Obras da Copa 2014
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Obras da Copa 2014

on

  • 4,494 views

Slides apresentados por Carlos Simon e José Mocellin durante a entrevista coletiva sobre a Copa de 2014 no Brasil concedida para alunos da cadeira Online I do curso de Jornalismo da Famecos/PUCRS. ...

Slides apresentados por Carlos Simon e José Mocellin durante a entrevista coletiva sobre a Copa de 2014 no Brasil concedida para alunos da cadeira Online I do curso de Jornalismo da Famecos/PUCRS. Carlos Simon é jornalista e ex-árbitro de futebol, e, agora, Coordenador geral do Comitê Executivo da Copa de 2014. José Mocellin é Secretário-Adjunto e Gerente Geral da Secretaria Municipal Extraordinária para Copa de 2014.

Statistics

Views

Total Views
4,494
Views on SlideShare
4,494
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
19
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Obras da Copa 2014 Presentation Transcript

  • 1. PLANEJAMENTO-GESTÃO TÉCNICA VISÃO GERAL – AV. TRONCO
  • 2.
    • Compreendida pelos trechos da Av. Teresópolis, Av. Silva Paes, Av. Moab Caldas, Rua Cruzeiro do Sul e Av. Divisa.
    • Obra considerada prioritária pela Administração Municipal dentre as obras da matriz de responsabilidade para a COPA 2014.
    Descrição Projeto Avenida Tronco
  • 3.
    • Projeto constante na Matriz de Responsabilidade assinada com a Caixa Federal codificada como RS – A.01.1 – Duplicação da Av. Tronco e descrita no Sistema de Acompanhamento de Projetos da SECOPA (SCOPI) como:
    • - Duplicação da Avenida Tronco/Cruzeiro/Divisa/Teresópolis e Implantação de Corredor de Ônibus e de 09 (nove) estações padrão, acrescida de qualificação viária decorrente, tais como: duplicação e alargamento de vias, desde o cruzamento das avenidas Icaraí e Divisa até o cruzamento da Terceira Perimetral e a Avenida Teresópolis, com extensão de 4,65 km , contando com duas faixas de rolamentos com largura de 7 metros, em cada sentido, ciclovia e amplos passeios arborizados, a largura da avenida é variada, a qual deverá ser implantada em quatro trechos.
    DESCRIÇÃO PROJETO AVENIDA TRONCO
  • 4.
    • Trecho 1 - desde a Terceira Avenida Perimetral até a rótula da Gastão Mazeron;
    • Trecho 2 – desde a rótula da Gastão Mazeron até a Rua Neves;
    • Trecho 3 – desde a Rua Neves até a Rua Cruzeiro do Sul
    • Trecho 4 – desde a Rua Cruzeiro do Sul até a rótula da Rua Icaraí.
    TRECHOS:
  • 5.
    • Trata-se de um eixo estruturador do sistema viário da cidade, como alternativa de ligação da Zona Sul ao Centro da cidade e como o desvio do tráfego das zonas adjacentes, notadamente nos dias de jogos.
    • Rota alternativa na ligação da Zona Sul com a área central e zona norte durante jogos da COPA 2014.
    • Além disso, trata-se de um projeto urbano que objetiva a recuperação urbano-ambiental de ampla área de vulnerabilidade social da cidade, através da construção de edifícios para reassentar a população que hoje ali habita no eixo da via traçada.
    • Projeto Viário e Plano Habitacional (maior desafio)
    • Plano Habitacional – Qualificação Urbana da região, visando melhoria de vida e resgate dos princípios de urbanidade.
    JUSTIFICATIVA
  • 6.
    • Projeto Viário e Plano Habitacional (maior desafio)
    • Plano Habitacional – Qualificação Urbana da região, visando melhoria de vida e resgate dos princípios de urbanidade.
    • Custos:
    • Custo Total: R$ 78.485.901,16
    • Financiamento Federal: R$ 71.680.638,00
    • Contrapartida Municipal: R$ 6.805.263,16
    • Observação: Estes custos referem-se a execução do projeto viário, não estão incluídos os custos referentes ao projeto habitacional.
    CUSTOS
  • 7.
    • Descrição :
