Your SlideShare is downloading. ×
0
Os Serviços dos Ecossistemas doMontado de Sobro na Perspectivada Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraCIGEST | Ambient...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraÁrea deAmbient...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraA nossa Visão,...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraDesenvolviment...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraDaqui a apenas...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraO caminho cruc...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraMap 1: In the ...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraFonte:Millenni...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraFigure 1. Thre...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
A Perversão das ExternalidadesOs Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Ga...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira?!?“Now that w...
“No mundo, onde as externalidades, especialmente asambientais, não são totalmente contabilizadas na economia, podeparecer ...
Externalidades - actividades que envolvem aimposição involuntária de custos ou debenefícios, isto é, que têm efeitos posit...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira“As pressões d...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
Nagoya COP 10 – Em Destaque…Decisões Políticas – O Plano EstratégicoForam definidos 20 objectivos, que deverão ser incorpo...
Draft Action Plan for sustainable forest management in a Green Economy- for consideration at the Stakeholder meeting, Gene...
Visão para 2050: Até 2050, a biodiversidade da União Europeia e osserviços ecossistémicos que por ela prestados — o seu ca...
VALORIZAÇÃO DO NOSSO PATRIMÓNIO NATURAL A FIM DEGERAR MÚLTIPLOS BENEFÍCIOSNo objectivo da UE para 2020 em matéria de biodi...
‘Our Life Insurance, Our Natural Capital - ARevisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020• A) Agricultura:...
‘Our Life Insurance, Our Natural Capital - ARevisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020• Os fluxos finan...
‘Our Life Insurance, Our Natural Capital - ARevisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020Acção 8: Reforçar...
‘Our Life Insurance, Our Natural Capital - ARevisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020Acção 11: Incenti...
FEVEREIRO DE 2010: “ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO PARA UMCRESCIMENTO SUSTENTÁVEL: BIOECONOMIA PARA A EUROPA»(…) A Estratégia Euro...
FEVEREIRO DE 2010: “ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO PARA UMCRESCIMENTO SUSTENTÁVEL: BIOECONOMIA PARA A EUROPA»(…) A Estratégia Bioe...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraLogo…Qual o Va...
Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraInvestigador ‘...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro e Economia Natural

126

Published on

Seminário na Escola Superior Agrária de Santarém

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
126
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro e Economia Natural"

  1. 1. Os Serviços dos Ecossistemas doMontado de Sobro na Perspectivada Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraCIGEST | Ambiente e SustentabilidadeISG - Instituto Superior de Gestão | Business School
  2. 2. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraÁrea deAmbiente eSustentabilidadeCIGEST - Centro de Investigação em Gestão doISG/INP desenvolve investigação aplicada, procurandoestabelecer uma forte ligação entre a teoria e a prática.A investigação desenvolvida no CIGEST desde 2011 expressa-se em quatro grandes áreas:1) Economia e a Gestão2) Ciências da Comunicação3) Ergonomia e Factores Humanos4) Ambiente e SustentabilidadeCada uma destas áreas subdivide-se em diferentesgrupos, integrando linhas de investigação diferenciadas, entreas quais existem sinergias pontuais para dar resposta adeterminados projectos.
  3. 3. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraA nossa Visão, Missão e Valores:• Compromisso com os princípios do da Sustentabilidade, Sociedade deValores, Ética Empresarial e Responsabilidade Social;• Promover as parcerias institucionais com organismos públicos eprivados que partilhem a nossa visão de cooperação para uma NovaEconomia e Desenvolvimento Sustentável;• Desenvolver formação científica e técnica deinvestigadores, consultores, gestores e quadros técnicos superiores deempresas e organizações;• Desenvolver orientação académica de trabalhos de projecto e teses demestrado;• Assessoria Científica e Transferência de Conhecimento (ToK –Transfer of Knowledge);• A promoção do intercâmbio cultural, científico e técnico cominstituições congéneres nacionais e estrangeiras;• O aperfeiçoamento permanente.
