Uploaded on

 

More in: Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
3,308
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
22
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. SARESP Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo Saresp 2008 - Língua Portuguesa - Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 1
  • 2. 1. Pressupostos  O Saresp se caracteriza como uma avaliação externa que produz indicadores para estabelecer um diagnóstico do sistema educacional. Seus resultados são fundamentais para gerar estratégias de melhoria da educação. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 2
  • 3. 2. Pressupostos  As instituições escolares recebem os boletins com seus resultados específicos, e podem, a partir deles, analisar a qualidade do ensino oferecido à sua comunidade e as variáveis que influenciam nos resultados. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 3
  • 4. 3. Materiais de apoio  Para uma análise mais global dos resultados, conheça o Boletim do Saresp da escola e as publicações que estão sendo divulgadas neste momento.  Volume 1. Matrizes de Referência para a Avaliação do Saresp: documento básico.  Volume 2. Matrizes de Referência para a Avaliação do Saresp: Língua Portuguesa.  Relatório 1. Saresp 2008 – Língua Portuguesa. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 4
  • 5. 4. Da organização do Relatório  Parte I  Metodologia  Instrumentos  Dados gerais quantitativos por série avaliada  Relações Saresp / Saeb / Prova Brasil Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 5
  • 6. 5. Da organização do Relatório  Parte 2  Relação Currículo e Avaliação  Relação Saresp 2007 / 2008  Análise qualitativa dos resultados por nível / série avaliada  Itens comentados por nível / série avaliada  Análise qualitativa do desempenho na redação  Recomendações  Conclusões  Escala de Proficiência  Páginas – Saresp na Escola Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 6
  • 7. 6. Análise quantitativa dos resultados Médias de Proficiência em Língua Portuguesa – Rede Estadual – Saresp 2008 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100 110 120 130 140 150 160 170 180 190 200 210 220 230 240 250 260 270 280 290 300 180.0 4ª EF 177.3 185.1 206.0 6ª EF 202.3 209.5 231.7 8ª EF 227.4 235.7 272.5 3ª EM 268.6 275.9 ESTADO COGSP CEI Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 7
  • 8. 7. Análise quantitativa dos resultados  Consulte o boletim de sua escola e complete no Gráfico a média de proficiência de sua escola em Língua Portuguesa.  Na minha escola:  a média em Língua Portuguesa na 4ª série do Ensino Fundamental foi __________ (igual/superior/inferior) à média da Rede Estadual. Justifique.  a média em Língua Portuguesa na 6ª série do Ensino Fundamental foi __________ (igual/superior/inferior) à média da Rede Estadual. Justifique.  a média em Língua Portuguesa na 8ª série do Ensino Fundamental foi __________ (igual/superior/inferior) à média da Rede Estadual. Justifique.  a média em Língua Portuguesa na 3ª série do Ensino Médio foi __________ (igual/superior/inferior) à média da Rede Estadual. Justifique. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 8
  • 9. 8. Análise qualitativa dos resultados  Nas justificativas, entre outros, considere os seguintes fatores:  dimensão contextual. Destaque na sua justificativa o “ambiente” escolar e o lugar em que a escola está instalada.  dimensão comunicacional. Destaque na sua justificativa as relações de comunicação entre as pessoas em sua escola.  dimensão didática. Destaque na sua justificativa as relações didáticas definidas na Proposta Pedagógica da escola e sua aplicação de fato. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 9
  • 10. 10. Análise qualitativa dos resultados  A distribuição do percentual ao longo dos níveis de proficiência traz informações sobre a quantidade de alunos que se encontram nos diferentes níveis de desempenho. Essa informação é importante para tomar decisões sobre o processo de intervenção pedagógica na escola.  quanto maior for o percentual de alunos posicionados nos níveis superiores (adequado e avançado) e menor o percentual nos níveis inferiores (abaixo do básico e básico), melhor será o resultado da escola.  (Os resultados do Saresp devem ser analisados pelas escolas em função das metas de aprendizagem definidas no Idesp.) Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 10
  • 11. 11. Análise qualitativa dos resultados  Para reflexão:  Por que os alunos localizados nos níveis inferiores (analise por série) não alcançaram os níveis esperados de aprendizagem?  Qual o diferencial, dentro da escola, dos alunos (analise por série) que alcançaram os níveis esperados de aprendizagem?  Qual a proposta da sua escola para fazer com que os alunos dos níveis inferiores passem para os níveis esperados de aprendizagem?  Onde estamos e o que é preciso modificar, incluir ou consolidar para garantir, a cada aluno, seu direito de APRENDER? Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 11