    • Qualificação do corredor de ônibus da avenida Assis Brasil, na Zona Norte de Porto Alegre, compreendendo trechos das avenidas Benjamin Constant, desde o viaduto José Eduardo Utzig, a oeste, até o seu termo, a leste, Assis Brasil, do seu início, a oeste, até o cruzamento com a rua Marechal José Inácio da Silva, a oeste, Brasiliano Índio de Morais e Assis Brasil, do Viaduto Obirici, a oeste, até o Terminal Triângulo, a leste, contando com uma pista por sentido, no centro dos logradouros sobreditos, com 8 estações de ônibus, dotadas cada uma de duas plataformas baixas à direita.
    PROJETO CORREDOR DE ONIBUS AV. ASSIS BRASIL
  • 8. CUSTO
    • Custo: R$ 29.473.684,21;
    •  
    • Recursos: Financiamento federal: R$ 28.000.000,00;
    •                 Contrapartida municipal: R$ 1.473.684,21;
    •  
    • Previsão de conclusão: junho de 2013.
    •  
    • Estágio: Diretrizes para o licenciamento ambiental e para o projeto básico emitidas pela SMAM e pela EPTC, respectivamente. Aguarda a definição a respeito do MetrôPoa, prevista para junho de 2011. Sendo aprovado o recurso para a construção do MetrôPoa, é cancelado o contrato de financiamento para o corredor de ônibus da avenida Assis Brasil.
  • 9. PROJETO: AV SEVERO DULLIUS
    • Descrição: Prolongamento da avenida Severo Dullius em um trecho de aproximadamente 2,8 quilômetro, desde a confluência das atuais avenida Severo Dullius e rua Lenea Gaelzer, a oeste, até o cruzamento da avenida dos Gaúchos com a avenida Assis Brasil, a leste, seguindo a diretriz 704, gravada no 1º Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental de Porto Alegre, contando com gabarito máximo de 47 metros, sendo dois passeios laterais de 4 metros de largura, dois leitos carroçáveis, um em cada sentido, contando cada um com duas pistas, pavimentados em blocos de concreto intertravados, perfazendo 7 metros de largura cada um, ciclovia, contando com canal no primeiro trecho de aproximadamente 1,5 km, e canteiro central no trecho sucessivo, contando com rótulas, e pontes, além da canalização do arroio da Mangueira sob a rótula projetada na interseção com o prolongamento projetado da rua Dona Alzira. Exigirá desapropriação de imóveis e reassentamento de aproximadamente 150 famílias.
  • 10.
    • Custo: R$ 24.000.000,00;
    • Recursos: Financiamento federal: R$ 21.600.000,00;
    • Contrapartida municipal: R$ 2.400.000,00;
    • Previsão de conclusão: outubro de 2013.
    • Estágio: Diretrizes para o licenciamento ambiental e para o projeto básico emitidas pela SMAM e pela EPTC, respectivamente. Levantamento topográfico concluído. Plano funcional do primeiro trecho (entre as ruas Lenea Gaelzer e prolongamento projetado da rua Dona Alzira) concluído. Relatório de Impacto Ambiental contratado. Projeto básico iniciado.
    CUSTO
  • 11. RESUMO – SITUAÇÃO Avenida Beira-Rio TRECHOS 1 E 2: As obras do trecho 1 e 2 já foram licitadas e tiveram início no mês de julho de 2010. Os recursos foram conquistados através de emendas parlamentares. O trecho inicia na rótula com a Avenida Aureliano, passando pela Ipiranga (Ponte sobre o Arroio Dilúvio), e avança aproximadamente 800 metros em direção ao Beira-Rio. O recurso não está sendo repassado pelo Ministério do Turismo – Governo Federal. O Governo Federal não garantiu os recursos para a licitação da Ponte sobre o Arroio Ipiranga. TRECHO 4 - Integra a ação da Matriz de Responsabilidades RS. A03. Corredor Padre Pacique/ Avenida Edvaldo Pereira Paiva. O trecho vai da rótula com a Av. Aureliano até a rótula da Usina do Gasômetro. O projeto está sendo elaborado através do Termo de Cooperação firmado por está Prefeitura e o CIERGS. O trecho será executado em desnível (dentro do parque, aonde existe atualmente pista em saibro). TRECHO 3 - Integra a ação da Matriz de Responsabilidades RS. A03. Corredor Padre Cacique/ Avenida Edvaldo Pereira Paiva. O projeto está sendo elaborado através do Termo de Cooperação firmado por está Prefeitura e o CIERGS. O trecho inicia ao final do primeiro trecho e vai até a conexão com a Rua Pinheiro Borda. Incluiu a execução de um viaduto sobre a Av. Padre Cacique na conexão com a Rua Pinheiro Borda e as vias de acessos no entorno do Estádio Beira-Rio. CORREDOR PADRE CACIQUE: Qualificação do transporte público. Integração e complementação do Projeto Portais da Cidade. Qualificação e padronização das estações de embarque e desembarque de passageiros com implantação do corredor exclusivo para o transporte coletivo.
