Bdm 27.05.2010
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Bdm 27.05.2010

on

  • 398 views

 

Statistics

Views

Total Views
398
Views on SlideShare
398
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Bdm 27.05.2010 Bdm 27.05.2010 Document Transcript

  • Quinta-feira, 27 de Maio de 2010 bomdiamercado.com.br Melhora da véspera não indica tendência de recuperação Por ROSA RISCALA* ... Foi na ponta contrária o mercado, nesta quarta-feira, começou bem e deixou para o fim do dia as preocupações de sempre com a crise da EUROPA, para os movimentos de zeragem no fechamento.. A deixa para a virada foi dada por uma notícia no FT, segundo a qual, a CHINA poderia agir para reduzir a sua exposição à dívida dos países da Zona do Euro.. Antes disso, a melhora do humor animou as AÇÕES e o PETRÓLEO, mesmo com o EURO em queda. Mas isso está longe de indicar uma tendência de recuperação. ... A rotina da volatilidade deve ser mantida, desautorizando prognósticos e projeções dos mercados. Ontem, indicadores positivos da economia dos EUA e o relatório mais otimista da OCDE sobre o crescimento nos países do grupo sustentaram a direção da alta nas praças européias e em WALL STREET - o que permitiu ao IBOVESPA retomar os 60 mil pontos, com um giro poderoso de negócios (abaixo). Já no fechamento, lá foi o DOW Jones para baixo dos 10 mil, reduzindo os ganhos aqui, e acabando com as esperanças. ... No noticiário da crise, caiu mal também notícia do WSJ de que o espanhol BBVA pode ter dificuldades para financiar US$ 1 bilhão em dívidas... Em Portugal, a declaração do ministro das Finanças, Fernando TEIXEIRA DOS SANTOS, para a agência DJ, admitindo que a situação difícil da Zona do Euro pode colocar em risco o sistema financeiro, reforçou o desconforto. Os investidores esperam dos formuladores de política da região que respondam com mais rapidez aos temores de contágio, garantindo aos mercados que não haverá falta de liquidez, como comentou KATHY LIEN, diretora da GFT FOREX em NY. ... Mas só depois do alerta da CHINA foi que a coisa pegou. Como o dia era do bem, até ficar do mal, os investidores gostaram de muita coisa que teriam desprezado, normalmente.. Por exemplo, consideraram bem-sucedidos os leilões de títulos na Itália e em Portugal, apesar das taxas elevadas que esses governos tiveram de pagar. ... HOJE, a agenda de indicadores na EUROPA tem como destaque dados da inflação na Alemanha e índices de confiança do consumidor no Reino Unido e na França.. Em Berlim, Tim GEITHNER reúne-se com o ministro das Finanças alemão, Wolfgang SCHAEUBLE. ... Nos EUA, sairá a segunda leitura do PIB do primeiro trimestre, com estimativas de alta sobre a preliminar, que indicou expansão de 3,2%, para 3,4% - às 9h30... No mesmo horário, o balanço do auxílio-desemprego tem previsões de recuo em 16 mil pedidos, após o inesperado aumento da semana anterior, em 25 mil pedidos. Às 13h, o FED de Chicago informa o índice de atividade industrial do Meio-Oeste em abril, sem muito interesse. ... Na ÁSIA, o JAPÃO informou hoje aumento de 40,4% (anual) nas exportações em abril, no 13º superávit comercial seguido, obtido pela força da demanda na CHINA e EUA. ... AQUI, a agenda tem como destaques a pesquisa de EMPREGO do IBGE em abril e os dados consolidados do SUPERÁVIT PRIMÁRIO.. Pesquisa do AE Projeções apurou para o desemprego estimativas de uma taxa entre 7,30% e 7,80%. A mediana, de 7,60%, está no mesmo nível de março e acima de fevereiro (7,40%). Os números sairão às 9h... Às AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 27/Mai/2010 9:11 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 1/5
