Alcançar diagnósticos 3D de elevada performance com NewTom CB3D
<ul><li>VISTA  GERAL </li></ul><ul><li>CB3D imaging: o que significa? Principais diferenças entre CT scanners and Cone Bea...
1. INTRODUÇÃO
Até 1996 Na Radiologia Dentária exames  intraoral ,  panoramico  e  cefalometrico  eram usados diariamente. Para patologia...
Até 1996 2D era o “standard of care” Prós:  Exames Intraoral, panoramico e cefalometrico = 2D <ul><li>Baixa dose de radiaç...
Até 1996 Médicos recorriam a imagens 3D apenas em casos muito particulares e criticos  Prós:  CT scanning + dentascan = 3D...
1996 APRESENTAÇÃO DO PRIMEIRO CONE BEAM 3D SCANNER <ul><li>Introdução </li></ul>
1996 NEWTOM 9000 <ul><li>Introdução </li></ul>
2005  NEWTOM 3G <ul><li>Introdução </li></ul>
2009 NEWTOM VGi <ul><li>Introdução </li></ul>
2. CB3D IMAGING: O QUE SIGNIFICA? Principais diferenças entre CT scanners e Cone Beam 3D imaging scanners.
2. CB3D imaging: o que significa? CT SCANNER Courtesy of  Dr. Massimo Pregarz M.D.  Radiologist D epartment of Radiology, ...
Courtesy of  Dr. Massimo Pregarz M.D.  Radiologist D epartment of Radiology,  Private Hospital “Dr. Pederzoli”, Verona, It...
Courtesy of  Dr. Massimo Pregarz M.D.  Radiologist D epartment of Radiology,  Private Hospital “Dr. Pederzoli”, Verona, It...
CT SCANNER ESPIRAL CT MULTI-CORTE Um corte Multi-corte 2. CB3D imaging: o que significa?
CT SCANNER  SPIRAL MULTI-DETECTOR CT (MDCT) <ul><li>1998 : 4 cortes (GE, Siemens, Toshiba, Philips) </li></ul><ul><li>2001...
MDCT 3D soft tissue Courtesy of  Dr. Massimo Pregarz M.D.  Radiologist D epartment of Radiology,  Private Hospital “Dr. Pe...
MDCT 3D bone Courtesy of  Dr. Massimo Pregarz M.D.  Radiologist D epartment of Radiology,  Private Hospital “Dr. Pederzoli...
MDCT Cortes Axiais Courtesy of  Dr. Massimo Pregarz M.D.  Radiologist D epartment of Radiology,  Private Hospital “Dr. Ped...
MDCT Cortes Coronais Courtesy of  Dr. Massimo Pregarz M.D.  Radiologist D epartment of Radiology,  Private Hospital “Dr. P...
1996 APRESENTAÇÃO DO PRIMEIRO CONE BEAM 3D IMAGING SCANNER 2. CB3D imaging: o que significa?
AQUISIÇÃO VOLUMÉTRICA VS TOMOGRÁFICA 2. CB3D imaging: o que significa?
2. CB3D imaging: what does it mean? AQUISIÇÃO VOLUMÉTRICA VS TOMOGRÁFICA
AQUISIÇÃO VOLUMÉTRICA VS TOMOGRÁFICA 2. CB3D imaging: o que significa?
AQUISIÇÃO VOLUMETRICA RAW DATA + DADOS VOLUMÉTRICOS = SÉRIE DE DADOS 3D 2. CB3D imaging: o que significa?
SÉRIE DE DADOS 3D VOLUME 3D IMAGENS2D 2. CB3D imaging: o que significa?
2. CB3D imaging: o que significa?
NewTom CB3D MDCT 16 cortes 80 mA 120 kV 15 mA 110 kV 2. CB3D imaging: o que significa?
NewTom 3G CB3D MDCT 16 cortes 2. CB3D imaging: o que significa?
NewTom 3G CB3D MDCT 16 cortes 2. CB3D imaging: o que significa?
PORQUÊ OPTAR POR NEWTOM CONE BEAM Em vez do tradicional CT scanner? <ul><li>Até 10x menos dose de radiação para o paciente...
