Your SlideShare is downloading. ×
Gêneros textuais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Gêneros textuais

12,104
views

Published on

Published in: Technology

1 Comment
1 Like
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total Views
12,104
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
50
Comments
1
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. ESCOLA ESTADUAL DR MARTINHO MARQUESA COMPETÊNCIA LINGUÍSTICA DO EDUCANDO FRENTE AOS DIVERSOS GÊNEROS TEXTUAIS Taquarussu – MS Junho de 2011
  • 2. ESCOLA ESTADUAL DR. MARTINHO MARQUESA COMPETÊNCIA LINGUÍSTICA DO EDUCANDO FRENTE AOS DIVERSOS GÊNEROS TEXTUAIS Projeto de ensino e aprendizagem desenvolvido com o 8º ano do Ensino fundamental e 1º 2º e 3º ano do Ensino Médio, na disciplina de Língua Portuguesa e Literatura no período de fevereiro a novembro de 2011, sob orientação dos Professores Leidi Laura Breguedo,Marilza Nunes de A. Nascimento e Rogério Francisco com apoio das Coordenadoras pedagógicas Eliane Pigari, Maria Bachiega e das Professoras Multiplicadoras da STE( Maria Apª Crivelli e Marilza Nunes de A. Nascimento). Taquarussu-MS
  • 3. INTRODUÇÃO “... ensinar não é transferir conhecimento, mas criar possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção.” (FREIRE, 1996, p. 52). Sabemos que há diversidades de gêneros textuais, sejam eles na linguagemverbal ou não-verbal e, a cada dia, surgem novos e outros caem no esquecimentopopular. Nesse sentido, é necessário despertar no educando a curiosidade paraobservar a diversidade textual que o cerca, como também promover nesse cidadão acompetência lingüística para que os analisem e interpretem de forma críticaidentificando neles a intenção enunciativa do sujeito emissor,pois é importante quesaiba que a linguagem existe a serviço da comunicação e possui função de mediaçãonas práticas sociais. Essa mediação entre os homens se faz por intermédio da palavrae a capacidade humana de articular significados coletivos e compartilhá-los porintermédio da linguagem. Justificamos a necessidade de desenvolver este projeto na escola, pordefendermos que todo cidadão deva conceber a linguagem como um significado amploe dinâmico que se relaciona plenamente com a participação social, uma vez quetrabalhar a linguagem em situação de ensino não é ensinar as palavras, mas seussignificados culturais e sociais.Dessa forma, é papel do educador mediar o ensino apresentando aos alunos os tipos eos gêneros textuais que fazem parte do cotidiano. É fundamental que os estudantescompreendam que os textos não são somente aquelas composições escritastradicionais com a qual se trabalha na escola – descrição, narração e dissertação –mas sim que o texto é produzido diariamente em todos os momentos em que noscomunicamos. Nesse sentido, acreditamos que trabalhar gêneros textuais em sala deaula é uma excelente oportunidade de se lidar com a língua nos seus mais diversosusos, pois a comunicação se realiza por intermédio dos textos, devendo-se possibilitarao educando a oportunidade de produzir e compreender textos de maneira adequada acada situação de interação comunicativa. Sendo a melhor maneira para se trabalhar o
  • 4. referido assunto é envolver os alunos em situações concretas de uso da língua, demodo que consigam, de forma criativa e consciente, escolher meios adequados aosfins que se deseja alcançar. É necessário ter a consciência de que a escola é umautêntico lugar de comunicação e as situações escolares são ocasiões de produção erecepção de textos.Para Marcuschi(2008 ,229-230), comprender bem um texto não éuma atividade natural nem herança genética;nem uma ação individual isolada do meioda sociedade em que vive. Compreender exige habilidade, interação e trabalho.Compreender é muito mais uma forma de inserção no mundo e um modo de agir sobreo mundo na relação com o outro dentro de uma cultura e uma sociedade.OBJETIVOSDespertar no educando a curiosidade para observar a diversidade textual que o cerca,como também promover nesse cidadão a competência lingüística para