• Save
Ponente: Pedro de Melo, Director del INPEAU de la Universidad Federal de Santa Catarina, Brasil
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Ponente: Pedro de Melo, Director del INPEAU de la Universidad Federal de Santa Catarina, Brasil

on

  • 816 views

Ponente: Pedro de Melo, Director del INPEAU de la Universidad Federal de Santa Catarina, Brasil

Ponente: Pedro de Melo, Director del INPEAU de la Universidad Federal de Santa Catarina, Brasil

Statistics

Views

Total Views
816
Views on SlideShare
812
Embed Views
4

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 4

http://oui-iohe.org 2
http://campus.oui-iohe.org 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment
  • Nosso desafio é diferenciar e destacar Florianópolis das demais regiões do Brasil e do Mundo. E temos um potencial gigantesco. Para uma população de cerca de 400.000 habitantes, temos 450 empresas de tecnologia, gerando quase 5000 empregos. Faturamento!! Nossas empresas são extremamente inovadoras, de 11 edições do Prêmio Finep de Inovação, Florianópolis ganhou cinco. Das últimas 8 edições do Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador, promovido pela ANPROTEC, as Empresas das Incubadoras de Florianópolis ganharam em seis deles. Somos a única cidade do Brasil a ter duas incubadoras (o Celta e o MIDI Tecnológico) como ganhadoras do Prêmio Nacional de Empreendedorismo Inovador, promovido pela ANPROTEC. Segundo um estudo elaborado pelo pesquisador André Braz Golgher, da Universidade Federal de Minas Gerais, denominado “As cidades e a classe criativa no Brasil”, Florianópolis obteve um lugar de destaque: 1ª capital em índice de alta tecnologia (massa salarial no município dos trabalhadores em ocupações técnicas com mestrado ou doutorado), 1ª capital em índice de qualificação pós-graduação (proporção de trabalhadores com mestrado ou doutorado em ocupações classificadas como: profissionais policientíficos; das ciências exatas, físicas e da engenharia; ou das ciências biológicas, da saúde e afins), 3ª capital em proporção de trabalhadores da economia criativa, 4ª capital em índice de qualificação superior (proporção de pessoas com nível superior ou mais de escolaridade). São muitas conquistas, mas temos potencial para muito mais. É para isso que a Prefeitura de Florianópolis criou a SMCTDES!! Nosso papel, em conjunto com as lideranças locais é criar uma identidade, de forma que todos trabalhem em direção ao mesmo objetivo:
  • O primeiro ponto que quero salientar é que precisamos fazer uma análise do contexto atual e das mudanças que vem ocorrendo no mundo como um todo, o que nos permitirá compreender os desafios e oportunidades, de forma a traçar, com segurança, nossas estratégias e ações para o desenvolvimento econômico sustentável de Florianópolis. Se fizermos uma análise histórica, vamos observar que a concorrência entre as empresas tem sido ampliada expressivamente, fazendo com que a inovação seja uma necessidade. De forma mais específica, notamos uma mudança na natureza da competição, pois, cada vez mais a competição deixa de ser entre empresas para se tornar uma competição entre regiões. Então, para que as empresas sejam competitivas, as regiões e municípios precisam criar ambientes propícios à atração, desenvolvimento e retenção de talentos, empreendimentos e empresas. O grande problema é que as estratégias que funcionavam no passado já não funcionam mais ou, muitas vezes, acabam prejudicando o desenvolvimento da região. Fazendo uma análise histórica, observa-se que houve uma mudança significativa nos aspectos considerados importantes para o desenvolvimento econômico e social de uma dada região. Num passado não muito distante, as regiões que mais se desenvolviam eram aquelas que possuíam recursos naturais estratégicos em abundância, como o petróleo, por exemplo. Em seguida, na era industrial, é a existência da mão-de-obra em quantidade e a baixo custo que passa a ser uma grande alavanca do desenvolvimento, uma vez que era um fator que atraía as empresas. Atualmente, o que podemos observar é que a atratividade de uma dada região é diretamente proporcional à criatividade das pessoas que nela residem. Assim, a presença de instituições de ensino superior, de universidades, centros de pesquisa, instituições e empresas inovadoras aumenta significativamente a atratividade da dada região.

Ponente: Pedro de Melo, Director del INPEAU de la Universidad Federal de Santa Catarina, Brasil Ponente: Pedro de Melo, Director del INPEAU de la Universidad Federal de Santa Catarina, Brasil Presentation Transcript

  • Encuentro Nacional sobre Doctorados de Tiempo Compartido e incubadoras de Investigación Universidad Técnica Particular de Loja - Equador Cooperación para la Formación de Investigadores Brasil - Equador Pedro Antônio de Melo Instituto de Pesquisas e Estudos em Administração Universitária - INPEAU
  • A Universidade Brasileira e a Pós-Graduação
    • O Brasil foi um dos últimos países
    • da América Latina a criar sua Universidade;
    • Desenvolvimento lento , e Pós-Graduação Tardia ;
    • Criação da Capes e a Formação de Profissionais no Brasil;
    • Política Nacional de Pós-Graduação: PNPG : 2010 -2020;
    • Avaliação da Pós-Graduação :
    • Produção, Produção e Produção...
    • Expansão atual...
  • MATRÍCULAS NA EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL
  • IES por Categoria Administrativa 2009 = 89,4% 2.314 Instituições 245 Públicas 2.069 Privadas 94 Federais 84 Estaduais 67 Municipais
  • UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina H á 50 ANOS contribuindo para o Desenvolvimento Socioeconômico Regional
  • “ Ilha de Excelência na Ilha da Magia”
  • Certi, Celta Sapiens park AJUDOU A CONSTRUIR...
  • UFSC Universidade pública de excelência no Brasil; Forte ascensão da produção científica; Destaca-se como um modelo de cooperação universidade-empresa; Está entre as 10 melhores Universidade da América Latina. www.webometrics.info/
  • PARTICIPAÇÃO EFETIVA NO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DA REGIÃO
  • Números da UFSC
    • 1.750 Professores efetivos (94% DE)
    • 1.350 Doutores;
    • 58 Programas de PG (54 mestrados e 38 doutorados)
    • 55 Cursos de Graduação
    • 414 Grupos de Pesquisa cadastrados no CNPq
    • 2.125 Projetos de pesquisa em andamento
    • Cerca de 9.000 alunos de mestrado e doutorado;
    • Titula aproximadamente 1.200 mestres e 350 doutores por ano;
    • Experiência em pós-graduação a distância do Brasil.
    PÓS- GRADUAÇÃO NA UFSC
  • Internacionalização da Pós – graduação da UFSC
    • ABERTURA PARA O MUNDO
    • Projetos em colaboração com países da Europa, África, Ásia,
    • América Latina, USA, Canadá, etc...
    • Larga Experiência em Mobilidade Estudantil:
      • Hoje atende cerca de 200 alunos estrangeiros na pós-graduação;
      • Intercâmbios de professores: visitantes
    • RECONHECIMENTO DE TÍTULOS DE PÓS-GRADUAÇÃO
    • CO-TUTELA
  • OBRIGADO! [email_address]