0
 
Agenda <ul><li>Abertura; </li></ul><ul><li>Apresentação dos participantes; </li></ul><ul><li>Palestra Ricardo Silveira – I...
Palestrante:  Ricardo Silveira Inteligência de Mercado
MÉIER SAENS PEÑA ESTÁCIO N.S.PAZ BOCA DO MATO JACAREPAGUÁ PAVUNA CARIOCA CARDEAL ARCOVERDE BOTAFOGO NITERÓI IRAJÁ LINHA 2 ...
Programa de Expansão  do Sistema Metroviário <ul><li>Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica do Metropolitano do Rio de ...
<ul><li>Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes </li></ul><ul><li>Aquaviários, Ferroviários, Met...
<ul><li>Executar e administrar os projetos de expansão do atual sistema  </li></ul><ul><li>metroviário, assim como o desen...
<ul><li>Até Dezembro de 2007: </li></ul><ul><li>Administrar, operar e manter as Linhas 1 e 2 do sistema metroviário do Rio...
Evolução do Sistema Agosto/1998 Siqueira Campos Cardeal Arcoverde Botafogo Flamengo Largo do Machado Catete Cinelândia Gló...
O Sistema Antes da Nova Linha 2 Com a Nova Linha 2 Intervalo (CTR – BTF) 2min 50sec - - 2010 Linha 1 Nova Linha 2 Metrô Na...
Projeto Século XXI <ul><li>Aditamento do Contrato de Concessão prorrogando por mais 20 anos, até 27 de Janeiro de 2038, as...
Mudanças na Demanda <ul><li>O novo Centro expandido do Rio exerce atratividade superior à Estação Carioca, principal foco ...
Mudanças na Demanda <ul><li>O novo Centro expandido do Rio exerce atratividade superior à Estação Carioca, principal foco ...
Mudanças na Demanda <ul><li>O novo Centro expandido do Rio exerce atratividade superior à Estação Carioca, principal foco ...
O Sistema – Antes da Nova Linha 2
<ul><li>Permanece viável a implantação? </li></ul><ul><li>Sim, embora o desejo de viagem não seja mais o mesmo de quando p...
Expansão Metrô Rio – Detalhe Nova Linha 2 Legenda: Linha 1 (em subterrâneo) Linha 2 (em subterrâneo) Linha 2 (em superfíci...
Projeto Estação Cidade Nova – Layout  <ul><li>Vista da Av. Presidente Vargas em frente à Prefeitura </li></ul>
Projeto Estação Cidade Nova – Layout  Passarela Passarela e estação Mezanino Plataforma
Pesquisa IBOPE realizada em Fevereiro de 2010 <ul><li>Pergunta : O(a) Sr (a) prefere que a transferência  entre linhas vol...
Pesquisa IBOPE realizada em Fevereiro de 2010 <ul><li>Pergunta :  Acabou a transferência no Estácio.  </li></ul><ul><li>Ag...
Pesquisa IBOPE realizada em Fevereiro de 2010 80% dos entrevistados já indicaram ou indicariam o Metrô para algum amigo ou...
 
Palestrante:  Gabriel Noronha Transporte Planejamento e Controle da Operação
Filosofia Operacional <ul><li>Sistema de  Trens  Urbanos x Sistema de  Metrô; </li></ul><ul><li>Intervalo de Metrô; </li><...
Gráficos de Desempenho Ofertas Previstas X Realizadas - Ipanema/ General Osório 22/03/2010
Gráficos de Desempenho Ofertas Previstas X Realizadas - Ipanema/ General Osório
<ul><li>Perfil das Vias; </li></ul><ul><li>Rotas x Destinos; </li></ul><ul><li>Pilotagem Automática; </li></ul><ul><li>Esp...
<ul><li>Modernização do Centro de Controle de Tráfego; </li></ul><ul><li>Novo software de gestão de indicadores; </li></ul...
Palestrante:  Everton Ricardo Material Rodante MANUTENÇÃO DE TRENS
<ul><li>1998 / 2003 </li></ul><ul><li>Recuperação dos ativos (40% da frota inoperante) e adequação à retirada de operação ...
Ar-Condicionado <ul><li>Considerações sobre o sistema de Ar Condicionado: </li></ul><ul><li>Os Carros de Metrô possuem 2 e...
Ar-Condicionado <ul><li>O Metrô do Rio foi o segundo projeto de Metrô com Ar-Condicionado do Mundo (Anos 70); </li></ul><u...
