Your SlideShare is downloading. ×
Tutorial do Nero Vision 4 - Portugues
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Tutorial do Nero Vision 4 - Portugues

3,657
views

Published on

Published in: Technology

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,657
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
84
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Manual do Nero Vision Nero AG
  • 2. Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero Vision e o respectivo conteúdo estão protegidos por direitos de autor e são propriedade da Nero AG. Todos os direitos reservados. Este manual contém materiais protegidos por leis de direitos de autor reconhecidas internacionalmente. Este manual não pode, na totalidade ou em parte, ser copiado, transmitido ou reproduzido de outro modo sem a autorização expressa por escrito da Nero AG. A empresa Nero AG rejeita quaisquer responsabilidades que transcendam os direitos de garantia legais. A Nero AG não se responsabiliza pela exactidão dos conteúdos do manual do Nero Vision. O conteúdo do software fornecido, assim como, do manual do Nero Vision poderá ser alterado sem aviso prévio. Todas as denominações comerciais e marcas comerciais são propriedade dos respectivos proprietários. As marcas comerciais aqui mencionadas são referidas apenas a título informativo. Copyright © 2007 Nero AG e seus licenciados. Todos os direitos reservados. REV 7.0 – 4.9.0.18
  • 3. Índice Índice 1 Informações gerais 6 1.1 Acerca do manual 6 1.2 Acerca do Nero Vision 6 1.3 Versões do Nero Vision 7 2 Informações técnicas 8 2.1 Requisitos do sistema 8 2.2 Terminologia 9 2.2.1 Vídeo/Capítulo/Filme/Projecto 9 2.2.2 Disco/Formato de disco 9 2.2.3 Codificar/Transcodificar/Recodificar/Descodificar 9 2.2.4 Discos DVD 10 2.3 Formatos de discos suportados 10 2.3.1 DVD-Vídeo 10 2.3.2 DVD-VR/VFR (modo de vídeo)/+VR 10 2.3.3 Video CD (VCD) 11 2.3.4 Super Video CD (SVCD) 11 2.3.5 miniDVD 11 2.3.6 HD-BURN 12 2.3.7 Disco Blu-ray™ editável 12 2.3.8 AVCHD 12 2.4 Descrição geral da compatibilidade entre formatos de disco e discos 12 2.5 Descrição geral de compatibilidade entre discos DVD e formatos de disco editáveis 13 3 Iniciar o programa 14 3.1 Iniciar o Nero Vision através do Nero StartSmart 14 3.2 Iniciar o Nero Vision directamente 14 4 Interface do utilizador 15 4.1 Informações gerais 15 4.2 Ecrã principal 17 4.2.1 Botões 18 4.2.2 Caixa de diálogo expandida 19 5 Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos 22 5.1 Capturar 22 5.2 Câmaras DV/HDV, vídeos digitais e analógicos 22 Página 3
  • 4. Índice 5.3 Definir uma placa de TV 22 5.4 Capturar vídeo no disco rígido 26 6 Criar projecto de disco 32 7 Edição de vídeo 36 7.1 Criar um filme 36 7.2 Cortar título de vídeo 43 7.3 Capítulos 44 7.3.1 Criar capítulos manualmente 44 7.3.2 Criar capítulos automaticamente 46 7.3.3 Editar capítulos 47 7.4 Exportar o filme 48 8 Apresentação de diapositivos 50 8.1 Criar uma apresentação de diapositivos 50 9 Menu 57 9.1 Editar menu 57 9.2 Editar menu Smart3D 63 10 Apresentar uma pré-visualização 66 11 Gravar um disco 68 12 Gestão de projecto 71 12.1 Guardar um projecto 71 12.2 Abrir o projecto 71 12.3 Abrir a imagem de disco 72 13 DVDs editáveis 73 13.1 DVD-VR/DVD-VFR (modo de vídeo)/+VR 73 13.2 Criar um DVD editável com vídeos 73 13.3 Criar um DVD editável directamente a partir de um dispositivo de captura 74 14 Operações avançadas 75 14.1 Apagar um disco regravável 75 14.2 Apresentar informações do disco 75 14.3 Finalizar um DVD 76 14.4 Criar capas e etiquetas 77 15 Configuração 78 15.1 Abrir uma configuração 78 15.2 Configuração 78 15.2.1 Separador Geral 78 Página 4
  • 5. Índice 15.2.2 Separador Pastas 79 15.2.3 Separador Mensagens 80 15.3 Apresentar opções de vídeo 80 15.4 Opções de vídeo 80 15.4.1 Separador Geral 80 15.4.2 Separador <Formato do disco> 81 15.4.3 Configuração do codificador do Nero Digital™ 83 16 Índice de figuras 85 17 Glossário 86 18 Índice remissivo 91 19 Informações de contacto 94 Página 5
  • 6. Informações gerais 1 Informações gerais 1.1 Acerca do manual Este manual destina-se a todos os utilizadores que desejem aprender a utilizar o Nero Vision. É baseado em processos e explica como atingir um objectivo específico passo a passo. De modo a utilizar da melhor forma este manual, tenha em atenção as seguintes convenções:: Símbolo Significado Indica avisos ou instruções que devem ser respeitadas. Indica informações adicionais ou notas. Um número no início de uma linha indica um pedido de acção. 1. Inicie… Efectue estas acções pela ordem especificada. Identifica um resultado intermédio. Indica um resultado. Identifica partes de texto ou botões que aparecem na interface do programa do Nero Vision. Estas são apresentadas em OK negrito. Indica referências a outros capítulos. Estas referências são Capítulo executadas como hiperligações e são apresentadas sublinhadas a vermelho. […] Indica atalhos de teclado para a introdução de comandos. 1.2 Acerca do Nero Vision O software do Nero Vision tem uma interface muito fácil de utilizar e permite-lhe guardar, editar e gravar filmes e apresentações de diapositivos. Pode utilizar o Nero Vision para reproduzir vídeos no PC provenientes de câmaras de vídeo DV ou de outros dispositivos de vídeo externos, bem como gravá-los como DVD-Video, DVD-VR/-VFR (modo de vídeo)/+VR, Video CD (VCD), Super Video CD (SVCD), miniDVD, BD-AV (disco Blu-ray™ editável), AVCHD ou HD-BURN ou guardá-los numa pasta do disco rígido. Com as várias funcionalidades proporcionadas por este software de multimédia, terá ao seu dispor inúmeras opções para criar e arquivar discos com as suas mais belas recordações. O Nero Vision é fácil de utilizar mesmo para os utilizadores mais inexperientes no mundo do vídeo. Com o Nero Vision poderá … Fazer cortes nos seus vídeos de um modo rápido e fácil e adicionar efeitos, Criar capítulos utilizando a detecção automática de cenas e definir de forma manual as marcas de capítulos, Criar menus personalizados com botões animados a partir de modelos predefinidos, Página 6
  • 7. Informações gerais Adicionar algumas imagens de fundo e textos, Utilizar o modo de pré-visualização com o prático controlo remoto para visualizar o seu projecto ... e muito mais! Com a sua câmara de vídeo digital, uma placa FireWire® e o hardware correspondente poderá importar os seus próprios vídeos da câmara. Se tiver uma placa de vídeo compatível com o DirectShow®, pode utilizar os vídeos do Nero Vision para gravar vídeos directamente a partir da placa de captura vídeo. Mesmo que não possua qualquer hardware de vídeo, poderá trabalhar com os ficheiros de vídeo existentes no seu PC ou que transferiu a partir da Internet. 1.3 Versões do Nero Vision O Nero Vision está disponível em versões com funcionalidades diferentes. Além da versão completa do Nero Vision existem outras versões com funcionalidades restritas. As seguintes funções não estão disponíveis no Nero Vision Essentials: O número de modelos de menu do Smart3D é limitado. As seguintes funções não estão disponíveis no Nero Vision Essentials SE: Criar novo filme Criar discos Blu-ray™/Criar discos Blu-ray™ editáveis Editar filme Exportar filme para o ficheiro Exportar filme para câmara de vídeo digital Gravar directamente em DVD-VR Gravar directamente em discos Blu-ray™ Criar um DVD que possa ser editado (DVD-VR/-VFR (modo vídeo)/+VR) Menus Smart3D Para criar um disco no formato DVD-Video, SVCD, miniDVD ou HD-BURN, os ficheiros de origem de vídeo têm de estar codificados no formato de vídeo MPEG-2 . Os discos podem, em seguida, ser reproduzidos em leitores de DVD compatíveis. Se os dados originais não estiverem disponíveis num formato compatível, terá de utilizar o plug-in DVD-Video o criar; este plug-in não está incluído nas versões Nero Vision Essentials ou Nero Vision Essentials SE. Pode obtê-lo em www.nero.com. Página 7
  • 8. Informações técnicas 2 Informações técnicas 2.1 Requisitos do sistema Além dos requisitos gerais do sistema para o pacote de programas Nero, são necessários os seguintes requisitos para o Nero Vision: Microsoft® DirectX® 9.0c ou posterior Opcional: Controlador FireWire® (IEEE 1394) para captura de DV Dispositivo de captura USB (webcam) Placa de TV analógica ou digital (analógico, DVB-T, DVB-S, DVB-C e ATSC) de acordo com o controlador BDA padrão Placa de captura de vídeo compatível com o DirectShow® Gravador que suporte Blu-ray™ e disco Blu-ray™ A instalação dos mais recentes controladores de dispositivos certificados pelos WHQL é recomendada. WHQL é o acrónimo de Windows Hardware Quality Labs e significa que o controlador do dispositivo certificado pela Microsoft® é compatível com o Microsoft® Windows® e com o hardware relevante. Para criar um disco no formato DVD-Video, SVCD, miniDVD ou HD-BURN, os ficheiros de origem de vídeo têm de estar codificados no formato de vídeo MPEG-2 . Os discos podem, em seguida, ser reproduzidos em leitores de DVD compatíveis. Se os dados originais não estiverem disponíveis no formato compatível, terá de utilizar o plug-in DVD-Video para o criar; o plug-in DVD-Video já está incluído na versão completa do Nero Vision. Mesmo que não tenha um gravador que suporte a gravação de DVDs ou CDs, pode utilizar o gravador de imagens para gravar uma imagem de disco e guardá-la no disco rígido para uma utilização posterior. Depois de ter ligado o gravador correcto ao sistema, pode gravar imagens de disco em discos reais em qualquer altura, utilizando o Nero Vision, o Nero Burning ROM ou o Nero Express. Página 8
  • 9. Informações técnicas 2.2 Terminologia 2.2.1 Vídeo/Capítulo/Filme/Projecto Vídeo designa um único ficheiro de vídeo que é armazenado no disco rígido como, por exemplo, o vídeo das suas férias. É indiferente que tenha criado o vídeo ou o tenha importado. Assim que abre um ficheiro de vídeo no Nero Vision e o edita, este passa a ser um título de vídeo. Editar inclui a criação de transições, o corte ou a criação de uma faixa de música. Capítulo designa uma secção de um título de vídeo, cujo início é definido por uma marca de capítulo. Quanto mais marcas um título tiver, mais capítulos contém. Cada título de vídeo contém, pelo menos, um capítulo. A vantagem dos capítulos é que pode saltar directamente para capítulos específicos durante a reprodução de um vídeo sem ter de avançar rápido ou retroceder. O Filme é uma compilação de um ou mais títulos de vídeo que, na sua maioria, estão editados. Um exemplo de um filme é a compilação do vídeo das suas últimas férias. Projecto refere-se ao processo desde que os vídeos são abertos até ao filme estar concluído e exportado. Um projecto pode ser guardado com todas as alterações efectuadas a um ficheiro de projecto e pode ser aberto novamente mais tarde; o ficheiro de projecto tem a extensão *.nvc (Nero Vision Compilation). Em resumo pode se dizer que um projecto tem como objectivo um filme editado que é constituído por vários títulos de vídeo, e que por sua vez se encontram subdivididos em capítulos. 2.2.2 Disco/Formato de disco O Disco é um suporte de dados no qual se gravam informações. O CD-R, DVD-R e DVD+R são exemplos de discos não regraváveis que podem ser gravados por um gravador e lidos por um leitor. Os discos do mesmo tipo existem com diferentes capacidades de gravação, por exemplo, no caso do DVD-R de 4,38 GB ou como DVD-R DL (Dual Layer, com duas camadas de dados) de 7,95 GB. O formato de disco refere-se ao formato em que os dados estão organizados num disco. Por exemplo, o formato do disco DVD-VR só é suportado por discos DVD-RW e DVD-RAM e só pode ser utilizado com esses formatos. Pelo contrário, por exemplo, o seguinte é suportado: os formatos de disco Video CD (VCD), Super Video CD (SVCD), miniDVD e HD-BURN podem ser criados nos tipos de disco CD-R e CD-RW. As possibilidades técnicas como subtítulos ou as várias faixas de som dependem do formato de disco. 2.2.3 Codificar/Transcodificar/Recodificar/Descodificar A codificação é a criação de um vídeo num determinado formato de vídeo, por exemplo MPEG-2 ou Nero Digital™ (MPEG-4). Para cada formato de vídeo é necessário um codificador correspondente. A transcodificação é a conversão de um vídeo existente de um formato de vídeo para um outro, por exemplo de Xvid para MPEG-2. A recodificação é a conversão de um vídeo existente com determinadas características (por exemplo, taxa de bits 2500 kbit/s) para o mesmo formato de vídeo com outras características (por exemplo, taxa de bits 1990 kbit/s). Página 9
  • 10. Informações técnicas A descodificação especifica o abrir e a reprodução de um vídeo que foi codificado num determinado formato de vídeo. 2.2.4 Discos DVD Os discos DVD graváveis são classificados do seguinte modo: Suporte de dados Digital Versatile Disc. Identifica o suporte de dados óptico. DVD Especificação Identifica discos que correspondem a especificação do DVD Fórum. - Identifica discos que correspondem a especificação do DVD+RW Alliance + Fórum. Regravável Recordable. Identifica um disco gravável. R ReWritable. Identifica um disco regravável. RW Random Access Memory. Identifica discos regraváveis com protecção de RAM dados especial. Camadas de dados Dual Layer (no caso de - discos) ou Double Layer (no caso de + discos). DL Identifica discos com duas camadas de dados por página. Um DVD-R DL é um disco gravável com duas camadas de dados e tem uma capacidade de gravação de 7,95 GB. 2.3 Formatos de discos suportados O Nero Vision suporta vários formatos de disco. Esta secção apresenta as vantagens e desvantagens de cada formato. Para obter detalhes sobre os formatos de disco que se encontram disponíveis e em que discos, consulte Descrição geral da compatibilidade entre formatos de disco e discos. 2.3.1 DVD-Vídeo Utilizando os codecs de vídeo MPEG-2 para a compressão de ficheiros de vídeo um DVD- Video poderá conter até 135 minutos de vídeo num DVD-R/-RW/+R/+RW de 4,38 GB numa qualidade extremamente superior à do VHS-Video ou do Video CD. Este tipo de disco pode ser visualizado na maior parte dos leitores de DVD, o que permite armazenar todos os seus vídeos domésticos na maior qualidade possível. Também poderá reproduzir DVDs no seu PC se tiver o software adequado e uma unidade de DVD-ROM. Com um disco DVD-DL a capacidade de gravação do disco duplica, e assim também o espaço para um DVD-Video. 2.3.2 DVD-VR/VFR (modo de vídeo)/+VR DVD-VR/-VFR (modo vídeo)/+VR são variantes especiais do DVD-Video que oferecem três possibilidades que faltam ao DVD-Video: Página 10
  • 11. Informações técnicas A gravação directa de vídeos no disco é possível em tempo real (opção: Gravação directa em DVD). Os dados que se encontram no disco podem ser editados e alterados posteriormente. Se ainda houver espaço poderão ser adicionados outros título de vídeo. Assim sendo, um DVD-VR/-VFR (modo vídeo)/+VR é comparável a uma cassete de vídeo, mas com uma qualidade muito superior. No entanto, existem diferenças entre os formatos de disco: O DVD-VR foi concebido especificamente para gravar directamente no disco. Apesar de não serem suportados menus gráficos, em vez destes são criadas listas pessoais. Além disso, a faixa de som não pode ser alterada, ou seja, não é possível editar nem adicionar dados à faixa existente. O DVD-VR não é compatível com DVD-Video e só pode ser reproduzido em leitores de DVD especiais. O DVD-VFR (modo de vídeo), à semelhança do DVD-Video, permite-lhe criar menus mas não permite criar menus de capítulos nem listas pessoais. Quando o disco está finalizado, um DVD-VFR é essencialmente compatível com DVD-Video e pode ser reproduzido na maior parte dos leitores de DVD. Quando o disco está finalizado, o formato DVD-VFR é essencialmente compatível com DVD-Video e pode ser reproduzido na maior parte dos leitores de DVD. A capacidade de armazenamento duplica para a gravação de um disco DVD+R DL, assim como duplica o espaço para o DVD+VR. 2.3.3 Video CD (VCD) Utilizando o codecs de vídeo MPEG-1 para a compressão de ficheiros de vídeo um VCD oferece uma qualidade que corresponde à um VHS-Video, em que é possível armazenar até 74 ou 80 minutos de filme juntamente com um som estéreo num CD de 650 ou 700 MB. Os VCDs poderão ser reproduzidos pela maioria dos leitores de DVD e no seu PC, se o PC tiver o software adequado e uma unidade que possa ler discos CD-R/CD-RW. 2.3.4 Super Video CD (SVCD) Este formato utiliza o codec de vídeo MPEG-2 para armazenar ficheiros de vídeo com uma qualidade semelhante à um S-VHS-Video que permite armazenar até 30 ou 40 minutos de filme com um som de estéreo num CD de 650 ou 700 MB. Os SVCDs podem ser reproduzidos num número cada vez maior de leitores de DVD e no seu PC, se o PC tiver o software adequado e uma unidade que possa ler discos CD-R/-RW. 2.3.5 miniDVD Em princípio, um miniDVD não é mais do que um CD-R ou CD-RW, no qual foi escrita a estrutura de um DVD no formato UDF. Oferece os mesmos benefícios e qualidades técnicas de um DVD, seja a capacidade de criar capítulos ou menus, suporte para subtítulos ou várias faixas de áudio (mesmo com um som multi-canais digital real). Os miniDVDs podem ser facilmente reproduzidos por um PC, mas a reprodução não é garantida em todos os tipos de leitores de DVD. Página 11
  • 12. Informações técnicas 2.3.6 HD-BURN A criação de um CD HD-BURN só é suportada por gravadores específicos. Em princípio, um CD HD-BURN não é mais do que um CD-R ou CD-RW, no qual foi utilizado um procedimento especial para duplicar a capacidade de armazenamento de um CD e que tem uma estrutura de DVD escrita em formato UDF. Oferece as mesmas opções e qualidades técnicas de um DVD-Video, ou seja, a possibilidade de criar capítulos ou menus e suporte para subtítulos e várias faixas de som (incluindo som multi-canais digital real). 2.3.7 Disco Blu-ray™ editável A criação de um disco Blu-ray™ só é suportada por gravadores específicos. Os discos Blu- ray™ são escritos com um laser azul. O comprimento de onda mais pequeno (405 nm) deste laser torna possível ajustar o feixe de laser com maior precisão. É possível uma maior compressão dos dados e é ocupado menos espaço no disco. Um disco Blu-ray™ editável (BD-AV) é uma variedade especial do disco Blu-ray™ que permite a gravação de vídeos codificados com o formato DV ou MPEG-2 . Os dados no disco podem posteriormente ser editados, alterados ou expandidos com títulos de vídeo adicionais. 2.3.8 AVCHD O AVCHD (Advanced Video Codec High Definition) é um novo formato para gravações HD em DVD, cartão de armazenamento ou disco rígido. Este formato de alta resolução é utilizado principalmente pelos novos modelos de câmaras. O material de vídeo é comprimido com o codec MPEG-4 AVC/H.264 . Os dados de áudio são armazenados em Dolby® Digital (AC3) ou, no caso dos formatos padrão NTSC e PAL, no formato PCM linear. 2.4 Descrição geral da compatibilidade entre formatos de disco e discos Formato de disco Discos suportados DVD-R, DVD-R DL DVD-RW DVD-Vídeo DVD-RAM DVD+R, DVD+R DL DVD+RW DVD-RW DVD-VR DVD-RAM DVD-R DVD-VFR DVD-RW (modo de vídeo) DVD-RAM DVD+R, DVD+R DL DVD+VR DVD+RW CD-R Video CD (VCD) CD-RW CD-R Super Video CD (SVCD) CD-RW Página 12