DOSE DE RADIAÇÃO 2. CB3D imaging: o que significa?
DOSE DE RADIAÇÃO ICRP: The International Commission on Radiological Protection is an independent Registered Charity, estab...
DOSE DE RADIAÇÃO 2. CB3D imaging: o que significa?
3. SISTEMAS NEWTOM CB3D Diferentes Campos de Visão (FOV) para diferentes aplicações
<ul><li>Parecido com ortopantomografo </li></ul><ul><li>O menor ponto focal de classe médica </li></ul><ul><li>Posicioname...
POSICIONAMENTO VERTICAL DO PACIENTE 3. Sistemas NewTom CB3D
POSICIONAMENTO VERTICAL DO PACIENTE <ul><li>Prós </li></ul><ul><li>Estudo de algumas patologias relacionadas com Ortodonti...
FOV Hi Res Zoom 12 x 7,5 cm FOV Standard 15 x 15 cm Flat panel DIMENSÕES DO FOV : 3. Sistemas NewTom CB3D
FOVS VARIÁVEIS: standard e hi res. zoom mode standard = cilindro15 ø x 15 cm 3. Sistemas NewTom CB3D
VARIABLE FOVS: standard and hi res. zoom mode Hi res. zoom = cilindro 12 ø x 7.5 cm 3. Sistemas NewTom CB3D
ACESSIVEL A CADEIRAS DE RODAS 3. Sistemas NewTom CB3D
SOLUÇÃO MÓVEL DISPONIVEL 3. Sistemas NewTom CB3D
<ul><li>Parecido com CT scanner  </li></ul><ul><li>Posicionamento horizontal do paciente </li></ul><ul><li>FOVs variáveis:...
POSICIONAMENTO HORIZONTAL DO PACIENTE 3. Sistemas NewTom CB3D
<ul><li>Prós </li></ul><ul><li>Reduz os movimentos durante o exame. </li></ul><ul><li>Serve para crianças. </li></ul><ul><...
FOV 6” 10*10 cm FOV 9” 15*15 cm FOV 12” 20*20 cm DIMENSÕES DE FOV : image intensifier 3. Sistemas NewTom CB3D
FOVS VARIAVEIS: 6”, 9” E 12” 6” = esfera 10 cm ø 3. Sistemas NewTom CB3D
FOVS VARIAVEIS: 6”, 9” E 12” 9” = esfera 15 cm ø 3. Sistemas NewTom CB3D
FOVS VARIAVEIS: 6”, 9” AND 12” 12” = esfera 20 cm ø 3. Sistemas NewTom CB3D
4. NEWTOM CB3D - APLICAÇÕES CLINICAS
Dentisteria geral 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Dentisteria geral 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Dentisteria geral 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
4. NewTom 3G clinical applications
Courtesy of  KOSTAS  TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD  Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University ...
Courtesy of  KOSTAS  TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD  Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University ...
Compound Odontoma Courtesy of  KOSTAS  TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD  Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Rad...
Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Ortodontia Courtesy of  SUSANNA BOTTICELLI, DDS,MSc  Department of Orthodontics Faculty of Health Sciences, School of Dent...
4. NewTom CB3D – aplicações clinicas Ortodontia
4. NewTom CB3D – aplicações clinicas Ortodontia
4. NewTom CB3D – aplicações clinicas Ortodontia
ORL 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Courtesy of  MICHAEL L. GELB, DDS, MS Clinical Professor New York University www.gelbcenter.com “NewTom Day 2008” ORL C5 4...
4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL
4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL
4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL
4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL
ENT Courtesy of  FRANÇOIS FURIA MD ROOSEVELT CLINIC (PARIS - France) “ NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
ENT ASPERGILLOSIS Courtesy of  FRANÇOIS FURIA MD ROOSEVELT CLINIC (PARIS - France) “ NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – apl...
ENT Courtesy of  FRANÇOIS FURIA MD ROOSEVELT CLINIC (PARIS - France) “ NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
ENT JT Lawson et al. Digital imaging: a valuable technique for the postoperative assesment of cochlear implantation. Eur R...
