Jornal Tribuna Regional Ed. 89
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Jornal Tribuna Regional Ed. 89

on

  • 547 views

Jornal Tribuna Regional ...

Jornal Tribuna Regional
Ano IV Ed. 89
Oriente Pompeia e Região
de 15 à 31 de Janeiro de 2014

www.tribunaregionalsp.com.br

Diagramação
OrienteSP Soluções Digitais

Textos:
Sérgio C. S. Jr.

Statistics

Views

Total Views
547
Views on SlideShare
547
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Jornal Tribuna Regional Ed. 89 Jornal Tribuna Regional Ed. 89 Document Transcript

  • Pág. 6 Prefeito Oscar Yasuda anunciou logo no início do ano um verdadeiro pacotão de recursos que serão investidos em obras e realizações que beneficiarão Pompeia e a sua gente. Prefeitura Municipal de Pompeia realiza trabalho de limpeza de bocas de lobo em vários pontos da Cidade. Oriente - Pompeia Ano IV Edição nº 089 Edição concluída 23 de Janeiro às 08h47 15 à 31 Janeiro de 2014 - www.tribunaregionalsp.com.br R$ 2,00 Imagens Ilustrativas A Vez do Conselho O trabalho das conselheiras tutelares da cidade de Oriente passará a contar com maior estrutura nos próximos dias, a atual administração buscou recursos através de parcerias e convênios que proporcionará ao Conselho melhores condições de trabalho Pág. 3 Prefeitura de Oriente lança Curso Gratuito de Costura para Iniciantes 3 Pág. Campeonato Por causa da Copa Inscrições Emissão Com vagas limitadas, o curso custeado pelo município servirá como iniciação à Escola de Moda Municipal de Futebol de Salão chega às finais Pág. 2 Abertas para o Curso de Assistente de Cabelereiro Pág. 4 tribunaregionalsp@gmail.com de cheques sem fundos fica estável em 2013, diz Serasa Aulas começam dia 27 Pág. 3B Fone: (14) 3456-1143 | (14) 99724-1319
  • TRIBUNA REGIONAL Opinião O mundo dos Ratos Como se não bastasse o rato que encontraram na garrafa de Coca-Cola. Um escândalo que colocou em questão os métodos de fabricação do refrigerante mais consumido no mundo. Como se já não bastassem os ratos do Planalto Central, dos mensalões e licitações. Ratos que derrubam a nação com sua corrupção desenfreada que ao menos algumas prisões (mesmo que paliativas) nos deixou um resto de esperança na justiça que muitas vezes é cega e [in]justa. Como se já não bastasse o Ratinho, apresentador que revolucionou a televisão com seu calão. Uma espécie de libertista que usa palavras rasgadas expotencializadas pelo veículo de massa pelos quais aprendeu quais usar depois de alguns processos. O que antes era um programa que revolucionou, hoje é um ‘repeteco de ontem’ com mais exames de DNA de casos da qual a veracidade é suspeitada por todos os espectadores elucidados. A máquina de fazer dinheiro que chamamos de televisão fez de alguns ratos e do Ratinho profissionais do entretenimento pelo qual a voz é ecoada graças ao público mórbido que nada podem fazer além de concordar (ou discordar, no máximo). Como se já não bastasse tantos ratos, agora há ratos também no centro cirúrgico de hospital no Distrito Federal, no centro cirúrgico onde os procedimentos são evasivos e as pessoas são literalmente abertas, neste mesmo centro cirúrgico que deveria ser asséptico. Há ratos por toda parte neste nosso país como se já não bastasse. Como se já não bastassem as ratazanas que estão por trás dos ratos, a mãe dos ratos da qual nunca saberemos verdadeiramente seu nome. O verdadeiro criminoso por trás dos criminosos não mostra sua cara, deixa aos laranjas e ‘traficantezinhos’ levarem o pato. As verdadeiras ratazanas do crime deixam seus ratos caírem na ratoeira enquanto observam de longe escondidas atrás dos sofás e dos cofres, andam por entre as paredes apagando rastros com dinheiro vivo, não assinam cheques nem usam cartões, as verdadeiras ratazanas genitoras de ratos estão agora mesmo em algum lugar, a gente só não sabe onde. por Sérgio C. S. Jr. sergio@orientesp.com.br 15 à 31 de Janeiro de 2014 - Página 2 Campeonato Municipal de Futsal chega às finais Goleada do Larboys e campanha do Stars promete jogo acirrado O Campeonato Municipal de Futsal organizado pela Secretaria de Esportes com o apoio da Prefeitura Municipal de Oriente chega ás finais de sua edição de verão. As dez equipes jogaram se dividiram em sete rodadas de três jogos cada, as semi-finais ocorreram na noite de quarta-feira (22) onde o Stars enfrentou o Independente em um jogo pra lá de acirrado, o Stars desbancou o independente por uma vitória apertada de 3 à 1. No segundo jogo a vitória esmagadora (8x3) do Larboys sobre os Galáctios os colocou como favoritos à levar o troféu desta edição. A final ocorrerá nesta sexta-feira e o resultado será publicado no site oficial da prefeitura www.prefeituradeoriente. com.br. AUDIENCIA PÚBLICA A Prefeitura Municipal de Oriente, convida os membros da Câmara Municipal, entidades religiosas, assistenciais, educação, saúde, sindicato, partidos políticos e toda a comunidade para participar da audiência publica a ser realizada na Câmara Municipal, dia 27 de fevereiro de 2014, a partir das 14:00 horas, para deliberarem sobre os seguintes assuntos: 1 – Relatório de Gestão Fiscal, exercício de 2013 2 – Cumprimento das metas fiscais relativo ao 3º quadrimestre do exercício de 2013 3 – Elaboração do projeto de lei dispondo sobre as Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2015. AUDIENCIA PÚBLICA A Secretária Municipal da Saúde, convida toda a comunidade para participar da audiência publica a ser realizada na Câmara Municipal, dia 28 de Março de 2014, a partir das 15:00 horas. Design e Diagramação: OrienteSP Soluções Digitais CNPJ 17.592.268/0001-56 I. M. 22/2013 www.orientesp.com.br R. Rodolfo Miranda, 345 (14) 9795-0322
  • TRIBUNA REGIONAL 15 à 31 de Janeiro de 2014 - Página 3 Conselho Tutelar sofre implementação Visando prover melhores condições de trabalho, as melhorias são de proporções sem precedentes O trabalho das conselheiras tutelar da cidade de Oriente passará a contar com melhor estrutura nos próximos dias, a atual administração buscou recursos através de parcerias e convênios que proporcionará ao conselho novas ferramentas de trabalho. A maior conquista, dentre elas, é a aquisição de um veículo próprio dedicado aos trabalhos do Conselho Tutelar. A conquista já tivera sido anunciada pelo prefeito Dado em seu perfil de uma rede social já no ano passado onde, em Brasília, o mesmo assinou um convênio junto ao Governo Federal no Ministério dos Direitos Humanos, dia 14 de outubro. A conquista é proveniente das inúmeras idas do prefeito à Brasília e o bom relacionamento que o mesmo tem mantido com o Governo Federal e deputados federais, no caso, Arlindo Chinaglia. No convênio em questão, o Conselho Tutelar também receberá investimentos infraestrutura, novos computadores, impressora, bebedouro, geladeira e frigobar. Segundo o prefeito Dado, esta conquista reflete um momento político ímpar no governo da cidade “estamos estabelecendo parcerias que há muito tempo não eram feitas em nossa cidade, há quase dez anos nossa cidade não recebia recursos federais e com muito trabalho conseguimos reverter este quadro. As conquistas para o Conselho Tutelar são outro exemplo disso, é o maior investimento que este órgão já teve desde sua fundação” – disse o prefeito. O Conselho Tutelar é composto por cinco membros, eleitos pela comunidade para acompanharem as crianças e adolescentes e decidirem em conjunto sobre qual medida de proteção para cada caso. Devido ao seu trabalho de fiscalização a todos os entes de proteção (Estado, comunidade efamília). A autonomia do Conselheiro funcional não é absoluta. No tocante às decisões, estas devem ser tomadas de forma colegiada por no mínimo três Conselheiros. No tocante a questões funcionais: fiscalização do cumprimento de horário de trabalho e demais questões administrativas o Conselheiro tem o dever da publicidade ao órgão administrativo ao qual vincula o Conselho Tutelar, assim como é dever e função do CMDCA - Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - fiscalizar a permanência dos pré-requisitos exigidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA - aos Conselheiros Tutelares, em especial o da idoneidade moral e residência no município, podendo suspender ou mesmo pelo voto de censura demitir Conselheiro que comprovadamente, em processo que assegure direito de defesa e contraditório, e pelo voto da maioria dos Conselheiros (sugerindo-se 2/3 dos membros para maior segurança da deliberação) perca os pré-requisitos. Uma vez eleito, o Conselheiro pode assim ser cassado pelo CMDCA se não mantiver os critérios de residência na localidade e reconhecida idoneidade moral. Conhecer os direitos da criança e do adolescente não é pré-requisito para candidatura a Conselheiro Tutelar. Desconhecê-los porém pode ser motivo para cassação de Conselheiro eleito e em exercício de mandato. Logo, uma vez eleito, o Conselheiro tem o dever de aprender e conhecer profundamente os direitos da Criança e do Adolescente aos quais tem a função de zelar. Para ser Conselheiro Tutelar, a pessoa deve ter mais de 21 anos, residir no município e possuir reconhecida idoneidade moral, mas cada município pode criar outras exigências para a candidatura a Conselheiro, como carteira nacional de habilitação ou nível superior. Há controvérsia sobre isso, havendo entendimento majoritário de que o Município não pode acrescentar critérios aos já estabelecidos pelo legislador federal. A importância e o investimento do Governo Municipal para com o Conselho Tutelar não para por ai, a Prefeitura está preparando também uma nova sede que funcionará no centro da cidade. A casa que antes abrigava o cartório da cidade já fora locada pela prefeitura e estará sendo adaptada e reformada para a atuação do Conselho Tutelar. “Mesmo sendo um órgão independente, o trabalho do Conselho Tutelar é de grande importância para toda a sociedade” – explica o prefeito. Agora com sede nova, carro novo, computadores e impressora, geladeira, frigobar, bebedouro e muitas outras novas conquistas o Conselho Tutelar de Oriente terá novas ferramentas e melhores condições para desempenhar este importante trabalho em defesa dos direitos e proteção de nossas crianças e adolescentes. Prefeitura lança Curso de Costura para Iniciantes Com vagas limitadas, o curso custeado pelo município servirá como iniciação à Escola de Moda A segunda turma da Escola de Moda em Oriente inicia suas atividades no próximo dia 10. As instrutoras Vera e Mércia foram treinadas e capacitadas em treinamento específico e direcionado para a Escola de Moda que oferece em Oriente já iniciaram a preparação das aulas da nova turma. O pré-requisito para adentrar na Escola de Moda é ter noções básicas de costura, pensando nisso, o Fundo Municipal de Solidariedade com o apoio da Prefeitura Municipal criou o Curso de Costura para Iniciantes. Segundo a presidente do Fundo Municipal de Solidariedade, Tati Pilon, o curso servirá de iniciação para o Curso da Escola de Moda “tivemos muita procura para o curso da Escola de Moda e para participar a pessoa tem que possuir conhecimentos básicos de costura por isso criamos o curso para iniciantes, é um curso de cinco meses totalmente gratuito custeado pela prefeitura que servirá de base para as futuras alunas do curso da Escola de Moda, assim as turmas de terão um nível de aprendizado maior e um conhecimento de costura de nível profissionalizante” – afirmou. Das alunas egressas da tur- ma do ano passado, algumas delas já exercem atividades remuneradas no ramo de costura. Este segmento da indústria teve no ano passado o crescimento de 3,6 % na geração de emprego segundo estudos da Fundação Getúlio Vargas. Em Oriente, existe uma empresa de médio porte que fabrica e comercializa confecções para toda a região. Segundo um dos administradores da empresa, o déficit de mão de obra especializada é um grande fator de impedimento para o crescimento do setor “temos aqui em Oriente, maquinário suficiente para dobrarmos ou até triplicarmos nossa produção porém encontrar mão de obra qualificada está sendo um dos nossos desafios para o crescimento” afirmou o empresário. As inscrições para o Curso de Costura para Iniciantes devem ser feitas pessoalmente no Fundo Social de Solidariedade que funciona junto à Secretaria Municipal de Promoção Social na Rua Mário Reis, 183. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (14) 3456-2042. por Sérgio C. S. Jr. sergio@orientesp.com.br
  • TRIBUNA REGIONAL 15 à 31 de Janeiro de 2014 - Página 4 Licitação por pregão é economia para o município O projeto de Lei proposto pelo prefeito Dado e aprovado pela Câmara Municipal institui que as licitações realizadas em Oriente serão em modalidade de Pregão Licitação é o procedimento administrativo formal para contratação de serviços ou aquisição de produtos pelos entes da Administração Pública direta ou indireta, no Brasil, para licitações por entidades que façam uso da verba pública, o processo é regulado pela lei nº 8666/93. Antigamente as licitações eram feitas em Oriente através de “abertura de envelopes” onde cada empresa que se propunha a prestar o serviço ou fornecer os produtos necessários fazia um orçamento dos mesmos e o me- Por causa da Copa, calendário escolar inicia mais cedo As aulas da EMEIF “Elza Cavadas Reis”, por exemplo, começam 27 de janeiro Os reflexos da Copa do Mundo que inicia em junho são notados na maioria dos calendários e cronogramas institucionais. O fenômeno pode ser observado na maioria das universidades e escolas como é o caso da EMEIF “Elza Cavadas Reis” que iniciará as aulas no dia 27 de janeiro. Em entrevista, a secretária da educação Ana Beatriz Alves comenta sobre as alterações no calendário escolar “grande parte das instituições de ensino estão se adequando ao calendário da Copa do Mundo no Brasil, aqui em Oriente não está sendo diferente. O motivo da mudança se deu por autorização legislativa dentro das competências institucionais de nossa instituição e também para evitar a evasão escolar assim como melhorar a organização interna dos colaboradores. Em geral não são grandes mudanças, o início das aulas que se deu mais cedo do que de costume nos outros anos e alguns dias de jogos do Brasil que os alunos poderão estar com suas famílias. Creio que muitas empresas e outros segmentos (como o comércio) também adotarão esta maneira de trabalho” – esclareceu a secretária. Para o prefeito Dado as alterações não surtirão efeito na qualidade do ensino “as horas-aula estipuladas por lei serão cumpridas e o calendário escolar foi cuidadosamente preparado pelos profissionais da educação. Nenhuma alteração que influencie no rendimento das aulas foi feita, nossas crianças terão um ano letivo normal” – afirmou o prefeito Dado ao Jornal Tribuna. Universidades de Marília e região também tiveram seu cronograma alterado, no caso da Unimar, que é a universidade de maior número de estudantes orientenses, as aulas iniciarão dia 3 de fevereiro. lhor preço vencia a licitação. Agora em Oriente o processo de licitação é feita na modalidade Pregão, segundo o Ministério Público Federal o pregão é um aperfeiçoamento do regime de licitações para a Administração Pública Federal. Esta nova modalidade possibilita o incremento da competitividade e a ampliação das oportunidades de participação nas licitações, contribuindo para o esforço de redução de despesas de acordo com as metas de ajuste fiscal. O pregão garante economias imediatas nas aquisições de bens e serviços, em especial aquelas compreendidas nas despesas de custeio da máquina administrativa federal. Essa modalidade permite ainda maior agilidade nas aquisições, ao desburocrati- zar os procedimentos para a habilitação e o cumprimento da sequência de etapas da licitação. Em outras palavras, o pregão é um “leilão ao contrário” que se dá num evento aberto à população onde a prefeitura anuncia item a item o produto e/ou serviço que se propõe a comprar e as empresas presentes dão seu preço, a empresa que tiver o menor preço fornecerá o produto e/ou serviço que a prefeitura está se propondo a comprar. Mais uma licitação por pregão foi feita nesta quarta-feira (22). Segundo o pregoeiro Paulo Cesar Franco “esta nova forma de compra é uma grande inovação, todos saem ganhando, a prefeitura vai economizar um bom dinheiro com isso”. Para o Secretário da Saúde Tiago Parra a e economia foi surpreendente “alguns itens conseguimos até pela metade do preço que tínhamos antes”. Estima-se que a Prefeitura Municipal economize cerca de 30% porém como as negociações não forma encerradas ainda não se tem um número exato. Para o prefeito Dado Moris “esta foi uma das primeiras coisas que tomamos providência em nossa genstão, a modalidade pregão é mais democrática, transparente e gera economia ao município, esta é uma maneira de demonstrar respeito ao dinheiro público”. O aperfeiçoamento da legislação sobre licitações, com o estabelecimento do Pregão, é ação prevista no Programa Redução de Custos. Este Programa vem implementando um conjunto articulado de medidas voltadas para a modernização dos processos de compra e contratação, a introdução de controles gerenciais de custo e a aplicação de tecnologias da informática nas licitações. A revisão da legislação e das normas é diretriz para a viabilização das mudanças na área de licitações e o cumprimento das metas de redução de custos do Programa. A ideia simples e inovadora de estabelecer uma competição mais acirrada pelo menor preço em licitações favorece a Administração Pública, os fornecedores e a sociedade, que tem como exercer maior controle sobre as contratações realizadas. É o máximo por menos. por Sérgio C. S. Jr. sergio@orientesp.com.br Aberta as inscrições para o curso da Escola de Beleza Com total gratuidade, o curso de assistente de cabelereiro possui vagas limitadas Material e apostilas já foram adquiridos e aguardam o início das aulas Uma parceria inédita entre os Fundos Sociais de Solidariedade (Estadual e Municipal) trouxe para Oriente um dos principais projetos de qualificação profissional da atualidade: A Escola de Beleza. A primeira turma a ser aberta será o de Assistente de Cabelereiro. O curso é de total gratuidade e os interessados devem procurar o Fundo Municipal de Solidariedade que funciona junto à Secretaria Municipal de Promoção Social na Rua Mário Reis, 183 ou pelo telefone (14) 34562042. O Fundo Estadual de Solidariedade é um órgão governamental vinculado à Casa Civil e é dirigido pela primeira dama do estado, Lú Alckmin, sua administração exercita a solidariedade educativa, criando programas e ações visando o resgate da digni- dade humana, a capacitação profissional, a geração de renda e emprego. Para tanto, são articuladas ações e a ampliação de parcerias com a iniciativa privada, órgãos do governo e com a sociedade civil. São políticas governamentais apoiadas por empresas que têm a consciência da responsabilidade social na contribuição para a redução das desigualdades sociais. O Fundo Social de Solidariedade atua na Capital, em 2.500 entidades cadastradas e no Interior, através dos Fundos Municipais de Solidariedade. Em Oriente, o Fundo Municipal de Solidariedade é gerido pela primeira dama, Tati Pilon, da qual mantém boas relações entre a primeira dama do estado. No ano passado, as duas se reuniram diversas vezes para discutir projetos e estratégias governamentais para a área social. Em entrevista, a primeira dama Tati esclareceu algumas diretrizes “estive, no ano passado, reunida com a primeira dama do estado e outras primeiras damas e está cada vez mais clara a nossa identidade como Fundo Social e nossa atuação, antigamente o Fundo Social era muito associado ao assistencialismo, as pessoas que precisavam de ajuda nos procuravam para que pudéssemos ajuda-las. Mas com o passar do tempo começamos à perceber que estas mesmas pessoas não conseguiam vencer a miséria, foi quando mudamos nosso perfil de atuação, o Fundo Social não somente ajuda as pessoas necessitadas de alimentos e outras necessidades mas também traz para essas e outras pessoas a possibilidade de se qualifi- car profissionalmente e voltar para o mercado de trabalho. Com cursos como a Escola de Beleza e Escola de Moda, e outros também, as pessoas podem passar a exercer atividades que geram renda e passo-a-passo vão deixando a condição de ‘ajudado’ e passa a ser uma ‘ajudadora’. E é muito interessante este processo, eu me sinto feliz em fazer parte disso, a cada pessoa que nos procura e diz que está ganhando dinheiro com as atividades aprendidas nos cursos oferecidos pelo Fundo é como se fosse uma vitória para nós, na verdade é uma grande vitória não só para nós, é também uma vitória para a própria pessoa e, consequentemente, para a comunidade como um todo. por Sérgio C. S. Jr. sergio@orientesp.com.br