  • 13. Informações técnicas CD-R miniDVD CD-RW CD-R HD-BURN CD-RW BD-R Disco Blu-ray™ editável BD-RE DVD-R, DVD-R DL DVD-RW DVD-RAM AVCHD DVD+R, DVD+R DL DVD+RW Cartão de armazenamento, disco rígido Para gravar um disco de DVD-Video ou DVD-VR/-VFR (modo vídeo)/+VR, necessita de ter um gravador de DVD suportado ligado ao PC. Para gravar um disco de VCD/SVCD/miniDVD/HD-BURN, necessita de ter um gravador de CD ou DVD suportado ligado ao sistema. Visite www.nero.com para obter a lista dos gravadores suportados actualmente. Mesmo que não tenha um gravador que suporte a gravação de DVDs /ou VCDs/SVCDs/miniDVDs/HD-BURNs, pode utilizar o gravador de imagens para gravar uma imagem de disco e guardá-la no disco rígido para uma utilização posterior. Depois de ter ligado um gravador correcto ao PC, pode utilizar o Nero Vision, o Nero Burning ROM ou o Nero Express em qualquer altura para gravar imagens de disco em discos reais. 2.5 Descrição geral de compatibilidade entre discos DVD e formatos de disco editáveis Disco Formatos de disco suportados para "DVD editável" DVD-R DVD-VFR (modo de vídeo) DVD-RW DVD-VR, DVD-VFR (modo de vídeo) DVD-RAM DVD-VR, DVD-VFR (modo de vídeo) DVD+R DVD+VR DVD+R DL DVD+VR DVD+RW DVD+VR Página 13
  • 14. Iniciar o programa 3 Iniciar o programa 3.1 Iniciar o Nero Vision através do Nero StartSmart Para iniciar o Nero Vision através do Nero StartSmar, proceda do seguinte modo: 1. Clique no ícone Nero StartSmart. É aberta a janela do Nero StartSmart. 2. Clique no botão em forma de seta na margem esquerda da janela. É aberta a caixa de diálogo expandida. Fig. 1: Nero StartSmart 3. Seleccione a entrada Nero Vision da lista de selecção Aplicações. É aberta a janela Nero Vision. Iniciou o Nero Vision através do Nero StartSmart. 3.2 Iniciar o Nero Vision directamente Para iniciar o Nero Vision directamente através do Nero StartSmart, proceda do seguinte modo: 1. Se utilizar o menu Iniciar do Windows XP, clique no menu Iniciar > Todos os programas > Nero 7 (Premium) > Fotografia e Vídeo > Nero Vision. Se utilizar o menu Iniciar clássico, clique no menu Iniciar > Programas > Nero 7 (Premium) > Fotografia e Vídeo > Nero Vision. É aberta a janela Nero Vision. Iniciou o Nero Vision. Página 14
  • 15. Interface do utilizador 4 Interface do utilizador 4.1 Informações gerais Basicamente, a interface do utilizador consiste na selecção de uma tarefa a partir do ecrã Iniciar. Em seguida, termina a tarefa navegando através dos diferentes passos, sendo apresentada uma janela separada para cada passo. Um projecto é constituído essencialmente por quatro passos: 1. Escolher uma tarefa. Seleccione o que pretende fazer movendo o cursor sobre o item de menu. À medida que move o cursor sobre um item, aparecerá um texto explicativo junto ao mesmo. Clique com o botão esquerdo do rato no item para iniciar a tarefa. Fig. 2: Ecrã Iniciar Este manual contém um capítulo para cada tarefa, onde encontrará uma explicação de todos os passos necessário para a sua conclusão. 2. Concluir uma tarefa. Dependendo da tarefa terá de efectuar vários passos até atingir o fim. Cada passo é comoposto por um ecrã novo. Para o ajuda a saber onde está e o que deve fazer, cada ecrã é apresentado com um nome e uma breve descrição. Para poder avançar para o ecrã seguinte ou retroceder para o ecrã anterior, clique nos botões Seguinte ou Anterior na barra de navegação. Página 15
  • 16. Interface do utilizador Fig. 3: Ecrã Conteúdo Alguns ecrãs incluem uma selecção. Se deslocar o cursor do rato sobre uma opção, ser-lhe- á apresentado um texto explicativo. Fig. 4: Ecrã Conteúdo – Menu O que pretende fazer? Nos ecrãs em que pode executar várias acções estão disponíveis os botões Cancelar e Actualizar. Estes permitem-lhe facilmente cancelar uma acção ou anular as últimas acções efectuadas. Isto permite-lhe experimentar um grande número de funções do Nero Vision sem ter que rejeitar todo o projecto se não ficar satisfeito. Cada ecrã contém descrições, informações detalhadas e explicações sobre os diversos botões, ícones e menus. Coloque o cursor do rato alguns segundos sobre um item para obter mais informações. Página 16
  • 17. Interface do utilizador 3. Gravar. Gravar marca o fim de um projecto. Para tal, deve definir os parâmetros de gravação e clicar no botão Gravar. Dependendo do tipo de projecto em que está a trabalhar e do gravador ligado ao sistema, estão disponíveis várias entradas diferentes. Fig. 5: Ecrã Opções de gravação 4. Após a gravação. Após ter concluído a gravação com êxito, poderá decidir o que pretende efectuar a seguir: inicie o Nero ShowTime e visualize o seu projecto ou crie capas e etiquetas para o disco com o Nero CoverDesigner. Naturalmente, pode também guardar o projecto ou iniciar um novo. 4.2 Ecrã principal Apenas os botões e os controlos pretendidos são apresentados na interface do utilizador do Nero Vision, dependendo do ecrã em que se encontra. Isto faz com que a interface seja fácil de utilizar. Quando clica no botão Mais, é aberta uma caixa de diálogo expandida (consulte Caixa de diálogo expandida). Página 17
  • 18. Interface do utilizador 4.2.1 Botões Ajuda do Nero Vision: abre a Ajuda online. Introduzir o novo número de série: permite a entrada de um novo número de série. É aberta a janela Bem-vindo ao Nero. Nero Vision na Web: abre a página da Web do Nero Vision. Sugestões: abre a janela Sugestões. Poderá configurar o Nero Vision de maneira a que ao chamar os ecrãs sejam apresentadas sugestões úteis. Definições de teclas: mostra as combinações de teclas atribuídas e a sua função. É aberta a janela Definições de teclas. Informação: mostra a versão e os dados de registo. É aberta a janela Sobre o Nero Vision. Apresenta a área alargada. Mais Exporta o filme para um ficheiro. É apresentado o ecrã Exportar filme. Neste ecrã pode especificar as definições de exportação e, em seguida, Exportação exportar o projecto (consulte Exportar o filme). Os botões só estão disponíveis, se tiver adicionado pelo menos um vídeo num projecto. Guarda o projecto com todas as alterações efectuadas. É aberta uma janela de pop-up Guardar como. O projecto é guardado num ficheiro de administração com a Guardar extensão .nvc (NeroVision Compilation). Esta função é útil para quando não consegue terminar o projecto e deseja continuá-lo mais tarde (consulte Guardar um projecto). Anula a última acção. Com o Nero Vision pode anular inúmeras acções, de modo a que possa restaurar a condição pretendida, mesmo depois de ter efectuado um grande número de alterações. Restaura a última acção anulada. Com o Nero Vision pode restaurar inúmeras acções que foram anuladas, de modo a que possa restaurar a condição pretendida, mesmo depois de ter efectuado um grande número de alterações. Volta ao ecrã anterior. Anterior Eventualmente, será convidado a guardar o projecto, porque senão as alterações efectuadas irão ser perdidas. Apresenta o ecrã seguinte. Seguinte Inicia o processo de gravação. Gravar O botão só é apresentado no ecrã Gravar. Página 18
  • 19. Interface do utilizador 4.2.2 Caixa de diálogo expandida Apenas os botões e os controlos pretendidos são apresentados na interface do utilizador do Nero Vision, dependendo do ecrã em que se encontra. Isto faz com que a interface seja fácil de utilizar. Quando clica no botão Mais, é aberta uma área adicional expandida. A área alargada é ligada no modo normal, se mudar para o ecrã seguinte. A área alargada é apresentada no modo permanente até que seja fechada através de um clique no botão Mais. O ícone na caixa de diálogo expandida apresenta o modo em que se encontra actualmente. Clique no ícone para alterar o modo. A caixa de diálogo expandida encontra-se no modo normal. A caixa de diálogo expandida encontra-se no modo permanente. 4.2.2.1 Caixas de verificação Não são utilizadas miniaturas a preto nos menus. Em vez disso, é procurada e apresentada a primeira Nunca utilizar imagem em miniatura não a preto. miniatura a preto Essa função pode tornar a aplicação mais lenta. Cria automaticamente um menu. Criar menu no disco Através desse menu poderá aceder facilmente aos títulos de vídeo individuais. Cria capítulos automaticamente que posteriormente Criar capítulos pode seleccionar individualmente durante a automaticamente reprodução do filme. Os itens do separador Linha de tempo são interligados como que através de um íman. Assim, o Interligar itens na linha de texto, o áudio e os efeitos começam todos ao mesmo tempo tempo. Identifica automaticamente cenas individuais nos Utilize detecção de cenas ficheiros DV (Digital Video) com base nos carimbos de com base no código de data/hora e incorpora-as. tempo para ficheiros DV Activa a reprodução no gravador. Activar reprodução áudio do Essa definição não influencia a reprodução dos gravador ficheiros de vídeo capturados. Procura automaticamente alterações de cena durante Detectar cenas ao gravar a captura a partir de um dispositivo de captura DV. (DV) Microsoft(R) 'Vídeo Apresenta os dispositivos Microsoft® Vídeo para Windows'(R) Apresentar Windows® na lista de gravadores. dispositivos Página 19
  • 20. Interface do utilizador 4.2.2.2 Menu raiz Deslocar os seguintes objectos: ao adicionar um efeito desloca o efeito seguinte para trás. Adicionar efeitos à linha de Ajustar ao espaço disponível: ajusta o efeito ao tempo adicionar um novo efeito de modo a que apenas preencha o espaço existente até ao início do próximo efeito. Menu: visualiza o menu após introdução do disco no leitor. Iniciar reprodução com <Título de vídeo>: Reproduz o título de vídeo seleccionado após introdução do disco no leitor. Reproduzir o seguinte título: reproduz o seguinte título. após ter sido reproduzido um título de vídeo. Mudar para o menu: Visualiza o menu depois de ter Após fim da reprodução de sido reproduzido um título de vídeo. um título Título Loop: repete o título de vídeo num circuito fechado interminável. 4.2.2.3 Botões de opção Automático: calcula automaticamente o tamanho da letra dos textos dos botões de forma a que o texto seja Modo de cálculo de tamanho apresentado na sua totalidade. da letra Personalizado: desactiva o cálculo automático do tamanho da letra. Assim, poderá determinar o tamanho da letra no ecrã Editar menu. 4.2.2.4 Botões Abre a configuração do Nero Vision (consulte Configurar Configuração). Edita as opções predefinidas ao criar um vídeo. É aberta a janela Opções de vídeo predefinidas (consulte Apresentar opções de vídeo). Enquanto ainda não for seleccionado um formato de disco, as opções de vídeo são apresentadas para Opções de vídeo padrão todos os formatos suportados. Depois de seleccionar um formato de disco só é apresentado o separador Geral e os separadores do formato de disco actual. É apresentada a janela Configuração do codificador do Nero Digital™ para o formato do Nero Digital™. Apaga discos regraváveis. É aberta a janela de pop-up Apagar discos regraváveis (consulte Apagar um disco regravável). Apagar disco Para ser possível apagar um disco é necessário ter um disco regravável no gravador. O método de apagamento pode ser definido. Página 20
  • 21. Interface do utilizador Apresenta as informações sobre o disco inserido, tais como o tipo de disco, a capacidade de armazenamento disponível, número de sessões e faixas. É aberta a janela de pop-up Informações do Informações do disco disco (consulte Apresentar informações do disco). Introduza o disco sobre o qual deseja obter mais informações e seleccione a unidade em que se encontra o disco. Finaliza discos de DVD-VR/-VFR (modo de vídeo)/+VR/+R/+RW (consulte também Finalizar um Finalizar disco DVD). É aberta a janela de pop-up Finalizar disco. Inicia o Nero CoverDesigner (consulte Criar capas e Criar capas e etiquetas etiquetas). O Nero CoverDesigner é uma aplicação incluída na colecção de programas Nero 7 e é automaticamente instalada quando o Nero 7 está a ser instalado. Com o Nero Cover Designer, pode criar e imprimir etiquetas e folhetos para CDs/DVDs gravados. Consulte o manual do utilizador do Nero CoverDesigner em separado para obter instruções completas sobre como criar capas e etiquetas de aspecto profissional. Página 21
  • 22. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos 5 Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos 5.1 Capturar Capturar é uma forma de passar um vídeo de uma câmara de vídeo DV ou de outro dispositivo de captura de vídeo, ligado à placa de captura de vídeo, para o PC. O dispositivo de captura é o dispositivo que transmite os sinais de vídeo a capturar, ou seja, uma câmara de vídeo DV, uma placa de captura de vídeo ou uma placa de TV. Poderá encontrar uma lista dos dispositivos suportados na nossa página Web em: http://www.nero.com/nero7/deu/all_capture_devices.php?ascd=nvision4 Se apenas pretende transferir o vídeo de um dispositivo de captura externo para o PC, para posteriormente utilizar num projecto, siga os passos descritos em Definir uma placa de TV. Se pretender criar um disco e também capturar um vídeo para este projecto em particular, deve seleccionar a opção relevante Criar DVD (ou VCD, SVCD, miniDVD, HD-BURN) a partir do ecrã Iniciar e, em seguida, seleccionar a opção Capturar vídeo a partir do ecrã Conteúdo. Desta forma, pode capturar o vídeo e trabalhar no projecto ao mesmo tempo. 5.2 Câmaras DV/HDV, vídeos digitais e analógicos Existem três tipos de dispositivos de captura: câmaras digitais, analógicas e de DV-/HDV. Todas as três têm requisitos de hardware diferentes. Câmaras de DV/HDV: No caso de uma câmara de DV ou de HDV, o sinal de vídeo é enviado para o PC em formato digital. Tudo aquilo de que necessita para transferir vídeo para o PC é de um cabo de ligação e uma tomada correspondente no PC. Vídeo analógico: Os sinais de vídeo de uma fonte analógica têm de ser convertidos para um formato digital de modo a que o PC os consiga editar. Exemplos de dispositivos de captura analógicos são gravadores de vídeo VHS, televisores, câmaras de vídeo VHS-C, de 8mm e Hi-8.. Ao contrário dos dispositivos de captura DV que já transferem sinais de vídeo digitais para o PC, no caso dos sinais de vídeo analógico, é necessário já ter instalada uma placa de captura de vídeo no PC. Os sinais analógicos são convertidos pela placa de captura de vídeo em sinais digitais. Digital Video (ATSC, DVB-T/S/C): os sinais de vídeo dos dispositivos de captura digital são enviados para o PC em formato digital e existem no formato MPEG-2 após a transferência. As placas de TV são exemplos típicos de dispositivos digitais. Para transferir vídeo digital é necessário ter um dispositivo correspondente ligado ao PC. 5.3 Definir uma placa de TV Se tiver uma placa de TV ligada ao PC e chamar o ecrã Captura de vídeo pela primeira vez, todos os dispositivos ligados são apresentados no menu de pop-up Dispositivo de captura. Para configurar um dispositivo de captura para vídeo digital ou analógico, é necessário instalar ou tem de já estar instalada no PC uma placa de gravação que cumpra os requisitos do fabricante. Página 22
  • 23. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos O Nero Vision oferece um suporte simultâneo para várias placas de TV, placas de TV com sintonizador duplo e/ou placas de sintonização híbridas. Poderá encontrar uma lista das placas de TV suportadas na nossa página Web em: http://www.nero.com/nero7/deu/capture_devices_nh.php. O seguinte requisito tem de ser cumprido: Uma placa de TV está ligada ao PC e está em funcionamento. Para configurar uma placa de TV utilizando o assistente de TV, proceda do seguinte modo: 1. Seleccione a opção Gravar vídeo no disco rígido no ecrã Iniciar. É apresentado o ecrã Capturar vídeo. 2. Se tiver vários dispositivos ligados ao PC, seleccione o dispositivo pretendido na lista de pop-up Dispositivo de captura. 3. Clique no botão . É aberta a janela Dispositivos de vídeo Propriedades. 4. Clique no separador Canais. 5. Clique no botão Definição de canais. É apresentado o primeiro ecrã do assistente de TV, Procura de canais de TV analógicos. Este assistente pede-lhe para introduzir as informações necessárias, passo a passo. Fig. 6: Assistente de TV – Procura de canais de TV analógicos Página 23
  • 24. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos 6. Seleccione o seu país no campo pendente Seleccionar país. Na configuração das Placas de TV DVB-S, tem de seleccionar o satélite em vez do país no campo Seleccionar a configuração do satélite. Na configuração das Placas de TV DVB-C, tem de seleccionar o alcance da frequência apropriado em vez do país. Escolha Antena ou Cabo para a origem do sinal no campo pendente Seleccionar tipo de origem. O campo pendente Seleccionar tipo de origem não está disponível na configuração de placas de TV digitais (DVB-T, DVB-S, DVB-C). 7. Clique no botão Iniciar procura para iniciar a procura. A procura é iniciada. Será mantido informado sobre a evolução da procura e do número de canais encontrados na área Estado da procura. 8. Clique no botão Seguinte. É apresentado o segundo ecrã do assistente de TV, Editar canais de TV. Fig. 7: Assistente de TV – Edição de canais de TV 9. Clique nos botões Para cima e/ou Para baixo para alterar a ordem dos canais disponíveis. 10. Clique no botão Remover para remover os canais realçados. 11. Se pretender coordenar os canais de várias placas de TV entre si: O Nero Vision considera os canais de TV com o mesmo nome, os chamados canais "físicos", em diferentes placas de sintonização como sendo o mesmo canal "lógico". Isto Página 24
  • 25. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos significa que um canal lógico pode conter um ou mais canais físicos. Os canais são coordenados automaticamente entre si durante a procura de canais. Só serão apresentados os canais lógicos no Nero Vision de acordo com a configuração no assistente de TV. 1. Realce um canal pretendido. 2. Clique no botão Mudar o nome. É aberta a janela de pop-up Mudar o nome do canal. 3. Introduza o nome pretendido no campo de texto Mudar o nome do canal. 4. Clique no botão OK. O nome do canal é alterado. 12. Clique no botão Seguinte. É apresentado o terceiro ecrã do assistente de TV, Gerir grupos de canais de TV, . Fig. 8: Assistente de TV – Gerir grupos de canais de TV 13. Clique no botão Adicionar no separador Grupos de canais de TV. É apresentada a janela de diálogo Adicionar grupo. 14. Introduza o nome que pretende para o grupo no campo de texto Adicionar grupo. 15. Clique no botão OK. O grupo é criado. 16. Clique no separador Canais de TV em grupos. Página 25
