Your SlideShare is downloading. ×
Nilvaandrade ativ5
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Nilvaandrade ativ5

321
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
321
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
6
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. A craseO termo crase significa fusão, junção. Emportuguês, a crase é o nome que se dá à contração da preposição "a" com: * artigo feminino "a" ou "as". * o "a" dos pronomes "aquele"(s), "aquela"(s), "aquilo", "aqueloutro"(s) e "aqueloutra" (s). * o "a" do pronome relativo "a qual" e "as quais"
  • 2. * o "a" do pronome demonstrativo "a" ou "as". Observação geral de Crase: Semprehaverá crase quando a oração se refere a alguém ou a alguma coisa.O sinal que indica a fusão, que indica terhavido crase de dois aa é o acento grave.
  • 3. * Acentua-se a preposição a quando, substituindo-se a palavra feminina por uma masculina, o a torna-se ao. * As palavras terra e casa são casosespeciais de crase. A preposição "a" antes da palavra casa (lar) só recebe o acento gravequando vier acompanhada de um modificador, caso contrário não ocorre a crase.
  • 4. Já com a palavra terra (chão firme, oposto de bordo) só ocorre crase quando vieracompanhada de um modificador - da mesma maneira que existe a expressão "a bordo",enquanto que com a palavra terra (terra natal ou planeta) sempre ocorre crase.
  • 5. Exemplos:Chegamos cedo a casa (coloquialmente, "em casa"). Chegamos cedo à casa de meu pai. Os jangadeiros voltaram a terra. Os jangadeiros chegaram à terra procurada. Ele voltou à terra dos avós.
  • 6. * O pronome aquele (e variações) e também aquilo e aqueloutro (e variações) podem receber acento grave no a inicial, desde que haja um verbo ou um nome relativo que peça a preposição a. * A contração "à" pode surgir também com a elipse de expressões como "à moda (de)","à maneira (de)", como em "arroz à grega" (à maneira grega), "filé à Chatô" (à moda deChatô)", etc. É este o único caso em que "à" se pode usar antes de um nome masculino.
  • 7. Regras de verificaçãoPara saber se a crase é aplicável, ouseja, se deve ser usada a contração à (com acento grave) em vez dapreposição a (sem acento), aplique- se uma das regras de verificação: 1) substitui-se a preposição a poroutra preposição, como em ou para; se, com a substituição, o artigodefinido a permanecer, então a crase é aplicável.
  • 8. Exemplos: Pedro viajou à Região Nordeste: com crase,porque equivale a Pedro viajou para a Região Nordeste O autor dedicou o livro a sua esposa; sem crase em português do Brasil, porque equivale a O autor dedicou o livro para sua esposa; mas com crase em português de Portugal,O autor dedicou o livro para a sua esposa.
  • 9. 2) troca-se o complemento nominal, após "a", de um substantivo feminino para um substantivo masculino; se, com a troca, for necessário o uso da combinação ao, então a crase é aplicável. Exemplos: Prestou relevantes serviços à comunidade; com crase, porque ao se trocar ocomplemento - Prestou relevantes serviços ao povo - aparece a combinação ao.
  • 10. Chegarei daqui a uma hora; sem crase, porque ao se trocar o complemento -Chegarei daqui a um minuto - não aparece a combinação ao. Importante: A crase não ocorre: antes de palavras masculinas; antes de verbos, depronomes pessoais, de nomes de cidade quenão utilizam o artigo feminino, da palavra casa quando tem significado do próprio lar, dapalavra terra quando tem sentido de solo e de expressões com palavras repetidas (dia a dia).
  • 11. Crase facultativaA crase é facultativa nos seguintes casos: * Antes de nome próprio feminino: Refiro-me à (a) Fernanda. * Antes de pronome possessivo feminino: Dirija-se à (a) sua fazenda. * Depois da preposição até: Dirija-se até à (a) porta.
  • 12. Casos Proibidos O uso da crase é proibido: * Antes do emprego de verbos: Preços a combinar.* Antes de substantivos masculinos: Passear a Cavalo
  • 13. * Antes de numerais: De 100 a 1.000Encontramos o produto numa faixa de preço que vai de R$120,00 a R$ 150,00. * Antes de plural sem o emprego do artigo definido as: a brilhantes cientistas a problemas
  • 14. * Antes de pronomes indefinidos, pessoais,relativos ou demonstrativos (com exceção da terceira pessoa): Entregue o relatório a ela. (Pessoal)Dei nota zero a esta aluna. (Demonstrativo)Permiti apenas a uma mulher conhecer-me. (Indefinido) Jamais dei dinheiro a ninguém. (Relativos)
  • 15. Atenção (Pronomes demonstrativos de 3ªpessoa, aquele, aquela, aqueles, aquelas podem levar crase): Entreguei as chaves àquela mulher. (Demonstrativo) * Entre substantivos idênticos:Menino, vais tomar essa sopa gota a gota! Vamos nos encontrar cara a cara.
  • 16. * A exceção de: É preciso declarar guerra à guerra! É preciso dar mais vida à vida!* Antes de topônimos de cidades que não admitem a: Vou a Salvador. Vou a Lisboa. Vou a Madri.
  • 17. Obs.: Substituir por: "Estou na" ou "Vim da" (vai crase) - "Estou em" ou "Vim de" (não vai crase).Ex: Vou a Brasília. - Estou em Brasília. Vim deBrasília.(não vai crase), Estou na Brasília. Vimda Brasília.(não concorda). Ex: Vou a Bahia. - Estou em Bahia. Vim de Bahia.(não vai crase), Estou na Bahia. Vim da Bahia. (concorda e vai crase então).