  • 10h30, o resultado primário do setor público tem estimativas de um superávit em torno de R$ 18,900 bilhões em abril, na mediana, entre R$ 8,9 bilhões e R$ 20,0 bilhões. ... Ontem, segundo dados do Tesouro, o superávit do Governo Central, em abril, registrou superávit de R$ 16,576 bilhões, o maior patamar desde abril de 2008. Outra boa notícia para a área fiscal foi a sinalização da equipe econômica de que tem um plano B no caso de o presidente LULA decidir sancionar o reajuste de 7,7% aos aposentados que ganham acima de um salário mínimo. O ministro da Fazenda, Guido MANTEGA, disse que, nesta hipótese, vai propor um novo corte de despesas no Orçamento para manter o equilíbrio. ... Ainda nesta quinta-feira, são importantes os indicadores industriais da FIESP em abril, com destaque para o INA e o NUCI, às 11h. Em Brasília, o CMN faz reunião mensal. APPLE... Ultrapassou a MICROSOFT e se tornou a segunda maior empresa dos EUA, ao registrar, nesta quarta-feira, uma capitalização de mercado de US$ 222,12 bilhões no fechamento do pregão em NY, de US$ 219,18 bilhões da companhia de Bill GATES. Com vendas fortes e o lançamento do iPad, as ações da empresa fundada por Steve JOBS valorizaram 16% este ano. Um mês atrás, alcançaram a máxima histórica de US$ 272,46. MSCI puxa bolsa ... O IBOVESPA recuperou os 60 mil pontos, nesta quarta-feira mais tranquila no exterior, movimentando um extraordinário volume financeiro, de quase R$ 10 bilhões. Segundo Fausto GOUVEIA (LEGAN ASSET), os negócios ganharam ritmo forte no final do pregão, com o mercado se posicionando para o ajuste do índice MSCI, o Índice de Ações do MORGAN STANLEY, usado como referência por vários investidores -- que entra em vigor hoje. Essa foi uma das razões, explicou ele à jornalista Claudia Violante (Broadcast), para a disparada de alguns papéis, como BM&FBOVESPA (+11,1%) e MMX ON (+6,5%). ... Outros traders afirmaram que esse movimento foi patrocinado pela volta do estrangeiro em busca das boas oportunidades do mercado... De fato, foram destaques na compra, no final do dia, corretoras como MORGAN STANLEY, JPMORGAN e MERRILL LYNCH. ... No embalo de NY, a bolsa operou todo o dia no azul, entre a mínima estável (-0,01%), de 59.179 pontos, e a máxima em alta de 60.701 pontos (+2,56%). No fechamento, acompanhou os índices americanos e devolveu parte dos ganhos, mas, ainda fechou em alta de 1,70%, aos 60.190,36 pontos - mil pontos acima da véspera... Neste mês, o IBOVESPA está perdendo 10,8%. Uma recuperação parcial nesses últimos dias de maio só depende da acomodação do cenário lá fora, que já que os preços das ações estão muito baixos, e tem muita gente esperando a volatilidade acalmar para entrar comprando. ... Entre as BLUE CHIPS, o dia foi de PETROBRAS, que subiu impulsionada pela alta do petróleo, de novo acima de US$ 70 ( abaixo). PETRO PN fechou com ganho de 1,88%, a R$ 27,05, e PETRO ON, de +2,17%, a R$ 31,05. Os papéis da companhia também foram favorecidos pela nova descoberta de petróleo no campo de Caratinga, em produção na Bacia de Campos, no poço Carimbé.. As primeiras estimativas apontam para a existência de até 105 milhões de barris de óleo equivalente em reservatórios acima e abaixo da camada de sal.. Esse volume pode ser ampliado para até 360 milhões de barris, caso se confirme uma ligação entre Carimbé e outra descoberta anunciada em fevereiro na área. ... Já as ações de VALE caíram, com a PNA em queda de 1,47%, a R$ 39,61, e a ON em baixa de 0,54%, para R$ 46,47. Ao longo do dia, os papéis da mineradora reagiram positivamente ao relatório do banco GOLDMAN SACHS que elevou sua projeção de lucro, recomendando compra dos ADRs. Também o HSBC elevou sua recomendação para as AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 27/Mai/2010 9:11 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 2/5