  • 26. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos Fig. 9:: Assistente de TV – Canais de TV em grupos 17. Seleccione o grupo que pretende editar no menu pendente Modificar grupos. 18. Realce os canais que pretende atribuir a este grupo na área Canais disponíveis. 19. Clique no botão >>. Os canais realçados são apresentados na área Modificar grupos/Nome. 20. Clique nos botões Para cima e/ou Para baixo para alterar a ordem dos canais no grupo. 21. Clique no botão Terminar. O assistente de TV fecha-se e é apresentado o ecrã Captura de vídeo. Acabou de configurar a placa de TV. 5.4 Capturar vídeo no disco rígido Os seguintes requisitos têm de ser cumpridos: Não estão a ser executadas aplicações que causem a sobrecarga do processador. Não existem aplicações em execução em modo de ecrã inteiro. Durante todo o processo de captura a estação de trabalho não é bloqueada. No disco rígido existe espaço de memória suficiente. Para capturar um vídeo no disco rígido, proceda do seguinte modo: 1. Ligue o dispositivo de captura digital ou analógico ao PC utilizando os cabos correspondentes e ligue-o. Página 26
  • 27. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos Para configurar um dispositivo de captura para vídeo digital ou analógico, é necessário instalar ou tem de já estar instalada no PC uma placa de gravação que cumpra os requisitos do fabricante. 2. Seleccione a opção Capturar vídeo para o disco rígido a partir do ecrã Iniciar. É apresentado o ecrã Capturar vídeo. Fig. 10: Ecrã Capturar vídeo Os seguintes botões estão disponíveis no ecrã Capturar vídeo: Inicia a reprodução. Pára a reprodução. Inicia a captura. Rebobina o vídeo. Avança o vídeo. Muda para o modo de ecrã inteiro. Pode regressar ao modo de janela premindo a tecla Esc. Define o temporizador de captura que permite determinar a hora de início, hora de fim e a duração da gravação. Muda para o canal seguinte. Muda para o canal anterior. Mostra a posição reproduzida no formato horas:minutos:- segundos.centésimos de segundo. Salta para uma determinada posição ao clicar nos botões (seguinte) e (anterior). Página 27
  • 28. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos 3. Seleccione o dispositivo de captura no menu de pop-up Dispositivo de captura. O dispositivo de gravação pode estar no no modo Câmara ou no modo VCR. Os sinais de vídeo são continuamente transferidos do dispositivo de captura para o PC no modo câmara, e o sinal de vídeo actual poderá ser visualizado na caixa de diálogo de pré- visualização. Numa câmara de vídeo digital, tudo o que se encontra no campo de imagem da câmara de vídeo será apresentado na caixa de diálogo de pré-visualização. Uma placa de TV encontra-se sempre no modo câmara porque é emitido um sinal de vídeo contínuo e não existe a possibilidade de pausa, rebobinar/avançar ou de reenviar o sinal de vídeo. No modo de VCR o vídeo já existe em cassete ou num outro suporte. Para poder gravar este vídeo, é necessário que introduza a cassete no aparelho de vídeo e reproduzi-la. Também pode rebobinar/avançar rápido toda a cassete para reproduzir determinadas cenas. As câmaras de vídeo digitais podem ser definidas para o modo "câmara" ou VCR. Consulte as instruções do fabricante sobre como definir o modo. As câmaras de vídeo analógicas encontram-se automaticamente no modo VCR. Dependendo do modo do dispositivo de gravação, Câmara ou VCR, alguns botões não estão disponíveis. Se o dispositivo de gravação estiver no modo Câmara, o sinal de vídeo actual é visualizado na área de pré-visualização. 4. Se utilizar um dispositivo de gravação analógico, incie a reprodução no dispositivo de gravação. Se utilizar um dispositivo de gravação digital, e este se encontrar no modo VCR, controle a cassete com ajuda dos botões. A cena reproduzida irá ser apresentada na caixa de diálogo de pré-visualização. 5. Verifique a reprodução do dispositivo de captura na caixa de diálogo de pré-visualização. 6. Se pretender alterar as definições de vídeo: 1. Clique no botão . É aberta a janela Propriedades dos dispositivos de vídeo. Se um dispositivo de captura digital for seleccionado na lista de selecção Dispositivo de captura, só está disponível o separador Canais na janela Propriedades dos dispositivos de vídeo. 2. Efectue as definições pretendidas e clique no botão . Página 28
  • 29. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos Fig. 11: Janela Propriedades dos dispositivos de vídeo Os seguintes separadores estão disponíveis na janela Propriedades dos dispositivos de vídeo: Define a velocidade de fotogramas, o processo de compressão de cores e o formato de saída para corresponder à forma como o vídeo deve ser gravado no disco. Formato No caso de dispositivos de captura analógicos, clicar no botão Configurar inicia o teste de dispositivo. Pode seleccionar a origem de vídeo aqui (vídeo, composto ou S-video) Define os valores do brilho, nitidez ou contraste utilizando cursores de Geral deslocamento. São apresentados todos os canais disponíveis do dispositivo seleccionado. Pode seleccionar aqui o canal pretendido para a gravação. Clicar no botão Gerir grupos de canais de TV apresenta o último ecrã do assistente de TV novamente e pode editar, adicionar ou remover Canais grupos e canais atribuídos. O ecrã do assistente de TV apresenta os canais e grupos e existentes de todos os dispositivos de captura disponíveis. Se clicar no botão Definição de canais, pode novamente configurar uma placa de TV passo a passo utilizando o assistente de TV (consulte Definir uma placa de TV). 7. Se pretender seleccionar uma origem de dados externa para captura: 1. Clique no botão . É aberta a janela Dispositivos de áudio Propriedades. Página 29
  • 30. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos Fig. 12: Janela Propriedades do dispositivo de áudio 2. Seleccione o dispositivo de áudio no menu de selecção Origem de áudio. 3. Clique no ícone e seleccione as entradas de áudio pretendidas (por exemplo, leitor de CD, entrada "line in", microfone) no menu de pop-up apresentado. 4. Clique no botão . 8. Seleccione o modelo de captura pretendido no menu pendente Modelo de captura. Quando os dados são capturados directamente num disco, o menu de selecção Modelo de captura não é apresentado 9. Se desejar efectuar definições mais detalhadas para a captura: 1. Clique no botão Configurar. É aberta a janela Opções de vídeo (consulte Opções de vídeo). 2. Efectue as definições detalhadas do modo de vídeo, a qualidade de transcodificação entre outras coisas. 3. Clique no botão OK. 10. Se pretende guardar o ficheiro de vídeo numa outra pasta que Os meus Documentos/NeroVision/CapturedVideo: 1. Clique no botão Mais. É aberta a caixa de diálogo expandida. 2. Introduza o caminho e o nome do ficheiro no campo de entrada Gravar no ficheiro. Para a gravação de um vídeo é necessário muito espaço de memória no disco rígido. Verifique se existe espaço de memória suficiente para a gravação de todo o vídeo. Ao gravar um vídeo de uma placa de captura de vídeo são ocupados ca. de 3-30 MB de espaço de memória por segundo no disco rígido dependendo do formato de dados do vídeo. Uma gravação DV através de uma placa FireWire® (IEEE 1394) ocupa até 3,6 MB de espaço de memória por segundo no disco rígido. 11. Clique no botão . A captura é iniciada e é apresentada a imagem capturada actualmente no Nero Vision. Página 30
  • 31. Capturar vídeos a partir de câmaras de vídeo e de outros dispositivos de captura externos 12. Se pretender terminar a captura, clique no botão . O ficheiro gravado aparece na lista de selecção Gravado que contém os ficheiros gravados que ainda não foram atribuídos a um projecto. 13. Se pretender visualizar o vídeo capturado: 1. Seleccione o vídeo pretendido da lista de selecção Gravados. 2. Clique no botão . É apresentado o vídeo capturado na caixa de diálogo de pré-visualização. 14. Se pretender capturar outros vídeos da mesma fonte, repita os passos 11 e 12. 15. Clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã com a opção Como pretende prosseguir? Capturou um vídeo no disco rígido. Página 31
  • 32. Criar projecto de disco 6 Criar projecto de disco Para criar um projecto de disco, proceda do seguinte modo: 1. No ecrã Iniciar, seleccione a entrada de selecção Criar DVD > DVD Video ou Criar CD e o tipo de disco pretendido (Video-CD/Super Video CD/miniDVD/HD-BURN/AVCHD). É apresentado o ecrã Conteúdo. Fig. 13: Ecrã Conteúdo – Opção Adicionar ficheiros de vídeo As seguintes opções estão disponíveis no ecrã Conteúdo: Captura um vídeo. Gravar vídeo É apresentado o ecrã Captura de vídeo (consulte Definir uma placa de TV). Adiciona os ficheiros de vídeo ao projecto. É aberta a Adicionar ficheiros de vídeo janela de diálogo Abrir. Cria um filme. É apresentado o ecrã Filme (consulte Criar filme Criar um filme). Cria uma apresentação de diapositivos. É apresentado o ecrã Apresentação de diapositivos (consulte Criar Criar apresentação uma apresentação de diapositivos). Importa elementos de um disco existente. Importar disco Importa vídeos que são guardados num projecto AVCHD (em DVD, cartão de armazenamento ou disco Importar AVCHD rígido). Edita um título de vídeo seleccionado. É apresentado Editar filme o ecrã Filme (consulte Edição de vídeo). Cria capítulos no título de vídeo seleccionado. É apresentado o ecrã Gerar capítulos (consulte Criar Criar capítulo capítulos manualmente). Página 32
  • 33. Criar projecto de disco Os seguintes botões estão disponíveis no ecrã Conteúdo: Move os títulos de multimédia seleccionados para cima. Move os títulos de multimédia seleccionados para baixo. Elimina os títulos de multimédia seleccionados. Conjuga vários títulos de multimédia num só. Altera o nome do título de multimédia marcado. É aberta a janela de diálogo Mudar nome do título. 2. Para capturar um vídeo para o projecto: 1. Seleccione Capturar vídeo. É aberta a janela Captura de vídeo 2. Repita os passos descritos em Definir uma placa de TV. 3. Se já tiver capturado o vídeo ou se pretender adicionar um vídeo armazenado no disco rígido: 1. Seleccione a opção Adicionar ficheiros de vídeo. É aberta a janela de diálogo Abrir. Fig. 14: Janela de pop-up Abrir 2. Seleccione os ficheiros pretendidos e clique no botão Abrir. Os campos pretendidos são adicionados ao projecto. Página 33
  • 34. Criar projecto de disco 4. Se pretender adicionar os vídeos que estão num disco: 1. Insira o disco numa unidade. 2. Seleccione a opção Importar disco. 3. Se estiver instalada mais do que uma unidade, seleccione a unidade onde o disco foi inserido a partir do menu de pop-up. É aberta a janela de diálogo Importar título do disco. 4. Marque os vídeos pretendidos e clique no botão OK. Os ficheiros de vídeo são adicionados. É apresentada uma pequena miniatura do título de vídeo relevante para cada vídeo. Junto à miniatura, poderá também encontrar a duração do vídeo e o número de capítulos. 5. Se não utilizar um DVD de 4,38 GB de capacidade de armazenamento, mas um DVD-1 ou DVD-9 (de 7,95 GB de capacidade de armazenamento), seleccione o tipo de disco do menu de selecção no canto inferior direito do ecrã. Se utilizar um CD, seleccione no menu de selecção se o CD tem uma capacidade de armazenamento de 74 ou 80 minutos. A barra de capacidade no canto inferior do ecrã que mostra o espaço disponível é automaticamente ajustada. A capacidade de armazenamento total disponível depende do projecto que está a editar. 6. Se pretender mover um título de multimédia: 1. Realce o título de multimédia. 2. Clique no botão ou . O título de multimédia é movido para a posição pretendida. 7. Se pretender mudar o nome de um título de multimédia: 1. Realce o título de multimédia. 2. Clique no botão . 3. É aberta a janela de diálogo Mudar nome do título. 4. Introduza o novo título no campo de texto e clique no botão OK O nome do título de multimédia é alterado. 8. Se pretender remover um título de multimédia do projecto: 1. Marque o título de multimédia. 2. Clique no botão . O título de multimédia é removido do projecto. 9. Se pretender conjugar vários títulos de vídeo num só, proceda do seguinte modo: 1. Realce os títulos de vídeo. 2. Clique no botão . É aberta uma caixa de diálogo. 3. Clique no botão Sim. Os títulos de vídeo seleccionados são conjugados de modo a formar um só título. 10. Se pretender editar cada título de vídeo individualmente: Página 34
  • 35. Criar projecto de disco 1. Realce o título de vídeo. 2. Seleccione a opção Editar filme. É apresentado o ecrã Filme (consulte Edição de vídeo). 11. Clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã Seleccionar menu (consulte Editar menu). Criou um projecto de disco e pode agora criar um menu para o projecto. Página 35
  • 36. Edição de vídeo 7 Edição de vídeo 7.1 Criar um filme Não é possível editar ou criar vídeos no Nero Vision Essentials SE. Para criar um filme, proceda do seguinte modo: 1. Seleccione a opção Criar filme no ecrã Iniciar. É apresentado o ecrã Filme. Este ecrã é constituído por três caixas de diálogo: as caixas de diálogo Pré-visualização, Multimédia e Conteúdo. Fig. 15: Ecrã Filme Se já existirem ficheiros de multimédia, estes serão apresentados na caixa de diálogo no canto superior direito; a caixa de diálogo de multimédia. Estão disponíveis os seguintes separadores na caixa de diálogo de multimédia: Apresenta os ficheiros de multimédia. Apresenta os efeitos de vídeo. Apresenta os efeitos de texto. Apresenta as transições. Página 36
  • 37. Edição de vídeo Estão disponíveis os seguintes botões na caixa de diálogo de multimédia: Procurar: procura por ficheiros de multimédia e adiciona os ficheiros de multimédia pessoais. É aberta a janela de diálogo Abrir. Procurar e adicionar ao projecto: procura os ficheiros de multimédia, adicioná-los aos ficheiros de multimédia pessoais e ao filme. É aberta a janela de diálogo Abrir. Inicia a captura de vídeo. É apresentado o ecrã Captura de vídeo (consulte Definir uma placa de TV). Importar: importa os ficheiros de multimédia de um dispositivo compatível com TWAIN como, por exemplo, um scanner. É aberta uma janela. Seleccionar origem: selecciona uma origem para a importação TWAIN. É aberta a janela de diálogo Seleccionar origem. Remove o elemento marcado do grupo. Remove todos os elementos de um grupo. É aberta uma janela de pop-up. Incia a detecção automática de capítulo. É aberta uma janela de diálogo Detecção de capítulo. Abre o ficheiro de multimédia marcado com um programa associado. Este elemento só é apresentado se estiver atribuída uma acção executável ao ficheiro de multimédia marcado. Caso contrário será apresentado um botão cinzento. Adiciona os elementos marcados ao filme. 2. Se pretender seleccionar um grupo diferente, seleccione-o a partir da caixa de diálogo de multimédia no menu de selecção. A entrada apresentada na definição padrão é Os meus ficheiros de multimédia. 3. Se pretender criar um novo grupo: 1. Seleccione a entrada <Criar novo grupo> na área de multimédia. É aberta a janela de diálogo Criar grupo de itens. 2. Introduza o nome obrigatório no campo de texto e clique no botão OK O novo grupo é apresentado no menu de selecção e é automaticamente aberto. 4. Se pretender adicionar os ficheiros de multimédia que se encontram no PC ao filme, clique no botão > Procurar. É aberta a janela de diálogo Abrir. Página 37
  • 38. Edição de vídeo 5. Seleccione os ficheiros de multimédia pretendidos e clique no botão Abrir. 6. Realce os ficheiros que pretende adicionar ao filme. 7. Clique no botão . Os ficheiros de multimédia são inseridos na caixa de diálogo de conteúdo no separador Guião gráfico e são apresentados numa miniatura. Pode adicionar ficheiros de vídeo e de imagens ao filme. As imagens são indicadas nos separadores Guião gráfico e Linha de tempo com o ícone no canto superior esquerdo. Fig. 16: Separador Guião gráfico Além do separador Guião gráfico está tem também disponível o separador Linha de tempo na caixa de diálogo de conteúdo. O separador Linha de tempo abre automaticamente quando adiciona um ficheiro de áudio, um efeito de vídeo ou de texto ao filme ou quando clica no separador correspondente. 8. Clique no separador Linha de tempo na caixa de diálogo de conteúdo. Fig. 17: Separador Linha de tempo O separador Linha de tempo contém as seguintes caixas de diálogo: Contém os efeitos de texto. Texto Contém os efeitos de vídeo. Efeitos Contém os títulos de vídeo. Faixa de vídeo Contém os ficheiros de áudio que se encontram na primeira Áudio 1 faixa. Página 38
  • 39. Edição de vídeo Contém os ficheiros de áudio que se encontram na segunda Áudio 2 faixa. Os seguintes botões estão disponíveis no separador Linha de tempo: Reduz o separador Linha de tempo, de forma que seja visualizado todo o filme. Amplia o separador Linha de tempo. Reduz o separador Linha de tempo. 9. Para adicionar um efeito a um ficheiro de multimédia : 1. Clique no separador na caixa de diálogo de multimédia. Fig. 18: Separador Efeitos de vídeo 2. Seleccione o efeito pretendido. 3. Enquanto mantém premido o botão do lado esquerdo do rato, desloque o efeito para a posição pretendida na caixa de diálogo Efeitos. 4. Arraste o lado esquerdo da barra de deslocamento azul do efeito para a posição inicial pretendida. 5. Arraste o lado direito da barra de deslocamento azul do efeito para a posição final pretendida. Os ficheiros de multimédia com efeitos de vídeo estão indicados no separador Guião gráfico com o ícone . 10. Para adicionar um efeito de texto a um ficheiro de multimédia: 1. Clique no separador na caixa de diálogo de multimédia. Página 39
  • 40. Edição de vídeo Fig. 19: Separador Efeitos de texto 2. Realce o efeito de texto pretendido. 3. Mantenha o botão esquerdo do rato premido, mova o efeito de texto para a posição pretendida na área Texto. É aberta a janela Propriedades. Fig. 20: Janela Propriedades 4. Introduza o tempo de apresentação no campo de texto . O campo de texto apresenta o tempo no formato horas:minutos:segundos.centésimos de segundo. Para definir, clique no grupo de dígitos que pretende alterar e, em seguida, clique no botão ou . 5. Introduza o texto pretendido no campo de entrada Texto. 6. Efectue as definições seguintes como desejar. As restantes definições dependem do efeito de texto que seleccionou. 7. Clique no botão . Página 40