  • TRIBUNA REGIONAL 1 à 31 de Dezembro de 2013 - Página 5 Nova UBS de Oriente será no Jardim Dona Elvira Estudos de crescimento demográfico e atividades da Zona Rural indicaram o local Liberada mais uma academia ao ar livre em Pompeia Projetos de construção estão sendo analisados A construção da terceira Unidade de Saúde de Oriente, anunciada no ano passado está em fase de projetos. Segundo informações não oficiais, estudos de crescimento demográfico e atuação da Zona Rural será os fatores principais que pesarão na escolha do local. Quando entrevistado sobre o assunto, o secretário da saúde Tiago Parra Labigalini afirmou estar estudando os locais mais adequados mas não revelou onde exatamente será a nova unidade “estamos analisando vários fatores, uma construção como esta demanda todo um estudo antecipado, o próprio prefeito também está acompanhando pessoalmente todo o processo de decisão e junto com outros profissionais estão fazendo levantamentos. A localização geográfica de uma unidade de saúde deve ser estrategicamente pensada” – afirmou. O prefeito Dado, em entrevista ao Jornal Tribuna, revelou alguns projetos para a saúde “nossa administração prioriza setores como o da saúde, temos que pensar em toda a população e estabelecer estratégias para o atendimento, o investimento em saúde desta administração será o maior que a cidade já viu” – revelou o prefeito. No ano passado, a atual administração firmou convênios que proporcionou a ampliação da sala de emergência do PSF I, reformou e ampliou o atendimento do ESF “Dr. Murilo Senne”, ampliou a frota de ambulâncias e carros de assistência médica e adquiriu com recursos próprios mais uma ambulância que agilizou toda a logística emergencial da cidade. Dentre os veículos, destaca-se um veículo de passeio com ar condicionado destinado exclusivamente para o transporte de paciente para hemodiálise e uma van que servirá para transportar pacientes para exames de rotina. Toda esta ampliação da frota demandará inclusive a contratação de mais motoristas “nossa frota como um todo quase quadruplicou desde que iniciamos nossa administração, a contratação de motoristas será necessária portanto não é de se descartar que teremos que fazer concurso para contratação de funcionários, faremos tudo dentro dos procedimentos legais” – concluiu o prefeito. A expectativa é que a construção inicie ainda neste semestre. DHS atende provisoriamente em novo endereço Visando promover a qualidade de vida e bem-estar da população pompeense, o prefeito Oscar Yasuda batalhou e conquistou recursos para a implantação de uma academia ao ar livre em Pompeia. O recurso é oriundo do Deputado Estadual Barros Munhoz (PSDB/SP) que vem trabalhando em conjunto com a administração com o objetivo de levar o melhor aos pompeenses. Informações dão conta na Praça Jesus Maria, no Tufic Baracat e na Vila Paulina”, lembra. Para ele, é muito importante as pessoas terem locais para se manterem saudáveis e passarem momentos especiais de recreação, “a gente só pede que as pessoas do bem nos ajude a conservar, afinal, todos nós somos os donos, dessa forma poderemos usufruir das nossas conquistas”, finalizou. que a prefeitura municipal estuda implantar a academia ao ar livre no Núcleo Bandeirantes. Entretanto, está sendo feito um levantamento quanto ao local, para que os moradores possam ter um amplo e tranqüilo acesso a academia. O prefeito Oscar Yasuda comemora a conquista e destaca que essa é quinta academia ao ar livre de Pompeia, “nós temos no Jardim das Esmeraldas, Praça do Idoso no Jardim Guimarães é garantida para Pompeia A parceria prefeito Oscar Yasuda e Deputado Estadual Barros Munhoz (PSDB/ SP) vem gerando bons frutos para Pompeia. No início de 2014, mais uma conquista importante foi oficializada. Trata-se da segunda Praça do Idoso para Pompeia. Tudo foi acertado e o prefeito Oscar Yasuda assinou o convênio que libera de vez os recursos. “A gente se alegra, afinal é uma conquista bastante re- Pompeia já conta com uma Praça do Idoso no Núcleo Olmira Pereira de Carvalho, ao lado do Centro Dia “Thereza Sperandio Moro” e é muito bem freqüentada e usufruída pelos nossos idosos. Quem comemora essa conquista é a primeira-dama Elizete C. Yasuda, “fiquei muito feliz, pois é mais uma opção para nossos idosos, afinal trabalhamos para o bem de cada um deles”, disse. levante, pois além de promover a descontração e a recreação, tem toda a parte da saúde aos nossos idosos que ganham em bem-estar e qualidade de vida”, explica o prefeito Oscar. A Praça do Idoso deverá ser implantada nas redondezas do Jardim Guimarães, segundo comenta o prefeito Oscar, “a gente está analisando e aquele local parece ser o mais adequado para instalarmos a Praça nesse momento”, disse. EXTRATO DE ADITAMENTO DE CONTRATO PROCESSON°01/2011 – CONVITE N° 01/2011 CONTRATANTE: CÂMARA MUNICIPAL DE ORIENTE O DHS (Departamento de Higiene e Saúde) mudou de endereço provisoriamente, e agora está atendendo na Rua José de Moura Resende, no Centro de Pompeia. O motivo da mudança se dá por conta de uma reforma no prédio que funciona na Rua Quintino Bocaiúva, no bairro Flândria, ao lado do Centro de Fisioterapia. “O prédio é antigo, tem mais de trinta anos de construção e chega uma hora que é necessário realizar reparos visando a comodidade e principalmente a segurança das pessoas que lá trabalham e que são atendidas diaria- mente”, explica o Superintendente do DHS Vitor Simões. Vitor também comenta que apesar da mudança de endereço, o DHS continua atendendo normalmente como antes e que os telefones continuam o mesmo (34052828). CONTRATADO: A. DE LIMA RODRIGUES - ME OBJETO: PUBLICAÇÃO DE ATOS OFICIAIS VALOR: R$ 6,00 CM DA COLUNA COLORIDA E R$ 4,00 O CM DA COLUNA PRETA E BRANCO PRAZO: 28/11/2013 A 28/11/2014. ORIENTE, 28 DE NOVEMBRO DE 2013. DANIEL HENRIQUE MORIS - PRESIDENTE
  • TRIBUNA REGIONAL 15 à 31 de Janeiro de 2014 Página 6 Autorizado recurso para construção de creche-escola no Lacombe O prefeito Oscar Yasuda anunciou logo no início do ano um verdadeiro pacotão de recursos que serão investidos em obras e realizações que beneficiarão Pompeia e a sua gente. Prefeitura intensifica a limpeza de boca de lobo A prefeitura municipal de Pompeia realizou durante toda a semana um intenso trabalho de limpeza das bocas de lobos de vários pontos da Cidade. Em parceria com o Deputado Barros Munhoz (PSDB/ SP), grande amigo e parceiro, o prefeito Oscar assinou o convênio que libera R$1.570.000,00 (um milhão quinhentos e setenta mil reais), para a construção de uma nova creche-escola em Pompeia, especificamente no Núcleo Octávio Cavalcanti Lacombe. Resumindo. Está tudo oficialmente acertado e em breve, as obras para a construção da nova creche serão iniciadas. Para o prefeito Oscar Yasuda, a construção da creche -escola vem numa boa hora e destaca, “será de muita qualidade e atenderá perfeitamente as nossas crianças (...) trata-se de um benefí- cio enorme para as famílias pompeenses, principalmente para aquelas que trabalham e precisam de um apoio na hora de cuidar de seus filhos”, disse. Além de um novo prédio confortável e seguro, os recursos contemplam novos móveis, aparelhos e utensílios, portanto tudo será nova e de muita qualidade. Muitos “bueiros” estavam completamente entupidos de sujeitas e vários objetos foram encontrados: sa- colas, garrafas pets, latas, madeiras e até pedaços de móveis. De acordo com o setor responsável, a prefeitura sempre realizou esse tipo de trabalho e que por estarmos numa época do ano em que as chuvas fortes são decorrentes, esse tipo de serviço se torna mais intenso. A prefeitura ainda pede para que a população colabore e não jogue lixo e ou objetos nas bocas de lobo. Quando se entope os bueiros, a água não escoa como deveria e acaba voltando, causando alagamentos e grandes transtornos para as pessoas. Abertas inscrições para ISO 9001:2008 o Programa Ação Jovem ACE de Pompeia consegue O CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) comunica que está aberto o prazo para inscrições do Programa Ação Jovem em Pompeia. Os interessados devem procurar o CRAS, que fica na Arena Esportes & Eventos, no Núcleo JK, e atende das 8 às 17 horas. O Programa Ação Jovem atende jovens entre 15 a 24 anos de idade e que freqüentam a escola. O integrante do programa recebe uma bolsa de R$ 80,00 todos os meses. O Programa objetiva promover a inclusão social de jovens, mediante a transfe- rência de renda como apoio financeiro temporário para estimular a conclusão da escolaridade básica e a oferta de atividades complementares, com foco na preparação para o mercado de trabalho. CRAS atualiza cadastro do CadÚnico o benefício ou participam do programa que não realizaram sua inscrição devem procurar o CRAS, com documentos de todos os membros da família, de segunda à quintafeira, das 8h às 16 horas. O CadÚnico é obrigatoriamente utilizado na seleção de beneficiários de programas sociais do Governo Fe- deral, como o Bolsa Família, por exemplo. O telefone do CRAS é (14) 3405-2940 para obter mais informações sobre o cadastramento, que é obrigatório. Mais informações pelo telefone 3452 2940 ou na sede do CRAS, que está funcionando na Arena de Esportes & Eventos. O CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de Pompeia já está à disposição para o recadastramento do Cadastro Único – CadÚnico. Os integrantes que recebem normatização pelo 3º ano Depois de oito horas de auditoria interna, a Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Pompeia, conseguiu pelo terceiro ano consecutivo, a normatização ISO9001:2008, o que não é comum entre as associações comerciais do Brasil. “Não é difícil conseguir a normatização”, disse o presidente da entidade, Alair Mendes Fra- goso. “O difícil é manter”, resumiu o dirigente ao elogiar a performance da entidade nos últimos anos, que vem adotando a normatização em todos os procedimentos administrativos da entidade. “Não só ajuda como estimula a organização interna”, explicou o dirigente que instituiu o programa na entidade. Com as análises do consultor Ro- gério de Aveiro, todos os procedimentos desenvolvidos pela entidade nas áreas de: compras, convênios, certificação digital, marketing, jurídico, Recursos Humanos e todo o sistema de gestão da qualidade, os detalhes foram apresentados pelos responsáveis e avaliados. “Naturalmente ficamos apreensivos, mas de uma maneira menos tensa do que nos anos anteriores”, comentou Valdenice Aparecida Lacerda Valderramas, gerente administrativa da entidade, que contou com a participação da futura presidente da entidade Marineves da Silva Barros Souza, que acompanhou toda a auditoria. “Ela já participou de algumas ações, mas é importante que ela verifique como funciona”, comentou a gerente.
  • TRIBUNA REGIONAL 15 à 31 de Janeiro de 2014 Página 7 Prefeito Oscar garante aquisição de novos veículos para Pompeia Escavadeira hidráulica é a nova conquista do prefeito Oscar O prefeito Oscar Yasuda conquistou mais um importante recurso para Pompeia. Foi assinado na Caixa Econômica Federal em Bauru e Secretária do Planejamento, convênio de R$ 320 mil para aquisição de uma nova escavadeira hidráulica. De acordo com o prefeito Oscar, trata-se de uma relevante conquista, “hoje o nosso Município tem uma alta de- O prefeito Oscar Yasuda começou 2014 com tudo e assinou vários convênios importantes para Pompeia e a sua gente. Um deles é a garantia de R$ 350 mil em recursos para a aquisição de trator e implementos agrícolas. Também foi garantida a aquisição de um novo microônibus e um novo veículo para o Conselho Tutelar. “A gente sabe da importância de oferecer um serviço de qualidade aos nossos mo- radores da zona rural e isso passa pela aquisição de novas máquinas e implementos”, disse o prefeito Oscar sobre o trator. Com relação ao microônibus e o veículos, o prefeito Oscar destaca, “irão colaborar na prestação do serviço que já é muito bem feito hoje em dia na nossa Cidade”. Esses recursos foram intermediados pelo Deputado Federal Arlindo Chinaglia (PT/ SP), que vem trabalhando em conjunto com Pompeia e sempre ajudando o Município. Também teve uma importante colaboração da vereadora Fátima Cavalieri (PP). “A gente tem parceiros com quem pode sempre contar, o Arlindo Chinaglia e a vereadora Fátima são alguns deles, parceiros e amigos de nossa gente”, finalizou o prefeito Oscar. manda de serviços que exigem essas máquinas modernas, por isso com a chegada dessa nova escavadeira, além de desafogar a quantidade, aumenta a qualidade de nossos trabalhos”, disse. Esse recurso foi conquistado pelo prefeito Oscar por meio do Deputado William Dib (PSDB/SP), que também vem trabalhando lado a lado com o Governo de Pompeia. “O Dib sempre está de braços abertos quando se trata de ajudar Pompeia, e não tenho dúvidas que continuará se esforçando, assim como a gente, pelo bem de nossa população”, finalizou o prefeito Oscar. A nova máquina deve chegar nos próximos dias para ficar à disposição da prefeitura municipal e da população. OBRAS Importante trecho do Centro de Pompeia será modernizado Pompeia está evoluindo e se modernizando graças aos investimentos do prefeito Oscar Yasuda, que assinou convênio liberando R$ 150 mil (cento e cinqüenta mil reais) para a modernização de um importante trecho do Centro da Cidade. Trata-se da Avenida Expedicionários de Pompeia e da Rua Francisco Marques Beato (Rua da antiga FEPASA) que ganharão novos traços e aspectos, ficando mais modernas e bonitas. De acordo com o prefeito Oscar Yasuda, toda a iluminação da Avenida Expedicionários será mudada, além da construção de um acesso mais seguro para a via – expressa (próximo do pelotão da polícia militar, na confluência da Rua Taquari). Já na Rua Francisco Marques Beato, algumas mudanças significativas deverão ocorrer no local, que ficará muito mais iluminado e bonito, principalmente nas proximidades onde acontece todas as semanas a popular “feirinha”. O recurso é uma parceria importante com o Deputado Estadual Reinaldo Alguz (PV/SP). “A gente só tem que agradecer ao Deputado Alguz pela parceria com Pompeia, porque todas as vezes que vamos ao seu Gabinete solicitar a sua colaboração, ele sempre nos atende muito bem e nos ajuda, porque também gosta de nossa cidade e nossa gente”, destaca o prefeito Oscar. Escola de Beleza será inaugurada dia 28 em Pompeia O ECAP (Espaço de Capacitação Profissional) idealizado pelo prefeito Oscar Yasuda e a Primeira-Dama Elizete C. Yasuda está crescendo e se tornando cada vez mais forte em Pompeia. No dia 28 de janeiro, terça-feira, acontecerá a aula inaugural do ECAP Flândria, que funcionará na antiga sede da DEC (Divisão de Educação e Cultural), na Rua Moysés Ferreira Martins, ao lado do Projeto Tempo Útil. Também começa a valer a chamada “Escola Beleza”, mais uma conquista muito importante para Pompeia. Serão oferecidos cursos de capacitação de forma gratuita, relacionado ao cabelo e moda. Para a primeira-dama Elizete, essa inauguração é mais um marco para Pompeia, “a gente está dando um passo muito relevante, pois a Escola de Beleza, bem como o ECAP, levam a profissionalização e geram oportunidades”. Elizete completa, “estamos construindo um grande legado, deixando a marca do conhecimento, que é o maior e melhor investimento nas pessoas”. Inscrições abertas As inscrições para o ECAP e a Escola de Beleza já estão abertas. São inúmeros cursos de profissionalizantes, que tem como objetivo oferecer uma oportunidade ao pompeense crescer e transformar. O interessado pode entrar em contato com o ECAP pelo telefone (14) 34522509, conhecer os cursos e fazer a sua inscrição.