que os analiseme interpretem de forma crítica identificando neles a intenção enunciativa do sujeitoemissor;Promover a emancipação linguística ao educando no que se refere leitura,interpretação e produção textual frente aos gêneros textuais;Compreender que os textos são produzidos diariamente em todos os momentos decomunicação;CONTEÚDOSGêneros e tipologias textuais (Por os gêneros textuais serem infinitos optamos pordelimitá-los neste projeto como: história em quadrinhos, teatro, resenha, resumo,síntese, paráfrases, paródias, poesias, poemas, propagandas, notícias, crônicas,fábulas, lendas, parlendas, contos, autobiografia, biografia, bilhetes, Chargesentrevistas, artigo de opinião, carta argumentativa e redação dissertativo-argumentativa)Linguagem conotativa e denotativaFunções de linguagem;
  • 5. Coerência, coesão e concisão textual;Sinais de pontuação;Paragrafação;Concordâncias verbais e nominais;Discursos: direto, indireto e indireto livre;PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS:1º Momento:O projeto será apresentado ao educando em que educador falará da diversidade degêneros textuais existentes e as tipologias que afloram em cada gênero, muitas vezessendo identificadas ou não.Mostrar ao educando, através de revistas, livros, outdoors, etc; alguns gênerostextuais, incentivando-os a perceber a intenção enunciativa do sujeito emissor.Após, em dupla, o aluno irá escolher um texto, identificar as funções de linguagempresentes, fazer a interpretação oral apresentando-o aos colegas.2º Momento:(Entrevista, biografia, autobiografia, propagandas, notícias, artigode opinião e carta argumentativa)1º passo: Recorte e colagem de diversos gêneros textuais e exposição na sala deaula;Leitura de autobiografia e autorretrato (produção de autobiografia-8ºe 1º ano, cujotema é: Quem sou eu);2º passo: O aluno irá entrevistar seu colega de classe (8º e 1º ano) fazendo asseguintes perguntas :Qual é o nome completo dele,dos pais e avós;Onde nasceu e quando;Quantos irmãos tem, nome e idade.Profissão dos pais e avós;
  • 6. Qual profissão deseja ter e por quê?Quantos livros já leu e qual mais gostou?Fale sobre o livro.Qual mensagem deixa para as pessoas;Após o aluno irá transformar a entrevista num texto em prosa biográfico, sendocorrigido individualmente pelo professor, o qual o orientará a reescrevê-lo fazendo ascorreções necessárias.Leitura e análise de propagandas e notícias (produção de propagandas e notícias 1ºano)Análise e interpretação de Charges e letras musicais (produção de paródias eparáfrases (2ºe 3º ano Literatura e Língua Portuguesa);Estrutura do texto dissertativo-argumentativo (explicação pelo professor)Laborátório de informática: pesquisa sobre proposta de redação do ENEM e melhoresredação com correção comentadaSítio: www.brasilescola.com.brLeituras de artigo de opinião e carta argumentativaProdução textual de artigo de opinião e carta argumentativa ( 2º e 3º ano).Após, o professor fará a correção coletiva dos textos,em que será escolhido, porsorteio, dois textos, sendo feita a reescritura textual em sala de aula tendo comorecurso o data show, em que o professor enfatizará sobre a importância doselementos de coesão, sinais de pontuação e paragrafaçâo para que o texto sejacoerente e conciso.3º Momento (Gênero textual teatro, filme, síntese, resenha e cartaz)1º passo: Leitura de obras literárias (prosa ou poesia) e assistir a filmes.Leitura e interpretação textual da peça teatral e filmesLeitura de obras literárias,Estrutura e funções de linguagem predominante na resenha descritivo-argumentativa(
