Catálogo Odemira 2010
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Like this? Share it with your network

Share

Catálogo Odemira 2010

on

  • 866 views

75.º Aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Odemira comemorado com Exposição de Coleccionismo.

75.º Aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Odemira comemorado com Exposição de Coleccionismo.

Statistics

Views

Total Views
866
Views on SlideShare
866
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Catálogo Odemira 2010 Document Transcript

  • 1. AssociaçãoHumanitária dos BombeirosVoluntários de Odemira 15.oAniversário tstr0t193s lslr0l20l0 - Mostra Filatélica Mostra Filatélica 15 a23 de Outubro de 2010 Inauguraçiio 10.00 - 18.00 h. h. 15 de Outubro - 11.00h.
  • 2. wMâ--ff"MtHf
  • 3. colEcçoEs ExPosTAs Filatelia: . Bem Servir Albano Parra (Vila Santos Real Santo de António) 4 . Homenagem Bombeiro ao Francisco Matoso (Vila Galveias Real Santo de António) 5 . Bombeiros João Alberto Biscaia (ílhavo) Capucho 5 . AmorpeloPróximo José Geada Sousa(Beja) 5 . OsBombeiros Filatelia na Rodriguesda (Braga) José Silva e . OsSoldados Paz da VítorManueldeAlmeida (PaçodeArcos) Faria 5 . Bombeiros, soldados Paz da Sérgio (Faro) Pedro Periglocofilia: . Prevenção Sandra SantosVítorManuelde Almeida Faria(Paço de Arcos) Coleccionismo: . Autocolantes 2 . Miniaturas . Calendáriosde Bolso 2 . Pins 2 Albano Parra Santos Real Santo {Vila de António)
  • 4. Humanitária dosBombeiros Associação Voluntáriosde Odemira Em15deOutrbrc í935, de Íonmaprovados Estatutog os destaAssociaçâo, reunião sua ern da Assembleia Geral, que data ÍoicomideÍade dahdasua como Íundaçã0. Noenhnto, já largos havia meses, umpunhado que de Odemirenses, vontadedenodotoda espécie com e e a de sacrificios, começou atornar sonho rcalidade: o em Odemira terBombeiros. iria Etem. Começou umCorpo Bombehos com de diminuto, aescassez meios dada de e llnsque visava: combab incêndios a e outras calamldades, deOdemha navila e seus anedorcs pniximos. como bebé, crcscendo Tal um Íoi efoiestendendo asua acçãotodo concelho. árdua, noslembrarmos o conce- a o TareÍa se que lhodeOdemiÍa o é osó" maior concelho Portugalem de área. Com pequenas daCâmara aiudas ilunicipal, bailadcoe, Íihs,com com com alguns apoios particulares, sobretudo a determinação de mas com e entu- siasmo seus dos didgentesbombeircs, e aAssociação atingiu idade a adulh. Com meios, mais estendeu acção apoio saúde, uma a sua ao à com ambulância que umFabalho Íez notável apoio populagão concelho. no à do Depois 25deAbdldeí974deuse gnde salto do o qualibtivo quantihlivo, e com construção novo a do quaÉel, aaquisição novas oom de viafins paÍa o combateincêndiosnovas a e para ambulâncias o apoio saúde, o à com do quadro pessoale o aumento bmação aumento seu de oom de écnica deebpessoal. aAssociação Hoie, dispõe umCorpo Bombeiros que de de de e que o concelho deve seorgulhade todo se orgulhar. hl , conhram Para os seus didgentes o apoio t$unicípio Odemira,Autoddade com do de da Nacional deBombehos e Protecção dealguns Civile pailiculates. Otrabalho pelos (-que desenvolvido Homensillulheres actualmente e também - integram o Gorpo Bombelros)tem no!ável, sua de sido pela abnegaçâo e espírito sacrificio apoio populaçãoconcelho, de no à do que sido trabalho tem por reconhecidovárias equê Entidades mereceram outras,tedelha entre a de Ouro $erviços de Distintos, pele doeBombeiros atribuída Liga Portugueses, a tUledalha dettlérito, pela atribuída Gâman ttlunicipaldeOdemha tedalha ea de Cobre, pelo atribuída Instituto SoconoNáufragos. de a O Presidente Assembleia da Geral Humanitária Bombeiros daAssociação dos Voluntários Odemira de Fernondo Silvestreda Encarnação
