Your SlideShare is downloading. ×
0
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Análise trans-sectorial da  Economia Portuguesa:  ‘Green-testing the Paradigm Shift’
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Análise trans-sectorial da Economia Portuguesa: ‘Green-testing the Paradigm Shift’

113

Published on

Muito se fala de Economia e de Economia Verde. Mas e se uma e outra fossem a mesma coisa, como seria?

Muito se fala de Economia e de Economia Verde. Mas e se uma e outra fossem a mesma coisa, como seria?

Published in: Economy & Finance
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
113
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 1 Análise trans-sectorial da Ec o nom i a P or t u gu e sa : ‘Green-testing the P a r a d i g m S h i f t ’ Nuno Gaspar de Oliveira CIGEST | Ambiente e Sustentabilidade ISG | Business & Economics School 27 fevereiro 2013
  • 2. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 3. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 4. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 5. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira Um Cisne Negro é, por definição, um acontecimento imprevisível, que pode ter consequências positivas ou negativas. Cumpre três condições: • está fora do âmbito das expectativas porque nada no passado indica a sua possibilidade, • produz um forte impacto, • apesar de não ter sido esperado, torna-se claro e previsível em retrospectiva, ou seja, a sua explicação é evidente depois da sua ocorrência. Nassim Nicholas Taleb
  • 6. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira Mas tendo em conta o comportamento da ‘Economia Portuguesa’ nos últimos anos, podemo-nos sequer atrever a: • Afirmar que esta crise foi um Cisne Negro? • Afirmar que o modelo que nos trouxe ao ponto em que estamos pode ser utilizado para criar uma nova realidade económica? • Esperar que a economia de mercado(s) resolva os graves, crescentes e persistentes problemas estruturais? • Esperar que a variação do PIB explique tudo e seja o real espelho do desenvolvimento da nação?
  • 7. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira A PORDATA, Base de Dados de Portugal Contemporâneo, foi organizada pela FFMS, Fundação Francisco Manuel dos Santos. Esta foi criada em 2009 pelos seus fundadores, Alexandre Soares dos Santos e sua família, descendentes de Francisco Manuel dos Santos, a cuja memória decidiram consagrar a fundação.
  • 8. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira ‘Crunching some numbers’
  • 9. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Mas afinal o que é o Produto Interno Bruto (será a mesma coisa que Crescimento e Riqueza?) 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 10. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Emprego 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 11. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fonte: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 12. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada População empregada: total e por nível de escolaridade completo Fonte: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 13. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fonte: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 14. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 15. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE; Autoria e cálculo (até 1994): Augusto Mateus & Associados, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 16. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Consumo 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 17. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes: GEP/MTSS , PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 18. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 19. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes: GEP/MTSS , PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 20. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Investigação e Inovação 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 21. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fonte: INE–BP, GPEARI/MCTES , PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 22. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fonte: INE–BP, GPEARI/MCTES , PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 23. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: GPEARI/MCTES , PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 24. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INPI/MJ, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 25. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INPI/MJ, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 26. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: GPEARI/MCTES , PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 27. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Investimento 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 28. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 29. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 30. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 31. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: DGEG/MEID, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 32. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: DGEG/MEID, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 33. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: DGEG/MEID, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 34. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 35. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 36. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Import Export 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 37. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE; Autoria e cálculo (até 1994): Augusto Mateus & Associados, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 38. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fontes/Entidades: INE; Autoria e cálculo (até 1994): Augusto Mateus & Associados, PORDATA 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 39. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Estamos a ‘chegar a bom porto’? 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 40. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 41. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Mas que Economia é esta? Que país é este? Assim podemos algum dia crescer e ser mais competitivos? 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 42. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Parte do problema é que as definições de crescimento e riqueza estão ‘presas’ ao conceito de ‘Produto Interno Bruto’ Sem consumo não há crescimento… e sem crescimento não há consumo E sem nenhum destes não há economia!(?) 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 43. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada • Medida de fluxo de produção - produção por unidade de tempo (ano). Não considera stocks de capitais - fluxos de produção, eficiência; • Pode aumentar enquanto a maioria dos cidadãos de um país ficam mais pobres, ou proporcionalmente não tão ricos - não considera o nível de desigualdade de rendimentos e a desigualdade sobre o desenvolvimento económico e social de longo prazo; • Qualidade de bens e serviços - dois bens com qualidades diferentes vendidos ao mesmo preço registam o mesmo valor para o PIB - distorções da percepção de bem-estar e de integração de benefícios públicos (p.ex. captura de emissões de CO2); Limitações do PIB 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 44. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada • Exclui atividades produtivas que não ocorrem dentro do mercado, tal como serviços voluntários não pagos, produção para consumo próprio, mercado informal ou produtos e serviços de livre acesso trocados pela internet; • Ignora a presença de externalidades (efeitos não contabilizados pelo mercado), como os danos ao meio ambiente - um país que cortar e vender todas suas árvores terá um aumento em seu PIB, independente das brutais consequências para o seu povo…; • Não é um indicador de longo prazo - aponta para variações que podem vir de oscilações económicas momentâneas, como ataques especulativos, bolhas de crescimento, descoberta de jazidas de recursos naturais., sem garantia de continuidade. Limitações do PIB 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 45. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 46. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada www.beyond-gdp.eu/ 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 47. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 48. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Caso de Estudo #1 T u r i s m o 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 49. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fonte: WTTC, 2011 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 50. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fonte: WTTC, 2011 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 51. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 52. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 53. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 54. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada • Shifts in tourism practices can yield major benefits - greater sustainability within the supply chain and in other sectors. • Sustainability and green innovation improve the sector’s resilience, enhancing competitiveness and reducing costs. • Employment generation, improved resource efficiency and nature conservation. • Tourism businesses and policy-makers are turning to green innovation - problem solving, value adding and/or identifying more efficient ways of delivering goods and services. • Opportunities for improvement - coordinated action in supply chains, finding initial investment costs, and policy frameworks that do not support such innovation. • Need for knowledge-sharing across different sectors and developing cross sectoral linkages which promote sustainability. 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 55. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada WE CLAIM TO BE SUSTAINABLE IN GENERAL TERMS BUT FIND IT HARDER TO SHOW CONCRETE EXAMPLES • Businesses claim to undertake a large number of sustainability actions. • Economically, most businesses claim to pay salaries above industry average and to choose suppliers that contribute to local development. • Socially, suggest they support local community conservation. • Environmentally, more than 50% of businesses taking at least all five actions: using environmentally friendly products, encouraging customers to be environmentally friendly in the property and in nature, energy and water saving activities and waste recycling. • The actions reported most commonly are generic and quite vague, whereas when businesses are asked specific and concrete actions they are less likely to implement them. This suggests an overall willingness that will not always translate into action. 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 56. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 57. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 58. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada • Sustainable tourism practices do not suffer from the same negative impacts as traditional tourism practices because they provide for effective resource management, • income is generated while simultaneously minimising negative impacts to an area’s environmental and cultural integrity. • an important source of export growth in developing [and in- deep-debt] countries. • Under a green investment scenario for sustainable tourism of US$ 248 billion in 2010 dollars (0.2 per cent the world’s annual GDP) per year between 2011-2050 focused on energy and water efficiency, emissions mitigation and solid waste management, the sustainable tourism sector can be projected to grow steadily in the coming decades, exceeding projections for the business as usual (BAU) approach by seven per cent in terms of the sector GDP, while saving significant amounts of resources. 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 59. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada “Annual surveys of Americans headed abroad show eco- travelers accounted for 5.8 percent of the traffic in 2009, up from 5.6 percent in the previous year “Sustainability is at the forefront of our business model because of customer demand," Revenue grew 42 percent between 2008-2010, despite the global downturn, surpassing $150 million. www.cnbc.com/id/42785072/Eco_Tourism_No_Longer_For_Just_The_Rich_And_Fashionable 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 60. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 61. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 1. Tourism has significant potential as a driver for growth for the world economy. The tourism economy represents 5 per cent of world GDP, while it contributes to 6-7 per cent of total employment 2. The development of tourism is accompanied by significant challenges. The energy-intensive transportation are increasing the non- renewable energy dependency of tourism, resulting in the sector’s contribution of 5 per cent to global GHG emissions. 3. Green tourism has the potential to create new jobs and reduce poverty. It is estimated that one job in the core tourism industry creates about one and a half additional or indirect jobs. 4. Tourism development can be designed to support the local economy and poverty reduction. 5. Investing in the greening of tourism can reduce the cost of energy, water, and waste and enhance the value of biodiversity, ecosystems and cultural heritage. 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 62. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 6. Tourists are demanding the greening of tourism. More than a third of travellers are found to favour environmentally-friendly tourism and be willing to pay for related experiences. 7. The tourism sector involves a diverse range of actors. The awareness of green tourism exists mainly in a selection of larger scale firms. Smaller firms are mostly outside this sphere and diverse supplier groups may not be connected at all. 8. Much of the economic potential for green tourism is found in small and medium-sized Enterprises (SMEs), which need better access to financing for investing in green tourism. 9. Destination planning and development strategies are the first step towards the greening of tourism. local governments, communities and businesses need to establish mechanisms for coordinating with ministries; 10. Government investments and policies can leverage private sector actions on green tourism. Government spending on public goods can reduce the cost of green investments by the private sector in green tourism. 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 63. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira http://www.inspirahotels.com/sustentabilidade.html 1º Biodiversity check a unidade hoteleira em PT (parceria com Quercus-ANCN)
