Obras da Copa 2014
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share

Obras da Copa 2014

  • 4,531 views
Uploaded on

Slides apresentados por Carlos Simon e José Mocellin durante a entrevista coletiva sobre a Copa de 2014 no Brasil concedida para alunos da cadeira Online I do curso de Jornalismo da Famecos/PUCRS.......

Slides apresentados por Carlos Simon e José Mocellin durante a entrevista coletiva sobre a Copa de 2014 no Brasil concedida para alunos da cadeira Online I do curso de Jornalismo da Famecos/PUCRS. Carlos Simon é jornalista e ex-árbitro de futebol, e, agora, Coordenador geral do Comitê Executivo da Copa de 2014. José Mocellin é Secretário-Adjunto e Gerente Geral da Secretaria Municipal Extraordinária para Copa de 2014.

More in: Sports
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
4,531
On Slideshare
4,531
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
19
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. PLANEJAMENTO-GESTÃO TÉCNICA VISÃO GERAL – AV. TRONCO
  • 2.
    • Compreendida pelos trechos da Av. Teresópolis, Av. Silva Paes, Av. Moab Caldas, Rua Cruzeiro do Sul e Av. Divisa.
    • Obra considerada prioritária pela Administração Municipal dentre as obras da matriz de responsabilidade para a COPA 2014.
    Descrição Projeto Avenida Tronco
  • 3.
    • Projeto constante na Matriz de Responsabilidade assinada com a Caixa Federal codificada como RS – A.01.1 – Duplicação da Av. Tronco e descrita no Sistema de Acompanhamento de Projetos da SECOPA (SCOPI) como:
    • - Duplicação da Avenida Tronco/Cruzeiro/Divisa/Teresópolis e Implantação de Corredor de Ônibus e de 09 (nove) estações padrão, acrescida de qualificação viária decorrente, tais como: duplicação e alargamento de vias, desde o cruzamento das avenidas Icaraí e Divisa até o cruzamento da Terceira Perimetral e a Avenida Teresópolis, com extensão de 4,65 km , contando com duas faixas de rolamentos com largura de 7 metros, em cada sentido, ciclovia e amplos passeios arborizados, a largura da avenida é variada, a qual deverá ser implantada em quatro trechos.
    DESCRIÇÃO PROJETO AVENIDA TRONCO
  • 4.
    • Trecho 1 - desde a Terceira Avenida Perimetral até a rótula da Gastão Mazeron;
    • Trecho 2 – desde a rótula da Gastão Mazeron até a Rua Neves;
    • Trecho 3 – desde a Rua Neves até a Rua Cruzeiro do Sul
    • Trecho 4 – desde a Rua Cruzeiro do Sul até a rótula da Rua Icaraí.
    TRECHOS:
  • 5.
    • Trata-se de um eixo estruturador do sistema viário da cidade, como alternativa de ligação da Zona Sul ao Centro da cidade e como o desvio do tráfego das zonas adjacentes, notadamente nos dias de jogos.
    • Rota alternativa na ligação da Zona Sul com a área central e zona norte durante jogos da COPA 2014.
    • Além disso, trata-se de um projeto urbano que objetiva a recuperação urbano-ambiental de ampla área de vulnerabilidade social da cidade, através da construção de edifícios para reassentar a população que hoje ali habita no eixo da via traçada.
    • Projeto Viário e Plano Habitacional (maior desafio)
    • Plano Habitacional – Qualificação Urbana da região, visando melhoria de vida e resgate dos princípios de urbanidade.
    JUSTIFICATIVA
  • 6.
    • Projeto Viário e Plano Habitacional (maior desafio)
    • Plano Habitacional – Qualificação Urbana da região, visando melhoria de vida e resgate dos princípios de urbanidade.
    • Custos:
    • Custo Total: R$ 78.485.901,16
    • Financiamento Federal: R$ 71.680.638,00
    • Contrapartida Municipal: R$ 6.805.263,16
    • Observação: Estes custos referem-se a execução do projeto viário, não estão incluídos os custos referentes ao projeto habitacional.
    CUSTOS
  • 7.