  • Felipe Viana Padovan (17/01) Ari Santos (25/01) Bruna Pedroso (21/01) Guilherme Neves 24/01 Parabéns aos Aniversariantes Saulo Nogueira (22/01) Juliard Peres (23/01) Leo, Evaristo, Heraldo e Burca. Nada como tomar uma gelada pra descontrair depois de um dia de trabalho Jean Lucas Santos (21/01) Felipe Zampronio (24/01) Daniel Moris, Guto Lobato e Enedino curtindo as festividades de Oriente. Um close para a coluna Fash Neno Edinho e Juliana. Descontração de um momento em família
  • Grave acidente deixa oito pessoas feridas Acidente foi na entrada de Oriente. Chovia muito. Entre as vítimas, estavam duas crianças Um grave acidente ocorrido na manhã do dia 13, na rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), entrada de Oriente, deixou um saldo de sete pessoas feridas, inclusive duas crianças. O caso mais complicado foi de um dos motoristas que ficou preso nas ferragens durante mais de meia hora já que as pernas dele ficaram presas nas ferragens. As causas da colisão ainda serão apuradas pela polícia. De acordo com informações PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE colhidas no local, o condutor de uma Santana Quantun, placas de Jaú, fazia o trevo de Oriente (o primeiro, vindo de Marília) e acabou cortando a frente do outro veículo, um importado Picanto (Kia), placas de São Simão, que Dotação Inicial até Março até Abril até Maio até Junho até Julho até Agosto até Setembro até Outubro até Novembro até Dezembro 2 PREFEITURA MUNICIPAL DE 01 TESOURO 00 Recursos Ordinarios 110 000 GERAL 3 1 PESSOAL E ENCARG 3 2 JUROS E ENCARGOS 3 3 OUTRAS DESPESAS 2.871.500,00 239.291,67 478.583,34 717.875,01 957.166,68 1.196.458,35 1.435.750,02 1.675.041,69 1.914.333,36 2.392.916,70 2.632.208,37 2.871.500,00 6.666,68 8.333,35 10.000,02 13.333,36 15.000,03 16.666,70 18.333,37 20.000,00 566.166,68 707.708,35 849.250,02 990.791,69 1.132.333,36 1.273.875,03 1.415.416,70 1.556.958,37 1.698.500,00 19.218,33 38.436,66 57.654,99 76.873,32 96.091,65 115.309,98 134.528,31 153.746,64 172.964,97 192.183,30 211.401,63 230.620,00 7.500,00 15.000,00 22.500,00 30.000,00 37.500,00 45.000,00 52.500,00 60.000,00 67.500,00 75.000,00 82.500,00 90.000,00 77.380,00 6.448,33 12.896,66 19.344,99 25.793,32 32.241,65 38.689,98 45.138,31 51.586,64 58.034,97 64.483,30 70.931,63 77.380,00 10.000,00 833,33 1.666,66 2.499,99 3.333,32 4.166,65 4.999,98 5.833,31 6.666,64 7.499,97 8.333,30 9.166,63 10.000,00 AMORTIZAÇÃO DA D 9 5.000,01 424.625,01 90.000,00 6 9 3.333,34 283.083,34 INVESTIMENTOS 4 1.666,67 141.541,67 230.620,00 4 11.666,69 2.153.625,03 20.000,00 1.698.500,00 4 lâncias de Oriente que foram as primeiras a chegar ao local. (fonte: Visão Notícias) Fotos: Sérgio C. S. Jr. Cronograma de Execução Mensal de Desembolso Prefeitura Municipal de Oriente Desembolsos Mensais Acumulados até Feveiro ainda está qualificando as vítimas e também em que veículo estavam. O Corpo de Bombeiros mobilizou diversas viaturas, entre Resgate e Salvamento, além da mobilização do SAMU (inclusive UTI Móvel) e também ambu- Page 1 of 6 II - Cronograma de Execução Mensal de Desembolso até Janeiro seguia no sentido interior-capital. Chovia muito na hora do acidente. Todos os ocupantes dos dois veículos sofreram ferimentos, alguns com gravidade, inclusive duas crianças. A Polícia Rodoviária RESERVA DE CONTI PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE 120 000 ALIENAÇÃO DE BENS 4 4 6 Page 4 of 6 II - Cronograma de Execução Mensal de Desembolso INVESTIMENTOS 4 AMORTIZAÇÃO DA D Desembolsos Mensais Acumulados Dotação Inicial 10.000,00 833,33 1.666,66 2.499,99 3.333,32 4.166,65 4.999,98 5.833,31 6.666,64 7.499,97 8.333,30 9.166,63 10.000,00 98.000,00 8.166,67 16.333,34 24.500,01 32.666,68 40.833,35 49.000,02 57.166,69 65.333,36 73.500,03 81.666,70 89.833,37 98.000,00 366.000,00 30.500,00 61.000,00 91.500,00 122.000,00 152.500,00 183.000,00 213.500,00 244.000,00 274.500,00 305.000,00 335.500,00 366.000,00 780.000,00 65.000,00 130.000,00 195.000,00 260.000,00 325.000,00 390.000,00 455.000,00 520.000,00 585.000,00 650.000,00 715.000,00 780.000,00 até Janeiro até Feveiro até Março até Abril até Maio até Junho até Julho até Agosto até Setembro até Outubro até Novembro até Dezembro 210 000 EDUCAÇÃO INFANTIL 3 1 PESSOAL E ENCARG 3 3 4 3 205.000,00 17.083,33 34.166,66 51.249,99 68.333,32 85.416,65 102.499,98 119.583,31 136.666,64 153.749,97 170.833,30 187.916,63 73.333,34 110.000,01 146.666,68 183.333,35 220.000,02 256.666,69 293.333,36 330.000,03 366.666,70 403.333,37 440.000,00 16.666,67 33.333,34 50.000,01 66.666,68 83.333,35 100.000,02 116.666,69 133.333,36 150.000,03 166.666,70 183.333,37 70.000,00 80.000,00 90.000,00 100.000,00 110.000,00 120.000,00 1.666,67 3.333,34 5.000,01 6.666,68 8.333,35 10.000,02 11.666,69 13.333,36 15.000,03 16.666,70 18.333,37 20.000,00 125,00 250,00 375,00 500,00 625,00 750,00 875,00 1.000,00 1.125,00 1.250,00 1.375,00 1.500,00 1.083,33 2.166,66 3.249,99 4.333,32 5.416,65 6.499,98 7.583,31 8.666,64 9.749,97 10.833,30 11.916,63 13.000,00 1.250,00 2.500,00 3.750,00 5.000,00 6.250,00 7.500,00 8.750,00 10.000,00 11.250,00 12.500,00 13.750,00 15.000,00 20.000,00 3 1.666,67 3.333,34 5.000,01 6.666,68 8.333,35 10.000,02 11.666,69 13.333,36 15.000,03 16.666,70 18.333,37 20.000,00 OUTRAS DESPESAS 200.000,00 1.493.000,00 124.416,67 248.833,34 373.250,01 497.666,68 622.083,35 746.500,02 870.916,69 995.333,36 1.119.750,03 1.244.166,70 1.368.583,37 1.493.000,00 3 3 OUTRAS DESPESAS 220 011 ENSINO MÉDIO - ALIM.E INVESTIMENTOS 3 310 000 SAÚDE–GERAL 1 60.000,00 15.000,00 3 205.000,00 36.666,67 200.000,00 4 50.000,00 220 009 ENSINO PRÉ-ESCOLA - 440.000,00 3 40.000,00 INVESTIMENTOS OUTRAS DESPESAS 4 30.000,00 13.000,00 PESSOAL E ENCARG 3 4 20.000,00 20.000,00 4 10.000,00 220 007 EJA - ALIMENTAÇÃO ES 220 000 ENSINO FUNDAMENTAL 1 OUTRAS DESPESAS 1.500,00 INVESTIMENTOS 3 3 120.000,00 OUTRAS DESPESAS 4 3 3 OUTRAS DESPESAS 220 013 CRECHE - ALIM.ESCOLA PESSOAL E ENCARG 3 PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE Page 2 of 6 3 OUTRAS DESPESAS 220 014 AEE - ALIM. ESCOLAR 3 3 OUTRAS DESPESAS II - Cronograma de Execução Mensal de Desembolso 2.000,00 166,67 333,34 500,01 666,68 833,35 1.000,02 1.166,69 1.333,36 1.500,03 1.666,70 1.833,37 2.000,00 836.843,00 69.736,92 139.473,84 209.210,76 278.947,68 348.684,60 418.421,52 488.158,44 557.895,36 627.632,28 697.369,20 767.106,12 836.843,00 242.000,00 20.166,67 40.333,34 60.500,01 80.666,68 100.833,35 121.000,02 141.166,69 161.333,36 181.500,03 201.666,70 221.833,37 242.000,00 181.157,00 15.096,42 30.192,84 45.289,26 60.385,68 75.482,10 90.578,52 105.674,94 120.771,36 135.867,78 150.964,20 166.060,62 181.157,00 50.000,00 4.166,67 8.333,34 12.500,01 16.666,68 20.833,35 25.000,02 29.166,69 33.333,36 37.500,03 41.666,70 45.833,37 50.000,00 450.000,00 37.500,00 75.000,00 112.500,00 150.000,00 187.500,00 225.000,00 262.500,00 300.000,00 337.500,00 375.000,00 412.500,00 450.000,00 95.000,00 7.916,67 15.833,34 23.750,01 31.666,68 39.583,35 47.500,02 55.416,69 63.333,36 71.250,03 79.166,70 87.083,37 95.000,00 10.000,00 833,33 1.666,66 2.499,99 3.333,32 4.166,65 4.999,98 5.833,31 6.666,64 7.499,97 8.333,30 9.166,63 10.000,00 261 000 EDUCAÇÃO-FUNDEB-M Desembolsos Mensais Acumulados Dotação Inicial até Janeiro até Feveiro até Março até Abril até Maio até Junho até Julho até Agosto 3 até Setembro até Outubro até Novembro até Dezembro 1 262 000 EDUCAÇÃO-FUNDEB-O 3 3 3 4 1 PESSOAL E ENCARG OUTRAS DESPESAS 4 INVESTIMENTOS 1.733.000,00 144.416,67 288.833,34 433.250,01 577.666,68 722.083,35 866.500,02 110.000,00 9.166,67 18.333,34 27.500,01 36.666,68 45.833,35 55.000,02 1.010.916,69 1.155.333,36 64.166,69 73.333,36 1.299.750,03 1.444.166,70 1.588.583,37 1.733.000,00 3 3 91.666,70 100.833,37 110.000,00 4 4 1 INVESTIMENTOS 3 OUTRAS DESPESAS 4 4 INVESTIMENTOS 182.000,00 15.166,67 30.333,34 45.500,01 60.666,68 75.833,35 91.000,02 106.166,69 121.333,36 136.500,03 151.666,70 166.833,37 26.500,00 53.000,00 79.500,00 106.000,00 132.500,00 159.000,00 185.500,00 212.000,00 238.500,00 265.000,00 291.500,00 318.000,00 17.000,00 1.416,67 2.833,34 4.250,01 5.666,68 7.083,35 8.500,02 9.916,69 11.333,36 12.750,03 14.166,70 15.583,37 3 182.000,00 318.000,00 4 3 4 1.000.000,00 83.333,33 166.666,66 249.999,99 333.333,32 20.000,00 1.666,67 3.333,34 5.000,01 25.000,00 3 416.666,65 499.999,98 2.083,33 4.166,66 6.249,99 583.333,31 666.666,64 749.999,97 833.333,30 916.666,63 3 1 6.666,68 8.333,35 8.333,32 10.416,65 1.000.000,00 10.000,02 11.666,69 13.333,36 15.000,03 16.666,70 18.333,37 20.000,00 12.499,98 14.583,31 16.666,64 18.749,97 20.833,30 22.916,63 3 até Janeiro 3 até Outubro até Novembro INVESTIMENTOS 18.749,97 20.833,30 22.916,63 541.666,70 595.833,37 650.000,00 216.666,66 324.999,99 433.333,32 541.666,65 649.999,98 758.333,31 866.666,64 974.999,97 1.083.333,30 1.191.666,63 1.300.000,00 32.499,99 43.333,32 54.166,65 64.999,98 75.833,31 86.666,64 97.499,97 108.333,30 119.166,63 67.500,00 78.750,00 90.000,00 101.250,00 112.500,00 123.750,00 135.000,00 4.166,65 4.999,98 5.833,31 6.666,64 7.499,97 8.333,30 9.166,63 10.000,00 2.083,33 4.166,66 6.249,99 8.333,32 10.416,65 12.499,98 14.583,31 16.666,64 18.749,97 20.833,30 22.916,63 25.000,00 2.666,67 5.333,34 8.000,01 10.666,68 13.333,35 16.000,02 18.666,69 21.333,36 24.000,03 26.666,70 29.333,37 32.000,00 Despesas com Recursos Próprios 833,33 1.666,66 2.499,99 3.333,32 4.166,65 4.999,98 5.833,31 6.666,64 7.499,97 8.333,30 9.166,63 10.000,00 5.416,67 10.833,34 16.250,01 21.666,68 27.083,35 32.500,02 37.916,69 43.333,36 48.750,03 54.166,70 59.583,37 65.000,00 2.916,67 5.833,34 8.750,01 11.666,68 14.583,35 17.500,02 20.416,69 23.333,36 26.250,03 29.166,70 32.083,37 35.000,00 3.250,00 6.500,00 9.750,00 13.000,00 16.250,00 19.500,00 22.750,00 26.000,00 29.250,00 32.500,00 35.750,00 39.000,00 416,67 833,34 1.250,01 1.666,68 2.083,35 2.500,02 2.916,69 3.333,36 3.750,03 4.166,70 4.583,37 5.000,00 18.000,00 1.500,00 3.000,00 4.500,00 6.000,00 7.500,00 9.000,00 10.500,00 12.000,00 13.500,00 15.000,00 16.500,00 18.000,00 166,67 333,34 500,01 666,68 833,35 1.000,02 1.166,69 1.333,36 1.500,03 1.666,70 1.833,37 2.000,00 1.666,67 3.333,34 5.000,01 6.666,68 8.333,35 10.000,02 11.666,69 13.333,36 15.000,03 16.666,70 18.333,37 20.000,00 750,00 1.500,00 2.250,00 3.000,00 3.750,00 4.500,00 5.250,00 6.000,00 6.750,00 7.500,00 8.250,00 9.000,00 3.000,00 3 21.666,66 56.250,00 3.333,32 3 4 130.000,00 3 4 250,00 500,00 750,00 1.000,00 1.250,00 1.500,00 1.750,00 2.000,00 2.250,00 2.500,00 2.750,00 3.000,00 OUTRAS DESPESAS INVESTIMENTOS 9.166,67 18.333,34 27.500,01 36.666,68 45.833,35 55.000,02 64.166,69 73.333,36 82.500,03 91.666,70 100.833,37 3 110.000,00 3 OUTRAS DESPESAS 4 110.000,00 4 PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE até Janeiro até Feveiro até Março até Abril 3 até Maio até Junho até Julho até Agosto 4 até Setembro até Outubro até Novembro 3 4 3 3.000,00 250,00 500,00 750,00 1.000,00 1.250,00 1.500,00 1.750,00 2.000,00 2.250,00 2.500,00 2.750,00 3.000,00 4 300 004 CONTROLE DE GLICEM 3 3 OUTRAS DESPESAS 20.000,00 1.666,67 3.333,34 5.000,01 6.666,68 3 8.333,35 10.000,02 11.666,69 13.333,36 15.000,03 16.666,70 18.333,37 20.000,00 3 3 OUTRAS DESPESAS 3.000,00 250,00 500,00 750,00 1.000,00 1.250,00 1.500,00 1.750,00 2.000,00 2.250,00 2.500,00 2.750,00 3.000,00 3.000,00 250,00 500,00 750,00 1.000,00 1.250,00 1.500,00 1.750,00 2.000,00 2.250,00 2.500,00 2.750,00 3 4 3 4 OUTRAS DESPESAS INVESTIMENTOS 3 3 4 80.000,00 6.666,67 13.333,34 20.000,01 26.666,68 33.333,35 40.000,02 46.666,69 53.333,36 60.000,03 66.666,70 73.333,37 4.166,67 8.333,34 12.500,01 16.666,68 20.833,35 25.000,02 29.166,69 33.333,36 37.500,03 41.666,70 45.833,37 50.000,00 10.000,00 833,33 1.666,66 2.499,99 3.333,32 4.166,65 4.999,98 5.833,31 6.666,64 7.499,97 8.333,30 9.166,63 10.000,00 15.000,00 1.250,00 2.500,00 3.750,00 5.000,00 6.250,00 7.500,00 8.750,00 10.000,00 11.250,00 12.500,00 13.750,00 4 2.500,00 5.000,00 7.500,00 10.000,00 12.500,00 15.000,00 17.500,00 20.000,00 22.500,00 25.000,00 27.500,00 30.000,00 PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE OUTRAS DESPESAS 3 INVESTIMENTOS 3 até Janeiro 3 1 4 3 1.340.000,00 111.666,67 223.333,34 335.000,01 446.666,68 558.333,35 670.000,02 781.666,69 893.333,36 1.005.000,03 1.116.666,70 1.228.333,37 até Maio até Junho até Julho até Agosto até Setembro até Outubro até Novembro até Dezembro Paga 13.398,48 97.930,14 97.930,14 97.930,14 84531,66 Resultado 84531,66 84531,66 DEMONSTRATIVO DE RECURSOS DA UNIÃO Descrição Empenhada Liquidada Paga 674.628,07 674.628,07 674.628,07 Rec de Transf. da União e Rendimentos 925.595,86 925.595,86 925.595,86 250.967,79 250.967,79 250.967,79 RESUMO DAS DESPESAS POR FONTE DE RECURSO Descrição Empenhada 5.291,67 10.583,34 15.875,01 21.166,68 26.458,35 31.750,02 37.041,69 42.333,36 47.625,03 52.916,70 58.208,37 63.500,00 15.000,00 1.250,00 2.500,00 3.750,00 5.000,00 6.250,00 7.500,00 8.750,00 10.000,00 11.250,00 12.500,00 13.750,00 15.000,00 108.999,99 145.333,32 181.666,65 217.999,98 254.333,31 290.666,64 326.999,97 363.333,30 399.666,63 436.000,00 Despesa c/ Recursos Próprios 21.083,34 31.625,01 42.166,68 52.708,35 63.250,02 73.791,69 84.333,36 94.875,03 105.416,70 115.958,37 126.500,00 Despesa c/ Transferências do Estado 13.398,48 13.398,48 13.398,48 3.125,00 6.250,00 9.375,00 12.500,00 15.625,00 18.750,00 21.875,00 25.000,00 28.125,00 31.250,00 34.375,00 37.500,00 Despesa c/ Transferências da União 674.628,07 674.628,07 674.628,07 3.206.258,41 3.205.758,41 3.203.998,97 460.427,00 460.427,00 460.427,00 460.427,00 Total Geral da Despesa da Saúde 00 Recursos Ordinarios 00 00 RESTOS A PAGAR OUTRAS DESPESAS 0,00 TOTAL 460.427,00 460.427,00 460.427,00 460.427,00 460.427,00 460.427,00 18.907.000,00 2.036.010,39 3.611.593,78 5.187.177,17 6.762.760,56 8.338.343,95 9.913.927,34 11.489.510,73 3.065.094,12 14.640.677,51 16.216.260,90 460.427,00 17.791.844,29 460.427,00 19.367.427,00 Oriente, 31 de dezembro de 2013. 2.517.731,86 Paga 72.666,66 10.541,67 INVESTIMENTOS 2.518.231,86 Liquidada 36.333,33 00 63.500,00 3 Rec de Transf. do Estado e Rendimen 13.398,48 37.500,00 4 1.340.000,00 OUTRAS DESPESAS 220 003 PNATE - TRANSP.ESCO 3 até Abril OUTRAS DESPESAS 4 INVESTIMENTOS 220 005 COTA SALÁRO EDUCAÇ Liquidada 13.398,48 126.500,00 220 001 ENSINO FUNDAMENTAL 3 Empenhada Desp. com rec. de Transf. da Estado 436.000,00 00 Recursos Ordinarios 100 003 CONV.GOVERNO FEDE 3 até Março PESSOAL E ENCARG 3 05 TRANSFERÊNCIAS E CONVÊN 4 até Feveiro 00 Recursos Ordinarios 110 000 GERAL OUTRAS DESPESAS Descrição Desembolsos Mensais Acumulados Dotação Inicial OUTRAS DESPESAS 500 004 CONV. RENDA CIDADÃ 3 Page 6 of 6 II - Cronograma de Execução Mensal de Desembolso 500 002 CONV.ASSISTÊNCIA SO 3 766.576,48 Resultado 15.000,00 30.000,00 4 768.335,92 Desp. com recursos de Transf. do União 80.000,00 50.000,00 3 768.835,92 INVESTIMENTOS 300 014 PAB ESTADUAL 3 21,57% Valor Aplicado a Maior OUTRAS DESPESAS 4 1 CAMARA MUNICIPAL DE ORIE 01 TESOURO INVESTIMENTOS 2.515.972,42 OUTRAS DESPESAS 3 OUTRAS DESPESAS 300 010 CONV.SAÚDE ESTADUA 4 21,59% 500 003 CONV. IGD 3.000,00 300 008 CONV.FAE 3 21,59% DEMONSTRATIVO DE RECURSOS DO ESTADO 500 001 CONV.ASSISTÊNCIA SO 300 006 CONV.CARÊNCIA NUTR Paga Percentual Aplicado INVESTIMENTOS até Dezembro OUTRAS DESPESAS 1.749.395,94 Liquidada 2.517.731,86 OUTRAS DESPESAS 300 016 VIGILÂNCIA EPIDEMIOL 3 Empenhada 2.518.231,86 300 015 CONV. PMAQ Desembolsos Mensais Acumulados Dotação Inicial Descrição INVESTIMENTOS Page 3 of 6 II - Cronograma de Execução Mensal de Desembolso 11.662.639,62 Valor Mínimo a ser aplicado – 15% dos impostos e transferências OUTRAS DESPESAS 300 011 CONV.FUNDO NACIONA OUTRAS DESPESAS Base de calculo de impostos e Transferência para apuração da aplicação mínima 300 009 VIGILÂNCIA SANITÁRIA OUTRAS DESPESAS 10.833,33 45.000,00 2.499,99 5.000,00 3 INVESTIMENTOS 108.333,33 33.750,00 1.666,66 300 007 FARMÁCIA BÁSICA 300 002 CONV.SORRIA SÃO PAU 3 DEMONSTRATIVO DA APLICAÇÃO COM RECURSOS PRÓPRIOS 22.500,00 833,33 35.000,00 25.000,00 487.500,03 11.250,00 9.000,00 16.666,64 433.333,36 135.000,00 20.000,00 14.583,31 379.166,69 1.749.395,94 até Dezembro 2.000,00 12.499,98 325.000,02 11.662.639,62 Aplicação mínima obrigatória em ações de Saúde – 15% até Setembro 39.000,00 10.416,65 270.833,35 130.000,00 3 até Agosto 65.000,00 8.333,32 216.666,68 220 004 TRANSP.ESCOLAR EST 3 até Julho 10.000,00 6.249,99 162.500,01 1.300.000,00 3 até Junho 32.000,00 4.166,66 108.333,34 220 002 MERENDA ESTADUAL 3 até Maio 25.000,00 2.083,33 54.166,67 INVESTIMENTOS 210 001 ESTADO / CONSTRUÇÃ 4 até Abril OUTRAS DESPESAS 4 até Março 10.000,00 25.000,00 4 3 4 OUTRAS DESPESAS até Feveiro 4.154.767,85 Total das Receitas de Impostos e Transferências de Impostos Desembolsos Mensais Acumulados Dotação Inicial PESSOAL E ENCARG 650.000,00 4 Page 5 of 6 25.000,00 OUTRAS DESPESAS 100 018 CONV. GOVERNO ESTA 4 6.223.546,61 Receitas de Transferências de Impostos do Estado PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE II - Cronograma de Execução Mensal de Desembolso 100 010 CONV.ESPORTE ESTAD 3 1.284.325,16 Receitas de Transferências de Impostos da União INVESTIMENTOS 300 005 PAB FIXO INVESTIMENTOS Valor Receitas Próprias OUTRAS DESPESAS 100 006 CONV.AGRICULTURA E 3 Descrição da Fonte OUTRAS DESPESAS 300 003 MÉDIA E ALTA COMPLE 3 00 Recursos Ordinarios 100 002 CONV.SEC.ESTADUAL H 4 3 17.000,00 02 TRANSFERÊNCIAS E CONVÊN 4 RECEITAS DE IMPOSTOS ARRECADADAS 300 001 CONV.PSF/PAC/PSF BU PESSOAL E ENCARG 3 3º QUADRIMESTRE 2013 OUTRAS DESPESAS 82.500,03 510 000 ASSISTÊNCIA SOCIAL-G 3 DEMONSTRATIVO DE APLICAÇÃO EM AÇÕES DE SAÚDE PESSOAL E ENCARG 2.515.972,42