  • 64. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Caso de Estudo #2 C o n s t r u ç ã o 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 65. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Fonte: CDP Cities 2012 Global Report 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 66. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 12th December, 2012 74rd EUROCONSTRUCT Conference in Munich, Germany http://ec.europa.eu/enterprise/policies/innovation/policy/lead-market-initiative/sustainable-construction/index_en.htm • The construction market accounts for 10% of GDP and 7% of the workforce. • More than 50% of all materials extracted from earth are transformed into construction materials and products. • In June construction experts from the EUROCONSTRUCT Group expected construction activity to decline by 2% during 2012, but they have now revised this forecast to a 4.7% decline. • Contrary to their original forecasts, experts now predict further losses of around 1.5% for 2013. • Any recovery by the end of the forecasting period in 2015 is only expected to be moderate. • High unemployment, stagnant economic growth or even economic downturns in many places 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 67. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Construction activity and economic growth in Europe at 2011 prices Source: 74th EUROCONSTRUCT Conference - Munich, 2012 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 68. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 69. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada how sustainable development is implemented within the construction industry's private and public sectors. 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 70. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Estratégia para construção sustentável – um exemplo 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 71. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Estratégia para construção sustentável – um exemplo 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 72. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Comunidade Construção Sustentável® online conta com mais de 600 profissionais inscritos, todos interessados em tomar decisões que conduzam à optimização do desempenho energético-ambiental do edificado. 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 73. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Na europa a construção nova está a abrandar e a reabilitação urbana a aumentar, não só por falta de espaço mas também por factores de ‘património cultural’. Green Retrofitting Surpasses New Green Construction for First Time Green retrofitting of commercial buildings is outpacing the construction of new green buildings, according to a new report issued this week. The trend could mean that more building owners may believe that bringing their buildings up to Leadership in Energy & Environmental Design (LEED) certification may not only be cost efficient, but the environmentally conscious thing to do. It could also mean that new construction has continued to plummet in the last four years, yielding few new green building projects on the drawing boards. Dados 2011 http://www.insurancejournal.com/news/national/2011/12/09/226746.htm Em países como a China e o Brasil o índice de construção nova é muito elevado CHINA (slow down in 2011) Existing building area: 40 billion m2 New construction annually: 2 billion m2 “By year 2015, half of the world’s new building construction will take place in China; more than one-half of China’s urban residential and commercial building stock in 2015 will likely be constructed after the year 2000.” ---The world Bank 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 74. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Refurbish or Rebuilt? Figure 1: Total life cycle energy used in a building for three options. While energy has been discussed here, similar trends may be calculated for other environmental impacts. • The University of British Columbia (UBC) uses a renovation price cutoff point at 67% of rebuild value in deciding how to deal with its older buildings. • if a refurbishment costs more than 2/3rds the new price, the University will deconstruct the original structure and rebuild. • This approach has led UBC to be highly successful at overhauling academic buildings on its campus. • By 2010, UBC aims to have renovated 10 key academic buildings and mitigated $77 million of $319 million in deferred costs 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 75. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada • O Conselho de Ministros confirmou, ao publicar em Diário da República o Programa de Eficiência Energética na Administração Pública (ECO.AP), que Portugal vai ter um mercado de certificados brancos para a eficiência energética em edifícios públicos. • O funcionamento deste mecanismo é semelhante ao que foi criado para títulos de emissões de CO2 ou para títulos de combustíveis. • Aplicando-se apenas à eficiência energética alcançada em edifícios, a prestação em edifícios públicos acima do objectivo de 20% será premiada com um conjunto de certificados de eficiência 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 76. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 77. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada http://www.melstarrs.com/elemental/2009/04/06/biodiversity-breeam-and-leed/ 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 78. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 79. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada • Bio-Construction is the respect of nature while promoting health and wellness when building. • It is based on sustainability and the use of materials local to the region in which we will be building our house, thus attempting where possible to use entirely natural materials – such as the earth, sand, rocks, plants – in their natural state and un-processed (meaning to not change chemically by heating or the addition of industrial products or poisons) and thus maintaining their natural quality integrity. • In turn we generate a house alive and healthy which promotes joy, harmony and wellbeing for all those living in it and around it. 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 80. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 81. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 82. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 83. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 84. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada 27 de Fevereiro, 2013 Nuno Gaspar de Oliveira
  • 85. Economica Verde e Mudança de Paradigma de Gestão Seminário de Formação Avançada Nuno Gaspar de Oliveira | Investigador ‘CIGEST | Ambiente e Sustentabilidade ISG – Business & Economics School | nunogoliveira@cigest.ensinus.pt | Telefone: 21 751 37 00 ext. 127 Linkedin: ngoliveira | SKYPE: nuno.gaspar.oliveira | Facebook: CIGEST, NGOLIVEIRA

×