Psicologia AmbientalPor quê não agimos?                        Nicholas Gimenes                      www.nicholasgimenes.c...
Painel Intergovernamental deMudança Climática (IPCC)É uma comissão da ONU formada porcientistas, especialistas e instituiç...
Você têm dúvidas?   São Paulo
Por quêNÃO AGIMOS!?
Crise Climática é um problemanão somente ambiental,mas também:    Político,   Econômicoe PSICOLÓGICO
“Quanto mais busco as causasda Crise Ambiental, mais me convençode que é uma Manifestação Externade uma Crise Interior.”  ...
 VisíveisNosso cérebro                                        Imediatasresponde melhora ameaças que são                 ...
 É difícil perceber o clima mudando Os maiores impactos são no longo prazo As causas e as soluções são incertas, comple...
o “Protejo o meio-ambiente  de outras formas”                                       Desculpaso “Você não tem direito      ...
GREENWASHING
7 Pecados do Greenwashing Falta de provas Termos Vagos Imagens Sugestivas Irrelevância Custo ambiental camuflado     ...
Principais Barreiras PsicológicasIgnorânciasobre o problema e sobre o que fazerIncertezapercebida ou real sobreos dados e ...
Principais Barreiras PsicológicasOtimismosobre riscos ou distância das consequênciasDesconfiançadas mensagens de cientista...
Principais Barreiras PsicológicasHábitosalguns são extremamente difíceis de mudarRiscos Percebidos com a Mudança deComport...
Principais Barreiras PsicológicasComparação social, normas, conformidade e igualdadeobservando os outros e prezando pela i...
Idéias para Superar a Resistência1) Visualização e Informação• Estabeleça meios para medir e apresentar fatores como consu...
Idéias para Superar a Resistência1) Visualização e Informação• Conte histórias individuais. Temos mais empatia quando vemo...
Idéias para Superar a Resistência1) Visualização e Informação• Não fale apenas. Mostre, comprove, envolva, inspire, demons...
Idéias para Superar a Resistência1) Visualização e Informação• Divulgue os resultados das ações. Sabendo quem progrediu, q...
Idéias para Superar a Resistência2) Valores e Liderança• Deve-se pensar o programa considerando meritocracia, coerência,tr...
Idéias para Superar a Resistência3) Riscos e Oportunidades• Forneça as condições necessárias, dê tempo e autonomia para qu...
Idéias para Superar a Resistência3) Riscos e Oportunidades• Se há motivos para a pessoa se sentir satisfeita com a própria...
Idéias para Superar a Resistência4) Outros Incentivos• Pense em quais outros incentivos e restrições podem influenciar oco...
Idéias para Superar a Resistência5) Momentos Cruciais• É impossível as pessoas pensarem o tempo todo na Crise Climática.Ma...
O Antídoto da Apatia – Dave Meslin“Acredito que as pessoas são inteligentes, incríveis e se importam.Enquanto acreditarmos...
4 PrincípiosTNS (The Natural Step www.thenaturalstep.org)1. Reduzir dependência de   Recursos Não-Renováveis2. Reduzir dep...
Funil da Sustentabilidade                 TNS (The Natural Step www.thenaturalstep.org)Ar limpo                           ...
3 Rs3° Reciclar               1° Reduzir          2° Reutilizar
TRIPLE BOTTOM LINE                                                          Tripé da                                      ...
SEJA AMUDANÇA  que você deseja verNO MUNDO Mahatma Gandhi
BibliografiaGlobal Warming: Science and the MessageThe Psychology of Global Warming - Improving the Fit between the Scienc...
Gostou? Compartilhe!
Nicholas Gimenes             www.nicholasgimenes.com.br             nicholasgimenes@gmail.com                             ...
PSICOLOGIA AMBIENTAL: Por quê não agimos?
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

PSICOLOGIA AMBIENTAL: Por quê não agimos?

6,122

Published on

http://www.nicholasgimenes.com.br

Published in: Education
0 Comments
5 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
6,122
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
27
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
5
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "PSICOLOGIA AMBIENTAL: Por quê não agimos?"

