Your SlideShare is downloading. ×
0
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Desenvolvimento SustentáVel

13,927

Published on

Trabalho académico sobre Desenvolvimento Sustentável

Trabalho académico sobre Desenvolvimento Sustentável

0 Comments
6 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
13,927
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
587
Comments
0
Likes
6
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  1.  
  2. Equipe Pedro Leal Flávio Loureiro Manoel Edison
  3. Desenvolvimento sustentável <ul><li>Termo criado em 1987, definido no Relatório Nosso Futuro Comum da &quot;Brundtland Commision“ </li></ul><ul><li>O Desenvolvimento Sustentável tem sua definição dada pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento: </li></ul>
  4. Desenvolvimento sustentável <ul><li>“ O desenvolvimento que atende às necessidades do presente, sem comprometer a capacidade das futuras gerações atenderem às suas próprias necessidades.” </li></ul>Desenvolvimento sustentável Como:
  5. <ul><li>Preocupações com o processo de desenvolvimento e a degradação do meio ambiente sempre existiram ao longo da história da humanidade.  </li></ul><ul><li>Apesar dos recursos naturais terem sido considerados infinitos por grande parte dos &quot;propulsores do desenvolvimento&quot; vários pensadores perceberam o conflito entre progresso e meio ambiente. </li></ul>
  6. Escala Histórica <ul><li>No Brasil, entre 1786 e 1898, &quot;existiu uma reflexão profunda e consistente sobre o problema da destruição do ambiente natural por parte de vários pensadores“. </li></ul><ul><li>Conforme a extensa pesquisa de José Augusto Pádua ( Um Sopro de Destruição . Pensamento Político e Critíca Ambiental no BrasilEescravagista (1786-1888) ; Zahar Edt. 2002.) </li></ul>
  7. <ul><li>A posição de José Bonifácio de Andrada e Silva, patriarca da independência, é emblemática na denúncia da caça à baleia Franca no litoral brasileiro.  </li></ul><ul><li>Ele publica, pela Academia Real das Ciências de Lisboa, em 1779, um relatório apontando a crueldade e a destruição daquela espécie. </li></ul>
  8. Constituição Federal <ul><li>Em 1988 a Constituição Federal em seus artigos 170 e 225 abraçou o conceito de desenvolvimento sustentável dado pela Lei 6.938/81. </li></ul><ul><li>O primeiro artigo está inserido no Capítulo que trata da Ordem Econômica e Financeira. </li></ul>
  9. <ul><li>No Capítulo Do Meio Ambiente, ambos referem-se ao desenvolvimento econômico e social desde que observada a preservação e defesa do meio ambiente para as presentes e futuras gerações. </li></ul>Artigo E o segundo
  10. <ul><li>Podemos sintetizar que o desenvolvimento sustentável é formado pelo tri-pé ECONÔMICO/SOCIAL/AMBIENTAL, sendo que todos esses fatores se equivalem. </li></ul>Síntese Diante dos conceitos apresentados:
  11. <ul><li>Planejar, ordenar, executar, monitorar e corrigir continuamente projetos e processos de desenvolvimento, considerando sempre três dimensões fundamentais: a econômica, a social e a ambiental. </li></ul>Trata-se de:
  12. O paradigma <ul><li>Em 2007, completaremos 20 anos da criação da base filosófica do desenvolvimento sustentável. </li></ul><ul><li>O paradigma da sustentabilidade como sobrevivência em um sentido mais amplo foi elaborado em 1987 por uma comissão da ONU, a célebre Comissão Brundtland. </li></ul>
  13. <ul><li>A “ Agenda 21 ” traduz em ações o conceito de desenvolvimento sustentável. </li></ul><ul><li>A comunidade internacional concebeu e aprovou a Agenda 21 durante a Rio 92, assumindo, assim, compromissos com a mudança da matriz de desenvolvimento no século XXI. </li></ul>Projetos
  14. Projetos <ul><li>O termo &quot; Agenda &quot; foi concebido no sentido de intenções, desígnio, desejo de mudanças para um modelo de civilização em que predominasse o equilíbrio ambiental e a justiça social entre as nações. </li></ul>
  15. <ul><li>&quot;A Agenda 21 reúne o conjunto mais amplo de premissas e recomendações sobre como as nações devem agir para alterar seu vetor de desenvolvimento em favor de modelos sustentáveis e a iniciarem seus programas de sustentabilidade&quot;. </li></ul>