Courtesy of  MARCO BARILLARI MD University of Verona Department of Radiology Policlinico G.B. Rossi “NewTom Day 2008” 4. N...
Endo/Perio 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
Cirurgia Maxilo-facial 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
CIRURGIA MAXILO-FACIAL 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
4. NewTom 3G clinical applications CIRURGIA MAXILO-FACIAL
4. NewTom CB3D – aplicações clinicas CIRURGIA MAXILO-FACIAL
4. NewTom CB3D – aplicações clinicas CIRURGIA MAXILO-FACIAL
Courtesy of  KOSTAS  TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD  Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University ...
Courtesy of  KOSTAS  TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD  Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University ...
Courtesy of  KOSTAS  TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD  Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University ...
5. Compatibilidade com outros softwares 5. COMPATIBILIDADE COM OUTROS SOFTWARES Aplicações de software e novos diagnóstico...
<ul><li>Uso de outros softwares para criação de protótipos </li></ul><ul><li>Uso de outros softwares para criação de guias...
5. Compatibilidade com outros softwares
5. Compatibilidade com outros softwares
Guias cirurgicas IMPLANTOLOGIA 5. Compatibilidade com outros softwares
Guias cirurgicas IMPLANTOLOGIA 5. Compatibilidade com outros softwares
Guias  cirúrgicas IMPLANTOLOGIA 5. Compatibilidade com outros softwares
Navegação IMPLANTOLOGIA, ORTODONTIA e ORL 5. Compatibilidade com outros softwares
Exame cefalométrico ORTODONTIA 5. Compatibilidade com outros softwares
5. Compatibilidade com outros softwares Exame cefalométrico ORTODONTIA
5. Compatibilidade com outros softwares Exame cefalométrico ORTODONTIA
5. Compatibilidade com outros softwares Exame cefalométrico ORTODONTIA
Vias aéreas ORL Courtesy of  Dr. Michael Gelb Clinical Professor New York University www.gelbcenter.com “NewTom Day 2008” ...
Courtesy of  Dr. Michael Gelb Clinical Professor New York University www.gelbcenter.com “NewTom Day 2008” Vias aéreas ORL ...
Simulação tecidos moles CIRURGIA MAXILI-FACIAL e outras aplicações 5. Compatibilidade com outros softwares
TEST TEST OBRIGADO PELA PRESENÇA
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

New Tom Cbct

916 views
813 views

Published on

Apresentação feita na ESTSP para o seminário de radiologia &quot;Na fronteira do invisível&quot; - Janeiro 2010

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
916
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
45
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

New Tom Cbct

  1. 1. Alcançar diagnósticos 3D de elevada performance com NewTom CB3D
  2. 2. <ul><li>VISTA GERAL </li></ul><ul><li>CB3D imaging: o que significa? Principais diferenças entre CT scanners and Cone Beam 3D imaging scanners. </li></ul><ul><li>NewTom CB3D: diferent es campos de visão (FOV) para diferentes aplicações. </li></ul><ul><li>NewTom 3B3D - aplicações clinicas </li></ul><ul><li>NewTom e compatibilidade com softwares terceiros: aplicações de software e novos diagnósticos usando NewTom CB3D systems </li></ul>
  3. 3. 1. INTRODUÇÃO