  1. 1. Psicologia AmbientalPor quê não agimos? Nicholas Gimenes www.nicholasgimenes.com.br
  2. 2. Painel Intergovernamental deMudança Climática (IPCC)É uma comissão da ONU formada porcientistas, especialistas e instituições,selecionados no mundo todo.Nos seus relatórios, admitem incertezassobre os efeitos exatos, mas não têmdúvidas sobre a necessidade deadotarmos práticas sustentáveis.
  3. 3. Você têm dúvidas? São Paulo
  4. 4. Por quêNÃO AGIMOS!?
  5. 5. Crise Climática é um problemanão somente ambiental,mas também: Político, Econômicoe PSICOLÓGICO
  6. 6. “Quanto mais busco as causasda Crise Ambiental, mais me convençode que é uma Manifestação Externade uma Crise Interior.” Al Gore “Uma Verdade Inconveniente”
  7. 7.  VisíveisNosso cérebro  Imediatasresponde melhora ameaças que são  Iminentes  Tem causas simples  Tem precedentes  Tem impactos pessoais diretos  São causadas por alguém, não por “nós” Crise Climática não apresenta nenhuma dessas características
  8. 8.  É difícil perceber o clima mudando Os maiores impactos são no longo prazo As causas e as soluções são incertas, complexas e sem precedentes Parece problema “das outras pessoas” Se vemos 1 pessoa sofrendo nosimportamos mais do que se há muitas Quando não temos autonomia oucontribuímos pouco, não nos importamos Implica em reduzir prazeres e mudar hábitos,racionalizamos conforme é conveniente para nós
  9. 9. o “Protejo o meio-ambiente de outras formas” Desculpaso “Você não tem direito + comuns de me acusar” para nãoo “Não faço nada errado”o “Eu não sabia” agiro “Não faz diferença”o “Eu queria, mas por causa de XXX não posso”o “sociedade é corrupta, não presta”o “É muito difícil mudar de comportamento”
  10. 10. GREENWASHING
  11. 11. 7 Pecados do Greenwashing Falta de provas Termos Vagos Imagens Sugestivas Irrelevância Custo ambiental camuflado Jesus Cristo “Menos Pior” *Em 2010, 95% dos produtos analisados nos Mentiras EUA e Canadá cometeram pelo menos 1. Fonte: TerraChoice
  12. 12. Principais Barreiras PsicológicasIgnorânciasobre o problema e sobre o que fazerIncertezapercebida ou real sobreos dados e soluçõesNegaçãodo problema, da influênciaou da responsabilidade deum ou mais grupos
  13. 13. Principais Barreiras PsicológicasOtimismosobre riscos ou distância das consequênciasDesconfiançadas mensagens de cientistas e autoridadesLigação com a Localidadenos importamos + com lugarescom os quais possuímosalguma ligação
  14. 14. Principais Barreiras PsicológicasHábitosalguns são extremamente difíceis de mudarRiscos Percebidos com a Mudança deComportamentofinanceiros, sociais, funcionais,físicos, temporais, psicológicosSimbolismo e o Efeitode Reboundações fáceis, simbólicas – maspouco úteis na mitigação do problema
  15. 15. Principais Barreiras PsicológicasComparação social, normas, conformidade e igualdadeobservando os outros e prezando pela igualdade,estabelecemos o “comportamento apropriado”Objetivos Conflitantesas pessoas tem múltiplosobjetivos e valores própriosCrenças em Soluções forado controle humanodestino, vontade divina
  16. 16. Idéias para Superar a Resistência1) Visualização e Informação• Estabeleça meios para medir e apresentar fatores como consumo deenergia, economia, níveis de poluição - para indivíduos, departamentos emáquinas. Identifique onde estão os maiores impactos e progressos.• Deixe claro os padrões de comportamento e ações apropriadas - paraque todos saibam quando estão fora ou dentro do esperado.• Evite abreviaturas, dados e diagramas complexos,imagens catastróficas / futuras / de multidões.• Utilize materiais gráficos simples, imagens vivas,mostre uma checklist de ações, associando comlugares familiares e significativos para o público,destacando acontecimentos recentes.