  • ações da VALE, de neutra para overweight, embora tenha reduzido os preços-alvo. O ADR ON passou de US$ 36 para US$ 34 e o ADR PN, de US$ 31 para US$ 29.. Para as ON, o preço-alvo caiu de R$ 64 para R$ 62 e para as PNA, de R$ 55 para R$ 52. ... Analistas consultados pelo serviço Empresas & Setores da AE, esperam aumento da ordem de 20% a 30% para os contratos da commodity no terceiro trimestre, na comparação com o segundo trimestre... Os preços para os reajustes de 1º de julho serão calculados com base na média das cotações no mercado à vista entre março e maio. ... VIVO PN subiu 7,5%, na segunda maior alta do índice, entre BM&FBOVESPA e MMX, com notícia no FT de que a TELEFÓNICA deve fazer uma oferta hostil pelos ativos de telefonia celular da PORTUGAL TELECOM no Brasil. Recentemente, a PT recusou oferta de 5,7 bilhões de euros da Telefônica para comprar sua parte (50%) na BRASILCEL. ... AMBEV (-2,45%), BRASIL ECODIESEL (-2,35%) e GOL (-2,04%) lideraram as quedas. ... No CÂMBIO, apesar de o EURO ter se mantido em baixa, atingindo novas mínimas ao logo do dia, o DÓLAR caiu frente ao REAL... No fechamento, a moeda americana era negociada a R$ 1,8560 (-0,64%) no balcão, após oscilar entre a máxima de R$ 1,8570 e a mínima de R$ 1,8360. No leilão, o BC comprou à taxa de corte de R$ 1,8558. .. A distensão do ambiente externo também abriu espaço para a recomposição das taxas futuras na CURVA DO DI, nesta quarta-feira, depois de várias sessões de queda. Em sintonia com a alta das ações e do petróleo, os prêmios exibiram altas firmes. Na BM&F, DI janeiro de 2011 fechou em 10,90% (de 10,86% no ajuste anterior); DI julho de 2010 encerrou a 9,79% (de 9,77%); DI outubro de 2010, a 10,49% (de 10,46%); o DI janeiro de 2012 avançou a 11,96% (de 11,95%); e DI janeiro de 2014 subiu a 12,27% (de 12,25%). ... Entre os indicadores do dia, o crédito mostrou alta nos estoques em abril, de 45% para 45,2% do PIB, mas, segundo analistas, esse avanço é gradual e não deve promover pressões adicionais para o ciclo de aperto monetário. Inadimplência e os spreads caíram. A ABRAS divulgou recuo de 3,83% nas vendas dos supermercados em abril e SEADE DIEESE informaram queda do desemprego a 13,3% em abril nas regiões metropolitanas. Sem trégua ... Depois de parecer que queriam dar uma trégua no mau humor, os investidores em NY cederam novamente às muitas incertezas que rondam a EUROPA. Estimuladas pelos bons dados econômicos do dia e pela caça às pechinchas, as bolsas chegaram a ganhar mais de 1%. Até que surgiu a CHINA para estragar a festa. O gatilho das vendas foi a notícia no FT de que o país está reavaliando sua posição em dívidas da Zona do Euro. O resultado foi queda no fechamento... Mas desta vez o pânico não foi geral e poupou o petróleo e os treasuries - beneficiados pelo aumento nas encomendas de bens duráveis (+2,9%) e das vendas de imóveis residenciais novos (+14,8%) em abril nos EUA. ... A forte volatilidade dos últimos dias em WALL STREET tem sido atribuída aos nervos à flor da pele dos participantes do mercado. A menor provocação tem resposta imediata. "Existem incertezas demais na Europa...", justificou Mark BRONZO, SECURITY GLOBAL INVESTORS, na Reuters. "Temos bons dados econômicos (nos EUA), mas isso não tem sido capaz de sustentar quaisquer ganhos", acrescentou ele no final do dia. ... Abatido em várias frentes, o EURO chegou perto da mínima de quatro anos, negociado em US$ 1,2177. Fechou pouquinho acima disso, a US$ 1,2193. A moeda começou a cair logo na abertura, quando o WSJ noticiou as eventuais dificuldades do banco espanhol BBVA para se financiar no mercado.. Depois, a notícia do FT sobre a CHINA acabou com AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 27/Mai/2010 9:11 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 3/5
