Metodologias de Investigacao_abordagens em TIC e Educacao
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Metodologias de Investigacao_abordagens em TIC e Educacao

on

  • 1,809 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,809
Views on SlideShare
1,675
Embed Views
134

Actions

Likes
2
Downloads
21
Comments
0

4 Embeds 134

http://investigaraartedeensinar.blogspot.com.br 65
http://investigaraartedeensinar.blogspot.pt 58
http://investigaraartedeensinar.blogspot.com 9
http://netodays.wordpress.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Metodologias de Investigacao_abordagens em TIC e Educacao Metodologias de Investigacao_abordagens em TIC e Educacao Presentation Transcript

  • Abordagens Metodológicas naInvestigação em TIC e Educação (2005-2011): tendências transportáveis para outros domínios em Educação? João Filipe Matos | Neuza Pedro jfmatos@ie.ul.pt | nspedro@ie.ul.pt Doutoramento TIC na Educação Instituto de Educação da Universidade de Lisboa
  • ‘Tendências nas Metodologias de Investigação em TIC na Educação (2005- 2011): em direção a uma agenda de investigação’ João Filipe Matos, Neuza Pedro, Ana Pedro, Pedro Cabral *jfmatos@ie.ul.pt; nspedro@ie.ul.pt; aipedro@ie.ul.pt; pmcabral@ie.ul.pt * Com a colaboração de Ana Pacheco
  • A que propósito? Porquê investigar a investigação que sedesenvolve (em Educação)?
  • Propósito: Análise da dimensão metodológica de trabalhosacadémicos actualmente desenvolvidos (2005-11) em TIC eEducação entre PortugalObjeto: Teses de mestrado e doutoramento de Instituições doEnsino Superior Universitário Público (IESUP)Foco:  Metodologias de investigação  Métodos de recolha de dados  Contexto de investigação  Identificação de participantes  Volume de participantes
  • Como denominar o estudo em causa? Para quê ‘etiquetar’ a investigação?
  • • Identificação de categorias e dados mediante a análise de estudos primáriosImplica: • Considerar estudos com diferentes abordagens metodológicas • Definição de critérios de inclusão e de exclusão • Extração de dados existentes (preliminar e definitiva), mapeamento dos dados, identificação de padrões e regularidades nas e entre as categorias previamente definidas • Categorização (resumida aos factos) dos vários estudos • Análise estatística descritivaConclusões obtidas como base na resposta às categorias criadas
  • vsStandard literature review Meta-analysis (Cohen, Manion & Morrison, 2010) Integrative research review (Cooper, 1982) Systematic Literature review (Cooper & Hedges, 1994) Scoping review methodology (Arksey & O’Malley, 2005)
  • Scoping review methodology RCAAP Palavras-chave: Seleção detecnologia, educação, Repositórios das TIC, online, ensino IESUP(método conjuntivo)
  • Eliminação da em Educação
  • Resultados (dados preliminares) Total de trabalhos analisados 122 Mestrado 22 Doutoramento • Total de instituições consideradas  10 • Total de cursos considerados  49 (18 doutoramentos, 31 mestrados)
  • Distribuição de investigação por IEUS (n=144)100%75%50% 35.4% 34.0%25% 14.6% 11.1% 1.4% 0.7% 0.7% 1.4% 0.0% 0.7% 0%
  • Metodologias utilizadas – 4 UIES mais expressivas Est. Est. q- Est. Est. Est. Est. Est. Est. Est. Correl. Surv. I-A Out. exp. exp. Etn. Fen. Caso Ava. Desen. Lon. Descr.UM 2% 4% 0% 8% 0% 4% 4% 46% 4% 12% 0% 6% 10,0%UA 0% 0% 1,8% 3,6% 0% 0% 16,1% 60,7% 3,6% 0% 0% 1,8% 12,5%UL 0% 4,5% 13,6% 9,1% 0% 0% 9,1% 31,8% 0% 0% 0% 13,6% 18,2%UAb 6,3% 0% 0% 12,5% 0% 0% 6,3% 56,3% 0% 0% 0% 0% 18,8%
  • Metodologias utilizadas100% 90% 80% 70% 60% 48.1% 50% 40% 30% 14.3% 20% 9.7% 10% 0%
