Your SlideShare is downloading. ×

Imp 31

1,290
views

Published on

Published in: Technology, Sports

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,290
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. 1Setembro/Outubro de 2010imprensa DO CERRADO SERVITECSONDAGEM GEOLÓGICA Avenida das Oliveiras s/n, Qd. 23, Lt. 01 - Setor Novo Horizonte - Crixás (GO) Fone (62) 3365-7000 - CEP: 76.510-000 - www.servitecsondagem.com.br SETEMBRO/OUTUBRO DE 2010www.imprensadocerrado.com ANO III - EDIÇÃO nº 31 Alto Horizonte Prefeitura entrega 27 casas populares à população /7 Itapaci: Justiça acata pedido do MP e bloqueia bens de prefeito /7 Pilar de Goiás Município recebe obras do IPHAN /14 Nova Iguaçu Dia Integrar 2010 /14 /10 LULA NÃO DEVE SE LICENCIAR E PEDE EMPENHO PARA ELEGER DILMA Editorial Segundo Turno Crônica Por Daniel Ribeiro Frases Página 2 Algumas das melhores do Twitter MEIO-AMBIENTE Araguia Limpo 2010 Com o apoio da Prefeitura e da Câmara de Nova Crixás, SEPLAN,GovernodoEstado, Goiás Turismo (Agência Goia- na de Turismo) e Tribunal de Justiça do Estado de Goiás, no início de setembro se deu mais uma expedição “Araguaia Lim- po”, novamente (assim como no ano passado) comandada peloprefeitoLázaroParaíba,de Nova Crixás. /8 e 9 Nova Crixás Goiás :: IRIS VENCE EM DOIS MAIORES COLÉGIOS ELEITORAIS, MARCONI TEM FRENTE NO ENTORNO DO DF /4 :: PEQUENOS MUNICÍPIOS GOIANOS AVANÇAM NO PLANO DE HABITAÇÃO /10 1° FETACFESTIVAL ESTUDANTIL DE TEATRO AMADOR CRIART’ATO O 1º FETAC aconteceu nos dias 16, 17 e 18 de setem- bro de 2010 (em todos os dias no espaço da Escola Criart’Ato, extrapolando o li- mite de suas cadeiras e aten- dendo um público com cerca de 150 a 200 pessoas nos dias de espetáculos. Foi encerrado com a peça teatral: “Um Am- biente Meio Verde”, do gru- po Criart’Ato, texto e direção de Michelle Lamounier, abor- dando problemas do meio ambiente. /11 XXI EXPOCRIXÁS Aguenta coração! Nesta pecuária vai ter muita emoção!!, assim dizia o cartaz da festa, que se mostrou um seucesso /3 Assembéia Legislativa Goiana terá bom índice de renovação /5 Começaram as obras de Pavimentação da estrada: Nova Crixás a Crixás /15 I Feira do Agronegócio, Indústria, Comércio e Turismo de Campinorte/13 COMEÇAA COLHEITA DO PEQUI /12 TERRA TREME EM 5 CIDADES DO NORTE /11 Cerâmica São Pedro é Campeã da 2º copa Aristeu Lopes Society /15 Governador vistoria obras em Crixás e anuncia mais investimentos /6
  • 2. imprensa DO CERRADO 2Setembro/Outubro de 2010 CRÔNICA Por Daniel Ribeirodrsilva1978@uol.com.br PÉROLAS Quem é o palhaço? Frases do Twitter Lanuzio Vicente Editor geral (fone: 8182-3241) Daniel Ribeiro Diagramador (8166-9571) Maurilo Fernandes Colaborador Oswando Cordeiro Colaborador Joelton M. Godoy Fotos As opiniões aqui expressas não são necessariamente as do jornal imprensadocerrado@yahoo.com.br Jornal de Goiás imprensa D O CERRADO Uma Publicação de Lanuzio Vicente Alves Rua do Contorno, Vila São João Crixás - GO CNPJ: 11.860.362/ 0001-79 Editorial O problema não é o palhaço, mas a palhaçada! Assim começo minha curta e inútil análise de um brutal fe- nômeno que ocorre no Brasil, expli- citado nas urnas em 2010: a revolta contra os políticos da nação. Bem falou certo comentarista, o povo elegeu um palhaço de fato (o abestado Tiririca), mas em protesto contra os palhaços disfarçados de gravata e paletó a rigor, com suas demagogias e empolices. Por ironia do nosso belo sistema “eleitoreiro”, o abestado levará con- sigo mais outros para o Congresso, avacalhando de vez a situação, já que esses mesmos não têm ou terão, pro- vavelmente, a mesma graça e sin- geleza do autêntico comediante. Estarão ali para alimentar mais a revolta e colaborar com a progres- são da bola de neve. Quem sabe assim, um dia, essa bola e sua impulsão fulminante não dilacere os nervos na consci- ência do eleitor brasileiro, que por sua vez começará a enxergar, de palhaço em palhaço, o seu lugar no circo! Candidatos exóticos sempre existirão, mas um que leva mais de 1 milhão de votos... alguma coisa está errada. Apontar o cul- pado é outra história. Segundo Turno O segundo turno na disputa para a Pre- sidência da República apontou uma divi- são da preferência do eleitorado maior do que vinha sendo percebida pelas pesqui- sas há até poucos dias. Somente a poucas horas do pleito realizado ontem, o rápido crescimento da candididatura da senadora Marina Silva - fator determinante da pro- telação do resultado final - apareceu mais nitidamente nas sondagens de opinião. Nos comentários transmitidos por re- des nacionais de TV, momentos após o re- sultado das urnas, cientistas políticos e ana- listas eleitorais de renome afirmavam que a ascensão da preferência do eleitorado pela representante do Partido Verde revela não apenas os méritos da senadora Marina Sil- va. Também estaria sinalizando que a co- municação das campanhas da ex-ministra DilmaRoussef edoex-governadorJoséSer- ra poderiam ter sido mais convincentes. Tal leitura dos fatos corrobora uma queixa manifestada várias vezes por cida- dãos de maior esclarecimento político: os dois principais candidatos ao Palácio do Planalto não apresentaram à sociedade os seus programas completos de governo. Faltou esse debate com os diversos seg- mentos do eleitorado. Ao longo de toda a campanha eleito- ral, foram levadas à apreciação dos cida- dãos votantes apenas fragmentos de pro- gramas. Limitaram-se a divulgar propos- tas avulsas direcionadas a determinados públicos-alvos. E, às vezes anunciadas sem muitos detalhes, o que pode, em alguns casos, ter causado ceticismo. Talvez, te- nham pagado preço eleitoral por isso. Também chamou a atenção a falta de detalhamento de algumas metas anuncia- das pelos principais candidatos à Presidên- cia. Não foram ditas as fontes de recursos que custeariam a execução de várias pro- messas, em diferentes áreas de governo. Notou-se também o tangenciamento nas abordagens eleitorais de assuntos reco- nhecidamente complexos, como as refor- mas política e tributária. Uma possível mo- dificação no sistema previdenciário nem se- quer foi abordada. Deixaram de ser debati- dos assuntos de grande interesse de nume- rosa faixa populacional. É o caso das rei- vindicações de aposentados e pensionistas - dentre elas, o reajuste dos benefícios pe- los mesmos critérios de correção do salário mínimo e o fim do fator previdenciário. Na visão de analistas políticos e econô- micos, será inevitável que o próximo gover- no, independentemente do presidente que vier a ser eleito, terá de realizar um ajuste fis- cal rigoroso, visando a melhorar as condi- ções das contas públicas. A União está ten- do dificuldade de fechá-las, apesar dos se- guidos recordes de arrecadação tributária. Ajustefiscaléumassuntoimpopular.Im- plica corte de gastos, fim de privilégios, e, às vezes, elevação de impostos. Os candidatos evitaram discuti-lo ao longo da campanha. Não se sabe se o farão nos próximos dias, antecedendo o segundo turno. Mas os elei- torestemaoportunidadedecobrarposições. O fato é que sem diminuir as despesas improdutivas, que não ajudam a economia a crescer, o próximo governo cairá na mes- ma armadilha dos anteriores, tanto o de Lula quanto o de FHC: estará impedido de baixar expressivamente as taxas de ju- ros e de reduzir os impostos, frustrando duas grandes expectativas da população. Desde o início do Plano Real, os brasilei- ros esperam por essas providências. Onovogovernoprecisarásanearascon- tas, de forma a ter tranquilidade para enfren- tar grandes desafios, como os da educação, da saúde, da segurança pública e outros. “Um dia eu descubro qual motivo que levava um pilo- to kamikase a usar capacete.” “Querem surpresa na votação de amanhã? Votem no Plínio de Arruda (50) e acompanhem a apuração dos votos.” “As pessoas mais vaidosas são sempre aquelas que ne- gam sua própria vaidade.” “Regra nº 1 do twitter: criticou alguma coisa é invejoso. Elogiou é puxa-saco.” “Dúvidas Eleitorais: se eu errar o número na urna três vezes ela fica bloqueada?” “Lady Gaga usa meia arrastão rasgada em aeropor- to” “Exclusivo! Museu Madame Tussaud declara falên- cia e vai investir no mercado de depilação com cera quente!” “No dia 3 de outubro, aperte o foda-se e confirme” Dado Dolabella reajustará os honorários de seu advo- gado? O cara está trabalhando feito condenado Por que todas essas mulheres bombadas têm voz de Patoli- no? É efeito colateral do hormônio? “Ajude um amigo: faça terapia!” “Não espere q um político vá mudar sua vida. Jogue quarta na mega-sena.” “Homem arrogante e chiliquento é pior que mulher fofoqueira e ciumenta.” A gerente do banco ligou e disse: “Cacá, sua promissó- ria VENCEU!” Respondi: “E qual tirou segundo lugar “Um pé de coelho pode não mudar a sua vida, mas vai mudar a vida do coelho “Aspecto é aquilo que você esconde do espelho depois de uma noitada. “Maria Madalena realmente foi a única mulher convi- dada para a Última Ceia. Alguém haveria de lavar os pratos. Tiririca sabe ler e escrever, mas não lhe peçam pra fazer um 4. Matemática não é seu forte! “Agentes secretos usaram esperma como tinta invisível” - É o 1º registro do “ninguém pinta como eu pinto” “O que o dinheiro faz por nós não é nada em compara- ção com o que nós fazemos por ele.”
