Materia Jornal o Hoje
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Materia Jornal o Hoje

on

  • 146 views

Sociabilidade e

Sociabilidade e
engajamento voluntário

Statistics

Views

Total Views
146
Slideshare-icon Views on SlideShare
144
Embed Views
2

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 2

http://www.linkedin.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Materia Jornal o Hoje Materia Jornal o Hoje Document Transcript

    • O HOJE GOIÂNIA, DOMINGO, 7 DE MARÇO DE 2011 GOIÂNIA, SEXTA-FEIRA, 30 DE AGOSTODE 2012r ESSÊNCIAColaboradores da Endesa reformaram escola pública situada em torno da usina onde estudam os próprios filhos Trabalhador da usina põe a mão na massa durante mutirãoSociabilidade eengajamento voluntárioTrabalhohumanitárioeaçõesdacomunidadetornam-selutaemproldoassistencialismoetransformaçãosocial Demian DuarteCLENON FERREIRA mente, gostomuitodetrabalhar com crianças.” dante de apenas 21 anos Nayara Caleira, tra- balhar voluntariamente é envolver-se com o queconta éa motivaçãosolidária, o Ação duradoura com qualidade próximo e mobilizar energias, recursos e desejo de ajudar e o prazer de se Os motivos que levam alguém em direção competências, tudo em prol de ações do inte- sentir útil.” Com esta frase, o pro- ao trabalho voluntário se resumem na doação resse coletivo.“O voluntariado reforça a soli-gramador de sistemas Fabrício Nogueira, 28, de tempo e esforço como resposta a uma in- dariedade e contribui para a construção detenta resumir oqueolevou para otrabalhovo- quietação interior.Voluntariar é uma ação hu- uma sociedade mais justa e humana”, afirma.luntário. Hátrês anos, eleparticipa deserviços mana, rica e solidária, em que todos ganham: Desde criança, Nayara foi incentivada peladeorganizações nãogovernamentais deGoiás. osvoluntários, aqueles com quemtrabalham e família a participar de trabalhos filantrópicos Entre cooperação e assistência a comuni- toda a comunidade. da Igreja em que seus pais frequentavam.dades periféricas carentes deGoiânia, Fabrício As formas de colaborar com projetos cul- Quando amadureceu, continuou a frequentarpratrica ações sociais, principalmente em li- turais sãotãovariadas quanto as necessidades os serviços sociais da Catedral da Igreja Cató-xões.“De tempos em tempos vamos aos lixões da comunidade e a criatividade do volunta- lica, no Setor Universitário. “Toda terça-feiraepromovemos ações sociais com os jovens. Em riado. Tradicional- dou aulas de língua brasileira de sinais paradatas comemorativas, comooDia das Criança, mente, no Brasil, esse pessoas de 20a 25anos. Além disso, promove-por exemplo, fazemos festas para a criançada tipo de serviço se mos campanhas regulares de cestas básicas,com muita comida e brinquedos.” concentrou nos doação de roupas evisitas a asilos e orfanatos.” Além do trabalho nos lixões, o programa- âmbitos da saúde, A estudante diz que em cada necessidadedor de sistemas ainda dá aulas de computação da educação e do relevam-se oportunidades de ação voluntá-e informática todos os sábados para crianças atendimento a ria, basta olhar em volta e dar o primeiroe adolescentes em bairros mais afastados. Ele pessoas caren- passo. “As pessoas que trabalham com volun-justifica esse ato como uma experiência de tes. O fato se jus- tariado são criativas, decididas e solidárias.crescimento pessoal e engajamento social. tifica pela Não consigo deixar de ajudar o próximo. Já“Serviços filantrópicos requerem persistên- urgência de ações faz parte de mim.”cia, tempo e contato íntimo com a cidadania nessas áreas em espe- Se tivesse mais tempo, Nayaracoletiva. Muitos profissionais preferem cola- cífico. gostaria dedar aulas extras para Nayara Caleira dá aulas de Libras paraborar em áreas fora de sua competência espe- Para a estu- outros alunos. “Fiz grandes pessoas de 20 a 25 anos todas as terçascífica, exatamente para se abrir a novas amigos e acabei conhe-experiências e vivências.” cendo pessoas novas. Mas fatosejustifica pela consciência coletiva deas- Jovens como Fabrício mostram que o tra- o melhor é ter o contato suntos ligados à miséria, à sustentabilidade e àbalho voluntário requer muito mais que re- com a diferença. Cada erradicação da pobreza. Diversas empresastorno social. Em 1996, quando foi criado o um contribui na me- criam programas para incorporação de açõesPrograma Voluntários, por meio do Conselho dida do possível para sociais, como a Endesa, que atua na distribui-Federal da Comunidade Solidária, um novo desenvolver ações ção, transmissão e comercialização de energiamodelo de indivíduos engajados a exercer ci- coletivas em prol em todo o Brasil.dadania em prol de causas comunitárias pro- da assistência so- Em Goiás, ela desenvolve projetos em Ca-porcionou uma trajetória de assistencialismo cial.” choeira Dourada.Uma pesquisa realizada pelaesociabilidadenatransformaçãosocial doPaís. empresa identificou que98% dos funcionários Hoje, as antigas concepções de volunta- Empresas consideram as açõesvoluntárias importantes eriado como caridade, assistencia- Desde a dé- têm interesse em participar. Após os resulta-lismo e militância política cada de 1990, o dos, a Endesa criou o programa Rede do Bem.estão sendo superadas por vol un t ar i ad o Diversos mutirões sãoelaborados pelopro-um entendimento de vo- vem crescendo. O jeto. Em Cachoeira Dourada, por exemplo,800luntariado como ação cí- crianças e adolescentes de escolas estaduaisvica engajada com a real foram beneficiados com a reforma do espaçotransformaçãodasociedade. que será utilizado como sala de treinamento e As ações filantrópicas, que capacitação de alunos.muitas vezes se justificam pelo Fabrício Segundo a gerente de Sustentabilidade dareconhecimentopessoal, serviços Nogueira, 28, Endesa Brasil, Ana Paula Caporal, o programareligiososoucrescimentopessoal, pratica trabalhos tem como objetivo angariar mais voluntáriostornaram-se formas de desen- voluntários para o prolongamento das próximas edições.volvimento social. Há pessoas “O primeiro dia de trabalho foi muito bom eque justificam os trabalhos vo- principalmente queremos produzir edições maiores e comluntários como a obrigação mo- em lixões, além maior mobilidade. Além decunhosocial, a em-tivada pelo sentimento de culpa. de dar aulas de presa também opera ações ambientais. NossoPara Fabrício, colaborar é uma expe- informática para desejoéexpandir erealizar projetos culturais.”riência espontânea, alegre, prazerosa e crianças de O Rede de Bem inclui, ainda, campanhasextremamente gratificante. bairros mais de solidariedade e ações educativas, reformas “O que percebo são voluntários de abrigos, creches e outras instituições porque doam suas energias, tempo e ta- afastados meio de mutirões voluntários. Todos são rea-lento, e ganham, em troca, contato lizados por colaboradores das empresas nohumano, convivência com pessoas Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e Rio Grande dodiferentes, oportunidades de viver Sul, locais que abrigam as sedes das compa-outras situações. Eu, particular- nhias da Endesa Brasil.