  4. 4. Até 1996 Na Radiologia Dentária exames intraoral , panoramico e cefalometrico eram usados diariamente. Para patologias mais complicadas CT scanning também estava disponivel, juntamente com um software especifico para a àrea dentária, vulgo Dentascan. Médicos recorriam a imagens 3D apenas em casos muito particulares e criticos. Por outras palavras 2D era o “standard of care”, não 3D Exames Intraoral, panoramico e cefalometrico = 2D CT scanning + dentascan = 3D <ul><li>Introdução </li></ul>
  5. 5. Até 1996 2D era o “standard of care” Prós: Exames Intraoral, panoramico e cefalometrico = 2D <ul><li>Baixa dose de radiação para uma simples aquisição </li></ul><ul><li>Equipamento na clinica </li></ul><ul><li>Baixos custos de utilização </li></ul><ul><li>Sobreposição de estruturas anatómicas </li></ul><ul><li>Distorção geométrica </li></ul>Contras <ul><li>Introdução </li></ul>
  6. 6. Até 1996 Médicos recorriam a imagens 3D apenas em casos muito particulares e criticos Prós: CT scanning + dentascan = 3D <ul><li>Imagens de diagnóstico muito mais precisas </li></ul><ul><li>Imagens 3D </li></ul>Contras: <ul><li>Elevada dose de radiação para o paciente </li></ul><ul><li>Equipamentos muito grandes(não cabe em clinicas privadas) </li></ul><ul><li>Artefactos metálicos </li></ul><ul><li>Elevado custo (aquisição e manutenção) </li></ul><ul><li>Introdução </li></ul>
  7. 7. 1996 APRESENTAÇÃO DO PRIMEIRO CONE BEAM 3D SCANNER <ul><li>Introdução </li></ul>
  8. 8. 1996 NEWTOM 9000 <ul><li>Introdução </li></ul>
  9. 9. 2005 NEWTOM 3G <ul><li>Introdução </li></ul>
  10. 10. 2009 NEWTOM VGi <ul><li>Introdução </li></ul>
  11. 11. 2. CB3D IMAGING: O QUE SIGNIFICA? Principais diferenças entre CT scanners e Cone Beam 3D imaging scanners.
  12. 12. 2. CB3D imaging: o que significa? CT SCANNER Courtesy of Dr. Massimo Pregarz M.D. Radiologist D epartment of Radiology, Private Hospital “Dr. Pederzoli”, Verona, Italy
  13. 13. Courtesy of Dr. Massimo Pregarz M.D. Radiologist D epartment of Radiology, Private Hospital “Dr. Pederzoli”, Verona, Italy Bone window Soft tissue window CT SCANNER 2. CB3D imaging: o que significa?
  14. 14. Courtesy of Dr. Massimo Pregarz M.D. Radiologist D epartment of Radiology, Private Hospital “Dr. Pederzoli”, Verona, Italy sequencial espiral CT SCANNER 2. CB3D imaging: o que significa?
  15. 15. CT SCANNER ESPIRAL CT MULTI-CORTE Um corte Multi-corte 2. CB3D imaging: o que significa?
  16. 16. CT SCANNER SPIRAL MULTI-DETECTOR CT (MDCT) <ul><li>1998 : 4 cortes (GE, Siemens, Toshiba, Philips) </li></ul><ul><li>2001 : 8 cortes (GE) </li></ul><ul><li>2002 : 16 cortes (GE, Siemens, Toshiba, Philips) </li></ul><ul><li>2004 : 64 cortes (GE, Siemens) </li></ul><ul><li>2005 : 128 cortes (Toshiba) </li></ul><ul><li>2006 : 256 cortes (Toshiba) </li></ul>2. CB3D imaging: o que significa?
  17. 17. MDCT 3D soft tissue Courtesy of Dr. Massimo Pregarz M.D. Radiologist D epartment of Radiology, Private Hospital “Dr. Pederzoli”, Verona, Italy 2. CB3D imaging: o que significa?
  18. 18. MDCT 3D bone Courtesy of Dr. Massimo Pregarz M.D. Radiologist D epartment of Radiology, Private Hospital “Dr. Pederzoli”, Verona, Italy 2. CB3D imaging: o que significa?
  19. 19. MDCT Cortes Axiais Courtesy of Dr. Massimo Pregarz M.D. Radiologist D epartment of Radiology, Private Hospital “Dr. Pederzoli”, Verona, Italy 2. CB3D imaging: o que significa?
  20. 20. MDCT Cortes Coronais Courtesy of Dr. Massimo Pregarz M.D. Radiologist D epartment of Radiology, Private Hospital “Dr. Pederzoli”, Verona, Italy 2. CB3D imaging: o que significa?
  21. 21. 1996 APRESENTAÇÃO DO PRIMEIRO CONE BEAM 3D IMAGING SCANNER 2. CB3D imaging: o que significa?