  4. 4. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraDesenvolvimento sustentável:é o desenvolvimento quesatisfaz as necessidades dopresente sem comprometer acapacidade de as futurasgerações satisfazerem as suaspróprias necessidades.Relatório de Brundtland, 1987.
  5. 5. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  6. 6. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraDaqui a apenas 40 anos, cerca de mais 30% de pessoasvão habitar este planeta.Para as empresas, a boa notícia é que este crescimentoimplica milhões de novos consumidores que queremcasas, carros e televisores.A má notícia é que a diminuição dos recursos e apotencial alteração climática vão limitar apossibilidade dos 9 mil milhões de pessoas obteremou manterem o estilo de vida consumista compatívelcom a prosperidade dos actuais mercados ricos.Em 2050, cerca de 9 mil milhões de pessoas vãoviver bem, respeitando os limites do planeta
  7. 7. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraO caminho crucial inclui:• Abordar as necessidades de desenvolvimento de milhões depessoas, favorecendo a emancipação educativa e económica, emespecial das mulheres, e desenvolvendo radicalmente soluções, estilosde vida e comportamentos mais ecoeficientes• Incluir o custo de externalidades, a começar pelocarbono, serviços dos ecossistemas e água• Duplicar a produção agrícola sem aumentar a quantidade de solo ouágua utilizados• Interromper a desflorestação e aumentar a produção de florestasplantadas• Reduzir para metade as emissões mundiais de carbono (com basenos níveis de 2005) até 2050, com o máximo das emissões de gasescom efeito de estufa a ocorrer por volta de 2020, através dasubstituição para sistemas energéticos de baixa emissão de carbono eda melhoria da eficiência energética do lado da procura• Proporcionar o acesso universal à mobilidade de baixa emissão decarbono• Implementar uma optimização quatro a dez vezes superior nautilização de recursos e materiais.
  8. 8. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  9. 9. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  10. 10. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  11. 11. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraMap 1: In the face of impending global change, some regions are more inneed of protected lands than others.The map shows regions color-ranked by how much area is projected to change by2100 in relation to how much area is currently protected (“Conservation Risk”).Many of the tropical, but not temperate regions with greatest risk (red) are also ofhighest conservation value as indicated by their higher number of globallyunique amphibians, birds, mammals and reptiles.
  12. 12. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  13. 13. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  14. 14. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  15. 15. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraFonte:MillenniumEcosystemAssessment, Portugal (2005)
  16. 16. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  17. 17. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  18. 18. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  19. 19. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  20. 20. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  21. 21. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  22. 22. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  23. 23. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraFigure 1. Three hypothetical landscapes illustrating the types and magnitude of servicesassociated with different types of ecosystems. Natural ecosystems can support many ecosystemservices at high levels, but not food production. An intensive cropland produces food inabundance, but comparatively little of the other services. A managed cropland can support abroad portfolio of ecosystem services (Foley et al. 2005, with permission).