  • 41. Edição de vídeo 8. Arraste o lado esquerdo da barra de deslocamento azul do efeito para a posição inicial pretendida. 9. Arraste o lado direito da barra de deslocamento azul do efeito para a posição final pretendida. Os ficheiros de multimédia com efeitos de texto estão indicados no separador Guião gráfico com o ícone . 11. Se pretender inserir uma faixa de áudio no filme: 1. Clique no separador na caixa de diálogo de multimédia. 2. Realce o ficheiro de áudio pretendido. 3. Mantenha o botão esquerdo do rato premido, mova o ficheiros de áudio para a posição pretendida na área Áudio 1 ou Áudio 2. Com duas faixas de áudio pode também sobrepor múltiplos ficheiros de áudio. Assim poderá, por exemplo, na faixa Áudio 2, comentar o que foi visualizado no filme, enquanto que é reproduzida a música simultaneamente na faixa Áudio 1. 12. Se pretender inserir transições entre ficheiros de multimédia individuais :: 1. Clique no separador Guião gráfico na caixa de diálogo de conteúdo. 2. Realce a área de multimédia à qual pretende atribuir a transição. 3. Clique no separador na área de multimédia. 4. Seleccione o grupo de transição pretendido no menu de selecção. 5. Realce a transição pretendida. Página 41
  • 42. Edição de vídeo Fig. 21: Separador Transições 6. Clique no botão . Os ficheiros de multimédia sem transição estão indicados com um ícone cinzento . Os ficheiros de multimédia com uma transição estão indicados com um ícone colorido . 13. Clique no botão . 14. Visualize o filme na caixa de diálogo de pré-visualização. Os seguintes botões estão disponíveis na caixa de diálogo de pré-visualização: Inicia a reprodução do filme. Interrompe o filme. Pára a reprodução. Muda para o modo de ecrã inteiro. Pode regressar ao modo de janela premindo a tecla Esc. Cria uma imagem estática da posição apresentada no título do vídeo. Grava um comentário áudio para o título de vídeo. É aberta a janela de diálogo Definições Gravação de áudio. Divide o título de vídeo na posição seleccionada. Após a divisão, ambos os título ficam independentes um do outro e podem ser inseridos em separado. No entanto, o ficheiro original não é modificado. Este elemento só é apresentado se estiver atribuída uma acção executável ao ficheiro de multimédia marcado. Caso contrário será apresentado um botão cinzento. Página 42
  • 43. Edição de vídeo Corta cenas do título de vídeo (consulte Cortar título de vídeo). Este elemento só é apresentado se estiver atribuída uma acção executável ao ficheiro de multimédia marcado. Caso contrário será apresentado um botão cinzento. Edita as propriedades dos itens marcados. É apresentada a janela Propriedades. Apresenta a posição reproduzida no formato horas:- minutos:segundos.centésimos de segundo. Salta para uma determinada posição ao clicar nos botões (seguinte) e (anterior). 15. Se estiver satisfeito com o filme, clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã com a opção Como pretende prosseguir? Criou um filme. 7.2 Cortar título de vídeo Ao cortar os títulos de vídeo o ficheiro de vídeo original não é alterado, em vez disso as informações sobre o corte são guardadas no projecto. O seguinte requisito tem de ser cumprido: O ecrã Conteúdo está a ser apresentado. Para cortar os títulos de vídeo, proceda do seguinte modo: 1. Realce o título de vídeo. 2. Seleccione a opção Editar filme. É apresentado o ecrã Filme. 3. Clique no botão . Na primeira vez que invocar a função será aberta uma caixa de diálogo. 4. Se não pretende visualizar mais a janela de diálogo, active a caixa de verificação Não apresentar mais esta mensagem. São apresentadas as marcas de início e de fim na caixa de diálogo de pré-visualização. 5. Mova a marca de início esquerda até ao início da secção que pretende remover. Página 43
  • 44. Edição de vídeo 6. Mova a marca de fim direita até ao fim da secção que pretende remover. 7. Clique no botão . É aberta uma caixa de diálogo. 8. Clique no botão Sim. O título de vídeo é dividido. A primeira secção contém o intervalo que se encontra antes do corte e a segunda secção contém o intervalo que se encontra depois do corte. Cortou um título de vídeo. 7.3 Capítulos Os capítulos são secções dentro de um título de vídeo aos quais pode aceder no seu leitor através dos botões Anterior e Seguinte sem ter de rebobinar. Inicialmente cada título de vídeo contém apenas um capítulo. Pode adicionar mais capítulos manual ou automaticamente. No ecrã Criar capítulo o título de vídeo é apresentado de início até ao fim mediante um cursor de deslocamento abaixo da área de pré-visualização. O cursor permite aceder a uma determinada cena no título de vídeo. A imagem de vídeo nesta cena é apresentada na área de pré-visualização. Os capítulos são separados pelas marcas de capítulo que determinam o fim de um capítulo e o início do próximo. O início de cada capítulo é indicado através da marca de capítulo abaixo da caixa de diálogo de pré-visualização na barra de deslocamento; a excepção é o primeiro capítulo cujo início é também o início do título de vídeo. Se tiver activado a caixa de verificação Criar automaticamente capítulos na área alargada, os capítulos serão automaticamente gerados durante a gravação. Esta caixa de verificação encontra-se disponível ao gravar um disco, se clicar no botão Mais. 7.3.1 Criar capítulos manualmente O seguinte requisito tem de ser cumprido: O ecrã Conteúdo está a ser apresentado. Para criar um capítulo manualmente, proceda do seguinte modo: 1. Clique na opção Criar capítulo no ecrã Conteúdo. É apresentado o ecrã Criar capítulo. Página 44
  • 45. Edição de vídeo Fig. 22: Ecrã Criar capítulos Os seguintes botões estão disponíveis no ecrã Criar capítulo: Inicia a reprodução. Pára a reprodução. Muda para o modo de ecrã inteiro. Pode regressar ao modo de janela premindo a tecla Esc. Muda o nome do capítulo. É aberta a janela de diálogo Mudar nome do capítulo. Elimina a marca de capítulo actual. Elimina todas as marcas de capítulo. Inicia a detecção automática de capítulos. É aberta uma janela de diálogo Detecção de capítulo. Insere uma nova marca de capítulo na posição actual do cursor de deslocamento. Apresenta a posição reproduzida no formato horas:- minutos:segundos.centésimos de segundo. Salta para uma determinada posição ao clicar nos botões (seguinte) e (anterior) 2. Mova o cursor de deslocamento para a posição onde deve começar o novo capítulo. 3. Clique no botão . Criou um novo capítulo manualmente. Página 45
  • 46. Edição de vídeo 7.3.2 Criar capítulos automaticamente O seguinte requisito tem de ser cumprido: O ecrã Conteúdo está a ser apresentado. Para criar os capítulos automaticamente, proceda do seguinte modo: 1. Clique na opção Criar capítulo no ecrã Conteúdo. É apresentado o ecrã Criar capítulo. 2. Clique no botão . É aberta uma janela de diálogo Detecção de capítulo. A detecção automática de capítulos é executada. Poderá demorar algum tempo. Fig. 23: Janela de contexto Detecção do corte de cenas 3. Se pretender reduzir a duração mínima de um capítulo, mova o cursor de deslocamento Duração mínima do capítulo para a esquerda. Se pretender aumentar a duração mínima de um capítulo, mova o cursor de deslocamento Duração mínima do capítulo para a direita. Na janela de pop-up é apresentado o número de capítulos que foram detectados com essas definições. 4. Se pretende manter capítulos existentes, active a caixa de verificação Manter marcas de cenas anteriores. 5. Clique no botão Criar. Criou capítulos automaticamente. Página 46
  • 47. Edição de vídeo 7.3.3 Editar capítulos O seguinte requisito tem de ser cumprido: O ecrã Conteúdo está a ser apresentado. Para editar um capítulo, proceda do seguinte modo: 1. Clique na opção Criar capítulo no ecrã Conteúdo. É apresentado o ecrã Criar capítulo. 2. Se pretender deslocar as marcas de capítulo, mova o controlo de deslize na barra de deslocamento. Pode mover a posição de cada marca de capítulo dentro das posições iniciais e finais do título de vídeo, mas não para além da próxima marca de capítulo, se existirem mais do que dois capítulos na barra de deslocamento. 3. Realce o capítulo que pretende alterar. 4. Se pretende alterar o título do capítulo: 1. Clique no botão . É aberta a janela de diálogo Mudar nome do capítulo. 2. Introduza o novo nome para o capítulo no campo de texto e clique no botão OK O título é alterado. 3. Se pretender eliminar o capítulo, clique no botão . O capítulo é eliminado. 5. Se pretende eliminar todos os capítulos: 1. Clique no botão . É aberta uma caixa de diálogo. 2. Clique no botão OK. Todas as marcas de capítulo são eliminadas. 6. Clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã Conteúdo. Editou os capítulos. Página 47
  • 48. Edição de vídeo 7.4 Exportar o filme Depois de o filme ter sido criado, pode ser exportado ou gravado no disco. Para exportar um filme, proceda do seguinte modo: 1. Clique no botão Exportar no ecrã ou clique na opção Exportar filme no menu O que é que pretende fazer a seguir? É apresentado o ecrã Exportar vídeo. Fig. 24: Ecrã Exportar vídeo 2. Seleccione o modelo de exportação pretendido na lista pendente Modelo de exportação. Serão apresentados os menus de selecção para os formatos e perfis de saída. O modelo seleccionado determina em primeiro lugar o tipo de saída e a qualidade de reprodução. Além disso, é possível definir a relação altura/largura, outras definições de qualidade e o modo de codificação. Dependendo do modelo de exportação escolhido, serão alteradas as seguintes definições: formato de saída, modo de vídeo (PAL/NTSC), relação altura/largura, definições de qualidade, velocidade de bits, resolução, modo de codificação e/ou qualidade de áudio. 3. Se tiver seleccionado DVD, SVCD, VCD ou correio electrónico como modelo de exportação e se pretender efectuar alterações nas definições de exportação: 1. Clique no botão Configurar. É aberta a janela de pop-up Opções de vídeo (consulte Opções de vídeo). 4. Se pretende guardar o vídeo numa outra pasta e com um outro nome do que o apresentado no campo Ficheiro de saída: Página 48
  • 49. Edição de vídeo 1. Clique no botão .... É aberta uma caixa de diálogo. 2. Seleccione a pasta pretendida do menu de selecção Localização. 3. Introduza o nome do ficheiro pretendido no campo de texto Nome do ficheiro e clique no botão Guardar. 5. Clique no botão Exportar. A exportação é iniciada. A evolução da exportação é apresentada na mesma janela. Após conclusão da exportação é aberta uma janela de pop-up. 6. Clique no botão OK. É apresentado o ecrã com a opção Como pretende prosseguir? Exportou um filme. Página 49
  • 50. Apresentação de diapositivos 8 Apresentação de diapositivos 8.1 Criar uma apresentação de diapositivos Note que quando cria uma apresentação de diapositivos, os ficheiros de imagens (por exemplo, *.jpg, *.bmp, *.gif) não são guardados no formato original. Se pretender guardar a imagem no formato de imagem original também, proceda como descrito no final desta secção. Os seguintes requisitos têm de ser cumpridos: Para as apresentações de diapositivos em DVD-Video, Super Video CD, miniDVD, AVCHD e HD-BURN: o plug-in DVD-Video com o qual o MPEG-2 é codificado. O plug-in já está disponível na versão completa. O ecrã Conteúdo está a ser apresentado. Para criar uma apresentação de diapositivos, proceda do seguinte modo: 1. Seleccione a opção Criar apresentação. É apresentado o ecrã Apresentação de diapositivos. Este ecrã consiste em três caixas de diálogo: as caixas de diálogo de pré-visualização, de multimédia e de conteúdo. Fig. 25: Ecrã Apresentação de diapositivos Se já existirem ficheiros de multimédia disponíveis, estes serão apresentados na caixa de diálogo de multimédia. Página 50
  • 51. Apresentação de diapositivos 2. Se pretender seleccionar um grupo diferente, seleccione-o a partir da caixa de diálogo de multimédia no menu de selecção. A entrada apresentada na definição padrão é Os meus ficheiros de multimédia. 3. Se pretender criar um novo grupo: 1. Seleccione a entrada <Criar novo grupo> na área de multimédia. É aberta a janela de diálogo Criar grupo de itens. 2. Introduza o nome obrigatório no campo de texto e clique no botão OK O novo grupo é apresentado no menu de selecção e é automaticamente aberto. Os seguintes botões estão disponíveis no separador : Procurar: procura por ficheiros de multimédia e adiciona os ficheiros de multimédia pessoais. É aberta a janela de diálogo Abrir. Procurar e adicionar ao projecto: procura por ficheiros de multimédia, adicioná-los aos ficheiros de multimédia pessoais e à apresentação. É aberta a janela de diálogo Abrir. Importar: importa os ficheiros de multimédia de um dispositivo compatível com TWAIN como, por exemplo, um digitalizador. É aberta uma janela. Seleccionar origem: selecciona uma origem para a importação TWAIN. É aberta a janela de pop-up Seleccionar origem. Remove o elemento marcado do grupo. Remove todos os elementos do grupo. É aberta uma caixa de diálogo. Abre o ficheiro de multimédia marcado com um programa associado. Este elemento só é apresentado se estiver atribuída uma acção executável ao ficheiro de multimédia marcado. Caso contrário será apresentado um botão cinzento. Adiciona elementos marcados à apresentação de diapositivos. 4. Se pretender adicionar ficheiros de multimédia (ficheiros de imagens ou de áudio) que se encontram no PC à apresentação de diapositivos, clique no botão > Procurar. É aberta a janela de diálogo Abrir. 5. Seleccione os ficheiros de multimédia pretendidos e clique no botão Abrir. 6. Seleccione os ficheiros que pretende adicionar à apresentação de diapositivos. 7. Clique no botão . Página 51
  • 52. Apresentação de diapositivos Podem ser adicionadas até 2000 imagens numa apresentação de diapositivos. As imagens serão inseridas no separador da caixa de diálogo de conteúdo. Os seguintes botões estão disponíveis no separador : Remove o elemento realçado da apresentação de diapositivos. Remove todos os elementos da apresentação de diapositivos. É aberta uma caixa de diálogo. Remove um comentário de áudio que foi atribuído a uma imagem individual. O menu de contexto contém também a função Eliminar todos os comentários, a qual remove todos os comentários de áudio da apresentação de diapositivos. Os ficheiros de áudio no separador (ficheiros de áudio de fundo) não são afectados por esta função. Recorta a imagem marcada para o tamanho desejado. É aberta a janela Recortar gráfico. Atribui efeitos ao gráfico realçado. É aberto um menu de contexto com os efeitos disponíveis. Estes efeitos não são armazenados no ficheiro original, mas só para a apresentação. Roda 90 graus para a esquerda as imagens realçadas. Roda 90 graus para a direita as imagens realçadas. Guarda a imagem realçada com todos os efeitos. É aberta uma caixa de diálogo. Grava um ficheiro de áudio que pode ser atribuído a uma imagem. É aberta a janela de pop-op Definições de gravação de áudio. Esta permite-lhe atribuir um comentário de áudio separado a cada imagem. Se estiver realçada uma imagem na caixa de diálogo de contexto, o ficheiro de áudio é atribuído directamente à imagem, caso contrário a gravação é adicionada à caixa de diálogo de multimédia. Determina o tempo de visualização da imagem e período das transições. É aberta a janela de diálogo Valores padrões de visualização. Processa as propriedades dos elementos marcados, tais como a duração da visualização, o cabeçalho e o rodapé, bem como a duração da reprodução para os ficheiros de áudio armazenados (comentários de áudio). É apresentada a janela Propriedades. Se tiver adicionado ficheiros de áudio à sua apresentação de diapositivos, esses serão inseridos na caixa de diálogo de conteúdo no separador . Página 52
  • 53. Apresentação de diapositivos Os seguintes botões estão disponíveis no separador : Remove o elemento realçado da apresentação de diapositivos. Remove todos os elementos da apresentação de diapositivos. É aberta uma caixa de diálogo. Grava um ficheiro de áudio que foi adicionado ao fundo da apresentação de diapositivos. É aberta a janela de pop-op Definições de gravação de áudio. Edita as propriedades dos itens marcados, como por exemplo, o tempo de visualização e o cabeçalho e o rodapé. É aberta a janela Propriedades. O menu de contexto também contém a função Eliminar todos os elementos de áudio, a qual remove todos os ficheiros de áudio existentes no separador. Os ficheiros de áudio no separador (Comentário de áudio) não são afectados por esta função 8. Se adicionou ficheiros de áudio à apresentação de diapositivos (Música de fundo) e se pretender ajustar a duração da apresentação de diapositivos ao tempo de reprodução do ficheiro de áudio: 1. Clique no botão Mais. É aberta a caixa de diálogo expandida. 2. Active a caixa de verificação Ajustar tempo da apresentação ao tempo do áudio. A duração total da apresentação de diapositivos será adaptada à duração total dos ficheiros de áudio inseridos. Se a caixa de verificação Ajustar duração da apresentação de diapositivos à duração do áudio estiver activada, o tempo de apresentação das imagens não poderá ser alterado. 9. Se pretender adicionar imagens individuais aos ficheiros de áudio da apresentação de diapositivos (comentário de áudio): 1. Utilize a função Arrastar e largar para mover o ficheiro de áudio pretendido da área de multimédia para a imagem pretendida na área de conteúdo. Na área de conteúdo, a imagem sobreposta ao ficheiro de áudio é identificada por um ícone adicional e é apresentado o título do ficheiro de áudio. 10. Se pretender inserir transições suaves entre imagens: 1. Clique no separador . 2. Se pretende atribuir a todas as imagens a mesma transição, clique na fita do filme até esta estar marcada a azul. Se pretende inserir diferentes transições a cada imagem, marque a imagem a qual quer atribuir o efeito de transição. 3. Clique no separador da caixa de diálogo de multimédia. 4. Seleccione o grupo de transição pretendido no menu de selecção. 5. Realce a transição pretendida. 6. Clique no botão . Página 53