  • qualquer possibilidade de reação da moeda comum européia... "A China possui, provavelmente, uma tonelada de posições em euro", observou o estrategista WIN THIN, da BROWN BROTHERS HARRIMAN... "É provável que eles (os chineses) estejam preocupados, mas as pessoas estão muito nervosas, vendendo euros a cada notícia ruim na mídia. É preciso ter cautela", completou. Frente ao IENE, o dólar caiu a 89,92/US$. … O DOW Jones acabou fechando abaixo dos 10 mil pontos, aos 9.974,45 pontos, baixa de 0,69%. A MICROSOFT (-4,07%) liderou as perdas, pressionada em parte pelos comentários do CEO, Steve Ballmer, de que os problemas europeus podem se espalhar.. O recuo fez com que a companhia perdesse o posto de segunda maior empresa norte americana para a APPLE (-0,50%), como você leu acima. Nos outros índices, o NASDAQ recuou 0,68%, a 2.195,88 pontos, enquanto o S&P-500 caiu 0,57%, a 1.067,95 pontos. ... O PETRÓLEO destoou dos demais mercados e não foi afetado pela reviravolta. Após a sequência de perdas recentes, os preços foram sustentadas pela queda dos estoques em Cushing (ponto de entrega da NYMEX), pela primeira vez desde março, e ainda das reservas de gasolina e destilados. O relatório da OCDE, que elevou as suas previsões de aumento no PIB mundial neste ano, de 3,4% para 4,6%, também ajudou a manter o entusiasmo. Em NY, o WTI para julho fechou com alta expressiva de 4,01% (US$ 71,51), enquanto na plataforma ICE, o tipo BRENT avançou 3,14%, para US$ 71,74. ... Divididos entre a pressão do dólar forte e dos dados positivos da economia americana, os METAIS tiveram fechamentos divergentes... Na avaliação do STANDARD BANK, enquanto os indicadores sinalizam força dos fundamentos, os problemas da zona do euro mantêm os investidores nervosos. "Se os metais fossem desvinculados dos mercados financeiros para se focarem na economia real, o prognóstico seria positivo", disse análise do banco. Em Londres, o cobre subiu US$ 48, a US$ 6.778, acima da média das últimas dez sessões, de US$ 6.764. O alumínio recuou US$ 2,50, a US$ 2.014,50 e o níquel perdeu US$ 75, a US$ 21.115. OURO para junho subiu 1,29% (US$ 1.213,40/onça-troy). ... Os TREASURIES também ficaram mais atrelados ao noticiário positivo, com queda de preços e alta de juros, embora o recuo tenha sido reduzido no final do dia, diante do aprofundamento das preocupações com a zona do euro. "Não é preciso muita coisa para provocar medo nos mercados, levando em conta que a confiança do investidor continua fragilizada", disse Thomas ROTH, do MITSUBISHI UFJ SECURITIES. O juro da NOTE de dez anos subiu a 3,194%, de 3,170% na terça-feira.... A demanda pequena no leilão de US$ 40 bilhões em T-NOTES de cinco anos também pressionou os preços... Muita gente esperava resultado melhor, já que a oferta do Tesouro era reduzida. Em tempo... PETROBRAS pagará a primeira parcela de juros sobre capital próprio em 31/5, no valor de R$ 0,20 por ação ON ou PN, com base na posição de 21/05... ... A companhia também negou a informação de que esteja contratando novo empréstimo junto ao Banco de Desenvolvimento da China, de US$ 10 bilhões. BB... Esclareceu que a cotação para a OPA será definida a partir de 11 de junho, quando começa o bookbuilding. O valor total poderá superar os R$ 10 bilhões... ... O preço de R$ 25,78 a ação que consta do prospecto é apenas um valor preliminar. ODONTOPREV. Informa que o desdobramento de ações será feito com base na posição acionária de 1º de julho de 2010, mesma data da AGE. Papéis ficam ex no dia 2/7. AVISO IMPORTANTE. Bom Dia Mercado é um serviço produzido pela Mídia Briefing, em parceria comercial com a Agência Estado, EXCLUSIVAMENTE, para assinantes. O AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 27/Mai/2010 9:11 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 4/5
  • repasse do serviço para terceiros NÃO É PERMITIDO - assim como a sua reprodução ou republicação. Bom Dia Mercado está disponível para ASSINATURAS no Sistema AE Broadcast ou na página da Mídia Briefing na WEB: < http://www.bomdiamercado.com.br> *com MARIANA CISCATO Aos assinantes do Bom Dia Mercado, Bom Dia e Bons Negócios! Esta coluna é produzida pela Mídia Briefing com propósito exclusivamente informativo. As análises não consistem em recomendações de investimentos financeiros. A Mídia Briefing não se responsabiliza pelos resultados de decisões tomadas com base nesse conteúdo. AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 27/Mai/2010 9:11 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 5/5