  • 3. 3Setembro/Outubro de 2010imprensa DO CERRADO PREFEITURA DE NOVA CRIXÁS XXI EXPOCRIXÁS FESTA Crixás Aguenta coração! Nesta pecuária vai ter muita emoção!!, assim dizia o cartaz da festa, que se mostrou um seucesso N os dias 18 a 26 de setembro, a cidade de Crixás confir- mou mais uma vez que sabe fazer uma das melhores fes- tas agropecuárias do norte goiano. No Parque Agrope- cuário Genésio Sousa foi re- alizada a XXI EXPOCRI- XÁS da cidade. Projetada para ser a melhor de todos os tempos, a EXPO- CRIXÁS – nome pelo qual fi- cou conhecida – levou um pú- blico estimado em 10 mil pes- soas a cada noite de show. A organização garantiu seguran- ça e conforto para os festei- ros. O evento foi uma realiza- ção do Sindicato Rural de Cri- xás (através de seu presiden- te, Dr. Welson Machado), com apoio da Prefeitura e da Câ- mara de Vereadores de Crixás, tendo patrocínio também de empresas como Servitec e Embravel Veículos. A consagração do evento ficou mais evidente no dia 24, com o show da dupla sertane- ja Chico Rey e Paraná, suces- so absoluto dentro de seu seg- mento musical. Nesse dia, a dupla conseguiu atrair para o município caravanas de várias cidade da região e legiões de fãs, vindos até de Goiânia. Quando os artistas entraram no palco, o espaço do parque agropecuário não cabia mais ninguém. No modo de ver de muita gente que passou pelo even- to, a estrutura de palco, som e iluminação profissional, barra- cas espaçosas, com animação de diversos artistas, foram o diferencial para que XXI EX- POCRIXÁS entrasse de vez no circuito das grandes festas do Estado. Também foi unâ- nime que a festa, na fórmula como é realizada hoje, traz um público cada vez mais expres- sivo, proporcionando lazer a toda comunidade de Crixás e região, gerando, assim, divisas para o município. Vale lebrar que teve entra- da franca nos dias 18 a 22 e 26 de setembro. A programa- ção foi assim constituída: Dia 18 :: Leilão Gado de Corte Dia 22 :: Abertura oficial da pecuária :: 19:30 h - Missa Sertaneja :: Gilmar e Amarildo Dia 23 :: Dudu di Valença e Rodrigo Dia 24 :: Chico Rey e Paraná Dia 25 :: Leilão Fazenda Mumbuca :: Máida e Marcelo Dia 26 :: Prova do Laço Dupla sertaneja Gilmar e Amarildo, valorizando os artistas da terra Prefeito Olímpio César Presidente do Sindicato, Élcio Fotos: Dino Pires
  • 4. imprensa DO CERRADO 4Setembro/Outubro de 2010 A s eleições para Presi dência da República só serão decididas no se- gundo turno, entre a candidata petista, Dilma Rousseff, e o candidato tucano José Serra. O fator surpresa desta eleição foi o crescimento da candidata ver- de, Marina Silva, na reta final do primeiroturno.Essecrescimen- to chegou a ser indicado pelas pesquisas nas últimas semanas e pode ter sido o principal fator da disputa presidencial ter ido para o segundo turno. Marina Nos dez maiores colégios eleitorais, o candidato do PMDB ao governo do Estado, Iris Rezende, saiu vitorioso nos dois principais, Goiânia e Apa- recida e ainda em Jataí. No en- tanto, o candidato do PSDB, MarconiPerillo,venceunasou- tras sete cidades e obteve vota- ção expressiva em Anápolis, 3º maior colégio e nos municípios do Entorno de Brasília. Em entrevista coletiva, o candidato peemedebista Iris Rezende Machado se mostra- va bastante alegre com o re- sultado que confirma segun- do turno para as eleições em Goiás. “Lutei muito pela re- democratização do Brasil. A cada eleição eu me sinto mais realizado e gratificado. A be- leza da democracia reside aí, é a vondade da maioria e nós temos que, com muita humil- dade, respeitar e acatar a de- cisão da maioria”, disse o can- didato, que já começa a tra- balhar nas alianças para o se- gundo turno. Fonte: Portal 730 Após a divulgação do re- sultado da eleição, o candida- to do PSDB, Marconi Perillo, que teve maioria dos votos válidos, mas disputará segun- do turno com Iris Rezende (PMDB), se disse feliz com o saldo do processo eleitoral. “Em todas as carreatas e no contato com as pessoas, fomos sempre muito bem tra- tados e recebidos. Estou mui- to feliz, porque conseguimos eleger dois grandes senadores goianos”, disse, referindo-se à reeleição de Lúcia Vânia e Demóstenes Torres, que com- põem a mesma coligação. Fonte: Portal 730 Dilma e Serra decidem eleição presidencial no segundo turno ELEIÇÕES Brasil ficou com 19,34% dos votos válidos. Após as suspeitas de tráfico de influência na Casa Civil, envolvendo a ex-minis- tra Erenice Guerra e seus pa- rentes, as pesquisas indicaram uma migração de votos de Dil- ma para Marina. DILMA A candidata petista nasceu em Minas Gerais e atuou na política gaúcha, tendo Porto Alegre como seu domicílio eleitoral.Elaéeconomista,nas- cida em 14 de dezembro de 1947 em Belo Horizonte, filha de mãe brasileira, a professora Dilma Jane Rousseff, e pai búl- garo naturalizado brasileiro, o advogado Pedro Rousseff. A participação de Dilma Rousseff na política nacional começou a se desenhar em 2001, durante a campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela participou da equipe que elaborou o plano de go- verno na área energética e de- pois, com a vitória de Lula, in- tegrou a equipe de transição. Nas suas falas, durante a cam- panha, o próprio presidente Lula lembrou quando esteve com Dilma na elaboração do plano energético. “Quando vi aquela mulher entrar na sala, abrir o laptop e explicar tudo pensei: já tenho minha minis- tra de Minas e Energia”, disse Lula. Em abril de 2009, Dilma Rousseff torna público o seu tratamento contra um câncer no sistema linfático, que incluía sessões de quimioterapia. No início de setembro do mesmo ano, a equipe médica que tra- tou a ministra informou sobre o fim do tratamento de radio- terapia e a cura da doença. SERRA Aos 68 anos, o ex-ministro, ex-governador e ex-prefeito de São Paulo José Serra, da coli- gação O Brasil Pode Mais (PSDB, DEM, PPS, PTB e PT do B), tenta pela segunda vez a Presidência da República. De família de pequenos co- merciantes de São Paulo, Serra estudou em escolas públicas e construiu uma história que in- clui passagens pelo governo de São Paulo, pela capital paulis- ta, os ministérios da Saúde e da Fazenda no governo Fernan- do Henrique Cardoso, além do Senado Federal. Na oposição, o candidato alternou momen- tos de críticas e elogios ao go- verno Lula. “Não fico jogan- Iris vence em dois maiores colégios; Marconi tem frente no Entorno do DF Em Goiânia, o peemede- bista Iris Rezende (PMDB) fi- cou em primeiro lugar, com 41,6% dos votos válidos, se- guido de Marconi Perillo, com 34,3%. Vanderlan Cardoso (PR) teve 22,7% dos votos na capital. Em Aparecida de Goiânia, o peemedebista também teve maior votação, com 43,4%, seguido de Marconi, com 30,5. No município, Vanderlan Car- doso teve 25,1%. No entanto, no 3º maior colégio eleitoral, Anápolis, Marconi teve maioria: 65%, enquanto Iris alcançou 22,4% e Vanderlan 11%. A maior votação do candi- dato Vanderlan foi em Senador Canedo, cidade em que foi elei- to prefeito por dois mandatos. Nomunicípio,ocandidatoteve ampla maioria, che- gando a 77,95% dos votos válidos. Mar- coni, no município, teve14,6%eIris7%. No quarto maior colégio, Luziânia, Marconi também teve votação expres- siva, com 65,6%. Iris teve 29,1% e Vanderlan 4,3%. Fonte: Portal 730 ELEIÇÕES Goiás IRIS FICOU NA FRENTE EM GOIÂNIA E APARECIDA; MARCONI VENCEU EM ANPÁPOLIS E ENTORNO; VANDERLAN EM S. CANEDO E FOI 2º EM FORMOSA “A CADA ELEIÇÃO EU ME SINTO MAIS REALIZADO”, DIZ IRIS MARCONI COMEMORA DESEMPENHO DA COLIGAÇÃO NAS URNAS do no ‘quanto pior melhor”, disse Serra, em uma entrevista concedida à EBC, em julho. Fonte: Portal 730