Ar-Condicionado <ul><li>Como funciona o Fluxo de Ar no Carro: </li></ul>ÁREA  QUENTE ÁREA  QUENTE
Ar-Condicionado <ul><li>Medidas do Metrô Rio para melhorar a eficiência do sistema de ar-  </li></ul><ul><li>condicionado ...
Ar-Condicionado Linha de Sucção Linha de Gás Quente Linha de Líquido Evaporador Condensador 1 3 4 5 2 72° C em dias Quente...
<ul><li>ICE GIRL – Grupo que tem como objetivo realizar a inspeção visual interna e externa e coleta da temperatura dos ca...
Manutenção CM
Preventiva e Corretiva - Ar Condicionado
Oficina Eletrônica
Oficina Eletrônica – Teste Cartões Piloto Automático
Oficina Elétrica – Bobinagem Motores CC (Corrente Contínua)
Oficina Elétrica – Bobinagem Motores CC (Corrente Contínua)
Oficina Mecânica – Revisão Truque
Oficina Mecânica – Revisão Truque
Oficina Mecânica – Teste Válvula de Portas
Frenagens de Emergência
Frenagem – Piloto Automático Fixo
Frenagem – Piloto Automático Embarcado
Vidros Quebrados
Vidros Quebrados e Extintores <ul><li>Informações: </li></ul><ul><li>Antes do eventos, como Jogos de Futebol e shows, a eq...
Centro de Manutenção – Horário de Pico
Centro de Manutenção – Horário de Pico
Ar-Condicionado
OBRIGADO! [email_address] www.twitter.com/metro_rio
Visita ao Centro de Controle de Tráfego
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Apresentação Por Dentro do Metrô Rio Twitter 2010

3,455

Published on

Apresentação da Metrô Rio na primeira visita a 10 usuários do twitter selecionados

Published in: Technology
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
3,455
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
87
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "Apresentação Por Dentro do Metrô Rio Twitter 2010"

  1. 2. Agenda <ul><li>Abertura; </li></ul><ul><li>Apresentação dos participantes; </li></ul><ul><li>Palestra Ricardo Silveira – Inteligência de Mercado; </li></ul><ul><li>Palestra Gabriel Noronha - Transporte; </li></ul><ul><li>Palestra Everton Ricardo - Manutenção; </li></ul><ul><li>Visita ao CCT; </li></ul><ul><li>Visita ao CM; </li></ul><ul><li>Encerramento. </li></ul>
  2. 3. Palestrante: Ricardo Silveira Inteligência de Mercado
  3. 4. MÉIER SAENS PEÑA ESTÁCIO N.S.PAZ BOCA DO MATO JACAREPAGUÁ PAVUNA CARIOCA CARDEAL ARCOVERDE BOTAFOGO NITERÓI IRAJÁ LINHA 2 LINHA 3 LINHA 1 Metrô no Rio de Janeiro – Projeto original 1968
  4. 5. Programa de Expansão do Sistema Metroviário <ul><li>Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica do Metropolitano do Rio de Janeiro de 1968 - rede de Metrô no ano 1990: </li></ul><ul><ul><li>Linha 1, com 37 quilômetros de extensão, que contém a Linha Prioritária de Ipanema até Tijuca, e segue em subterrâneo até o Méier e daí em superfície até a baixada de Jacarepaguá. </li></ul></ul><ul><ul><li>Linha 2, com 30 quilômetros de extensão, com ponto de partida no bairro da Pavuna seguindo em superfície pelo leito da antiga Estrada de Ferro Rio D’Ouro, atingindo o centro da cidade no Largo da Carioca, onde passa sob a Linha 1, para finalmente, por um túnel subaquático de aproximadamente 4 quilômetros de extensão atravessar a Baía de Guanabara e atingir a estação Niterói. </li></ul></ul><ul><li>Evolução do planejamento: uma rede de metrô com 6 linhas. </li></ul><ul><ul><li>Linha 3: São Gonçalo - Niterói - Largo da Carioca </li></ul></ul><ul><ul><li>Linha 4: Barra da Tijuca – Botafogo </li></ul></ul><ul><ul><li>Linha 6: Barra da Tijuca à Baixada via Jacarepaguá </li></ul></ul><ul><li>A “evolução” também alterou o traçado da Linha 1, retirando as estações da Av. N. S. de Copacabana para áreas mais próximas dos morros. </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes </li></ul><ul><li>Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio </li></ul><ul><li>de Janeiro criada para regular e fiscalizar as concessões do Estado do </li></ul><ul><li>Rio de Janeiro. </li></ul>Responsabilidades
