O segredo do rio
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

O segredo do rio

on

  • 3,929 views

 

Statistics

Views

Total Views
3,929
Views on SlideShare
3,919
Embed Views
10

Actions

Likes
2
Downloads
133
Comments
0

3 Embeds 10

http://www.pinterest.com 4
http://pt.pinterest.com 4
http://pinterest.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

O segredo do rio O segredo do rio Document Transcript

  • O Segredo do Rio Miguel Sousa Tavares
  • O Segredo do Rio Miguel Sousa Tavares Guião de Leitura(livro recomendado para o 4º ano de escolaridade pelo Plano Nacional de Leitura)ACTIVIDADE N.º1 – Lê a história desde o início até “…no mato.” (pág. 14)1- Preenche os espaços com as palavras dadas, de acordo com a descrição dacasa do rapaz: O rapaz vivia numa casa no __________.A casa era _____________ e ______________.Tinha uma _____________ alta por onde saíao fumo da lareira, que estava sempre acesa no____________.Fora da casa havia um ____________ comárvores de ____________. Havia ___________fresca todo o ano.Quando passava a estação própria de cada fruta, a mãe fazia _________________. pomar chaminé fruto campo pequena fruta compota branca2- Preenche o quadro: Árvore O que davacastanheiro nozescarvalhos3- Porque é que todos tinham cuidado para não sujar o rio? V F porque ele tinha ouro. porque as pessoas bebiam daquela água. porque morava lá uma sereia. porque as pessoas pescavam no rio. porque as pessoas cozinhavam com a água.
  • 4- O que te mostra a imagem?______________________________________________________________________________________________________________________________5- O que lhe falou a mãe acerca das estrelas?______________________________________________________________________________________________________________________________6- “…viu um grande javali, com as suas presas que pareciam facas e o focinhoa cheirar o chão, que saiu do mato, seguido por dois filhotes pequenos, e foiaté ao rio, onde todos começaram a beber água.”Ilustra esta parte do texto. View slide
  • O Segredo do Rio Miguel Sousa Tavares Guião de Leitura(livro recomendado para o 4º ano de escolaridade pelo Plano Nacional de Leitura)ACTIVIDADE N.º2 – Lê a história desde “Mas a maior aventura…” (pág. 14)até “…tentava agarrá-la.” (pág. 21) A) Pinta o círculo correspondente: 1- “…o campo estava cheio de trevos, de malmequeres e de girassóis…” A estação do ano de que nos fala esta parte do texto é: o Verão o Primavera o Outono o Inverno 2- O rapaz estava deitado a: o Fazer um castelo na areia o Chorar o Fazer uma construção com pedras e ramos de árvores 3- O que viu o rapaz na água? o Um grande peixe o Um grande sapo o Uma garota 4- Assinala o sinónimo de “estardalhaço”: o Silêncio o Grande barulho o Palhaço 5- O rapaz ficou: o Com medo  Alegre  Triste View slide
  • B) Faz um pequeno resumo da história que o peixe contou ao rapaz, sobre a sua vida:______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ C) Refere palavras da família de “peixe”:_______________________________________________________________________ D) Que espécie de peixe era aquela? Refere algumas das suas características, de acordo com o texto.__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ E) Qual foi o acordo que o rapaz fez com o peixe?__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ F) Reescreve a frase “O rapaz atirava a bola ao peixe.”, começando por:Ontem __________________________________________________________Hoje __________________________________________________________Amanhã ______________________________________________________