  • 54. Apresentação de diapositivos 11. Clique no botão . É aberta a janela de diálogo Valores padrões de visualização. 12. Introduza o tempo pretendido em segundos no campo de entrada Tempo de visualização da imagem que uma imagem deve ser visualizada. 13. Active a caixa de verificação Aplicar nas imagens actuais. 14. Se tiver inserido transições: 1. Introduza no campo Duração das transições a duração de uma transição pretendida. 2. Active a caixa de verificação Aplicar nas transições actuais. 15. Clique no botão OK. 16. Se pretender alterar as definições de uma única imagem: 1. Realce a imagem. 2. Clique no botão . A janela Propriedades abre-se e apresenta a área Propriedades da imagem e os separadores Imagens e Comentários. O separador Comentários só está disponível se tiver sido atribuído um ficheiro de áudio à imagem seleccionada (comentário de áudio). 3. Introduza o tempo de apresentação na área Propriedades da imagem no campo de texto . O campo de texto apresenta o tempo no formato horas:minutos:segundos.centésimos de segundo. Para definir, clique no grupo de dígitos que pretende alterar e, em seguida, clique no botão ou . Se tiver atribuído um ficheiro de áudio à imagem (comentário de áudio) e se pretender que o tempo de apresentação reflicta a duração do ficheiro de áudio, active a caixa de verificação Ajustar duração da apresentação ao comentário. A caixa de verificação só está disponível se tiver sido atribuído um ficheiro de áudio à imagem seleccionada (comentário de áudio). 4. Se pretende visualizar o texto na parte superior da imagem, introduza o texto pretendido no campo de entrada Texto de cabeçalho. 5. Se pretende visualizar o texto na parte inferior da imagem, introduza o texto pretendido no campo de entrada Texto de rodapé. 6. Se não tiver introduzido nenhum texto, ignore os passos 7 a 11. 7. Seleccione o tipo de letra pretendida no menu de selecção grande. 8. Seleccione o estilo do tipo de letra pretendido no pequeno menu de selecção superior e o tamanho do tipo de letra no pequeno menu de selecção inferior. 9. Clique no círculo cromático da área Cores para definir a cor e a saturação da cor do texto. 10. Mova o cursor de deslocamento para ajustar a intensidade da cor. 11. Se tiver atribuído um ficheiro de áudio à imagem, clique no separador Comentários. Se não tiver atribuído um ficheiro de áudio à imagem, ignore os sub-passos 12 a 14. 12. Introduza a quantidade de tempo que a imagem deve ser apresentada antes de o ficheiro de áudio começar a ser reproduzido no campo de texto Comentário começa com atraso. Página 54
  • 55. Apresentação de diapositivos 13. Se tiver activado Ajustar duração da apresentação à duração do comentário na caixa de diálogo Propriedades da imagem, introduza a quantidade de tempo que a imagem deve ser apresentada depois de o ficheiro de áudio ter sido reproduzido, no campo de texto Comentário termina com atraso. O campo de texto apresenta o tempo no formato horas:minutos:segundos.centésimos de segundo. Clique no grupo de dígitos que pretende alterar e, em seguida, clique no botão ou . 14. Mova o cursor de deslocamento para ajustar o volume. Se pretender alterar as definições de várias imagens de uma só vez, clique no ícone . A janela Propriedades mantém-se então aberta e apresenta as definições de uma imagem quando esta é realçada. As definições são aplicadas. 17. Clique no botão . 18. Visualize a apresentação de diapositivos na caixa de diálogo de pré-visualização. Fig. 26: Ecrã Apresentação de diapositivos – concluída Os seguintes botões estão disponíveis na caixa de diálogo de pré-visualização: Inicia a apresentação de diapositivos. Interrompe a apresentação de diapositivos. Termina a apresentação de diapositivos. Muda para o modo de ecrã inteiro. Pode regressar ao modo de janela premindo a tecla Esc. Página 55
  • 56. Apresentação de diapositivos Apresenta a posição reproduzida no formato horas:- minutos:segundos.centésimos de segundo. Salta para uma determinada posição ao clicar nos botões (seguinte) e (anterior). 19. Se estiver satisfeito com a apresentação, clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã Conteúdo (consulte Criar projecto de disco). Dependendo do tipo de disco, é possível criar um número de capítulos diferente para uma apresentação de diapositivos. Não são criados capítulos em projectos de DVD-VR. VCD/SVCD – até 98 capítulos DVD-Video/MiniDVD, HD-BURN, DVD-VFR – até 99 capítulos DVD-VR – até 64 capítulos BD AV – até 200 capítulos 20. Se pretende guardar adicionalmente as imagens da sua apresentação no disco num formato que possa ser lido pelo PC, seleccione a entrada pretendida no menu de selecção Adicionar. Neste menu de selecção estão disponíveis as seguintes entradas: Apenas guarda as imagens na apresentação de Nada diapositivos. Guarda as imagens também no formato original. Imagens originais Cria adicionalmente uma versão HTML da apresentação de diapositivos no disco; esta poderá Galeria de browsers HTML ser apresentada num browser em qualquer PC. Cria adicionalmente um ficheiro executável no disco; Apresentação em PC este poderá ser aberto em qualquer PC com Windows. As imagens originais são guardadas no disco na pasta ORIGPICS. Pode visualizar a galeria de browsers HTML abrindo o ficheiro INDEX.HTM no disco. O ficheiro executável da apresentação de diapositivos no PC chama-se slideshw.exe. 21. Clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã Seleccionar menu (consulte Editar menu). Criou uma apresentação de diapositivos e pode agora criar um menu para o projecto. Página 56
  • 57. Menu 9 Menu Pode utilizar um máximo de dois níveis na disposição do menu. O menu principal é constituído por todos os títulos de vídeo existentes no projecto. Cada título de vídeo é representado por um botão com uma miniatura e um texto do botão. Se um título de vídeo tiver mais do que um capítulo, é gerado um submenu de títulos de vídeo. Se efectuar alterações, pode ajustar todas as hierarquias do menu de forma independente. Menu principal Título de Título de vídeo 2 vídeo 1 Capítulo 1 Capítulo 2 Capítulo 1 Capítulo 2 Pode seleccionar a disposição de cada menu a partir dos modelos de menu já existentes. Os modelos de menu encontram-se subdivididos em grupos de modelos de menu. 9.1 Editar menu O seguinte requisito tem que ser cumprido: O ecrã Seleccionar menu encontra-se visualizado. Fig. 27: Ecrã Seleccionar menu Para editar o menu, proceda do seguinte modo: Página 57
  • 58. Menu 1. Seleccione se o seu disco deve conter menus de título e de capítulo, só menus de título ou nenhum menu no menu de selecção Menu a aplicar. 2. Seleccione o menu que pretende editar no menu de selecção Seleccione um menu. Se o seu disco for composto por títulos de vídeo com vários capítulos, repita estes passos para cada menu que pretender editar. 3. Seleccione o grupo de modelos de menu pretendido no menu de selecção Grupo de modelos de menu. 4. Seleccione o modelo de menu pretendido. 5. Introduza o cabeçalho pretendido do seu menu no campo de entrada Cabeçalho. Os seguintes botões estão disponíveis no ecrã Seleccionar menu: Passa para a primeira página do menu seleccionado. Passa para a página anterior do menu seleccionado. Passa para a página seguinte do menu seleccionado. Passa para a última página do menu seleccionado. Se não for possível colocar todos os botões numa só página do menu, pode mudar de página com a ajuda dos botões da navegação do menu. Se tiver criado modelos de menu, estão disponíveis os seguintes botões: Altera o nome do grupo de modelos de menu. É aberta a janela de diálogo Mudar nome do grupo de modelo de menu. Elimina o grupo de modelos de menu seleccionado. Altera o nome do modelo de menu marcado. É aberta a janela de diálogo Mudar nome do modelo de menu. Elimina o modelo de menu seleccionado. 6. Clique no botão Editar menu. É apresentado o ecrã Editar menu. Página 58
  • 59. Menu Fig. 28: Ecrã Editar menu Se tiver seleccionado o grupo de modelos Smart3D, estão disponíveis outras entradas no menu O que é que pretende alterar? (consulteEditar menu Smart3D). Os seguintes botões estão disponíveis no ecrã Editar menu: Passa para a primeira página do menu. Passa para a página anterior do menu. Passa para a página seguinte do menu. Passa para a última página do menu. Elimina o elemento de texto seleccionado. Este botão só está disponível, se estiver seleccionado um elemento de texto. Edita as propriedades dos botões marcados. É aberta uma janela de diálogo Propriedades de botões. 7. Seleccione a entrada Layout na opção O que pretende alterar? É apresentada uma caixa de grupo. 8. Seleccione o esquema das imagens e dos botões da lista de selecção. Na pré-visualização esboçada dos botões as miniaturas encontram-se identificadas como espaços azuis e o texto de botões como espaços a cinzento. 9. Seleccione a opção Plano de fundo. É apresentada a área de diálogo Propriedades do plano de fundo. 10. Se pretender ter uma gradação de cor como fundo: Página 59
  • 60. Menu 1. Clique no botão . 2. Clique no círculo cromático da área Cores para definir a cor e a saturação da cor. 3. Mova o cursor de deslocamento para ajustar a intensidade da cor. 11. Se pretender ter uma imagem como fundo: 1. Clique no botão . 2. Seleccione a imagem pretendida da lista de selecção Imagem personalizada. 12. Se pretender ter um vídeo como fundo: 1. Clique no botão . 2. Seleccione o vídeo pretendido da lista de selecção Ficheiro de vídeo. A reprodução do vídeo demora 10 segundos. Se o vídeo tiver mais do que essa duração, será interrompido após 10 segundos e volta a ser reproduzido do início continuamente. 13. Seleccione o ficheiro de vídeo pretendido que deve ser reproduzido em segundo plano da lista de selecção Ficheiro de áudio. A reprodução de áudio demora 20 segundos. Se o áudio tiver mais do que essa duração, será interrompido após 20 segundos e volta a ser reproduzido do início continuamente. Aos ficheiros de áudio mais breves são adicionados momentos de silêncio. Se a lista pendente não contiver o ficheiro de imagem, vídeo ou áudio pretendido, clique no botão para abrir a janela de diálogo Abrir. Marque o ficheiro pretendido e clique no botão Abrir. 14. Seleccione a opção Botões. É apresentada a área de diálogo Botões Definições. 15. Se pretender animar a miniatura de um botão, marque a caixa Animar botões. 16. Seleccione a moldura pretendida para cada botão da lista de selecção Botões Molduras. Se não pretende que seja visualizada uma moldura a volta dos botões, seleccione a entrada Não utilizar moldura. 17. Seleccione se o texto dos botões também deve ser enumerado no menu de selecção da área Texto e numeração. 18. Se o texto de botão contém números, seleccione o tipo de números no menu de selecção Tipo número. 19. Seleccione no menu de selecção Modelo o texto adicional que deve ser visualizado além do número e/ou o texto. 20. Se o texto de botões conter números, e se pretende que os números em cada página do menu comecem sempre por 1, active a caixa de verificação Recomeçar a numeração em cada página de menu. 21. Seleccione a opção Tipo de letra. É apresentada uma caixa de grupo. 22. Seleccione o tipo de letra para o texto de botões no menu de selecção grande. Página 60
  • 61. Menu 23. Seleccione o estilo de letra pretendido no menu de selecção pequeno. 24. Se tiver seleccionado a opção Personalizado na área alargada da área Modo de cálculo do tamanho de letra, seleccione o tamanho de letra pretendido no menu de selecção inferior. 25. Clique no círculo cromático da área Cores para definir a cor e a saturação da cor. 26. Mova o cursor de deslocamento para ajustar a intensidade da cor. 27. Seleccione a opção Texto de cabeçalho e de rodapé. É apresentada a área de diálogo Texto do menu. 28. Introduza o texto do cabeçalho no campo de texto correspondente. 29. Introduza o texto do rodapé no campo de entrada correspondente. 30. Seleccione a opção Sombra. É apresentada uma caixa de grupo. 31. Se pretender apresentar uma sombra no texto de botões: 1. Active a caixa de verificação Mostrar sombra. 2. Mova o cursor de deslocamento superior da cor para a direcção pretendida. 3. Mova o cursor de deslocamento inferior da intensidade da cor para a direcção pretendida. 4. Mova o controlo giratório Fonte de luz para determinar o ângulo da fonte de luz virtual em relação ao objecto. 5. Mova o cursor de deslocamento Opacidade para determinar a transparência prtendida da sombra. 6. Mova o cursor de deslocamento Distância, para determinar a distância pretendida entre o objecto e a sombra. 32. Seleccione a opção Automatização. É apresentada uma caixa de grupo. 33. Se tiver seleccionado um vídeo ou botões animados como fundo, introduza o tempo em segundos que o vídeo deve ser visualizado antes que a animação seja repetida no campo de entrada Tempo de reprodução na área Animação. 34. Se pretender definir a execução de uma acção nesse menu de forma semelhante a uma protecção de ecrã após decorrido um determinado tempo de inactividade: 1. Seleccione o elemento de menu que deve ser executado do menu de selecção Acção na área Auto Play. 2. Introduza os segundos após os quais o elemento de menu deve ser executado no campo de entrada Atraso. Nenhuma acção será executada na definição padrão, ou seja, depois de inserir um disco o menu é apresentado até que seja seleccionado qualquer coisa. 35. Seleccione a opção Cores de interacção. É apresentada uma caixa de grupo. 36. Clique no separador Realçar. Página 61
  • 62. Menu 37. Clique no círculo cromático para definir a cor e a intensidade da cor dos botões quando estes estão realçados. 38. Mova o cursor de deslocamento para ajustar a intensidade da cor. 39. Mova o cursor de deslocamento Opacidade para determinar a transparência pretendida da cor. 40. Clique no separador Activação. 41. Clique no círculo cromático para definir a cor e a saturação da cor dos botões quando estão activados, ou seja, pouco antes da reprodução. 42. Mova o cursor de deslocamento para ajustar a intensidade da cor. 43. Mova o cursor de deslocamento Opacidade para determinar a transparência pretendida da cor. 44. Se pretender alterar a miniatura ou o texto de um botão: 45. Seleccione o botão. 46. Clique no botão . É aberta uma janela de diálogo Propriedades de botões. Fig. 29: Janela de pop-up Propriedades dos botões 47. Se pretender utilizar uma miniatura do título de vídeo ou apresentação de diapositivos: 1. Clique no botão . 2. Mova o cursor de deslocamento na área Capitulo, ou seja, Título até que seja apresentada a imagem em miniatura pretendida. 48. Se pretender utilizar uma imagem diferente: 1. Clique no botão . 2. Seleccionar o ficheiro de imagem pretendido da lista de selecção na área A minha imagem. 3. Se o ficheiro de imagem pretendido não se encontrar na lista de selecção, clique no botão . É aberta a janela de diálogo Abrir. 4. Marque o ficheiro pretendido e clique no botão Abrir. Página 62
  • 63. Menu 49. Introduza o texto do botão no campo de texto Texto e clique no botão OK 50. Repita os passos 48 a 53 para cada botão que pretender ajustar. 51. Se estiver satisfeito com o menu, clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã Seleccionar menu. 52. Se pretender guardar o menu adaptado como um modelo de menu: 1. Clique no botão Guardar como modelo. É aberta a janela de diálogo Guardar modelo de menu. 2. Introduza o nome no campo de entrada Nome do modelo. 3. Seleccione a entrada <Criar novo grupo> no menu de selecção Adicionar ao grupo. 4. Introduza o nome do novo grupo de modelos de menu no campo de texto Nome do novo grupo e clique no botão OK. O menu adaptado é guardado como um modelo de menu. 53. Se pretender alterar o comportamento depois do fim de um título de vídeo: 1. Clique no botão Mais. É aberta a caixa de diálogo expandida. 2. Seleccione a entrada pretendida no menu de selecção Após finalização da reprodução de um título. 54. Clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã Pré-visualizar (consulte Apresentar uma pré-visualização). Editou o menu. 9.2 Editar menu Smart3D Com o grupo de modelos de menu Smart3D do Nero Vision, pode muito facilmente configurar uma animação inicial e menus 3D para os seus vídeos. Os seguintes requisitos têm de ser cumpridos: Uma placa gráfica com aceleração 3D está ligada ao PC. Um menu Smart3D está seleccionado como modelo de menu. O ecrã Editar menu está a ser apresentado. Para editar menus Smart3D, proceda do seguinte modo: Se ocorrerem problemas ao editar menus Smart3D, verifique se tem a versão mais recente do controlador da placa gráfica. 1. Repita os passos 1 a 6 em Editar menu; seleccione um menu Smart3D como modelo de menu. É apresentado o ecrã Editar menu. 2. Seleccione a opção Plano de fundo. Página 63
  • 64. Menu É apresentada a área de diálogo Propriedades do plano de fundo. Na predefinição, cada menu Smart3D tem um ficheiro de áudio concedido especialmente para este modelo. A entrada Sem áudio é apresentada na lista de selecção Ficheiro de áudio. 3. Se pretender substituir o ficheiro de áudio predefinido reproduzido como fundo do modelo por outro ficheiro de áudio, seleccione o ficheiro pretendido na lista de selecção Ficheiro de áudio. Se a lista pendente não contiver o ficheiro de áudio pretendido, clique no botão para abrir a janela de diálogo Abrir. Marque o ficheiro pretendido e clique no botão Abrir. A reprodução de áudio demora 20 segundos. Se o áudio tiver mais do que essa duração, será interrompido após 20 segundos e volta a ser reproduzido do início continuamente. Aos ficheiros de áudio são adicionados momentos de silêncio. 4. Seleccione a opção Botões. É apresentada a área de diálogo Botões Definições. 5. Se pretende utilizar imagem em miniatura animada como botão, active a caixa de verificação Botões animados. 6. Seleccione se o texto dos botões também deve ser enumerado no menu de selecção da área Texto e numeração. 7. Se o texto de botão contém números, seleccione o tipo de números no menu de selecção Tipo número. 8. Seleccione no menu de selecção Modelo o texto adicional que deve ser visualizado além do número e/ou o texto. 9. Seleccione a opção Texto de cabeçalho e de rodapé. É apresentada a área de diálogo Texto do menu. 10. Introduza o texto do cabeçalho no campo de texto correspondente. 11. Introduza o texto do rodapé no campo de entrada correspondente. 12. Seleccione a opção Cores de interacção. É apresentada uma caixa de grupo. 13. Clique no separador Realçar. 14. Clique no círculo cromático para definir a cor e a intensidade da cor dos botões quando estes estão realçados. 15. Mova o cursor de deslocamento para ajustar a intensidade da cor. 16. Mova o cursor de deslocamento Opacidade para determinar a transparência pretendida da cor. 17. Clique no separador Activação. 18. Clique no círculo cromático para definir a cor e a saturação da cor dos botões quando estão activados, ou seja, pouco antes da reprodução. Página 64
  • 65. Menu 19. Mova o cursor de deslocamento para ajustar a intensidade da cor. 20. Mova o cursor de deslocamento Opacidade para determinar a transparência pretendida da cor. 21. Seleccione a opção Transições de menu. É apresentada a área de diálogo Permitir transições de menu animadas. 22. Active ou desactive as caixas de verificação, de acordo com o pretendido: Estão disponíveis as seguintes caixas de verificação: Ao chamar o menu Reproduz uma animação quando o DVD é iniciado, (introdução do menu) pela antes do menu ser aberto pela primeira vez. primeira vez Reproduz uma animação quando se muda do menu Ao mudar do menu do título principal para o menu do capítulo de um vídeo. para um menu do capítulo Esta transição só aparece se as marcas do capítulo tiverem sido definidas para um vídeo. Ao mudar de um menu do Reproduz uma animação quando se muda do menu capítulo para um menu do do capítulo para o menu principal. título Reproduz uma animação quando se muda para uma Ao mudar de página no outra página do menu. menu Ao mudar do menu para um Reproduz uma animação como transição entre um menu e o início do próprio vídeo. título Reproduz uma animação como transição quando o Ao regressar ao menu após menu é novamente aberto após a reprodução de um a reprodução de um título título. 23. Clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã Pré-visualizar (consulte Apresentar uma pré-visualização). Editou um menu Smart3D. Página 65
