Dra Luísa Pinhal Portefólio um espelho de competências NS

4,335 views
4,258 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
4,335
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
981
Actions
Shares
0
Downloads
127
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Dra Luísa Pinhal Portefólio um espelho de competências NS

  1. 1. I Encontro de CNO do Oeste 23 de Janeiro de 2009 Portefólio: Um espelho de competências de NS
  2. 2. Portefólio – Porquê um espelho? <ul><li>Perspectiva autobiográfica /História de vida </li></ul>
  3. 3. Portefólio - Porquê de competências? <ul><li>Noção de competência(s) </li></ul><ul><ul><li>Saber-saber </li></ul></ul><ul><ul><li>Saber-fazer </li></ul></ul><ul><ul><li>Saber-ser ou estar </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Poder </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Querer </li></ul></ul></ul>Num determinado contexto, saber como mobilizar integrar e transferir conhecimentos, recursos e habilidades, que agreguem valor económico à organização e valor social ao indivíduo. (Le Boterf, 1995) ‏
  4. 4. Portefólio – Porquê de NS? <ul><li>Referencial de Competências-Chave de Nível Secundário </li></ul>
  5. 5. Portefólio – o que é? <ul><li>Um espaço de reflexão entre a equipa e o adulto, pela confrontação de perspectivas que uns e outros possuem do seu trabalho. </li></ul><ul><li>Metodologia que implica o adulto (“aprendente”) no desenvolvimento da responsabilidade face à sua formação e / ou demonstração das competências adquiridas. </li></ul><ul><li>Muito mais que um conjunto de trabalhos apresentados pelos formandos, o portefólio é um processo contínuo que implica a elaboração, reflexão e reelaboração de um dado texto / trabalho / exercício / situação de vida / aprendizagem. </li></ul>
  6. 6. O Portefólio enquanto metodologia de avaliação <ul><li>Se o conceito de avaliação era… </li></ul><ul><ul><li>O conceito de avaliação em educação esteve tradicionalmente associado à avaliação de conhecimentos. </li></ul></ul><ul><ul><li>A avaliação era sinónimo de medida. </li></ul></ul><ul><ul><li>Mediam-se as aprendizagens dos alunos para verificar os seus (in)sucessos, e também os dos programas e dos sistemas educativos. </li></ul></ul>
  7. 7. O Portefólio enquanto metodologia de avaliação <ul><li>O conceito de avaliação evolui… </li></ul><ul><ul><li>A avaliação da aprendizagem assume, cada vez mais, um sentido regulador e orientador… </li></ul></ul><ul><ul><li>Aprender é construir o seu próprio conhecimento, e a avaliação funciona com um carácter formativo na medida em que permite informações de retorno importantes para a melhoria do processo pedagógico. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tem uma função estruturante. </li></ul></ul>
  8. 8. Avaliação e Portefólio <ul><li>A metodologia de portefólio inscreve-se nesta linha, pois a sua matriz operativa solicita a produção de uma memória do processo formativo… </li></ul><ul><li>Originando uma narrativa, que fomenta a compreensão das experiências formativas (aprendizagens) vividas. </li></ul><ul><li>Avaliar é um acto complexo que tem que ser feito com responsabilidade e comprometimento ético e moral, envolvendo todas as dimensões intervenientes no processo de evidenciação de competências (RVCC ou EFA). </li></ul>
  9. 9. O uso do portefólio… <ul><li>Permite desenvolver uma maior autonomia de trabalho no adulto; </li></ul><ul><li>Promove a co-avaliação; </li></ul><ul><li>Desenvolve a auto-avaliação; </li></ul><ul><li>Evidencia o trajecto de aprendizagens (formais, não formais e informais); </li></ul><ul><li>Incentiva a tomada de decisões e fornece as informações que as sustentam; </li></ul><ul><li>Contextualiza os saberes (aprendizagens) no quotidiano; </li></ul><ul><li>Disponibiliza recursos que permitem avaliar o processo e o produto. </li></ul>
  10. 10. Portefólio Reflexivo de Aprendizagens <ul><li>Retrata o percurso de aquisição de competências do adulto. </li></ul><ul><li>Os elementos a inserir são escolhidos de acordo com critérios predeterminados e acordados entre o autor e a equipa. </li></ul><ul><li>Os elementos representam, de forma clara as competências adquiridas pelo adulto. </li></ul><ul><li>Os elementos são escolhidos, de modo regular, a partir de situações significativas de aprendizagem. </li></ul>
  11. 11. No Portefólio Reflexivo de Aprendizagens <ul><li>O adulto produz reflexões e estabelece objectivos, desafios e estratégias. </li></ul><ul><li>Existe uma ligação entre as diferentes experiências seleccionadas. A reflexão é obrigatória. </li></ul><ul><li>Documento de avaliação/ reconhecimento e validação em constante reformulação. </li></ul><ul><li>Demonstra o caminho percorrido e as etapas que levaram à produção dos materiais apresentados. </li></ul>
  12. 12. Aspectos a ter em conta na elaboração do PRA <ul><li>Capacidade de problematização </li></ul><ul><li>Reflexão sobre a experiência / prática </li></ul><ul><li>Capacidade de reflexão sobre o percurso de aprendizagens </li></ul><ul><li>Coerência interna e organização lógica </li></ul><ul><li>Capacidade de fundamentação / evidenciação </li></ul><ul><li>Capacidade de repensar a intervenção </li></ul><ul><li>Qualidade e adequação da bibliografia </li></ul><ul><li>Capacidade de organização e de resposta </li></ul><ul><li>Qualidade da apresentação </li></ul>
  13. 13. Portefólio: Um espelho de competências de NS Usa a linguagem que quiseres; nunca poderás dizer senão o que és. (Emerson)

×