Your SlideShare is downloading. ×
  • Like
E-learning e ensino superior: beneficios e limites na perspectiva dos estudantes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Now you can save presentations on your phone or tablet

Available for both IPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

E-learning e ensino superior: beneficios e limites na perspectiva dos estudantes

  • 1,236 views
Published

Apresentacao Conferencia Challenges 2011, Braga 12-13 Maio

Apresentacao Conferencia Challenges 2011, Braga 12-13 Maio

Published in Education , Technology
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
1,236
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
11
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. BENEFÍCIOS E LIMITES NA PERSPECTIVA DOS ESTUDANTES Neuza Pedro; Susana Lemos; Luana Wunsch INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE LISBOA
  • 2.
    • Criada em 1911
    • (forte tradição de ensino presencial)
    • 22.245 estudantes
    • 11 Faculdades e Institutos:
      • Ciências
      • Direito
      • Ciências Sociais
      • Psicologia
      • Educação
      • Geografia e Ordenamento do território
      • Belas Artes
      • Letras
      • Farmácia
      • Medicina
      • Medicina Dentária
  • 3.
    • OBJECTIVOS:
      • Promover o uso de sistemas de gestão de aprendizagem ( learning management systems );
      • Capacitar os docentes para o uso de ambientes virtuais de aprendizagem e para o desenvolvimento de conteúdos educativos on-line;
      • Promover e dar suporte ao desenvolvimento de unidades curriculares/cursos em e-learning
      • Monitorizar, investigar e avaliar as práticas de e-/b-learning na Universidade.
  • 4.
    • Ano preliminar :
      • Análise de dados relativos a cada faculdade em relação à utilização de LMS e outras soluções de e-learning.
      • Análise do nível de maturidade, estabilidade e robustez da infra-estrutura tecnológica.
      • Reuniões com as direcções das faculdades, departamentos e institutos
      • Entrevistas com os representantes dos estudantes das Associações de Estudantes de cada faculdade e instituto .
  • 5.
    • Estudo empírico baseado em métodos de recolha e análise de dados qualitativos.
    • Entrevistas semi-estruturadas:
      • 1ª Parte – introdutória: objectivos e intenções; esclarecimentos em torno do conceito de e-learning
      • 2ª Parte – questões abertas
    • Dados recolhidos em 2010
  • 6. Representação da perspectiva analítica dos dados recolhidos Perspectiva de análise Macro
  • 7. FACULDADE Nº PARTICIPANTES Faculdade de Belas Artes 0 Faculdade de Ciências 2 Faculdade de Direito 2 Faculdade de Farmácia 1 Faculdade de Letras 0 Faculdade de Medicina 2 Faculdade de Medicina Dentária 1 Faculdade de Psicologia 1 Instituto de Ciências Sociais 1 Instituto de Educação 1 Instituto de Geografia e Ordenamento do Território 1 TOTAL 12
  • 8.
    • Estabelecimento de um movimento congregador e de unificação.
    • Criação de uma visão partilhada de e-learning.
    • Amplificação do número de estudantes.
    • Possibilidade da Universidade ir mais além da sua tradicional audiência.
    • Estreitar relações com outras Instituições do Ensino Superior;
    • Promover a inovação do ensino.
    • Melhoria da qualidade do processo de ensino aprendizagem.
    • Implementação de outras ferramentas da web, com vista à melhoria da qualidade do ensino..
    • Desenvolvimento de projectos multidisciplinares e novos cursos inter-institucionais.
    • FACTORES POSITIVOS E BENEFÍCIOS DO PROGRAMA DE E-LEARNING NA PERSPECTIVA DOS ESTUDANTES
  • 9.
    • Divulgação das faculdades de prestígio na UL.
    • Regularidade e eficiência no processo de comunicação.
    • Supervisionar as relações estabelecidas entre docentes e estudantes.
    • Melhorar os processos de orientação de projectos e teses e supervisão de estágios.
    • Oportunidade para a actualização dos programas de pós-graduação.
    • Oportunidade para repensar metodologias de ensino.
    • Forma de trazer ao “campus” docentes nacional e internacionalmente reconhecidos, com baixos custos
    • Possibilidade de fontes alternativas e inovadoras de financiamento.
    • FACTORES POSITIVOS E BENEFÍCIOS DO PROGRAMA DE E-LEARNING NA PERSPECTIVA DOS ESTUDANTES
  • 10.
    • Estabelecimento de ligações entre a experiência anterior que os caloiros trazem das escolas secundárias.
    • Maior regularidade e proximidade na comunicação entre as faculdades e os estudantes.
    • Possibilidade de contacto com outros estudantes que realizam investigação fora do campus.
    • Flexibilidade de horários.
    • Possibilidade de desenvolvimento de novos recursos multimedia de suporte à aprendizagem dos estudantes.
    • FACTORES POSITIVOS E BENEFÍCIOS DO PROGRAMA DE E-LEARNING NA PERSPECTIVA DOS ESTUDANTES
  • 11. b) FACTORES INIBIDORES E LIMITES DO PROGRAMA DE E-LEARNING NA PERSPECTIVA DOS ESTUDANTES
    • O perigo da medida centralizadora.
    • Contribuir para o afastamento dos estudantes da Universidade.
    • O risco de excessiva centralização na transmissão de conhecimentos.
    • Perda da dimensão interpessoal do processo de aprendizagem.
    • Atitudes e competências profissionais dos docentes das diferentes faculdades:
      • Falta de competências básicas em TIC;
      • Antiguidade do corpo docente;
      • Constante falta de tempo;
      • Ausência de interesse em tecnologia
  • 12. Numa instituição clássica, que celebra no presente ano o seu 100º aniversário, um projecto inovador como o programa de e-Learning na Universidade de Lisboa , necessita de ser desenvolvido com um profundo respeito pelas práticas estabelecidas e as concepções institucionais, que devem ser usadas como suporte à construção de uma nova visão para o futuro de hoje
  • 13. Instituto de Educação da Universidade de Lisboa Neuza Pedro (nspedro@ie.ul.pt) Susana Lemos (silemos@ie.ul.pt) Luana Wunsch (lpriscila@campus.ul.pt)