  • O Segredo do Rio Miguel Sousa Tavares Guião de Leitura(livro recomendado para o 4º ano de escolaridade pelo Plano Nacional de Leitura)ACTIVIDADE N.º3 – Lê a história desde “Chegou o Verão…” (pág. 21) até“…raízes de árvores.” (pág. 28) 1- “Chegou o Verão…” Como estava agora o tempo?______________________________________________________________________________________________________________________________2- “E o rapaz agarrava-se com as duas mãos à cauda do peixe.” Reescreve afrase, na forma negativa.______________________________________________________________________________________________________________________________3- Completa: Nas ______________ mais quentes desse Verão, quando o _______________ não o deixava dormir, o _______________ descia, silencioso, pela _______________ do quarto e ia até ao _________________.4- Qual era o sinal combinado para o rapaz chamar o peixe?______________________________________________________________________________________________________________________________
  • 5- Como era feita a cama do peixe?______________________________________________________________________________________________________________________________6- Que estação veio depois do Verão?_______________________________________________________________ 6.1- Como estava o tempo? _____________________________________________ _____________________________________________ _____________________________________________ 7- Qual era a preocupação dos pais do rapaz? _____________________________________________ _____________________________________________ _____________________________________________8- O que estava a acontecer de estranho naquele Outono?______________________________________________________________________________________________________________________________9- Sublinha todos os nomes comuns neste excerto da história: “Já não há pão no celeiro, não há azeite no lagar, não há fruta nas árvores. Não temos legumes nenhuns para vender na cidade e trocar por comida. Não sei o que vamos dar de comer aos filhos daqui em diante. Como não choveu nada durante a Primavera e o Verão, nem sequer há caça nos campos. Não vejo um coelho, uma lebre ou uma perdiz.”
  • 10- “Nos anos de seca, os prados ficam secos.” Indica:GN - ________________________________________________________GV - ________________________________________________________GM - ________________________________________________________11- Escreve antónimos de:morto ________________ abundância ________________frio ________________ muito ________________engordado ________________ felizes ________________12- Classifica as seguintes palavras quanto ao n.º de sílabas e à acentuação: MON POLISSÍ DISSÍ TRISSÍL ESDRÚ PALAVRA OSSÍL LABA ABA LABA AGUDA GRAVE XULA ABA prados   vendiam tristes remédios raízes quando colheitas produzir
  • O Segredo do Rio Miguel Sousa Tavares Guião de Leitura(livro recomendado para o 4º ano de escolaridade pelo Plano Nacional de Leitura)ACTIVIDADE N.º4 - Lê a história desde “A mãe do rapaz…” (pág. 28) até “…seo mundo iria acabar.” (pág. 34) 1- “Agora me lembro! Vi há dias uma carpa gigantesca, aqui no ribeiro, em frente de casa.”Que sugestão deu a mãe?______________________________________________________________________________Qual foi a reacção do rapaz?_____________________________________________________________________________________________________________________Em que fase estava a Lua?_______________________________________Qual o sinal que o menino fazia para o peixe aparecer?____________________________________________________________________________________________________________________2- Expande a frase: Quando? Como?O peixe desceu o ribeiro.__________________________________________________________3- Ordena os acontecimentos da parte da história que ouviste:O rapaz voltou para casa.No dia seguinte, o pai não viu o peixe no ribeiro.O peixe afastou-se pelo rio abaixo.O rapaz avisou o peixe para fugir naquela noite.O rapaz deitou-se de bruços na areia e chorou.
