Your SlideShare is downloading. ×
Bdm 01.04.2010
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Bdm 01.04.2010

142

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
142
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Quinta-feira, 1 de Abril de 2010 bomdiamercado.com.br China abre véspera do payroll. Aqui, Meirelles tem seu dia D Por MARIANA CISCATO* ... Os negócios começam o dia com uma informação da CHINA, onde dois índices de atividade industrial dos gerentes de compra subiram (o CPFL foi de 52 em fevereiro para 55,1 em março, enquanto o calculado pelo HSBC registrou uma elevação de 55,8 para 57). Pode pegar bem para as commodities, mas vai depender da leitura de política monetária que os investidores farão dos dados. Por aqui, mantendo o suspense até o último minuto, MEIRELLES deixou para hoje, sem falta, a decisão se fica no BC ou concorre às eleições. A expectativa vem travando os juros, que ainda têm para repercutir hoje a produção industrial de fevereiro (9h). Nos EUA, o PAYROLL da Sexta Santa pode favorecer movimentos defensivos hoje, já que as bolsas fecham para o feriado amanhã. ... Só o mercado de bônus funcionará nos EUA na Unemployment Friday, mas fechará mais cedo, às 13h. Com exceção dos Treasuries, todo mundo deixará para depois da Páscoa a reação aos dados do emprego em março, que saem às 9h30 de amanhã. A aposta é de criação de 203 mil vagas de trabalho, o que, se confirmado, concretizará uma melhora extraordinária contra fevereiro, quando foram eliminados 36 mil postos. Para a taxa de desemprego, a previsão é de estabilidade, em 9,7%. Ontem, os dados da ADP/MA sobre o emprego não vieram bem. NY caiu, mas nem por isso entrou em desespero. ... Por AQUI, a BOVESPA venceu no último dia de março a batalha dos 70 mil pontos, superando esta marca no fechamento, enquanto o fluxo manteve o DÓLAR abaixo de R$ 1,80 e a CURVA DO DI cumpriu a espera por MEIRELLES. O atraso na decisão reflete as negociações de última hora por parte do Planalto para abrir caminho para que ele possa ser lançado como vice na chapa da ex-ministra DILMA Rousseff à sucessão de LULA. ... Ontem, o diretor de Política Econômica da instituição, Mário MESQUITA, deixou o cargo para se dedicar a novos projetos profissionais. Assumiu o diretor de Assuntos Internacionais, Carlos HAMILTON Vasconcelos Araújo, numa troca de cadeiras absorvida sem traumas ontem. De seu lado, o Relatório Trimestral de Inflação não conseguiu encerrar o debate, se a SELIC sobe meio ou 0,75 ponto porcentual este mês ( abaixo). ... HOJE, são os dados da PRODUÇÃO INDUSTRIAL que podem ajudar a ajustar os prêmios dos juros futuros, embora, mais do que os dados de atividade, a inflação é que continue em primeiro plano para a curva. Pelo AE Projeções, a indústria deve ter registrado em fevereiro crescimento de 0,30% a 2% contra janeiro (mediana em 1%). Na base anual, a expectativa é de expansão entre 16% e 19,1% (mediana em 17,4%). Às 11h, sai a BALANÇA COMERCIAL de março, com mediana em US$ 800 milhões. ... Nos EUA, é importante conferir hoje o índice ISM de atividade industrial, às 11h, que tem previsão de melhora para 57 em março. No mesmo horário, saem os gastos com construção em fevereiro (-1,3%). O auxílio-desemprego semanal abre a agenda (9h30), com aposta de queda de 2 mil pedidos. Sem horário programado, as vendas de automóveis em março devem registrar um crescimento de 31% na base anual. AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 1/Abr/2010 9:17 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 1/5