  • TRIBUNA REGIONAL PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE I - Previsão de Arrecadação das Receitas Municipais - 2014 RECEITAS 1º Bim RECEITAS CORRENTES 2º Acum Bim 2.793.838,36 8.441.761,86 5º Acum 2.937.303,60 Bim 11.379.065,46 2.512.386,95 RECEITAS 6º Acum Bim 13.891.452,41 2.884.547,59 BIMESTRES Valor Orçado Acum 1º Bim 16.776.000,00 RECEITA TRIBUTARIA 1.380.000,00 182.763,63 182.763,63 450.977,26 633.740,89 275.516,92 909.257,81 525.395,85 1.434.653,66 195.406,16 1.630.059,82 -250.059,82 1.380.000,00 IMPOSTOS 1.207.000,00 177.988,87 177.988,87 429.907,62 607.896,49 269.872,00 877.768,49 418.813,48 1.296.581,97 178.697,80 1.475.279,77 -268.279,77 1.207.000,00 IMPOSTO PREDIAL 190.000,00 34.191,96 34.191,96 335.553,68 369.745,64 169.309,57 539.055,21 68.146,73 607.201,94 19.832,93 627.034,87 -437.034,87 190.000,00 IMPOSTO TERRITORIAL URBANO 170.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 134.652,74 134.652,74 14.907,38 149.560,12 20.439,88 170.000,00 40.000,00 2.714,25 2.714,25 3.253,36 5.967,61 3.212,49 9.180,10 4.224,76 13.404,86 3.815,56 17.220,42 22.779,58 40.000,00 7.000,00 0,00 0,00 1.753,29 1.753,29 1.148,84 2.902,13 1.148,84 4.050,97 1.225,76 5.276,73 1.723,27 7.000,00 IMP.S/TRANSM.INTER VIVOS-BENS 100.000,00 14.200,08 14.200,08 11.377,70 25.577,78 8.002,35 33.580,13 38.109,88 71.690,01 20.497,09 92.187,10 7.812,90 100.000,00 ISS 700.000,00 126.882,58 126.882,58 77.969,59 204.852,17 88.198,75 293.050,92 172.530,53 465.581,45 118.419,08 584.000,53 115.999,47 700.000,00 172.000,00 4.608,10 4.608,10 20.902,98 25.511,08 5.478,26 30.989,34 106.415,71 137.405,05 16.541,70 153.946,75 18.053,25 172.000,00 TAXAS 5.647.923,50 Bim Acum 2.972.003,05 RETIDOS NAS FONTES - OUTROS 2.675.920,45 Bim 16.776.000,00 RETIDOS NAS FONTES 2.972.003,05 4º 3º Acum Página 2-B PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE I - Previsão de Arrecadação das Receitas Municipais - 2014 BIMESTRES Valor Orçado 15 à 31 de Janeiro de 2014 TRANSFERÊNCIAS DIVERSAS TRANSFERENCIAS DE CONVENIOS 2º Acum Bim 4º 3º Acum Bim Bim Acum 5º Acum Bim 6º Acum Bim Acum 10.000,00 1.666,66 1.666,66 1.666,66 3.333,32 1.666,66 4.999,98 1.666,66 6.666,64 1.666,66 8.333,30 1.666,70 10.000,00 375.000,00 8.532,58 8.532,58 47.009,04 55.541,62 72.879,22 128.420,84 20.052,28 148.473,12 74.219,41 222.692,53 152.307,47 375.000,00 0,00 0,00 0,00 5.371,57 5.371,57 9.255,17 14.626,74 2.686,63 17.313,37 2.686,63 20.000,00 SEC.EST. EDUCAÇÃO - TRANSP. 100.000,00 0,00 0,00 16.175,70 16.175,70 24.264,87 40.440,57 0,00 40.440,57 35.735,66 76.176,23 23.823,77 100.000,00 SEC.EST. EDUCAÇÃO - TRANSP. 10.000,00 1.666,66 1.666,66 1.666,66 3.333,32 1.666,66 4.999,98 1.666,66 6.666,64 1.666,66 8.333,30 1.666,70 10.000,00 SEC.EST. EDUCAÇÃO - MERENDA 35.000,00 0,00 0,00 8.750,00 8.750,00 8.750,00 17.500,00 0,00 17.500,00 8.750,00 26.250,00 8.750,00 35.000,00 SEC.EST. EDUCAÇÃO - MERENDA 65.000,00 0,00 0,00 16.250,00 16.250,00 16.250,00 32.500,00 0,00 32.500,00 16.250,00 48.750,00 16.250,00 65.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 10.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 10.000,00 10.000,00 SECRETARIA DE DES. E ASSIST. 5.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 833,34 3.333,36 833,34 4.166,70 833,30 5.000,00 SECRETARIA DE DES. E ASSIST. SECRETARIA EST. SAÚDE - CONTROLE OUTROS CONVÊNIOS COM A SECRET. FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE DO 20.000,00 0,00 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 30.000,00 2.699,24 2.699,24 0,00 2.699,24 12.409,44 15.108,68 4.963,77 20.072,45 4.963,78 25.036,23 4.963,77 30.000,00 45.000,00 1.477,90 1.477,90 17.925,05 19.402,95 1.158,49 20.561,44 22.034,02 42.595,46 1.865,70 44.461,16 538,84 45.000,00 OUTROS CONVÊNIOS COM A SEC. DE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 RENOVAÇÃO ANUAL PARA 1.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 105,33 105,33 40,77 146,10 853,90 1.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DOS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 LICENÇA COMÉRCIO EVENTUAL OU 1.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 500,00 500,00 0,00 500,00 500,00 1.000,00 SECRETARIA ESTADUAL HABITAÇÃO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 FISCALIZAÇÃO DE ANÚNCIOS 1.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.000,00 1.000,00 0,00 1.000,00 0,00 1.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DE ESPORTES 50.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 50.000,00 50.000,00 LICENÇA FUNCIONAMENTO EM 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 SECRETARIA ESTADUAL AGRICULTURA 20.000,00 3.333,34 3.333,34 3.333,34 6.666,68 3.333,34 10.000,02 3.333,34 13.333,36 3.333,34 16.666,70 3.333,30 20.000,00 LICENÇA PARA EXECUÇÃO DE OBRAS 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 SECRETARIA EST.ECONOMIA E 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 UTILIZAÇÃO ÁREA DE DOMÍNIO 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 SECRETARIA EST. MEIO AMBIENTE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 APROVAÇÃO PROJETOS DE 2.000,00 380,19 380,19 264,58 644,77 116,62 761,39 606,20 1.367,59 350,12 1.717,71 282,29 2.000,00 OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DO ALINHAMENTO/NIVELAMENTO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 SEC EST EDUCAÇÃO - MERENDA APREENSÃO, DEPÓSITO, LIBERAÇÃO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TRANSFERÊNCIAS DIVERSAS 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 FISCALIZAÇÃO VIGILÂNCIA SANITÁRIA ALVARÁ PARA LOCALIZAÇÃO OUTRAS TAXAS PELO PODER DE EMOLUMENTOS E CUSTAS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 30.000,00 30.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 OUTRAS RECEITAS CORRENTES 363.000,00 9.662,66 9.662,66 3.500,02 13.162,68 4.595,90 17.758,58 286.303,00 304.061,58 31.443,51 335.505,09 27.494,91 363.000,00 MULTAS E JUROS DE MORA 101.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 78.612,52 79.112,50 9.974,40 89.086,90 11.913,10 101.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 9.500,40 9.500,40 2.123,98 11.624,38 3.375,62 15.000,00 523,57 1.029,69 1.553,26 174,52 1.727,78 1.082,05 2.809,83 610,84 3.420,67 579,33 4.000,00 MULTAS SOBRE ISS EM ATRASO 5.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 4.312,57 4.312,57 411,06 4.723,63 276,37 5.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 23.786,12 23.786,12 2.942,46 26.728,58 3.271,42 30.000,00 MULTAS SOBRE ITBI EM ATRASO 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 REMOÇÃO DE LIXO DOMICILIAR 30.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 24.803,27 24.803,27 2.499,75 27.303,02 2.696,98 30.000,00 JUROS SOBRE IPTU EM ATRASO 25.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 18.878,72 18.878,72 2.579,14 21.457,86 3.542,14 25.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 JUROS SOBRE ISS EM ATRASO 2.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.829,04 1.829,04 136,07 1.965,11 34,89 2.000,00 50.000,00 1.393,14 1.393,14 850,36 2.243,50 1.513,41 3.756,91 31.347,34 35.104,25 7.398,76 42.503,01 7.496,99 50.000,00 JUROS SOBRE ITBI EM ATRASO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.681,92 1.681,92 318,08 2.000,00 0,00 2.000,00 0,00 2.000,00 25.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 21.097,20 21.097,20 1.888,39 22.985,59 2.014,41 25.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 RECEITAS 0,00 0,00 0,00 523,57 NUMERAÇÃO DE PRÉDIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 EXPEDIENTE 0,00 0,00 0,00 4.000,00 CAPINAGEM, ROÇAGEM, TRANSP. 0,00 0,00 30.000,00 TAXAS DE CEMITÉRIO 0,00 0,00 0,00 30.000,00 VARRIÇÃO DE RUAS TAXAS PELOS SERVIÇOS CADASTRAIS 0,00 0,00 BIMESTRES Valor Orçado 1º Bim 2º Acum Bim 4º 3º Acum Bim Bim Acum 5º Acum Bim Bim CONTRIBUICAO DE MELHORIA EXPANSÃO DE REDE DE ENERGIA PAVIMENTAÇÃO E OBRAS OUTRAS CONTRIBUIÇÕES DE 1.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.000,00 1.000,00 CORREÇÃO MONETÁRIA SOBRE ITBI 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 MULTAS E JUROS DE MORA DE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 INDENIZACOES E RESTITUICOES 0,00 0,00 0,00 0,00 BIMESTRES Valor Orçado 1º 2º Acum Bim 4º 3º Acum Bim Bim Acum 3.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5º Acum 2.884,92 Bim 2.884,92 6º Acum 101,41 Bim 2.986,33 Acum 13,67 3.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 25.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 19.943,01 19.943,01 2.567,69 22.510,70 2.489,30 25.000,00 20.000,00 7.829,32 7.829,32 1.666,68 9.496,00 2.762,56 12.258,56 1.668,49 13.927,05 4.406,35 18.333,40 1.666,60 20.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 INDENIZAÇÕES ROYALTS ENERGIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 833,34 3.333,36 833,34 4.166,70 833,30 5.000,00 5.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 833,34 3.333,36 833,34 4.166,70 833,30 5.000,00 5.000,00 1.164,45 1.095,88 INDENIZAÇÕES ROYALTS PETRÓLEO RECEITA DE CONTRIBUICOES 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 INDENIZAÇÕES POR DANOS CONTRIBUICOES SOCIAIS 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 OUTRAS INDENIZAÇÕES MULTAS DE TRÂNSITO CONTRIBUIÇÕES SOCIAIS 1.000,00 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 RECEITA PATRIMONIAL 75.000,00 6.584,62 6.584,62 8.509,24 15.093,86 11.468,04 26.561,90 19.925,35 46.487,25 13.072,94 59.560,19 15.439,81 75.000,00 7.000,00 1.069,24 1.069,24 1.004,94 2.074,18 534,62 2.608,80 3.171,98 5.780,78 577,48 6.358,26 641,74 7.000,00 1.500,00 364,29 RECEITAS IMOBILIARIAS 0,00 Bim CORREÇÃO MONETÁRIA SOBRE ISS EM 0,00 15.000,00 Acum RECUPERAÇÃO DE GUIAS, SARJETAS, OUTRAS TAXAS PELA PRESTAÇÃO DE CORREÇÃO MONETÁRIA SOBRE IPTU RECEITAS 6º Acum MULTAS SOBRE IPTU EM ATRASO 166,66 OUTRAS RESTITUIÇÕES RECEITA DA DIVIDA ATIVA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.260,33 0,00 0,00 2.260,33 0,00 0,00 2.739,67 0,00 5.000,00 0,00 1.164,45 1.164,45 5.000,00 4.998,19 4.998,19 0,00 4.998,19 0,00 4.998,19 1,81 5.000,00 0,00 5.000,00 0,00 5.000,00 237.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 205.188,65 207.688,67 16.229,42 223.918,09 13.081,91 0,00 237.000,00 5.000,00 300,00 300,00 235,71 535,71 150,00 685,71 1.050,00 192,86 1.242,86 257,14 1.500,00 RECEITA DA DÍVIDA ATIVA DO IMPOSTO 70.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 57.609,33 57.609,33 6.434,62 64.043,95 5.956,05 70.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 RECEITA DA DÍVIDA ATIVA DO IMPOSTO 80.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 73.550,34 73.550,34 3.508,03 77.058,37 2.941,63 80.000,00 500,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 500,00 500,00 0,00 500,00 0,00 500,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5.000,00 769,24 769,24 769,23 1.538,47 384,62 1.923,09 2.307,69 4.230,78 384,62 4.615,40 384,60 5.000,00 12.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 11.396,35 11.396,35 540,36 11.936,71 63,29 12.000,00 58.000,00 3.848,72 3.848,72 5.837,64 9.686,36 9.266,76 18.953,12 15.086,71 34.039,83 10.828,80 44.868,63 13.131,37 58.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 JUROS DE TíTULOS DE RENDA - 1.000,00 291,38 291,38 227,97 519,35 13,45 532,80 3,24 536,04 6,95 542,99 457,01 1.000,00 RECEITA DA DÍVIDA ATIVA DE OUTROS LUCRO LÍQUIDO PELA ARTICULAÇÃO 1.000,00 0,00 0,00 1.000,00 1.000,00 0,00 1.000,00 0,00 1.000,00 0,00 1.000,00 0,00 1.000,00 RECEITA DA DÍVIDA ATIVA ALUGUÉIS DE PRÉDIOS MUNICIPAIS ARRENDAMENTOS DIVERSOS OCUPAÇÃO DE IMÓVEIS OUTRAS RECEITAS IMOBILIÁRIAS RECEITAS DE VALORES MOBILIARIOS RECEITA DA DÍVIDA ATIVA IMPOSTO RECEITA DE DÍVIDA ATIVA DO IMP. S/ RECEITA DÍVIDA ATIVA DO IMP. S/ 70.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 61.799,29 61.799,29 4.913,07 66.712,36 3.287,64 70.000,00 5.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 833,34 3.333,36 833,34 4.166,70 833,30 5.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 833,34 3.333,36 833,34 4.166,70 833,30 5.000,00 RECEITA DE REMUNERAÇÃO DE 10.000,00 1.666,66 1.666,66 1.666,66 3.333,32 1.666,66 4.999,98 1.666,66 6.666,64 1.666,66 8.333,30 1.666,70 10.000,00 RECEITA DO FUNDO SOCIAL DE 2.000,00 333,34 333,34 333,34 666,68 333,34 1.000,02 333,34 1.333,36 333,34 1.666,70 333,30 2.000,00 RECEITA DE REMUNERAÇÃO DE 10.000,00 1.666,66 1.666,66 1.666,66 3.333,32 1.666,66 4.999,98 1.666,66 6.666,64 1.666,66 8.333,30 1.666,70 10.000,00 RECEITA DO FUNDO MUNICIPAL DE 2.000,00 333,34 333,34 333,34 666,68 333,34 1.000,02 333,34 1.333,36 333,34 1.666,70 333,30 2.000,00 RECEITA DE REMUNERAÇÃO DE 10.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.448,47 2.448,47 5.338,80 7.787,27 466,69 8.253,96 1.746,04 10.000,00 OUTRAS RECEITAS 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 RECEITA DE REMUNERAÇÃO DE 1.000,00 166,66 166,66 166,66 333,32 166,66 499,98 166,66 666,64 166,66 833,30 166,70 1.000,00 4.490.000,00 25.000,00 57,36 57,36 1.109,69 1.167,05 3.304,86 4.471,91 6.244,69 10.716,60 6.855,18 17.571,78 7.428,22 25.000,00 10.000,00 1.666,66 1.666,66 1.666,66 3.333,32 1.666,66 4.999,98 1.666,66 6.666,64 1.666,66 8.333,30 1.666,70 10.000,00 10.000,00 1.666,66 1.666,66 1.666,66 3.333,32 1.666,66 4.999,98 1.666,66 6.666,64 1.666,66 8.333,30 1.666,70 10.000,00 3.000,00 500,00 500,00 500,00 1.000,00 500,00 1.500,00 500,00 2.000,00 500,00 2.500,00 500,00 3.000,00 PARTICIPAÇÕES DIVERSAS REMUNERAÇÃO DE OUTROS OUTRAS RECEITAS PATRIMONIAIS OUTRAS RECEITAS PATRIMONIAIS RECEITA DE SERVICOS RECEITAS CORRENTES DIVERSAS RECEITAS DE CAPITAL 4.490.000,00 515.067,72 515.067,72 643.486,73 1.158.554,45 1.415.346,59 2.573.901,04 470.000,00 3.043.901,04 806.466,23 3.850.367,27 639.632,73 OPERACOES DE CREDITO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 OPERACOES DE CREDITO INTERNAS 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 ALIENACAO DE BENS 20.000,00 0,00 0,00 20.000,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 20.000,00 ALIENACAO DE BENS MOVEIS 20.000,00 0,00 0,00 20.000,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 20.000,00 0,00 0,00 20.000,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 20.000,00 0,00 20.000,00 OPERAÇÕES DE CRÉDITO INTERNAS 3.000,00 500,00 500,00 500,00 1.000,00 500,00 1.500,00 500,00 2.000,00 500,00 2.500,00 500,00 3.000,00 SERVIÇOS DE TRANSPORTE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 ALIENAÇÃO DE TÍTULOS MOBILIÁRIOS SERVIÇOS HOSPITALARES 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 ALIENAÇÃO DE OUTROS BENS MÓVEIS RECEITA DE SERVICOS RECEITAS BIMESTRES Valor Orçado 1º Bim 2º Acum Bim 4º 3º Acum Bim Bim Acum 5º Acum Bim RECEITAS 6º Acum Bim 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 SERVIÇOS DE COLETA, TRANSPORTE, 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 SERVIÇOS DE PREPARAÇÃO DE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TRANSFERENCIAS DE CAPITAL SERVIÇOS DE CEMITÉRIO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TRANSFERENCIAS 2.500,00 500,00 500,00 2.000,00 500,00 3.000,00 Bim Bim Acum 5º Acum Bim 6º Acum Bim Acum 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 4.470.000,00 515.067,72 515.067,72 623.486,73 1.138.554,45 1.415.346,59 2.553.901,04 470.000,00 3.023.901,04 806.466,23 3.830.367,27 639.632,73 4.470.