  • 12. 12. Análise qualitativa dos resultados  Para reflexão:  Há diferenças entre a Proposta Pedagógica da sua escola e as Propostas Curriculares oficiais?  Quais as intersecções entre a Proposta Pedagógica de sua escola e as Propostas Curriculares oficiais?  De que forma o desenvolvimento do plano do professor está articulado ao projeto do sistema estadual de ensino?  Qual foi a recepção dos professores de sua escola, em relação às Propostas Curriculares das disciplinas e aos Cadernos do Professor das disciplinas?  Qual a importância pedagógica em se definir uma Matriz de Referência para a Avaliação?  A escola deve também ter explícita uma Matriz de Referência para a Avaliação em sua Proposta Pedagógica? Por quê? Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 12
  • 13. 13. O percurso da análise dos resultados no Relatório  O currículo  As Matrizes de Referência para a Avaliação  O desempenho nos itens  A construção da Escala de Proficiência (Saresp 2007 / 2008)  A Escala distribuída pelos níveis de proficiência e séries avaliadas  Sínteses por nível e série  O currículo (Recomendações) Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 13
  • 14. 14. Retomadas  As Matrizes de Referência, um recorte do currículo, expressam as habilidades que podem ser aferidas em uma prova escrita.  Os resultados, por sua vez, são expressos em uma Escala que descreve o desempenho efetivo dos alunos na prova aplicada, ou seja, aquilo que efetivamente realizaram nas tarefas propostas.  A Escala oferece um panorama das habilidades de domínio dos alunos, dentre aquelas inseridas nas Matrizes de Referência. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 14
  • 15. 15. O texto  Nas Propostas Curriculares, nas Matrizes e nos resultados, os gêneros de texto são diferenciais a serem considerados na análise por séries.  As tarefas de leitura estão diretamente associadas à complexidade dos textos por séries, que por sua vez refletem as expectativas de aprendizagem de domínio discursivo dos textos pelos alunos nas séries. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 15
  • 16. 16. As tarefas de leitura  É importante retomar a questão da complexidade dos textos propostos para a realização das tarefas de leitura. Os textos são mais complexos, de acordo com a faixa etária e a série que os alunos frequentam, apesar de não haver grande mudança dos gêneros.  As tarefas de leitura também vão sendo mais complexas, exigindo graus diferentes de habilidades por série. Às vezes, quando o desempenho é descrito, dá a impressão de ele ser o mesmo. Mas não é pelos dois fatores diferenciais: a complexidade dos textos e das tarefas realizadas. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 16
  • 17. 17. O que aprender em cada série  Outra questão fundamental a ser considerada é o que cada aluno deve aprender em cada série. Os conteúdos de aprendizagem vão se tornando mais complexos a cada série. Nos resultados por série essa relação deve ser também relevante na análise. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 17
  • 18. 19. O caráter cumulativo da Escala  Ao se considerar a análise de desempenho em uma série/nível deve-se refletir sobre o desempenho nas séries anteriores a ela apresentadas e sua representação nos pontos da Escala. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 18
  • 19. 20. O principal problema  O problema parece ser o número de alunos em cada série / nível que consegue demonstrar os conhecimentos avaliados, já que, em geral, como se pode observar na leitura da Escala, os alunos apresentam os conhecimentos expressos nas Matrizes.  A grande questão é como conquistar a equidade desses conhecimentos básicos para todos, superando as diferenças individuais de desempenho. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 19
  • 20. 21. O principal problema  As diferenças de desempenho associadas aos níveis demonstram que há alunos com conhecimentos muito diferentes em cada série.  O propósito é que tenhamos o maior número possível de alunos nos níveis adequado e avançado por série.  Isso equivaleria dizer que eles dominam os conhecimentos da série e estão prontos para continuar seus estudos com sucesso nas séries posteriores. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 20
  • 21. 22. Do Saresp para a Escola  Para reflexão:  Leia o elenco de habilidades descritas para cada nível no tópico 2.1. Elas representam o desempenho dos alunos no Saresp 2008. Se desejar, vá até o anexo para compará-las com a descrição apresentada na Escala de Proficiência.  Leia a interpretação dos resultados dada para cada nível. Você pode completá-la ou realizar outra mais apropriada com base nos dados apresentados na Escala de Proficiência.  Considere as atuais quartas séries de sua escola e contextualize a sua interpretação dos níveis. Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 21
  • 22. 22. Do Saresp para a Escola  Quais competências / habilidades / conteúdos previstos são essenciais para que os alunos possam dar continuidade aos estudos (quais são os limites)?  Como será especificamente verificado se os alunos apresentam o domínio das competências / habilidades / conteúdos previstos?  O que será feito com os alunos que não conseguem aprender aquilo que foi previsto? Qual a proposta de recuperação da escola? Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 22
  • 23. 23.Considerações ______________________________________________________________________ SLIDES ADAPTADOS DA PROFESSORA ZULEIKA DE FELICE MURRIE ( ORIENTAÇÃO TÉCNICA REALIZADA NO DIA 29/06/2009 – SERRA NEGRA). APRESETNAÇÃO – PROFESSORA CLAUDINÉIA APARECIDA CUNHA DE CAMPOS PCOP – ALFABETIZAÇÃO Email – pcopclaudineia@professor.sp.gov.br Profª Zuleika de Felice Murrie Slide 23