    • Descrição :
    • Qualificação do corredor de ônibus da avenida Assis Brasil, na Zona Norte de Porto Alegre, compreendendo trechos das avenidas Benjamin Constant, desde o viaduto José Eduardo Utzig, a oeste, até o seu termo, a leste, Assis Brasil, do seu início, a oeste, até o cruzamento com a rua Marechal José Inácio da Silva, a oeste, Brasiliano Índio de Morais e Assis Brasil, do Viaduto Obirici, a oeste, até o Terminal Triângulo, a leste, contando com uma pista por sentido, no centro dos logradouros sobreditos, com 8 estações de ônibus, dotadas cada uma de duas plataformas baixas à direita.
    PROJETO CORREDOR DE ONIBUS AV. ASSIS BRASIL
  • 8. CUSTO
    • Custo: R$ 29.473.684,21;
    •  
    • Recursos: Financiamento federal: R$ 28.000.000,00;
    •                 Contrapartida municipal: R$ 1.473.684,21;
    •  
    • Previsão de conclusão: junho de 2013.
    •  
    • Estágio: Diretrizes para o licenciamento ambiental e para o projeto básico emitidas pela SMAM e pela EPTC, respectivamente. Aguarda a definição a respeito do MetrôPoa, prevista para junho de 2011. Sendo aprovado o recurso para a construção do MetrôPoa, é cancelado o contrato de financiamento para o corredor de ônibus da avenida Assis Brasil.
  • 9. PROJETO: AV SEVERO DULLIUS
    • Descrição: Prolongamento da avenida Severo Dullius em um trecho de aproximadamente 2,8 quilômetro, desde a confluência das atuais avenida Severo Dullius e rua Lenea Gaelzer, a oeste, até o cruzamento da avenida dos Gaúchos com a avenida Assis Brasil, a leste, seguindo a diretriz 704, gravada no 1º Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental de Porto Alegre, contando com gabarito máximo de 47 metros, sendo dois passeios laterais de 4 metros de largura, dois leitos carroçáveis, um em cada sentido, contando cada um com duas pistas, pavimentados em blocos de concreto intertravados, perfazendo 7 metros de largura cada um, ciclovia, contando com canal no primeiro trecho de aproximadamente 1,5 km, e canteiro central no trecho sucessivo, contando com rótulas, e pontes, além da canalização do arroio da Mangueira sob a rótula projetada na interseção com o prolongamento projetado da rua Dona Alzira. Exigirá desapropriação de imóveis e reassentamento de aproximadamente 150 famílias.
  • 10.
    • Custo: R$ 24.000.000,00;
    • Recursos: Financiamento federal: R$ 21.600.000,00;
    • Contrapartida municipal: R$ 2.400.000,00;
    • Previsão de conclusão: outubro de 2013.
    • Estágio: Diretrizes para o licenciamento ambiental e para o projeto básico emitidas pela SMAM e pela EPTC, respectivamente. Levantamento topográfico concluído. Plano funcional do primeiro trecho (entre as ruas Lenea Gaelzer e prolongamento projetado da rua Dona Alzira) concluído. Relatório de Impacto Ambiental contratado. Projeto básico iniciado.
    CUSTO
  • 11. RESUMO – SITUAÇÃO Avenida Beira-Rio TRECHOS 1 E 2: As obras do trecho 1 e 2 já foram licitadas e tiveram início no mês de julho de 2010. Os recursos foram conquistados através de emendas parlamentares. O trecho inicia na rótula com a Avenida Aureliano, passando pela Ipiranga (Ponte sobre o Arroio Dilúvio), e avança aproximadamente 800 metros em direção ao Beira-Rio. O recurso não está sendo repassado pelo Ministério do Turismo – Governo Federal. O Governo Federal não garantiu os recursos para a licitação da Ponte sobre o Arroio Ipiranga. TRECHO 4 - Integra a ação da Matriz de Responsabilidades RS. A03. Corredor Padre Pacique/ Avenida Edvaldo Pereira Paiva. O trecho vai da rótula com a Av. Aureliano até a rótula da Usina do Gasômetro. O projeto está sendo elaborado através do Termo de Cooperação firmado por está Prefeitura e o CIERGS. O trecho será executado em desnível (dentro do parque, aonde existe atualmente pista em saibro). TRECHO 3 - Integra a ação da Matriz de Responsabilidades RS. A03. Corredor Padre Cacique/ Avenida Edvaldo Pereira Paiva. O projeto está sendo elaborado através do Termo de Cooperação firmado por está Prefeitura e o CIERGS. O trecho inicia ao final do primeiro trecho e vai até a conexão com a Rua Pinheiro Borda. Incluiu a execução de um viaduto sobre a Av. Padre Cacique na conexão com a Rua Pinheiro Borda e as vias de acessos no entorno do Estádio Beira-Rio. CORREDOR PADRE CACIQUE: Qualificação do transporte público. Integração e complementação do Projeto Portais da Cidade. Qualificação e padronização das estações de embarque e desembarque de passageiros com implantação do corredor exclusivo para o transporte coletivo.
