Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
Seminario dout 19_junho10
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Seminario dout 19_junho10

  • 869 views
Published

 

Published in Education , Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
869
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
6
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Artigos, Comunicaçõese Posters
    A academia
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 2. Diferençasnaigualdade
    Artigo (20-30 páginas)
    Comunicação (5-15 páginas)
    Poster (1-5 páginas)
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 3. Para onde se está a escrever?
    All conferences
    Web of knowledge
    http://www.allconferences.com/
    http://admin-apps.isiknowledge.com/JCR/JCR
  • 4. Estruturação
    Perspectivasfuturas
    Introdução
    Propósito do artigo/comunicação/poster
    Enquadramentoteórico:
    Princípios e Conceitos-chave
    Implicações
    (naspráticas, nossujeitos, nosobjectos, nossistemas, nasrelações, etc.)
    Tese
    Tese
    Análise: do que se encontroucomorelevante“Os ‘não-dados’ são dados”
    Metodologia:
    . com quem,
    . com o quê
    . como
    Explicaçãocompreensiva, lógicados resultados)
    Resultados
    Discussão
  • 5. Questõesaferidoras
    . Introdução/Resumo
    O que é quefoifeito?
    Sobre o que é que se vaifalar?
    Porque é queisso tem interesse?
    . Enquadramento
    Queterreno (domíniocientífico e perspectivateórica) se inscreve?
    O queentendecomo X? (conceitos-chave)
    . Problemática
    Qual é o problema/objectivos do trabalho? Qual a suapertinência (porquêestudá-lo)?
    . Metodologia
    Como é quevaiestudar o que se assume comoobjectivo?
    Com quem e com queinstrumentos?
    Quepasssosforamtomadospara responder aoproblema/objectivos?
    Quetipo de procedimentoscientíficosforamusados? Porquese iráusaressesprod.s?
    . Resultados
    O que se observou?
    . Discussão/Conclusões
    O que é queosresultadossignificam?
    Queconclusõesosresultadossuportam? Quesentidotêmessasconclusões à luzdateoria?
    Queimplicaçõespara a domíniocientífico e para a práticapedagógica?
    Quelimitações se encontraramnainvestigação?
  • 6. Escritacientífica
  • 7. ‘Rule of 3’
    Textoargumentativo
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 8. O Sujeitoe a voz(activa/passiva)
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 9. Explicitação e constância dos conceitos
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 10. Primadodaeconomia
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 11. Transparênciadaescrita
    [Limpo de figuras de estilo]
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 12. Escritaobjectiva
    “Apesar deste fresco nome de vivenda campestre, o Ramalhete, sombrio casarão de paredes severas, com um renque de estreitas varandas de ferro no primeiro andar, e por cima uma tímida fila de janelinhas abrigadas à beira do telhado, tinha o aspecto tristonho de Residência Eclesiástica que competia a uma edificação do reinado da sr.ª D. Maria I: com uma sineta e com uma cruz no topo assimilhar-se-ia a um Colégio de Jesuítas. O nome de Ramalhete provinha de certo d'um revestimento quadrado de azulejos fazendo painel no lugar heráldico do Escudo d'Armas, que nunca chegara a ser colocado, e representando um grande ramo de girassóis atado por uma fita onde se distinguiam letras e números d'uma data. Longos anos o Ramalhete permanecera desabitado, com teias d'aranha pelas grades dos postigos terreos, e cobrindo-se de tons de ruína” (Os Maias, 1888)
    Segundo o autor, o Ramalhete, apresentava-se como um casarãocampestreesporadicamentehabitado, cujoestilo de construção, datando do reinado de D. Maria II, se aproxima dos antigoscolégiosdaOrdemJesuíta (Queirós, 2007).
  • 13. Organização e coerência
    [‘Repetitividadecriativa’]
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 14. Sentido de ‘completude’ para o leitor
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 15. Citações e referenciação
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 16. Análise de produtosescritos
    Focos de análise:
    Estruturação
    Lógica de organização dos conteúdos
    Lay-out
    Clareza do discurso
    Grau de interessecriado
    Pontos fortes
    Falhas
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 17. O que é que se encontraaquiqueeunãoconseguissefazer?
    O que é queisto tem de maisinteressante do que a (minha) tese?
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 18. Qualidadedainvestigação(artigo, comunicação, poster)
    Sentido de cientificidade
    (orientadopeloparadigma)
    Coerência
    [problema-objectivos-design-resultados-conclusões]
    Actualidade do tema
    Inovaçãoemexercício
    O interessesuscitado
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa
  • 19. Algumasreferências
    APA (2010). Publication manual ofAmericanPsychologicalAssociation.
    Caldeira, P. Z. (2007). Regras e Concepção Para a Escrita Científica. Lisboa: Preâmbulo Editores.
    Tischker, M. E. (s.d.) Scientific writing booklet. Disponívelemhttp://www.biochem.arizona.edu/marc/Sci-Writing.pdf
    Neuza Pedro, 2010
    Instituto de Educação
    Universidade de Lisboa