• Save
Estudo de Caso: Gillette Mach3
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Estudo de Caso: Gillette Mach3

on

  • 4,742 views

http://www.nicholasgimenes.com.br

http://www.nicholasgimenes.com.br

Statistics

Views

Total Views
4,742
Views on SlideShare
4,712
Embed Views
30

Actions

Likes
6
Downloads
0
Comments
0

2 Embeds 30

http://www.slashdocs.com 28
http://www.linkedin.com 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Estudo de Caso: Gillette Mach3 Estudo de Caso: Gillette Mach3 Presentation Transcript

  • Desenvolvimento de ProdutosProfº Marcelo Reis Marcela VagliECO-180 Marketing Organizacional Nicholas Gimenes 21/8/2012
  • BarbeadoresIdade da Pedra Polida (Neolítico, 10.000 a.C – 4.000 a.C) Antiguidade (4.000 a.C – 476 d.C) Barbeador Romano, bronze (~séc III) Idade Média (476 - 1789) Barbeador Bizantino, ferro (~séc V) Navalha criada no séc XVIII
  • Barbeadores1901, Barbeador Gillette (formato T)• Boston, EUA• Patenteado• 1º ano vendeu 51 mil aparelhose 168 mil lâminas• Na década seguinte, vendeu41,4 milhões entre lâminas e aparelhos.
  • “Enquanto estava com a navalha na mão,meus olhos descansando sobre ela, levecomo um pássaro pousando no ninho,o barbeador Gillette nasceu.Naquele momento vi tudo:a forma como a lâmina seria presa a umsuporte, a idéia de afiar as duas margensopostas sobre a peça fina de aço, commeio punho de distância entre as duasextremidades da lâmina.”
  • “O barbeador foi encarado como piadapor todos os meus amigos.Uma saudação comum era:‘E aí Gillette, como tá a navalha?’”“Não há outro artigo de uso pessoal tãouniversalmente distribuído.Em minhas viagens, eu o encontrei nacidade mais ao norte, na Noruega,e no coração do deserto do Saara.”Atualmente, + de 1 bilhão de pessoas começam o seu dia com um produto Gillette.
  • Barbeadores1914-18 , 1ª Guerra Mundial – Kit militar• 3,5 milhões de aparelhos e 36 milhões delâminas para soldados americanos.• Hábito de se barbear em casa foise consolidando.• Cada lâmina foi embalada com umafotografia e assinatura de King Gillette.
  • Barbeadores1915, Milady Décolletée• 1º aparelho desenvolvimentoespecificamente para mulheres.
  • Barbeadores
  • Barbeadores1968, Brasil - Techmatic• Sistema de carga com uma fita contínua• Mais qualidade no barbear
  • Barbeadores1971, Trac II• O 1º decartável de duplo fio de lâminas.• A Gillette constrói seus negócios baseada no sucesso do Trac II.
  • Barbeadores1975, GII• Aparelho com lâminas paralelas eintercambiáveis• Gillette Daisy Plus, o 1º aparelhodescartável projetado para depilaçãofeminina.• Em 1977, lança noBrasil, o descartávelPrestobarba.
  • Barbeadores1980, Atra• lâminas paralelas e cabeça móvel(inclina em relação ao cabo),proporcionando melhor ajuste ao rosto.
  • Barbeadores1987 e 1988, Atra Plus e GII Plus• Ambos ofereciam uma fitalubrificante, que em contato com a águapermitia que a lâmina deslizassesuavemente sobre a pele, tornando o atode barbear mais seguro e confortável.
  • Barbeadores1990, Sensor• Em 1993 foi lançado no Brasil, para opúblico masculino moderno.• Barbear mais rente, suave e mais conforto.Em menos de 2 anos vendeu a bilionésimacarga (recorde absoluto).• Lâminas sobre molas individuais, soldadasa laser, melhor posição, carga menor, novafita lubrificante, cabo anatômico, nova açãomóvel, melhor limpeza, formato e design.
  • Barbeadores1995, SensorExcel• 1º aparelho de barbear a incluir umapeça de borracha (Microfins) que levantao pêlo, permitindo um barbear maisrente e sem irritações.
  • 1998, Lançamento do Mach3• Investimento altíssimo em pesquisasjunto a consumidores revelou anecessidade da 3ª lâmina.• Projeto envolveu 500 engenheiros doMIT e Stanford, durante 6 anos.• Custou US$ 750 milhões (= a projetoautomobilístico) + US$ 300 milhões paradivulgação. 70 patentes.• Gillette Venus , versão com 3 lâminaspara o público feminino.
  • • Equipamento que fabricava o Sensorproduzia 185 cartuchos por minuto.Após inúmeros ajustes produz até1 milcartuchos Mach 3 por minuto.• Preço Premium (cerca de 35% acima)• Testado em mais de 300 voluntários• Suporta até 40 usos sem recarga(Sensor: até 8 usos sem recarga)• Superou nos EUA as vendas de 2 anosdo Gillette Sensor em 6 meses.• A Gillette criou outras versões: Turbo(2003) + 52 patentes, Power (2004),Sensitive (2011).
  • • Homens jovens• Bem-sucedidos, Modernos e Sofisticados• Vaidosos, cuidam da aparência• Gostam de Esportes e Tecnologia• Valorizam marca, moda, design, qualidade
  • Metropolitano + Sexual• homem urbano, bem-sucedido• muito preocupado com a aparência e moda• gasta parte do seu tempo e dinheiro em cosméticos,acessórios, roupas• busca as melhores marcas e qualidade.O termo foi usado pela 1ª vez em 1994 pelojornalista britânico Mark Simpson.A expressão ganhou força em 2002,com um novo artigo de Mark Simpson,apontando David Beckham como metrossexual.
  • PremiumDescartável Durável Commodity ~R$ 9 : Aparelho Gillette Mach 3 + 1 refil ~R$ 5 : cada refil Gillette Mach 3 ~R$ 6 : Aparelho Bozzano Action/Matrix 3 +1 refil ~R$ 2,5 : cada refil Bozzano Action/Matrix 3 ~R$ 3 : cada barbeador descartável Bic Comfort 3
  • Em 2006 criou o Fusion, um aparelho de barbear de5 lâminas, com espaços reduzidos entre elas e na partede trás do aparelho há uma única lâmina,para aparar os pêlos com precisão.
  • Barbeadores
  • O Mach 3 da Gillette é um case incrível de inovaçãotecnológica, estratégia e marketing.O amplo sucesso dos produtos anteriores poderia originar um excesso de confiançaaltamente prejudicial, levando-a a negligenciar a necessidade de continuar inovandoe o potencial de crescimento dos concorrentes diretos e dos produtos substitutos.No entanto, demonstrando grande lucidez, visão e competência, a empresa investiumais de 1 bilhão de dólares para desenvolver e divulgar globalmente o Mach 3,aproveitando a expertise adquirida com os produtos anteriores, adaptando a linha deprodução existente e explorando a tendência do Metrossexualismo, que ganhou forçaa partir do ano 2000.Contrariando os céticos, a estratégia se mostrou acertada e o desenvolvimentotecnológico intenso combinado com numerosos testes com grupos de clientesresultaram em um produto com ótimo desempenho, superando nos EUA em 6 mesesas vendas de 2 anos do seu antecessor Gillette Sensor.
  • Marcela Vagli Nicholas Gimenes