  • 12. Corredor Padre Cacique/ Duplicação Avenida Beira-Rio
      • Valor do contrato: R$ 82.315.789,47
      • Valor financiamento: R$ 78.200.000,00
      • Valor contrapartida: R$ 4.115.789,47
      • Objetos: Trecho 3 (inclusive viaduto e vias de acesso ao Estádio), Trecho 4 e Corredor Avenida Padre Cacique.
      • As obras oferecem nova capacidade para atender a demanda de fluxo de veículos entre o centro e a zona sul da cidade e qualifica o sistema de transporte público.
      • As obras de duplicação da Avenida Edvaldo Pereira Paiva contemplam a execução de passeio contemplativo junto a orla do Guaíba e execução pista cicloviária.
      • A previsão de entrega do projeto a Caixa é setembro de 2011. A previsão de início das obras é março de 2012 e a conclusão em setembro de 2013.
  • 13.
    • Obras-de-arte especiais da III Perimetral:
    • Viaduto no cruzamento da III Perimetral com a Avenida Bento Gonçalves: Essa obra irá transpor a Avenida Bento Gonçalves.
      • Valor aproximado: R$ 50.126.100,91;
      • Data de início da obra: 01/02/2012;
      • Data de conclusão da obra: 01/12/2013
    • Viaduto no cruzamento da III Perimetral com a Avenida Plínio Brasil Milano: Essa obra irá transpor a Avenida Plínio Brasil Milano.
      • Valor aproximado: R$ 18.562.971,43;
      • Data de início da obra: 01/02/2012;
      • Data de conclusão da obra: 01/12/2013;
      • Imagens:
    PROJETO: III PERIMETRAL
  • 14. IMAGEM ATUAL
  • 15. IMAGEM - DEPOIS
  • 16. Trincheira no cruzamento da III Perimetral com a Rua Anita Garibaldi
    • Essa obra irá transpor a III Perimetral.
      • Valor aproximado: R$ 14.694.641,26;
      • Data de início da obra: 01/02/2012;
      • Data de conclusão da obra: 01/06/2013;
    • Trincheira no cruzamento da III Perimetral com a Avenida Cristóvão Colombo: Essa obra irá transpor a III Perimetral.
      • Valor aproximado: R$ 17.742.313,16;
      • Data de início da obra: 01/02/2012;
      • Data de conclusão da obra: 01/06/2013;
      • Imagens:
  • 17. IMAGEM ATUAL
  • 18. IMAGEM - DEPOIS
  • 19. Trincheira no cruzamento da III Perimetral com a Avenida Farrapos
    • Essa obra irá transpor a Avenida Farrapos
    • - Valor aproximado: R$ 19.273.973,24;
    • - Data de início da obra: 01/02/2012;
    • - Data de conclusão da obra: 01/06/2013;
    • - Imagens:
  • 20. IMAGEM - ANTES
  • 21. IMAGEM - DEPOIS
  • 22.
    • O Projeto do Complexo da Rodoviária de Porto Alegre é constituído pelas obras de uma elevada (viaduto) sobre a Av. Conceição, no Centro de Porto Alegre, lindeiro à Estação Rodoviária e à Estação Especial Rodoviária (do Sistema de Corredores BRT da Av. Protásio Alves e corredor padrão da Rua Voluntários da Pátria) permitindo a qualificação viária e a urbanização do entorno.
    PROJETO – COMPLEXO RODOVIÁRIA
  • 23.
    • Esta obra tem como objetivo, evitar o conflito de veículos provenientes da Rua Conceição (túnel da Conceição e corredores BRT) em relação aos veículos que desejam “sair” da cidade, através da Av. Júlio de Castilhos, com destino via Av. Presidente Castelo Branco (BR-290 – freeway). A alça inicia na Av. Júlio de Castilhos, após a quadra da Rua Cel. Vicente e transpõe a Rua Conceição (Complexo da Rodoviária) em direção à Av. Presidente Castelo Branco, ao lado da instalação predial do Trensurb.