  • Que característicasepidemiológicas revela o estudo de caso (em TIC e Educação )?
  • Métodos de recolha de dados25.0% 24.0%20.0% 18.2% 13.4% 13.7%15.0% 12.3% 11.6%10.0% 4.1% 5.0% 2.7% 0.0%
  • Distribuição de Métodos de Recolha de dados por Estudo de Caso (n=74)40 35 353530 2625 18 2120 1315 810 5 5 0
  • O que delimita a tipologia de uma investigação (em Educação) . o problema ? . os instrumentos ? . os dados ? . o orientador ???
  • Campo empírico da investigação100% 90% 80% 70% 60% 48.0% 50% 40% 30% 20.7% 16.7% 20% 9.3% 0.7% 4.7% 10% 0%
  • O campo empírico em (TIC e) Educação = Escola?
  • Distribuição de Participantes 49504540 363530 262520 15 131510 2 350 0 [1-20] [21-40] [41-60] [61-80] [81-100] [> 100]
  • A questão da evidência produzida na investigação (em TIC e Educação ) Porque não se pesa em (TIC e) Educação a força da evidência?
  • A questão da generalização na investigação (em TIC e Educação ) Em (em TIC e) Educação existem ‘conclusões’? São generalizáveis?
  • Conclusões (dados preliminares)• 95,1% da investigação em TIC e Educação é da responsabilidade da Universidade de Aveiro, Universidade do Minho, Universidade de Lisboa e Universidade Aberta• 84,7% da investigação na área são dissertações de mestrado• 48,1% da investigação realizada entre 2005 e 2011 enquadram-se em Estudos de Caso• Estudos de Caso têm como métodos de recolha de dados predominantes Observação Participante (47,3%) e Questionários-formato papel (47,3%)
  • Credibilidade (Trustworthiness) e impacto social da investigação (em TIC e) Educação“ In USA, National Research Council of the National Academies arguesthat all educational research can or should at least in part bescientific where scientific endeavours require:• empirical investigation• linking research to theory• methods that permit direct investigation of the research questions• generate findings that replicate and generalize across studies• disclose data and methods to enable scrutiny and critique” (Gough, 2004, p.47) “In England, a government commissioned report on the state of educational research evidence concluded that greater coordination was required in terms of setting research agendas and priorities and the synthesis and dissemination of the products of research” Evidence for Policy and Practice Information and Co-ordinating Centre –EPPI Centre (Gough, 2004, p.47)
  • Referências• Arksey, H., & OMalley, L. (2005). Scoping studies: Towards a methodological framework. International Journal of Social Research Methodology, 8(1), 19-32.• Cooper, H. (1982). Scientific guidelines for conducting integrative research reviews. Review of Educational Research, 52, 291–302.• Cooper , H., & Hedges, L. V. (2004). The handbook of research synthesis. Thousand Oaks, CA: Sage.• Gough, D. A. (2004). Systematic research synthesis to inform the development of policy and practice in education. In G. Thomas, R. Pring (Eds), Evidence-based Practice (pp. 44-62). Buckingham: Open University Press.• Eng, T. S. (2005). The impact of ICT on learning: A review of research. International Education Journal, 6(5), 635-650.• Matos, J. F., Pedro, N., Pedro, A., & Cabral, P. (2012). Tendências nas Metodologias de Investigação em TIC na Educação (2005-2011): em direção a uma agenda de investigação. Actas da XIX Colóquio AFIRSE: Lisboa: IEUL.• Poth, C., & Ross, S. (2009). Meta-analysis, systematic review, or scoping review? Comparing methodologies in educational research. ? Disponível em http://ocs.sfu.ca/fedcan/index.php/csse2009/csse2009/paper/viewDownloadInte rstitial/1867/552