  6. 7. <ul><li>Executar e administrar os projetos de expansão do atual sistema </li></ul><ul><li>metroviário, assim como o desenvolvimento de novas linhas. </li></ul><ul><ul><li>Novas estações; </li></ul></ul><ul><ul><li>Compra de novos trens. </li></ul></ul>Responsabilidades Rio Trilhos
  7. 8. <ul><li>Até Dezembro de 2007: </li></ul><ul><li>Administrar, operar e manter as Linhas 1 e 2 do sistema metroviário do Rio de Janeiro. </li></ul><ul><li>Após Dezembro de 2007: </li></ul><ul><li>Em Dezembro/2007 foi assinado o aditamento ao contrato onde o Metrô Rio se compromete a fazer investimentos no sistema: </li></ul><ul><ul><li>Ampliação do sistema; </li></ul></ul><ul><ul><li>Compras de novos trens; </li></ul></ul><ul><ul><li>Resolução de Pendências (CCT, Sist. de Bilhetagem, Ventilação Primária, entre outros). </li></ul></ul>Responsabilidades
  8. 9. Evolução do Sistema Agosto/1998 Siqueira Campos Cardeal Arcoverde Botafogo Flamengo Largo do Machado Catete Cinelândia Glória Pres. Vargas Central Praça Onze Gen. Osório Cantagalo 01/Março/2003 Março/2007 Dezembro/2009 Pavuna Thomas Coelho Vicente de Carvalho Engenho da Rainha Maracanã Maria da Graça Inhaúma Nova América/ Del Castilho Afonso Pena São Fco Xavier Saens Peña Triagem Eng. Rubens Paiva Acari/Fazenda Botafogo Coelho Neto Colégio Irajá Carioca Uruguaiana Estácio São Cristóvão Julho/1998 Setembro/1998
  9. 10. O Sistema Antes da Nova Linha 2 Com a Nova Linha 2 Intervalo (CTR – BTF) 2min 50sec - - 2010 Linha 1 Nova Linha 2 Metrô Na Superficie Extensão 16 km 30,2 km 22,35 km Nº composições 12 20 30 Intervalo 5min 30sec 5min 30sec 4min / 4min Passageiros por dia 320.000 230.000 26.000 Nº estações 19 24 15 2009 Linha 1 Nova Linha 2 Metrô Na Superficie Extensão 15,2 km 21,7 km 28,35 km Nº composições 16 17 30 Intervalo 3min 40sec 4min 15sec 5min / 5min Passageiros por dia 333.000 217.000 26.000 Nº estações 18 16 17
  10. 11. Projeto Século XXI <ul><li>Aditamento do Contrato de Concessão prorrogando por mais 20 anos, até 27 de Janeiro de 2038, assinado com o Governo do Estado em 27 de Dezembro de 2007; </li></ul><ul><li>Investimento privado da ordem de R$ 1,15 bilhões, para aumentar a capacidade do sistema de 550.000 para 1.100.000 passageiros por dia: </li></ul><ul><ul><li>Aquisição de 114 carros (62 % da frota atual); </li></ul></ul><ul><ul><li>Novo layout do interior dos carros do metrô, oferecendo maior conforto aos clientes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Conclusão dos sistemas críticos (energia, automação, ventilação, etc.); </li></ul></ul><ul><ul><li>Ligação da linha 2 à Linha 1, entre as Estações São Cristóvão e Central - Nova Linha 2; </li></ul></ul><ul><ul><li>Construção de 2 novas estações – Cidade Nova e Uruguai </li></ul></ul>
  11. 12. Mudanças na Demanda <ul><li>O novo Centro expandido do Rio exerce atratividade superior à Estação Carioca, principal foco de atração de viagens quando projetado o Sistema Metroviário na década de 60. </li></ul>Pesquisa Origem x Destino Ago/08 Diagrama de Rede antigo
  12. 13. Mudanças na Demanda <ul><li>O novo Centro expandido do Rio exerce atratividade superior à Estação Carioca, principal foco de atração de viagens quando projetado o Sistema Metroviário na década de 60. </li></ul>Pesquisa Origem x Destino Ago/08 Diagrama de Rede antigo
