PS FDS - Mapa Judiciário
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

PS FDS - Mapa Judiciário

on

  • 237 views

A Federação do PS de Santarém considera que o decreto-lei sobre a nova reforma do mapa judiciário é uma porta aberta para a destruição do valor da Justiça de proximidade, pondo em causa a ...

A Federação do PS de Santarém considera que o decreto-lei sobre a nova reforma do mapa judiciário é uma porta aberta para a destruição do valor da Justiça de proximidade, pondo em causa a dignidade dos Tribunais.
...
...
Atendendo à realidade e com vista à implementação de uma reforma racional e territorialmente justa, que tenha em conta as realidade do país e das populações, torna-se indispensável a apreciação parlamentar deste decreto lei sobre o mapa judiciário.

Statistics

Views

Total Views
237
Views on SlideShare
171
Embed Views
66

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 66

http://nunomarioantao.wordpress.com 57
http://infopssm.wordpress.com 9

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

PS FDS - Mapa Judiciário PS FDS - Mapa Judiciário Document Transcript

  • Nota à Comunicação Social Nº 05/2014, 10 de Fevereiro FEDERAÇÃO DO PS DE SANTARÉM EXIGE APRECIAÇÃO PARLAMENTAR DO NOVO MAPA JUDICIÁRIO A Federação do PS de Santarém considera que o decreto-lei sobre a nova reforma do mapa judiciário é uma porta aberta para a destruição do valor da Justiça de proximidade, pondo em causa a dignidade dos Tribunais. O PS de Santarém reconhece a importância de uma reforma do sistema judiciário e defende a sua necessidade. No entanto, uma reforma desta envergadura só pode ser levada a cabo num quadro de respeito pelos direitos dos cidadãos. A reforma que urge empreender não pode ser feita de forma cega, baseada apenas no número de processos pendentes em cada Tribunal, com total desprezo pelas populações que se encontram mais afastadas dos centros de decisão e que acabam por ser vítimas deste processo. A reforma agora aprovada discrimina os portugueses, colocando em causa o direito à igualdade no acesso à Justiça, direito constitucionalmente consagrado. No distrito de Santarém, além da passagem dos tribunais de Alcanena e da Golegã a “secções de proximidade”, o novo mapa judiciário ditou o encerramento dos tribunais de Ferreira do Zêzere e de Mação e ainda a perda e esvaziamento de competências de outros. As chamadas “secções de proximidade” não serão mais do que um mero recetáculo de papéis desprovido da titularidade do poder judiciário. A centralização da seção civil e criminal sedeada em Santarém, com competência territorial para todo o distrito, determina que os cidadãos passem a estar cada vez mais arredados do acesso aos Tribunais. A vasta extensão territorial deste distrito, aliada à densidade populacional dos municípios envolvidos nesta reforma (nem todos servidos de uma boa rede de estradas) acaba por impedir o acesso direto das populações à Justiça. Com este novo diploma, pessoas com cada vez menos recursos económicos passam a ter de percorrer distâncias cada vez maiores para fazerem valer os seus direitos em Tribunal. A esta circunstância acrescem despesas de deslocação dos intervenientes processuais, oriundos de localidades que normalmente não dispõem sequer de uma rede de transportes públicos que possibilite a sua deslocação ao tribunal em tempo útil, o que obriga à utilização de meios de transporte que implicam custos exorbitantes. Sendo o distrito de Santarém um dos maiores distritos do País em área e o segundo maior em número de concelhos, muitos locais estão a distâncias significativas da sede de distrito. Mação dista cerca de 100 km, Ferreira do Zêzere fica a 85 km e Samora Correia a 65 Km. São apenas alguns dos exemplos de distâncias para Norte e Sul de Santarém. Atendendo à realidade e com vista à implementação de uma reforma racional e territorialmente justa, que tenha em conta as realidade do país e das populações, torna-se indispensável a apreciação parlamentar deste decreto lei sobre o mapa judiciário. Federação do Partido Socialista de Santarém