  • 5. Odemira é o ma io r c o n c e lh o português, extensão, em com uma áreade L7t9,73km2, distribuídopelas dezassete freguesias concelho fronteiraa norte do faz com os concelhos Sines Santiago de e do Cacém, leste a como concelho Ourique, de a sueste como concelho Silves, sudoeste de a com o concelho Aljezur a sul com os de e concelhos Monchique Silves. oeste de e A confinaem toda a sua extensão com o Oceano Atlântico. totalidade seulitoral, A do desde bacia Miraatéà viladeOdemira a do e, prolongando-se depoispelo concelho Aljezur, de constitui Parque o Natural Sudoeste do AlentejanoCosta e Vicentina. O nomedesta localidadepoderá surgido nomede uma ter do localidadesituadanum localaprazível, junto a um rio que os árabes denominavam Emir", quesignifica "Wad o "água riodo Emir". ou Contando concelho o actualmente (censos 2004) de com25738 habitantes, tendoa vila6865habitantes (2003). suapopulação A tem-se mantidoestável nos últimoscinquenta anose, não fosseo surtode emigração anos sessenta passado dos do século, números os bem poderiam diferentes. ser Vejamos o quadro evolução suapopulação: pois da da do de (18012004) População concelho Odemira 1 8 01 í849 1900 1930 1960 1981 19 9 1 2001 2004 6.390 1 1 .66 9 20.489 32.54143.99929.46326.4182 6 . 1 0 6 25.738 D. Afonso Henriques, conquistou estasterrasaosmouros em 1066, recebendoseuprimeiro o foralem1256, mãos Rei Afonso das do D. lll, tendosidoconcedido novoforalpeloReiD. Manuel em 1510. I Foi constituído condado 1446,por D. AfonsoV, sendoo seu primeiro em condeD. Sancho Noronha, de neto-bastardo, seu pai do reí D. por Henrique de Castela por suamãede D. lsabel, ll e bastarda ReiD. do Fernandode Portugal, I passando opulenta esta Casa integrar dos a a Duques Cadaval, de quando, 1650, oitava em a condessa, Mariade D. Faro, desposouprimeiro o Duque Cadaval. de D.Sancho Noronha governador capitão-mor Ceuta de foi e de nosperíodos 1450-1452eL456-L460. de D.Francisco Faro Noronha, de e sétimo de pai conde Odemira, de D.Maria Faro, de distinguiu-se luta na contra holandeses terras Vera os em de por Cruz, estes feitoso rei D.João lV,fê-loaioe preceptor futuroD.Afonso do Vl. 6
  • 6. Duarte Nunesde Leão,em "Descripção Reino do dePortvgol", Lisboa 1610,quandoem Portugal estava sob o domíniofilipino,é uma obra concluída 1599e é em consideradaprimeira a obraportuguesa ondesedescreve o nosso país, sendo arrumadapor temas, desde a administração à historiografia. A Divisãode Portugalteve sucessivos ajustes, aproveitando sobretudoas condições terrenos,são de poisos riose as montanhas fazem delimitações que de naturais. A região Alentejo, pela sua planura,e qparentemente vozio o populocionol comarcode Bejaconfinontee o ligaçãoíntimo ao litoralalgarvio do coma Andoluzio pareciamdelimitor bem esse espaço, a própriaserraajudaa que isolon Nempor issoo concelhode Odemirodeixou de, por algum tempo, ser incluído no comarcade Lagos(ANTT, Livraria, ms 870,fls3ïV), por atenção à baciadoRioMira. Foi durantemuitos anosterra esquecida, onde os acontecimentos nacionais passariam ladodo maiorconcelho, extensão, ao em português, não deixando, entanto, serdecisiva grandes no de nos momentos, comoaquele que ocorreuaquando das eleições 28 de Agostode 1910,onde nos grandes de centros,nomeadamente, Lisboa,Porto, Aveiro e Setúbal,o Partido em Republicano superaram monárquicos. os Também Odemira aconteceu. em isso As nacionalizações terras, das ocorridas 1975, em concentravam-se a suldo país, no concelho Odemira e de foramnacionalizadas 14.000 de terras, há sendona sua maior parte terras de regadio. Estes temposconturbados da p6s democracia 1974,iriam subsistir aindadurantealguns anose, em alguns por