  13. 14. Mudanças na Demanda <ul><li>O novo Centro expandido do Rio exerce atratividade superior à Estação Carioca, principal foco de atração de viagens quando projetado o Sistema Metroviário na década de 60. </li></ul>Pesquisa Origem x Destino Ago/08 Diagrama de Rede antigo
  14. 15. O Sistema – Antes da Nova Linha 2
  15. 16. <ul><li>Permanece viável a implantação? </li></ul><ul><li>Sim, embora o desejo de viagem não seja mais o mesmo de quando projetada esta alternativa, sendo a população melhor atendida pela conexão direta da Pavuna a Botafogo; </li></ul><ul><li>E viável, principalmente, quando da ligação </li></ul><ul><li>com a Linha 3 (Niterói – São Gonçalo). </li></ul>Carioca 2 a Estácio
  16. 17. Expansão Metrô Rio – Detalhe Nova Linha 2 Legenda: Linha 1 (em subterrâneo) Linha 2 (em subterrâneo) Linha 2 (em superfície) Linha 2 (a construir) Linha 2 (acesso à Linha 1) Av. Francisco Bicalho Porto São Cristóvão Estácio Praça XI Central Cidade Nova Linha 1 Linha 2 Av. Pres. Vargas Quinta da Boa Vista Linha Vermelha Sambódromo
  17. 18. Projeto Estação Cidade Nova – Layout <ul><li>Vista da Av. Presidente Vargas em frente à Prefeitura </li></ul>
  18. 19. Projeto Estação Cidade Nova – Layout Passarela Passarela e estação Mezanino Plataforma
  19. 20. Pesquisa IBOPE realizada em Fevereiro de 2010 <ul><li>Pergunta : O(a) Sr (a) prefere que a transferência entre linhas voltasse a </li></ul><ul><li>ser feita na Estação Estácio ou prefere como está agora? </li></ul>Critério Econôm. Brasil Linha Estações da Linha 1 Estações da Linha 2 Total Classe A Classe B Classe C/D 1 2 SPN/ ESA POZ/ CNL GLR/ CAV SC/ IGO PVN/ IRJ VCV/ SCR Base: Amostra (1001) (109) (477) (415) (763) (238) (126) (308) (210) (119) (140) (98) <ul><li>Preferiria que voltasse a ser feita na Estácio </li></ul>28 35 27 27 27 32 38 24 21 30 33 32 <ul><li>Prefere como está </li></ul>60 46 61 64 61 59 45 63 68 57 57 62 <ul><li>Não sabe/ Não respondeu </li></ul>11 20 12 8 12 8 17 13 10 13 10 6
  20. 21. Pesquisa IBOPE realizada em Fevereiro de 2010 <ul><li>Pergunta : Acabou a transferência no Estácio. </li></ul><ul><li>Agora, os clientes da Linha 2 vão da Pavuna até Botafogo sem trocar de trem. O(a) sr(a) diria que esta mudança foi: </li></ul>Critério Econôm. Brasil Linha Estações da Linha 1 Estações da Linha 2 Total Classe A Classe B Classe C/D 1 2 SPN/ ESA POZ/ CNL GLR/ CAV SC/ IGO PVN/ IRJ VCV/ SCR Base: Amostra (1001) (109) (477) (415) (763) (238) (126) (308) (210) (119) (140) (98) <ul><li>Muito positiva </li></ul>12 14 12 11 11 15 6 9 15 13 13 17 <ul><li>Positiva </li></ul>43 30 42 47 42 44 37 47 46 32 46 40 <ul><li>Não teve impacto </li></ul>12 11 12 11 13 7 13 12 12 18 6 8 <ul><li>Negativa </li></ul>23 26 24 22 23 24 29 23 19 25 24 24 <ul><li>Muito negativa </li></ul>7 15 7 6 7 8 13 6 6 8 7 8 <ul><li>NS/NR </li></ul>3 5 3 3 3 3 3 3 3 4 3 2
  21. 22. Pesquisa IBOPE realizada em Fevereiro de 2010 80% dos entrevistados já indicaram ou indicariam o Metrô para algum amigo ou conhecido. (%) Base Amostra: Total (1001) / Linha 1 (763) / Linha 2 (238)
  22. 24. Palestrante: Gabriel Noronha Transporte Planejamento e Controle da Operação
  23. 25. Filosofia Operacional <ul><li>Sistema de Trens Urbanos x Sistema de Metrô; </li></ul><ul><li>Intervalo de Metrô; </li></ul><ul><li>Segurança operacional (redundância). </li></ul><ul><li>Indicadores Operacionais; </li></ul><ul><li>Indicadores Contratuais. </li></ul>Indicadores