  • 5. 5Setembro/Outubro de 2010imprensa DO CERRADO O TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL GASTOU R$ 69 MILHÕES A MENOS QUE O PREVISTO NA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA: R$ 549 MILHÕES BrasilELEIÇÕES Eleições devem custar R$ 480 milhões ao país Além de julgar registros de candidatos e de analisar todos os aspectos judiciais relativos às eleições, a Justi- ça Eleitoral também é res- ponsável pela organização e logística da votação. Neste ano, o pleito deverá custar R$ 480 milhões, 6,6% mais que o que foi gasto nas elei- ções de 2006 (R$ 450 mi- lhões). Apesar de o gasto ser maior, ele é proporcional- mente menor que o au- mento do número de elei- tores, que cresceu 7,8% entre 2006 e 2010. Já a mé- dia de gasto por eleitor caiu de R$ 3,58 em 2006 para R$ 3,56 neste ano. É a terceira eco- nomia segui- da na média de gasto por eleitor, que registrou R$ 4,31 em 2002. O Tribunal Superior Eleitoral gastou R$ 69 milhões a menos que o previsto na dotação orça- mentária: R$ 549 milhões. Os principais gastos são com logística (R$ 35 mi- lhões), lanche de mesários (R$ 82 milhões), campanhas de esclarecimento (R$ 4 mi- lhões), tecnologia de trans- missão via satélite e aquisi- ção de urnas, estes últimos com gastos não quantifica- dos. Fonte: Agência Brasil Rosiane de Paula Foto: Divulgação GoiásELEIÇÕES A eleição para senadores do Estado de Goiás elege os candidatos Demóstenes Torres (DEM) e Lúcia Vânia (PSDB) DEMÓSTENES E LUCIA VÂNIA SÃO REELEITOS PARA O SENADO A eleição para o se- nadoemGoiásnãohou- ve suspresas. Demóste- nes Torres (DEM) e Lú- cia Vânia (PSDB) foram reeleitos. O candidato democrata fica na pri- meira colocação com 44,1%dosvotosválidos. Lúcia Vânia garantiu a outra vaga com 30,55% e o terceiro colocado foi Pedro Wilson (PT) teve 17,9% dos votos. Paulo Roberto Cu- nha (PP) teve 4,6%, Renner, 1, 5%. Os de- mais candidatos não al- cançaram 1%, levando em conta que Adib Eli- as, do PMDB, não teve os votos computados, pois teve candidatura impugnada. Elias Vaz (PSOL) teve 0,9%, Rubens Bo- nizetti e Bernardo Bis- po: 0,1. Fonte: Portal 730 Assembéia Legislativa Goiana terá bom índice de renovação ELEIÇÕES Goiás N a disputa pelas 41 vagas de deputado estadual, a coligação do PSDB-DEM, Avança Mais conquistou a maior parte das vagas para a Assembléia Le- gislativa. Helder Valin foi o candidato mais votado com e fez dobradinha com seu com- panheiro de partido Janio Darrot. Os demais deputados da coligação são os reeleitos Fa- bio Souza, Jardel Sebba, He- lio de Souza, Tulio Isac, Nilo Resende, o suplente Daniel Messac e os novatos Sonia Chaves e Itamar Barreto. Pelo PMDB, Samuel Belchior foi o mais votado, seguido de Pau- lo César Martins. Luiz Carlos do Carmo foi o terceiro ree- leito do partido. Daniel Vile- la, Bruno Peixoto, Francisco Junior, Waguinho e Nelio For- tunato formam a parte nova da bancada. A coligação PDT-PSC (Goiás no Rumo Certo) ele- geu Isaura Lemos, Misael Oli- veira, Carlos Antônio e José de Lima. O PT manteve seus três deputados: Humberto Aidar, Luis Cesar Bueno e Mauro Rubem. Além disso, o Parti- do dos Trabalhadores adicio- nou um deputado: Karlos Ca- bral. Pelo PTB, Cristóvão, Henrique Arantes, Valcenor Braz e Ildo do Candango fo- ram eleitos. A coligação PP-PR (Goiás no Rumo Certo 2) fez três deputados: Evandro Magal, Ademir Menezes e Alvaro Guimarães. Pelo PT do B- PPS, Lincoln Tejota, Dr. Joa- quim e Wellington Valim fo- ram eleitos. Os demais deputados são: Frederico Nascimento, PTN, Francisco Gedda, PTN, José Vitti, PRTB, Major Araújo, PRB e Elias Júnior, PMN. Fonte: Portal 730
  • 6. imprensa DO CERRADO 6Setembro/Outubro de 2010 O governador Alcides Rodrigues esteve recentemente em Crixás, onde vistoriou as obras da UEG e anunciou novos in- vestimentos para o município. “Estaremos de volta no máxi- mo em 60 dias para inaugurar essa obra tão importante. Essa não é uma conquista do go- verno, mas sim da sociedade”, disse Alcides Rodrigues. No município, o governa- dor assinou ordem de serviço para a pavimentação da rodo- via GO-366 (de Crixás à Mi- neradora Serra Grande). A obra, orçada em R$ 4,19 mi- lhões, é resultado da parceria entre o poder público e a ini- ciativa privada. “Só em rodo- vias vamos deixar este gover- no com mais obras do que os três governos que me antece- deram”, afirmou Alcides. Alcides Rodrigues autori- zou ainda a ampliação da in- Governador vistoria obras em Crixás e anuncia mais investimentos INFRA-ESTRUTURA Crixás fraestrutura energética do município. Serão construídos mais de 215 quilômetros de redes de transmissão de ener- gia e adquiridos transforma- dores que vão atender 214 propriedades rurais por meio do Programa Luz para Todos. O investimento é estimado em R$ 1,76 milhão. O governador também as- segurou a liberação de recur- sos para a construção de mais de 50 mil metros quadrados de pavimentação de vias urbanas por meio do Programa de As- faltamento nas Cidades - Paci. SANEAMENTO O governador Alcides Ro- drigues ressaltou os investi- mentos feitos pelo Governo do Estado em saneamento durante a sua gestão. “Em sa- neamento, no nosso governo, fizemos cinco vezes mais obras que os últimos gover- nos. Os números estão aí para quem quiser ver. São números expressivos, em todas as áreas do governo”, avaliou. Segun- do dados divulgados pela Sa- neago, antes de encerrar a atu- al gestão, serão investidos mais de R$ 1,3 bilhão em sanea- mento. UEG O prédio da UEG de Cri- xás é formado por 18 salas de aulas, um bloco administrati- vo e estacionamento para mais de 80 veículos. “Além de ser uma obra muito bonita visu- almente e do aspecto físico, a missão é muito nobre: levar conhecimento e dar oportuni- dades àqueles que precisavam se deslocar para outra cidade para fazer um curso superior”, destacou o governador. Na visita ao futuro prédio definitivo da UEG, o gover- nador esteve ao lado do reitor da UEG (Luiz A. Arantes), do diretor da unidade em Crixás (José Xavier Rodovalho) do prefeito Olimpio César e da deputada Betinha Tejota. Para construção da obra, a prefeitura de Crixás doou o terreno, além de uma contra- partida em dinheiro. A assinatura dos convêni- os foi na loja maçônica da ci- dade (fotos à esquerda). Fonte: Site Goiás Agora, com adaptação Gerente geral da Serra Grande, Camilo Farace Prefeito Olímpio César Governador Alcides Rodrigues Governador Alcides Rodrigues sendo aplaudido por funcionários da UEG de Crixás 6imprensa DO CERRADO
  • 7. 7Setembro/Outubro de 2010imprensa DO CERRADO 6imprensa DO CERRADO Prefeitura entrega 27 casas populares Pensando sempre no bem estar da população Altorizon- tina o Prefeito Municipal atra- vés da Secretaria de Promoção e Assistência Social, em par- ceria com a Câmara de verea- dores, promoveu neste mês de setembro a entrega de vinte e sete casas para moradores ca- rentes do município, as casas têm o espaço físico de 53,13 m2 com 02 quartos, sala, co- zinha tipo americana área de LOUSAS DIGITAIS, UM GRANDE AVANÇO NA EDUCAÇÃO DE ALTO HORIZONTE O governo Municipal vem investindo a cada dia na educação, trazendo infra-es- trutura e condições didáticas de ultima geração para ofe- recer o que há de melhor na educação básica, temos hoje uma unidade do CMEI que comporta hoje mais de 220 alunos matriculados de ma- ternal a jardim III com ida- de de 01 a 05 anos o alunos desfrutam de oito salas equi- padas com TVs de plasma 42 polegadas, climatizadores e aparelho de Home teather, investimento que passa de R$ 6.500 mil por sala equi- pada com um valor total de R$ 52.000 somente em equi- pamentos eletrônicos. O município possui tam- bém o Colégio Municipal Cora Coralina que atende crianças com idade acima de seis anos, disponibilizando educação básica de 01ª a 06ª série, hoje o colégio atende cerca de 560 alunos incluin- do o sistema de educação de Jovens e Adultos EJA. Con- tando com uma brilhante infra-estruturaeequipamen- tosdeultimageraçãoospro- fessores encontram maior facilidade em ministrar suas aulas, equipamentos como Lousas digitais e apostilas do sistemaNAME/COC,auxi- liam no aprendizado e com- preensão do conteúdo. Os alunos recebem também aulas de informática para aprendizagem em pesquisa na internet em um laborató- EDUCAÇÃO Alto Horizonte serviço e um banheiro social. O projeto traz ainda reformas de residências na zona urbana e rural para famí- lias carentes, e um condomínio com oito casas, deno- minado “Condo- mínio da Paz”. Cada casa esta sa- indo para o Fun- do Municipal de Habitação e Inte- resse Social do programa Mo- rar com Dignidade, o valor de 17 mil reais. Já soma um total de 35 casas entregues na administração atual. “oferecer melhores con- dições de moradia e a princi- pal maneira de adquirir desen- volvimento para o município à família que possui sua casa própria tem no conforto do lar a serenidade de desenvolver – se melhor como cidadão.” Disse o Prefeito Municipal Luiz Borges. Fonte: Superintendência de Comunicação Social Fotos: Dep. de Comunicação rio com trinta computado- res. Alem do investimento nas unidades de ensino o governo municipal investiu este ano no desenvolvimen- to profissional dos nossos mestres doando a cada pro- fessor do município um Notebook influenciando assim a inclusão digital. A lousa digital é como uma tela imensa de um computador, porém mais inteligente, pois é sensível aotoque.Destaforma,tudo o que se pensar em termos de recursos de um compu- tador, de multimídia, simu- lação de imagens e navega- ção na internet é possível com ela. Ou seja, funciona como um computador, mas com uma tela melhor e mai- or. O professor pode pre- pararapresentaçõesempro- gramas comuns de compu- tador, como Power Point, porexemplo,ecomplemen- tar com links de sites. Pode ainda criar ou utilizar jogos e atividades interativas, con- tando com a participação dos alunos, que vão até a lousa e escrevem nela por meio de um teclado virtual - como aqueles de páginas de banco na internet - ou por meio de uma caneta es- pecial ou com o dedo, já que a lousa lê ambas as formas. Fonte: Superintendência de Comunicação Social Fotos: Dep. de Comunicação HABITAÇÃO O juiz de Direito Andrey Máximo Formiga, da comarca de Itapaci, acatou pedido de li- minarnaindisponibilidadeeblo- queio dos bens, do prefeito, FranciscoOlizeteAgra,requeri- do pelo MP em ação civil públi- ca por improbidade administra- tiva.Oprefeitofoiacionadopor não ter realizado licitação para contratar advogados para asses- soria jurídica ao município. A ação é assinada conjunta- mente pelo coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAO) do Patrimônio Público, Paulo Ricardo Gontijo Loyola, o membro do Núcleo de Apoio Técnico do CAO do Patrimô- nioPúblicoÉlvioVicentedaSil- Justiça acata pedido do MP e bloqueia bens de prefeito ItapaciJUSTIÇA va e o promotor de Justiça Viní- cius Marçal Vieira, de Itapaci. A demandaapontairregularidades na dispensa de licitação para a contratação de assessoria jurídi- ca do município. Conforme ação do MP, os requisitos para não exigência de licitação previstos no artigo 25 da Lei 8.666/93, como a invia- bilidade de competição, nature- za singular do serviço ou notó- ria especialização, não foram atendidos a contento nos decre- tos expedidos pelo prefeito. Ao contrataroserviço,elejustificou aindaaausênciadoprocedimen- to licitatório, considerando os três advogados contratados, em 2009,comode“elevadograude confiança”. Comaformalizaçãodoscon- tratos,avaliadoscomonulospe- los membros do MP, a decisão liminar da Justiça considerou a possibilidadededifícilreparação do dano com a demora proces- sual, e determinou, já no dia se- guinte à proposição da ação do MP (2/9), a indisponibilidade dos bens do prefeito Francisco Olizete Agra até o montante de R$ 106.614,01. O valor corres- ponde,segundoosmembrosdo MP, ao montante dos prejuízos que a administração pública de Itapaci sofreu durante a vigên- ciadoscontratosdosadvogados. Fonte: Site MP Goiás (Fabrizio Franco/ Estagiário da Assessoria de Comunicação Social O juiz e diretor do Foro da comarca de Nova Crixás, Jo- viano Carneiro Neto, junta- mente com a promotora de Justiça Karina Gomes e Silva, decretou, ontem, a interdição parcial da cadeia pública do distrito judiciário de Mundo Novo. As informações são da Justiça decreta interdição da cadeia Mundo NovoJUSTIÇA assessoria de comunicação do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO). De acordo com a Portaria Conjunta nº 01/2010, a inter- dição foi feita considerando que a cadeia sujeita os deten- tos a condições degradantes, está em precário estado de conservação, inclusive de ae- ração e higiene, e o tratamen- to dispensado aos presos inci- ta-os à rebelião e fuga, o que ameaça a segurança dos mo- radores vizinhos e funcioná- rios do presídio. Foi determi- nado que a cadeia terá o pra- zo máximo de 15 dias para transferir os presos para Nova Crixás. Fonte: Site MP Goiás
  • 8. imprensa DO CERRADO 8Setembro/Outubro de 2010 Araguia Limpo 2010 MEIO-AMBIENTE Nova Crixás C om o apoio da Pre feitura e da Câmara Municipal de Nova Crixás, SEPLAN, Governo do Estado de Goiás, Goiás Turismo (Agência Goiana de Turismo) e Tribunal de Jus- tiça do Estado de Goiás, no final de setembro se deu mais uma expedição “Araguaia Limpo”, novamente (assim como no ano passado) co- mandada pelo prefeito Láza- ro Paraíba, de Nova Crixás. A operação foi colocada em prática, com o objetivo de recolher lixo deixado pe- los turistas na temporada do Rio Araguaia. A ação durou três dias, sempre começan- do às 7h da manhã - com pa- rada para almoço - e térmi- no ao cair da noite. A tarefa foi executada com o auxílio de barcos, tendo os inte- grantes da equipe todos uni- formizados e com camisetas alusivas à expedição. Os bar- queiros procuravam, ao lon- go do rio, fazer o trablho de limpeza do lixo deixado nas margens pelos turistas nas últimas temporadas, além de levarem uma mensagem de conscientização aos ribeiri- nhos sobre a necessidade de Foto: Valdeir Batista Foto: Valdeir Batista 8imprensa DO CERRADO
  • 9. 9Setembro/Outubro de 2010imprensa DO CERRADO MEIO-AMBIENTE Nova Crixás “NÃO É SÓ VOCÊ QUE PRECISA DELE!” preservação do rio. A comitiva teve partida no local conhecido como Vi- úva e a chegada foi no dis- trito de São José dos Ban- deirantes. Participaram da expedição cerca de 200 pessoas, entre pescadores, turistas, moradores da ci- dade de Nova Crixás e ri- beirinhos. A extensão do percurso foi de 140 Km. Foram recolhidas 4 tonela- das de lixo. A chegada dos barcos foi celebrada com muita festa, em São José dos Bandeirantes, culmi- nando com a apresentação do material recolhido. Ao longo da descida fo- ram encontrados todo o tipo de lixo, entre os quais sacos plásticos, garrafas descartá- veis e de vidro, latas de cer- veja, refrigerante e pneus. Os detritos foram colocados em sacos plásticos (doados pela Mineração Serra Grande, de Crixás), e depositados em um caminhão da Prefeitura. O material terá como desti- no a reciclagem, que também será feita pela Prefeitura. Segundo alguns partici- pantes que fizeram parte da mesma expedição no ano passado, percebe-se que ain- da há muito lixo sendo lar- gado às margens do rio, ape- sar do turista ter melhorado a consciência ambiental. Os participantes, em unissono, pedem para quem vá ao Ara- guaia, que leve seu lixo de volta. O região, apesar de precisar do turismo, é neces- sário que se tenha consciên- cia para a preservação do rio. “A maioria, hoje, é bom tu- rista, porém existe uma mi- noria que insiste em práticas lesivas à natureza. Pedimos aos turistas que levem uma sacola para colocar seu lixo e depositar em local apropri- ado, em pontos de coleta da prefeitura”, falou o colabo- rador Pio, de São José dos Bandeirantes. FALA DO PREFEITO “Certamente, com nossos esforços aplicados em cam- panhas educativas, teremos a diminuição no lixo jogado nesse trecho. Pedimos para o turista não jogar lixo nas margens desse belo rio. Es- peramos que, com essas ações, as pessoas tenham mais consciência ecológica. Precisamos chamar cada vez mais a atenção da sociedade para a preservação do Ara- guaia. Agrasdeço aos patro- cinadores e participantes por nos acompanhar nessa empreitada ecológica, como foi o caso da Mineração Ser- ra Grande, que doou as sa- colas com as quais fizemos a coleta do lixo, e também nos cedendo combustível. Vamos estar aqui no ano que vem, com nossa cam- panha de conscientização, que busca a preservação desse patrimônio natural que Deus nos deu.” Prefeito Lázaro Paraíba, de Nova Crixás “Certamente, com nossos esforços aplicados em campanhas educativas, teremos a diminuição no lixo jogado no rio”, palavras do prefeito Paraíba. 9imprensa DO CERRADO
  • 10. imprensa DO CERRADO 10Setembro/Outubro de 2010 HABITAÇÃOBrasil PEQUENOS MUNICÍPIOS AVANÇAM NO PLANO DE HABITAÇÃO Balanço realizado pela Agência Goiana de Habi- tação conclui que os 31 municípios goianos do Território da Cidadania já conhecem melhor sua rea- lidade habitacional e estão mais aptos para, após a conclusão do plano, pro- mover habitação social de forma planejada, comba- tendo efetivamente o défi- cit. As visitas foram reali- zadas na segunda quinze- na deste mês nos municí- pios com menor índice de Desenvolvimento Urbano do Estado, obedecendo os critérios de população com mais de 20 mil habitantes e que nunca receberam re- cursos do Sistema Nacio- nal de Habitação de Inte- resse Social. Fonte: Goiás Agora Prefeitura Municipal de Campinorte A guerra contra a Dengue já começou, participe você também! A terra tremeu em algumas cidades da região norte do Es- tado na tarde de segunda-feira (4). O tremor foi sentido em Mara Rosa, Santa Terezinha de Goiás, Campinorte, Estrela do Norte,MutunópoliseBonópo- lis.Oabaloaconteceuàs16h08. O tremor de terra foi re- gistrado pelo Observatório POLÍTICA Sismológico da Universidade de Brasília. Segundo o obser- vatório, o abalo atingiu mag- nitude de 3,6, numa escala que vai de 1 a 9. O fenômeno, ain- da segundo o observatório, foi provocado por uma falha ge- ológica localizada no norte de Goiás e sul do Tocantins. Fonte: CBN Goiânia Goiás Terra treme em cinco cidades do norte de Goiás NorteNATUREZA BrasilELEIÇÕES Os governadores eleitos que fazem parte da base do governo, além de deputados e senadores deverão todos tra- balhar em busca de votos para a candidata petista, Dilma Rousseff, no segundo turno. Os comitês de campanha de- verão ser mantidos, para aju- dar no trabalho. “Vamosmantertodaaestru- tura do primeiro turno para continuar a campanha”, disse o ministrodasRelaçõesInstituci- onais,AlexandrePadilha,aosair de reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para discutir o assunto. Padilhadissequeopresiden- te Lula não irá se licenciar do cargoparaajudarnacampanha, mas que continuará trabalhan- doparaqueDilmasejaeleitano dia31deoutubro.“Elevaicon- tinuarcuidandodopaís,masvai se envolver integralmente na campanha de sua candidata”, comentou. “E essa conversa de hoje foi para pedir o envolvi- mento de todos”. A reunião no Palácio da Al- vorada contou com a participa- ção dos governadores da base eleitos, de parlamentares e de ministros para falar de balanço dos resultados nas urnas e tam- bém estratégias de campanha. Em busca de votos para o segundo turno, a coordenação da campanha de Dilma preten- de estabelecer um diálogo com oseleitoresdeMarinaSilva,can- didata que ficou em terceiro lu- gar.“Vamosconversarsimcom aMarina.Enãosócomela,mas também com organizações e entidades que a apoiaram. E também queremos estabelecer um grande diálogo com o elei- tor da Marina”, afirmou. Para o governador reeleito dePernambuco,EduardoCam- pos(PSDB),odiálogocomMa- rinadeveser“respeitoso,respei- tando o tempo dela, o tempo do PV”. Segundo ele, o segundo tur- no é uma oportunidade de de- bater as propostas para o país “e não essas denúncias fachis- tas que fomos vítimas nos últi- mos dias e que lembram o sé- culo 19”. Fonte: Priscila Mazenotti Repórter da Agência Brasil Edição: Talita Cavalcante Lula não deve se licenciar e pede empenho para eleger Dilma Oeleitorquenãovotounaselei- ções de domingo (3) tem até o dia 3 de dezembro para justificar a ausên- cia no pleito. O prazo de 60 dias é contado a partir da data de cada tur- no.Assim,oprazoparaquemdeixar de votar no dia 31 de outubro será até31dedezembro. Quem não se justificar na Justiça Eleitoral, não poderá, por exemplo, obterpassaporteoucarteiradeiden- tidade, inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, além de renovar matrícula em esta- belecimento de ensino oficial ou fis- calizado pelo governo. Quemnãovotaremtrêseleições consecutivas,nãojustificarsuaausên- cia e não quitar a multa devida terá sua inscrição cancelada e, após seis anos, excluída do cadastro de eleito- res.Aregranãoseaplicaaoseleitores cujovotosejafacultativoeaosporta- dores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiada- mente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais. O requerimento de justificação deveráserdirigidoaojuizdazonaelei- toral onde o eleitor é inscrito, pesso- almente ou pelos Correios. O ende- reço dos cartórios eleitorais pode ser obtido nas páginas dos TREs na in- ternet(www.tre-uf.jus.br,substituindo- se UF pela sigla da unidade da Fede- ração onde foi expedido o título). Fonte: JorgeWamburg Repórter da Agência Brasil Edição: Talita Cavalcante Prazo para justificar ausência de voto no primeiro turno termina em 3 de dezembro