casos incapacidade incúria ou pela dosocupantes, fracarentabilidade das por terras, sabotagem influência antigos ou dos donos, poderem não perpetuar durantemuito maistempo,e, se hoje persistem alguns casos sucesso, de na maior parte ainda se pratica uma agricultura subsistência até um de ou abandono total dasterras. pastorícia A passou assim ser uma alternativa a à agricultura. Foiberço genteimportante qualdestacamos de do Pedro Damiano de Odemira, por tambémconhecido Damião Odemira de (1480 1544),que foi técnico Jogo Xadrez o primeiro do de e problemista português publicou que em 1512na cidadeitalianade Roma,para onde fugiu quandoda expulsão dos Judeus Portugaf, reinado D.Manuell, o livro"Questo de no de libroe da imparare giocore scashi: de beletissimi a Et Partiti",queficoufamosono mundointeirojá que se tratou de um dos primeiros tratados sobreXadrez que chegaram aos nossos dias.Segundo fontes coevas, Damiano seria boticárioem Odemira, contudo existe que muitafaltade documentação comprove afirmação esta feita pelopróprioDamiano. comosedeveria Ora tratarde um cristão-novo fugidode Portugal, naturalque o próprioapresentasse é pistas falsas, pelo que certos autores duvidam inclusivamente suanaturalidade, acreditamos a da mas que suanaturalidade Odemira. seja Muitasoutraspessoas distinguíram maisdiversos se nos ramosdo saberou por aquiloque fizeram prol de Odemira, aquidispenso sua em que a nomeação, excepção para feita José Guerreiro Brito(1916 1999), homem de um ligado filatelia à que,durante vida, decano filatelistas Distrito Beja, a foí dos do de comparticulardestaque Beja Odemira. para e Beja
  • 7. homenageou-o Outubrode 2006,duranteuma MostraFilatélica em quedecorreu naquela cidade. Lembro-me particularmenteseusabeç sua do da perspicácia a filatelia, sua dedicação, para a quantas vezes anónima, mas, sobretudoa sua presença todas as manifestações se realizassem em que naquela cidade. seusconselhos, Os cheios sabedoria, de eramaceites sem contestaçãq erama suaqualidade. tal Também, nestecampo, Odemira ficou já marcada, que foi pelasua mão quando, pelaprimeira viu a filatelíaem se exposição. Voltaremosestea assunto. Quando,em 1520,D. Manuel I criou o ofício de Correio-Mor em Portugal, previa nomeação correios não a de assistentes. tarde,no alvará Mais de venda destecargo, 1606, mencionados em são nas assistentes cidades de Coimbra, Braga, Porto naviladeAveiro, e comocorreios-mores, talvez porserem localidades com bastantecorreio.Esta práticageneralizou-se mais tarde, que já acreditando-se estecargo existiria Odemira em desde 1799, segundo indicações Mascarenhas de Neto. Por alvaráde nomeação CorreioAssistente, de Livro l, fls 159Vs (Copiador Ministério Negócios do dos Estrangeiros relativo Correio ao Geral de 1798a 1865,LivrosI a XIX), atribuídoo Cargo Correio foi de Assistente em Odemiraa Francisco Gonçalves SimõesGuerreiro, cargo que mantinha, conforme consta relação CorreiosAssistentes na de de 1824, comalvará 23de de Maiode1821. Poralvará 17 de Novembro 1834é nomeado de de Joaquim António Coelho, Livro lAlvará, 78 fls (Livro deAlvarás 1825 1852), de a constando Livro no Xlll,fls.89Ve (Copiador...), esteAssistente que pedequeo lugar sejaatribuído a seugenro,AntónioFernandes Castro, que exercia cargode fiel no mesmo o correio, defactoo cargo e, foi-lhe por atribuído nomeação Correiode Assistente, de por Portaria nomeação 14de Maiode 1849, demissão seusogro cargo de de o estava vago (Livro fls.176). alvará nomeação cargo Xlll, O de do ocorreria em8 só deJaneiro 1850 de (Livro Alvarás, llde fls.33).. António Fernandes Castrotorna-se,em 16 de Maio de 1854,no primeiro Director Correio Odemira de de (Livro XVl,fls.35Ve, nomeado