  • 4- Classifica as palavras sublinhadas quanto ao número de sílabas:“Todo o tempo em que não estava na escola, ficava em casa, fechado noquarto e deitado na cama a olhar para o tecto. E perguntava a si mesmo se omundo iria acabar.” MONOS DISSÍ TRISSÍ POLISSÍ SÍLABA PALAVRA SÍLABA LABA LABA LABA TÓNICA tempo  tem que em fechado5- Reconstrói a frase começando por hoje, ontem ou amanhã:Hoje, ____________________________________________________.Ontem, o jantar foi muito triste.Amanhã, _________________________________________________.Hoje, o rapaz tem saudades do amigo.Ontem, __________________________________________________.Amanhã, _________________________________________________.Hoje, ____________________________________________________.Ontem, __________________________________________________.Amanhã, o sol brilhará.6- Escreve o singular ou o plural das palavras: SINGULAR PLURAL rapaz jantares coração pessoas sinal
  • CartõesGrupo 1 1- Identifica as personagens principais. 2- Faz o retrato físico do rapaz. 3- Situa a acção no espaço e no tempo.Grupo 2 1- Classifica as palavras: nadar, estardalhaço, estranhar. 2- Explica o significado da seguinte expressão “…serpentear das águas…”. 3- O que fez o peixe para ajudar o rapaz?Grupo 3 1- Escolhe três adjectivos para caracterizar o ribeiro. 2- Transcreve do livro frases que descrevam o ribeiro. 3- Onde nasceu e cresceu o peixe?
  • Grupo 4 1- Classifica as palavras: peixe, estardalhaço, enorme. 2- Explica o significado da seguinte expressão “…deitou-se de bruços na areia…”. 3- Onde é que o peixe encontrou a comida para ajudar a família do rapaz?Grupo 5 1- Que sentimento qualifica o rapaz na altura em que vê o peixe novamente? 2- De que tipo e forma é a seguinte frase?“As raposas ajudaram-te a trazer a rede?” 3- “…és de certeza um peixe muito inteligente e muito nosso amigo.” Refere o(s) adjectivo(s) nesta frase.Grupo 6 1- Classifica as palavras seguintes, quanto ao n.º de sílabas: peixe, estardalhaço, enorme, vez. 2- O que havia na rede que o peixe trouxe? 3- Que escreverias tu numa tabuleta para colocar junto das outras, no rio?
  • O Segredo do RioSugestão para Teatro (adaptação do livro de Miguel Sousa Tavares)(Cenário de Primavera)NARRADOR –Era uma vez um rapaz que morava numa casa no campo que era branca e tinha umachaminé muito alta.À roda da casa havia um pomar com várias árvores de fruto.Lá ao longe havia um ribeiro e a sua água era óptima para beber.Nas noites de Verão o rapaz deitava-se ao lado do ribeiro e um dia…PEIXE – Olá rapaz! Tu vives aqui?RAPAZ- Vi-vi-vi-vo.PEIXE – Ah! Este é um sítio muito bom. Este lago é teu?RAPAZ – É, é m-meu. É on-onde eu tomo banho, e brin- brinco no Verão. Mas, diz-,me uma coisapeixe como é que tu falas a língua das pessoas?PEIXE – Ah, isso é a história da minha vida. Queres ouvi-la?RAPAZ – Quero!PEIXE – Pois bem. Vou contar-te. Eu nasci e cresci dentro de um aquário que pertencia a um rapazassim da tua idade. Ele gostava muito de mim e tratava-me bem. Estava sempre a dar-me comida,por isso cresci muito. E falava muito comigo, por isso aprendi a falar essa língua.(Peixe vai respirar dentro de água)RAPAZ - Que espécie de peixe és tu?PEIXE – Sou uma carpa, um peixe de rio, as que dão os maiores saltos fora de água. Alimento-me delagartos do fundo do rio ou de insectos que pousam à superfície da água.RAPAZ – Então, vamos fazer um acordo. Tu ficas a morar aqui, constróis a tua casa e fazes a tuavida. Mas ninguém pode saber que tu falas a língua das pessoas e que conversamos os dois. Sesouberem que eu falo com um peixe, vão achar que eu sou maluco. Ouviste?PEIXE – Fica combinado, e vamos ser amigos. Muito e muito obrigado!NARRADOR – E, assim, durante toda aquela Primavera, o rapaz e o peixe foram ficando amigos eaprendendo a brincar juntos.(Rapaz e peixe jogam à bola juntos.)(Cenário de Verão)
