Your SlideShare is downloading. ×
Creativity, Innovation and the Future
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Creativity, Innovation and the Future

300
views

Published on

Trabalho Individual realizado no âmbito da UC VI – Técnicas Criativas e de Inovação, na Pós-graduação de Prospectiva, Estratégia e Inovação (2011/2012)

Trabalho Individual realizado no âmbito da UC VI – Técnicas Criativas e de Inovação, na Pós-graduação de Prospectiva, Estratégia e Inovação (2011/2012)


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
300
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
9
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Creativity,Creativity, Innovation and the Future Pós-graduação em Prospectiva, Estratégia e InovaçãoTrabalho Individual realizado no âmbito da UC VI – Técnicas Criativas e de Inovação Marisa F. Silva Abril 2012 1
  • 2. AgendaBelief Systems (Homework #1)Innovation Landscapes (Homework #2)Rebuilding for Creativity (Homework #3) 2
  • 3. Belief SystemsThe Rule and its NegationA REGRA: A Equipa é escolhida e o projecto/tarefas assignadas Na minha empresa, uma consultora especializada em Project Management, Business Analysis e Governance, Risk and Compliance, sempre que surge um novo projecto é designado um Gestor de Projecto que vai seleccionar a sua Equipa dentre os disponíveis na Resource Pool, e aloca cada pessoa à tarefa mais adequada de acordo com o seu perfil e skills, conduzindo quase sempre às mesmas habituais pessoas nas Equipas de projectoANTI-REGRA: Cada um escolhe a sua Equipa e projecto/tarefas Todos somos agentes livres e devemos ter a liberdade de escolher. As tarefas e a Equipas devem ser escolhidas em vez de assignadas, permitindo que o âmbito da autonomia da Equipa seja alargado e assim seja desenvolva uma hierarquia natural, co- participativa e mais flexível para a estrutura do projecto. Ownership e comprometimento em vez de autoridade e hierarquia. 3
  • 4. Belief SystemsFutures Wheel Sentido de Ownership da Colaboração tarefa Desorganiz entre a ação Equipa Desnivelam Cada um ento de cargas entre escolhe a Indecisão Equipas e sua Equipa . tarefas e tarefas Demora Confiança e para constituir laços mais Equipa Impacts next estreitos na Satisfação Monday Equipa profissional e Impacts in 5 years motivação 4
  • 5. Belief SystemsHidden Chances Maximizar a retenção, menos turnover Não muita gente tem a oportunidade de decidir onde quer trabalhar e essa é muitas vezes uma razão para a saída das pessoas das Equipas/empresa. Dando-lhes a oportunidade de escolher, a sua continuidade é potenciada Medir o risco do projecto pela adesão das pessoas à Equipa As pessoas tenderão a escolher projectos/Equipas que lhes parecem atractivas ou com melhores resultados futuros e a não escolher projectos/Equipas que lhes pareçam arriscados; a auto-selecção servirá de critério para apreender desde o início os riscos do projecto e investir na sua mitigação desde logo Vender o projecto à Equipa antes de executar o projecto Os Gestores de Projecto serão evangelizadores e farão o marketing do seu projecto/Equipa, apresentando benefícios de pertencer ao projecto/Equipa e investindo em acções de team building, que vão acabar por reforçar os laços da Equipa Planear a Carreira desde o início Se forem as pessoas a escolherem o seu projecto/Equipa, serão “forçadas” a definir logo no início do projecto o seu plano de carreira e avaliação com o Gestor de Projecto em vez de só no final como habitualmente sucede e conduzindo por isso a mais honestidade e transparência além de permitir um mais efectivo apoio do Gestor na execução do plano de carreira 5