    • O Complexo da Rodoviária compõe a Iª Perimetral, via rápida que circunda o centro histórico e onde se conectam as vias radiais da cidade, entre as quais a avenida Farrapos, que dá acesso ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, a avenida Edvaldo Pereira Paiva, que dá acesso ao Estádio Gigante da Beira-Rio, do Sport Club Internacional, e a rua Voluntários da Pátria, que permitirá o franco acesso à Arena do Grêmio Foot-ball Porto Alegrense.
    VIADUTO
  • 24.
    • Este terminal deverá receber as linhas do corredor BRT Protásio Alves e linhas do corredor da Rua Voluntários da Pátria com plataforma baixa, oferecendo em um mesmo local, a integração entre esses corredores e a Rodoviária de Porto Alegre, além de entorno.
    • Cabe salientar ainda, que a parada em frente à rodoviária será implantada no canteiro central da via, com acessos subterrâneos ao túnel do TRENSURB e passarela de pedestre. O deslocamento desta estação para o centro do canteiro central eliminará o conflito dos fluxos dos ônibus e demais veículos junto à estação rodoviária, que é formado pelo entrelaçamento do transporte coletivo oriundo do túnel para acessar ao ponto de parada localizado na Estação Rodoviária. 
    PROJETO: ESTAÇÃO ESPECIAL RODOVIÁRIA
  • 25.
    • A obra Projeto Corredor da Rua Voluntários da Pátria , que é constituída pela implantação de faixas exclusivas para ônibus, de estações e paradas de ônibus, qualificação viária com duplicação da via, além de estar dentro do território preferencial estabelecido para planejamento da COPA 2014, integra o “caminho” entre o estádio sede dos jogos (estádio Gigante da Beira Rio) e a arena do Grêmio. O traçado da duplicação da Rua Voluntários da Pátria encontra-se gravado no Plano Diretor da Cidade desde 1959.
    • A extensão da duplicação será de 3,5 km, com 08 estações, da ponte da BR-448 (próximo a Arena do Grêmio) até a Rodoviária.
    PROJETO: Corredor da Rua Voluntários da Pátria e Estação São Pedro
  • 26.
    • Esta obra é considerada prioritária para a COPA 2014 e consta na matriz de responsabilidade com o Governo Federal. Faz parte da Rede Viária Estrutural e Rede de Transporte de Porto Alegre, qualificando a circulação do transporte coletivo, fornecendo uma opção de rota paralela à rodovia Castelo Branco , em direção ao viário que forma o anel de entorno do Estádio Gigante da Beira-Rio. É também considerada prioritária quanto ao legado, já que acrescenta outra alternativa de corredor de transporte ao sistema viário da região, ampliando a micro e macro acessibilidade, e realizando a recuperação urbano-ambiental de ampla área de vulnerabilidade social.
    PROJETO: Corredor da Rua Voluntários da Pátria e Estação São Pedro
  • 27.
    • Descrição: Adequação do corredor exclusivo de ônibus da Avenida Bento Gonçalves ao sistema BRT, no trecho compreendido entre o Terminal Azenha e o Terminal Antônio de Carvalho, numa extensão aproximada de 6,5 km, com previsão de 12 estações de embarque e desembarque.
    • Orçamento R$: 24.210.526,32
    • Data Inicio: 29/07/2012      
    • Data fim: 05/06/2013
    PROJETO: BRT DA AV. BENTO GONÇALVES
  • 28.
    • Descrição: Adequação do corredor exclusivo de ônibus da Avenida Bento Gonçalves ao sistema BRT, no trecho compreendido entre o Terminal Azenha e o Terminal Antônio de Carvalho, numa extensão aproximada de 6,5 km, com previsão de 12 estações de embarque e desembarque.
    • Orçamento R$: 24.210.526,32
    • Data inicio: 29/07/2012    
    • Data fim: 05/06/2013    
    PROJETO: TERMINAL DE ÔNIBUS ANTONIO DE CARVALHO
  • 29.
    • Descrição:
    • - Adequação do corredor exclusivo de ônibus da Avenida Bento Gonçalves ao sistema BRT, no trecho compreendido entre o Terminal Azenha e o Terminal Antônio de Carvalho, numa extensão aproximada de 6,5 km, com previsão de 12 estações de embarque e desembarque.
    • - Orçamento R$: 24.210.526,32
    • - Data inicio: 29/07/2012     
    • - Data fim: 05/06/2013
    PROJETO: TERMINAL DE ÔNIBUS DA AZENHA