  22. 22. AQUISIÇÃO VOLUMÉTRICA VS TOMOGRÁFICA 2. CB3D imaging: o que significa?
  23. 23. 2. CB3D imaging: what does it mean? AQUISIÇÃO VOLUMÉTRICA VS TOMOGRÁFICA
  24. 24. AQUISIÇÃO VOLUMÉTRICA VS TOMOGRÁFICA 2. CB3D imaging: o que significa?
  25. 25. AQUISIÇÃO VOLUMETRICA RAW DATA + DADOS VOLUMÉTRICOS = SÉRIE DE DADOS 3D 2. CB3D imaging: o que significa?
  26. 26. SÉRIE DE DADOS 3D VOLUME 3D IMAGENS2D 2. CB3D imaging: o que significa?
  27. 27. 2. CB3D imaging: o que significa?
  28. 28. NewTom CB3D MDCT 16 cortes 80 mA 120 kV 15 mA 110 kV 2. CB3D imaging: o que significa?
  29. 29. NewTom 3G CB3D MDCT 16 cortes 2. CB3D imaging: o que significa?
  30. 30. NewTom 3G CB3D MDCT 16 cortes 2. CB3D imaging: o que significa?
  31. 31. PORQUÊ OPTAR POR NEWTOM CONE BEAM Em vez do tradicional CT scanner? <ul><li>Até 10x menos dose de radiação para o paciente </li></ul><ul><li>Preços de aquisição e manutenção acessiveis </li></ul><ul><li>Solução na clinica: menor àrea necessária </li></ul><ul><li>Sem artefactos: mais adequado para dentária e ORL </li></ul><ul><li>Equipamento e software dedicados </li></ul><ul><li>Compativel com outros equipamentos na clínica (panoramico, ceph...) </li></ul>2. CB3D imaging: o que significa?
  32. 32. DOSE DE RADIAÇÃO 2. CB3D imaging: o que significa?
  33. 33. DOSE DE RADIAÇÃO ICRP: The International Commission on Radiological Protection is an independent Registered Charity, established to advance for the public benefit the science of radiological protection, in particular by providing recommendations and guidance on all aspects of protection against ionising radiation. 2. CB3D imaging: o que significa?
  34. 34. DOSE DE RADIAÇÃO 2. CB3D imaging: o que significa?
  35. 35. 3. SISTEMAS NEWTOM CB3D Diferentes Campos de Visão (FOV) para diferentes aplicações
  36. 36. <ul><li>Parecido com ortopantomografo </li></ul><ul><li>O menor ponto focal de classe médica </li></ul><ul><li>Posicionamento vertical do paciente (sentado ou de pé) </li></ul><ul><li>FOVs variáveis: standard e hi res. zoom mode </li></ul><ul><li>Acessivel a cadeira de rodas </li></ul><ul><li>Solução móvel disponivel </li></ul>3. Sistemas NewTom CB3D
  37. 37. POSICIONAMENTO VERTICAL DO PACIENTE 3. Sistemas NewTom CB3D
  38. 38. POSICIONAMENTO VERTICAL DO PACIENTE <ul><li>Prós </li></ul><ul><li>Estudo de algumas patologias relacionadas com Ortodontia (e.g. Posição real position dos tecidos moles quando o paciente está erecto) </li></ul><ul><li>Pequena área ocupada </li></ul><ul><li>Mais confortável para o paciente por ser similar a um Ortopantomografo </li></ul><ul><li>Contras </li></ul><ul><li>Só para pacientes conscientes </li></ul><ul><li>Em alguns CB3D verticais mais dose ou volume adquirido muito pequeno </li></ul>3. Sistemas NewTom CB3D
  39. 39. FOV Hi Res Zoom 12 x 7,5 cm FOV Standard 15 x 15 cm Flat panel DIMENSÕES DO FOV : 3. Sistemas NewTom CB3D
  40. 40. FOVS VARIÁVEIS: standard e hi res. zoom mode standard = cilindro15 ø x 15 cm 3. Sistemas NewTom CB3D
  41. 41. VARIABLE FOVS: standard and hi res. zoom mode Hi res. zoom = cilindro 12 ø x 7.5 cm 3. Sistemas NewTom CB3D
  42. 42. ACESSIVEL A CADEIRAS DE RODAS 3. Sistemas NewTom CB3D
  43. 43. SOLUÇÃO MÓVEL DISPONIVEL 3. Sistemas NewTom CB3D
  44. 44. <ul><li>Parecido com CT scanner </li></ul><ul><li>Posicionamento horizontal do paciente </li></ul><ul><li>FOVs variáveis: 6”, 9” and 12” </li></ul><ul><li>Partes móveis cobertas para evitar distracções/movimento da cabeça </li></ul>3. Sistemas NewTom CB3D
  45. 45. POSICIONAMENTO HORIZONTAL DO PACIENTE 3. Sistemas NewTom CB3D
  46. 46. <ul><li>Prós </li></ul><ul><li>Reduz os movimentos durante o exame. </li></ul><ul><li>Serve para crianças. </li></ul><ul><li>Estudo de algumas patologias relatadas em ORL (e.g. Apneia do Sono simula a posição do paciente a dormir). </li></ul><ul><li>Traumatologia necessita fácil posicionamento para pacientes inconscientes. </li></ul><ul><li>Para simular ambiente real durante cirurgia maxilo-facial. A mesma posição para o exame e a cirurgia. </li></ul><ul><li>Para departamentos forenses estudarem cadáveres. </li></ul>HORIZONTAL POSITIONING OF THE PATIENT 3. Sistemas NewTom CB3D