pelo Administrado Correio Beja. de de Em27 de Outubro 1852é publicado Decreto reformula de o que por completo Correio Portugal, o em sendo regulamentado 4 de Maiodo ano em seguinte. Passou ser conhecida a pela 1r Reforma Postal.Comestediploma acabam Correios os Assistentes, a maiorpartedeles sendo reconduzidos como directores correio. criadas Administrações de São 10 Centrais, Direcções 209 de Correiq 183 Delegações 6 Distribuições. e Odemiravem a pertencerà Administração Central Correio Beja, do de adquire número o 202,tendouma defegação Villa-nova Milfontes. de de Pertenciacomarca Ourique possuÍa à de e à data2505 fogos 7 distribuídosfreguesias 8
  • 8. ODEMIRA Carimbo nominativo em seruiço de 5 de Dezembro de 1821 a Cãrimbo nominativo em seruiço de 1 de Janeiro de 1842 a 20 de Junho de 1932, utilizado em cor preta 21 de Agosto de 1850, utilizando a cor azul e de 5 de Janeiro de 1843 a 13 deJunho de 1853, utilizando a cor preta Carimbo em uso duÉnte a 3t Reforma Postal. Carimbo em uso duÊnte a 3r Reforma Postal. utilizando e cor preta utilizando a cor oreta A Segunda ReformaPostalfoi em Novembrode 1869. Odemira continuou serumaDirecção a pertencer Administração a e à Central Beja, de masagora com o número2OLcomduasdefegações Cercal VillaNovade em e Milfontes. Carta expedidade Odemira com destino a Lisboa,na qual foi utilizadoo carimbo nominativo anteriormente indicado. Os dados que recolhemos não nos indicam com precisão â data de expedição, mas pelo tipo de carimbo utilizedo,foi expedidaentre 1 de JaneiÍo de 1842 e 13 de Junho de 1853 Coma Terceira ReformaPostal, 1880,foram integradas em numa únicaDirecção Geral,as Direcçõesde Correio e a Direcçãodos Telégrafos Faróis,passando e Odemira a integrar o Serviço Telégrafo-postalem Portugal, que estava estabef pertencendoa estaçãode Odemiraao Distrito ecido em circunscripções, Adminístrativo de Beja, que na altura pertencia à Primeira Circunscripção. Odemiraera uma Estação Terceira de Classeestavaa cargodo Municípioatravés de uma Estação, abriuportasa 15 de Setembrode7877, que
  • 9. à datacomoEstação 4aClasse deladependiam Estações S.Theotónio de e, as de edeVillaNovadeMilFontes (aberta 1 deOutubro 1888), em de ambas Estações deQuinta Classe. Segundo Anuário o Postalpara1878, vila de Odemira, a possuía uma repartição correios, direítoa director, de com subordinada círculo ao postal de Beja, quemdependia de hierarquicamente porsuaveztinhadelegações e que em AljezurondecobrÍapartedesteconcelho, Garvão, Teotónio, em São Vila Nova Mil Fontes. Malado Correio trocada de A era pelocondutor correío de de Odemira S. Thiago Cocém e do (pessoa transportava correio)desdea que o Estação Caminho Ferrode Casével, entregava Repartição de de que na de Correiode Odemira sendodepoisentregue carteiroque faziaa sua ao distribuição. vila era uma das poucasonde se achavaestabelecida A a por distribuição correspondênciascarteiros, das cerca umacentena nosso de no país.Ao tempo,a correspondência separada, era pelaposta-restante,que o aindahoje acontece, àquelas pessoas cuja permanência localidade na era efémera,apartadae, para as pessoas que assimo desejassem, mediante requerimento, sua correspondêncía separada entreguemediante a era e a emissão uma senhade entrega. de Quantoà correspondência restante, era costume afixação portadoAssistente Correio umalista pessoas a à de de das que para tinhamcorrespondência receber. factodeexistir Odemira Pelo em correios, estesestavam autorizadosemitirerecebervalesde a correio aomontante até de cemmil reis, sendo vedada possibilidade emissão vales a de de postais os para Açores Madeira. e A partirda existência Caminho Ferro Portugal,distribuição de de em a de correio