Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
175
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Quarta-feira, 31 de Março de 2010 bomdiamercado.com.br Relatório de Inflação e Meirelles ajustam DI. NY olha emprego Por MARIANA CISCATO* ... Após pedir "mais 24h para pensar" sobre sua permanência no cargo, o presidente do BC, Henrique MEIRELLES, acabou deixando sua decisão para o mesmo dia do Relatório Trimestral de Inflação, que sai daqui a pouco, às 8h30. É o que leva a crer que os juros futuros possam ser induzidos a uma dose razoável de volatilidade nesta quarta-feira. Também a agenda internacional vem forte hoje, com a pesquisa ADP/MA sobre o mercado de trabalho americano, que antecipa o PAYROLL da Sexta Santa, quando as bolsas aqui em NY estarão fechadas. No câmbio, tem briga da PTAX neste último dia do mês. ... A expectativa dos investidores é de que o Relatório de Inflação traduza em números hoje aquilo que a ATA DO COPOM já antecipou na semana passada, que tem havido um estreitamento do hiato do produto e que a projeção oficial para o IPCA em 2010 no cenário de referência (que leva em conta a estabilidade da taxa de câmbio em R$ 1,80 e da taxa SELIC em 8,75%) "elevou-se em relação ao valor considerado na reunião do Copom de janeiro e se encontra sensivelmente acima do valor central da meta, de 4,50%". ... Ontem, perto do fechamento, a CURVA DO DI mostrou discreta oscilação de alta, à espera das novas projeções para o IPCA e da palavra final de MEIRELLES. Segundo analistas, os juros futuros já embutiram uma eventual troca de comando no BC. O diretor de Normas, Alexandre TOMBINI, assumiria a presidência da instituição e o diretor de Assuntos Internacionais, Carlos HAMILTON Vasconcelos Araújo, sucederia Mário MESQUITA na diretoria de Política Econômica. Mas, se Meirelles ficar, tanto melhor. ... Segundo o Planalto, a nova conversa de LULA com Meirelles só deve ocorrer hoje após a posse dos novos ministros, marcada para as 11h. O repórter Fabio Graner (AE) apurou em Brasília que a preferência de LULA é para que o presidente do BC continue no cargo até o final do mandato, mas que não teme sua saída como fator de risco à estabilidade. ... Nos EUA, a expectativa de hoje fica por conta da pesquisa da ADP/MA sobre o número de vagas criadas no setor privado em março, que deve operar as estimativas para o PAYROLL. A previsão para o dado desta quarta-feira, às 9h15, é de criação de 50 mil postos de trabalho, o que representaria uma reação contra fevereiro, quando foram eliminados 20 mil empregos. Quem sabe um resultado positivo possa favorecer as bolsas em NY, que estão difíceis de engrenar. Ontem, a cautela com o emprego nos EUA segurou também a BOVESPA por aqui, que novamente não conseguiu defender os 70 mil pontos até o fechamento, mesmo depois do noticiário positivo sobre o reajuste do minério. ... Ainda para hoje, nos EUA, a agenda reserva o índice de atividade dos gerentes de compras de Chicago em março (10h45), com previsão de piora para 60,8; as encomendas à indústria (11h), que devem crescer 0,3% em fevereiro; e os estoques semanais de petróleo (11h30). Os investidores contam com uma alta de 2,1 milhões de barris nas reservas de óleo cru, mas queda de 1,3 milhão na gasolina e de 1,5 milhão nos destilados. AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 31/Mar/2010 8:34 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 1/5