  24. 26. Gráficos de Desempenho Ofertas Previstas X Realizadas - Ipanema/ General Osório 22/03/2010
  25. 27. Gráficos de Desempenho Ofertas Previstas X Realizadas - Ipanema/ General Osório
  26. 28. <ul><li>Perfil das Vias; </li></ul><ul><li>Rotas x Destinos; </li></ul><ul><li>Pilotagem Automática; </li></ul><ul><li>Espaçamento/Intervalo Mínimo. </li></ul><ul><li>Indicadores de Destino dos Trens; </li></ul><ul><li>Monitores de Plataforma; </li></ul><ul><li>Próximos passos. </li></ul>Segurança e Confiabilidade Informações Operacionais
  27. 29. <ul><li>Modernização do Centro de Controle de Tráfego; </li></ul><ul><li>Novo software de gestão de indicadores; </li></ul><ul><li>Novo sistema inteligente de Circuito Fechado de TV; </li></ul><ul><li>Novo sistema de comando de rotas e monitoramento de sinalização de via; </li></ul><ul><li>Nova tecnologia de alarmes das estações à distância. </li></ul>Investimentos e Tecnologia
  28. 30. Palestrante: Everton Ricardo Material Rodante MANUTENÇÃO DE TRENS
  29. 31. <ul><li>1998 / 2003 </li></ul><ul><li>Recuperação dos ativos (40% da frota inoperante) e adequação à retirada de operação dos trens articulados. </li></ul><ul><li>Contratação de consultorias para diagnósticos (RATP – Paris), investimentos para recuperação de passivos. </li></ul><ul><li>2004 / 07 </li></ul><ul><li>Mudança da estratégia operacional, devido a extensão de horário em dias úteis (até 00:00h) e operação nos domingos/feriados com a utilização de 100% da frota nos horários de pico. Fotos CM </li></ul><ul><li>Impacto para a Manutenção: Transferência da manutenção Preventiva para a noite (21:30h às 4:30h) </li></ul><ul><li>27 de dezembro de 2007 ( MUDANÇA DO MODELO DE NEGÓCIO ) </li></ul><ul><li>Lançamento do projeto METRÔ DO SÉCULO XXI, com a execução de investimentos não realizados pelo Estado (aquisição de novos trens, construção de novas estações e interconexão linhas 1 e 2, dentre outros). </li></ul><ul><li>2008 - Atual </li></ul><ul><li>Sistema de Gestão: </li></ul><ul><li>- Implantação da Manutenção Centrada em Confiabilidade (RCM), com a utilização de técnicas Preditivas (análise de óleos, vibração, termográfica); </li></ul><ul><li>- Novo modelo de Engenharia de Manutenção - “com o avião voando”; </li></ul><ul><li>- Contratação de consultorias de Engenharia de nível internacional (Carrier/EUA, Interfleet/Europa); </li></ul>Histórico da Manutenção
  30. 32. Ar-Condicionado <ul><li>Considerações sobre o sistema de Ar Condicionado: </li></ul><ul><li>Os Carros de Metrô possuem 2 equipamentos de Ar Condicionado, totalizando 364 equipamentos na frota; </li></ul><ul><li>Cada equipamento possui potência de refrigeração de 10 TRs (Toneladas de Refrigeração); </li></ul><ul><li>1 TR é equivalente a 12.000 Btu (British Thermal Unit); </li></ul><ul><li>Portanto a potência instalada do sistema é de 240.000 Btu/Carro, seria equivalente a 20 aparelhos de Ar Condicionado Residencial de 12.000Btu; </li></ul><ul><li>Diferença entre sistema Residencial e Ônibus X Metrô; </li></ul>
  31. 33. Ar-Condicionado <ul><li>O Metrô do Rio foi o segundo projeto de Metrô com Ar-Condicionado do Mundo (Anos 70); </li></ul><ul><li>Os carros foram projetados para operar em túneis; </li></ul><ul><li>As variações de temperatura de projeto previam Δ t de 10° (Ambiente Externo e o Interior do carro); </li></ul><ul><li>A solução desenvolvida foi Sistema Split (Evaporador e Condensador separados); </li></ul>
  32. 34. Ar-Condicionado <ul><li>Como funciona o Fluxo de Ar no Carro: </li></ul>ÁREA QUENTE ÁREA QUENTE