passou sermais a que eficientes nãoé comsurpresa em 1900 se e, já achava estabelecido o correio pelaLinha Caminho Ferro Sule Sueste de de do através Linha da Lisboa-Faro e Faro-Lisboa para A filatelía é novidade Odemira, que não já a Secção Coleccionismo NúcleoDesportivo de do e Cultural Odemira, de oficializou sua inscrição a na Federação Portuguesa Filatelia 2 de Fevereiro de a de 1983 com nove filatelistas juniorese 14 filatelistas seniores, quais detinhamalgumascolecções os de prestígionacional, das já algumas quais premiadas em competições decorreram país. que no Como dissemos, Correia Britofoi o introdutor filatelia José de da em Odemira, foi como seuapoioquede 22a 26deAbrilde 1984 serealizou I e, de a Mostra Filatélica Odemira, comemoraçôesXAniversário Revolução de nas do da deAbril,numaorganização Secção Coleccionismo Núcleo da de do Desportivo e Cultural Odemira de com o apoioda Câmara que Municipal, teve lugarnas instalações Casado Povo.Estiveram da expostasvinte e duascolecçõesde filatelistas Odemira, e Vale Açor de Beja de (Mértola). No ano seguinte, 23 a 25 de Abril, uma primeiraMostra de de Coleccionismo filatelia, de filumenismo de autocolantes, que estiveram e em presentes colecções seis filatélicas alémde outrastantas queversavamoutras formas coleccionismo. de l0
  • 10. De22a26deAbrilde1989, instalações Casa povo nas da do realizou-se a segunda Mostra Coleccionismo queparticiparam de em colecções Alentejo do e doAlgarve; De20 a 30 de Dezembro 1989realizou-se antigas de nas instalações da Câmara Municipal MostraFilatélica a "Natal89i em que estiveram presentes seiscolecções filatelistas Odemíra, de de Évora Alcoentre, e sendo ainda dia30 o para reservado umaconferência subordinada tema% Filatelia ao portuguesa,, e proferidapeloProf. António Gonçalves Borralhq juvenilem delegado Filatelia da Portugal. usm 4,*ffi,,,F q"ffid lOtO,tO.t! De3 a 7 deOutubro 2006, de realizou-se Beja, em umajustahomenagem a JoséCorreia Brito,com uma MostraFilatélica que o homenageado de em figurou carimbo no comemorativo Exposição. da De 15 a 23 de Outubro de 2010, realiza-se Mostra Filatélica a comemorativa dos 75 Anos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntário Odemira de 1935 2010, instalações Biblioteca nas da Municipalena qualestão presentes várias colecções temática da bombeiros. ïambém,masagora VilaNova Mil Fontes ligado umfeitoda em de está a aviação portuguesa. Partindo vilaa 7 de Abrilde 7924, Campo Coitos, da do dos ospilotos BrítoPaes (natural Colos, de concelho Odemira) Sarmento de e Beíres fizeram primeira a ligaçãoaéreaentrePortugal Macau, e para comemorar feito o a AssociaçãoPortuguesa Maximafilia de comemorou feitocomumaMostra este que Filatélica usou carimbo o comemorativo 76anos dos desta ligação. Francisco Matoso Galveias tl
  • 11. Obrasconsultadas: ' AnuárioPostalpara 1878 publicado pela DirecçãoGeraldos Correios de Portugal; . Regulamento Geral provisóriodo ServiçoTelégrafo-postal de Faróis, e por aprovado decreto 23Setembro 1880; de de . História Portugal, de Direcção JoséMattoso,publicada de pelo Circulode Leitores Dezembro 1993; em de . Grande Enciclopédia Volume14, Edição Durclub, A., parao Universal, de S. Correio Manhã, da 2(X),4; . Os CorreiosPortugueses entre 1853-1900, CarimbosNominativos dados e Postais Etimológicos Pedro e de Marçal Pereira, Vaz publicado Fundação pela para Albertino Figueiredo a Filatelia, de publicada 2005; em . Subsídios para a História dos Assistentes Correio-Morde Portugal do (sécsXVI/XIX), Glória de Firmino,publicadopeloGrupode Amigos Museu do dasComunicações Lisboa,2005; em . Catálogos exposiçõesfilatélicas de deOdemira . DiáriodoAlentejo ' Váriossitesdainternet; 12