  • 2. ... Na EUROPA, além da falta de convicção nos progressos da Grécia, os negócios devem continuar repercutindo os dados econômicos. Na zona do euro, saem hoje a inflação ao consumidor (CPI) em março e a taxa de desemprego em fevereiro. Na POLÔNIA, tem decisão de política monetária - sem previsão de horário. Juro deve continuar em 3,5%. ... Por AQUI, segundo o AE Projeções, a mediana das estimativas dos analistas do mercado financeiro para o resultado primário do setor público consolidado (Governo Central, Estados, municípios e estatais federais) de fevereiro é de superávit de R$ 3,7 bilhões. Sai às 14h30. A lista dos BALANÇOS do quarto trimestre reserva para hoje TAM (antes da abertura), MARFRIG e AGRE (depois do fechamento) e ainda a IDEIASNET. Reprise ... De novo, a BOVESPA começou o dia com a promessa de romper o nível de 70 mil pontos e... NADA. Pela manhã, os investidores chegaram a se empolgar com a notícia de que a VALE conseguiu reajustar o preço do minério de ferro em quase 100% para alguns clientes asiáticos, além de ter imposto contratos com base trimestral. Na máxima intraday, o IBOVESPA conseguiu chegar até os 70.451 pontos, exibindo valorização de 0,73%. Mas até o fechamento dos negócios já tinha neutralizado todo o otimismo, para encerrar o dia praticamente no mesmo lugar de onde partiu: 69.959,58 pontos (+0,03%). Na mínima, bateu 69.750 pontos (-0,27%). O volume financeiro totalizou R$ 5,472 bilhões. ... Acabou falando mais alto a cautela com o PAYROLL, que prevaleceu sobre as bolsas em NY, onde o desempenho não foi dos melhores. Também o fato de as ações da VALE já terem antecipado a perspectiva de reajustes vantajosos nas negociações do minério parece ter inibido qualquer entusiasmo maior, embora os papéis da mineradora ainda tenham fechado positivos. VALE PNA teve ligeiro ganho 0,18%, a R$ 49,55, enquanto VALE ON foi mais longe, ampliando a alta em 0,70%, para R$ 57,45 no fechamento. ... As siderúrgicas responderam bem à notícia de que o reajuste do aço ficará entre 10% e 15%. METALÚRGICA GERDAU PN subiu 1,86%, USIMINAS PNA, +0,42%, e GERDAU PN, +1,16%. CSN ON foi exceção do dia, encerrando o pregão com recuo de 0,75%. ... Já PETROBRAS continua insegura, diante da indefinição sobre o processo de capitalização da empresa. Nem com a alta do petróleo, os investidores se animaram a comprar os papéis da estatal. O diretor financeiro da empresa, Almir BARBASSA, afirmou ontem que espera receber a aprovação do projeto de capitalização pelo Senado até maio. "É um bom negócio para o País. Estamos correndo contra o tempo", afirmou, acrescentando que isso é uma premissa para que a companhia possa fazer os investimentos previstos entre 2010 e 2014. Próximas da estabilidade, PETROBRAS PN registrou leve queda de 0,29%, a R$ 34,80, e PETRO ON caiu 0,38%, a R$ 39,30. ... A maior alta do IBOVESPA foi de BRF-BRASIL FOODS ON (+3,55%). O co-presidente do Conselho de administração, Nildemar SECCHES, disse que a companhia já começou a trabalhar no primeiro plano de investimento unificado com a SADIA e PERDIGÃO. A segunda maior alta ficou com CESP PNB (+2,62%) e REDECARD ON (+2,49%). ... O setor de construção civil continuou liderando as perdas da bolsa nesta terça-feira: MRV ON (-4,92%), PDG REALTY ON (-4,24%) e ROSSI RESIDENCIAL ON (-3,05%). ... No câmbio, a briga da PTAX continua boa. Até aqui, os "vendidos" vêm vencendo os "comprados" na formação da taxa que será usada para a liquidação dos contratos futuros de dólar para abril, amanhã, dia 1º de abril. Desafiando a alta do DÓLAR lá fora, por aqui, a moeda norte-americana fechou ontem abaixo de R$ 1,80. Caiu a R$ 1,795 (-0,17%). AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 31/Mar/2010 8:34 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 2/5