  • 12. Corredor Padre Cacique/ Duplicação Avenida Beira-Rio
      • Valor do contrato: R$ 82.315.789,47
      • Valor financiamento: R$ 78.200.000,00
      • Valor contrapartida: R$ 4.115.789,47
      • Objetos: Trecho 3 (inclusive viaduto e vias de acesso ao Estádio), Trecho 4 e Corredor Avenida Padre Cacique.
      • As obras oferecem nova capacidade para atender a demanda de fluxo de veículos entre o centro e a zona sul da cidade e qualifica o sistema de transporte público.
      • As obras de duplicação da Avenida Edvaldo Pereira Paiva contemplam a execução de passeio contemplativo junto a orla do Guaíba e execução pista cicloviária.
      • A previsão de entrega do projeto a Caixa é setembro de 2011. A previsão de início das obras é março de 2012 e a conclusão em setembro de 2013.
  • 13.
    • Obras-de-arte especiais da III Perimetral:
    • Viaduto no cruzamento da III Perimetral com a Avenida Bento Gonçalves: Essa obra irá transpor a Avenida Bento Gonçalves.
      • Valor aproximado: R$ 50.126.100,91;
      • Data de início da obra: 01/02/2012;
      • Data de conclusão da obra: 01/12/2013
    • Viaduto no cruzamento da III Perimetral com a Avenida Plínio Brasil Milano: Essa obra irá transpor a Avenida Plínio Brasil Milano.
      • Valor aproximado: R$ 18.562.971,43;
      • Data de início da obra: 01/02/2012;
      • Data de conclusão da obra: 01/12/2013;
      • Imagens:
    PROJETO: III PERIMETRAL
  • 14. IMAGEM ATUAL
  • 15. IMAGEM - DEPOIS
  • 16. Trincheira no cruzamento da III Perimetral com a Rua Anita Garibaldi
    • Essa obra irá transpor a III Perimetral.
      • Valor aproximado: R$ 14.694.641,26;
      • Data de início da obra: 01/02/2012;
      • Data de conclusão da obra: 01/06/2013;
    • Trincheira no cruzamento da III Perimetral com a Avenida Cristóvão Colombo: Essa obra irá transpor a III Perimetral.
      • Valor aproximado: R$ 17.742.313,16;
      • Data de início da obra: 01/02/2012;
      • Data de conclusão da obra: 01/06/2013;
      • Imagens:
  • 17. IMAGEM ATUAL
  • 18. IMAGEM - DEPOIS
  • 19. Trincheira no cruzamento da III Perimetral com a Avenida Farrapos
    • Essa obra irá transpor a Avenida Farrapos
    • - Valor aproximado: R$ 19.273.973,24;
    • - Data de início da obra: 01/02/2012;
    • - Data de conclusão da obra: 01/06/2013;
    • - Imagens:
  • 20. IMAGEM - ANTES
  • 21. IMAGEM - DEPOIS
  • 22.
    • O Projeto do Complexo da Rodoviária de Porto Alegre é constituído pelas obras de uma elevada (viaduto) sobre a Av. Conceição, no Centro de Porto Alegre, lindeiro à Estação Rodoviária e à Estação Especial Rodoviária (do Sistema de Corredores BRT da Av. Protásio Alves e corredor padrão da Rua Voluntários da Pátria) permitindo a qualificação viária e a urbanização do entorno.
    PROJETO – COMPLEXO RODOVIÁRIA
  • 23.
    • Esta obra tem como objetivo, evitar o conflito de veículos provenientes da Rua Conceição (túnel da Conceição e corredores BRT) em relação aos veículos que desejam “sair” da cidade, através da Av. Júlio de Castilhos, com destino via Av. Presidente Castelo Branco (BR-290 – freeway). A alça inicia na Av. Júlio de Castilhos, após a quadra da Rua Cel. Vicente e transpõe a Rua Conceição (Complexo da Rodoviária) em direção à Av. Presidente Castelo Branco, ao lado da instalação predial do Trensurb.