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 3.000,00 500,00 RECURSOS FUNDO NACIONAL SAÚDE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 14.954.000,00 2.772.325,48 2.772.325,48 2.212.267,27 4.984.592,75 2.501.590,84 7.486.183,59 2.105.012,74 9.591.196,33 2.271.797,68 11.862.994,01 3.091.005,99 14.954.000,00 RECURSOS MINIST. ASSISTÊNCIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.760.459,58 2.760.459,58 2.161.924,91 4.922.384,49 2.425.378,30 7.347.762,79 2.081.627,14 9.429.389,93 2.194.244,95 11.623.634,88 2.935.365,12 14.559.000,00 RECURSOS MINIST. EDUCAÇÃO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 7.000.000,00 1.367.810,13 1.367.810,13 936.742,92 2.304.553,05 1.277.975,90 3.582.528,95 955.314,69 4.537.843,64 896.271,59 5.434.115,23 1.565.884,77 7.000.000,00 OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DA UNIÃO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 45.000,00 1.171,88 1.171,88 6,83 1.178,71 34,97 1.213,68 0,00 1.213,68 39.164,85 40.378,53 4.621,47 45.000,00 RECURSOS SECRET. ESTADO SAÚDE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 7.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 7.000,00 7.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DA EDUCAÇÃO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 COTA-PARTEROYALTIES-COMPENS.FIN 1.500,00 4º 3º Acum 14.559.000,00 COTA-PARTE DO IMPOSTO SOBRE A 500,00 ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS Bim TRANSFERENCIAS COTA-PARTE FUNDO DE 1.000,00 ALIENACAO DE BENS IMOVEIS 2º Acum TRANSFERENCIAS CORRENTES OUTROS SERVIÇOS 500,00 1º Bim CADASTRAMENTO DE FORNECEDORES 500,00 BIMESTRES Valor Orçado Acum 0,00 90.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 90.000,00 90.000,00 OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 PISO ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE - 145.000,00 22.410,78 22.410,78 22.410,78 44.821,56 22.410,78 67.232,34 23.915,82 91.148,16 28.430,94 119.579,10 25.420,90 145.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DA EDUCAÇÃO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA - PSF 175.000,00 29.166,66 29.166,66 29.166,66 58.333,32 29.166,66 87.499,98 29.166,66 116.666,64 29.166,66 145.833,30 29.166,70 175.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 PROGRAMA AGENTES COMUNITÁRIOS 150.000,00 24.127,73 24.127,73 25.174,46 49.302,19 25.174,46 74.476,65 25.174,46 99.651,11 12.587,23 112.238,34 37.761,66 150.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DA ECONOMIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 PROGRAMA SAÚDE BUCAL - PSB 55.000,00 9.166,66 9.166,66 4.583,33 13.749,99 13.750,00 27.499,99 9.166,66 36.666,65 9.166,67 45.833,32 9.166,68 55.000,00 SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA 6.000,00 1.000,00 1.000,00 1.000,00 2.000,00 1.000,00 3.000,00 1.000,00 4.000,00 1.000,00 5.000,00 1.000,00 6.000,00 TRANSFERENCIAS DE CONVENIOS 4.470.000,00 515.067,72 515.067,72 623.486,73 1.138.554,45 1.415.346,59 2.553.901,04 470.000,00 3.023.901,04 806.466,23 3.830.367,27 639.632,73 4.470.000,00 CONTROLE FINANCEIRO 50.000,00 28.728,39 28.728,39 10.635,80 39.364,19 0,00 39.364,19 10.635,81 50.000,00 0,00 50.000,00 0,00 50.000,00 SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE 100.000,00 16.666,66 16.666,66 16.666,66 33.333,32 16.666,66 49.999,98 16.666,66 66.666,64 16.666,66 83.333,30 16.666,70 100.000,00 INCENTIVO AD. AGENTES 15.000,00 2.500,00 2.500,00 2.500,00 5.000,00 2.500,00 7.500,00 2.500,00 10.000,00 2.500,00 12.500,00 2.500,00 15.000,00 CONVÊNIO FUNDEB 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 PROGRAMA ASSISTÊNCIA - FARMÁCIA 25.000,00 2.272,73 2.272,73 4.545,46 6.818,19 6.818,18 13.636,37 2.272,73 15.909,10 4.545,45 20.454,55 4.545,45 25.000,00 FUNDO NACIONAL DESENVOLVIMENTO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 OUTROS CONVÊNIOS COM A UNIÃO 830.000,00 138.333,34 138.333,34 138.333,34 276.666,68 138.333,34 415.000,02 138.333,34 553.333,36 138.333,34 691.666,70 138.333,30 830.000,00 30.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 7.862,75 7.862,75 0,00 7.862,75 22.137,25 30.000,00 FUNDO NACIONAL DA ASSISTENCIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 510.000,00 85.000,00 85.000,00 85.000,00 170.000,00 85.000,00 255.000,00 85.000,00 340.000,00 85.000,00 425.000,00 85.000,00 510.000,00 80.000,00 13.333,34 13.333,34 13.333,34 26.666,68 13.333,34 40.000,02 13.333,34 53.333,36 13.333,34 66.666,70 13.333,30 80.000,00 1.300.000,00 COTA-PARTE DO FUNDO ESPECIAL DO INCENTIVO AD. SAÚDE BUCAL AÇÕES ESTRUTURANTES DE GERENCIAMENTO DE RISCO TETO MEDIA/ALTA COMPLEXIDADE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 105.000,00 16.067,61 16.067,61 17.970,05 34.037,66 17.970,04 52.007,70 18.003,45 70.011,15 17.018,82 87.029,97 17.970,03 105.000,00 0,00 0,00 0,00 1.300.000,00 216.666,66 216.666,66 216.666,66 433.333,32 216.666,66 649.999,98 216.666,66 866.666,64 216.666,66 1.083.333,30 216.666,70 44.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 44.000,00 44.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DO MEIO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 833,34 3.333,36 833,34 4.166,70 833,30 5.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 PROGRAMA AGENTES JOVENS DES. 5.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 833,34 3.333,36 833,34 4.166,70 833,30 5.000,00 OUTROS CONVÊNIOS COM O ESTADO 650.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 650.000,00 650.000,00 0,00 650.000,00 0,00 650.000,00 0,00 650.000,00 PISO BÁSICO VARIÁVEL 5.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 833,34 3.333,36 833,34 4.166,70 833,30 5.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DE 1.000.000,00 45.067,72 45.067,72 153.486,73 198.554,45 295.346,59 493.901,04 0,00 493.901,04 336.466,23 830.367,27 169.632,73 1.000.000,00 PMAQ PROGRAMA DE MELHORIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 SECRETARIA ESTADUAL DA SAÚDE 0,00 PROGRAMA ATENÇÃO PESSOA IDOSA OUTRAS TRANSFERÊNCIAS FUNDO 0,00 MINISTERIO DAS CIDADES 0,00 SECRETARIA ESTADUAL DA EDUCAÇÃO 0,00 IGD RECEITAS 5.000,00 833,34 833,34 833,34 1.666,68 833,34 2.500,02 833,34 3.333,36 833,34 4.166,70 833,30 5.000,00 SECRETARIA ESTADUAL DA ECONOMIA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 12.000,00 PISO BÁSICO TRANSIÇÃO 2.138,04 2.138,04 1.970,34 4.108,38 979,54 5.087,92 1.970,34 7.058,26 2.961,14 10.019,40 1.980,60 12.000,00 SECRETARIA DE ESPORTE E TURISMO 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 BIMESTRES Valor Orçado 1º Bim 2º Acum Bim 4º 3º Acum Bim Bim Acum 5º Acum Bim RECEITAS 6º Acum Bim 1º Bim 31.647,90 31.647,90 23.740,51 55.388,41 23.645,02 79.033,43 24.069,41 103.102,84 24.378,52 127.481,36 12.518,64 140.000,00 2.000,00 0,00 0,00 400,00 400,00 400,00 800,00 400,00 1.200,00 200,00 1.400,00 600,00 2.000,00 FNDE - MERENDA ESCOLAR - CRECHE 20.000,00 0,00 0,00 4.000,00 4.000,00 4.000,00 8.000,00 4.000,00 12.000,00 4.000,00 16.000,00 4.000,00 20.000,00 FNDE - MERENDA ESCOLAR - ENSINO 65.000,00 0,00 0,00 7.942,80 7.942,80 7.942,80 15.885,60 23.114,42 39.000,02 13.000,00 52.000,02 12.999,98 65.000,00 OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL FNDE - MERENDA ESCOLAR - 13.000,00 0,00 0,00 2.600,00 2.600,00 2.600,00 5.200,00 2.600,00 7.800,00 2.600,00 10.400,00 2.600,00 13.000,00 REC.DíV.ATIVA DE AMORTIZAçãO DE FNDE - MERENDA ESCOLAR - ENSINO 15.000,00 0,00 0,00 3.000,00 3.000,00 3.000,00 6.000,00 3.000,00 9.000,00 3.000,00 12.000,00 3.000,00 15.000,00 FNDE - PNATE - ENSINO FUNDAMENTAL FNDE - MERENDA ESCOLAR - EJA Valor Orçado Acum 140.000,00 FNDE - COTA SALÁRIO-EDUCAÇÃO BIMESTRES 2º Acum Bim 4º 3º Acum Bim Bim Acum 5º Acum Bim 6º Acum Bim Acum SECRETARIA ESTADUAL DA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 SECRETARIA ESTADUAL DA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 10.000,00 0,00 0,00 2.000,00 2.000,00 4.000,00 6.000,00 4.000,00 10.000,00 0,00 10.000,00 0,00 10.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 FNDE - PNATE - ENSINO MÉDIO 3.000,00 0,00 0,00 600,00 600,00 1.200,00 1.800,00 1.200,00 3.000,00 0,00 3.000,00 0,00 3.000,00 REMUN. DEP - REC. CAPITAL - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 FNDE - PNATE - ENSINO INFANTIL 2.000,00 0,00 0,00 400,00 400,00 800,00 1.200,00 800,00 2.000,00 0,00 2.000,00 0,00 2.000,00 REMUN. DEP - REC. CAPITAL - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 REMUN. DEP - REC. CAPITAL - SAÚDE 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 20.000,00 0,00 0,00 6.666,65 6.666,65 1.666,67 8.333,32 5.000,01 13.333,33 3.333,34 16.666,67 3.333,33 20.000,00 REMUN. DEP - REC. CAPITAL - SECRET. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 REMUN. DEP - REC. CAPITAL - SECRET. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 20.000,00 3.333,34 3.333,34 3.333,34 6.666,68 3.333,34 10.000,02 3.333,34 13.333,36 3.333,34 16.666,70 3.333,30 20.000,00 REMUN. DEP - REC. CAPITAL - SECRET. 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 130.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 130.000,00 130.000,00 0,00 130.000,00 REMUN. DEP - REC. CAPITAL - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 COTA-PARTE DO ICMS 4.000.000,00 598.248,27 598.248,27 657.317,63 1.255.565,90 693.517,37 1.949.083,27 651.563,16 2.600.646,43 696.704,47 3.297.350,90 702.649,10 4.000.000,00 REMUN. DEP - REC. CAPITAL - 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 COTA-PARTE DO IPVA 700.000,00 366.752,18 366.752,18 144.728,62 511.480,80 50.981,10 562.461,90 54.352,92 616.814,82 40.891,18 657.706,00 42.294,00 700.000,00 OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 COTA-PARTE DO IPI SOBRE 30.000,00 5.442,01 5.442,01 3.758,69 9.200,70 4.926,41 14.127,11 5.182,09 19.309,20 5.118,01 24.427,21 5.572,79 30.000,00 DEDUÇÕES DO FUNDEB -2.359.000,00 1.593.571,88 1.593.571,88 0,00 1.593.571,88 0,00 1.593.571,88 0,00 1.593.571,88 0,00 1.593.571,88 -2.359.000,00 -765.428,12 COTA-PARTE DA CONTRIBUIÇÃO DE 15.000,00 465,17 465,17 14.534,83 15.000,00 0,00 15.000,00 0,00 15.000,00 0,00 15.000,00 0,00 15.000,00 RENÚNCIA -2.359.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 -2.359.000,00 -2.359.000,00 AÇÕES DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA 3.000,00 500,00 500,00 500,00 1.000,00 500,00 1.500,00 500,00 2.000,00 500,00 2.500,00 500,00 3.000,00 COTA-PARTE FUNDO DE -1.400.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 -1.400.000,00 -1.400.000,00 AÇÕES DE COMBATE À CARÊNCIA 3.000,00 500,00 500,00 500,00 1.000,00 500,00 1.500,00 500,00 2.000,00 500,00 2.500,00 500,00 3.000,00 COTA-PARTE DO IMPOSTO SOBRE A -9.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 -9.000,00 EPIDEMIOLOGIA E COMBATE À 3.000,00 500,00 500,00 500,00 1.000,00 500,00 1.500,00 500,00 2.000,00 500,00 2.500,00 500,00 3.000,00 TRANSF. FINANCEIRAS ICMS - -4.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 -4.000,00 -4.000,00 PROGRAMA SAÚDE BUCAL 3.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 3.000,00 3.000,00 COTA-PARTE DO ICMS -800.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 -800.000,00 -800.000,00 25.000,00 4.166,66 4.166,66 4.166,66 8.333,32 4.166,66 12.499,98 4.166,66 16.666,64 4.166,66 20.833,30 4.166,70 25.000,00 COTA-PARTE DO IPVA -140.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 -140.000,00 -140.000,00 3.000,00 0,00 -6.000,00 1.593.571,88 0,00 1.593.571,88 19.335.391,56 1.165.180,32 20.500.571,88 OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DIRETAS TRANSF. FINANCEIRAS ICMS TRANSFERÊNCIA SIMPLES NACIONAL COMPENSAÇÃO FINANCEIRA APOIO FINANCEIRO AOS MUNICÍPIOS PROGRAMA FARMÁCIA BÁSICA FAE OUTRAS TRANSFERÊNCIAS DA SAÚDE PAB ESTADUAL TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS TRANSFERêNCIAS DE INSTITUIçõES TRANSFERÊNCIAS DIVERSAS TRANSFERêNCIAS DE PESSOAS 500,00 500,00 500,00 1.000,00 500,00 1.500,00 500,00 2.000,00 500,00 2.500,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 60.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 60.000,00 500,00 60.000,00 3.000,00 1.300.000,00 238.510,08 238.510,08 220.695,19 459.205,27 216.085,04 675.290,31 202.528,40 877.818,71 215.372,72 1.093.191,43 206.808,57 1.666,66 1.666,66 1.666,66 3.333,32 1.666,66 4.999,98 1.666,66 6.666,64 1.666,66 8.333,30 1.666,70 10.000,00 1.666,66 1.666,66 1.666,66 3.333,32 1.666,66 4.999,98 1.666,66 6.666,64 1.666,66 8.333,30 1.666,70 1.666,66 1.666,66 3.333,32 1.666,66 4.999,98 1.666,66 6.666,64 1.666,66 8.333,30 1.666,70 -6.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.593.571,88 1.593.571,88 0,00 1.593.571,88 0,00 1.593.571,88 0,00 1.593.571,88 0,00 18.907.000,00 5.080.642,65 5.080.642,65 3.319.407,18 8.400.049,83 4.209.184,95 0,00 12.609.234,78 0,00 3.407.303,60 0,00 16.016.538,38 0,00 3.318.853,18 0,00 -9.000,00 -6.000,00 10.000,00 1.666,66 COTA-PARTE DO IPI SOBRE 0,00 10.000,00 10.000,00 OUTRAS RECEITAS 1.300.000,00 10.000,00 REMUNERAÇÃO DE DEPÓSITOS 10.000,00 A PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ORIENTE comunica aos interessados a realização do Pregão (PRESENCIAL) Nº 2/2014 – PROCESSO Nº 6/2014 – SCM – ORDEM DE SERVIÇO Nº 6/2014 – ÓRGÃO: Prefeitura do Município de Oriente OBJETO: Referente à aquisição de óleo diesel, óleo diesel s10, etanol e gasolina comum para abastecimento dos veículos da frota municipal durante o exercício de 2014. MODALIDADE: PREGÃO. VALOR DO EDITAL: R$ 10,00 (dez) reais. ENCERRAMENTO 11.2.2014 às 9:00 horas. ABERTURA DOS ENVELOPES: 11.2.2014 às 9:10 horas. Edital completo e demais informações no Setor de Compras e Material na Prefeitura Municipal de Oriente de segunda à sexta-feira das 8:30 horas às 11:00 horas e 13:30 horas às 16:00 horas. Carlos Eduardo B. Móris SALDO EXERCÍCIO ANTERIOR TOTAL RECEITAS A PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ORIENTE comunica aos interessados a realização da Chamada Pública Nº 1/2014 – Processo Nº 7/2014 – SCM – ORDEM DE SERVIÇO Nº 7/2014 – ÓRGÃO: Prefeitura do Município de Oriente. OBJETO: Referente à aquisição de produtos através de Grupos Formais da Agricultura Familiar, de Empreendedores Familiares Rurais constituídos em Cooperativas e Associações, detentores da Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – DAP Física e/ou Jurídica, conforme a Lei da Agricultura Familiar n.º 11.326 de 24 de julho de 2006, e enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar – PRONAF, organizados em grupos formais. MODALIDADE: Pregão Presencial. VALOR DO EDITAL: R$ 10,00 (dez) reais. ENCERRAMENTO: 11.2.2014 às 10:30 horas. ABERTURA DOS ENVELOPES: 11.2.2014 às 10:35 horas. Edital completo e demais informações no Setor de Compras e Material na Prefeitura Municipal de Oriente de segunda à sexta-feira das 9:00 ás 11:00 horas e das 13:30 horas às 16:00 horas.