  • 66. Apresentar uma pré-visualização 10 Apresentar uma pré-visualização No ecrã Pré-visualizar, pode reproduzir um disco para o testar antes de o gravar. Utilizando o cursor ou o controlo remoto, pode testar o comportamento do disco quando for reproduzido num leitor compatível. No menu, todos os botões podem ser utilizados normalmente de modo a que possa ver o trabalho finalizado. Fig. 30: Ecrã Pré-visualizar O seguinte requisito tem de ser cumprido: O ecrã Pré-visualização está a ser apresentado. Para apresentar a pré-visualização de um projecto, proceda do seguinte modo: 1. Clique nos botões do controlo remoto virtual para efectuar as acções pretendidas. Os seguintes botões estão disponíveis no ecrã Pré-visualizar: Move a marca para cima. Move a marca para a direita. Move a marca para baixo. Move a marca para a esquerda. Confirma a marca e inicia o elemento marcado. Página 66
  • 67. Apresentar uma pré-visualização Apresenta o menu do título. Apresenta o último menu utilizado. Apresenta o título de multimédia actual. Pára a reprodução. Muda para o capítulo anterior. Muda para o capítulo seguinte. Se o menu conter itens animados é também visualizado o botão Pré-visualização animação de menu. 1. Clique no botão Pré-visualização animação de menu. É aberta a janela Pré-visualização animação de menu. Enquanto a animação de menu está a ser calculada, uma barra de evolução apresenta o estado actual. 2. Clique no botão Fechar. 2. Se estiver satisfeito com a pré-visualização, clique no botão Seguinte. É apresentado o ecrã Opções de gravação (consulte Gravar um disco). Apresentou a pré-visualização. Página 67
  • 68. Gravar um disco 11 Gravar um disco De acordo com o tipo do projecto editado e do gravador ligado ao sistema tem ao seu dispor diferentes entradas na opção Define os parâmetros de gravação. Um ficheiro de projecto (*.nvc) guarda os dados do projecto, informações sobre os caminhos e a disposição dos ficheiros, depois de ter começado a trabalhar no projecto. Isto significa que pode interromper o trabalho em qualquer altura e retomar o projecto mais tarde ou gravá-lo num disco. O conteúdo de um ficheiro de projecto só pode ser aberto com o Nero Vision. O tamanho do ficheiro de uma compilação guardada é significativamente inferior ao da imagem de disco. Uma imagem de disco (ficheiro de imagem) é a imagem exacta dos dados do projecto a gravar. Pode gravar a imagem terminada quantas vezes desejar posteriormente, mas requer o mesmo espaço em disco do que a compilação a gravar. Do mesmo modo do que serem gravados num disco, alguns projectos podem também ser gravados em pastas do disco rígido, desde que exista espaço suficiente. Pode abrir ficheiros numa pasta do disco rígido utilizando o Nero ShowTime e reproduzi-los tal como um disco real. O seguinte requisito tem de ser cumprido: O ecrã Opções de gravação está a ser apresentado. Fig. 31: Ecrã Opções de gravação Para gravar um projecto ou gravá-lo no disco rígido como uma imagem de disco ou uma pasta, proceda do seguinte modo: 1. Se pretender gravar o projecto num disco: 1. Insira um disco gravável no gravador pretendido. 2. Seleccione a opção Gravar para e o gravador pretendido. Página 68
  • 69. Gravar um disco 2. Se pretender gravar o projecto como imagem de disco, seleccione a opção Gravar para > Gravador de imagem. 3. Se pretender escrever o projecto numa pasta do disco rígido: 1. Seleccione a opção Escrever na pasta do disco rígido. É aberta uma caixa de diálogo. 2. Na árvore de directórios, clique na pasta onde os ficheiros irão ser guardados e, em seguida, clique no botão OK. 4. Seleccione a opção Designação. É apresentada uma caixa de grupo. 5. Introduza o nome pretendido para o disco no campo de texto. Os caracteres que não são permitidos no nome do disco são automaticamente convertidos em caracteres de sublinhado (_). 6. Se estiver a gravar para um disco: 1. Seleccione a opção Definições de gravação. É apresentada a área de diálogo Definições para a gravação. 2. No menu de selecção Velocidade, seleccione a velocidade que o gravador deve utilizar para escrever o disco. 3. Se pretende realizar um teste de velocidade antes da gravação, active a caixa de verificação Calcular a velocidade máxima. Antes da gravação, o programa verifica se o gravador pode gravar a sessão com a velocidade de gravação seleccionada. Além disso, verifica também se todos os ficheiros seleccionados para gravação estão disponíveis. 4. Se pretende gravar o disco após o teste ter sido efectuado com êxito, active a caixa de verificação Escrever. O tipo de livro de um DVD ajuda os leitores de DVD a identificarem o disco inserido e determina o nível de compatibilidade do DVD. Em alguns gravadores de DVD, o Nero pode alterar a definição do tipo de livro quando um DVD é gravado. O menu de selecção só é apresentado nos gravadores suportados. 5. Se pretender alterar o tipo de livro de um DVD, seleccione a entrada pretendida no menu de selecção Tipo de livro. As seguintes entradas estão disponíveis no menu de selecção: Define automaticamente o tipo de livro mais Automático compatível para este disco. Define o tipo de livro como DVD-ROM. DVD-ROM Deixa o tipo de livro inalterado, tal como está indicado Tipo de disco físico no disco DVD. Definições actuais do Aplica a definição de tipo de livro do gravador. gravador Página 69
  • 70. Gravar um disco 6. Se pretende gravar o projecto directamente no disco, sem que a estrutura do disco seja primeiro colocado em cache, active a caixa de verificação Utilizar Burn-at-once. 7. Se pretender gravar um disco ou uma imagem de disco, clique no botão Gravar. Se pretender escrever uma pasta no disco rígido, clique no botão Escrever. Se tiver seleccionado a opção Gravar para > Gravador de imagem é aberta uma janela de diálogo. 1. Seleccione a pasta pretendida do menu de selecção Localização. 2. Introduza o nome do ficheiro pretendido no campo de texto Nome do ficheiro e clique no botão Guardar. É apresentado o ecrã Gravar. Os ficheiros do projecto são convertidos no formato adequado, e em seguida, consoante a selecção efectuada gravados para o disco, escritos como imagem de disco ou como pasta no disco rígido. 8. Se pretender alterar a prioridade do processo de gravação, seleccione a entrada relevante do menu de selecção Prioridade. A prioridade determina a capacidade de computação que é atribuída ao processo. Normalmente não devia alterar essa definição. 9. Se pretende encerrar automaticamente o PC após ter efectuada a gravação com êxito, active a caixa de verificação Encerrar computador após conclusão do processo. Assim que o processo de gravação está concluído, é aberta uma caixa de diálogo. 10. Se não pretende guardar um ficheiro de registo sobre o processo de gravação, clique no botão Não. Se pretende guardar um ficheiro de registo: 1. Clique no botão Sim. É aberta uma caixa de diálogo. 2. Seleccione a pasta pretendida do menu de selecção Localização. 3. Introduza o nome do ficheiro pretendido no campo de texto Nome do ficheiro e clique no botão Guardar. É apresentado o ecrã com a opção Como pretende prosseguir? Pode gravar novamente o projecto, guardá-lo, iniciar um novo projecto, criar capas e etiquetas, iniciar o Nero ShowTime. Gravou um disco ou escreveu uma imagem de disco numa pasta do disco rígido. Página 70
  • 71. Gestão de projecto 12 Gestão de projecto 12.1 Guardar um projecto Depois de ter começado a trabalhar no projecto e de ter criado a disposição, poderá ter de interromper o seu trabalho e retomá-lo mais tarde ou gravá-lo. Um ficheiro de projecto (*.nvc) guarda os dados do projecto, informações sobre os caminhos e a disposição dos ficheiros, depois de ter começado a trabalhar no projecto. Isto significa que pode interromper o trabalho em qualquer altura e retomar o projecto mais tarde ou gravá-lo num disco. O conteúdo de um ficheiro de projecto só pode ser aberto com o Nero Vision. O tamanho do ficheiro de uma compilação guardada é significativamente inferior ao da imagem de disco. Uma imagem de disco (ficheiro de imagem) é a imagem exacta dos dados do projecto a gravar. Pode gravar a imagem terminada quantas vezes desejar posteriormente, mas requer o mesmo espaço em disco do que a compilação a gravar. Do mesmo modo do que serem gravados num disco, alguns projectos podem também ser gravados em pastas do disco rígido, desde que exista espaço suficiente. Pode abrir ficheiros numa pasta do disco rígido utilizando o Nero ShowTime e reproduzi-los tal como um disco real. Para guardar um projecto, proceda do seguinte modo: 1. Clique no botão Guardar. É aberta a janela de diálogo Gravar para. 2. Introduza o nome do ficheiro pretendido no campo de texto Nome do ficheiro e clique no botão Guardar. Guardou o projecto e pode abri-lo novamente mais tarde e continuar a trabalhar nele ou gravá-lo. 12.2 Abrir o projecto O seguinte requisito tem de ser cumprido: O ecrã Iniciar está a ser apresentado. Para abrir um projecto, proceda do seguinte modo: 1. Seleccione a opção Abrir projecto ou imagem de disco no ecrã Iniciar. É aberta a janela de diálogo Abrir. 2. Seleccione a entrada Projectos Nero Vision (*.nvc) na opção Tipo de ficheiro. 3. Realce o ficheiro de projecto do projecto de vídeo pretendido e clique no botão Abrir. É apresentado o ecrã Conteúdo (consulte Criar projecto de disco). Abriu um projecto existente e pode agora continuar a editá-lo ou a gravá-lo. Página 71
  • 72. Gestão de projecto 12.3 Abrir a imagem de disco O seguinte requisito tem de ser cumprido: O ecrã Iniciar está a ser apresentado. Para abrir uma imagem do disco, proceda do seguinte modo: 1. Seleccione a opção Abrir projecto ou imagem do disco no ecrã Iniciar. É aberta a janela de diálogo Abrir. 2. Seleccione a entrada Ficheiros Nero-Image (*.nrg) na opção Tipo de ficheiro. 3. Realce a imagem de disco e clique no botão Abrir. É apresentado o ecrã Opções de gravação (consulte Gravar um disco). Abriu uma imagem de disco e pode agora gravá-la. Página 72
  • 73. DVDs editáveis 13 DVDs editáveis 13.1 DVD-VR/DVD-VFR (modo de vídeo)/+VR O Nero Vision Essentials SE não suporta os formatos de disco editáveis DVD-VR/-VFR (modo de vídeo)/+VR. Se tiver instalado um gravador DVD-RW/+RW e inseriu um disco DVD-RW ou DVD+RW, pode criar formatos de disco DVD editáveis: DVD-VR, DVD-VFR (modo de vídeo) e DVD+VR. Em comparação com DVD-Video, a vantagem destes formatos de disco é que o conteúdo pode ser alterado posteriormente. Isto significa que pode editar os filmes, inserir novas passagens, eliminar cenas que não deseja ver ou regravar o disco. Os formatos de disco DVD-VFR (modo de vídeo) e DVD+VR são compatíveis com DVD- Video depois de terem sido finalizados e podem ser reproduzidos na maior parte dos leitores de DVD disponíveis no mercado. Apesar de o formato de disco DVD-VR, disponível para discos DVD-RW e DVD-RAM, só poder ser reproduzido nos gravadores compatíveis com VR apropriados, tem a vantagem de ser concebido especialmente para a gravação directa no disco. Poderá encontrar uma descrição geral sobre qual o formato de disco suportado por qual disco em Descrição geral da compatibilidade entre formatos de disco e discos. 13.2 Criar um DVD editável com vídeos O seguinte requisito tem de ser cumprido: O gravador suporta a gravação de um formato de disco editável. Para criar um DVD editável com vídeos, proceda do seguinte modo: 1. Seleccione a opção Criar DVD > DVD editável no ecrã Iniciar. É apresentado o ecrã Conteúdo. 2. Repita os passos descritos em Criar projecto de disco. Devido às diferenças nas especificações de DVD-VR, DVD-VFR (modo de vídeo) e DVD+VR é possível existirem diferenças na edição do título e do filme. Em princípio, no entanto, o resto do procedimento a seguir é idêntico ao procedimento descrito em Criar projecto de disco. Criou um DVD editável com vídeo. Página 73
  • 74. DVDs editáveis 13.3 Criar um DVD editável directamente a partir de um dispositivo de captura Se criar um DVD editável através de um dispositivo de captura, pode transferir os dados pretendidos (por exemplo, gravações da câmara) directamente para o disco, ou seja, sem colocar em memória intermédia. Os seguintes requisitos têm de ser cumpridos: Um dispositivo de captura está instalado e ligado ao PC. Não estão a ser executadas aplicações que causem a sobrecarga do processador. Não existem aplicações em execução em modo de ecrã inteiro. Durante todo o processo de captura a estação de trabalho não é bloqueada. Para criar um DVD editável directamente a partir de um dispositivo de captura, proceda do seguinte modo: 1. Insira um disco regravável no gravador de DVD. 2. Ligue o dispositivo de captura digital ou analógico ao PC com os cabos correspondentes e ligue-o. Para instalar um dispositivo de captura para vídeo digital ou analógico, é necessário instalar ou tem de já estar instalada no PC uma placa de gravação que cumpra os requisitos do fabricante. 3. Inicie o Nero Vision (consulte Iniciar o programa). 4. Seleccione a opção Gravar directamente para DVD no ecrã Iniciar. Se tiver vários gravadores instalados no seu PC, seleccione no menu de selecção o gravador no qual introduziu o disco regravável. É apresentado o ecrã Captura de vídeo. 5. Repita os passos descritos em Definir uma placa de TV. Criou um DVD editável directamente a partir de um dispositivo de captura. Página 74
  • 75. Operações avançadas 14 Operações avançadas 14.1 Apagar um disco regravável Para apagar um disco regravável, proceda do seguinte modo: 1. Seleccione Ferramentas do disco > Apagar disco no ecrã Iniciar. É aberta a janela de diálogo Eliminar disco RW. Fig. 32: Janela de pop-up Apagar disco regravável 2. No menu de selecção superior, seleccione o gravador no qual foi inserido o disco. 3. Se pretende eliminar rapidamente o disco, seleccione a entrada Eliminar rapidamente o disco RW do menu de selecção inferior. Se pretende eliminar todos os dados do disco físico, seleccione a entrada Eliminar totalmente o disco RW do menu de selecção inferior. O apagamento rápido não remove fisicamente os dados do disco, mas torna-os inacessíveis. Note que os dados podem ser recuperados! Por vezes, apagar um disco completamente pode demorar muito tempo. 4. Clique no botão Eliminar. Apagou um disco regravável. 14.2 Apresentar informações do disco Para apresentar informações sobre um disco inserido, proceda do seguinte modo: 1. Seleccione Ferramentas do disco > Informações do disco no ecrã Iniciar. É aberta uma janela de diálogo Informação sobre o disco. Página 75
  • 76. Operações avançadas Fig. 33: Janela de diálogo Informação sobre o disco 2. Seleccione o gravador no qual foi inserido o disco do menu de selecção. Apresentou as informações sobre o disco inserido. 14.3 Finalizar um DVD Para finalizar um disco DVD-VR/-VFR (modo de vídeo)/+VR/+R ou DVD+RW com vídeos, proceda do seguinte modo: 1. Seleccione Ferramentas do disco > Finalizar disco no ecrã Iniciar. É aberta a janela de pop-up Finalizar disco. 2. Insira o disco que pretende finalizar e seleccione a unidade onde se encontra o disco no menu Seleccionar gravador. Clique no botão Actualizar para apresentar as informações sobre o disco que inseriu. 3. Utilize o menu de selecção Criar menus para este disco para escolher se pretende criar um menu no disco, manter um menu existente ou não criar nenhum menu. 4. Clique no botão Iniciar. Finalizou assim um DVD. Página 76
  • 77. Operações avançadas 14.4 Criar capas e etiquetas Para criar capas e etiquetas, proceda do seguinte modo: 1. Clique no botão Mais. É aberta a caixa de diálogo expandida. 2. Clique no botão Criar capas e etiquetas. É aberto o Nero CoverDesigner. O Nero CoverDesigner é uma aplicação incluída na colecção de programas Nero 7 e é automaticamente instalada quando o Nero 7 está a ser instalado. Com o Nero Cover Designer, pode criar e imprimir etiquetas e folhetos para CDs/DVDs gravados. Consulte o manual do utilizador do Nero CoverDesigner em separado para obter instruções completas sobre como criar capas e etiquetas de aspecto profissional. Página 77
  • 78. Configuração 15 Configuração 15.1 Abrir uma configuração Para abrir a configuração, proceda do seguinte modo: 1. Clique no botão Mais. É aberta a caixa de diálogo expandida. 2. Clique no botão Configurar. É aberta a janela Definições de aplicação. Chamou a configuração e pode agora efectuar as definições pretendidas. Fig. 34: Janela Definições da aplicação 15.2 Configuração A janela Definições da aplicação contém os separadores Geral, Pastas e Mensagens. Pode adaptar aqui o Nero Vision às suas necessidades pessoais. 15.2.1 Separador Geral Área Formato dos ficheiros de multimédia guardados Define o formato gráfico em que o Nero Vision guarda Menu de selecção os ficheiros de multimédia de dispositivos externos e instantâneos de vídeo. Portable Network Graphics Gráficos está seleccionado por predefinição. Página 78
  • 79. Configuração Área Opções Detalhado: ao passar com o cursor do rato sobre um controlo é visualizada a sua função e uma explicação pormenorizada como descrição. Na definição padrão encontra-se seleccionada essa entrada. Menu de pop-up Breve: ao passar com o cursor do rato sobre um Apresentar descrições controlo é visualizada a sua função. Nenhum: ao passar com o cursor do rato sobre um controlo nada é visualizado. Não mostra miniaturas a preto na caixa de diálogo de Caixa de verificação conteúdo. Em vez disso, é procurada e apresentada a Nunca visualizar imagens primeira miniatura não a preto. em miniatura a preto para os Essa função pode tornar a aplicação mais lenta. A itens caixa está marcada por predefinição. Activa todos os formatos de gravadores suportados no Gravador de imagem. Caixa de verificação Alguns formatos de disco requerem um gravador Activar todos os formatos de específico. Com esta definição, o Gravador de gravadores suportados para imagem permite a criação de todos os formatos de o gravador de imagem disco e não apenas aqueles que são suportados pelo gravador instalado. Esta caixa está marcada por predefinição. 15.2.2 Separador Pastas Área Registos Define a pasta na qual são armazenados os ficheiros temporários. Campo de entrada A pasta deveria encontra-se numa unidade com muito Ficheiros temporários espaço de memória. É utilizada por predefinição a pasta temp do utilizador registado. Define a pasta na qual são armazenados os ficheiros Campo de entrada de imagem e os instantâneo de vídeo importados. Ficheiros de imagem É utilizada por predefinição a pasta As minhas guardados imagens do utilizador com sessão iniciada. Define a pasta na qual são armazenados os ficheiros de vídeo importados. Campo de entrada Ficheiros de vídeo É utilizada por predefinição a subpasta Os meus importados documentos do Nero Vision do utilizador com sessão iniciada. Abre uma caixa de diálogo na qual é possível Botão … seleccionar a pasta para os respectivos ficheiros. Página 79