  • 2. ... Na EUROPA, sai a atividade industrial dos gerentes de compras de março na zona do euro, Reino Unido, França e Alemanha, que tem ainda as vendas no varejo (fevereiro). Nos 45 do segundo tempo ... Foi no último dia do mês que a BOVESPA conseguiu se consolidar acima dos 70 mil pontos, depois de gastar março inteiro flertando com esta marca. Agora que a bolsa conseguiu, finalmente, desencantar este ponto de resistência, o que todo mundo quer saber é se será capaz de defender este nível ou se ficará vulnerável à volatilidade. Vai depender, especialmente, da boa vontade das BLUE CHIPS e, como sempre, também de NY. Seja como for, ontem, mesmo com as bolsas em WALL STREET operando no negativo, por aqui, o mercado acabou criando autonomia à tarde, para fechar no azul. ... Emplacando seu quarto pregão consecutivo de alta, o IBOVESPA subiu 0,59%, fechando aos 70.371,54 pontos, muito perto da máxima do dia, de 70.392 pontos (+0,62%). Na mínima, registrou 69.573 pontos (-0,55%). Só nos últimos quatro dias, a bolsa já avançou 2,82%. No mês, acumulou elevação de 5,82% e, no primeiro trimestre, de 2,60%. O volume financeiro desta quarta-feira melhorou para R$ 6,479 bilhões. ... Pelotão de elite da bolsa, as ações da PETROBRAS se beneficiaram da alta do petróleo lá fora e foram as maiores responsáveis pela esnobada ontem da BOVESPA em NY. As ações PN da estatal subiram 1,7%, a R$ 35,39, e PETRO ON avançou 1,02%, a R$ 39,70. No noticiário do dia, o presidente da companhia, José Sergio GABRIELLI, afirmou que a estatal "não tem plano B" para eventualmente substituir a capitalização que está prevista no marco regulatório do pré-sal. "Não tem plano B. Estamos trabalhando com a hipótese de capitalização. É necessário aumentar o capital próprio da companhia", afirmou. ... Com ganhos espetaculares (de dois dígitos) no mês, os papéis da VALE acabaram exibindo alguma fadiga ontem, nesta reta final para as negociações do preço do minério de ferro com os clientes asiáticos. Segundo anotou no Broadcast a jornalista Sueli Campo (AE), VALE PNA pode só estar aguardando a aceitação pelas siderúrgicas chinesas da mudança de contratos anuais para um sistema de reajustes trimestrais, para então romper a barreira de R$ 50. Ontem, fechou estável, valendo R$ 49,55, com alta acumulada de 11,47% em março. Já VALE ON caiu 0,52%, a R$ 57,15, após subir 13,28% no mês. ... MMX ON caiu 0,51%. O empresário EIKE Batista disse, em NY, que a empresa acompanhará as mineradoras globais e estabelecerá contratos de fornecimento trimestrais. Afirmou ainda que a companhia começará a produção de petróleo no primeiro trimestre de 2011 e encerrará o ano com produção média de 20 mil BPD. ... TAM PN liderou as altas do IBOVESPA, com +7,04%. A companhia teve lucro de R$ 143,9 milhões no quarto trimestre de 2009. CESP PNB foi a segunda maior alta, com 4,21%, seguida por JBS ON (+3,25%). Maiores quedas ficaram com LLX ON (-3,01%), CPFL ON (-2,86%) e COSAN ON (-2,56%). ELETROBRAS PNB caiu 2,27%, reagindo ao balanço divulgado na véspera e ainda à decisão de seu Conselho de Administração de não aprovar a isonomia entre as ações ON e PN na distribuição de dividendos. ... No setor financeiro, ganhou destaque a captação externa do SANTANDER (unit, +0,14%), que lançou US$ 500 milhões em bônus de cinco anos seniores não segurados, a 200 pb sobre os TREASURIES. Comenta-se também no mercado que o ITAÚ UNIBANCO reunirá investidores na semana que vem para discutir uma possível venda de bônus. AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 1/Abr/2010 9:17 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 2/5
  • 3. ... Esta perspectiva de fluxo facilitou nestes últimos dias os interesses dos "vendidos" na disputa para a formação da PTAX (R$ 1,781), que vai liquidar os contratos do dólar para abril hoje. "Os potenciais compradores sabem que há recursos para entrar. Por isso, o mercado não tem interesse na compra", disse o operador de câmbio JOSÉ CARLOS Amado (da RENASCENÇA CORRETORA) para a jornalista Taís Fuoco (AE). ... Ontem, também a queda do DÓLAR lá fora favoreceu a tendência de baixa da moeda norte-americana por aqui, que estabeleceu seu terceiro recuo consecutivo, para 1,7810 (-0,78%). Uma nova parcial divulgada nesta quarta-feira