  16. Decreto Presidencial <ul><li>Criação da CPDS DECRETO DE 3 DE FEVEREIRO DE 2004 </li></ul><ul><li>Art. 1º Fica criada, no âmbito da Câmara de Políticas dos Recursos Naturais, do Conselho de Governo, a Comissão de Políticas de Desenvolvimento Sustentável e da Agenda 21 Brasileira, com a finalidade de propor estratégias de desenvolvimento sustentável. </li></ul>
  17. Sustentabilidade Corporativa <ul><li>A preocupação com desenvolvimento sustentável ganhou impulso a partir da ECO’92: governo, empresas e sociedade civil empenhadas em desenhar instrumentos que levassem em conta as dimensões social e ambiental </li></ul><ul><li>Resposta corporativa às novas demandas da sociedade vem evoluindo muito: </li></ul>
  18. <ul><li>Exigências da sociedade civil, de investidores, financiadores e consumidores obrigam as empresas a levarem em conta o impacto de suas atividades em todo seu entorno. </li></ul><ul><li>Sustentábilidade Corporativa é uma visão de negócios de longo prazo que incorpora as dimensões social e ambiental à estratégia da companhia – triple bottom line. </li></ul>
  19. Crescimento econômico Sustentabilidade econômica Sustentabilidade corporativa Proteção ambiental Comunidade e eqüidade Sustentabilidade ambiental Sustentabilidade social Conceito de sustentabilidade segundo a abordagem triple bottom line Em suas três dimensões
  20. <ul><li>Ética, transparência, comunicação efetiva com stakeholder s, boas práticas de governança corporativa e prestação de contas são elementos fundamentais desta nova postura. </li></ul>
  21. <ul><li>Relatórios de Sustentábilidade: 45% das 250 maiores companhias do Global Fortune publicam um relatório de Sustentábilidade separado do Relatório Anual, mostrando o desempenho econômico, social e ambiental de forma integrada. Importante motivador para tal movimento: padronização trazida pelo Global Reporting Initiative (GRI). </li></ul>
  22. Global Reporting Initiative <ul><li>Global Reporting Initiative - GRI (1997): criado por instituição não governamental americana com o intuito de elevar o padrão dos Relatórios de Sustentábilidade para um nível equivalente aos Relatórios Financeiros em termos de credibilidade, rigor, pontualidade e verificabilidade. </li></ul><ul><ul><li>Usado em mais de 700 instituições, sendo em pelo menos 100 empresas ( blue chip ) mundiais. </li></ul></ul>
  23. <ul><li>No Brasil, apenas 11 empresas adotam os critérios do GRI em seus relatórios sócio-ambientais (Banco Real, Amanco, Copesul, CPFL Energia, McDonald’s, Natura, Petrobras, Samarco Mineração, Shell Brasil, Souza Cruz e Usiminas), mas muitas baseiam-se nos Indicadores Ethos (forte influência do GRI). </li></ul><ul><li>Destaque para a Natura: iniciativas de responsabilidade social corporativa com reconhecimento. </li></ul>
  24. Brasil <ul><li>2º Congresso Ibero-Americano sobre Desenvolvimento Sustentável, que acontece em abril de 2007 no Ibirapuera, São Paulo. </li></ul>Pronunciamento do Sr. José Ségio Gabrielle ( Presidente da Petrobrás) Click aqui para ouvir!
  25. Marcos referenciais <ul><li>Agenda 21 (1992) </li></ul><ul><li>Declaração do Rio (1992) </li></ul><ul><li>Carta da Terra (1992) </li></ul><ul><li>Convenção sobre Diversidade Biológica (1992) </li></ul><ul><li>Convenção sobre Mudanças Climáticas (1992) </li></ul><ul><li>Declaração de Estocolmo (1972) </li></ul><ul><li>Declaração de Princípios sobre o Uso das Florestas (1992) </li></ul><ul><li>Declaração do Milênio </li></ul><ul><li>Relatório de Brundtland: Nosso Futuro Comum (Noruega, 1987) </li></ul><ul><li>Relatório do Clube de Roma: Limites do Crescimento (1972) </li></ul><ul><ul><li>Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente Humano - CNUMAH (Estocolmo, 1972); </li></ul></ul><ul><ul><li>Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e o Desenvolvimento - CNUMAD (Rio de Janeiro, 1992); </li></ul></ul><ul><ul><li>Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável (Joanesburgo, 2002) </li></ul></ul><ul><li>Documentos Oficiais da Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável - Conferência de Joanesburgo </li></ul><ul><li>Declaração de Joanesburgo </li></ul><ul><li>Plano de Implementação de Joanesburgo </li></ul><ul><li>Site Oficial da Comissão de Desenvolvimento Sustentável - CDS da Organização das Nações Unidas </li></ul><ul><li>http://www.un.org/esa/sustdev/csd/csd13/csd13.htm </li></ul>
  26. <ul><li>“ Cada um de nós deve ser parte da mudança que queremos ver no mundo.” Mahatma Gandhi </li></ul>

×