Erros no Metabolismo de Lipídios e Síntese de Ácido Bliiar

  • 6,865 views
Uploaded on

apresentação resumida abordando o tema erros inatos de metabolismo inrtermediário ,com abordagem especifíca a respeito de metabolismo de lipídios e síntese de ácido biliar.

apresentação resumida abordando o tema erros inatos de metabolismo inrtermediário ,com abordagem especifíca a respeito de metabolismo de lipídios e síntese de ácido biliar.

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
6,865
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
68
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Genética Humana Tiba,A.K Neto,O.A. Pereira,T.D.
  • 2. Introdução Os lipídios estão envolvidos no transporte e armazenamento de combustíveis de reserva de energia e dão origem a moléculas mensageiras. O metabolismo dos lipídios ocorre no fígado (nos hepatócitos) e no intestino delgado , colesterol, onde estes são metabolizado em ácidos graxos e glicerol sobre ação da bile pancreática, sintetizada a partir do colesterol.
  • 3.  O colesterol e os triglicerídeos são os principais lipídios plasmáticos. Devido ao fato de lipídios serem insolúveis em agua, eles necessitam se associarem a proteinas especificas para serem transportados na circulação sanguínea, as Lipoproteínas. Lipoproteinas→classificada de acordo com suas densidade,caracteirstica dependente quantidade de apoproteínas(quando mais, menor a densidade) e de triglicerídeos(menor densidade)
  • 4.  Possuem duas via metabólicas: Via exógena→os enterocitos absorvem os lipídios da dieta na forma de colesterol livre, ácidos graxos e monoacilglicerol. Apos serem reesterificados, os ésteres de colesterol e TG são incorporados ao centro de partículas de quilomícrons Via endógena→envolve o transporte dos lipídios para a periferia e de volta para o fígado. O tecido hepático sintetiza e segrega a lipoproteína de muito baixa densidade que transporte TG para os tecidos periféricos.
  • 5. Doenças do Metabolismo de Lipídeos e Ácido Biliar Dislipidemias►Doenças do metabolismo exógeno daslipoproteínas►Doenças do metabolismo endógeno daslipoproteínas Defeitos da síntese do colesterol Defeitos da síntese de acido biliar
  • 6. Dislipidemias são alterações do metabolismo das gorduras, repercutindo sobre os níveis das lipoproteínas e as concentrações de seus diferentes componentes presentes na circulação sanguínea são fatores determinantes para desenvolvimento de doenças cardiovasculares na idade adulta podem ser classificadas em primárias e secundárias. As primárias ou sem causa aparente muitas vezes têm origem hereditária. As secundárias são causadas por outras doenças, uso de medicamentos ou estilos de vida
  • 7.  Dislipidemias primarias podem estar relacionadas a três fatores:→relacionadas ao LDL-c→relacionadas ao HDL-c→relacionadas aos triglicerídeos(TG) Dislipidemias secundarias se podem se relacionar a três fatores: →à hábitos de vida inadequados→dieta, tabagismo, etilismo e sedentarismo(essas são as mais frequentes e de mais fácil prevenção e tratamento)
  • 8. →à doenças na infância→obesidade,hipotireoidismo, hipopituitarismo,diabetesmellitus, síndrome necrótica, insuficiênciarenal,crônica,transplantes de órgãos sólidos,síndrome dos ovários,policísticos e deficiênciade hormônio do crescimento (GH),como seqüelade câncer na infância;→à uso de medicamentos→drogas comocorticosteróides, isotretinoína (utilizada para aacne grave), inibidores de protease, anti-hipertensivo e ácido valpróico;
  • 9. Dislipidemias primarias Relacionadas a LDL-c► Hipercolesterolemia familiar► Hiperlipidemia familiar combinada► Apo-B100 defeituosa► Hipercolesterolemia autossômica recessiva► Sitosterolemia► Xantomatose cerebrotendinosa
  • 10. Dislipidemias primarias Relacionadas ao HDL-c Hipoalfalipoproteinemia familiar Deficiência familiar de apo-AI Deficiência de LCAT Doença de olho de peixe Doença de Tangier Hepoalfalipoproteinamia(deficiência de CTEP)
  • 11. Dislipidemias primarias Relacionadas os triglicerídeos Hipertrigliceridemia familiar Hiperquilomicromia familiar Disbetalipoproteinemia Deficiência de lipase hepática
  • 12.  Deficiência da Lípase hepática → A lipase hepática(LIPC) é uma glicoproteínasintetizada e segregada pelo figado,ela catalisa ahidrolise de triagliceróis e fosfolipídios emdiferentes lipoproteínas,contribuindo para oremodelamento do VLDL. Disbetalipoproteinemia →Predominante no sexo masculino,decorre demutação no gene que codifica a estrutura daapo-E.