  • 80. Configuração 15.2.3 Separador Mensagens Define se deve ser apresentada uma mensagem para a acção seleccionada. Quando clica com o botão direito do rato numa entrada da lista de selecção, é aberto um menu de contexto no qual estão disponíveis as seguintes Lista de selecção entradas: Continuar: continua com a acção sem perguntar. Perguntar: pergunta se a acção deve ser executada. Não: cancela a acção sem perguntar. Botão Define todas as mensagens informativas com Continuar. As mensagens sobre opções alternativas Desactivar mensagens continuarão a ser visualizadas. informativas Botão Repõe as definições de todas as mensagens para os valores predefinidos. Definir valor padrão 15.3 Apresentar opções de vídeo Para chamar as opções de vídeo, proceda do seguinte modo: 1. Clique no botão Mais. É aberta a caixa de diálogo expandida. 2. Caso seja apresentado o ecrã Iniciar, clique no botão Opções de vídeo padrão. Caso seja apresentado um outro ecrã, clique no botão Opções de vídeo. É aberta a janela Opções de vídeo padrão. Chamou as opções de vídeo e pode agora efectuar as definições pretendidas. 15.4 Opções de vídeo Depois de ter seleccionado um formato de disco, só serão apresentados o separador Geral e aquele relacionado ao formato de disco. Aqui pode adaptar as opções de vídeo às suas necessidades. Ainda não seleccionou um formato de disco pelo que serão apresentados todos os formatos suportados. É apresentada a janela Configuração do codificador do Nero Digital™ para o formato do Nero Digital™. 15.4.1 Separador Geral Área Modo de vídeo Define o modo de vídeo, mais precisamente, o sistema de transmissão a cores. Desta forma é garantido que os vídeos podem ser Menu raiz apresentados nos dispositivos de reprodução existentes. Página 80
  • 81. Configuração PAL: selecciona como modo de vídeo PAL (Phase Alternating Line) que é utilizado na Europa, mas também na Austrália, América do Sul e muitos países africanos e asiáticos. NTSC: selecciona como modo de vídeo NTSC (National Television System Committee) utilizado principalmente nos Estados Unidos e alguns países da Ásia Oriental. Se não tiver a certeza de qual modo de vídeo é utilizado no seu país, seleccione o seu país da lista de países. O Nero Vision irá automaticamente definir o modo de vídeo correcto. Área Nero SmartEncoding Desactivar: desactiva o SmartEncoding. O material de vídeo e áudio que já é compatível com o formato de destino, porém, é novamente codificado. Automático: determina automaticamente se o material de vídeo e áudio é novamente codificado. O Nero Vision verifica, entre outras coisas, o espaço disponível para o projecto e em seguida determina os Menu raiz segmentos compatíveis que são novamente codificados. Essa entrada encontra-se seleccionada na definição padrão. Activar: activa o SmartEncoding. O material de vídeo e áudio compatível com o formato de destino não é novamente codificado. Isso poupa muito tempo nos grandes projectos de vídeo, é faz com que consiga ser mais rápido. 15.4.2 Separador <Formato do disco> Área Relação altura/largura Opção 4:3 Determina a relação altura/largura com 4 por 3. Opção 16:9 Determina a relação altura/largura com 16 por 9. Determina automaticamente, de acordo com a origem, a relação altura/largura para cada título. Opção Automático Este botão de opção encontra-se seleccionado na definição padrão. Página 81
  • 82. Configuração Área Qualidade de transcodificação Automático (Ajustar ao disco): utiliza automaticamente a melhor qualidade de codificação em relação ao espaço de memória disponível. Outras configurações na taxa de bits e na resolução não são possível. Essa entrada encontra-se seleccionada na definição padrão. Menu de selecção High Quality, Standard Play, Standard Play Plus, Long Definições de Play, Extended Long Play, Extra Long Play: define o qualidade respectivo perfil de qualidade predefinido com a taxa de bits e resolução definida. Personalizado: permite as definições personalizadas. A definição manual da taxa de bits e da resolução só é possível nesta entrada. Note que só os utilizadores avançados devem alterar esta definição. Progressivo: utiliza o método progressivo ou de imagem em tamanho real no qual é utilizado uma imagem em tamanho real para a estrutura da imagem. Entrelaçado (campo superior primeiro): utiliza o procedimento entrelaçado no qual uma imagem é composta Menu de selecção por dois campos separados e transmite primeiro o campo Formato de superior. amostragem Entrelaçado (campo inferior primeiro): utiliza o procedimento entrelaçado no qual uma imagem é composta por dois campos separados e transmite primeiro o campo inferior. Automático: codifica o ficheiros no formato de amostragem no qual se encontra original. Essa entrada encontra-se seleccionada na definição padrão. Determina a taxa de bits. A taxa de bits influencia a qualidade Campo de entrada dos vídeos. O campo de entrada só está activo, se for seleccionado a entrada Personalizado no menu de selecção Taxa de bits Definições de qualidade. Selecciona a resolução de uma lista de resoluções possíveis Menu de selecção para o tipo de disco. O menu de selecção só está activo, se for seleccionado a entrada Personalizado no menu de selecção Resolução Definições de qualidade. Codificação rápida (1-sessão): codifica o vídeo numa só sessão. A codificação é mais rápida, a qualidade má. High Quality (2-sessões VBR): codifica o vídeo em duas sessões com uma taxa de transferência de dados variável. A Menu de selecção codificação é mais morosa, a qualidade é melhor. VBR é a Modo de codificação sigla de Variable Bit Rate e significa que as cenas de um vídeo são codificadas com a respectiva taxa de transferência de dados adequada: as cenas com muito movimento são codificadas com uma taxa de transferência de dados mais elevada que cenas com pouco movimento. Página 82
  • 83. Configuração Área Formatos Campo Formato de vídeo Apresenta o formato de vídeo utilizado. Define o formato de áudio. O menu de selecção encontra-se desactivado no formato de disco Super Video CD. Automático: detecta automaticamente o melhor formato de vídeo. Dolby Digital (AC-3) 5.1: codifica os dados de áudio no formato de áudio Dolby Digital com som surround Menu de selecção de 6 canais. (5.1 significa: 5 canais com o espectro de Formato de áudio frequências completo e um canal de graves.) Dolby Digital (AC-3) 2.0: codifica os dados de áudio no formato de áudio Dolby Digital em estéreo. Estéreo: codifica o áudio em MPEG-1 (Layer 2). Esta entrada só está disponível no modo de vídeo PAL. LPCM: codifica os dados de áudio em LPCM. Esta entrada só está disponível no modo de vídeo NTSC. 15.4.3 Configuração do codificador do Nero Digital™ Define a categoria do perfil. Menu de pop-up Depois de ter seleccionado uma categoria e um perfil, Categoria do perfil apenas são apresentadas as entradas correspondentes nos menus de selecção. Cria o perfil. Depois de ter seleccionado uma categoria e um perfil, Menu pendente Perfil apenas são apresentadas as entradas correspondentes no menu de selecção. Menu de pop-up Define a relação altura/largura. Relação altura/largura Menu de pop-up Velocidade de actualização Define o número máximo de imagens por segundo. da imagem Define o tamanho do ficheiro de destino. Menu de pop-up Se o parâmetro definido pelo utilizador estiver Tamanho de destino seleccionado, pode ser introduzido o valor pretendido no campo de texto abaixo deste. Selecciona a resolução a partir de uma lista das Menu de pop-up Resolução resoluções disponíveis no Nero Digital™. Determina o formato de áudio. Estéreo: codifica áudio em MPEG-1 (camada 2). Surround de 5.1 canais: codifica os dados de áudio Área do Nero Digital Audio no formato Dolby Digital em Surround de 6 canais. (5.1 significa: 5 canais com alcance total de frequência e um canal de graves.) Página 83
  • 84. Configuração Codificação rápida (1 passo): codifica o vídeo muito rapidamente. A codificação é mais rápida mas a qualidade é inferior. High Quality (2 passos VBR): codifica o vídeo em dois passos, com taxa de bits variável. A codificação é Menu de pop-up mais demorada, mas a qualidade é melhor. VBR Método de codificação. significa Variable Bit Rate (taxa de bits variável) e significa também que os diferentes períodos num vídeo são codificados com diferentes e adequadas taxas de dados: as cenas com muito movimento são codificadas com uma maior taxa de bits do que as cenas com menos movimento. Página 84
  • 85. Índice de figuras 16 Índice de figuras Fig. 1: Nero StartSmart.....................................................................................................................................14 Fig. 2: Ecrã Iniciar............................................................................................................................................15 Fig. 3: Ecrã Conteúdo .....................................................................................................................................16 Fig. 4: Ecrã Conteúdo – Menu O que pretende fazer? .................................................................................16 Fig. 5: Ecrã Opções de gravação...................................................................................................................17 Fig. 6: Assistente de TV – Procura de canais de TV analógicos .................................................................23 Fig. 7: Assistente de TV – Edição de canais de TV.......................................................................................24 Fig. 8: Assistente de TV – Gerir grupos de canais de TV .............................................................................25 Fig. 9:: Assistente de TV – Canais de TV em grupos ......................................................................................26 Fig. 10: Ecrã Capturar vídeo...........................................................................................................................27 Fig. 11: Janela Propriedades dos dispositivos de vídeo.............................................................................29 Fig. 12: Janela Propriedades do dispositivo de áudio ................................................................................30 Fig. 13: Ecrã Conteúdo – Opção Adicionar ficheiros de vídeo ...................................................................32 Fig. 14: Janela de pop-up Abrir .......................................................................................................................33 Fig. 15: Ecrã Filme...........................................................................................................................................36 Fig. 16: Separador Guião gráfico ...................................................................................................................38 Fig. 17: Separador Linha de tempo ................................................................................................................38 Fig. 18: Separador Efeitos de vídeo ...............................................................................................................39 Fig. 19: Separador Efeitos de texto................................................................................................................40 Fig. 20: Janela Propriedades..........................................................................................................................40 Fig. 21: Separador Transições........................................................................................................................42 Fig. 22: Ecrã Criar capítulos ...........................................................................................................................45 Fig. 23: Janela de contexto Detecção do corte de cenas .............................................................................46 Fig. 24: Ecrã Exportar vídeo ...........................................................................................................................48 Fig. 25: Ecrã Apresentação de diapositivos .................................................................................................50 Fig. 26: Ecrã Apresentação de diapositivos – concluída .............................................................................55 Fig. 27: Ecrã Seleccionar menu .....................................................................................................................57 Fig. 28: Ecrã Editar menu ...............................................................................................................................59 Fig. 29: Janela de pop-up Propriedades dos botões ....................................................................................62 Fig. 30: Ecrã Pré-visualizar.............................................................................................................................66 Fig. 31: Ecrã Opções de gravação.................................................................................................................68 Fig. 32: Janela de pop-up Apagar disco regravável......................................................................................75 Fig. 33: Janela de diálogo Informação sobre o disco ...................................................................................76 Fig. 34: Janela Definições da aplicação ........................................................................................................78 Página 85
  • 86. Glossário 17 Glossário Placa de captura Trata-se de uma placa instalada no seu PC que é ligada através de um cabo ao dispositivo de captura DV/analógico. A placa captura o vídeo o dispositivo, através da placa, para o disco rígido. Capturar É o método para a transferência de vídeo de uma câmara de vídeo DV ou um dispositivo de captura DV/analógico para o PC. AVI Acrónimo de Audio Video Interleave. Um formato do contentor padrão da Microsoft®. Taxa de bits A quantidade de transferência de dados calculada em bits, em determinado tempo. Falta de dados na memória intermédia As faltas de dados na memória intermédia são causadas quando ocorre uma interrupção no fluxo de dados na memória intermédia interna do gravador. Isto pode ser causado pelo software ou pelo próprio hardware. Durante a gravação, os dados são transmitidos continuamente para a memória intermédia do gravador, com a finalidade de manter o fluxo constante de dados necessário durante a gravação. Quando esse fluxo constante é interrompido por algum motivo, isto pode causar a falta de dados na memória intermédia, o que inutiliza o disco. CD-R Compact Disc – Recordable (Disco compacto - regravável). Disco de escrita única. CD-RW Compact Disc - ReWritable (Disco compacto - regravável). Um disco que pode ser gravado mais do que uma vez. Codec Compressor/Decompressor (Compressor/descompressor). Um codec é um método no qual os dados são codificados de forma digital para a gravação ou armazenamento e, em seguida, descodificados para a reprodução. Formato de contentor Um formato de contentor é um formato de ficheiro no qual são guardados outros formatos de ficheiro em vários fluxos de dados para vídeo e áudio. Por exemplo, um contentor MP4, ou seja, um ficheiro com a extensão .mp4, pode conter fluxos de vídeo no formato de vídeo MPEG-4 AVC codificados com o Nero Digital™ e fluxos de áudio no formato de áudio MPEG-4 HE-AAC codificados com o Nero Digital™. Além disso, estes e outros formatos de contentores podem conter outros dados como legendas, menus ou faixas de áudio adicionais. Página 86
  • 87. Glossário Disc At Once Um método no qual o processo de gravação é efectuado numa só sessão sem que o laser seja ligado e desligado entre cada faixa. Este método é mais adequado para gravar CDs de áudio que pretende reproduzir no leitor de casa ou no sistema de som do carro. Imagem de disco Um só ficheiro no disco rígido que contém a imagem de um disco completo. Uma imagem de disco pode ser utilizada se ocorrerem problemas durante a gravação ou se nenhum gravador estiver ligado ao PC. Necessita de espaço livre no disco rígido para criar uma imagem de disco. DV Sigla de Digital Video. O tópico de formatos para gravar e guardar os dados de vídeo e de áudio, destinados aos produtos de vídeo digital, tais como, a câmara de vídeo. Também significa um vídeo que foi gravado com uma câmara de vídeo digital frequentemente através do FireWire®. DVD Sigla de Digital Versatile Disc. O DVD é como suporte de dados óptico o sucessor do CD. Num DVD, como o CD um disco de plástico redondo de 12 cm de diâmetro, cabem mais dados. Um DVD pode ser gravado em duas camadas em cada lado. O tamanho padrão é o DVD-5 de 4,38 GB de capacidade de armazenamento real, é possível gravar até 18 GB em cada lado nas duas camadas do DVD. No termo genérico DVD confunde-se muitas vezes o disco e o formato de disco: o disco é o suporte físico de dados, por exemplo, um DVD+RW, ou seja um DVD regravável. Nele são arquivados conteúdos de multimédia num formato de disco, por exemplo, DVD+VR, do qual também depende que funções, tais como legendas estão disponíveis. O MPEG-2 é utilizado como codec de vídeo. DVD-R O DVD foi originalmente concebido para o mercado cinematográfico e dos jogos. No entanto, é agora possível gravar dados e filmes domésticos num DVD-R, o qual pode ser reproduzido por todas as unidades DVD-ROM. Assim, é possível gravar muito mais dados neste tipo de disco do que num CD-R/-RW normal. Um DVD-R só pode ser gravado uma vez e é compatível com a maior parte das unidades de DVD-ROM e dos leitores de DVD. DVD-RW Acrónimo de DVD ReWriteable (DVD regravável). Um disco regravável desenvolvido pelo DVD Forum. O DVD-RW é regravável e tem as mesmas funções do que um disco DVD-R. No entanto, só pode ser lido por poucos leitores DVD-ROM e DVD. Consulte o fabricante para obter informações sobre compatibilidade. DVD+RW Acrónimo de DVD ReWriteable. Um disco regravável desenvolvido pelo DVD+RW Alliance. O DVD+RW permite uma compatibilidade total como os leitores de DVD e unidades de DVD-ROM existentes, tanto para gravações de vídeo em tempo real, como também, na gravação aleatória de dados para vários PCs e aplicações de software de entretenimento. Finalizar A finalização escreve dados adicionais num disco e finaliza-o com esses dados, um disco finalizado não pode ser regravado. Uma excepção são os discos regraváveis finalizados, Página 87
