Your SlideShare is downloading. ×
0
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
A Biologia E Os Desafios De Actualidade
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

A Biologia E Os Desafios De Actualidade

4,421

Published on

Published in: Travel, Business
1 Comment
7 Likes
Statistics
Notes
  • Ola, muito bom sua presentacao. Vc pode enviar para meu email.
    Grata.
    Dagnith
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here
No Downloads
Views
Total Views
4,421
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
7
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. A BIOLOGIA E OS DESAFIOS DE ACTUALIDADE Produção de alimentos e Sustentabilidade
  • 2. <ul><li>“ oitenta por cento da história da evolução dos seres vivos é a história dos microrganismos.” </li></ul>Microbiologia e Indústria alimentar
  • 3.  
  • 4. Louis Pasteur (1822- 1895) <ul><li>Pôs em evidência a actividade dos microrganismos na alteração dos alimentos. </li></ul><ul><li>A produção de vinho é devida a uma fermentação produzida por leveduras. </li></ul><ul><li>O azedar do vinho e cerveja é provocado por bactérias. </li></ul><ul><li>O azedar do leite podia ser evitado. </li></ul>
  • 5. Microrganismos e área de intervenção
  • 6. O que são microrganismos <ul><li>Podem existir sob a forma subcelular. </li></ul><ul><li>Apresentam geralmente pequenas dimensões. </li></ul><ul><li>Apresentam baixo grau de diferenciação. </li></ul>
  • 7. Fermentação e actividade enzimática <ul><li>Processos Fermentativos – Exemplos tradicionais </li></ul>
  • 8. Metabolismo <ul><li>Catabolismo </li></ul><ul><li>Anabolismo (fotossíntese) </li></ul>
  • 9. Catabolismo <ul><li>A matéria orgânica vai ser utilizada para a obtenção de energia biologicamente útil - ATP </li></ul>
  • 10. Reacções de Catabolismo <ul><li>Desidrogenações </li></ul><ul><li>Descarboxilações </li></ul><ul><ul><li>Desidrogenações - reacções redox </li></ul></ul><ul><ul><li>Controlo Enzimático : </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Desidrogenases </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Descarboxilases </li></ul></ul></ul>
  • 11. Consequências das reacções redox <ul><li>Transferência de electrões. </li></ul><ul><li>Moléculas aceitadoras de electrões : </li></ul><ul><ul><li>NAD + </li></ul></ul><ul><ul><li>FAD </li></ul></ul>
  • 12. Co-enzima NAD
  • 13. Degradação da matéria Completa (na presença de oxigénio) Aerobiose incompleta (na ausência de oxigénio) Fermentação Duas Etapas!
  • 14. Enquadramento do processo
  • 15. Glicólise <ul><li>Local : Hialoplasma </li></ul><ul><li>Ocorrências : </li></ul><ul><ul><li>Oxidação da glicose (6C) </li></ul></ul><ul><ul><li>Formação de ácido pirúvico (3C) </li></ul></ul><ul><ul><li>Formação de 2 moléculas de NADH </li></ul></ul><ul><ul><li>4 moléculas de ATP </li></ul></ul><ul><ul><li>Consumo de 2 ATP </li></ul></ul><ul><ul><li>Desidrogenações e Descarboxilações </li></ul></ul>
  • 16. Fermentação <ul><li>Láctica </li></ul><ul><li>Alcoólica </li></ul>
  • 17. Alcoólica <ul><li>Forma-se uma molécula de álcool etílico por cada molécula de ácido pirúvico. </li></ul><ul><li>Cada molécula de ácido pirúvico é descarboxilada (aldeído acético). </li></ul><ul><li>Ocorrem duas reduções. </li></ul><ul><li>Não ocorre produção de energia. </li></ul>