  17. 17. Idéias para Superar a Resistência1) Visualização e Informação• Conte histórias individuais. Temos mais empatia quando vemos umacriança sofrendo, ou alguém que adotou práticas sustentáveis comsucesso, do que falando de populações ou países.• Atenção na Linguagem. Exemplo: Aquecimento Global é menosimpactante do que Crise Climática.• Foque no que as pessoas podem perder. Elas sepreocupam mais em não perder do que em ganhar.• Prefira frequência à porcentagens:"1 em 1000" dá mais impacto do que “0,1%”• Aproveite as oportunidades dasdatas comemorativas e eventos
  18. 18. Idéias para Superar a Resistência1) Visualização e Informação• Não fale apenas. Mostre, comprove, envolva, inspire, demonstre. Usevários recursos - meios visuais, auditivos, cinestésicos. Faça eventos,promova interação. Leve as pessoas para o contato com a natureza, coma degradação e com lugares sustentáveis.•As pessoas precisam saber como ajudar realmente, o que agrava oproblema, quais soluções são mais eficazes, e quais as implicaçõespositivas e negativas da mudança na vida delas.• Mantenha as informações acessíveis.Facilite a busca, a visualização, a comparaçãoe o esclarecimento de dúvidas.
  19. 19. Idéias para Superar a Resistência1) Visualização e Informação• Divulgue os resultados das ações. Sabendo quem progrediu, quem não,quais as expectativas (pessoais e organizacionais), e qual o resultadoobtido - pode-se identificar quais foram as melhores práticas, asprincipais dificuldades e aperfeiçoar o programa.• Utilize tecnologias e equipamentos que apresentam de forma clara eimediata, o quanto estão consumindo/poluindo/economizando.• Confira se Certificações, Selos, Dados,Bibliografias - são de fontes confiáveis, comprovadas etransparentes - para não trair a confiança daspessoas, perder a credibilidade e o engajamento.
  20. 20. Idéias para Superar a Resistência2) Valores e Liderança• Deve-se pensar o programa considerando meritocracia, coerência,transparência. É preciso considerar os interesses, dificuldades e valores doscolaboradores, para obter uma adesão voluntária, engajada e motivada.• Os valores organizacionais não são aqueles escritos,mas aqueles demonstrados nas ações diárias.• As atitudes dos representantes devemser coerentes com os valores propostos.• Conte com a ajuda de indíviduos formadoresde opinião dentro do seu público-alvo.
  21. 21. Idéias para Superar a Resistência3) Riscos e Oportunidades• Forneça as condições necessárias, dê tempo e autonomia para que ocomportamento possa ser exercido, e sem incômodos desnecessários.• O indivíduo não pode se sentir prejudicado, penalizado, ao exercer ocomportamento sustentável. Além das condições tangíveis, pense tambémnas intangíveis (limpeza, organização, etc).• Considere os riscos financeiros, sociais, funcionais,físicos, temporais, psicológicos - envolvidos naadoção pelos indivíduos do comportamento.
  22. 22. Idéias para Superar a Resistência3) Riscos e Oportunidades• Se há motivos para a pessoa se sentir satisfeita com a própriaparticipação, isso fortalece o engajamento nas ações.• O fator competência também é importante. O resultado esperado e asações solicitadas devem ser estimulantes, desafiadoras, mas não ir alémda capacidade e aptidões dos indivíduos.•Pode-se também fazer de forma divertida: jogos,campeonatos, concurso de idéias, votações,colher feedbacks - para dar oportunidade departicipação e aperfeiçoamento do programa.•Revise e aperfeiçoe as condições periodicamente, para continuar obtendo bons resultados.
  23. 23. Idéias para Superar a Resistência4) Outros Incentivos• Pense em quais outros incentivos e restrições podem influenciar ocomportamento, além da preocupação com o meio-ambiente.• Um ótimo incentivo é o Ego. Pessoas e Organizações querem se vercomo boas. Destaque e reconheça quem obteve bons resultados.•Se todos pudessem ver o quanto progrediram, iriam se preocupar como que os outros estão pensando - e tentariam reduzir.• Dinheiro não é um bom incentivo. As pessoas nãogostam de envolver trocas sociais com financeiras.Exemplo: Taxas de carbono geram resistências,as pessoas dizem que está muito caro,acusam de ganância, buscam subterfúgios.