    • O Complexo da Rodoviária compõe a Iª Perimetral, via rápida que circunda o centro histórico e onde se conectam as vias radiais da cidade, entre as quais a avenida Farrapos, que dá acesso ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, a avenida Edvaldo Pereira Paiva, que dá acesso ao Estádio Gigante da Beira-Rio, do Sport Club Internacional, e a rua Voluntários da Pátria, que permitirá o franco acesso à Arena do Grêmio Foot-ball Porto Alegrense.
    VIADUTO
  • 24.
    • Este terminal deverá receber as linhas do corredor BRT Protásio Alves e linhas do corredor da Rua Voluntários da Pátria com plataforma baixa, oferecendo em um mesmo local, a integração entre esses corredores e a Rodoviária de Porto Alegre, além de entorno.
    • Cabe salientar ainda, que a parada em frente à rodoviária será implantada no canteiro central da via, com acessos subterrâneos ao túnel do TRENSURB e passarela de pedestre. O deslocamento desta estação para o centro do canteiro central eliminará o conflito dos fluxos dos ônibus e demais veículos junto à estação rodoviária, que é formado pelo entrelaçamento do transporte coletivo oriundo do túnel para acessar ao ponto de parada localizado na Estação Rodoviária. 
    PROJETO: ESTAÇÃO ESPECIAL RODOVIÁRIA
  • 25.
    • A obra Projeto Corredor da Rua Voluntários da Pátria , que é constituída pela implantação de faixas exclusivas para ônibus, de estações e paradas de ônibus, qualificação viária com duplicação da via, além de estar dentro do território preferencial estabelecido para planejamento da COPA 2014, integra o “caminho” entre o estádio sede dos jogos (estádio Gigante da Beira Rio) e a arena do Grêmio. O traçado da duplicação da Rua Voluntários da Pátria encontra-se gravado no Plano Diretor da Cidade desde 1959.
    • A extensão da duplicação será de 3,5 km, com 08 estações, da ponte da BR-448 (próximo a Arena do Grêmio) até a Rodoviária.
    PROJETO: Corredor da Rua Voluntários da Pátria e Estação São Pedro
  • 26.
    • Esta obra é considerada prioritária para a COPA 2014 e consta na matriz de responsabilidade com o Governo Federal. Faz parte da Rede Viária Estrutural e Rede de Transporte de Porto Alegre, qualificando a circulação do transporte coletivo, fornecendo uma opção de rota paralela à rodovia Castelo Branco , em direção ao viário que forma o anel de entorno do Estádio Gigante da Beira-Rio. É também considerada prioritária quanto ao legado, já que acrescenta outra alternativa de corredor de transporte ao sistema viário da região, ampliando a micro e macro acessibilidade, e realizando a recuperação urbano-ambiental de ampla área de vulnerabilidade social.
    PROJETO: Corredor da Rua Voluntários da Pátria e Estação São Pedro
  • 27.
    • Descrição: Adequação do corredor exclusivo de ônibus da Avenida Bento Gonçalves ao sistema BRT, no trecho compreendido entre o Terminal Azenha e o Terminal Antônio de Carvalho, numa extensão aproximada de 6,5 km, com previsão de 12 estações de embarque e desembarque.
    • Orçamento R$: 24.210.526,32
    • Data Inicio: 29/07/2012      
    • Data fim: 05/06/2013
    PROJETO: BRT DA AV. BENTO GONÇALVES
  • 28.
    • Descrição: Adequação do corredor exclusivo de ônibus da Avenida Bento Gonçalves ao sistema BRT, no trecho compreendido entre o Terminal Azenha e o Terminal Antônio de Carvalho, numa extensão aproximada de 6,5 km, com previsão de 12 estações de embarque e desembarque.
    • Orçamento R$: 24.210.526,32
    • Data inicio: 29/07/2012    
    • Data fim: 05/06/2013    
    PROJETO: TERMINAL DE ÔNIBUS ANTONIO DE CARVALHO
  • 29.
    • Descrição:
    • - Adequação do corredor exclusivo de ônibus da Avenida Bento Gonçalves ao sistema BRT, no trecho compreendido entre o Terminal Azenha e o Terminal Antônio de Carvalho, numa extensão aproximada de 6,5 km, com previsão de 12 estações de embarque e desembarque.
    • - Orçamento R$: 24.210.526,32
    • - Data inicio: 29/07/2012     
    • - Data fim: 05/06/2013
    PROJETO: TERMINAL DE ÔNIBUS DA AZENHA