Your SlideShare is downloading. ×
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Ciudadan%c3%8d[1].
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Ciudadan%c3%8d[1].

95

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
95
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Relação entre o cidadão e aciênciaUm cientista é um cidadão e entre outras coisas, procura melhorar asociedade em que vive.
  • 2. 2O cientista depara-secom os obstáculospróprios da sociedade,época em que vive,circunstancias pessoais…*Sombras da ciência
  • 3. Nem todos os cidadãos são iguaisperante a ciência. Têm que superarobstáculos para poder desenvolver oseu trabalho.Isto é o que se identifica comosombras na ciência.
  • 4. OBSTÁCULOSOBSTÁCULOSVamos a numerar alguns destes obstáculos.Cidada-mulher.Na história da ciencia não teve as mesmas oportunidades que ociudadão–homem.
  • 5. O cidadão do terceiro mundo.Não teve,nem tem,nem provavelmente teráas mesmas oportunidadesque os que viven emsociedades ditas desenvolvidas.
  • 6.  EstadoÉ um instrumento imprescindível para a organização da vidaquotidiana.Até ao el ponto em que é difícil entender o conceito decidadanía com independência da sua relação com o Estado.
  • 7. 7Este poder político, é bivalente:-Por um lado, facilita o desenvolvimiento do conhecimento.-Por outro lado, nao o faz de forma desinteressada.Financia os projectos em que tem um interesse concreto, tais comoos de naturaleza económica.
  • 8. Por exemplo: Galileu dedicou a sua inteligência ao desenvolvimientodo conhecimiento da mecânica e da astronomía. Uma razao pelaqual, este facto aconteceu, foi porque estava ao serviço de umapoderosa familia que necesitava desses saberes para potenciar anavegação comercial, que era a fonte da sua riqueza e por isso doseu poder.
  • 9. Por isso, a liberdade do géniocriador na ciência fica à margemda sua atividade científica, poistem de disponibilizar a suainteligência ao serviço de algunsinteresses, que normalmente nãosão os seus, nem da mesmanaturaleza que os seus.
  • 10. O próprio.Este ponto é de grandeimportância, pois temosde ter em conta aspropias dificuldades queuma pessoa impõe a sipropria, e ainda deveconhecer as suas propiaslimitações.
  • 11. Luz na ciênciaLuz na ciênciaAs investigações científicas e suas teorías trazem luz à sociedadee desta forma o cidadão melhora a sua qualidade de vida.
  • 12. O nosso trabalho consta de varias fases: 1ª Fase:Selecionamos uma série de cientistas de distintas épocas, eestudamos a sua vida, analisando as dificuldades concretasque tiveram que superar.Para além do seu contributo para com a sociedade.Vamos a enumerar alguns destes cientistas:
  • 13. HIPÓCRATES(460 a.C- 760aC)o doutor Hipócratesdescobriu o primeroremédio para aconstipação, curou pelaprimeira vez el sarampo.Utilizava ervas naalimentação que parecíammágicas e ecología.
  • 14. ARQUÍMEDES(287 a.C – 212 a.C)Arquímedes de Siracusa foium grande matemático yfísico da antigua Grécia. Assuas leis e teoremas aindahoje sao fundamentais paraa ciência contemporânea. Asua genialidade ficouconhecida desde sempre porcausa da sua exclamação:¡Eureka!
  • 15. MAGALHÃES(primavera de 1480- 27 deabril de 1521)Foi o primeiro homem a dara volta completa ao mundo.Demostrou, com factos,que a Terra é redonda edescobriu o canal(estreito) que une doisgrandes oceanos do nossoplaneta.
  • 16. LEONARDO DA VINCI(15 de abril de 1452- 2 demayo 1519)Leonardo foi pintor,arquitecto, tecnólogo,ingenheiro, filósofo einvestigador. Já o seutempo se converten nummito. Foi um inventorextraordinário.