  • 13.  Hipertrigliciridemia familiar→decorrente de uma produção exagerada deVLDL→autossomica recessiva Hipobetalipoproteinemia→ Transtorno autossômico dominante dometabolismo lipídico,causado por mutações dasapolipoproteínas b e beta-lipoproteínas(lipoproteínas de baixa densidade- LDL),caracterizada por apresentar LDL anormalmentebaixa, níveis normal de triglicerídeos e malabsorção da gordura alimentar
  • 14.  Abetalipoproteinemia→autossómica recessiva, provocada por mutaçõesnuma subunidade da proteína de transferência detrigliceridos microssomal (MTP). As característicasclínicas são um síndrome de má-absorção,degenerescência pigmentar da retina e neuropatiaatáxica progressiva. Os eritrócitos apresentam umaalteração da forma que é característica e que sedesigna acantocitose. Os sintomas neurológicos têmuma relação directa com a deficiência de vitamina E(lipossolúvel). O nível de colesterol total é baixo e ostrigliceéridos são praticamente indetectáveis. O perfildas lipoproteínas mostra ausência de lipoproteínasde baixa e muito baixa densidade.
  • 15. Defeitos da síntese do colesterol O colesterol está presenta na costituição e manutenção das menbranas celulares,regulando a fluidez em diversas temperaturas,sendo importante tambem na sintese de hormonios esteroídes e acido biliar e no metabolismo de substancias lipossoluvies Erro na sintese de colesterol ocasionar o aumento de sua concentração. A sintese de colesterol ocorre em tres etapas: 1. A condensação de três moléculas de Acetil-CoAproduz HMG-CoA, que é reduzida a mevalonato 2. Mevalonato é convertido na unidade isoprenóide, oisopentenil-pirofosfato, através de fosforilação à custa deATP e descarboxilação
  • 16. 3. Seis unidades isoprenóides formam o esqualeno, umcomposto linear de 30 carbonos, à custa de redução porNADPH e produção de PPi. 4. A conversão de esqualeno em colesterol envolve aciclização de esqualeno, através de vários passos queincluem a perda de 3 grupos metil e consumo de NADPH eO2.
  • 17. Erro na sintese decolesterol Síndrome de Smith-Lemly-Optiz→autossômica recessiva, com múltiplas malformaçõescongênitas de grande variabilidade clínica e retardomental,com maior incidencia em individuos do sexomasculino(esse fato pode estar relacionado com o problemado diagnóstico correto do sexo criado pela anomalia dasgenitálias). A anormalidade primária é a deficiência ouausência da dehidrocolesterol-delta-7-redutase, enzima quecataliza a etapa final da síntese do colesterol.A descoberta do defeito bioquímico que causa asíndrome de Smith-Lemli-Opitz resultou nodesenvolvimento de testes diagnósticos e umtratamento potencialmente benéfico, através dasuplementação dietética de colesterol.
  • 18. Desmosterolose→doença autossômica recessiva rara, caracterizadapor anomalias congênitas múltiplas e níveis elevadosde desmosterol precursor colesterol no plasma,tecidos e células em cultura Acidúria Mevalônica→causasda por deficiência de mevalonato cinase(MK) na biossíntese do colesterol, provocado poruma atividade reduzida da MK,é caracterizada pordismorfias, atraso psico-motor, ataxia cerebelosaprogressiva e crises febris recorrentesNão hánenhum tratamento eficaz estabelecido,o usocorticosteróides podem reduzir a gravidade dascrises quando administrados durante um ataque.
  • 19. Defeitos da síntese de acidobiliar passos envolvidos na sintese de acidos A varios biliares com enzimas especificas em cada estagio. Autossomica recessiva Esses erros podem se apresentar de dois formas diferentes .A primeira acontece quando o fígado é incapaz de fazer "normalmente" ácidos biliares e a segunda maneira é o fígado fica ferido pelas substâncias químicas que formam a partir de ácidos biliares anormais Os sintomas incluem icterícia , problemas de crescimento, fígado e baço alargamento, outros sintomas de raquitismo e sangramento anormal
  • 20. Defeitos da síntese de acidobiliar Xantomatose cerebrotendinosa →doença autossomica recessiva hereditária rara de armazenamento de lipídios, caracterizada clinicamente por progressiva disfunção neurológica (início ataxia cerebelar após a puberdade, o envolvimento da medula espinhal sistêmica e uma fase pseudobulbar, levando à morte), aterosclerose precoce e catarata. Grandes depósitos de colesterol e colestanol são encontrados em praticamente todos os tecidos, particularmente os tendões de Aquiles, cérebro e pulmões
  • 21. Fontes: http://scielo.iec.pa.gov.br/ http://estudandoraras.blogspot.com.br http://www.neuropediatria.org.br http://www.orpha.net http://www.ufsm.br/ http://www.unirio.br http://dc120.4shared.com http://www.dle.com.br/ http://www.omim.org/ http://www.bengalalegal.com/ http://painelcolesterol.blogspot.com.br/