pelo BC revelou que o fluxo cambial reverteu a trajetória da semana anterior. Entre os dias 22 e 26, houve ingresso líquido de US$ 3,875 bilhões. Com o resultado, o acumulado do mês soma US$ 1,530 bilhão. ... Na CURVA DO DI, a demora de MEIRELLES em dizer se vai ou se fica acabou paralisando os juros futuros, especialmente os vencimentos mais curtos. No fechamento, o contrato para maio de 2010 projetava taxa de 8,67% (de 8,66%), o julho de 2010 pagava 9,19% (de 9,18%), enquanto o janeiro de 2011 tinha alta para 10,38% (de 10,36%) e o janeiro de 2012 subia para 11,66%, contra 11,62% no fechamento da véspera. ... Pela manhã, o Relatório Trimestral de Inflação não chegou a criar um consenso entre os investidores sobre como o COPOM deve abrir neste mês de abril o ciclo de aperto monetário. No cenário de referência (aquele em que é levado em conta um juro constante de 8,75% e câmbio em R$ 1,80), o BC trabalha com um IPCA de 4,9% em 2011, nível acima do projetado anteriormente (4,3%) e superior ao centro da meta (4,5%) e ao prognóstico do mercado na última edição da FOCUS (4,70%). Já no cenário de mercado, a projeção para o índice oficial de inflação ainda está abaixo da meta (4,4%). Para 2010, as projeções foram elevadas e estão acima do centro da meta, em ambos os cenários (5,2%). ... Perguntado se o BC "desistiu" do centro da meta de inflação este ano, de 4,5%, e estaria mirando apenas este patamar em 2011, o novo diretor de Política Econômica, Carlos HAMILTON Araújo foi lacônico: "temos que aguardar janeiro de 2011 para averiguar isso". Para muita gente, os modelos do relatório de inflação sugerem que, já conformado com a perda do centro da meta este ano, o BC teria deslocado seu horizonte de política monetária para 2011. Partindo deste princípio, de que o BC ganharia agora um intervalo maior de tempo para fazer a inflação convergir para o centro da meta, alguns analistas acreditam que o COPOM possa optar pelo gradualismo, possivelmente elevando a taxa SELIC com menor intensidade neste início da fase de aperto monetário. ... Nem todo mundo, porém, interpretou a coisa desta maneira. Tanto o economista e ex-diretor do BC Carlos Eduardo de FREITAS quanto o professor da PUC-RJ José Márcio CAMARGO acreditam que o COPOM possa estar "atrás da curva" quanto à elevação do juro e não descartam a possibilidade de vir logo um ajuste de 0,75 ponto este mês. Sangue frio ... Até que, para um momento de contagem regressiva para o PAYROLL, os negócios em WALL STREET se seguraram relativamente bem, apesar de o relatório sobre o nível de emprego no setor privado não ter trazido boas notícias. Os dados da Automatic Data Processing/Macroeconomic Advisers (ADP/MA) revelaram que, em março, houve um corte de 23 mil vagas de emprego, contrariando a previsão de alta de 50 mil postos de trabalho. Alguns especialistas preferiram descredenciar o levantamento para esperar pelos números oficiais. "Vimos épocas em que o número do governo foi melhor que o do setor privado. Acredito que temos sinais de crescimento na economia", avaliou o gerente AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 1/Abr/2010 9:17 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 3/5
  • 4. John SCHONBERG (da RIVERSOURCE MID-CAP GROWTH FUND) na agência DJ. ... Em NY, apesar da queda dos índices, não houve sinal de pânico ontem e o mercado de ação ainda brigou pelas máximas neste primeiro trimestre. O DOW Jones caiu 0,47%, a 10.856,63 pontos, acumulando alta de 4,11% de janeiro a março. Foi o melhor primeiro trimestre desde 1999 e o quarto trimestre consecutivo em território positivo. Em março, o índice registrou o maior ganho mensal desde novembro, de 5,15%. O NASDAQ perdeu 0,53% ontem, a 2.397,96 pontos, mas acumulou ganho de 5,68% no primeiro trimestre, o melhor desde 2006. Apenas em março, o índice subiu 7,14% - melhor porcentual desde julho. O S&P-500 recuou 0,33%, para 