  24. 24. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  25. 25. A Perversão das ExternalidadesOs Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  26. 26. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira?!?“Now that we feel that the crisis is not something that dominates the headlinesevery day, we run the very real risk that – also among members of the G20 – thereis perhaps less of an effort, less of a sense of urgency. And that, I think, is exactlythe danger. We need to work against this.”Angela Merkel, Federal Chancellor of Germany
  27. 27. “No mundo, onde as externalidades, especialmente asambientais, não são totalmente contabilizadas na economia, podeparecer que esta forma “antiquada” de coexistência de ecossistema-negócio não é mais rentável, mas isto seria uma visão muitolimitada.O problema está parcialmente dividido entre bens públicos eprivados, serviços e benefícios, num lado, e a relaçãoservicos/custos, no outro.Felizmente as pessoas à volta do Montado estão conscientes disso.”Ladislav Miko, Director (Natureza), DG Ambiente, Comissão EuropeiaIn Anuário 2011 APCOROs Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  28. 28. Externalidades - actividades que envolvem aimposição involuntária de custos ou debenefícios, isto é, que têm efeitos positivos ounegativos sobre terceiros. Quando os efeitosprovocados pelas actividades são positivos, estassão designadas por externalidades positivas.Quando os efeitos são negativos, designam-se porexternalidades negativas.Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  29. 29. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira“As pressões directas sobre os governos e indirectas sobre as empresas dasinstituições internacionais como o FMI devem concentrar-se mais nodesenvolvimento sustentável.”Debate Visão 2050, Turquia
  30. 30. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  31. 31. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  32. 32. Nagoya COP 10 – Em Destaque…Decisões Políticas – O Plano EstratégicoForam definidos 20 objectivos, que deverão ser incorporados ao nível das políticas de cadapaís num prazo máximo de 2 anos, sendo que os que deverão ter maior impacte sobre õdesenvolvimento rural Europeu:• 17% da superfície terrestre (actualmente 13%) e 10% da área marinha (actualmente menosde 1%) deverá ter estatuto de Área Protegida (ou similar)• No mínimo, 15% das áreas degradadas serão restauradas• Subsídios e outros tipos de pagamentos ou incentivos que comprovadamente afectemnegativamente a Biodiversidade e os Ecossistemas serãoidentificados, eliminados, descontinuados ou revistos de forma a passarem a ter impactespositivos (Nota: o valor actual de subsídios potencialmente afectados por esta revisãó é de 500mil milhoões USD)• Adopção e verificação de práticas de gestão sustentável pró-Biodiversidade de áreasagrícolas, florestais, exploração de aquacultura e outros territórios ecologicamente sensíveissob exploração do Homem.Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  33. 33. Draft Action Plan for sustainable forest management in a Green Economy- for consideration at the Stakeholder meeting, Geneva, 10-11 May 2011The ECE/FAO Action Plan for the forest sector in a Green EconomyStructure of the ActionPlanThe five main pillars ofthe Action Plan are asfollows:1. Sustainable woodconsumption andproduction2. The low-carbon forestsector3. Green Jobs in the forestsector4. Valuation of andpayment for forestecosystem services5. Monitoring andgovernance of the forestsector.The areas of activity under each of the pillars are as follows:1. Sustainable wood consumption and productiona. Certification and labellingb. Public procurement practicesc. Wood mobilisationd. Development of new uses for woode. Life Cycle Assessmentf. Standards for green building2. The low-carbon forest sectora. Substitution of non-renewable materials and energyb. Efficient use of wood: eliminating waste from forest to consumer and back againc. Adaptation of the forest to a changing climated. Carbon sequestration3. Green Jobs in the forest sectora. A sustainable work forceb. Safety and health of the forestry work forcec. Forest operations: respectful of nature, efficient, safe4. Valuation of and payment for forest ecosystem servicesa. Valuation of forest ecosystem servicesb. Payment for forest ecosystem services: moving from theory to practicec. Forests and human health5. Monitoring and governance of the forest sector.a. Implementation and improvement of criteria and indicators of sustainable forestmanagementOs Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  34. 34. Visão para 2050: Até 2050, a biodiversidade da União Europeia e osserviços ecossistémicos que por ela prestados — o seu capital natural— são protegidos, valorizados e adequadamente recuperados pelo valorintrínseco da biodiversidade e pela sua contribuição essencial para o bem-estar humano e a prosperidade económica, de modo a serem evitadasalterações catastróficas causadas pela perda de biodiversidade.Objectivo central para 2020: Travar a perda de biodiversidade e adegradação dos serviços ecossistémicos na UE até 2020 e, na medida em quetal for viável, recuperar essa biodiversidade e essesserviços, intensificando simultaneamente o contributo da UE para evitar aperda de biodiversidade ao nível mundial.‘Our Life Insurance, Our Natural Capital -A Revisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  35. 35. VALORIZAÇÃO DO NOSSO PATRIMÓNIO NATURAL A FIM DEGERAR MÚLTIPLOS BENEFÍCIOSNo objectivo da UE para 2020 em matéria de biodiversidade estásubjacente o reconhecimento de que, para além do seu valorintrínseco, a biodiversidade e os serviços que presta têm um valoreconómico significativo que é raramente reflectido nos mercados. Pelofacto de escapar à fixação de preços e não ser reflectido nas contas dasociedade, a biodiversidade é frequentemente vítima de pressõesconcorrentes sobre a natureza e a sua utilização vindas de todos osquadrantes.‘Our Life Insurance, Our Natural Capital- A Revisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  36. 36. ‘Our Life Insurance, Our Natural Capital - ARevisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020• A) Agricultura: Até 2020, maximizar as áreas agrícolas com prados, terrasaráveis e culturas permanentes abrangidas pelas medidas relativas àbiodiversidade no âmbito da PAC (=MONTADO), a fim de garantir aconservação da biodiversidade e obter uma melhoria mensurável no estado deconservação das espécies e habitats que dependem da agricultura, ou são por estaafectados, e na prestação de serviços ecossistémicos...• B) Florestas: Até 2020, garantir que estejam operacionais Planos de GestãoFlorestal ou instrumentos equivalentes, em consonância com a gestãosustentável das florestas (GSF), aplicáveis a todas as florestas que sejampropriedade pública e a explorações florestais superiores a uma determinadaárea que beneficiem de financiamento no âmbito da Política de DesenvolvimentoRural da UE, a fim de obter uma melhoria mensurável no estado de conservaçãodas espécies e habitats que dependem da silvicultura, ou são por esta afectados, ena prestação de serviços ecossistémicos conexos.3.3. GARANTIR A SUSTENTABILIDADEDA AGRICULTURA, SILVICULTURA EPESCAS - Meta 3Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  37. 37. ‘Our Life Insurance, Our Natural Capital - ARevisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020• Os fluxos financeiros (recursos próprios e fontes inovadoras)• financiamento adicional específico para a biodiversidadee, indirectamente, garantindo sinergias com outras fontes definanciamento relevantes, tais como o financiamento em matéria declima (REDD+) e outras fontes• A reforma dos subsídios prejudiciais, emconsonância com a Estratégia 2020 e o objectivo global da CDB, iráigualmente beneficiar a biodiversidade e os ecossistemas.Aproximadamente metade do valor dos subsídios da PAC afecta deforma negativa os Serviços dos Ecossistemas!...4.2. MOBILIZAR RECURSOS PARAAPOIAR A BIODIVERSIDADE E OSSERVIÇOS ECOSSISTÉMICOSOs Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  38. 38. ‘Our Life Insurance, Our Natural Capital - ARevisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020Acção 8: Reforçar pagamentos directos relativos a bens públicos ambientaisna política agrícola comum da EU• 8a) A Comissão proporá que os pagamentos directos da PAC recompensema geração de bens ambientais públicos que ultrapassem os requisitos decondicionalidade (por exemplo, pastagens permanentes, cobertovegetal, rotação de culturas, retirada de terras para fins ecológicos, Natura2000) (=MONTADO).Acção 9: Orientar melhor o desenvolvimento rural para a conservação dabiodiversidade• 9a) A Comissão e os Estados-Membros integrarão metas quantificadas emmatéria de biodiversidade nas estratégias e programas de desenvolvimentorural, adaptando a acção às necessidades regionais e locais(=MONTADO) .• 9b) A Comissão e os Estados-Membros estabelecerão mecanismos para facilitara colaboração entre agricultores e silvicultores, a fim de permitir acontinuidade das características da paisagem (=MONTADO), a protecçãodos recursos genéticos e outros mecanismos de cooperação para fins deprotecção da biodiversidade.Meta 3:Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  39. 39. ‘Our Life Insurance, Our Natural Capital - ARevisão da Estratégia Europeia para aBiodiversidade 2011-2020Acção 11: Incentivar os proprietários florestais a proteger e valorizar abiodiversidade florestal• 11b) Os Estados-Membros e a Comissão promoverão mecanismos inovadores (porexemplo, pagamentos de serviços ecossistémicos) para o financiamento damanutenção e recuperação de serviços ecossistémicos prestados por florestasmultifuncionais (=MONTADO) .Acção 12: Integrar medidas sobre biodiversidade em planos de gestão florestal• 12) Os Estados-Membros assegurarão que os planos de gestão florestal ouinstrumentos equivalentes incluam o maior número possível das seguintesmedidas: – Manter níveis óptimos de madeira morta, tomando em consideração asvariações regionais, como o risco de incêndio ou a potencial proliferação deinsectos; – Preservar as zonas de natureza selvagem; – Medidas baseadas nosecossistemas para aumentar a resistência das florestas aos incêndios(=MONTADO) , como parte integrante de regimes de prevenção de incêndiosflorestais, em consonância com as actividades realizadas no âmbito do SistemaEuropeu de Informação sobre Incêndios Florestais (EFFIS); – Medidas específicasdesenvolvidas para sítios florestais Natura 2000 (=MONTADO);…Meta 3:Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  40. 40. FEVEREIRO DE 2010: “ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO PARA UMCRESCIMENTO SUSTENTÁVEL: BIOECONOMIA PARA A EUROPA»(…) A Estratégia Europa 2020 considera que a bioeconomia é um elementofundamental para um crescimento ecológico e inteligente na Europa. Osprogressos realizados na investigação em bioeconomia e na aceitação dainovação permitirão à Europa melhorar a gestão dos seus recursos biológicosrenováveis e abrir mercados novos e diversificados de produtos alimentares ede base biológica.O estabelecimento da bioeconomia na Europa tem um grande potencial: podemanter e gerar crescimento económico e emprego nas zonasrurais, costeiras e industriais, reduzir a dependência em relação acombustíveis fósseis e melhorar a sustentabilidade económica eambiental da produção primária e das indústrias transformadoras. Abioeconomia contribui assim de forma significativa para os objetivos dasiniciativas emblemáticas da Estratégia Europa 2020 «União da Inovação» e«Uma Europa Eficiente em termos de Recursos».Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  41. 41. FEVEREIRO DE 2010: “ESTRATÉGIA DE INOVAÇÃO PARA UMCRESCIMENTO SUSTENTÁVEL: BIOECONOMIA PARA A EUROPA»(…) A Estratégia Bioeconómica tem como objetivo melhorar a base deconhecimentos e promover a inovação a fim de permitir aumentos deprodutividade, assegurando ao mesmo tempo a utilização sustentável dosrecursos e atenuando as pressões sobre o ambiente.O declínio da biodiversidade pode degradar significativamente a qualidade dosrecursos e simultaneamente condicionar os rendimentos da produçãoprimária, em especial da silvicultura e das pescas.Por conseguinte, a Estratégia apoiará a implementação de um sistema de gestãobaseado nos ecossistemas. Procurará sinergias e complementaridades com aPAC, a PCP, a PMI e políticas ambientais da UE em matéria de eficiência nautilização dos recursos, utilização sustentável dos recursosnaturais, proteção da biodiversidade e dos habitats, bem como prestaçãode serviços ecossistémicos.Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de Oliveira
  42. 42. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraLogo…Qual o Valor Económico dos Serviços dos Ecossistemasdo Montado de Sobro e Azinho?Qual o seu contributo para (a reforma d)o PIB?Qual a capacidade dos Serviços dos Ecossistemasgerarem empregos e empresas?Resposta a todas as perguntas:NÃO É NEM PODE SER ZERO!
  43. 43. Os Serviços dos Ecossistemas do Montado de Sobro na Perspectiva da Economia ‘Natural’Nuno Gaspar de OliveiraInvestigador ‘CIGEST | Ambiente e SustentabilidadeInstituto Superior de Gestão / Grupo Lusófonanunogoliveira@cigest.ensinus.ptTelefone: 21 751 37 00 ext. 127SKYPE: nuno.gaspar.oliveiraFacebook: CIGEST - Centro de Investigação em GestãoObrigado Pela atenção
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×