  • 3. Nos dois últimos pregões, recuou 1,7%, anulando a alta da semana passada (+1,38%). ... As perspectivas positivas para o fluxo foram reforçadas ontem pelo anúncio do secretário do TESOURO, Arno AUGUSTIN, de que uma nova emissão soberana deve sair nas próximas semanas. Ainda não se sabe se será em euro, dólar ou real. ... No mercado dos JUROS, mais uma vez, ninguém quis saber de arriscar muito, preferindo esperar pelo conteúdo do relatório de inflação e pela decisão de Meirelles. Os DIs de curto e médio prazos, que oscilaram em torno da estabilidade a maior parte do dia, fecharam em leve alta. Já a parte mais longa da curva ampliou as quedas. ... O contrato de juro para julho de 2010 (212.160 contratos) encerrou na máxima de 9,19% (de 9,18%), o janeiro de 2011 também fechou na maior marca do dia, em 10,39% (de 10,36%), enquanto o janeiro de 2012 cedeu para 11,63% (contra 11,67% na véspera). ... A atividade econômica continuou mostrando aquecimento econômico. Ontem, a FIESP informou alta de 1,1% no Indicador de Nível de Atividade (INA) da indústria em fevereiro contra janeiro, com ajuste sazonal. Alcançou o maior nível desde outubro de 2008. Já o IGP-M de março (+0,94%) mostrou inflação pouco acima da mediana (+0,93%). Um dia de cada vez ... Se, ultimamente, nem quando o caminho está livre, as bolsas em NY têm se encorajado a decolar, não haveria de ser em plena semana do PAYROLL que o mercado de ação correria solto. Embora continue no HIGH (ou talvez por isso mesmo), WALL STREET tem tratado de respeitar os pontos de resistência técnica. O DOW Jones, por exemplo, já faz alguns dias que simula uma investida até os 11 mil pontos, sem que ela tenha se concretizado até agora. Quem sabe os dados de emprego possam oferecer a dose de coragem que anda faltando. "É isso que fará os investidores sentirem-se muito melhor. Uma vez que haja três, quatro, cinco meses de melhora sequencial, os investidores começarão a pensar que passamos da pior fase no mercado de trabalho", disse na DJ o executivo de investimentos Erick MARONAK (da VICTORY CAPITAL MANAGEMENT). ... Ontem, os investidores voltaram a se intimidar pela cautela, diante da expectativa com os dados da mão-de-obra que vêm por aí. Além disso, as bolsas em NY também ficaram divididas entre a queda nos preços das moradias e o aumento da confiança dos consumidores dos EUA. O DOW Jones fechou perto da estabilidade, alta de 0,11%, a 10.907,42 pontos. 3M (+3,59%) teve o melhor desempenho do índice após a DANAHER, que atua em segmentos semelhantes, elevar sua perspectiva de lucro para o primeiro trimestre. O NASDAQ subiu 0,26%, a 2.410,69 pontos, enquanto o S&P-500 encerrou a sessão praticamente estável, com um ganho de 0,004%, a 1.173,27 pontos. ... O índice de preços de residências em 20 cidades americanas teve queda de 0,7% em janeiro na base anual, pior do que se esperava (-0,4%). Contra dezembro, porém, os preços sazonalmente ajustados subiram 0,3%. Já a confiança medida pelo Conference Board subiu de 46,4 em fevereiro para 52,5 em março, acima da previsão (51). ... No câmbio, o EURO devolveu os ganhos da semana passada e da segunda-feira, após a S&P alertar que o sistema bancário da GRÉCIA segue ameaçado pela fraca perspectiva econômica do país. A EUROPA ainda deu mais motivo para prejudicar a moeda européia. A IRLANDA vai injetar bilhões nos bancos locais e o FMI rebaixou a previsão de crescimento da Alemanha, maior economia da zona do euro, a 1,2% em 2010 e 1,7% em 2011. Abaixo de US$ 1,35, o euro (US$ 1,3413) caiu mais de 0,5% frente o DÓLAR. "Qualquer tremor na dívida soberana da Europa faz as pessoas correrem para o dólar", AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 31/Mar/2010 8:34 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 3/5