  • 17. NEWTON(25 de diciembre de 1642Ju -20 de marzo de 1727 Ju)Foi o Diretor da casa da moedade Londres e tentou convertero chumbo em ouro. Escapou daPeste Negra e da agitaçãopolítica de Inglaterra do séculoXVIII. Entre outras coisasdescobriu a lei Gravitacional,explicou as marés, o movimientodos planetas e descomposiçãoda luz branca.
  • 18. LAVOISIER26 de agosto de 1743- 8 demarzo de 1794)Antoine-Laurent Lavoisier éo pai da química. Foi quemnomeou o oxigénio e quemdescobriu o seu papel narespiração dos seres vívos.Desde pequeno, era un rapazcurioso, convertendo-se numcientista determinado emTransformar o mundo numlocal melhor. A sua vidatermina com o episódio maissangrento da RevoluçãoFrancesa.
  • 19. VOLTA(18 de febrero de 1745– 5de marzo de 1827)Alejandro Volta inventoumuitas coisas, sendo umadelas a pilha. Estadescoberta abriu a porta auma infinidade de inovaçõestecnológicas que fazemparte do mundo de hoje.Viveu na Europa no séculoXVIII, entre autómatos emáquinas eléctricas, sendoum bom amigo de Napoleao.
  • 20. MENDEL(20 de Júlio de 1822- 6 deenero de 1884)É grande cérebro da genética.Descobriu as leisfundamentais da vida comconsequências que têm comoúnico limite a nossaimaginação. Mendel amava anaturaleza e por isso, hojeestaria junto a quem defende.
  • 21. EDISON( 11 de febrero de 1847- 18 deoctubre de 1831)Edison foi tido como “o homemdo futuro”. Ele foi quem inicioua distribuiçao da energiaeléctrica, foi inventor dalâmpada e do fonógrafo, foi elequem possibilitou que o telefonoe a rádio chegassen a quasetodo o mundo. Ganhou milhoesde dólares que depositou nainvestigação para que a ciênciaservisse para melhorar a vidadas pessoas.
  • 22. MARIE CURIE( 7 de Novembro de 1867- 4 de juliode 1934)Marie Curie ganhou um lugar entre oscientistas da sua época; uma época naqual as mulheres eram excluidas daeducaçao superior. Foi uma mulherextraordinária cuja importância aindahoje é reconhecida, tanto no mundocientífico como histórico. Foi aprimeira a ganhar um Nobel da Física,a primeira a ganhar um Nobel daQuímica, e a única até à data a ganharambos.
  • 23. EINSTEIN( 14 de marzo de 1869- 18de abril de 1955)Albert Einstein,apaixonado pela física,pelo violino, e pela paz.Não chegou a inventar amáquina do tempo, masteorizou as bases para aconstruir.
  • 24. 2ª Fase.2ª Fase.Nesta fase as investigações de cada cientista, apresentam-se nointerior de uma caixa(cujas dimensões sao 20cmx20cm x 20 cm)Esta caixa está composta por :
  • 25.  1º Uma luz: Pois esta teoria, traz luz àsociedade.
  • 26. 2º Uma mirilla: Pois ocidadão tem que ter umainquietação, curiosidade,além de uma formaçãopara poder servir-sedessa descoberta.Ou seja, não basta ter ateoria, o cidadão devequerer tirar proveito dela.
  • 27. 3ª Fase.3ª Fase.Classificámos os obstáculos do seguinte modo:•Políticos ; Económicos ; Sociais e CulturaisMaterializámo-los numa cortina, a qual significa essa barreira que o cientistadeve atravessar para poder levar a cabo as suas investigações.Esta cortina por sua vez, está dividida em quatro tiras e cada tira representaum dos anteriores obstáculos tal como foram classificado anteriormente.
  • 28. 28*Conclusão:Perceber o que acontece na realidade é conseguir entender oque se observou, não é assim tão fácil.A ciência parece reduzir-se a essas duas operações da mente,nenhuma delas é de fácil execução, mas a dificuldade essencialparece estar dentro da própria pessoa.
  • 29. 29*Assion conhecer-se a si mesmo, ter consciênciadas propias limitações e supera-las, parece ser achave, o segredo e o mistério do funcionamentode uma mente capaz de gerar conhecimentocientífico.
  • 30. 30*Fazem falta muitas horas de torre de marfim,para elaborar uma brisa de ideia.

×