• Like
Tecnologia BXP / Diskless
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Tecnologia BXP / Diskless

  • 946 views
Published

Orientações sobre Tecnologia BXP/Diskless utilizadas em Salas Ambiente de Informática das Escolas Públicas da SEE/SP.

Orientações sobre Tecnologia BXP/Diskless utilizadas em Salas Ambiente de Informática das Escolas Públicas da SEE/SP.

Published in Education , Technology , Business
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
946
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
18
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. O QUE É UMA “ESTAÇÃO DISKLESS” ?
  • 2. DISKLESS = SEM DISCO Como um micro funciona sem discos de armazenamento?
  • 3. DISCO VIRTUAL O que é um disco virtual?
  • 4. DISCO VIRTUAL = HDD DAS ESTAÇÕES Como é feito a comunicação entre a estação e o disco virtual?
  • 5. ESTRUTURA DE REDE DISKLESS Qual é a estrutura de um laboratório com rede diskless?
  • 6. QUAIS SÃO AS VANTAGENS DESSE TIPO DE REDE?
  • 7. PRINCIPAIS CARACTERíSTICAS   •  Flexibilidade - O servidor pode armazenar muitas imagens diferentes, podemos ter, por exemplo, uma imagem para alunos da 1. a 4. série e outra para alunos da 5. a 8. E mais: os computadores dos alunos podem funcionar com Microsoft Windows ou Linux. •  Desempenho - Usa-se todo o poder de processamento local - depois do boot, o computador do aluno se comporta como um micro com disco rígido e pode ser usado sem qualquer restrição.
  • 8. PRINCIPAIS CARACTERíSTICAS •  Economia - O sistema operacional e os aplicativos no computador do aluno não podem ser danificados ou alterados. Dessa forma, evita-se perda de tempo do professor e gastos com manutenção e suporte técnico. •  Liberdade - Apesar de toda a proteção, tudo isso acontece sem que retire a liberdade dos alunos, que podem instalar novos programas e baixar arquivos. Depois, basta reiniciar, para que tudo volte à configuração original.
  • 9. •  Segurança - Preocupação com backup e antivírus apenas no servidor, pois, como vimos, a configuração dos computadores dos alunos é protegida. •  Conforto para o professor - Ele sabe exatamente como vai encontrar o seu laboratório quando for lecionar - exatamente como o deixou na aula anterior! Os alunos de outras matérias ou o uso livre para navegação na Internet não conseguem alterar a imagem de sua matéria. PRINCIPAIS CARACTERíSTICAS
  • 10. • Satisfação - Professores podem se dedicar a ensinar e não a configurar micros, enquanto os alunos vivenciam uma experiência computacional completa. • Resultado - Menos custos, maior uso do laboratório e maior produtividade no que é mais importante: o ensino e aprendizagem. PRINCIPAIS CARACTERíSTICAS
  • 11. COMO UTILIZAR O SISTEMA BXP?
  • 12. LIGANDO OS COMPUTADORES
  • 13. Sequência correta de inicialização do sistema O primeiro aparelho a ser ligado é o switch. Como é ele quem conecta todos os computadores, se ele estiver desligado nada irá funcionar. O switch é um aparelho eletrônico e, portanto, também precisa estar ligado na tomada. Primeiro passo:
  • 14. Sequência correta de inicialização do sistema Depois de confirmar que o switch está ligado, em seguida deve-se ligar o servidor. Mas não basta apenas ligá-lo. Deve-se esperar que o Windows seja totalmente carregado, ou seja, que a tela de login esteja aparecendo como mostra a figura a seguir (fig 01). Segundo passo:
  • 15. Sequência correta de inicialização do sistema Após confirmar que o servidor está ligado e na tela de login, as estações dos alunos já poderão ser ligadas. Terceiro passo:
  • 16. Sequência correta de inicialização do sistema É importante ressaltar que para começar a utilizar as estações não é preciso efetuar login no servidor. Basta esperar que a tela inicial de login (abaixo) apareça. Com isso, se for necessário que a sala seja utilizada e nenhuma pessoa autorizada a acessar o servidor estiver presente, não haverá problema. Basta orientar o responsável no momento a ligar e desligar o servidor somente utilizando o botão liga/desliga. Fig 01
  • 17. DESLIGANDO OS COMPUTADORES
  • 18. Ao desligar os computadores da sala, você deverá executar o processo inverso que utilizou na hora de ligar, ou seja, desligar todas as estações dos alunos primeiro, seguidas do servidor e por fim o switch. Para desligar o servidor, não é mais necessário efetuar o login, bastando apertar e soltar rapidamente botão ligar / desliga da parte frontal do gabinete. Porém, se por algum motivo você efetuou login no servidor e não efetuou logoff, após alguns minutos o servidor será bloqueado para acesso automaticamente. Se o servidor entrar neste estado, para desligá-lo você terá que obrigatoriamente efetuar login. Por este motivo, recomendamos que ao terminar de utilizar o servidor, faça sempre o logoff. Sequência correta de desligamento do sistema
  • 19. USUÁRIOS E SENHAS
  • 20. Usuários do servidor Administrador Este login deve ser utilizado apenas pelos ATP’s e técnicos autorizados da Positivo e Itautec e sua senha não deve nunca ser fornecida para outras pessoas ou até mesmo professores da escola. Este usuário tem acesso total a todas as pastas e recursos do servidor, não sendo restrita nenhuma funcionalidade.