  • 4. disse o analista Joseph TREVISANI (da FX SOLUTIONS). O iene caiu a 92,81/US$. ... Desprezando a alta do dólar, os METAIS continuaram subindo com compras técnicas e um fluxo maior dos fundos de investimento. Investidores vendidos também continuaram a cobrir posições, à espera de um PAYROLL positivo na sexta-feira. Em Londres, o cobre superou as resistências anteriores em US$ 7.630 e US$ 7.800 e marcou o nível mais alto desde agosto de 2008, ao subir US$ 84, a US$ 7.849 por tonelada. Traders não descartam uma nova rodada de ganhos. Outro destaque do dia foi o níquel, que avançou US$ 355, a US$ 24.350. O alumínio ganhou US$ 10,50, a US$ 2.293. Em NY, de seu lado, o ouro (junho) não resistiu à força do dólar e recuou 0,52%, a US$ 1.105,70 por onça-troy. ... Já o PETRÓLEO, dividido entre o aumento da confiança do consumidor norte-americano e o vigor do dólar, fechou em leve alta. Em NY, o WTI (maio) subiu apenas 0,24%, a US$ 82,37 por barril. Não houve força para superar US$ 83. "Há resistência nessa área e muitas pessoas hesitam em comprar nesse nível", disse Mark WAGGONER, presidente da EXCEL FUTURES. O movimento foi fraco ontem, afirmou o executivo, com o mercado esvaziado pela proximidade do feriado de Páscoa. Parece que os traders também preferiram aguardar os dados semanais sobre os estoques norte-americanos de petróleo, que saem hoje. Em Londres, o BRENT avançou 0,13%, a US$ 81,28. ... Os preços dos TREASURIES mais curtos fecharam em leve baixa, com alta dos juros, refletindo o movimento de ajuste dos investidores antes do PAYROLL e também o posicionamento para a próxima rodada de leilões primários na próxima semana. "O mercado ainda está segurando o fôlego antes do payroll e dos leilões. Com o risco de buracos na estrada, por que acelerar?", comentaram analistas do RBS SECURITIES. ... Mais sensíveis às decisões de política monetária, influenciadas por dados como o desemprego, o juro da NOTE de dois anos subiu a 1,063% (de 1,042%). Já a taxa projetada pelo papel de dez anos fechou a 3,867% (de 3,873%). Traders dizem que pode romper a importante marca psicológica dos 4%, dependendo do que trouxer o PAYROLL. Em tempo... ELETROBRAS informou após o fechamento lucro líquido de R$ 1,706 bilhão no quarto trimestre de 2009, queda de 43,8% com relação a igual período de 2008... ... No acumulado do ano passado, o lucro foi de apenas R$ 170,5 milhões, o que representa um desempenho 97,2% inferior ao registrado em 2008, de R$ 6,137 bilhões. CELESC obteve lucro de R$ 127,283 milhões em 2009, queda de 50,7% contra 2008. JBS FRIBOI protocolou novo prospecto da distribuição pública de ações e retirou menção à oferta secundária apresentada na primeira versão do documento, arquivado no dia 12. ECORODOVIAS. A oferta pública inicial (IPO) movimentou R$ 1,368 bilhão... ... Diferente das demais aberturas de capital realizadas neste ano, a empresa de concessões rodoviárias conseguiu fechar a operação dentro da faixa indicativa de preço... ... O valor por ação foi definido em R$ 9,50, um pouco acima do piso do intervalo estipulado - que variava entre uma margem de R$ 9 a R$ 12 por ação. AVISO IMPORTANTE. Bom Dia Mercado é um serviço produzido pela Mídia Briefing, em AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 31/Mar/2010 8:34 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 4/5
  • 5. parceria comercial com a Agência Estado, EXCLUSIVAMENTE, para assinantes. O repasse do serviço para terceiros NÃO É PERMITIDO - assim como a sua reprodução ou republicação. Bom Dia Mercado está disponível para ASSINATURAS no Sistema AE Broadcast ou na página da Mídia Briefing na WEB: < http://www.bomdiamercado.com.br>. *interina de ROSA RISCALA Aos assinantes do Bom Dia Mercado, Bom Dia e Bons Negócios! Esta coluna é produzida pela Mídia Briefing com propósito exclusivamente informativo. As análises não consistem em recomendações de investimentos financeiros. A Mídia Briefing não se responsabiliza pelos resultados de decisões tomadas com base nesse conteúdo. AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 31/Mar/2010 8:34 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 5/5