  • 6. Belief SystemsHidden Chances Possibilidade de recomeçar e adquirir novas competências O facto de serem as próprias pessoas a escolherem os seus projectos dá-lhes a oportunidade de recomeçar de novo numa nova Equipa, no caso de desempenhos passados menos positivos junto da antiga Equipa, e também de adquirir novas skills numa Equipa/ projecto capaz de maximizar o seu potencial Ownership Por se tratar de uma decisão consciente e informada das próprias pessoas ao escolherem o seu projecto/Equipa/tarefas, há menos tendência para encontrar pretextos para o que possa correr mal, isto é, gera-se um sentimento de responsabilidade maior, de accountability e ownership Competição Inter-Equipa/Projecto O facto de existirem várias Equipas/Projectos em simultâneo poderá conduzir a uma saudável competição entre eles, para ver quem “brilha” mais. Nesse sentido, é expectável que se verifique mais colaboração e produtividade intra-Equipa Confiança, Satisfação, Motivação Poder sermos ouvidos e decidirmos sobre os nossos interesses conduz a níveis mais elevados de satisfação e motivação profissional, além de permitir o estabelecimento de fortes laços de confiança na Equipa porque todos abraçam de livre vontade um objectivo comum 6
  • 7. Innovation Landscapes Innovation LandscapeO negócio da consultoria, e da minha empresa em particular, apresentou especial crescimento dainovação nos últimos anos, sobretudo ao nível de Business Model, Core Process e Brand. 7
  • 8. Innovation LandscapesDoblin Ten Types Of Innovation Finance Process Offering Delivery Custome ProductBusiness Networki Enabling Core Product r Performa Service Channel Brand Model ng Process Process System Experien nce ceAdaptação Parcerias Melhorias Novos Melhorias Adição de Novos Novo forma Reposicion Produtosdo negócio estratégicas nos produtos nos component serviços a de amento da combinadospara servir processos com produtos es montante e atendiment marca para umaoutras Entrada em diferenciada existentes customizáv jusante do o/canal experiênciaindústrias novos Adaptação proposição eis no core Thought completa mercados a ISO 9001 de valor serviço core (diagnóstico leadershipAdaptação e CMMI , avaliação Cross-do negócio de sellingpara resultados,acompanha etc)r novasmetodologias de GestãoProjecto 8
  • 9. Business process re-engineering, time-motion, Lean, value-chain analysis, TQM, system dynamics, outsourcing, Six Sigma, benchmarking, balanced scorecard, SSADM, UML, DSMS, Agile, Porters Five Forces, Industry Lifecycle, 4 Cs, 4 Ps, Culture Change, Organisational Learning, 7-S Framework, Force field analysis, Core competence, Emotional Intelligence, Management by Objectives, Performance management, Portfolio management, Growth Share Matrix, Portfolio analysis, ADL Matrix, BCG Matrix, Innovation Management, Cash ratio, DCF, EBIT, Cash-flow, PLA, ROI, P/E Ratio, seven habits, continuous professional development,All SWOT, Cost-Benefit Analysis, PEST analysis,as China, India and the Middle East offer the 6t consultants agree that emerging markets such brain-storming, Innovation adoption curve, bestopportunities for the future. But they accept that most of their business will come from the developed worldforhinking hats (DeBono), Product/Market Grid, human capital index, game theory, governance a while yet. So the industry badly needs a “Big New Idea” that it can sell to clients there. Previousconsulting strategy mapping, Schein’s levels “total qualitydimensions of and re-engineering. But at the models, booms were built on ideas such as of culture, management” change, risk management,moment consultants have no successor to scuh money-spinners. Capability maturity model, theory of reasoned action, Soft Systems Methodology, Kepner-Treqoe Matrix, Cost-Benefit analyses, absorption costing, contingency theory, group think, core groups, strategic business unit design, results orientated management, root cause analysis,Kaizen, diamond model, parenting styles, levers of control, change phases, planned behaviour, the OEM cube, cost benefit analysis, change management, the matrix of change, risk management, statistical process control, Systems Dynamics, organisational development, Scenario Planning. 9