  • 88. Glossário que podem ser eliminados. Alguns formatos de disco como DVD-VFR e DVD+VR só podem ser reproduzidos com leitores de DVD normais depois de terem sido finalizados. Firmware O firmware dos gravadores funciona como o sistema operativo da unidade, contendo instruções que determinam como a unidade reage aos comandos recebidos do PC. Geralmente o firmware pode ser actualizado nos gravadores actuais, em que, por exemplo, o suporte para os discos é melhorado por outros fabricantes. Fotograma É uma única imagem estática numa sequência de imagens que dão a impressão de movimento se forem reproduzidas com a rapidez necessária. Fotogramas por segundo O número de imagens por segundo num título de vídeo. Índice O índice (TOC, Table Of Contents) é guardado na entrada. Aqui é gerido o conteúdo de cada sessão. Vídeo entrelaçado Esse método envolve a apresentação de um vídeo em duas partes: cada parte contém e apresenta uma linha em cada segunda linha (primeiro campo). A segunda parte preenche as outras linhas até a imagem ser completamente apresentada (segundo campo). Este método é mais rápido o que a pesquisa progressiva (ou pesquisa não entrelaçada) no qual todas as linhas são apresentas simultaneamente. JPEG Acrónimo de Joint Photographic Experts Group. Trata-se de um grupo internacional que aprovou uma norma para a compressão de imagens. Marcas de capítulo Trata-se de marcas definidas no título de vídeo que identificam uma alteração de cena ou uma posição. Um título de vídeo pode ser subdividido em vários capítulos que são separados por marcas de capítulo. Entrada A área inicial de cada sessão é denominada entrada. Nesse local são armazenados o índice do disco e informações adicionais sobre o CD. Saída A área final de uma sessão. Esta área encontra-se no fim do disco. Se o disco ainda não tiver sido finalizado, é aqui armazenada a referência para a sessão seguinte. MiniDV Trata-se de um tipo de cassete utilizada pela câmara de vídeo DV. Estas cassetes têm uma qualidade superior. Página 88
  • 89. Glossário MPEG Acrónimo que significa Moving Picture Experts Group e que cria normas industrias para codecs de áudio e vídeo. MPEG-1 Este formato faz parte da família de compressão MPEG. MPEG-2 A diferença entre o MPEG-1 e o MPEG-2 é muito pequena, sendo que o MPEG-2 funciona melhor com aparelhos televisivos com o método de alternância das linhas ímpares e pares (Entrelaçado) e é a norma para as difusões digitais. O MPEG-2 é utilizado nos DVDs como formato de vídeo. MPEG-4 O MPEG-4 é a norma MPEG mais recente de vídeo e áudio que foi criada em 1999. O MPEG-4 combina muitas funções do MPEG-1, MPEG-2 e outras normas. O Nero Digital™ Vídeo e o Nero Digital™ Áudio baseiam-se nesta norma da indústria. Nero Digital™ O Nero Digital™ é uma colecção de codecs de vídeo e áudio compatíveis com MPEG-4 . Os codecs são totalmente compatíveis com a norma MPEG-4 e foram desenvolvidos pela Nero com o objectivo de obter uma qualidade muito mais elevada e de estarem disponíveis funções adicionais como legendas. NTSC NTSC é o acrónimo de National Television System Committee e é a norma de vídeo e televisão utilizado principalmente nos Estados Unidos e em alguns países do Leste Asiático. Nas outras partes do mundo são utilizadas outras normas. O NTSC dispõe de mais fotogramas por segundo que o PAL, mas tem menos linhas horizontais do que este último. PAL PAL é o acrónimo de Phase Alternating Line e é a norma de vídeo e televisão utilizada em muitos países da Europa, mas também na América do Sul e Austrália. O PAL dispõe de mais linhas horizontais o que o NTSC, mas tem menos fotogramas por segundo que o NTSC. Sessão Os discos como CDs e DVDs são divididos em faixas e sessões. Uma sessão é uma área de dados concluída que é gravada num só processo e consiste numa entrada, uma ou várias faixas e numa saída. Em principio uma sessão pode ser comparada com a partição de um disco rígido. Um disco multi-sessões pode conter várias sessões. Gravação simulada Trata-se da simulação do processo de gravação para testar se existe um fluxo de escrita constante. O procedimento é igual à escrita do disco, com a única diferença de o laser não estar ligado. SVCD O Super Video CD (SVCD) é muito semelhante a um Video CD, no entanto este formato utiliza o MPEG-2 para armazenar os dados de áudio. Os SVCDs podem ser reproduzidos Página 89
  • 90. Glossário em leitores de DVD, em PCs com unidade de DVD-ROM ou em unidades de CD-ROM com software. Faixa Unidade de dados que une sectores sucessivos de um disco. Num CD de áudio, uma faixa corresponde a uma música. As várias faixas, juntamente com a entrada e a saída, constituem uma sessão. Track-At-Once Método no qual o laser do gravador se desliga e liga novamente entre cada faixa. UDF Acrónimo que significa Universal Disk Format. Um sistema de ficheiros utilizado para DVDs, discos Blu-ray™ e HD-DVDs. VBR Acrónimo que significa de Variable Bit Rate (Taxa de bits variável). Ao contrário da gravação normal de dados de áudio e de vídeo com uma taxa de bits constante (CBR, Constant Bit Rate) cada período é codificado com as taxas de bits adequadas. As cenas com muito movimento são armazenadas com uma taxa de bits mais elevada do que as imagens estáticas; estas requerem maior capacidade de armazenamento, o que não é necessário nas cenas com menos movimento. A qualidade do vídeo é maior. VCD Um acrónimo que significa Video Compact Disc; os filmes e dados de áudio/vídeo são armazenados utilizando MPEG-1. Um CD de vídeo pode ser reproduzido pela maioria das unidades de CD-ROM, leitores de DVD e unidades de DVD-ROM. VHS O antigo formato de cassete que foi utilizado geralmente para a reprodução de vídeos. Página 90
  • 91. Índice remissivo 18 Índice remissivo Controlador certificado pelos WHQL ............................8 A Convenções..................................................................6 Âmbito das funções ...................................................... 7 D Apresentação de diapositivos Adicionar comentário de áudio............................................53 Descodificação ...........................................................10 Capítulos .............................................................................56 Descrição geral de compatibilidade ..........10, 12, 13, 73 Criar...............................................................................32, 50 Descrições ..................................................................17 Imagens originais ................................................................56 DirectX ..........................................................................8 Inserir uma transição...........................................................53 Disco...........................................................9, 10, 12, 73 Música de fundo ..................................................................53 Apagar ................................................................................ 21 Apresentar informações ............................................... 22, 75 B Finalizar .............................................................................. 22 Botões Gravar..................................................................... 67, 68, 72 ecrã Apresentação de diapositivos .....................................52 Gravar na pasta do disco rígido ......................................... 69 ecrã Captura de vídeo.........................................................27 Disco regravável ecrã Editar menu .................................................................59 Apagar .......................................................................... 21, 75 ecrã Filme............................................................................37 Dispositivo de captura.................................................23 ecrã Pré-visualizar...............................................................66 DVD editável...............................................................73 Ecrã principal.......................................................................19 Criar .................................................................................... 73 ecrã Seleccionar menu........................................................58 Criar directamente a partir do dispositivo de captura ......... 74 Geral....................................................................................19 DVD+VR ...............................................................10, 73 DVD-VFR..............................................................10, 73 C DVD-Vídeo..................................................................10 Caixa de diálogo expandida ....................................... 20 DVD-VR ................................................................10, 73 Câmara de vídeo ........................................................ 28 Capas e etiquetas E Criar...............................................................................22, 77 Ecrã Capítulo ........................................................................ 9 Apresentação de diapositivos............................................. 50 Eliminar ...............................................................................47 Capturar vídeo .................................................................... 24 Mudar o nome .....................................................................47 conteúdo ............................................................................. 32 Capítulos .................................................................... 44 Conteúdo ............................................................................ 17 Criar automaticamente ........................................................46 Criar capítulos..................................................................... 44 Criar manualmente........................................................32, 44 Editar menu .................................................................. 58, 63 Editar ...................................................................................47 Exportar vídeo .................................................................... 48 Captura de vídeo ........................................................ 23 Filme ................................................................................... 36 Capturar ..................................................................... 23 Iniciar .................................................................................. 16 Codificação................................................................... 9 Opções de gravação........................................................... 18 Configuração .............................................................. 78 Pré-visualizar ...................................................................... 66 Abrir.....................................................................................78 Seleccionar menu ............................................................... 57 Configuração do codificador do Nero Digital(TM)....... 84 Ecrã principal ..............................................................18 Página 91
  • 92. Índice remissivo Edição de vídeo.............................................. 32, 35, 36 M Efeito de texto Adicionar .............................................................................39 Menu Efeito de vídeo Editar ................................................................ 35, 56, 57, 63 Adicionar .............................................................................39 Menu Smart3D Exportar ................................................................ 19, 48 Editar ............................................................................ 59, 63 miniDVD......................................................................11 F Modelo de menu ...................................................57, 58 Faixa de áudio N Inserir ..................................................................................41 Filme............................................................................. 9 Nero CoverDesigner .............................................22, 77 Criar...............................................................................32, 36 Nero Scout..................................................................29 Exportar.........................................................................19, 48 Nero Vision Inserir transições .................................................................41 Acerca................................................................................... 6 Inserir uma faixa de áudio ...................................................41 Essentials ............................................................................. 7 Formato de disco.................................................... 9, 10 Essentials SE........................................................................ 7 descrição geral de compatibilidade .........................10, 12, 73 Iniciar através do Nero StartSmart ..................................... 14 Formato de disco editável .......................................... 13 Iniciar directamente ............................................................ 15 versões ................................................................................. 7 G O Gravação de vídeo ..................................................... 26 Gravar ...................................................... 18, 67, 68, 72 Opções de vídeo Apresentar .................................................................... 21, 80 Grupo de destino .......................................................... 6 Grupo de modelos de menu ................................. 57, 58 P Smart3D ........................................................................59, 63 Passos ........................................................................16 H Placa de captura de vídeo ..........................................23 HD-BURN ................................................................... 12 Placa de TV ................................................................28 Hierarquias do menu .................................................. 57 Placas de TV Editar canais de TV ............................................................ 25 I Gerir grupos de TV ............................................................. 25 Procura de canais de TV .................................................... 24 Imagem de disco .................................................. 68, 71 Seleccionar tipo de origem ................................................. 24 Gravar .................................................................................69 Plug-in DVD-Video....................................................7, 8 Imagem do disco Pré-visualização Abrir.....................................................................................72 Apresentar .............................................................. 63, 65, 66 Informações breves .................................................... 79 Programa Informações de contacto ............................................ 95 Iniciar ............................................................................ 14, 74 Informações do disco ................................................. 22 Projecto.........................................................................9 Interface do utilizador ................................................. 16 Abrir .................................................................................... 71 Guardar......................................................................... 19, 71 Página 92
  • 93. Índice remissivo Terminologia .................................................................9 R Título de vídeo Adicionar um efeito de texto ............................................... 39 Recodificação ............................................................... 9 Adicionar um efeito de vídeo .............................................. 39 Requisitos..................................................................... 8 Cortar.................................................................................. 43 Requisitos do sistema .................................................. 8 Títulos de vídeo DirectX...................................................................................8 Inserir transições ................................................................ 41 dispositivos de captura..................................................23, 24 Transcodificação...........................................................9 Placa de som.........................................................................8 Transição S Inserir.................................................................................. 53 Transições Separador Inserir.................................................................................. 41 <Formato do disco> ............................................................81 Geral..............................................................................78, 80 V Guião gráfico .......................................................................38 Linha de tempo....................................................................38 VCD ...................................................... Siehe Video-CD Mensagens..........................................................................80 Versões.........................................................................7 Pastas .................................................................................79 Vídeo ............................................................................9 Símbolos ...................................................................... 6 Analógico ............................................................................ 23 Super Video CD.......................................................... 11 digital .................................................................................. 23 SVCD ......................................... Siehe Super Video CD Gravar no disco rígido ........................................................ 26 Video-CD ....................................................................11 T Tarefas ....................................................................... 16 Página 93
  • 94. Informações de contacto 19 Informações de contacto O Nero Vision é um produto da Nero AG. Nero AG Im Stöckmädle 13-15 76307 Karlsbad Alemanha www.nero.com Web: http://support.nero.com Ajuda: Correio techsupport@nero.com electrónico: +49 7248 928 499 Fax: Copyright © 2007 Nero AG e seus licenciados. Todos os direitos reservados. Página 94