1.169,43 pontos, mas fechou o trimestre com ganho de 4,87%. Em termos porcentuais, foi o melhor primeiro trimestre desde 1998. Em março, o S&P 500 acumulou alta de 5,88%, melhor desempenho mensal desde julho. ... Pressionado pelo dado decepcionante do mercado de mão de obra, o DÓLAR caiu para o nível mais baixo em uma semana frente ao euro (US$ 1,3509), reduzindo o ganho acumulado no primeiro trimestre para 6%. Já contra o iene (93,46/US$), levou a melhor. Fatores técnicos influenciaram. Houve ajuste de posições típico de fim de trimestre. ... Favorecidos pela queda do dólar contra o euro, os preços do PETRÓLEO fecharam no maior nível em 17 meses em NY, mesmo com os dados do DOE mostrando aumento (313 mil barris) nos estoques de gasolina. Também influenciou o fato de a demanda por petróleo nas quatro semanas terminadas em 26 de março ter crescido 2,9% e ter sido a mais alta desde outubro de 2008. Em NY, o WTI (maio) subiu 1,69%, a US$ 83,76, melhor preço desde outubro de 2008. Jim RITTERBUSCH, presidente da consultoria RITTERBUSCH AND ASSOCIATES, acredita que o barril pode tentar chegar a US$ 84 hoje, numa tentativa de superar a máxima intraday de 2010, de US$ 83,95 (em 11 de janeiro). Em Londres, o BRENT para maio avançou 1,74%, para US$ 82,70. ... Também os METAIS foram longe. O níquel subiu para o maior preço desde maio de 2008 (US$ 25.085 na máxima intraday) em Londres. Fortes fatores técnicos permitiram que os preços seguissem em alta, apesar do consumo moderado. "A demanda física está razoável, mas nada para justificar os US$ 25 mil", disse o trader Gordon BUCHANAN (da corretora STRATTON METALS). No fechamento, o níquel subia US$ 645, para US$ 24.995. A meta agora é chegar a US$ 26.300/US$ 26.400, com alguma correção de baixa depois, disse o operador. O chumbo ganhou doze dólares, a US$ 2.147, o alumínio avançou US$ 29, para US$ 2.322, e o estanho foi a US$ 18.425 (+US$ 60). ... A busca por segurança após o fraco dado do mercado de trabalho privado e compras de final de período elevaram os preços dos TREASURIES, com respectiva queda dos juros. A taxa da NOTE de dez anos caiu para a mínima de 3,812% durante o dia, embora tenha recobrado parte das perdas até o fechamento, quando projetava 3,830% (de 3,867%). Em tempo... MARFRIG anunciou após o fechamento lucro líquido recorde de R$ 679,1 milhões em 2009, revertendo prejuízo de R$ 35,5 milhões apurado em 2008... ... No quarto trimestre, lucrou R$ 111,7 milhões (-44,3% contra os três meses anteriores). COTEMINAS registrou lucro de R$ 3,167 milhões em 2009, queda de 76,7% sobre 2008. HYPERMARCAS. Oferta de ações movimentou R$ 1,232 bilhão. Preço por ação ficou em R$ 21, desconto de 3,45% em relação ao fechamento do papel ontem (R$ 21,75). ATT. A coluna BDM volta a ser atualizada na segunda-feira, dia 5. Bom feriado! AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 1/Abr/2010 9:17 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 4/5
  • 5. AVISO IMPORTANTE. Bom Dia Mercado é um serviço produzido pela Mídia Briefing, em parceria comercial com a Agência Estado, EXCLUSIVAMENTE, para assinantes. O repasse do serviço para terceiros NÃO É PERMITIDO - assim como a sua reprodução ou republicação. Bom Dia Mercado está disponível para ASSINATURAS no Sistema AE Broadcast ou na página da Mídia Briefing na WEB: < http://www.bomdiamercado.com.br>. *interina de ROSA RISCALA Aos assinantes do Bom Dia Mercado, Bom Dia e Bons Negócios! Esta coluna é produzida pela Mídia Briefing com propósito exclusivamente informativo. As análises não consistem em recomendações de investimentos financeiros. A Mídia Briefing não se responsabiliza pelos resultados de decisões tomadas com base nesse conteúdo. AE Broadcast - Proibida a reprodução sem prévia autorização 1/Abr/2010 9:17 Agência Estado - Av. Professor Celestino Bourroul, 68 CEP 02710-000-São Paulo-SP Central de Atendimento 0800 011 3000 Pág. 5/5

×