Apresentação Manuel Castells
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Apresentação Manuel Castells

on

  • 9,979 views

PowerPoint utilizado no seminário para a disciplina "Tecnologias digitais em espaços educativos" da Pós-Graduação em Ciência da Comunicação da ECA-USP. ...

PowerPoint utilizado no seminário para a disciplina "Tecnologias digitais em espaços educativos" da Pós-Graduação em Ciência da Comunicação da ECA-USP.
O seminário abordou o principal conteúdo das obras de Castells.

Statistics

Views

Total Views
9,979
Views on SlideShare
9,952
Embed Views
27

Actions

Likes
6
Downloads
218
Comments
0

3 Embeds 27

http://www.educomunicacao.jor.br 15
http://antoniaalves.blogspot.com 11
https://www.linkedin.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Apresentação Manuel Castells Apresentação Manuel Castells Presentation Transcript

  • “ A SOCIEDADE EM REDES” O contexto da internet MANUEL CASTELLS ALEXANDRE BARBOSA GISELI ADORNATO DE AGUIAR JOELI ESPIRITO SANTO DA ROCHA RAQUEL LA CORTE Tecnologias digitais em espaços educativos Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação – ECA/USP Profª. Drª. Lucilene Cury
  • MANUEL CASTELLS
    • O sociólogo Manuel Castells, professor emérito de Berkeley (Califórnia) e diretor do Internet Interdisciplinary Institute na UOC (Barcelona), dedicou a maior parte de seu trabalho para o estudo da sociedade da informação, analisando os aspectos econômicos, sociais e culturais que estão transformando o mundo.
    • 17 Universidades.
    Colaboração
  • BIBLIOGRAFIA
    • Trilogia “A era da informação” (“A sociedade em rede” - 1996, “O poder da identidade” - 1997 e “Fim de milênio” - 1998);
    • “ A galáxia da internet” (2001);
    • “ Comunicación y poder” (2009).
    • 22 livros como autor principal
    • 23 coautor
    • Site oficial
  • A Era da Informação
  • A sociedade em redes Entrevista Manuel Castells
  • A rede das redes INTERNET
  • Geografia Brasileira
      • 67,5 milhões brasileiros - 16 anos 1
      • 20 milhões usam redes sociais 1
      • Local de acesso de internet no Brasil (área urbana) 2
      • 50% casa, 22% trabalho, 14% escola, 26% amigos, 4% público, 44% lan house , 3% celular e 1% outro.
    1 Fonte: http://www.ibope.com/conectmidia/estudo/index.html 2 Fonte: http://www.cetic.br/usuarios/tic/2009/rel-int-04.htm
  • Uma origem curiosa
    • A cultura dos movimentos libertários – a contracultura – está na origem da internet
    • Internet – instrumento de liberação em relação ao Estado e às empresas.
    • Desde o início, a Internet desenvolve uma arquitetura informática aberta.
  • Nova tecnologia e sociabilidade
    • Toda nova tecnologia transforma as práticas e significados sociais
    • Internet – social tecnológico – mediado pelos artefatos eletrônicos
  • Sociabilidade na rede
    • A Internet cria laços fracos => reunir para determinadas tarefas
    • Laços fracos que se mantém por um período e que dificilmente se manteriam offline.
    • Excelente para dar continuidade e reforçar laços fortes que se criaram a partir da relação física.
  • Sociabilidade
    • Sociabilidade online => nova forma de sociabilidade => interesses individuais, afinidades e valores => questões identitárias.
    • Mito da solidão e do isolamento:
    • Quanto mais relações sociais físicas mais se utiliza a internet e mais amigos virtuais se faz.
  • Controle x Privacidade x Internet
    • “ A Internet foi projetada tecnicamente para interpretar qualquer censura como um obstáculo técnico e reconfigurar a via de transmissão”.
    • “ Privacidade na Internet?”. “Você já perdeu sua privacidade para sempre”. (Scott McNealty)
    • Não há privacidade numa rede global.
  • Mudanças: Todo cambia
    • Cambia lo superficial
    • Cambia también lo profundo,
    • Cambia el modo de pensar,
    • Cambia todo en este mundo
    • Cambia el clima con los años,
    • Cambia el pasto y su rebaño
    • Y así como todo cambia,
    • Que yo cambie no es extraño.
    • (Julio Numhauser/Argentina)
    •  
  • Mudança e a Internet
    • A internet não muda os comportamentos
    • Os comportamentos mudam a internet.
    • A mudança está na mente das pessoas.
  • Movimentos Sociais na Internet Movimentos Sociais e políticos usam Internet como forma de ação e organização A partir de tarefas concretas, mobiliza-se com facilidade e com rápida transmissão de ideias “ Internet é a conexão global-local que é a nova forma de controle e de mobilização social em nossa sociedade” Ex.: EZLN http://enlacezapatista.ezln.org.mx/ www.chiapas.indymedia.org/ Xojobil
  • Relações políticas na Internet Necessidade de estabelecer relação direta entre cidadão e poder político Atualização do texto de 2003: Internet deixa de ser um quadro de anúncios mobilização e interação via web 2.0. Exemplos: Eleições e governo do Acre. Meios de Comunicação Possibilidades tecnológicas na cobertura ● Vídeos, áudios e galeria de imagens ● Interatividade ● Detalhamento por meio de links
  • Meios de Comunicação, Movimentos Sociais e Internet “ Pela primeira vez há uma capacidade de comunicação maciça, não midiatizada pelos meios de comunicação de massa”
  • COMUNICAÇÃO E PODER “ O poder é baseado no controle da comunicação e da informação”
  • O ESTADO E A INTERNET
    • “ O poder tem medo da internet”
      "A internet não pode ser controlada" PODER E CONTROLE
  • COGNIÇÃO “ O poder est á na mente”
  • REDES, TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO
  • BIBLIOGRAFIA CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede . São Paulo: Paz e Terra, 2009. 698 p. CASTELLS, Manuel. Communication power . Oxford: Oxford University Press, 2009. 571 p. CASTELLS, Manuel. Internet e sociedade em rede. In: MORAES, D ênis de (Org.). Por uma outra comunicação : mídia, mundialização cultural e poder. Rio de Janeiro: Record, 2003. p. 255-287.
  • Muito obrigada!