  • 18. Pão <ul><li>A fermentação é realizada pela levedura Saccharomyces cerevisiae e a temperatura favorável é de 27°C. </li></ul><ul><li>O amido da farinha é hidrolisado em açucares simples e posteriormente transformado em CO2 e etanol. O C02 é o produto desejado, uma vez que faz crescer a massa, dando ao pão uma textura porosa. </li></ul><ul><li>A fermentação inicia-se com a adição das leveduras (fermento de padeiro) e termina quando o calor do forno as mata. O calor provoca a expansão do gás, a evaporação do álcool e dá estrutura ao pão. </li></ul>
  • 19. Vinho <ul><li>A fermentação do açúcar de uvas é realizada por leveduras, principalmente do tipo Saccharomyces cerevisiae, que existem na casca das uvas. </li></ul><ul><li>As uvas são colhidas, esmagadas e tratadas com compostos de enxofre, que inibem o crescimento de microrganismos competidores das leveduras. As uvas esmagadas formam o mosto, que inicialmente é mexido para provocar a aerificação e o crescimento das leveduras; posteriormente, é deixado em repouso, o que cria condições anaeróbias favoráveis à fermentação. </li></ul><ul><li>O C0 2 liberta-se para a atmosfera no decurso da fermentação (o vinho ferve) e a concentração de etanol, que é o produto desejado, vai aumentando. O etanol torna-se tóxico para as leveduras quando atinge uma concentração de cerca de 12% e a fermentação termina. </li></ul>
  • 20. Libertação de CO 2
  • 21. Cerveja <ul><li>É fabricada com malte (grãos de cevada germinados e secos), outros materiais ricos em amido (como arroz, milho ou sorgo), lúpulo, água e leveduras das espécies Saccharomyces cerevisiae ou Saccharomyces carlsbergensis. </li></ul><ul><li>Antes de iniciar a fermentação provoca-se a sacarificação (produção de açucares simples a partir do amido) na mistura de cereais. Durante a fermentação, as leveduras convertem os açucares em etanol e CO 2 e pequenas quantidades de glicerol e ácido acético. O CO 2 é libertado e o álcool atinge uma concentração de cerca de 3,8% do volume. </li></ul><ul><li>Após a fermentação, a cerveja é armazenada durante alguns meses, durante os quais ocorre a precipitação de leveduras, proteínas e outras substâncias indesejáveis. Por fim, a cerveja é carbonatada, clarificada, filtrada e engarrafada. </li></ul>
  • 22. Láctica <ul><li>Forma-se uma molécula de ácido láctico por cada molécula de ácido pirúvico . </li></ul><ul><li>O NADH + H + é utilizado na redução do ácido pirúvico. </li></ul><ul><li>Ocorrem duas reduções </li></ul><ul><li>Não há produção de energia </li></ul>
  • 23. Queijo <ul><li>Vários tipos de queijo são produzidos por fermentação levada a cabo por diferentes espécies de bactérias pertencentes aos géneros Propionibacterium, Lactobacillus, Streptococcus e Leuconostoc, em culturas puras ou mistas. </li></ul><ul><li>As bactérias produzem ácido láctico e outras substâncias que contribuem para o aroma. O aumento da acidez provoca a coagulação das proteínas do leite. </li></ul>
  • 24. Iogurte <ul><li>Produzido por uma cultura mista de Lactobacillus bulgaricus e Streptococcus termophilus. </li></ul>
  • 25. Alimentos probióticos <ul><li>Fermentação por bifidobactérias </li></ul>
  • 26. Fermentação acética <ul><li>É assim designada devido às características do produto obtido, no entanto, não é uma fermentação, mas uma oxidação. </li></ul>
  • 27.  
  • 28. Vinagre <ul><li>É obtido a partir de materiais contendo açúcar ou amido, como sumo de fruta, vinho ou cereais. </li></ul><ul><li>A sua produção compreende duas etapas: </li></ul><ul><ul><li>1 a - Fermentação do açúcar que é convertido em etanol - processo anaeróbio realizado por leveduras. </li></ul></ul><ul><ul><li>2 a - Oxidação do etanol a ácido acético. Reacção aeróbia realizada por bactérias acéticas dos géneros Acetobacter e Glucanobacter. </li></ul></ul>

×