  • TRIBUNA REGIONAL 15 à 31 de Janeiro de 2014 - Página 3-B Emissão de cheques sem fundos fica estável em 2013, retrata levantamento do Serasa PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO: Janeiro a Dezembro 2013/BIMESTRE Novembro - Dezembro RREO – Anexo 5 (LRF, art 53, inciso III) R$ 1 SALDO DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA Em 31 Dez 2012 Em 31 Out 2013 (b) Em 2013, 2% dos cheques emitidos no país foram devolvidos. Dois por cento dos cheques compensados em todo país foram devolvidos pelo menos duas vezes, no ano passado, por falta de recursos na conta do emissor. O percentual ficou praticamente estável ao registrado em 2012 (2,02%), segundo levantamento divulgado dia 23 pela Em 31 Dez 2013 (a) (c) DÍVIDA CONSOLIDADA (I) 1.350.844,95 - 1.315.283,20 - 1.307.814,75 - - 2.410.195,11 - 1.372.267,66 - 401.888,04 - DEDUÇÕES (II) Disponibilidade de Caixa Bruta 2.530.749,70 - 1.508.255,23 - 3.815,09 - 265.894,85 - 230.498,59 - 675.073,30 - 386.449,44 - 366.486,16 - 1.350.844,95 - -1.094.911,91 - -64.452,91 - 0,00 - 0,00 - 83.391,27 - 39.071,30 - 28.588,68 - 1.267.453,68 - -1.133.983,21 - -93.041,59 - Demais Haveres Financeiros (-) Restos a Pagar Processados (Exceto Precatórios) DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA (III)=(I-II) RECEITA DE PRIVATIZAÇÕES (IV) PASSIVOS RECONHECIDOS (V) DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA (III+IV-V) 0,00 - PERIODO DE REFERÊNCIA RESULTADO NOMINAL No Bimestre JAN A DEZ 2013 (c-b) (c-a) RESULTADO NOMINAL 1.040.941,62 -1.360.495,27 DISCRIMINAÇÃO DA META FISCAL VALOR CORRENTE 114.000,00 META DE RESULTADO NOMINAL FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS DA LDO P/ O EXERCÍCIO DE REFERÊNCIA REGIME PREVIDENCIÁRIO SALDO DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA PREVIDENCIAÁRIA Bimestre Anterior Em 31 Dez 2012 DÍVIDA CONSOLIDADA PREVIDENCIÁRIA (VII) DEDUÇÕES (VIII) Disponibilidade de Caixa Bruta Investimentos Demais Haveres Financeiros (-) Restos a Pagar Processados DÍVIDA CONSOLIDADA LÍQUIDA PREVIDENCIÁRIA (IX)=(VII-VII PASSIVOS RECONHECIDOS (X) DÍVIDA FISCAL LÍQUIDA PREVIDENCIÁRIA (XI)=(IX-X) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 JAN A DEZ 2013 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Fundo de Participação dos Municípios Piso de Atenção Básica de Saúde Programa Saúde da Família – PSF – Creche Programa Agentes Comunitários de Saúde - Creche Programa Saúde Bucal - Creche Programa Assistência Farmácia Básica Teto Média/Alta Complexibilidade Fundo Nacional de Assistência Social FNDE – Merenda Escolar - Creche FNDE – Merenda Escolar – Ensino Fundamental FNDE – Merenda Escolar – Ensino Pré-Escolar FNDE – Merenda Escolar – Ensino Médio FNDE – Quota Estadual/Municipal FNDE – Jovens Adultos - EJA FNDE – Merenda AEE Secretaria Estadual Saúde Lei Complementar nº 87 Secretaria Assistencia Social – Renda Cidadã Imposto de Circulação de Mercadorias Cota Parte IPVA IPI Exportação Transferência Recursos para o FUNDEB Secretaria Estadual Educação – Transporte Escolar Secretaria Saúde – Controle Glicemia Secretaria Estadual Educação – Merenda Escolar Secretaria Estadual Habitação – CDHU Secretaria Estadual Esportes e Turismo Programa Melhoria As. Qualidade Royalties Petróleo Royalties Energia Elétrica Secretaria Saúde – PAB Variavel Secretaria Estadual Saúde – Fundo à Fundo Deduções em favor do FUNDEB RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DA DESPESAS COM PESSOAL ORÇAMENTOS FISCAIS E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO:Jan/2013 a Dez/2013 R$ 1 DESPESA EXECUTADAS Jan/2013 a Dez/2013 DESPESA COM PESSOAL LIQUIDADAS INSCRITOS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (a) (b) DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) Pessoal Ativo Pessoal Inativo e Pensionistas Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização (§ 1º do art. 18 da LRF) DESPESAS NÃO COMPUTADAS (§ 1º do art. 19 da LRF)(II) Indenizações por Demissão e Incentivos à Demissão Voluntária Decorrentes Decisão Judicial de período anterior ao da apuração Despesas de Exercícios Anteriores de período anterior ao da apuração Inativos e Pensionistas com Recursos Vinculados Verbas indenizatorias (Substituição, abono permanencia, férias indenizadas, licença premio, 1/3 de férias) 4.809.996,48 4.717.431,67 92.564,81 0,00 26.761,42 0,00 26.761,42 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 DESPESA LÍQUIDA COM PESSOAL ( III ) = ( I-II ) 4.783.235,06 0,00 DESPESA TOTAL COM PESSOAL - DTP ( IV ) = ( IIIa + IIIb ) 4.783.235,06 DESPESA COM PESSOAL VALOR RECEITA CORRENTE LÍQUIDA - RCL ( V ) 12.796.808,51 % DA DESPESA TOTAL COM PESSOAL - DTP sobre a RCL ( VI ) = IV / V * 100 37,38 LIMITE MÁXIMO (incisos I, II e III do art.20 da LRF) - <54%> 6.910.276,60 LIMITE PRUDENCIAL (parágrafo único do art.22 da LRF) - <51,3%> 6.564.762,77 LIMITE DE ALERTA (inciso II do § 1º do art.59 da LRF) - <48,6%> 6.219.248,94 Nota: Durante o exercício, somente as despesas liquidadas são consideradas executadas. No encerramento do exercício, as despesas não liquidadas inscritas em restos a pagar não-processados são também consideradas executadas. Dessa forma, para maior transparência, as despesas executadas estão segregadas em: a) Despesas liquidadas, consideradas aquelas em que houve a entrega do material ou serviço, nos termos do art. 63 da Lei 4.320/64; b) Despesas empenhadas mas não liquidadas, incritas em Restos a Pagar não-processados, consideradas liquidadas no encerramento do exercício, por força inciso II do art.35 da Lei 4.320/64 velam que Roraima liderou o ranking de cheques sem fundos em 2013, com 11,06% de devoluções. O Amazonas registrou o menor percentual (1,37%). Entre as regiões, a Norte liderou o ranking, com 4,33% de cheques devolvidos. A região Sudeste apresentou o menor percentual (1,56%). (fonte: Agência Brasil) 2013; e 2,04% verificado em dezembro de 2012. De acordo com os economistas da Serasa, a leve queda da inadimplência ocorreu devido à manutenção da taxa de desemprego ao longo do ano passado e à maior preocupação dos consumidores em quitar suas dívidas. Em uma análise da inadimplência por estados, os dados da Serasa Experian re- A PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE comunica para a Câmara Municipal, Partidos Políticos, Entidades Assistências, Religiosas, Educacionais, Saúde, Sindicatos e Comunidade em Geral, que recebeu durante o mês de DEZEMBRO de 2013 repasse financeiro de Órgãos Governamentais, a saber: ORIENTE - PODER EXECUTIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE RGF – ANEXO 1 (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") empresa de consultoria Serasa Experian. Em números absolutos, foram devolvidos 16.801.647 de cheques em 2013, e compensados 838.178.679. Segundo a Serasa, também houve recuo no volume de cheques devolvidos nas comparações mensal e anual. Em dezembro de 2013, o percentual foi 1,91% ante 2% observado em novembro de PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO SIMPLIFICADO DO RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL ORÇAMENTOS FISCAIS E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO: ATÉ O 3º QUADRIMESTRE DE 2013 829.401,17 13.305,50 14.260,00 24.700,00 4.460,00 1.622,09 7.214,15 2.099,32 1.880,00 6.118,00 1.190,00 1.314,00 10.744,00 102,00 140,00 42.000,00 1.475,52 2.143,70 408.535,11 20.702,93 2.361,09 98.997,94 21.618,08 797,75 22.475,00 101.583,02 45.000,00 6.600,00 449,59 7.823,94 1.200,00 40.605,75 189.050,30 LRF, art. 48 – Anexo 7 R$ 1 DESPESA COM PESSOAL VALOR Total da Despesa com Pessoal para fins de apuração do Limite - DTP Limite Máximo(Incisos I,II e III, art. 20 da LRF) Limite Prudencial (§ único, art. 22 da LRF 36,06 52,91 50,26 4.614.849,40 6.770.370,77 6.431.852,23 DÍVIDA CONSOLIDADA VALOR Dívida Consolidada Líquida Limite Definido por Resolução do Senado Federal % SOBRE A RCL -0,50 120,00 -64.452,91 15.356.170,21 GARANTIAS DE VALORES VALOR Total das Garantias Limite Definido por Resolução do Senado Federal % SOBRE A RCL 0,00 22,00 0,00 2.815.297,87 OPERAÇÕES DE CRÉDITO VALOR Operações de Crédito Internas e Externas Operações de Crédito por Antecipação da Receita Limite Definido p/ Senado Federal para Op. de Crédito Internas e Externas Limite Definido p/ Senado Federal para Op. de Crédito por Antec. da Receita % SOBRE A RCL 0,00 0,00 16,00 7,00 0,00 0,00 2.047.489,36 895.776,60 DISPONIBILIDADE DE CAIXA LÍQUIDA (ANTES DA INSCRIÇÃO EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS DO EXERCÍCIO) INSCRIÇÃO EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS DO RESTOS A PAGAR Valor Apurado nos Demonstrativos Respectivos 353.636,85 3.152.500,37 Observação para AUDESP. Apuração da Dedução da Despesa com Inativo: Considerar o Valor da Despesa até o Limite da Receita Vinculada ao RPPS PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS OP. CRÉDITO E DESPESA DE CAPITAL ORÇAMENTOS FISCAIS E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO: Janeiro a Dezembro 2013/BIMESTRE Novembro - Dezembro Página 1 de 2 RREO – ANEXO 6 (LRF, art 53, inciso III) R$ 1 PREVISÃO ATUALIZADA RECEITAS REALIZADAS Até o Bimestre (a) (b) RECEITAS DE OPERAÇÃO DE CRÉDITO (I) SALDO NÃO REALIZADO (c) = (a-b) 700.000,00 0,00 700.000,00 DESPESAS EXECUTADAS Até o Bimestre DOTAÇÃO ATUALIZADA DESPESAS LIQUIDADAS (d) DESPESAS DE CAPITAL INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (f) (e) SALDO NÃO EXECUTADO (g) = ((d)-(e+f)) 2.862.720,00 2.428.307,08 0,00 434.412,92 ( - ) Incentivos Fiscais a Contribuinte 0,00 0,00 0,00 0,00 ( - ) Incentivos Fiscais a Contribuinte por Instituições Financeiras 0,00 0,00 0,00 0,00 2.862.720,00 2.428.307,08 0,00 434.412,92 -2.428.307,08 265.587,08 (c-g) DESPESAS DE CAPITAL LÍQUIDA (II) RESULTADO PARA APURAÇÃO DA REGRA DE OURO (III) = (I - II) -2.162.720,00 (a-d) R$ 1 (b)-(e+f) RECEITAS REALIZADAS PREVISÃO ATUALIZADA RECEITAS PRIMÁRIAS RREO – ANEXO 9 (LRF, art.53, § 1º, inciso I) RECEITAS RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO: Janeiro a Dezembro 2013/BIMESTRE Novembro - Dezembro RECEITAS PRIMÁRIAS CORRENTES ( I ) Receita Tributária IPTU ISS ITBI IRRF Taxas Contribuição de Melhoria Outras Receitas Tributárias Receita de Contribuições Receitas Previdenciárias Outras Receitas de Contribuições Receita Patrimonial Líquida Receita Patrimonial (-)Aplicações Financeiras Transferências Correntes LC 61/89 LC 87/96 Convênios FPM ICMS IPVA ITR Outras Transferências Correntes Demais Receitas Correntes Dívida Ativa Diversas Receitas Correntes RECEITAS DE CAPITAL (II) Operações de Crédito (III) Amortização de Empréstimos (IV) Alienação de Bens (V) Transferências de Capital Convênios Outras Transferências de Capital Outras Receitas de Capital RECEITAS PRIMÁRIAS DE CAPITAL (VI)=(II-III-IV-V) RECEITA PRIMÁRIA TOTAL(VII)=(I+VI) No Bimestre 12.398.000,00 1.201.000,00 380.000,00 540.000,00 100.000,00 25.000,00 101.000,00 55.000,00 0,00 1.000,00 0,00 1.000,00 9.000,00 46.000,00 37.000,00 10.858.000,00 0,00 17.000,00 415.000,00 5.860.000,00 2.660.000,00 320.000,00 16.000,00 1.570.000,00 329.000,00 115.000,00 214.000,00 2.655.000,00 700.000,00 0,00 350.000,00 1.415.000,00 1.225.000,00 190.000,00 190.000,00 1.605.000,00 14.003.000,00 Jan a Dez 2013 2.476.954,43 212.462,71 34.536,76 107.466,55 6.624,03 47.102,02 16.733,35 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.140,90 23.477,51 22.336,61 2.244.902,43 0,00 2.360,84 117.112,17 1.156.120,52 499.361,17 27.814,47 3.351,93 438.781,33 18.448,39 10.390,62 8.057,77 227.890,63 0,00 0,00 0,00 220.591,39 178.591,39 42.000,00 7.299,24 227.890,63 2.704.845,06 Jan a Dez 2012 12.726.292,36 1.239.599,97 293.718,80 648.508,02 84.783,21 84.415,17 128.174,77 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 7.985,95 78.502,10 70.516,15 11.124.946,74 0,00 14.165,01 322.050,51 4.962.166,68 2.865.482,84 460.449,02 32.638,20 2.467.994,48 353.759,70 193.434,56 160.325,14 1.872.187,63 0,00 0,00 20.660,00 1.833.140,71 1.649.895,71 183.245,00 18.386,92 1.851.527,63 14.577.819,99 11.526.228,87 1.324.937,77 263.639,26 777.482,43 69.306,51 53.372,62 161.136,95 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 8.045,89 13.699,79 5.653,90 9.574.267,30 0,00 13.692,96 163.646,35 4.641.897,67 2.415.689,70 409.728,45 29.723,26 1.899.888,91 618.977,91 98.066,50 520.911,41 3.885.957,65 0,00 0,00 286.250,00 3.593.951,55 3.579.040,35 14.911,20 5.756,10 3.599.707,65 15.125.936,52 PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE Notas: 1 < Operações de Crédito descritas na CF, art. 167, inciso III> 2 Durante o exercício, somente as despesas liquidadas são consideradas executadas. No encerramento do exercício, as despesas não liquidadas inscritas em restos a pagar não processados são também consideradas executadas. Dessa forma, para maior transparência, as despesas executadas estão segregadas em: a) Despesas liquidadas, consideradas aquelas em que houve a entrega do material ou serviço, nos termos do art. 63 da Lei 4.320/64; b) Despesas empenhadas, mas não liquidadas, inscritas em Restos a Pagar não processados, consideradas liquidadas no encerramento do exercício, por força do art.35, inciso II da Lei 4.320/64. RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMÁRIO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO: Janeiro a Dezembro 2013/BIMESTRE Novembro - Dezembro Página 2 de 2 RREO – ANEXO 6 (LRF, art 53, inciso III) R$ 1 DESPESAS EXECUTADAS PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE RREO – Anexo 7 (LRF, art. 53, inciso V) R$ 1 RESTOS A PAGAR PROCESSADOS RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS Inscritos Em 31 de Exercicios Dezembro 2012 Anteriores Inscritos PODER / ORGÃO Exercicios Anteriores Em 31 de Dezembro 2012 Cancelados Pagos A Pagar Liquidados Pagos Cancelados A Pagar RESTOS A PAGAR (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIOS) (I) 0201 0202 0203 0204 0205 0206 0207 0208 0210 0211 0212 0213 0214 0215 0216 0217 0219 02 125.924,02 549.149,28 -22.925,88 285.661,26 366.486,16 0,00 18.574,21 1.201,19 1.201,19 -17.373,02 PODER EXECUTIVO(exceto Intra-Orçam.)