mater Natura) </li></ul><ul><li>Instituto Ibiosfera </li></ul><ul><li>Instituto Floresta Viva </li></ul><ul><li>Instituto Terra de Proteção Ambiental (ITPA) </li></ul><ul><li>Laboratório de Ecologia e Restauração Florestal (LERF) </li></ul><ul><li>Rede de ONGs da Mata Atlântica </li></ul><ul><li>Companhia Vale do Rio Doce (VALE) </li></ul><ul><li>Secretaria Estadual do Meio Ambiente - RS </li></ul><ul><li>Secretaria do Meio Ambiente do Estado da Bahia - BA </li></ul><ul><li>Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos – PR </li></ul><ul><li>Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – ES </li></ul><ul><li>Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo – SMA/SP </li></ul><ul><li>The Nature Conservancy (TNC) </li></ul>
  11. 12. Formas de participação <ul><li>Categorias: </li></ul><ul><li>Executor de Projetos de Restauração </li></ul><ul><li>Centros de Pesquisa e Difusão </li></ul><ul><li>Formulador de Políticas Públicas </li></ul><ul><li>Patrocinador e/ou Doadores </li></ul><ul><li>5) Produtor de Mudas e Sementes </li></ul><ul><li>6) Banco de Áreas para Restauração </li></ul><ul><li>7) Fornecedor de Serviços e Insumos </li></ul><ul><li>8) Voluntários </li></ul>
  12. 13. Cadastramento de Iniciativas de Restauração na Mata Atlântica Cadastro online
  13. 14. Cadastro online Mais de 40 mil hectares em processo de restauração cadastrados, que serão monitorados ao longo dos anos pelos membros e pelo Pacto. Coordenação: GT de Informação e Conhecimento e Secretaria Executiva
  14. 15. Referencial dos Conceitos e Ações de Restauração Florestal Universidade de São Paulo (USP) Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” Departamento de Ciências Biológicas Laboratório de Ecologia e Restauração Florestal (LERF) Produtos Versão digital disponível para download no site www.pactomataatlantica.org.br
  15. 16. Mapa de Áreas Potenciais para Restauração Florestal Coordenação do GT Informação e Monitoramento Produtos Versão digital disponível para download no site www.pactomataatlantica.org.br
  16. 17. Mapa de Áreas Potenciais para Restauração Florestal – Edição atualizada: Janeiro/ 2011 Versão digital disponível para download no site www.pactomataatlantica.org.br Produtos
  17. 18. Produtos Protocolo de Monitoramento de Programas e Projetos de Restauração Florestal O Protocolo de Monitoramento de Projetos do Pacto reúne um conjunto de indicadores para os princípios ecológicos, sociais, econômicos e de gestão de projetos de restauração executados pelos membros do Pacto. O documento está disponível para download gratuito no site do movimento. Coordenação: GT Técnico e Científico
  18. 19. Produtos Áreas elegíveis para projetos de carbono - Critérios de seleção: Protocolo de Kyoto e VCS - 333 Imagens Landsat TM 5 (30m) - Metodologia e resultados serão disponibilizados no site - Prazo final conclusão: Jun/2011 <ul><li>Bacias e áreas prioritárias para captação de água (abastecimento urbano) </li></ul><ul><li>- Todos os estados da Mata Atlântica </li></ul><ul><li>Sendo negociado com a Agência Nacional das Águas </li></ul><ul><li>Prazo: Junho de 2011 </li></ul><ul><li>Áreas prioritárias para conectividade de fragmentos florestais com alta resiliência e menor custo para restauração </li></ul><ul><li>Todos os estados da MA </li></ul><ul><li>Maior retorno para conservação, buscando maior eficiência e menor custo </li></ul><ul><li>Parceria LEPAC/LERF e GTZ </li></ul><ul><li>Prazo: Julho de 2011 </li></ul>Coordenação: GT de Informação e Conhecimento Mapeamentos que estão sendo elaborados:
  19. 20. www.pactomataatlantica.org.br <ul><li>Notícias do movimento e sobre restauração </li></ul><ul><li>Versões em Português e Inglês </li></ul><ul><li>Publicações e Documentos Referenciais </li></ul><ul><li>Banco de dados: organizações e iniciativas </li></ul>Site oficial
  20. 21. Site oficial <ul><ul><li>Função do site e banco de dados: </li></ul></ul><ul><ul><li>Produzir informações sobre os esforços de restauracão desenvolvidos na Mata Atlântica </li></ul></ul><ul><ul><li>Permitir o monitoramento dos projetos de restauração executados pelas instituições-membros do Pacto </li></ul></ul><ul><ul><li>Aumentar a eficiência das ações de restauração e viabilizar o aumento da escala dos projetos </li></ul></ul><ul><ul><li>Promover a troca de informações e experiências sobre restauração florestal </li></ul></ul><ul><ul><li>Mobilizar os atores e disponibilizar conhecimentos técnicos e referenciais aos interessados em restauração da Mata Atlântica </li></ul></ul>
  21. 22. Comunicação COMPACTO - Boletim Informativo Bimestral Traz notícias sobre o movimento e dá visibilidade aos projetos de restauração cadastrados no sistema pelos membros do Pacto. Boletim espontâneo FIQUE POR DENTRO Traz notícias sobre o mercado de restauração e oportunidades de editais, cursos, além de informações sobre políticas e legislação relacionadas ao tema. Coordenação: GT de Comunicação e Marketing
  22. 23. Comunicação <ul><ul><li>Pacto nas Mídias Sociais: </li></ul></ul>www.facebook.com/homepactomatlantica @pactomatlantica
  23. 24. Eventos <ul><ul><li>Participação em congressos, encontros e seminários nacionais e internacionais </li></ul></ul><ul><ul><li>Parceria e o rganização de eventos, cursos e oficinas em diversos estados </li></ul></ul>
  24. 25. Parceiros A multinacional francesa é patrocinadora do “Pacto pela Restauração pela Mata Atlântica” desde o início, mas o movimento também conta com apoio, em ações específicas, da Fibria e da Vale S/A.
  25. 26. Um Pacto para transformar a Mata Atlântica! Secretaria Executiva do PACTO Rua do Horto, 931 -Jd. Tremembé - São Paulo, SP TEL: (11) 2232-2963 / 2232-5728 E-MAIL: secretariaexecutiva@pactomataatlantica.org.br www.pactomataatlantica.org.br Secretaria Executiva do PACTO Casa das Reservas da Biosfera da Mata Atlântica Rua do Horto, 931 – Jd. Tremembé - São Paulo -SP Telefones: (11) 2232-2963 / 2232-5728 [email_address] [email_address] www.pactomataatlantica.org.br

×