  • 10. Innovation LandscapesMain Chances for Business Innovation for the future Novos modelos de negócio, mais focados na experiência global e conjunta de várias metodologias e ferramentas (de Project Management, Business Analysis e Governance, Risk and Compliance) do que somente num único produto/serviço Explorar produtos/serviços em crescimento, como Lean, Agile, Six-sigma Crowdsourcing e utilização das redes sociais para obter soluções diferentes para problemas de sempre Co-criação da solução final com o próprio cliente, numa estrutura de rede de inovação e variadas iterações Uso de ferramentas como design thinking para melhor ir de encontro às expectativas do cliente Cooperação com universidades para avanço do conhecimento e iniciativas conjuntas com outras empresas de consultoria em clusters específicos 10
  • 11. Rebuilding for CreativityAn exceptionally creative company is rebornEmpresa que incentiva e recompensa o fracasso, isto é, procura a eficiência do erro,para que se possa fazer melhores erros amanhã, aprender e inovarEquipas multi-disciplinares, que abracem a diversidade e a diferença (ex: IDEO)Empowerment e autonomia dos colaboradores: sem hierarquia; cada um escolhe a suaEquipa e as suas tarefas (ex: Morning Star Self-Management)Detida pelos empregados, com todos os lucros partilhadosNão existe controlo de tempos (timesheet), estimativas de esfoço ou deadlines;organização parte da confiança e comprometimentoSão definidos objectivos ambiciosos e Equipas são ajudadas a aprender e crescerCada um tem um mentor mais experiente para o orientar e ensinarUsar crowdsourcing e a expertise dos empregadosContribuição e preocupação social 11
  • 12. Rebuilding for CreativityEnhancing incubator-abilities Agir como um acelerador de projectos (project booster) Disponibilizar formação (workshop, master classes) Realizar e disponibilizar estudos de melhores práticas (benchmarking) Ter um laboratório de Design Thinking (design thinking lab) Fazer Advisory, coaching, mentoring Apoiar no Roadmapping, elaboração de Business Model, estudos de viabilidade, etc Apoiar no Financiamento de novas ideias (directamente ou através de business angels, BIC’s, etc) e no Marketing (branding, etc)Enhancing attractor-abilities Elaborar e dinamizar Plataforma colaborativa para registo de ideias internas (ex: InnovCenter, Mota- Engil) Publicar e disponibilizar publicações de research e benchmarking Patrocinar cursos universitários que promovam a inovação Elaborar e dinamizar Plataforma de crowdsourcing para universidades Promover Concurso/Festival de ideias (Ideas Challenge) Ter Open-Day’s para entrosamento com comunidade Promover networking e ser um animador dos clusters existentes (Hub networking, thematic meetings, etc) Ser um descobridor de oportunidades de inovação (Opportunity Spotter) 12
  • 13. Rebuilding for CreativityUsing Digitalization to enhance creativity Usar tecnologia e design para criar serviços mais interactivos (aplicações para tablets e mobile) Criar conteúdos de formação mais apelativos Aproveitar era digital para novas formas e canais de disseminação dos serviços da empresa e marketing digital Usar oppen innovation e plataformas de crowdsourcing para resolver problemas ou obter sugestões de melhoria/ novos produtos Usar ferramentas de colaboração para aumentos de produtividade e entrosamento entre colaboradores e entre a empresa com os seus clientes, fornecedores e parceiros Criar blogue da empresa gerido e mantido pelos colaboradores, sem filtros de conteúdo 13
  • 14. Rebuilding for CreativityWhat is hindering Innovation? Aversão ao risco Pouca partilha de informação entre Equipas Medo de falhar Pouca visibilidade sobre Pouca Culture iniciativas autonomia/emporwerment Demasiado foco em $$ e Não execução/ pouco em inovações implementação da ideia incrementais Pouco tempo disponível Pressão para executar, agora People Resistência à mudança/comodismo Demasiada burocracia Demasiados “filtros” até ao Processes decisor Sistema pouco estruturado desde o surgimento da ideia até à sua aplicação 14
  • 15. 15