QUALIDADE COMO    ALTERNATIVA DEAGREGAÇÃODE VALOR NA CADEIA DA RECICLAGEM   Larissa Sousa CamposBelo Horizonte, Julho de 2...
PROBLEMA•Estratégias empregadas na buscapor melhores condições de vidapara os catadores e de ampliar asustentabilidade das...
CONTEXTO•A qualidade da matéria prima reciclável afetaa qualidade do produto final e a eficiência dosprocessos produtivos....
CONTEXTO•Individualmente           as      ACS temdiferentes necessário realizar produção              escalas de(tomando ...
OBJETIVOO objetivo do catálogo é apoiar acomercialização das ACs, alinhandoas estratégias internas de separaçãocom as dema...
OBJETIVONo consumo humano diário sãogerados alguns materiais com elevadafrequência. Em meio aos resíduossólidos domésticos...
PROBLEMA DE PESQUISA•Aumentar a produção de valor•Como alterar o padrão de qualidade?•Para as ACs assumirem um processo de...
CONDIÇÕES PARA QUE AS  Acs PRODUZAM COM A       QUALIDADE•A qualidade não é o único fatordeterminante na decisão de como t...
CONDIÇÕES PARA QUE AS Acs PRODUZAM COM A      QUALIDADE•E cada um dessas decisões iráresultar em níveis diferenciados decu...
Sazonalidade da       Coleta:                                   Estrutura da                              demanda:        ...
OBRIGADA!
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Larissa apresentação cmrr

501 views
377 views

Published on

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
501
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
62
Actions
Shares
0
Downloads
4
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Larissa apresentação cmrr

  1. 1. QUALIDADE COMO ALTERNATIVA DEAGREGAÇÃODE VALOR NA CADEIA DA RECICLAGEM Larissa Sousa CamposBelo Horizonte, Julho de 2012
  2. 2. PROBLEMA•Estratégias empregadas na buscapor melhores condições de vidapara os catadores e de ampliar asustentabilidade das Associações.•Contribuir para comercializaçãodireta com a industria, alternativade ampliar a produção de valor. Alterar o padrão Alterar o padrão de Triagem de qualidade
  3. 3. CONTEXTO•A qualidade da matéria prima reciclável afetaa qualidade do produto final e a eficiência dosprocessos produtivos. Atender aos requisitosde qualidade da indústria as Atendem transformadora é o exigências do elomáximo de agregação de valor na cadeia da seguinte (a montante)reciclagem que um material pode atingir viatriagem.•A qualidade e quantidade dos materiaistriados pelas ACs nem sempre atendem asexigências da indústria transformadora. preços, normalmente não favorecem as ACs•As inter-relações entre os elos da cadeia temação retroativa na organização do trabalho eda produção.
  4. 4. CONTEXTO•Individualmente as ACS temdiferentes necessário realizar produção escalas de(tomando comoníveis de triagema demanda outros referênciada indústria) e diferentes padrões de para garantir as características desejadasqualidade (uma vez que elas tendem aseparar de acordo com os critériosdos intermediários). Catálogo de•O Padrão Padronização dos permite comercialização Materiais Recicláveisconjunta e a eliminação doatravessador.
  5. 5. OBJETIVOO objetivo do catálogo é apoiar acomercialização das ACs, alinhandoas estratégias internas de separaçãocom as demandas do mercado.Busca-se com isso agregar valor aosprodutos catados, aumentar oleque de produtos comercializadose reciclados, e aumentar a geraçãode renda dos catadores.
  6. 6. OBJETIVONo consumo humano diário sãogerados alguns materiais com elevadafrequência. Em meio aos resíduossólidos domésticos, os materiaisrecicláveis encontrados com maiorabundância são: •os papeis e papelões (28%), •os plásticos (6%), •os metais ferrosos e não ferrosos (5%) e •os vidros (3%), •além dos resíduos orgânicos (52%),de acordo com o Cempre.
  7. 7. PROBLEMA DE PESQUISA•Aumentar a produção de valor•Como alterar o padrão de qualidade?•Para as ACs assumirem um processo detriagem mais detalhada é necessário que setenha as condições efetivas para isso•Utilização de um instrumento depadronização de critérios.•Catálogo de padronização dos critérios dequalidade dos materiais recicláveis exigidospela indústria (SEBRAE, CMRR e UFMG).•Reorganização do processo de trabalho.•Analisar as dificuldades e necessidadesinternas para que a alteração aconteça.
  8. 8. CONDIÇÕES PARA QUE AS Acs PRODUZAM COM A QUALIDADE•A qualidade não é o único fatordeterminante na decisão de como triar.•Tomar a decisão de produzir para atenderum intermediário ou um reciclador,significa decidir : •como será organizado o trabalho, •o ritmo, o fluxo e as prioridades de triagem •nível de triagem de cada material, •a necessidade ou não de manter estoque (seja para receber um melhor preço seja para conseguir o lote mínimo de compra), entre outros.
  9. 9. CONDIÇÕES PARA QUE AS Acs PRODUZAM COM A QUALIDADE•E cada um dessas decisões iráresultar em níveis diferenciados decusto para a AC: •custos de ter mais ou menos triadores, •custo de manter o material parado em estoque, capital de giro •custo de frete, logístico •de equipamentos, etc.
  10. 10. Sazonalidade da Coleta: Estrutura da demanda: Espaço interno: -pré-triado ou não Triagem: - Que material -Estrutura disponível para -Prensado ou solto -Silos, Baia, esta com níveis diferentes de - Nível de rejeito e Mesa, chão, Bag melhor preço triagem e /ou estocar contaminante grande quantidades Capital de Giro: Equipe: Decisões Relativas a atividade de-O material precisa ter -número de triadores Triagem rápida circulação -Niveis de triagem Dependência dosQualificação:-Sabem Mercado: Necessidade de atravessadores: ou não diferenciar -Se o material retorno rápido: -Maquinário emprestado determinados tem ou não -Não -Não possuem transporte materiais comprador conseguem próprio atingir escala -Dividas financeiras - Vendem a -Necessidade de venda de preços menores diferentes materiais (se não vender um não compra outro).
  11. 11. OBRIGADA!

×