  • 7. 8º, 1º, 2º e 3º ano)O aluno conhecerá o gênero textual resenha, após será orientado a produzir resenhadescritvo-argumentativa sobre as obras estudadas;2º passo: No laboratório de informática:O aluno deverá pesquisar sobre cartazes de peças teatrais e filmes em sítios de buscacomo: Cadê, Google, Yahoo, observar a estrutura desse gênero textual e, em dupla,produzir cartazes sobre a peça que será apresentada por eles, usando o aplicativoWritter e, após, espalhá-los na escola.Os alunos deverão, em grupo, escolher uma obra literária, lê-la, resumi-lá, transformá-la num texto teatral (enviar por e-mail ao professor (a) responsável para orientação àcorreção) e apresentá-la à comunidade escolar.(8º,1º, 2º e 3º ano).A peça teatral apresentada será fotografada e filmada. Cada grupo deverá produzirum slide show ou Slideshare para divulgação no blog da escola.4 Momento: (Gênero textual HQ, crônicas, fábulas, contos, fábulas, poesias epoemas)1º passo: (8º e 1º ano)O aluno assistirá ao vídeo Chico Bento vai ao Shopping e fará as seguintesobservações:Qual tipo de linguagem podemos ver no texto?Há diferença no falar dos personagens? Atribuímos isso a quê?Há preconceito linguísticona fala dos personagens? Identifique-o se houver.2º passo: O aluno irá ao laboratório de informática pesquisar sobre a biografia deMaurício de Souza e demais cartunistas como Henfil, Airon Barreto, Adão Itarrusgari eoutros e outros. Após ele será orientado a lerem histórias em quadrinhos e cartunsacessando o sítio: http://cartoonshow.uol.com.br e produzir HQ tendo como aplicativoPixton,Hagâque, Comic Life etc.Os alunos serão orientados a pesquisar notícias em jornais, revistas, páginas
  • 8. eletrônicas e transformá-las em textos literários.(8, 1, 2 e 3 ano).O professor(a) explicará ao educando sobre a estrutura da crônica, conto e fábulas,oferecendo-lhe sugestões dos referidos gêneros literários. Será feita aula de leitura einterpretação desses respectivos gẽneros , varais serão distribuídos na sala em que oprofessor(a) levará o aluno a perceber a tipologia textual que se irrompem nessestextos..(8,1 2 e 3 ano).Os alunos irão ao laboratório de informática para pesquisarem a origem das fábulas ea importância delas num determinado momento histórico e a intenção enunciativa deEsopo ao criar esse gênero textual.No laboratório de informática:http://www.contandohistoria.com/fabulas.htmBuscando imagens na internete e, baseando-se em situações cotidianas, os alunosirão produzir no writter esses referidos gêneros textuais.5 Momento: letras musicais e redações dissertativas-argumentativas) Os alunos serão orientados a pesquisar notícias em jornais, revistas, páginaseletrônicas e transformá-las em textos literários.(8, 1, 2 e 3 ano).O professor(a) explicará ao educando sobre a estrutura da crônica, conto e fábulas,oferecendo-lhe sugestões dos referidos gêneros literários. Será feita aula de leitura einterpretação desses respectivos gẽneros , varais serão distribuídos na sala em que oprofessor(a) levará o aluno a perceber a tipologia textual que se irrompem nessestextos..(8,1 2 e 3 ano)O professor(a), usará letras musiciais que marcaram respectivas épocas,contextualizando-as ao momento atual. Fará discussões em sala instigando o aluno aanálisa-la e interpretá-la de forma crítica.No laboratório de informática os alunos acessarão os sítios: www.brasilescola.com.bre www.enem.com.brhttp://www.redacaocriativa.com.br/veja-todos-os-temas-de-redacao-ja-solicitados-no-enem.htmllerão e analisarão as propostas de redação do Enem, após escolherão temas atuaispara servirem
  • 9. como base á dissertação.Período de execuçãoFevereiro a Novembro de 2011Recursos utilizadosComputador, data show,livros, revistas, jornais, câmeras fotográficas, papel,impressora, tonner, pendriver etc.Sugestões de filmesGuerra de Canudos,Os Inconfidentes;A Missão,Primo Basílio,Luthero,Vidas Secas,O pagadorde promessas;Morte e vida SeverinaAvaliação e resultados esperadosAvaliação será de caráter diagnóstico durante todo período de execução. Esperamosque com esse trabalho durante todo ano letivo o educando adquira competêncialinguística para ler, interpretar e produzir textos os diversos gêneros textuais.Referências:FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 18.ed.São Paulo: Paz e Terra, 1987MARCUSCHI,Luiz Antônio. Produção textual, Análise de gêneros e compreensão.São Paulo; Parábola Editorial, 2008.NASPOLINI, Ana Tereza.tijolo por tijolo:Prática de ensino de Língua Portuguesa,volume único. São Paulo:FTD, 2009