  • 21. Usuários do servidor Professor Este login deve ser utilizado por professores e responsáveis pela sala de informática. Com este login é possível acessar o Assistente BXP, porém só tem acesso para gravação à pasta FDE e suas sub pastas. Este login não tem permissão para a instalação de nenhum programa diretamente no servidor e nem modificar nenhuma configuração. Senha de acesso: fdeprof2005
  • 22. Usuários das estações Você irá notar que no sistema Windows, existem 3 usuários : Aluno, Professor e Convidado:
  • 23. Usuários das estações · A senha do login aluno é: aluno01 · A senha do login professor é: fdeprof2005 · Já o usuário convidado não possui senha de acesso. Cada um dos usuários possuem senhas de acesso diferentes:
  • 24. COMO SALVAR OS TRABALHOS (ARQUIVOS) NAS ESTAÇÕES?
  • 25. Utilizando a pasta “meus documentos” das estações Existe uma pasta chamada “Meus Documentos” nas estações que pode ser encontrada na área de trabalho. Esta pasta na verdade é um mapeamento para uma pasta do servidor.
  • 26. Dependendo do usuário que estiver acessando a estação (Professor, Aluno ou Convidado), a pasta “Meus Documentos” estará sendo mapeada para um nível diferente da pasta “C:FDE” do servidor. Esta pasta contém 3 sub pastas: “Documentos dos Alunos”, “Documentos dos Convidados” e “Documentos dos Professores”. Utilizando a pasta “meus documentos” das estações
  • 27. Utilizando os drives de disquete e cd-r do servidor O Servidor possui um drive de CD-ROM e um drive de disquete que são compartilhados em rede e podem ser utilizados nas estações através dos ícones “CD-ROM do Servidor” e “Disquete do Servidor” localizados na área de trabalho das estações.
  • 28. Utilizando os drives de disquete e cd-r do servidor O drive de disquete pode ser utilizado diretamente para salvar arquivos das estações. Basta inserir um disquete no drive do servidor e copiar os arquivos desejados para o mapeamento do drive na área de trabalho. O drive de CD-ROM , no entanto não pode ser usado para salvar arquivos diretamente pelas estações, mas só para ler CDs. Para gravar CDs é preciso utilizar os programas “Nero” ou “NTI-CD Maker” disponíveis apenas acessando diretamente o servidor.
  • 29. Se for necessário gravar arquivos produzidos nas estações em CD, estes arquivos precisam primeiramente ser salvos na pasta “Meus Documentos” das estações e através do servidor, acessar estes arquivos na pasta C:FDE e suas sub pastas e, somente então, gravar estes arquivos para o CD. Utilizando os drives de disquete e cd-r do servidor Para gravar os arquivos em um cd
  • 30. UTILIZANDO O ASSISTENTE BXP NO ADMINISTRADOR
  • 31. Utilizando o assistente BXP Para executar o Assistente BXP , você deve acessar o servidor e clicar duas vezes no ícone do programa na Área de Trabalho do Windows, como mostra a figura abaixo.
  • 32. Utilizando o assistente BXP
  • 33. Utilizando o assistente BXP
  • 34. Utilizando o assistente BXP Essa opção permite que você realize alterações em um dos Discos Virtuais que foram criados. Apesar do controle sobre as alterações ser realizado no servidor, as alterações propriamente ditas devem ser feitas em uma das estações . Ou seja, se deseja instalar um programa novo em um Disco Virtual, esse programa deve ser instalado utilizando-se diretamente uma das estações dos alunos.
  • 35. Utilizando o assistente BXP Essa opção permite que você crie um novo Disco Virtual. Para criar um novo disco você terá que escolher como disco base (matriz) um dos Discos Virtuais que já foram criados, Windows XP ou Linux Conectiva 10 .
  • 36. Utilizando o assistente BXP Quando um Disco Virtual é criado, você precisa fornecer uma breve descrição do disco que irá aparecer na lista de discos inicial das estações. Se por algum motivo você precisar modificar esta descrição, utilize esta opção.
  • 37. Utilizando o assistente BXP Utilize essa opção para apagar Discos Virtuais. Tenha cuidado ao utilizar esta opção e tenha certeza que deseja apagar o disco.
  • 38. Utilizando o assistente BXP Essa opção permite alterar a lista de discos virtuais que aparece no menu dos computadores dos alunos quando estes são ligados. Apesar de poder criar quantos Discos Virtuais Windows desejar, você só pode criar um menu com no máximo quatro opções. Se o Disco Virtual que você quer que os computadores dos alunos utilizem não está na lista, utilize esta opção para alterar a lista e adicionar o Disco que você deseja à lista.