  • 11. 11Setembro/Outubro de 2010imprensa DO CERRADO O 1º FETAC acon teceu nos dias 16, 17 e 18 de setem- bro de 2010 (em todos os dias no espaço da Escola Criart’Ato, extrapolando o li- mite de suas cadeiras e aten- dendo um público com cer- ca de 150 a 200 pessoas nos diasdeespetáculos.Foiencer- radocomapeçateatral:“Um Ambiente Meio Verde”, do grupo Criart’Ato, texto e di- reção de Michelle Lamouni- er, abordando problemas do meio ambiente com graça e encantamento. O festival com um com- petente júri, pontuando e classificando os espetáculos, juntamentecomaplatéia,que tinha direito a votar, causan- do ainda mais frisson aos dias de apresentações. Aescolaagradeceoapoio da SERVITEC – Sondagem Geológica, que gentilmente doou ao FETAC Mil reais (o prêmio de 1º lugar na com- petição). Também apoiaram lojistasdeCrixás,quecolabo- raram com as premiações de 2º e 3º lugares. INOVANDO SUA PROGRAMAÇÃO EM 2010, MICHELLE LAMOUNIER IDEALIZOU O 1° FETAC EM CRIXÁS “Trata-se de um evento que buscou difundir as artes cênicas no meio estudantil, oferecer conhecimento e es- paço para apresentações de peçasteatraisepromoverati- CULTURA Crixás 1° FETAC FESTIVAL ESTUDANTIL DE TEATRO AMADOR CRIART’ATO vidadesquebuscamodesen- volvimento criativo, social e cultural dos jovens estudan- tes”, relatou Michelle La- mounier, proprietária e dire- tora da Escola, informando também que neste 1º Festi- val foram oferecidos aos 1º, 2ºe3ºlugaresumagratapre- miação, mas que a competi- tividadenãofoiomaiorfoco das ações do Festival. A pro- posta do FETAC consistiu em incentivar a formação de platéias,permitirademocra- tização do acesso à cultura, oferecer uma programação cultural de qualidade acessí- vel a todos, incentivar e fo- mentar às artes cênicas na cidadedeCrixásecontribuir para a formação de um nú- mero crescente de estudan- tescríticos,conscientesecri- ativos que levarão a comuni- dade de Crixás e região à prestigiaroseventosculturais da cidade. GRUPOS ESTUDANTIS DE TEATRO AMADOR VENCEDORES DO FETAC :: 1º Lugar: Grupo G5 Contra o Preconceito com o Espetáculo “O Precon- ceito contra João” :: 2º Lugar: Grupo Pana- mericano com o espetácu- lo “A Família...Normal?” :: 3º Lugar: Grupo Name- less com o Espetáculo “So- corro, a Mamãe Pifou” Fonte: Acessoria de Imprensa do Criart´Ato PROJETO TEATRO NO VALE O Projeto Teatro no Vale, idealizado e dirigido pela pedagoga e atriz Mi- chelle Dumont Lamouni- er, proprietária e diretora da Escola de Teatro CRIART’ATO está na ci- dade de Crixás desde 2006, por onde já passaram mais de 400 jovens com idade entre 7 e 18 anos, integra- dos às oficinas de arte/ educação por meio do te- atro. O presente projeto é aprovado pelo Ministério da Cultura, patrocinado pela empresa Mineração Serra Grande e proporci- ona às crianças e jovens de Crixás e região um conhe- cimento diversificado e lú- dico por meio do teatro. 11imprensa DO CERRADO
  • 12. imprensa DO CERRADO 12Setembro/Outubro de 2010 Decar recupera um caminhão com carga roubada em Uruaçu O Batalhão Rodoviário da Polícia Militar apreendeu 35 cédulas falsas de R$ 50,00 du- rante a Operação Bloqueio, re- alizada na GO-434, em Rubi- ataba. As notas estavam no in- terior de um Celta, com três pessoas dentro. Ao ser questi- onado sobre a origem das cé- A ntigo sonho da popu lação das cidades de Crixás e Nova Crixás, começou a se concretizar no inicio do mês de setembro, quando as máquinas deram A partir deste mês até ja- neiro do ano que vem os pe- quizeiros vão produzir sem parare prometem movimen- tar a economia das regiões produtoras, não apenas com a venda do fruto, mas tam- bém da polpa e outros sub- produtos. A colheita do pe- qui garante ocupação e ren- da para os milhares de traba- lhadores rurais da região nor- te do estado Não existe um número fe- chado do incremento econô- mico na região norte do esta- do.Masnacomposiçãoderen- da anual das propriedades, já que a tarefa é feita dentro do modelo de produção familiar, olucropodevariarde2a80%. Em oito horas de trabalho di- ário,umagricultorpodecolher de 5 a 12 caixas do fruto. Ocomércioteminícioen- RODOVIA Norte NorteRENDA Começaram as obras de Pavimentação da estrada que liga Nova Crixás a Crixás início às obras de pavimenta- ção da GO 336, que liga os dois municípios. A nova estra- da terá de inicio apenas 25 Km e será entregue ao final do Go- verno Alcides Rodrigues. A pavimentação permiti- rá mais segurança a motoris- tas, além de fortificar a eco- nomia das duas localidades, a partir do escoamento da pro- dução local. A estrada possui na sua extensão total 72 Km e faz ligação com a rodovia GO 164, importante via de escoa- mento de produtos e gado para a região Norte e Noro- este do Estado. O novo trecho recebeu in- vestimentos da ordem de R$ 17,5 milhões do Tesouro Es- tadual. O projeto da estrada fazia parte de um pacote de obras que receberia investi- mento do Estado, em parce- ria com o BID. No entanto, devido aos prazos, o Estado resolveu construir o trecho com investimento e com re- cursos próprios. A obra é um sonho de mais de vinte anos dos mora- dores da região, que não agüentavam mais a falta de manutenção. Eles reclamam que, quando chove, fica im- possível trafegar no trecho. Só para se ter uma idéia das difi- culdades que passam os mo- toristas e moradores da região, o trecho possui oito pontes, sendo sete de madeira e sen- do que três estão quebradas. A GO 336 receberá obras de serviços preliminares, ter- raplanagem, pavimentação, drenagem, sinalização hori- zontal e vertical, construção de bueiros, revestimentos em tratamento superficial duplo e conservação. A rodovia faz parte de um pacote de investimentos em estradas que estão sendo cons- truídas ou reformadas pelo Governo do Estado, através da AGETOP, órgão ligado à Secretaria de Infra-Estrutura do Estado. tre os meses de setembro e no- vembro,quandoopequicomer- cializado com casca varia de R$ 8,00 a R$ 10,00 a caixa (tipo K). Já o fruto descascado, acondi- cionado em galões plásticos de 50 litros, normalmente utiliza- do no transporte de leite, os va- lores de venda variam de R$ 100,00 a R$ 35,00, respectiva- mente, começo e final de safra. “Sem muito esforço, junto várias caixas dentro de quatro dias, pois é só procurar o fruto debaixodopédepequizeiroque vaiestarlá.Issorendedinheiroe não dá trabalho, já que é uma dádivadanaturezaofertadaao povogoiano”,declarouoagri- cultor familiar João de Lima. Entre os vários tipos de compradores, o mais conhe- cido é comerciante local. Este, recebe o fruto em cas- ca ou sem, na sede do muni- cípio, e comercializa para ca- minhoneiros, feirantes, do- nos de depósitos em Goiâ- nia e outros comerciantes ou consumidoresfinais.Opequi na região norte é o primeiro do estado a chegar às gran- des cidades consumidoras. Porcontadisso,opreçopago acaba sendo o mais alto. A venda do pequi gera renda e emprego no municí- pio, em escala suficiente para dinamizar a economia local. Emborapossaserconsidera- da atividade de importância socioeconômicaparaosmu- nicípiosprodutores,nãoexis- te políticas relacionadas tan- todogovernoestadualcomo do municipal. COMEÇA A COLHEITA DO PEQUI Considerado o Ouro do Cerrado, o fruto é fonte de renda para várias famílias no norte do Estado A Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas - Decar recuperou um cami- nhão roubado carregado com 243 fogões. Segundo o dele- gado Itamar Lourenço, o au- tomóvel foi assaltado em Uru- açu e abandonado em Corum- bá, próximo a Anapólis. Os policiais chegaram aos assal- tantes após denúncia de que havia um veículo abandonado na estrada com perfurações de balas. O delegado acredita que os assaltantes abandonaram o caminhão após problemas mecânicos. A carga estava in- tacta. Segundo a seguradora, os eletrodomésticos seguiam para São Paulo e estão avalia- dos em R$ 65 mil. Fonte: Goiás Agora NortePOLICIAL NortePOLICIAL PM apreende notas falsas em Rubiataba dulas, o motorista alegou tê- las recebido como pagamen- to de uma dívida. Os suspei- tos foram encaminhados para a Delegacia da Policia Fede- ral em Anápolis, onde foram apresentados e autuados pelo crime de falsificação de moeda. Fonte: Goiás Agora
  • 13. 13Setembro/Outubro de 2010imprensa DO CERRADO Prefeitura de Campos Verdes I Feira do Agronegócio, Indústria, Comércio e Turismo de Campinorte EVENTO Campinorte A 1ª edição da FAIC TUR, Feira do Agro negócio, Indústria, Comércio e Turismo de Cam- pinorte, foi oficialmente aber- ta no dia 16 de Setembro pelo prefeito Vander Borges e pelo secretário de Indústria e Co- mércio de Campinorte, Airton Vagner. O primei- ro dia do evento deu a tônica para a primeira edição, com expectativa reais de bons ne- gócios. A soleni- dade de abertura contou com a pre- sença de várias au- toridades, entre empresários e representantes do poder público. Nos dois dias, a feira foi vi- sitada por milhares de pesso- as, que puderam conferir uma infinidade de produtos feitos na cidade e região. Segundo os organizadores, o principal ob- jetivo é fortalecer as indústrias e o comércio de Cam- pinorte, reunindo fornecedores e produtores. Assim, consagrar Campi- norte como pólo regional em pro- dutos e negócios. Profissionais de diversos seto- res: artesanato, pinturas, doces em compotas e comi- das, entre outras, puderam também mostra o que Campinorte tem de bom neste seg- mento. “Buscamos a parceria com SEBRAE e Prefeitura Municipal de Campinorte, juntamente com as indústrias e os comércios, para a realiza- ção da 1ª FAICTUR. Espera- mos que daqui para frente ela se torne uma das maiores fei- ras do Norte Goi- ano, já que Campi- norte tem um co- mércio ativo e in- dústria que vem inovando a cada dia que passa. Agradecemos ao prefeito Vander Borges por nos in- centivar e por ter proporcionado o suporte ne- cessário para a realização da feira”, disse Airton Vagner (se- cretário de Indústria e Comér- cio de Campinorte). Muitos empresários que es- tiveram na feira, inclusive de outras cidades, mostraram-se supresos com a dimensão e or- ganização da FAICTUR. e dis- seram acreditar no êxito do empreendimento. A 1ª edição agradou não só no que se re- fere aos negócios, mas tam- bém aos olhos. Estandes bem montados, com designs arrojan- dos, decoração impecável e bom atendimento, surpreen- deu pelo bom gosto. Todo es- mero ficou evidenciado quan- do o público compareceu em bom número. Disse o prefei- to de Campinorte, Vander Borges: “Todos estão de parabéns, princi- palmente a Secre- taria Municipal de Indústria e Comér- cio pelo sucesso da 1ª FAICTUR. Esta feira vem mostrar de uma vez por todas o potencial da indústria e do comércio de Campinor- te. Nossa cidade vem despon- tando no cenário norte Goia- no. Certamente, o ano que vem a FAICTUR será ainda melhor. Assim, Campinorte verdadeiramente se constitui- rá como a capital dos negóci- os e pólo de desenvolvimento econômico do Norte goiano e do Estado de Goiás como um todo. Vice-prefeita Fatinha conferindo os stands Fotos: Departamento de Comunicação
  • 14. imprensa DO CERRADO 14Setembro/Outubro de 2010 Nova IguaçuCIDADANIA ML&A Comunicações Roseli Rodrigues / Cintia Yamashiro A edição 2010 do Dia In- tegrar, realizada no dia 19 de setembro, foi marcada por umaltoíndicedeatendimen- tos, uma média de 5,16 por habitante, praticamente o dobro se comparado aos anos anteriores, 2 em 2009 e 2,54 em 2008. O programa de responsabilidade social promovido pela Mineração Maracá Indústria e Comér- cio (MMIC), empresa da Ya- mana, reuniu aproximada- mente 2,7 mil pessoas em Mineração Maracá realiza mais de 13 mil atendimentos durante o Dia Integrar 2010 Nova Iguaçu de Goiás e reali- zou 13.815 atendimentos. A programação consistiu na oferta de serviços gratui- tos como a emissão de car- teira de identidade e CPF, va- cinação, aplicação de flúor, exames de colesterol e trigli- cérides, tipagem sanguínea, corte de cabelo, maquiagem, além de apresentações cultu- rais. A realização da terceira edição do programa se tor- nou possível graças ao traba- lho e empenho de 172 volun- tários, entre colaboradores diretos e terceirizados, e seus familiares. “Ao promover anualmen- te o Dia Integrar 2010, a Ya- mana constrói um vínculo de credibilidade, responsabilida- de e reconhecimento com a população, além de agregar valor ao seu negócio. O pro- grama também é válido para que os colaboradores experi- mentem novos papéis ou funções, desenvolvendo habilidades de liderança e trabalho em equipe. Dessa forma, eles se tornam mais conscientes, preparados e produtivos”, relata Josielle Padilha Silvestre, analista de Relacionamento com Comunidades da MMIC. Entre os parceiros da atividade estavam o Vapt Vupt, Agência Goiana de Esporte e Lazer (Agel), Cozinha Brasil (Sesi), Se- brae, Senac, Unimed, Cai- xa Econômica Federal, Caminhão da Cultura (Sesi), Prefeitura Munici- pal de Nova Iguaçu de Goiás, Colégio Estadual Marechal Costa e Silva, Escola Municipal Branca de Neve, Nutribem, Clíni- ca Fisiovida, Viveiro Re- zende, Sotreq, U&M e Acefer. POPULAÇÃO DE NOVA IGUAÇU E REGIÃO CONTOU COM SERVIÇOS DE SAÚDE E CIDADANIA GRATUITOS, ALÉM DE ATIVIDADES DE LAZER E CULTURA DIA INTEGRAR EM NÚMEROS Ano Município Habitantes Atendimentos Atend./habitantes 2008 Alto Horizonte 3.136 7.980 2,54 2009 Campinorte 10.039 20.062 2,00 2010 Nova Iguaçu 2.678 13.815 5,16 2010 Categoria Atendimentos % Lazer 4.902 35% Outros 3.000 22% Saúde 2.657 19% Cidadania 2.399 17% Meio Ambiente 857 6% Outros = distribuição de picolés Fonte: CN e NI - IBGE (estimativa 2009), AH - IBGE (2008) PATRIMÔNIO Pilar de Goiás PREFEITURA DE CRIXÁS A dengue é uma doença que pode até matar. Portanto, previna-se: não deixe água parada, fiscalize o seu vizinho, veja se ele também está combatendo o mosquito. Esse é um dever de todos! COMBATA ESTE MOSQUITO! A Casa de Câmara e Ca- deia de Pilar de Goiás, datada do século XVIII, vai ser res- taurada pelo Instituto do Pa- trimônio Histórico e Artísti- co Nacional (IPHAN), atra- vés de recursos provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas (PAC Cidades His- tóricas). O investimento será na ordem de R$ 500 mil. A Assinatura da ordem de serviço foi realizada recente- mente, no gabinete do gover- nador Alcides Rodrigues, na presença de outros prefeitos de cidades históricas que tam- bém vão ser beneficiadas com obras de restauração. A Casa de Câmara e Ca- deia de Pilar (considerada pelo instituto como a menor- desse gênero no Brasil) faz parte de um acervo de pou- cos prédios tombados pelo IPHAN na cidade desde 1954. O prédio, que fica lo- calizado na Rua da Cadeia, conseguiu se manter quase que em perfeito estado, mes- mo tendo mais de 200 anos. O poder público de Pilar espera que, com a restauração de mais umprédio histórico, o turismo na cidade possa ter um salto nos próximos anos e, com isso, alavancar ainda mais a economia local. Lem- brando que os recursos foram possíveis devido ao empenho do prefeito Joaquim Santana (Duquinha), que vem priori- zando em sua administração o resgate cultural e artístico de uma das cidades mais antigas do Estado e que é hoje Patri- mônio da Humanidade.“As obras que vão ser restauradas pelo IPHAN ajudarão a recu- perar o patrimônio de Pilar de Goiás”, disse o prefeito. Para o senhor Antônio, zelador do museu Casa da Princesa, outro prédio histó- rico de Pilar, a restauração ajuda a preservar história de Goiás e traz mais progresso para Pilar. PAC CIDADES HISTÓRICAS O PAC das Cidades Histó- ricas é uma ação intergoverna- mental articulada com a socie- dade para preservar o patrimô- nio brasileiro, valorizar nossa culturaepromoverodesenvol- vimento econômico e social comsustentabilidadeequalida- de de vida para os cidadãos. Ampliar a abrangência des- saestratégiadedesenvolvimen- to, para posicionar o patrimô- nio cultural como eixo indutor e estruturante, é o objetivo do PAC Cidades Históricas, que abrange 173 municípios, de to- dos os estados da federação, com uma meta de investimen- tos iniciais de cerca de R$ 250 milhões por ano. Fonte: Jornal O Espaço, com adaptação Pilar de Goiás recebe obras do IPHAN
  • 15. 15Setembro/Outubro de 2010imprensa DO CERRADO A partida final da 2º copa Aristeu Lopes de Futebol Society de Campos Verdes foi recheada de emoções até o apito final do árbitro, no clube do Yan. Em disputa o título de Cam- peão do ano, entre as equipes da Cerâmica São Pedro e Real Campos Verdes, após dois meses de jogos emocionantes e vibrantes. Ao todo, a copa foi disputada por dez equipes. O jogo final foi vencido pela Cerâmica São Pedro di- ante da Real Campos Verdes pelo placar final de 9x4. An- tes do início da partida, a or- ganização da copa perfilou as duas equipes para a execução do hino nacional brasileiro. A organização ficou a car- go da Secretaria Municipal de Esportes de Campos Verdes, que tem a frente o desportista Guininha. Sempre com casa cheia, a copa é uma homena- gem ao saudoso comunicador Aristeu Lopes, que faleceu no ano de 2008. ESPORTE Campos Verdes Cerâmica São Pedro é Campeã da 2º copa Aristeu Lopes Society Aristeu Lopes, além de ad- mirador do esporte, principal- mente do futebol, era conhe- cido na cidade de Campos Verdes por narrar as partidas de futebol à beira do campo, com a torcida ouvindo e acompanhando suas eloqüen- tes transmissões pelo rádio ou carro de som. “Temos a grata satisfação de finalizar mais uma Copa Aristeu de Futebol Society de Campos Verdes. Copa essa que leva o nome do saudoso amigo e companheiro Aristeu Lopes, que muito fez pelo des- porto dessa cidade. Agradece- mos as equipes que participa- ram e aos torcedores que com- pareceram em massa durante todo campeonato. Não dei- xando de agradecer ao prefei- to Noé Afonso pelo apoio que vem dando e sempre deu ao esporte de Campos Verdes”, disse o secretário Guininha. A GRANDE FINAL O começo da fina da 2º copa Aristeu Lopes de Socie- ty de Campos Verdes não foi nada fácil para a equipe do Real Campos Verdes, pois res- paldada pela melhor campa- nha da competição a Cerâmi- ca São Pedro teve várias chan- ces de abrir o placar já nos primeiro minutos de jogo. Mas não demorou muito para a torcida ter a oportunidade gri- to de gol, com a Cerâmica fa- zendo o primeiro, aos oito do primeiro tempo. Daí para frente, a equipe do Real se perdeu em campo e deixou a Cerâmica marcar mais dois gols. Após equilibrar o jogo e visitar o gol da cerâmica por algumas vezes, o Real Campos Verdes acaba marcando seu primeiro gol. A essa altura o placar já era de três a um. Po- rém, a Cerâmica volta a mos- trar um melhor futebol e faz mais dois gols. Termina o pri- meiro tempo com a Cerâmica aplicando uma sonora golea- da de cinco a um. No segundo tempo, a equi- pe do Real foi disposta a rever- ter o placa. Mas a partida é só de um time, com a Cerâmica marcando mais um com Tota. O Real não se entrega. Após falhadazagada Cerâmica, con- segue marcar seu segundo gol na partida. O jogo, apesar de bons lances, fica monótono no segundo tempo com as duas equipes er- rando muitos passes. Contudo, a Cerâmica im- prime um melhor futebol e marca pela sétima vez. O Real consegue mais um gol, após o goleiro da Cerâmica frangar um chute de fora da área. A Cerâmica não se acanha e vol- ta a marca depois de uma boa troca de passes. A defesa da Cerâmica volta a falhar e per- mite mais um gol do Real. A Cerâmica fecha a goleada de 9x4 com outro gol. De acordo com Vilmar da Cerâmica(atletaedonodaequi- pe campeã ), a 2º Copa Aristeu Lopes foi um sucesso, já que o povo de Campos Verdes gosta muito de futebol. Segundo Vil- mar suas equipes são sempre competitivas, porque quando entra nas competições é para ganhar. Vilmar revelou ainda que sempre será um apaixona- dopeloesporte.Para Vilmarda Cerâmica, nada mais justo do que a Secretaria Municipal de Esportespromoverumcampe- onato em homenagem ao des- portista Aristeu Lopes. O Time da Cerâmica consagra-se como a maior força de futebol de Campos Verdes
  • 16. imprensa DO CERRADO 16Setembro/Outubro de 2010 16imprensa DO CERRADO C omo você pode per ceber, no trânsito existem muitas regras, como obedecer ao sinal ver- melho, respeitar o limite de ve- locidade, usar o cinto de se- gurança e dirigir apenas quan- do tiver mais de 18 anos e car- teira de motorista. Cada uma dessas normas tem como prin- cipal objetivo preservar a vida. Entretanto, há quem pense que as leis de trânsito foram feitas apenas para punir e obe- decem a elas somente para não serem multados. Trânsito: o papel de cada um A segurança no trânsito depende de cada um de nós. Todos nós somos responsá- veis pelos acidentes e suas conseqüências. Portanto, pre- cisamos nos esforçar para tor- nar o trânsito mais seguro, obedecendo às leis de trânsi- to. Não porque vamos ser pu- nidos, mas porque disso de- pende a sobrevivência de mo- toristas, ciclistas e pedestres. AO VOLANTE De acordo com as leis de trânsito, apenas pessoas com mais de 18 anos e que tenham carteira de habilitação podem dirigir! Aposto como você gostaria de saber por quê! Para conduzir um veículo, o moto- rista precisa ter muita concen- tração e responsabilidade. Os adolescentes ainda não estão preparados para assumir esse papel por vários motivos. Na adolescência a pessoa experimenta situações novas, vivencia muito intensamente as sensações e exercita a capa- cidade de ser independente. Normalmente, procura ativi- dades emocionantes e questi- ona a autoridade, seja a dos pais ou a das leis. Além disso, considera muito importante ser aceito pelos amigos, que, por sua vez, valorizam quem se expõe ao perigo. Então, não é à toa que os jovens arris- quem-se mais que os adultos. O problema é que risco no trânsito significa ameaça a vida de diversas pessoas. Por isso, lugar de menores de 12 anos é no banco de trás do carro e de quem tem entre 12 e 18, no banco do carona! Fonte: Trecho retirado do texto “Você é o transito” (www.transitocomvida.ufrj.br/ voce.asp) Na primeira semana de outubro, a Serra Grande realizará a Semana Interna de Segurança, Saúde e Meio Ambiente – SIPATMIN 2010, com o tema: Responsabilidade profissional: seu comportamento determina a sua Segurança. Dentre outras atividades internas, será trabalhada a questão da condução de veículos e equipamentos, que também será estendido à comunidade, com palestras ministradas por um perito em trânsito e apresentação de um grupo teatral de Belo Horizonte. A data e local será divulgada posteriormente para a comunidade (ao logo da semana). SIPATMIN 2010 SERRA GRANDE Crixás

×