  47. 47. FOV 6” 10*10 cm FOV 9” 15*15 cm FOV 12” 20*20 cm DIMENSÕES DE FOV : image intensifier 3. Sistemas NewTom CB3D
  48. 48. FOVS VARIAVEIS: 6”, 9” E 12” 6” = esfera 10 cm ø 3. Sistemas NewTom CB3D
  49. 49. FOVS VARIAVEIS: 6”, 9” E 12” 9” = esfera 15 cm ø 3. Sistemas NewTom CB3D
  50. 50. FOVS VARIAVEIS: 6”, 9” AND 12” 12” = esfera 20 cm ø 3. Sistemas NewTom CB3D
  51. 51. 4. NEWTOM CB3D - APLICAÇÕES CLINICAS
  52. 52. Dentisteria geral 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  53. 53. Dentisteria geral 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  54. 54. Dentisteria geral 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  55. 55. 4. NewTom 3G clinical applications
  56. 56. Courtesy of KOSTAS TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University of Athens “NewTom Day 2008” Dentigerous cyst 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas Dentisteria geral
  57. 57. Courtesy of KOSTAS TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University of Athens “NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas Dentisteria geral
  58. 58. Compound Odontoma Courtesy of KOSTAS TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University of Athens “NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas Dentisteria geral
  59. 59. Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  60. 60. Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  61. 61. Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  62. 62. Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  63. 63. Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  64. 64. Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  65. 65. Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  66. 66. Implantologia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  67. 67. Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  68. 68. Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  69. 69. Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  70. 70. Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  71. 71. Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  72. 72. Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  73. 73. Ortodontia 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  74. 74. Ortodontia Courtesy of SUSANNA BOTTICELLI, DDS,MSc Department of Orthodontics Faculty of Health Sciences, School of Dentistry University of Aarhus (DK) “NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  75. 75. 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas Ortodontia
  76. 76. 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas Ortodontia
  77. 77. 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas Ortodontia
  78. 78. ORL 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  79. 79. Courtesy of MICHAEL L. GELB, DDS, MS Clinical Professor New York University www.gelbcenter.com “NewTom Day 2008” ORL C5 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  80. 80. 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL
  81. 81. 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL
  82. 82. 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL
  83. 83. 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL
  84. 84. ENT Courtesy of FRANÇOIS FURIA MD ROOSEVELT CLINIC (PARIS - France) “ NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  85. 85. ENT ASPERGILLOSIS Courtesy of FRANÇOIS FURIA MD ROOSEVELT CLINIC (PARIS - France) “ NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  86. 86. ENT Courtesy of FRANÇOIS FURIA MD ROOSEVELT CLINIC (PARIS - France) “ NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  87. 87. ENT JT Lawson et al. Digital imaging: a valuable technique for the postoperative assesment of cochlear implantation. Eur Radiol (1998) 8:951-54 Courtesy of MARCO BARILLARI MD University of Verona Department of Radiology Policlinico G.B. Rossi “NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL LATERAL SEMICIRCULAR CANAL VERTICAL AXIS SUPERIOR SEMICIRCULAR CANAL COCHLEA SUPERIOR SEMICIRCULAR CANAL VERTICAL AXIS
  88. 88. Courtesy of MARCO BARILLARI MD University of Verona Department of Radiology Policlinico G.B. Rossi “NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas ORL
  89. 89. Endo/Perio 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  90. 90. ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  91. 91. ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  92. 92. ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  93. 93. ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  94. 94. ENDO/PERIO 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  95. 95. Cirurgia Maxilo-facial 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  96. 96. CIRURGIA MAXILO-FACIAL 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas
  97. 97. 4. NewTom 3G clinical applications CIRURGIA MAXILO-FACIAL
  98. 98. 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas CIRURGIA MAXILO-FACIAL
  99. 99. 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas CIRURGIA MAXILO-FACIAL
  100. 100. Courtesy of KOSTAS TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University of Athens “NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas CIRURGIA MAXILO-FACIAL
  101. 101. Courtesy of KOSTAS TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University of Athens “NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas CIRURGIA MAXILO-FACIAL
  102. 102. Courtesy of KOSTAS TSIKLAKIS, DDS,MSc,PhD Professor and Chairman Department of Oral Diagnosis and Radiology University of Athens “NewTom Day 2008” 4. NewTom CB3D – aplicações clinicas CIRURGIA MAXILO-FACIAL
  103. 103. 5. Compatibilidade com outros softwares 5. COMPATIBILIDADE COM OUTROS SOFTWARES Aplicações de software e novos diagnósticos usando NewTom CB3D
  104. 104. <ul><li>Uso de outros softwares para criação de protótipos </li></ul><ul><li>Uso de outros softwares para criação de guias cirurgicas </li></ul><ul><li>Nova análise cefalometrica baseada em 3D data-set </li></ul><ul><li>Previsão em movimento de tecidos moles antes de qualquer tratamento sirurgico </li></ul><ul><li>e mais... </li></ul>Aplicações de software e novos diagnosticos usando NewTom CB3D 5. Compatibilidade com outros softwares
  105. 105. 5. Compatibilidade com outros softwares
  106. 106. 5. Compatibilidade com outros softwares
  107. 107. Guias cirurgicas IMPLANTOLOGIA 5. Compatibilidade com outros softwares
  108. 108. Guias cirurgicas IMPLANTOLOGIA 5. Compatibilidade com outros softwares
  109. 109. Guias cirúrgicas IMPLANTOLOGIA 5. Compatibilidade com outros softwares
  110. 110. Navegação IMPLANTOLOGIA, ORTODONTIA e ORL 5. Compatibilidade com outros softwares
  111. 111. Exame cefalométrico ORTODONTIA 5. Compatibilidade com outros softwares
  112. 112. 5. Compatibilidade com outros softwares Exame cefalométrico ORTODONTIA
  113. 113. 5. Compatibilidade com outros softwares Exame cefalométrico ORTODONTIA
  114. 114. 5. Compatibilidade com outros softwares Exame cefalométrico ORTODONTIA
  115. 115. Vias aéreas ORL Courtesy of Dr. Michael Gelb Clinical Professor New York University www.gelbcenter.com “NewTom Day 2008” 5. Compatibilidade com outros softwares
  116. 116. Courtesy of Dr. Michael Gelb Clinical Professor New York University www.gelbcenter.com “NewTom Day 2008” Vias aéreas ORL 5. Compatibilidade com outros softwares
  117. 117. Simulação tecidos moles CIRURGIA MAXILI-FACIAL e outras aplicações 5. Compatibilidade com outros softwares
  118. 118. TEST TEST OBRIGADO PELA PRESENÇA

×