  • NARRADOR – Chegou o Verão e os dias lindos continuaram, agora com mais calor. Estava sempresol, e noites claras de estrelas.MÃE – Já podes voltar a tomar banho no rio, meu filho.RAPAZ – Iupi!!! Obrigada, mãezinha!PEIXE – Agarra-te ao meu rabo com força que vamos mergulhar lá no fundo, para eu te mostrarumas pedras muito bonitas!NARRADOR – Passou o Verão, veio o Outono e o sol continuava a brilhar.(O pai do rapaz aparece a andar de um lado para o outro)NARRADOR - O pai do rapaz andava calado, porque não chovia e as colheitas de Outono estavamameaçadas.(Pai e mãe a falar)PAI – Já não há pão no celeiro, não há azeite no lagar, não há fruta nas árvores. Não temos legumesnenhuns para vender na cidade e trocar por comida. Não sei o que vamos dar de comer aos filhosdaqui em diante. Nem sequer há caça nos campos. Não vejo um coelho, uma lebre, ou uma perdiz.Fugiu tudo.MÃE – Também não há fruta para as compotas, nem trigo ou milho para fazer farinha. Já restampoucas galinhas e patos. O porco não engordou o suficiente para ser abatido.PAI – Não sei o que vamos fazer. Não sei o que vamos dar de comer aos nossos filhos.MÃE – Ah! Agora me lembro. Vi há dias uma carpa gigante aqui no ribeiro, em frente de casa. Voltei avê-la dois dias depois, o que quer dizer que vive aqui. Se tu bloqueasses o rio com uma rede, ela nãofugiria e podíamos pescá-la. Digo-te… o peixe pesa aí uns 50 quilos e dá comida para uns doismeses.PAI – Grande ideia! Amanhã mesmo, logo pela manhãzinha, vou tirar a rede da capoeira e estendê-lade um lado ao outro o ribeiro.NARRADOR – O rapaz ouviu aquela conversa e ficou gelado de terror. A tremer, vestiu-se e foi tercom o peixe.RAPAZ – Ei, peixe… peixe.PEIXE – Mas o que queres a uma hora destas?RAPAZ – Tens de fugir já esta noite. Quando romper o dia, o meu pai vem cercar o rio para teprender.NARRADOR – O peixe compreendeu e desatou a nadar rio abaixo. O rapaz ali ficou a chorar.(Ouve-se o rapaz a chorar)PEIXE – Não chores, talvez um dia possa vir visitar-te.
  • NARRADOR – Claro que no dia seguinte foi grande a decepção do pai quando percebeu que a carpajá não vivia ali.Passaram-se dias, semanas, e tudo tinha perdido a sua beleza. O rio tinha perdido a sua magia, oseu segredo. Até que um dia…. O rapaz apercebe-se de um remoinho debaixo de água.RAPAZ – É ele. Ele voltou.NARRADOR – O rapaz dirigiu-se ao rio e lá estava o peixe.PEIXE – Olá, rapaz. Voltei. E trouxe uma surpresa que vai trazer de volta a alegria à tua aldeia.RAPAZ – O quê? Tu vais é arranjar de ser pescado.PEIXE - E se eu resolver o vosso problema? Se eu vos trouxer comida para dois meses?RAPAZ – Como?PEIXE – Ouve-me com atenção. Quando eu desci até ao rio grande fiquei a viver dentro de um navionaufragado. Parece que encalhou numas pedras e partiu-se ao meio, no Inverno passado. Lá dentroencontrei latas de comida. Demorou-me três dias a estender esta rede, a fazer um saco enorme e ameter tudo lá para dentro.RAPAZ – E como conseguiste trazê-lo até aqui?PEIXE – Foram doze dias e doze noites de esforço. As raposas ajudaram-me. Elas puxaram este fiode cá de cima e eu ajudava lá em baixo.RAPAZ – E elas onde estão?PEIXE – Elas foram-se embora. Lá para a serra, com medo de serem mortas pelos caçadores.RAPAZ – Fantástico, fantástico! Nós estamos salvos e tu também estás salvo.Vou contar ao meu pai. Vou-lhe dizer que és um peixe muito inteligente e muito nosso amigo e quenão podemos expulsar nem matar quem nos salvou da fome e que nos dás sorte.NARRADOR – Foi o que o rapaz fez logo de seguida. Os pais não queriam acreditar naquela milagre.Durante toda a manhã arrastaram a rede para fora de água, e arrumaram tudo para dentro de casa.Havia latas de atum, de sardinhas, de carne, de tomate, de feijão, de legumes, de frutas.PAI – Realmente, este peixe trouxe-nos sorte e mostrou ser nosso amigo. Os animais também sãonossos amigos. Um peixe não fala, mas pode ser amigo dos homens, como o cão, o gato, o cavalo…NARRADOR – A primeira coisa que o pai fez foi fazer uma tabuleta a dizer…(dizem todos) - PROIBÍDO PESCARNARRADOR – E o rapaz também fez uma…(dizem todos) – ESTE RIO TEM UM SEGREDO E ESTE SEGREDO É SÓ MEU.
  • O Segredo do Rio Miguel Sousa Tavares(livro recomendado para o 4º ano de escolaridade pelo Plano Nacional de Leitura) POWERPOINT (ver CD)Este Powerpoint é apenas uma sugestão que poderá ser feita pelaturma, com ilustrações dos alunos, e um resumo da história, feitopor todos os alunos.