  33. 35. Ar-Condicionado <ul><li>Medidas do Metrô Rio para melhorar a eficiência do sistema de ar- </li></ul><ul><li>condicionado dos trens atuais: </li></ul><ul><li>Instalou ventiladores em baixo de trens da linha 2 para diminuir o calor absorvido do chão e favorecer a condensação e performance do ar condicionado, localizado na parte inferior dos trens. Foto </li></ul><ul><li>Contratou duas consultorias internacionais (Carrier e Interfleet) para avaliar as melhorias que são tecnicamente possíveis de serem feitas no sistema de ar dos trens atuais, com o objetivo de melhorar a eficiência da refrigeração. As melhorias estão em teste e avaliação de viabilidade. </li></ul><ul><li>Melhorias testadas e aprovadas: Novos Condensadores e Ventiladores, Limpeza Severa das Tubulações e Evaporadores) </li></ul><ul><li>Duplicou as frentes de manutenção para solucionar de forma mais ágil problemas nos trens em circulação: agora, além da estação Maria da Graça e do centro de manutenção, existem Frentes Avançadas de Manutenção em Saens Peña e em Glória. </li></ul><ul><li>Distribuição das Equipes de Restabelecimento </li></ul>
  34. 36. Ar-Condicionado Linha de Sucção Linha de Gás Quente Linha de Líquido Evaporador Condensador 1 3 4 5 2 72° C em dias Quentes (Linha 2)
  35. 37. <ul><li>ICE GIRL – Grupo que tem como objetivo realizar a inspeção visual interna e externa e coleta da temperatura dos carros. </li></ul><ul><li>O trabalho realizado pelo grupo viabiliza a informação imediata da situação dos carros, possibilitando que a manutenção possa atuar rapidamente nas Frentes Avançadas. </li></ul><ul><li>O que o Grupo Ice Girl inspeciona e informa para a Manutenção? </li></ul><ul><li>Temperatura alta; </li></ul><ul><li>Barulho anormal; </li></ul><ul><li>Falha na sonorização dos carros; </li></ul><ul><li>Sujeira no interior dos carros; </li></ul><ul><li>Vidros (quebrados, trincados); </li></ul><ul><li>Extintores (faltantes, validade); </li></ul>Programa Ice Girl
  36. 38. Manutenção CM
  37. 39. Preventiva e Corretiva - Ar Condicionado
  38. 40. Oficina Eletrônica
  39. 41. Oficina Eletrônica – Teste Cartões Piloto Automático
  40. 42. Oficina Elétrica – Bobinagem Motores CC (Corrente Contínua)
  41. 43. Oficina Elétrica – Bobinagem Motores CC (Corrente Contínua)
  42. 44. Oficina Mecânica – Revisão Truque
  43. 45. Oficina Mecânica – Revisão Truque
  44. 46. Oficina Mecânica – Teste Válvula de Portas
  45. 47. Frenagens de Emergência
  46. 48. Frenagem – Piloto Automático Fixo
  47. 49. Frenagem – Piloto Automático Embarcado
  48. 50. Vidros Quebrados
  49. 51. Vidros Quebrados e Extintores <ul><li>Informações: </li></ul><ul><li>Antes do eventos, como Jogos de Futebol e shows, a equipe de operação retira os extintores dos carros e os leva para a cabine do Condutor; </li></ul><ul><li>É comum extintores serem usados para quebrar os vidros e após serem jogados na via; </li></ul><ul><li>Em 2009 em um jogo do campeonato carioca foram quebrados 28 vidros, entre Janelas e Portas; </li></ul><ul><li>Em 2010 em um dia de bloco de carnaval foram quebrados 17 vidros; </li></ul><ul><li>Além do custo para recuperar o ativo (Estado) é necessário priorizar a substituição, sendo, em muitos casos, necessário adesivar os vidros e fazer programação >> Diminuir a oferta de trens </li></ul>
  50. 52. Centro de Manutenção – Horário de Pico
  51. 53. Centro de Manutenção – Horário de Pico
  52. 54. Ar-Condicionado
  53. 55. OBRIGADO! [email_address] www.twitter.com/metro_rio
  54. 56. Visita ao Centro de Controle de Tráfego
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×