Your SlideShare is downloading. ×
0
UBM 2013
Resolução nº4, de 02 de outubro de 2009 Diretrizes Operacionais para atendimento educacional especializado na Educação Bás...
Fundamentação TeóricaSegundo Prof. Vasco Moretto:                           HABILIDADES: As habilidades estão associadas a...
Fundamentação Teórica“Se toda educação deve partir da busca, partindo de umproblema, isso é tanto mais verdade quando se t...
Fundamentação Teórica         Renzulli (1986) vem da sua Teoria dos Três         Anéis. Este conceito atribui aos sujeitos...
Fundamentação TeóricaGardner (1994)      considera a inteligência comopotencial biológico e psicológico e sugere queesse p...
Fundamentação Teórica    Sternberg (2006) a inteligência envolve a interação de três    subteorias. A subteoria componente...
Fundamentação TeóricaLandau (2002) superdotado é uma criança comoqualquer outra, mas há algo que o distingue: otalento. To...
Fundamentação teórica      Alencar. Criatividade se constitui em uma habilidade      de sobrevivência para as próximas déc...
Fundamentação Teórica Os conceitos de competência e sensibilidade desenvolvidos nateoria piagetiana também são importantes...
Características / IndicadoresConfira algumas características de superdotados:Rapidez e facilidade para aprender, abstrair...
Mitos O superdotado tem recursos intelectuais suficientes paradesenvolver por conta própria o seu potencial superior; O ...
Atendimento aos alunos com Altas Habilidades• Não existe um modelo ideal, mas podemos  considerar que o método adequado é ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

ALTAS HABILIDADES E SUPER DOTAÇÃO

3,643

Published on

Curso de Pós Graduação em Gestão Escolar do UBM - Centro Universitário de Barra Mansa

0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,643
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
132
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "ALTAS HABILIDADES E SUPER DOTAÇÃO"

  1. 1. UBM 2013
  2. 2. Resolução nº4, de 02 de outubro de 2009 Diretrizes Operacionais para atendimento educacional especializado na Educação Básica, modalidadeArt 4º para fins de Diretrizes, considera-se publico -alvo do AEE:III – aluno com altas habilidade/ superdotação: aqueles que apresentamum potencial elevado e grande envolvimento com áreas doconhecimento humano, isoladas ou combinadas: intelectual, liderança,psicomotora, artes e criatividade.Art. 7 º os alunos com altas habilidades/ superdotação terão suasatividades de enriquecimento curricular desenvolvidas no âmbito dasescolas publicas de ensino regular em interface com núcleos deatividades para altas habilidades/ superdotação, com as instituições deensino superior e institutos voltados ao desenvolvimento e promoção depesquisa das artes e dos esportes
  3. 3. Fundamentação TeóricaSegundo Prof. Vasco Moretto: HABILIDADES: As habilidades estão associadas ao saber fazer: ação física ou mentalque indica a capacidade adquirida. Assim, identificar variáveis,compreender fenômenos, relacionar informações, analisar situações-problema, sintetizar, julgar, correlacionar e manipular são exemplos dehabilidades.COMPETÊNCIAS:“Já as competências são um conjunto de habilidades harmonicamentedesenvolvidas e que caracterizam por exemplo uma função/profissãoespecífica: ser arquiteto, médico ou professor de química. As habilidadesdevem ser desenvolvidas na busca das competências”.
  4. 4. Fundamentação Teórica“Se toda educação deve partir da busca, partindo de umproblema, isso é tanto mais verdade quando se trata dos bemdotados, que não se contentam em receber liçõesdogmáticas. Sua curiosidade intelectual leva-os a pesquisar,descobrir, deduzir e abstrair” HELENA ANTIPOFF, (1992).
  5. 5. Fundamentação Teórica Renzulli (1986) vem da sua Teoria dos Três Anéis. Este conceito atribui aos sujeitos com altas Habilidades um conjunto constante de características que se mantém estáveis ao longo de suas vidas. Habilidade acima da média, alta criatividade e um grande envolvimento com as tarefas, ou seja uma alta motivação. Estes grupos se entrelaçam entre si, precisando haver uma interseção destes três "anéis" para que se possa afirmar que alguém é portador de altas habilidades.
  6. 6. Fundamentação TeóricaGardner (1994) considera a inteligência comopotencial biológico e psicológico e sugere queesse potencial realiza-se, mais ou menos, comoconseqüência de fatores culturais e motivacionaisque afetam um indivíduo.Ele propõe a existência de oito inteligências(lingüística, lógico-matemática, musical, espacial,cinestésica, interpessoal, intrapessoal enaturalística).
  7. 7. Fundamentação Teórica Sternberg (2006) a inteligência envolve a interação de três subteorias. A subteoria componente especifica do conjunto potencial de processos mentais que sustenta o comportamento (aquele que é gerado), enquanto a subteoria contextual relaciona inteligência com o mundo exterior em termos de quais comportamentos são inteligentes e onde. A subteoria experimental aborda a relação entre o comportamento em uma determinada tarefa / situação e da quantidade de experiência do indivíduo nessa tarefa / situação.
  8. 8. Fundamentação TeóricaLandau (2002) superdotado é uma criança comoqualquer outra, mas há algo que o distingue: otalento. Todo talento deve ser estimulado, regadocomo se fosse uma planta. Entretanto, existe umateoria antiquada, segundo a qual a criançasuperdotada, sozinha, encontra um caminho paradesenvolver seus potenciais sobre quaisquercircunstâncias.
  9. 9. Fundamentação teórica Alencar. Criatividade se constitui em uma habilidade de sobrevivência para as próximas décadas. Nesse sentido, o papel do pensamento criativo se torna crescente na solução de problemas futuros – em campos como os da ciência, da tecnologia, dos negócios, da política etc.
  10. 10. Fundamentação Teórica Os conceitos de competência e sensibilidade desenvolvidos nateoria piagetiana também são importantes para a análise daquestão das altas habilidades/superdotação. Segundo Piaget acada nova experiência de contato com um estímulo, as estruturascognitivas passam por mudanças e adquirem uma sensibilidadeque ele chamou de competência. Graças a essa competência umindivíduo pode demonstrar maior facilidade do que outras pessoaspara assimilar um ou mais tipos de conhecimento, bem comoresolver problemas de forma mais rápida e criativa.
  11. 11. Características / IndicadoresConfira algumas características de superdotados:Rapidez e facilidade para aprender, abstrair ou fazer associações;Criatividade;Capacidade para analisar e resolver problemas;Independência de pensamento;Habilidade excepcional para esportes, música, artes, dança,informática ou outros talentos;Curiosidade e senso crítico exagerados;Senso de humor;Investimento nas atividades de interesse e descuido com asdemais;Bom relacionamento social e liderança;Aborrecimento com a rotina;Hipersensibilidade.
  12. 12. Mitos O superdotado tem recursos intelectuais suficientes paradesenvolver por conta própria o seu potencial superior; O potencial superior se desenvolve apenas em contextos de nívelsocioeconômico médio ou elevado; Identificado equivocadamente como autista, hiperativo ouportador de algum distúrbio de aprendizagem, como déficit deatenção, ou de problemas de conduta comportamental; Superdotados constituem um grupo homogêneo em termoscognitivos e afetivos” (Fleith).
  13. 13. Atendimento aos alunos com Altas Habilidades• Não existe um modelo ideal, mas podemos considerar que o método adequado é um conjunto de combinações entre alternativas de atendimentos possíveis.• Agrupamento, aceleração e enriquecimento.• Necessidade de flexibilização.• Tutorias especificas;• Monitorias.
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×