-(I) 125.924,02 549.149,28 -22.925,88 285.661,26 366.486,16 0,00 18.574,21 1.201,19 1.201,19 -17.373,02 0,00 14.900,47 72.344,23 0,00 0,00 0,00 12.123,35 3.956,62 671,51 2.150,00 0,00 9.085,17 0,00 6.229,88 4.462,79 0,00 0,00 0,00 21.404,68 65.178,33 9.253,78 628,30 51.799,30 60.559,21 27.686,50 24.609,41 52.120,57 3.110,17 115.315,37 1.502,21 10.970,42 14.732,72 89.079,48 1.000,00 198,83 -2.722,57 -4.807,08 -70,61 0,00 -294,17 -1.899,17 -2.736,78 -1.224,78 -1.607,86 -261,49 -5.411,60 0,00 -307,74 -1.404,19 0,00 0,00 -177,84 1.828,07 48.307,77 183,17 0,00 9.013,50 36.518,60 20.743,13 9.391,32 48.509,71 2.848,68 88.399,71 1.502,21 9.087,08 8.307,32 0,00 1.000,00 20,99 31.754,51 84.407,71 9.000,00 628,30 42.491,63 34.264,79 8.163,21 14.664,82 4.153,00 0,00 30.589,23 0,00 7.805,48 9.484,00 89.079,48 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 164,03 0,00 0,00 0,00 8.126,00 2.251,00 0,00 0,00 83,59 7.662,00 0,00 0,00 287,59 0,00 0,00 0,00 0,00 139,34 0,00 0,00 0,00 180,85 651,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 230,00 0,00 0,00 0,00 0,00 139,34 0,00 0,00 0,00 180,85 651,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 230,00 0,00 0,00 0,00 0,00 -24,69 0,00 0,00 0,00 -7.945,15 -1.600,00 0,00 0,00 -83,59 -7.662,00 0,00 0,00 -57,59 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 RESTOS A PAGAR (INTRA-ORÇAMENTÁRIOS) (II) 02 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 125.924,02 549.149,28 -22.925,88 285.661,26 366.486,16 0,00 18.574,21 1.201,19 1.201,19 -17.373,02 12.246.280,00 5.476.393,48 65.000,00 6.704.886,52 12.181.280,00 2.862.720,00 2.517.720,00 155.000,00 0,00 0,00 155.000,00 190.000,00 2.672.720,00 0,00 0,00 2.790.770,36 1.239.888,09 4.500,08 1.546.382,19 2.786.270,28 932.537,84 914.586,77 0,00 0,00 0,00 0,00 17.951,07 914.586,77 0,00 DESPESAS PRIMÁRIAS TOTAL(XVIII)=(X+XV+XVI+XVII) 14.854.000,00 0,00 PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE 13.012.566,06 15.810.977,15 -851.000,00 -996.011,99 1.565.253,93 -685.040,63 - - 0,00 95.117,01 VALOR DISCRIMINAÇÃO DA META FISCAL META DE RESULTADO PRIMÁRIO FIXADA NO ANEXO DE METAS FISCAIS PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DA EXECUÇÃO DAS DESPESAS POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO ORÇAMENTOS FISCAIS E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO: Janeiro a Dezembro 2013/BIMESTRE R$ 1 DOTAÇÃO DOTAÇÃO INICIAL ATUALIZADA (a) R$ 1 EVOLUÇÃO DA RECEITA REALIZADA NOS ÚLTIMOS 12 MESES JAN/2013 3.700.857,05 RESULTADO PRIMÁRIO (VII-XVIII) SALDOS DE EXERCÍCIOS ANTERIORES FUNÇÃO/SUBFUNÇÃO RREO – ANEXO 3 (LRF, Art. 53, inciso I) ESPECIFICAÇÃO Em 2012 INSCRITAS EM LIQUIDADAS Jan a Dez 2012 RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADO 12.194.366,14 0,00 4.535.785,77 0,00 28.833,30 0,00 7.629.747,07 0,00 12.165.532,84 0,00 3.735.718,46 0,00 3.645.444,31 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 90.274,15 0,00 3.645.444,31 0,00 0,00 RREO – Anexo 2 (LRF, Art. 52, inciso II, alínea “c”) RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LÍQUIDA ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL JAN/2013 A DEZ/2013 1.339.890,27 RECEITAS CORRENTES (I) 92.423,31 RECEITA TRIBUTÁRIA 15.619,02 IPTU 62.577,09 ISS 10.318,30 ITBI 2.431,28 IRRF 1.477,62 Outras receitas Tributárias 0,00 RECEITA DE CONTRIBUIÇÕES 587,40 RECEITA PATRIMONIAL 0,00 RECEITA AGROPECUÁRIA 0,00 RECEITA INDUSTRIAL 0,00 RECEITA DE SERVIÇO 1.210.212,32 TRANSFERENCIAS CORRENTES 513.627,46 Cota Parte do FPM 283.785,01 Cota Parte do ICMS 202.110,76 Cota Parte do IPVA 1.062,44 Cota Parte do ITR 0,00 Transf. da LC 87/1996 2.769,72 Transf. da LC 61/1989 118.190,87 Transferencias do FUNDEB 88.666,06 Outras Transferências Correntes 36.667,24 Outras Receitas Correntes 200.671,41 DEDUÇÕES ( II ) 0,00 Contrib. Plano de Seguridade Social Servidor 0,00 Compens Financ. entre Regimes Previd. Dedução da Receita para Formação do FUNDEB 200.671,41 1.139.218,86 RECEITA CORRENTE LÍQUIDA (I)-(II) INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADO 59.200,00 0,00 0,00 59.200,00 59.200,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 10.709.213,46 5.163.340,34 27.121,69 5.518.751,43 10.682.091,77 2.428.307,08 2.330.474,29 0,00 0,00 0,00 0,00 97.832,79 2.330.474,29 0,00 0,00 TOTAL (III) = (I+II) 0,00 LIQUIDADAS Jan a Dez 2013 No Bimestre DESPESAS CORRENTES (VIII) Pessoal e Encargos Sociais Juros e Encargos da Dívida (IX) Outras Despesas Correntes DESPESAS PRIMÁRIAS CORRENTES (X) = (VIII-IX) DESPESAS DE CAPITAL (XI) Investimentos Inversões Financeiras Concessão de Empréstimos (XII) Aquisição de Título de Capital já Integralizado(XIII) Demais Inversões Financeiras Amortização da Dívida (XIV) DESPESAS PRIMÁRIAS DE CAPITAL (XV)=(XI-XII-XIII-XIV) RESERVA DE CONTINGÊNCIA (XVI) RESERVA DO RPPS(XVII) 0,00 PODER EXECUTIVO(Intra-Orçam.)-(II) GABINETE SECRETARIA E FINANCAS ATENDIMENTO PESSOA IDOSA FUNDO MUNICIPAL DO MENOR E ADOLESCENTE FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL FUNDO MUNICIPAL DE SAUDE COZINHA PILOTO ENSINO FUNDAMENTAL ENSINO PRÉ-ESCOLAR BIBLIOTECA SERVIÇOS URBANOS AGRICULTURA TRANSPORTE ESPORTE E LAZER HABITAÇÃO ENSINO PRÉ-ESCOLAR - FUNDEB ENSINO PROFISSIONALIZANTE DOTAÇÃO ATUALIZADA DESPESAS PRIMÁRIAS DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR POR PODER E ORGÃO ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO: Janeiro a Dezembro 2013/BIMESTRE Novembro - Dezembro Em 2013 TOTAL (ÚLTIMOS 12 MESES) FEV/2013 MAR/2013 ABR/2013 MAI/2013 JUN/2013 JUL/2013 AGO/2013 SET/2013 OUT/2013 NOV/2013 DEZ/2013 1.333.146,23 73.186,30 11.630,98 54.972,01 1.720,98 3.092,91 1.769,42 0,00 1.620,62 0,00 0,00 0,00 1.209.326,18 691.030,82 247.671,47 99.383,57 0,00 0,00 1.929,35 96.486,04 72.824,93 49.013,13 208.003,27 0,00 0,00 208.003,27 1.125.142,96 1.018.464,88 77.301,47 35.857,74 34.973,24 2.640,09 2.576,30 1.254,10 0,00 2.674,05 0,00 0,00 0,00 930.840,34 397.982,42 260.133,92 77.322,01 0,00 0,00 1.614,79 93.596,01 100.191,19 7.649,02 147.410,80 0,00 0,00 147.410,80 871.054,08 1.334.180,90 294.421,22 231.568,76 37.260,91 7.006,29 4.797,77 13.787,49 0,00 2.316,51 0,00 0,00 0,00 1.030.508,35 427.026,17 323.797,08 41.654,40 6,19 5.902,06 1.630,76 105.046,17 125.445,52 6.934,82 160.003,49 0,00 0,00 160.003,49 1.174.177,41 1.195.356,69 121.279,23 66.401,34 46.868,86 3.289,65 3.304,11 1.415,27 0,00 3.501,15 0,00 0,00 0,00 1.070.328,39 613.578,58 247.022,35 19.166,22 25,47 0,00 2.148,34 81.376,40 107.011,03 247,92 176.388,24 0,00 0,00 176.388,24 1.018.968,45 1.317.354,97 113.179,22 68.533,45 34.841,99 3.495,00 3.727,30 2.581,48 0,00 4.996,51 0,00 0,00 0,00 1.199.057,93 511.960,85 369.066,85 22.743,59 6,24 1.475,52 2.105,52 113.116,30 178.583,06 121,31 181.471,77 0,00 0,00 181.471,77 1.135.883,20 1.087.261,63 190.354,93 54.310,96 111.716,37 17.623,50 4.706,55 1.997,55 0,00 10.005,82 0,00 0,00 0,00 886.900,88 364.624,46 329.867,21 16.623,89 0,00 2.951,04 2.247,25 102.226,14 68.360,89 0,00 143.168,48 0,00 0,00 143.168,48 944.093,15 1.047.787,98 -111.238,94 -253.024,33 48.122,82 14.687,28 4.385,10 74.590,19 0,00 10.062,98 0,00 0,00 0,00 933.182,47 476.740,67 248.951,79 28.057,77 0,00 1.475,52 2.227,38 80.064,57 95.664,77 215.781,47 151.490,72 0,00 0,00 151.490,72 896.297,26 1.178.150,47 96.048,40 13.150,21 60.622,79 12.140,83 4.083,95 6.050,62 0,00 9.539,21 0,00 0,00 0,00 1.064.046,89 394.565,45 298.586,59 16.293,46 1.325,36 0,00 2.100,83 93.070,96 258.104,24 8.515,97 142.574,39 0,00 0,00 142.574,39 1.035.576,08 1.111.441,83 80.182,12 15.133,91 49.085,39 5.237,26 4.207,88 6.517,68 0,00 9.720,34 0,00 0,00 0,00 1.011.158,94 394.799,22 320.333,89 17.321,77 34.182,06 2.951,04 2.318,47 100.780,60 138.471,89 10.380,43 154.335,81 0,00 0,00 154.335,81 957.106,02 1.166.238,70 79.578,13 13.229,88 55.107,12 3.066,00 3.193,47 4.981,66 0,00 11.321,70 0,00 0,00 0,00 1.067.392,39 549.705,47 215.666,30 14.065,51 58.103,55 1.475,52 2.450,90 87.145,24 138.779,90 7.946,48 168.120,61 0,00 0,00 168.120,61 998.118,09 1.690.223,25 14.819.497,80 132.884,58 1.239.599,97 21.306,88 293.718,80 52.359,43 648.508,02 3.558,03 84.783,21 43.908,55 84.415,17 11.751,69 128.174,77 0,00 0,00 12.155,81 78.502,10 0,00 0,00 0,00 0,00 1.475,89 1.475,89 1.534.680,95 13.147.636,03 829.401,17 6.165.042,74 408.535,11 3.553.417,57 20.702,93 575.445,88 -53.913,66 40.797,65 1.475,52 17.706,22 2.361,09 25.904,40 98.997,94 1.170.097,24 227.120,85 1.599.224,33 9.026,02 352.283,81 189.050,30 2.022.689,29 0,00 0,00 0,00 0,00 189.050,30 2.022.689,29 1.501.172,95 12.796.808,51 PREVISÃO ATUALIZADA 14.605.000,00 1.201.000,00 380.000,00 540.000,00 100.000,00 25.000,00 156.000,00 1.000,00 46.000,00 0,00 0,00 7.000,00 13.028.000,00 7.300.000,00 3.300.000,00 400.000,00 20.000,00 20.000,00 20.000,00 600.000,00 1.368.000,00 322.000,00 2.170.000,00 0,00 0,00 2.170.000,00 12.435.000,00 DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS) (I) Legislativa Ação Legislativa Administração Administração Geral Administração Financeira Assistência Social Assistência ao Idoso Assistência à Criança e ao Adolescente Assistência Comunitária Saúde Atenção Básica Educação Alimentação e Nutrição Ensino Fundamental Ensino Médio Ensino Profissional Educação Infantil Cultura Difusão Cultural Direitos da Cidadania Serviços Urbanos Habitação Habitação Urbana Agricultura Extensão Rural Transporte Transporte Rodoviário Desporto e Lazer Desporto Comunitário Encargos Especiais Serviço da Dívida Interna DESPESAS INTRA-ORÇAMENTÁRIAS (II) TOTAL (III)=(I+II) 15.090.000,00 480.000,00 480.000,00 1.950.000,00 770.000,00 1.180.000,00 1.200.000,00 90.000,00 170.000,00 940.000,00 3.330.000,00 3.330.000,00 3.080.000,00 380.000,00 1.200.000,00 80.000,00 180.000,00 1.240.000,00 190.000,00 190.000,00 2.250.000,00 2.250.000,00 600.000,00 600.000,00 160.000,00 160.000,00 880.000,00 880.000,00 530.000,00 530.000,00 440.000,00 440.000,00 0,00 15.090.000,00 15.109.000,00 499.000,00 499.000,00 1.932.000,00 840.000,00 1.092.000,00 812.000,00 2.000,00 114.000,00 696.000,00 3.995.000,00 3.995.000,00 3.118.000,00 430.000,00 877.000,00 1.000,00 10.000,00 1.800.000,00 80.000,00 80.000,00 2.856.000,00 2.856.000,00 860.000,00 860.000,00 37.000,00 37.000,00 525.000,00 525.000,00 255.000,00 255.000,00 140.000,00 140.000,00 0,00 15.109.000,00 DESPESAS EXECUTADAS DESPESAS EMPENHADAS DESPESAS LIQUIDADAS BIMESTRE (b) 3.086.240,84 68.853,17 68.853,17 600.050,60 451.299,22 148.751,38 86.707,12 1.088,30 15.611,94 70.006,88 577.574,61 577.574,61 948.659,25 31.796,46 277.079,43 0,00 3.595,59 636.187,77 10.357,38 10.357,38 549.463,77 549.463,77 130.545,76 130.545,76 9.028,56 9.028,56 41.890,08 41.890,08 45.159,47 45.159,47 17.951,07 17.951,07 0,00 3.086.240,84 ATÉ BIMESTRE (c) 13.196.720,54 479.846,88 479.846,88 1.693.908,49 780.811,53 913.096,96 554.257,45 1.896,43 69.295,11 483.065,91 3.206.258,41 3.206.258,41 2.999.212,68 372.625,78 843.452,70 0,00 9.721,92 1.773.412,28 63.827,20 63.827,20 2.640.511,44 2.640.511,44 784.014,67 784.014,67 31.542,34 31.542,34 429.557,35 429.557,35 215.950,84 215.950,84 97.832,79 97.832,79 0,00 13.196.720,54 BIMESTRE (d) 3.723.308,20 76.047,17 76.047,17 581.194,06 417.674,68 163.519,38 131.495,13 1.088,30 15.611,94 114.794,89 699.324,47 699.324,47 1.178.560,64 81.937,95 373.732,41 0,00 3.595,59 719.294,69 10.357,38 10.357,38 781.812,90 781.812,90 130.545,76 130.545,76 9.028,56 9.028,56 61.831,59 61.831,59 45.159,47 45.159,47 17.951,07 17.951,07 0,00 3.723.308,20 ATÉ BIMESTRE (e) 13.137.520,54 479.846,88 479.846,88 1.639.208,49 735.761,53 903.446,96 550.257,45 1.896,43 69.295,11 479.065,91 3.205.758,41 3.205.758,41 2.999.212,68 372.625,78 843.452,70 0,00 9.721,92 1.773.412,28 63.827,20 63.827,20 2.640.511,44 2.640.511,44 784.014,67 784.014,67 31.542,34 31.542,34 429.557,35 429.557,35 215.950,84 215.950,84 97.832,79 97.832,79 0,00 13.137.520,54 INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (f) 59.200,00 0,00 0,00 54.700,00 45.050,00 9.650,00 4.000,00 0,00 0,00 4.000,00 500,00 500,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 59.200,00 % % ((e+f) ((e+f)/a) /total (e+f)) 100,00 3,64 3,64 12,84 5,92 6,92 4,20 0,01 0,53 3,66 24,30 24,30 22,73 2,82 6,39 0,00 0,07 13,44 0,48 0,48 20,01 20,01 5,94 5,94 0,24 0,24 3,26 3,26 1,64 1,64 0,74 0,74 0,00 100,00 87,34 96,16 96,16 87,68 92,95 83,62 68,26 94,82 60,79 69,41 80,26 80,26 96,19 86,66 96,17 0,00 97,22 98,52 79,78 79,78 92,45 92,45 91,16 91,16 85,25 85,25 81,82 81,82 84,69 84,69 69,88 69,88 0,00 87,34 SALDO A EXECUTAR (a-(e+f)) 1.912.279,46 19.153,12 19.153,12 238.091,51 59.188,47 178.903,04 257.742,55 103,57 44.704,89 212.934,09 788.741,59 788.741,59 118.787,32 57.374,22 33.547,30 1.000,00 278,08 26.587,72 16.172,80 16.172,80 215.488,56 215.488,56 75.985,33 75.985,33 5.457,66 5.457,66 95.442,65 95.442,65 39.049,16 39.049,16 42.167,21 42.167,21 0,00 1.912.279,46
  • TRIBUNA REGIONAL 1 à 15 de Janeiro de 2014 Página 4-B Coleta Seletiva em Oriente: Um Sonho não tão distante Estudos comprovam que a maioria das pessoas não possuem conhecimento de onde o lixo doméstico vai parar. A média nacional de produção de lixo é de aproximadamente um quilo por pessoa, logo, são mais de cinco toneladas diárias que são recolhidas por dia nas ruas orientenses, o não aproveitamento dos resíduos sólidos é um agravante nesta situação. Pensando nisso, a Secretaria Municipal de Oriente está buscando alternativas e um plano municipal de destinação de resíduos sólidos está sendo esboçado. Segundo o Secretário do Meio Ambiente Carlos Alonge, a coleta seletiva é um, dentre Prefeitura de Oriente Implanta Nota Fiscal Eletrônica os vários outros fatores, que devem ser estudados “inicialmente estamos trabalhando na coleta seletiva de galhos e resíduos de construção, até então era comum para as pessoas em Oriente misturar o lixo juntamente com o entulho” segundo ele, o entulho é destinado para recuperação de estradas vicinais e o lixo é destinado para o aterro sanitário “pretendemos sim iniciar o processo de implantação de coleta seletiva em nossa cidade, porém estamos priorizando outras questões ambientais que impediriam seu funcionamento adequado” – afirmou. O prefeito Dado em entrevista ao Jornal Tribuna disse es- tar empenhado neste assunto “estamos agora com uma assessoria ambiental para fazermos tudo dentro dos conformes, encaminhei algumas leis ambientais para a Câmara e todas foram aprovadas, todos estamos empenhados na questão ambiental do nosso município” o município de Oriente está seguindo as normas para implantação do Selo Município Verde-Azul que é um programa que visa estimular e capacitar as prefeituras a implementarem e desenvolverem uma agenda ambiental estratégica “não falamos mais em apenas preservar, temos agora restituir o que foi consumido do nosso planeta, seremos com toda certeza um Município Verde-Azul” – afirmou o prefeito. Existe em Oriente, por exemplo, diversos locais de recolhimento de pilhas, este material não pode ser jogado junto ao lixo comum pois possuem alto teor de contaminação de solo e altíssimo tempo de decomposição; os pontos de coleta estão nos hospitais, escolas e diversos comércios da cidade. Além disso, uma campanha de coleta de lixo eletrônico será feita em breve “nosso planeta é de todos e cabe à todos cuidar dele”. por Sérgio C. S. Jr. www.orientesp.com.br Seguindo às tendências do mercado, todo sistema foi modernizado e atualizado A Nota Fiscal eletrônica é um documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital, com o intuito de documentar uma operação de circulação de mercadorias ou prestação de serviços ocorrida entre as partes, cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital do emitente e recepção, pelo fisco, antes da ocorrência do Fato Gerador. Sua implantação iniciou-se primeiramente nas grandes empresas e agora é faz parte da realidade de nosso município. Com o objetivo de incentivar prestadores de serviços de nosso município a abandonarem a informalidade, a prefeitura implantou o sistema integrado com os principais órgãos do país, basta o representante da empresa procurar a Prefeitura e, dependendo da demanda, o mesmo sai habilitado no mesmo dia para emitir as NF-e. Todo processo é gratuito e agilizado, a equipe da lançadoria da prefeitura fora treinada para implantar o sistema e a intenção é que toda transação de prestação de serviços de Oriente seja legalizada. Para o prefeito Dado, esta é uma grande inovação e representa uma nova maneira de se fazer negócios “hoje em dia cada vez precisamos melhorar nossas ferramentas de trabalho, os benefícios da nota fiscal eletrônica que antes era apenas para grandes e médias empresas agora estão disponíveis para todos” afirmou. Para a servidora da lançadoria, Ariane Moreira (foto) esta tem sido uma grande inovação “tivemos muitas horas de treinamento para podermos oferecer este serviço, o sistema é muito fácil de usar, é totalmente integrado e geralmente a pessoa é habilitada no mesmo dia”. Confira alguns benefícios da NF-e: Redução de custos de impressão; Redução de custos de aquisição de papel; Redução de custos de envio do documento fiscal; Redução de custos de armazenagem de documentos fiscais; Simplificação de obrigações acessórias, como dispensa de AIDF; Incentivo a uso de relacionamentos eletrônicos com clientes; Eliminação de digitação de notas fiscais na RREO – ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas “a” e “b” do inciso II e § 1º) RECEITAS RECEITAS(EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS)(I) RECEITAS CORRENTES RECEITA TRIBUTARIA Impostos Taxas Contribuicao de Melhoria RECEITA DE CONTRIBUICOES Contribuicoes Sociais Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico Contribuição de Iluminação Pública RECEITA PATRIMONIAL Receitas Imobiliárias Receitas de Valores Mobiliários Receitas de Concessões e Permissões Compensação Financeiras Receita Decorrente do Direito de Exploração de Bens Públ Receita da Cessão de Direitos Outras Receitas Patrimoniais RECEITA AGROPECUARIA Receita da Produção Vegetal Receita da Produção Animal e Derivados Outras Receitas Agropecuárias RECEITA INDUSTRIAL Receita da Indústria Extrativa Mineral Receita da Indústria de Transformação Receita da Indústria de Construção Outras Receitas da Indústria RECEITA DE SERVIÇOS Receita de Serviços TRANSFERENCIAS CORRENTES Transferências Intergovernamentais Transferências de Instituições Privadas Transferências do Exterior Transferências de Pessoas Transferências de Convênios Transferências para o Combate à Fome OUTRAS RECEITAS CORRENTES Multas e Juros de Mora Indenizações e Restituições Receita da Dívida Ativa Receitas Decorrentes de Aportes Periódicos para Amortiza Receitas Correntes Diversas RECEITAS DE CAPITAL OPERAÇÕES DE CRÉDITO Operações de Crédito Internas Operações de Crédito Externas ALIENAÇÃO DE BENS Alienação de Bens Móveis Alienação de Bens Imóveis ARMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS TRANSFERENCIAS DE CAPITAL Transferências Intergovernamentais Transferências de Instituições Privadas Transferências do Exterior Transferências de Pessoas Transferência de Outras Instit. Públicas Transferências de Convênios Transferência para o Combate à Fome OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL Integralização do Capital Social Remuneração das Disponibilidades Receitas de Capital Diversas RECEITAS INTRA-ORÇAMENTÁRIAS (II) Receita de Contribuições Receita Patrimonial Receita de Serviços Outras Receitas Correntes SUBTOTAL DAS RECEITAS (III)=(I+II) PREVISÃO INICIAL ATUALIZADA (a) 15.080.000,00 12.435.000,00 1.201.000,00 1.045.000,00 101.000,00 55.000,00 1.000,00 1.000,00 0,00 0,00 46.000,00 4.000,00 41.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 7.000,00 7.000,00 10.858.000,00 10.423.000,00 10.000,00 0,00 10.000,00 415.000,00 0,00 322.000,00 77.000,00 115.000,00 115.000,00 0,00 15.000,00 2.645.000,00 700.000,00 700.000,00 0,00 350.000,00 300.000,00 50.000,00 0,00 1.415.000,00 190.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.225.000,00 0,00 180.000,00 0,00 0,00 180.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15.080.000,00 SALDO RECEITAS REALIZADAS BIMESTRE (b) 2.727.181,67 2.499.291,04 212.462,71 195.729,36 16.733,35 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 23.477,51 627,40 22.850,11 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.475,89 1.475,89 2.244.902,43 2.127.790,26 0,00 0,00 0,00 117.112,17 0,00 16.972,50 6.581,88 0,00 10.390,62 0,00 0,00 227.890,63 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 220.591,39 42.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 178.591,39 0,00 7.299,24 0,00 0,00 7.299,24 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.727.181,67 % (b/a) 18,08 20,10 17,69 18,73 16,57 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 51,04 15,68 55,73 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 21,08 21,08 20,68 20,41 0,00 0,00 0,00 28,22 0,00 5,27 8,55 0,00 9,04 0,00 0,00 8,62 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15,59 22,11 0,00 0,00 0,00 0,00 14,58 0,00 4,06 0,00 0,00 4,06 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 18,08 JAN A DEZ 2013 (c) 14.668.996,14 12.796.808,51 1.239.599,97 1.111.425,20 128.174,77 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 78.502,10 6.474,94 72.027,16 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.475,89 1.475,89 11.124.946,74 10.802.896,23 0,00 0,00 0,00 322.050,51 0,00 352.283,81 57.887,01 100.962,24 193.434,56 0,00 0,00 1.872.187,63 0,00 0,00 0,00 20.660,00 20.660,00 0,00 0,00 1.833.140,71 183.245,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.649.895,71 0,00 18.386,92 0,00 0,00 18.386,92 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 14.668.996,14 % (c/a) 97,27 102,91 103,21 106,36 126,91 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 170,66 161,87 175,68 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 21,08 21,08 102,46 103,64 0,00 0,00 0,00 77,60 0,00 109,40 75,18 87,79 168,20 0,00 0,00 70,78 0,00 0,00 0,00 5,90 6,89 0,00 0,00 129,55 96,44 0,00 0,00 0,00 0,00 134,69 0,00 10,21 0,00 0,00 10,21 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 97,27 RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTOS FISCAIS E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO: Janeiro a Dezembro 2013/BIMESTRE Novembro - Dezembro A REALIZAR (a-c) 411.003,86 -361.808,51 -38.599,97 -66.425,20 -27.174,77 55.000,00 1.000,00 1.000,00 0,00 0,00 -32.502,10 -2.474,94 -31.027,16 0,00 0,00 0,00 0,00 1.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 5.524,11 5.524,11 -266.946,74 -379.896,23 10.000,00 0,00 10.000,00 92.949,49 0,00 -30.283,81 19.112,99 14.037,76 -78.434,56 0,00 15.000,00 772.812,37 700.000,00 700.000,00 0,00 329.340,00 279.340,00 50.000,00 0,00 -418.140,71 6.755,00 0,00 0,00 0,00 0,00 -424.895,71 0,00 161.613,08 0,00 0,00 161.613,08 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 411.003,86 DEMONSTRATIVO DA VARIAÇÃO PATRIMONIAL E APLICAÇÃO DE RECURSOS DECORRENTES DA ALIENAÇÃO DE ATIVOS - (Artigo 53, §1º, Inciso III, da LC 101/00) PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE R$ 1 PREVISÃO 15.080.000,00 12.435.000,00 1.201.000,00 1.045.000,00 101.000,00 55.000,00 1.000,00 1.000,00 0,00 0,00 46.000,00 4.000,00 41.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 7.000,00 7.000,00 10.858.000,00 10.423.000,00 10.000,00 0,00 10.000,00 415.000,00 0,00 322.000,00 77.000,00 115.000,00 115.000,00 0,00 15.000,00 2.645.000,00 700.000,00 700.000,00 0,00 350.000,00 300.000,00 50.000,00 0,00 1.415.000,00 190.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1.225.000,00 0,00 180.000,00 0,00 0,00 180.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15.080.000,00 recepção de mercadorias; Planejamento de logística de entrega pela recepção antecipada da informação da NF-e; Redução de erros de escrituração devido a erros de digitação de notas fiscais; Redução do consumo de papel, com impacto em termos ecológicos; Incentivo ao comércio eletrônico e ao uso de novas tecnologias; Padronização dos relacionamentos eletrônicos entre empresas; Surgimento de oportunidades de negócios e empregos na prestação de serviços ligados a Nota Fiscal Eletrônica; Aumento na confiabilidade da Nota Fiscal; Melhoria no processo de controle fiscal, possibilitando um melhor intercâmbio e compartilhamento de informações entre os fiscos; entre outros. A Nota Fiscal, eletrônica ou não, é de direto de todo consumidor e pode ser solicitada em toda compra e/ou contratação de serviços. Com ela, todas as partes envolvidas na negociação possuem a certeza de estarem realizando um procedimento totalmente legalizado. por Sérgio C. S. Jr. www.orientesp.com.br 2 de 3 MUNICÍPIO DE ORIENTE - ANO DE 2013 I - VARIAÇÃO PATRIMONIAL 1. Resultado da Execução do Orçamento RREO – ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas “a” e “b” do inciso II e § 1º) R$ 1 PREVISÃO ATUALIZADA (a) RECEITAS REALIZADAS PREVISÃO INICIAL RECEITAS OPERAÇÕES DE CRÉDITO - REFINANCIAMENTO (IV Operações de Crédito Internas Mobiliária Contratual Operações de Crédito Externas Mobiliária Contratual SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (V) = (III+IV) DÉFICIT (VI) TOTAL (VII) = (V+VI) SALDOS DE EXERCÍCIOS ANTERIORES (UTILIZADOS Superávit Financeiro Reabertura de Créditos Adicionais BIMESTRE (b) % (b/a) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15.080.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15.080.000,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 2.727.181,67 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 18,08 15.080.000,00 15.080.000,00 0,00 0,00 0,00 2.727.181,67 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 14.668.996,14 0,00 14.668.996,14 0,00 0,00 0,00 18,08 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 97,27 2. Ativo Permanente A REALIZAR (a-c) % (c/a) Bens Móveis Bens Imóveis Obras e Instalações Títulos e Valores Dívida Ativa Outros Créditos 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 411.003,86 REDUÇÕES 0,00 SALDO JAN A DEZ 2013 (c) ACRÉSCIMOS 1.472.275,60 Superávit Déficit 1.154.374,97 995.976,03 0,00 0,00 0,00 0,00 158.398,94 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 40.298,90 0,00 40.298,90 3. Passivo Permanente Empréstimos Outras Dívidas (Previdência Própria , INSS, FGTS) 4. TOTAIS 5. RESULTADO PATRIMONIAL 2.626.650,57 -40.298,90 VARIAÇÃO POSITIVA = 2.666.949,47 II - APLICAÇÃO DE RECURSOS DA ALIENAÇÃO DE ATIVOS PREFEITURA MUNICIPAL DE ORIENTE 3 de 3 RREO – ANEXO 1 (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas “a” e “b” do inciso II e § 1º) R$ 1 DOTACAO DESPESAS CRÉDITOS DOTAÇÃO INICIAL ADICIONAIS (d) DESPESAS (EXCETO INTRA-ORÇAMENTÁRIAS)(VIII) DESPESAS CORRENTES PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS JUROS E ENCARGOS DA DíVIDA OUTRAS DESPESAS CORRENTES DESPESAS DE CAPITAL INVESTIMENTOS INVERSÕES FINANCEIRAS AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA RESERVA DE CONTINGÊNCIA RESERVA DO RPPS DESPESAS (INTRA-ORÇAMENTÁRIAS)(IX) SUBTOTAL DAS DESPESAS (X)=(VIII+IX) AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA - REFINANCIAMENTO (XI Amortização da Dívida Interna Dívida Mobiliária Outras Dívidas Amortização da Dívida Externa Dívida Mobiliária Outras Dívidas SUBTOTAL COM REFINANCIAMENTO (XII)=(X+XI) DESPESAS EXECUTADAS ATUALIZADA (e) 15.090.000,00 11.840.000,00 4.817.000,00 190.000,00 6.833.000,00 3.250.000,00 2.540.000,00 100.000,00 610.000,00 0,00 0,00 DESPESAS LIQUIDADAS BIMESTRE (f)=(d+e) 19.000,00 406.280,00 659.393,48 -125.000,00 -128.113,48 -387.280,00 -22.280,00 55.000,00 -420.000,00 0,00 0,00 DESPESAS EMPENHADAS JAN A DEZ 2013 BIMESTRE JAN A DEZ 2013 (g) 15.109.000,00 12.246.280,00 5.476.393,48 65.000,00 6.704.886,52 2.862.720,00 2.517.720,00 155.000,00 190.000,00 0,00 0,00 3.086.240,84 2.515.453,00 1.239.888,09 4.500,08 1.271.064,83 570.787,84 552.836,77 0,00 17.951,07 0,00 0,00 13.196.720,54 10.768.413,46 5.163.340,34 27.121,69 5.577.951,43 2.428.307,08 2.330.474,29 0,00 97.832,79 0,00 0,00 3.723.308,20 2.790.770,36 1.239.888,09 4.500,08 1.546.382,19 932.537,84 914.586,77 0,00 17.951,07 0,00 0,00 13.137.520,54 10.709.213,46 5.163.340,34 27.121,69 5.518.751,43 2.428.307,08 2.330.474,29 0,00 97.832,79 0,00 0,00 INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS (h) 59.200,00 59.200,00 0,00 0,00 59.200,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 SALDO % EXECUTAR ((g+h)/f) (f-(g+h)) 87,34 87,93 94,28 41,73 83,19 84,83 92,56 0,00 51,49 0,00 0,00 texto 1.912.279,46 1.477.866,54 313.053,14 37.878,31 1.126.935,09 434.412,92 187.245,71 155.000,00 92.167,21 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15.090.000,00 19.000,00 15.109.000,00 3.086.240,84 13.196.720,54 3.723.308,20 13.137.520,54 59.200,00 87,34 1.912.279,46 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 15.090.000,00 19.000,00 15.109.000,00 3.086.240,84 13.196.720,54 3.723.308,20 13.196.720,54 15.090.000,00 19.000,00 15.109.000,00 3.086.240,84 13.196.720,54 3.723.308,20 Detalhar a origem e a aplicação dos recursos obtidos com a alienação de ativos: HISTÓRICO DE ALIENAÇÕES - RECEITA VALOR Trator Ford F4630 Diesel - conf. licitação 06/2013, leilão 01/2013 Caminhão Ford ano 1977 Placa BWJ 9332 - conf. lic. 06/13, leilão 01/2013 Pick-up corsa ano 1998-1999, placa BFY 0137 - conf. lic 06/13, leilão 01/13 Carreta com tanque 2000 litros - conf. licitação 06/2013, leilão 01/2013 Kombi ano 1995 Placa BJK 4346 - conf. licitação 06/2013, leilão 01/2013 14.668.996,14 SUPERÁVIT (XIII) TOTAL (XIV)=(XII + XIII) Aplicação dos Recursos Saldo do Receita Saldo a Saldo C/C Despesa Exercício Realizada aplicar vinculada à Despesa Despesa Empenhad Anterior (1) (2) Liquidada Paga (3) (1)+(2)-(3) aplicação a ADMINISTRAÇÃO DIRETA 0,00 20.660,00 20.660,00 20.660,00 20.660,00 0,00 0,00 Câmara Municipal 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 Prefeitura Municipal 0,00 20.660,00 20.660,00 20.660,00 20.660,00 0,00 0,00 ADMINISTRAÇÃO INDIRETA 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 TOTAL: 0,00 20.660,00 20.660,00 20.660,00 20.660,00 20.660,00 0,00 PODERES/ÓRGÃO: RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO ORÇAMENTOS FISCAIS E DA SEGURIDADE SOCIAL PERIODO: Janeiro a Dezembro 2013/BIMESTRE Novembro - Dezembro 1.472.275,60 TOTAL 4.100,00 6.450,00 5.500,00 1.760,00 2.850,00 20.660,00 APLICAÇÃO DE RECURSOS AQUISIÇÃO DE TRATOR AGRICOLA - USADO - MARCA VALTRA - TIPO 0785 - FA 79656 PARTE DO PAGAMENTO FORNECEDOR: ELIANE PAULA DA SILVA CASTIGLIONE Carlos Eduardo Boldorini Moris Prefeito Municipal Alessandra Fernandes Pessoa Contadora CRC Nº SP262300/O-7 20.660,00