  24. 24. Idéias para Superar a Resistência5) Momentos Cruciais• É impossível as pessoas pensarem o tempo todo na Crise Climática.Mas podem ser lembradas em momentos cruciais, em que tomam umadecisão com impacto grande e prolongado no meio-ambiente.Exemplo: quando compram um carro, uma geladeira, um sistema deenergia para suas casas. O momento da decisão é único, mas os efeitosda decisão se estenderão por muito tempo.• Nesses momentos, temos que usar lembretesque façam a pessoa pensar no meio-ambientee na economia de recursos.
  25. 25. O Antídoto da Apatia – Dave Meslin“Acredito que as pessoas são inteligentes, incríveis e se importam.Enquanto acreditarmos que as pessoas são egoístas, ignorantes,preguiçosas - não há esperança.Precisamos REDEFINIR a Apatia,não como um defeito pessoal, mascomo uma série de Barreiras Culturaisque dificultam o engajamento.Assim, podemos IDENTIFICAR quais sãoessas barreiras e DESMATELAR o maiornúmero delas possível.”
  26. 26. 4 PrincípiosTNS (The Natural Step www.thenaturalstep.org)1. Reduzir dependência de Recursos Não-Renováveis2. Reduzir dependência deSubstâncias Poluidoras3. Evitar esgotamento eimpactos na Natureza4. Garantir que as pessoas tenhamnecessidades básicas atendidas
  27. 27. Funil da Sustentabilidade TNS (The Natural Step www.thenaturalstep.org)Ar limpo OFERTA TecnologiaÁgua limpa de Recursos Diminuindo CriatividadeTerras Férteis Planejamentoetc... SUSTENTABILIDADE Educação DEMANDA por Recursos Mudança deDesperdício Atitude AumentandoConsumismoSuperpopulação
  28. 28. 3 Rs3° Reciclar 1° Reduzir 2° Reutilizar
  29. 29. TRIPLE BOTTOM LINE Tripé da Lucro Sustentabilidade Redução de Custos Pesquisa & Desenvolvimento Ética Empresarial CRESCIMENTO Comércio Justo ECONÔMICO Criação de Emprego Eficiência Energética Desenvolvimento Econômico Subsídios/Incentivos SÓCIO- ECO- ECONÔMICO ECONÔMICO SUSTENTABILIDADE PROGRESSO PRESERVAÇÃO SOCIAL SÓCIO- AMBIENTAL AMBIENTAL Diversidade Redução de Emissões, Poluição Direitos Humanos Redução dos Desperdícios Justiça e Qualidade de Vida Preservação da Biodiversidade Segurança e Saúde Regulamentação Ambiental Administração de Crises
  30. 30. SEJA AMUDANÇA que você deseja verNO MUNDO Mahatma Gandhi
  31. 31. BibliografiaGlobal Warming: Science and the MessageThe Psychology of Global Warming - Improving the Fit between the Science and the Message by Ben R. Newell and Andrew J.PitmanSeths Blog: The problem with "global warming"PSICOLOGIA AMBIENTAL - Intervenção Essencial para a Sustentabilidade na Gestão Organizacional - Cleber J. C. Dutra e SylviaCavalcante (Livro Psicologia Aplicada à Administração)Psychology and Global Climate Change: Addressing a Multi-faceted Phenomenon and Set of ChallengesDan Ariely: Cheap Dates and Carbon CheatingIs the Prius Eco-Friendly, or Ego-Friendly? - Dan ArielyThe Psychology of Climate Change Communication – CREDHarvard Thinks Big 2010 - Daniel Gilbert - Global Warming and PsychologyDan Ariely: Psychological Problem of Global WarmingThe Ingenious Ways We Avoid Believing in Climate Change“Psychology and Global Climate Change: Addressing a Multi-faceted Phenomenon and Set of Challenges”The Ingenious Ways We Avoid Believing In Climate Change- A Video PresentationIPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change)Dave Meslin: The antidote to apathy | Video on TED.comDocumentário “Uma Verdade Inconveniente” – Al GoreThe Sins of Greenwashing - TerraChoice
  32. 32. Gostou? Compartilhe!
  33. 33. Nicholas Gimenes www.nicholasgimenes.com.br nicholasgimenes@gmail.com br.linkedin.com/in/nicholasgimenesfacebook.com/nicholasgimenes twitter.com/nicholasgimenes

×