  • 39. CUIDADOS COM O SERVIDOR
  • 40. Cuidados com o servidor No servidor estão armazenados todos os Discos Virtuais necessários para o funcionamento dos computadores dos alunos. Além disso, também estão sendo executados no servidor todos os “serviços” (programas) da rede que permitem que as estações possam se comunicar e acessar os Discos Virtuais. Todos estes serviços são configurados e vem “de fábrica” prontos. Qualquer modificação nas configurações destes serviços fará com que o sistema BXP pare de funcionar e conseqüentemente todos os computadores dos alunos.
  • 41. Cuidados com o servidor 1. Nunca passe a senha do usuário Administrador para qualquer pessoa que não seja um ATP ou técnico autorizado. 2. Não utilize e não recomende a utilização do servidor como computador de trabalho do professor. A utilização do servidor para estes fins causará queda de desempenho acentuada nos computadores dos alunos, além de colocar em risco os serviços da rede. Por esse motivo:
  • 42. Cuidados com o servidor 3. Não instale nenhum programa diretamente no servidor. Se for necessário utilizar qualquer programa, instale e utilize este programa através de uma estação. 4. O acesso ao servidor deve ser restrito aos professores e funcionários da escola que saibam operar o sistema BXP.
  • 43. PRINCIPAIS ERROS / CAUSAS
  • 44. Estações não iniciam – boot failure
    • Seqüência correta de inicialização;
    • Cabos / pontos de rede;
    • Conexões de rede no servidor
    Verificar:
  • 45. Estações não iniciam - ERRO PXE - E11: ARP TIMEOUT
    • Verificar no SonicWall (aparelho que fica dentro do rack, geralmente na secretaria da Escola) se o cabo correspondente a sala de informática (cabo com a marcação pto003) está ligada junto aos demais cabos (pto001 e pto002) ou ele está em uma entrada especial chamada de  “OTP Zone”, caso não, este cabo deve ser ligado nesta entrada.
    Verificar:
  • 46. ABERTURA DE CHAMADOS TÉCNICOS
  • 47. Via e-mail: abertura de chamado - [email_address] dúvidas - [email_address] - nome completo/solicitante - telefone - número de série do equipamento - sintoma do equipamento - nome da escola - endereço da escola Dados necessários para abertura de chamados PROCEDIMENTO PARA ABERTURA DE CHAMADO Telefone para abertura de ocorrência: 0800-644-6591
  • 48. PROCEDIMENTO PARA ABERTURA DE CHAMADO Telefone para abertura de ocorrência: 0800-701-3404
    • Para ser aberta uma SR serão solicitadas as seguintes informações:
    • - Número de série do computador, com 13 dígitos, localizado na etiqueta da Itautec, abaixo de um código de barras; conforme figura abaixo:
  • 49. PROCEDIMENTO PARA ABERTURA DE CHAMADO
    • - Nome e telefone da pessoa de contato do local de atendimento;
    • - Número de controle interno (caso haja algum);
    • - Defeito do equipamento;
    • - Telefone de contato do solicitante (caso seja diferente do contato no local);
    • - Alguma possível observação como horário de funcionamento do local, solicitação de algum técnico específico, urgência no atendimento;
    • - Informar endereço de atendimento, incluindo logradouro, número, complemento, bairro, cidade, estado e CEP;
    • - Depois de fornecido os dados, o número da SR contendo 10 dígitos, serão informados. Este número será solicitado em caso de consulta ao andamento da ocorrência.
  • 50. PROCEDIMENTO PARA ABERTURA DE CHAMADO Telefone para abertura de ocorrência: (11) 2128-2000
    • - Nome e telefone da pessoa de contato do local de atendimento;
    • - Defeito do equipamento;
    • - Telefone de contato do solicitante (caso seja diferente do contato no local);
    • - Alguma possível observação como horário de funcionamento do local, solicitação de algum técnico específico, urgência no atendimento;
    • - Informar endereço de atendimento, incluindo logradouro, número, complemento, bairro, cidade, estado e CEP;
  • 51. Telefone para abertura de ocorrência: 0800-726-2277
    • - Nome e telefone da pessoa de contato do local de atendimento;
    • - Defeito e / ou pendência na instalação da Intragov;
    • - Telefone de contato do solicitante (caso seja diferente do contato no local);
    • - Alguma possível observação como horário de funcionamento do local, solicitação de algum técnico específico, urgência no atendimento;
    • - Informar endereço de atendimento, incluindo logradouro, número, complemento, bairro, cidade, estado e CEP;
    PROCEDIMENTO PARA ABERTURA DE CHAMADO
  • 52. Grupo de apoio ao uso da Tecnologia Diskless (12) 3962-3442 (12) 3962-2729 [email_address] [email_address] NRTE Jacareí:
  • 53. Grupo de apoio ao uso da Tecnologia Diskless www.groups.google.com/group/disklessjacarei [email_address] Página do “googlegroups” para downloads de arquivos e postagens de duvidas, criticas e sugestões. GoogleGroups:
  • 54. Grupo de apoio ao uso da Tecnologia Diskless www. deregiaodejacarei .com.br Procurar pela página do Núcleo (menu à esquerda) para downloads, avisos e comunicados em geral. Site da Diretoria de Ensino – Região de Jacareí: